Page 3

MAPLIS

EDITORA

www.cidadeitapevi.com.br

www.cidadeitapevi.com.br

03

EM NOTÍCIAS

Itapevi

A

Prefeitura de Itapevi realiza, entre os dias 15 e 23 de maio, a programação artística da Fase Municipal do Mapa Cultural Paulista. De acordo com a Diretoria de Cultura, estão previstas atividades teatrais, de dança, de artes visuais e literatura, realizadas por artistas da cidade. Na tarde de sexta-feira (15), foram realizadas as atividades musicais, de coral e música instrumental e de vídeo.

A meta da Fase Municipal do Mapa Cultural Paulista é revelar talentos locais, que participarão da fase estadual do concurso, que é organizado pela Secretaria de Estado da Cultura. As atividades serão abertas ao público, que poderão acompanhar os trabalhos no Espaço Cultural 930 (Rod. Engenheiro Renê Benedito da Silva, 930, Jardim Santa Rita) e no Itashopping (Rua Leopoldina de Camargo, 260, Centro).

Confira a programação: Exposição de Artes Visuais (Artes Plásticas e Desenho de Humor) e Literatura (Conto, Crônica e Poesia) Data: 18 a 22 de maio, durante o dia Local: Itashopping Teatro Data: de 18 a 22 de maio, sempre a partir das 19h30 Local: Espaço Cultural 930 Dança Data: 23 de maio, às 19h30 Local: Espaço Cultural 930 Cerimônia de Premiação Data: 23 de maio, às 19h30 Local: Espaço Cultural 930

CPTM vai construir passarela na Vila Aparecida Presidente da empresa assinou contrato para construção da melhoria

A

pós anos de solicitações, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) finalmente atendeu aos pedidos da Prefeitura de Itapevi e dos moradores da Vila Aparecida e do Parque Ciras: a construção de uma passarela sobre a linha férrea da CPTM, ligando a rua Benedito de Abreu ao outro lado da linha férrea, na rua Orlando Higino de Moraes, na Vila Nova Itapevi. O anúncio foi feito pelo presidente da empresa, Sérgio Avelleda, na manhã de terça-feira (12), em cerimônia de assinatura do contrato, realizada no bairro, que contou com a presença da prefeita Dra. Ruth Banholzer, de lideranças comunitárias, de representantes de entidades, do deputado estadual João Caramez, do presidente da Câmara Municipal, Marcos Ferreira Godoy (Teco), dos vereadores Silas Pinheiro, Luciano Farias, Adilson Peres, Paulo Rogiério, Igor Soares, Roberval Mendes e Akdenis Kourani e do vice-prefeito Jaci Tadeu da Silva. De acordo com a prefeita, a obra foi imensamente aguardada pelos moradores do bairro, de extrema necessidade para esta comunidade. “Há muitos anos já vem sendo solicitada esta passarela pelos moradores, uma vez que este bairro estava isolado pela barreira que o separa de várias melhorias como as escolas e o Pronto Socorro Municipal”, afirmou a prefeita, que vem solicitando a melhoria ao Governo do

Estado desde o início de seu governo. De acordo com o presidente da CPTM, a construção da passarela sobre a via férrea é parte de um investimento da ordem de R$ 20 bilhões por parte do Governo do Estado, em transporte público. A obra estimada em cerca de R$ 1,4 milhão, contempla a construção de uma passarela que ligará a rua Benedito de Abreu ao outro lado da linha férrea, na rua Orlando Higino de Moraes, na Vila Nova Itapevi. “Esta passarela é um investimento na segurança de mães, crianças e moradores, que transitam diariamente entre os bairros”, afirmou o presidente. PROBLEMA ANTIGO Desde 1990, a Sociedade Ami-

gos dos Bairros Vila Aparecida, Parque Ciras e Adjacências cobrava da CPTM (antiga FEPASA) a implantação da passarela sobre a via férrea, mas a situação nunca havia sido resolvida, e o problema vinha se arrastando há anos, causando transtornos e graves acidentes. A administração municipal sempre buscou soluções junto à CPTM e ao Governo do Estado, acompanhando de perto as solicitações da comunidade, inclusive se dispondo a implantar junto ao Governo do Estado a melhoria. Em 2005, uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente elaborou um projeto de uma passarela com estrutura de concreto, com

