Page 1

O SAL A LC Á C E R D E D º1 N 1 B E

“Para fazer uma casa bastam quatro homens,

Ficha Técnica:

para educar uma criança é preciso uma aldeia” Provérbio Africano No presente ano lectivo, a responsabilidade papel educativo. Só a acção de toda a comuni-

Actividades que visa construir

sempre do esforço de todos no plano da cooperação.

EB1 dE AlcácEr do SAl

Neste sentido, surgiu o Plano Anual de

ProPrietário:

nunca conseguiríamos fazer nada. Precisaremos

Jornalistas:

to de todos.

EducAdorA MAnuElA, ProfESSorA AngélicA, Professora Laura

(município, junta de freguesia). Nós, sozinhos

câMArA MuniciPAl dE AlcácEr do SAl

mos no aumento da cultura e do conhecimen-

Impresso por:

referida (falamos das famílias, organizações privadas, organizações públicas a vários níveis

300 exemplares

dade educativa permitirá atingir a meta acima

anos anteriores. Daremos no entanto, ênfase à sua função cultural, pelo que nos concentrare-

Tiragem:

educativa da nossa escola não acresce face a

A todos os que connosco colaboraram nes-

com os alunos os ta construção/cooperação, ao longo do primeicaminhos do

ro período, os nossos agradecimentos. Um

desenvolvimento apelo efectivo para que continuem, de forma a do conhecimen- conseguirmos sempre aliar Currículo e plano to, do aumento

Anual de Actividades, cujo título resumo o

da cultura e da

nosso grande objectivo

educação. Esta construção não será apenas da escola mas de todos, onde cada um terá a sua acção, o seu

.

Estas páginas pretendem ser um testemunho exacto do trabalho realizado com as nossas crianças, que na sua procura do conhecimento/ cultura, foram felizes! Bom Natal A Coordenadora

Maria Marcelina


PÁGINA 2

ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS


NO 1ºPERÍODO

PÁGINA 3


PÁGINA 4

ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS


NO 1ºPERÍODO

PÁGINA 5

Um dos privilégios de possuir o cartão “Amigos da Cantina” é almoçar na mesa VIP.

Cartão “Clube Amigos da Cantina”


PÁGINA 6

ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS

À Procura de um Pinheiro O Natal, este ano, foi celebrado com várias actividades. Os professores de música ensaiaram uma dramatização musical em que todas as crianças participaram, cantando uma história alusiva ao Natal. Não faltaram os apresentadores que estiveram à altura de autênticos profissionais. Uma das turmas do 4º ano, leu e representou a história do “Lobo que veio para Jantar” e recontaram a história, em versos criados por toda a turma.

O Teatro do Mar, representou para todas as turmas, uma história com marionetas, sobre um menino que tinha um pincel mágico que terminou por lhe trazer muitos problemas. A história foi muito bonita e o cenário prendeu a atenção do público.


NO 1ºPERÍODO

Após uma árdua caminhada, por entre ruas estreitas e descobertas da história de Alcácer, lá conseguimos descobrir o Pai Natal. Estava na cripta do castelo, onde tinha passado a noite pois dinheiro para a pousada ele não tinha. Adorou falar com os meninos e ficou muito contente porque ninguém desistiu de o procurar.

No último dia de escola, da parte da tarde, tivemos o nosso convívio de Natal. Como sempre, foi muito bom e no fim tivemos uma surpresa. A Junta de Freguesia de Santiago ofereceu prendas aos meninos e meninas e à escola ofereceu um computador. Bom Natal a todos!

PÁGINA 7


PRÉ-ESCOLAR SALA DA EDUCADORA MANUELA

PÁGINA 8

Falamos sobre o corpo humano. Aprendemos muitas coisas novas e depois, cada menino do nosso grupo, disse qual era a parte do corpo que gostava mais e porquê?

A parte do corpo que gosto mais é… do corpo. A parte do corpo que gosto

Porque é muito importante para

mais é... dos pés.

a gente não morrer.

Porque posso jogar à bola!

A parte do corpo que gosto mais é... dos cabelos. A parte do corpo que

Porque gosto de fazer

gosto mais é... Da

tranças.

A parte do corpo que gosto mais

minha mãe.

é... dos mãos.

Porque faz falta.

Porque gosto de jogar basket.


PRÉ-ESCOLAR SALA DA EDUCADORA CONCEIÇÃO

“ De pequenino se torce o pepino” “ Pela boca morre o peixe”

PÁGINA 9


PÁGINA 10

PRÉ-ESCOLAR SALA DA EDUCADORA SANDRA

O projecto “Saber de Pais”, pretende abrir a escola à comunidade, convidando Pais ou familiares a vir à sala do respectivo filho/a, falar sobre um tema relacionado ou não com a sua profissão, promovendo situações de aprendizagem diferentes, participativas e muito estimulantes.

A Helena, mãe da Maria Leonor, disponibilizou-se a vir à sala, mostrar ao grupo de meninos como se fazem flores em tecido. Estas flores têm várias aplicações e podem ser utilizadas em malas e pregadores de peito. Em pouco tempo, a Helena fez duas flores diferentes e muito bonitas. Obrigada!


