Page 1

POR UM PORTO MAIS VERDE, SOLIDÁRIO E MAIS AMIGO DOS ANIMAIS PROJECTO HORTAS URBANAS

www.manuelpizarro2013.pt www.facebook.com/manuelpizarro2013


PROJECTO HORTAS URBANAS A criação de uma rede de hortas urbanas constitui como um factor de valorização paisagística e ambiental pela organização espacial de áreas de uso indefinido, na sua maioria degradadas, que não teriam qualquer ocupação. As hortas urbanas são também um factor de valorização cultural, pela sensibilização geral da população em relação aos sistemas de produção artesanais, aproximando as populações citadinas ao espaço rural e proporcionam diferentes actividades recreativas a toda a população envolvida, em alguns casos recuperando as suas memórias pessoais ou familiares. As experiências hoje existentes na cidade – Quinta do Mitra, Espaço Musas, Hospital Conde de Ferreira e Aldoar (estes dois últimos no contexto do projecto Horta à Porta da Lipor) – têm-se revelado como casos bem sucedidos e existe apetência nos cidadãos para a sua ampliação. O desenvolvimento de um projecto municipal de Hortas Urbanas permitirá a muitos portuenses uma nova forma de contacto com a natureza e a prática de actividade física, com um conjunto de vantagens identificadas: - promovem a renovação da paisagem urbana (ocupação de espaços baldios e degradados); - constituem um local de formação, especialmente para as crianças e jovens; - permitem a diminuição do impacto ambiental pelo facto de os produtos hortícolas, frutos e flores serem produzidos localmente; - contribuem positivamente para a estabilidade da economia familiar; - ajudam a aliviar o stress da vida urbana. Em suma, este projecto contribuirá para a sustentabilidade ambiental, económica e social da cidade. O projecto de criação de uma rede de hortas privilegiará, numa primeira fase, a disponibilização pela Câmara Municipal do Porto de terrenos municipais visando a implantação controlada de hortas cuja gestão será entregue, através de concurso, a cidadãos e/ou instituições.


As hortas funcionarão de acordo com diferentes modelos: “horta de recreio”, “horta social ou comunitária” ou ainda “hortas de responsabilidade social” procurando envolver instituições da área das economia social constituindo-se o projecto como uma forma de apoio ao orçamento de famílias carenciadas ou das instituições, neste último caso sendo também envolvidos os utentes, pelos efeitos terapêuticos que esta actividade proporciona. Por outro lado, a crise económica e social e as suas consequências no sector do imobiliário, transformou o território das cidades e os seus espaços expectantes em elementos desqualificadores da paisagem, do ambiente e da vivência urbana, abrindo uma janela de oportunidade na revalorização desses territórios. Com uma atitude liderante do município será possível envolver proprietários privados neste projecto, acordando o uso temporário dos seus terrenos. Deste forma será multiplicado o espaço disponível. Ao longo dos quatro anos de mandato pretende-se fomentar a criação de 1000 hortas urbanas, representando a requalificação de cerca de 10 hectares de espaço da cidade.

Hortas Urbanas  

Manuel Pizarro apresentou o seu plano de criação de hortas urbanas em terrenos abandonados numa visita à Quinta Pedagógica do Mitra. Graças...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you