módulos de 16 metros, o que teria um custo acessível para a sua execução pela Prefeitura e resolveria o problema dos pedestres. No entanto, os módulos iriam cruzar a linha férrea com uma sustentação de concreto entre os trilhos, o que não foi aprovado pela CPTM. Houve então, a pedido da Companhia, a substituição do projeto por uma estrutura metálica, porém seria necessário contratar uma empresa para fazer o rebaixamento dos cabos de energia, de aéreo para subterrâneo, e construir 180 metros de rampa de cada lado para atender a acessibilidade, cujo custo ultrapassaria R$ 600 mil, valor que se tornou inviável aos cofres públicos.

Luta antimanicomial é tema de oficina em Itapevi A Prefeitura de Itapevi organizou um grande evento para comemorar o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, nesta segunda-feira (18) no Espaço Cultural 930. Segundo a Secretaria de Higiene e Saúde, serão apresentadas para a comunidade algumas das oficinas e workshops que o Centro de Atenção Psicosocial (CAPS) “Espaço Conviver” realiza atualmente com seus usuários. O evento também servirá para a reafirmação do Movimento de Reforma Psiquiátrica no Brasil. Estão previstas oficinas de Arte-reciclagem, de Construção de Poesias, de Tai-ChiChuan e de Dança. Além disso, a psicóloga do CAPS, Rosana Marcílio Freitas, fará uma breve explanação sobre a

Divulgação / PMI

Cidade participa do Mapa Cultural Paulista

CAPS “Espaço Conviver” de Itapevi: atendimento diferenciado e de qualidade comprovada

importância do Dia Nacional de Luta Antimanicomial. Para encerrar as comemorações, a população ainda pode-

rá conferir uma exposição com os produtos confeccionados nas oficinas e participar de um baile. O Espaço Cul-

tural 930 é localizado na rodovia Engenheiro René Benedito da Silva, 930 Jd. Santa Rita e a entrada é franca.

Inclusão social é marca de ações da Prefeitura na Urbanização da Rua Egito

A

comunidade da rua Egito e adjacências, localizada no Jardim Santa Rita, está sendo alvo de ações de urbanização por parte do convênio entre a Prefeitura de Itapevi e o Governo Federal. Entre os principais serviços realizados está a construção de 222 novas moradias para os habitantes da área, que vem sendo levada adiante na área de reassentamento, próximo à Vila da Paz. No entanto, o grande diferencial das obras de urbanização não está na construção de mora-

dias, e sim no investimento em cidadania, por meio da capacitação profissional, da educação de jovens e adultos e da oferta de opções de esporte e lazer às crianças da comunidade. Uma das ações sociais voltadas à comunidade é o Projeto Segundo Tempo, que oferece práticas esportivas às crianças e adolescentes, na quadra da CDHU Sapiantã, às terças, quintas e sábados. As inscrições são destinadas apenas a moradores da comunidade e podem ser feitas diretamente no local de ati-

vidades. Outra importante ação que deve ser oferecida à população é a criação de um núcleo da Educação de Jovens e Adultos (EJA). “A Secretaria de Educação e Cultura pode criar este núcleo, desde que haja mais de 25 pessoas interessadas em participar”, destacou Rosa Maria da Silva e Souza, coordenadora do Trabalho de Participação Social do bairro. Os interessados em concluir seus estudos podem procurar o plantão social, às terças-feiras, das 9h30 às 11h30,

na Igreja do Senhor Jesus, localizada na rua Borges, Jardim Santa Rita. A Prefeitura também vem oferecendo cursos gratuitos na área da construção civil, aos munícipes cadastrados no Programa Bolsa Família. A capacitação é oferecida na Secretaria de Emprego e Desenvolvimento Social (avenida Presidente Vargas, 88 Vila Nova Itapevi) e, para a realização da matrícula, o interessado deve ter mais de 18 anos e apresentar o número do benefício.

Jornal Cidade em Notícias  

Edição 180

Advertisement