PRÉ-ESCOLAR SALA DA EDUCADORA CARLA

PÁGINA 11


PÁGINA 12

1ºA1 TURMA DA PROFESSORA Mª JOÃO DORDIO

Ao longo deste período escolar desenvolveram-se várias actividades na escola, nas quais a nossa turma participou. Uma dessas actividades foi a “Semana das Bibliotecas”. Ouvimos a nossa professora ler o livro Surpresa! Surpresa!, do qual gostámos muito. Depois de explorarmos a história, cada um de nós desenhou a parte que mais gostou. Estes foram alguns dos nossos trabalhos.


2ºA2 TURMA DA PROFESSORA LAURA

PÁGINA 13

Já Sabemos! AEIOU Quem Somos?

Somos cinco amigas

Alexandra Batista

Somos as cinco vogais

Ana Filipa Vicente

Somos as cinco letras

Caio Coelho

Que se usam mais!

Carolina Botas Catarina Hilário Catarina Trejeira Daniela Leitão David Moura David Rodrigues Diogo dos Santos

Matilde Porfírio

Érica Capitão

Pedro Gomes

Filipe Bento

Rafael Carvalho

Gonçalo Leitão

Rúben Coelho

José Guilherme ÁguaMorna

Tiago do Ó Oliveira

Leonor Pereira Lucas de Oliveira

Tiago Jeremias Vanessa Cardona

Mariana Santana

Neste período lemos muitos livros do Plano Nacional de Leitura. Um dos que mais gostámos foi

“Leónia devora os livros”, do qual resultou este trabalho! No Dia das Bruxas, fomos visitados pelas "Bruxas" do Centro Infantil... Obrigado pela vossa visita!

A castanha e o ouriço


PÁGINA 14

2ºA1 TURMA DA PROFESSORA ANGÉLICA

E continuamos muito curiosos! Temos investigado vários assuntos e até descobrimos porque é que as árvores perdem as folhas no Outono: é que a terra, apesar de ter muita água, está muito fria e as plantas não conseguem absorver a água com facilidade. Por isso, todas as plantas de folha caduca perdem as suas folhas nesta altura do ano. Para verificarmos que isto era verdade, enchemos dois copos com terra do nosso pátio e colocámos um deles no congelador.. No dia seguinte regámos a terra de ambos os copos e verificámos que a terra do copo que estava à temperatura ambiente deixava passar a água e esta saía pelos buraquinhos do fundo do copo, enquanto que a terra “congelada” não deixava passar a água.

A cada dia que passa conhecemos melhor Alcácer do Sal. No mês de Novembro fomos conhecer o Bairro de São Pedro, por ruas e ruelas, e descobrimos locais desconhecidos, verdadeiros tesouros esquecidos.


2ºA2 TURMA DA PROFESSORA GRAÇA

PÁGINA 15

“O Natal de Teresa Borbulhaça” No dia 19 de Novembro fomos assistir a esta animação de Natal. Com ela fomos levados a imaginar e sonhar. No final fizemos um pequeno trabalho de Expressão Plástica.

Saber de Pais No dia 26 de Novembro e no âmbito do Projecto “Saber de Pais”, a mãe da Matilde Fradinho, a D. Helena, veio à nossa sala falar um pouco sobre as regras de higiene dentária e do corpo e sobre alimentação saudável. Foi muito interessante e, no final, até ganhámos uma prendinha!

Dia da Biblioteca Escolar A nossa turma deslocou-se à Biblioteca da Escola para assistir a uma animação de leitura por parte da turma do 3º A1. Depois, fomos nós que retribuímos e lemos a história “O patinho feio” para os outros meninos ouvirem.


PÁGINA 16

3ºA1 TURMA DA PROFESSORA ISABEL

Ensino Experimental das Ciências Este ano, a turma do 3º A1 tem trabalhado, com a ajuda do professor Nelson, a área do Ensino Experimental das Ciências. Nessas aulas fizemos algumas experiências engraçadas, nas quais os alunos utilizaram diversos materiais de laboratório. Através de aulas práticas aprenderam descobriram alguns conceitos novos, como por exemplo, que a temperatura da água pode influenciar a dissolução do açúcar e que este não dissolve da mesma maneira em diferentes solutos. Observaram o comportamento de diferentes objectos na água (a flutuação), etc. As experiências foram muito interessantes e divertidas, os alunos adoraram e esperam sempre, muito ansiosos, que o professor Nelson volte com novas experiências interessantes.


