Page 7

27 Dezembro 2011

Página 7

Jornal MARANDUBA News

Bióloga tem estudo sobre pescadores da Maranduba exposta na capital EZEQUIEL DOS SANTOS Nos últimos dias 4 a cinco de novembro a bióloga Juliana Ramos de Oliveira teve o seu trabalho de conclusão de curso, da faculdade Módulo, enviado ao XV ENIC- Encontro de iniciação científica, que foi na Unicsul – Universidade Cruzeiro do Sul na capital paulista. Intitulado “Análise e Caracterização da Pesca Artesanal Na Praia da Maranduba”, o estudo possui 32 folhas de dados sobre a situação da pesca e dos pescadores de nossa baía. Nos agradecimentos a pesquisadora destaca todos os pescadores por compartilharem seu conhecimento a realização deste trabalho. A pesquisa foi realizada entre setembro de 2010 a março deste ano e foram realizadas entrevistas apenas com os pescadores artesanais da comunidade pesqueira da Maranduba. Foram entrevistados 10 pescadores com idades entre 34 e 72 anos, sendo que todos os entrevistados são nativos de Ubatuba. O estudo traz dados detalhados sobre a pesca artesanal, histórico do litoral norte do estado de São Paulo, caracterização das ativi-

dades pesqueiras de Ubatuba e proximidades, problemas da atividade pesqueira na região de Ubatuba, o estudo a ser aplicado, as metodologias, áreas de estudo, os equipamentos de produção pesqueira: arpão, linhada, rede de cerco flutuante, rede de espera de fundo, rede de arrasto, embarcações e espécies capturadas na região. Juliana confessa que no inicio teve dificuldades para entrevistar os pescadores, porque pesquisadores anteriores tiveram outras intenções. Na conclusão da bióloga a pesca artesanal ainda continua sendo uma importante atividade econômica na região l, porém, outras atividades complementares de renda têm aumentado principalmente relacionadas com o turismo, e com o tempo isso poderá interferir nas práticas de pesca artesanal. Para ela os pescadores entrevistados demonstraram um vasto conhecimento sobre os peixes capturados, em relação a vários aspectos como: época de reprodução, comportamento, características morfológicas, alimentação, entre outros. Esse conhecimento é adquirido através dos

pais e de atividades relacionadas à pesca artesanal. O estudo aponta ainda que até os dias atuais a pesca é realizada em família, portanto o conhecimento é passado de geração em geração, o que caracterizam a forma como pescam. Os resultados obtidos nessa

pesquisa evidenciam o conhecimento dos pescadores em relação aos recursos pesqueiros que utilizam. Contudo, reitera a pesquisadora que é necessário mais estudos na região, e mostrar para os pescadores, cada vez mais a importância desses estudos. Alguns pescadores la-

mentaram não poder colaborar mais em virtude de pesquisadores anteriores te-los prejudicados em suas atividades, o que é compreensível já que estas interferências os aborrecem e culminam no prejuízo social, econômico, histórico e cultural de seu modo devida.

Região chora perda de moradores ilustres Faleceu no último dia 19, segunda feira, os caiçaras Antonio Manoel do Prado (Jijo), 56, e Maria Apparecida do Prado (Cida Balio), 77, dois ilustres moradores do Sertão da Quina. Cida nos deixou às oito horas da manhã em decorrência de câncer no pâncreas e Jijo, por volta da hora do almoço, de falência múltiplas dos órgãos, também em decorrência de um câncer. Os dois moradores têm muita história para contar e suas habilidades, conheci-

mento e contribuição a comunidade são dignas de um livro. Ela ligada a educação, ao resgate da dignidade, das tradições, da cultura e da musica. Ele era mateiro de carteirinha, exímio conhecedor da avifauna e flora da Mata Atlântica onde nos causos, através da tradição oral, relatava sua experiência na floresta, os usos e costumes dos povos antigos. É uma perda considerá-

vel tendo em vista o quanto são queridos e ajudaram na formação da sociedade da região sul de Ubatuba. Ela filha da saudosa Maria Balio, personalidade feminina mais importante de Ubatuba, e ele, filho de João Rosa, peça chave na montagem da verdadeira história do aparecimento da Santa no Emaús, onde foi testemunha ocular. A comunidade se manifesta em solidariedade as famílias e em respeito aos ilustres que se foram.

Jijo (a esquerda) e Cida Balio (acima) deixam saudades.

Jornal Maranduba News #32  

Noticias da Regiao Sul de Ubatuba

Jornal Maranduba News #32  

Noticias da Regiao Sul de Ubatuba

Advertisement