3ºA2 TURMA DA PROFESSORA MARIA JOSÉ

PÁGINA 17


PÁGINA 18

4ºA1 TURMA DA PROFESSORA Mª JOÃO DUVAL

Um dia em Lisboa No dia vinte e seis de Outubro as turmas do quarto ano realizaram uma Visita de Estudo a Lisboa. Durante a manhã vimos duas exposições relacionadas com a República:”O Corpo” e “Viajar”. Gostei muito da exposição”Viajar”. A monitora apresentou um mapa turístico de Portugal, com várias linhas férreas. Depois entrámos num navio imaginário e observámos vários quadros e fotografias. Achei muito engraçado mas esquisito o facto das pessoas de há cem anos atrás, não saberem nadar, de tomarem banho com a ajuda dos pescadores e vestidas, ou com factos de banho com mangas e com pernas. Quando terminámos esta visita, o senhor do autocarro foi buscar-nos e levou-nos até Belém. Almoçámos no jardim e eu comi um gelado delicioso. Às catorze horas fomos ao Centro Cultural de Belém ver o Museu Berardo. Neste museu participámos numa actividade relacionada com obras de arte. Vimos coisas espantosas e aprendemos que cada um de nós pode ler a arte à sua maneira, pois a imaginação e o pensamento é diferente de pessoa para pessoa. A obra de arte que mais gostei foi a de um boneco rodeado de espelhos de várias formas. Acabada a visita fomos a uma loja onde comprei um pião de madeira igual ao que o meu pai brincava quando tinha a minha idade. Por fim fomos para o autocarro e fizemos uma paragem na área de serviço de Palmela, onde lanchámos. Depois do lanche continuámos a viagem e chegámos contentes e com mais conhecimentos à escola mais maravilhosa: A Escola Básica Um de Alcácer do Sal.

Diogo Rebelo


4ºA2 TURMA DO PROFESSORA ILDA

PÁGINA 19

A Fada Mágica Estava eu a brincar no meu quintal quando de repente vi algo a brilhar. Muito assustada perguntei: - Quem está aí? Uma criatura muito bela respondeu: - Sou eu, a fada mágica e concedo-te três desejos. Eu pensei um pouco e respondi: - Três desejos? Olha, quero ser rica para viajar. Depois com algum desse dinheiro quero ajudar os que precisam, especialmente as crianças que passam dificuldade. Por último peço-te que todos tenham paz e que não sofram com as guerras mundiais. A fada olhou para mim e disse-me: Desejos concedidos. Que todos vivam felizes! Ana Rita Telo

Um Milagre de Natal É quase Natal, Eu gostava que acontecesse Algo de muito especial.

Um sonho inesquecível

Pela lareira...Ver sair um Pai Natal.

As suas renas cintilantes, A brilharem como o Sol. Gostava de as ver crescer, Para me lembrar, De quando estava a nascer.

Se os visse pedia-lhes três desejos. De cada um deles queria receber beijos, Nas renas queria mexer para me aquecer, No trenó queria entrar e poder voar.

Assim seria um milagre bestial Passado com o Pai Natal. Madalena, Carolina e Maria João Pisco


4ºA3 TURMA DA PROFESSOR LUIS

PÁGINA 20

Experimentando e concluindo…! Assessoria na área de Ensino Experimental das Ciências… → Procurámos saber quais os factores que influenciam o tempo de dissolução do açúcar… → Procurámos saber se o tipo de solvente influencia o tempo de dissolução do açúcar…

→ Procurámos saber que factores poderão influenciar a flutuação dos materiais…

Querem saber o que concluímos? Então aguardem as próximas edições do jornal “Os Telhudinhos”

Pelo sonho é que vamos…

A arte e os artistas…!

ao sabor da escrita! Assessoria na área de Língua Portuguesa…

Poema sobre a “Alimentação” Leite, torrada e uma peça de fruta ao pequeno-almoço. Como legumes ao almoço e ao jantar, laranja é a sobremesa que é essencial. Peixe tenho que comer, Sessão de animação “A Teresa Borbulhaça”

faz bem aos ossos, para ficar forte e saudável! Puré, massa e sopa tenho que mastigar e ao mesmo tempo tenho que apreciar. Não abusar nas gorduras nem nas guloseimas. Saudável tenho que ser para crescer, para isso tenho que comer um prato de bifes com sumo de limão. Adoro partilhar, mastigar bem, apreciar a comida, adoro beber água, comer massa e batata desfazer para puré comer. Adoro comer, sem ser demais. Forte tenho que ser para viver. Crescer é viver e ter energia!

Visita de estudo ao “Museu Berardo” no CCB - Lisboa

Texto colectivo (aperfeiçoado)


BIBLIOTECA PROFESSORA FERNANDA BRAGA

PÁGINA 21 A Biblioteca é u m centro d recursos ed e uca possibilidad tivos que oferece e de acesso a recursos em formato impresso, a udiovisual, multimédia, capazes de apoiar o processo d e ensino/ap rendizagem contribuind , o positivam ente para o desenvolvim ento de co mpetências.

O desenvolvimento na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) têm vindo a facilitar o acesso à informação, no entanto ainda é necessário adquirir novas competências, para se ter capacidade de utilizar a informação em formato digital. Aceder à informação para preparação de uma actividade de investigação, aprender a procurar a informação, seleccionar aspectos mais importantes e redigir o texto de forma clara e coerente apoiando o Projecto educativo, tem sido a nossa aposta.

an”

áticos “Tangr

Jogos matem

Pesquisar, requer o exercício de uma cidadania activa, eficiente, capaz de saber localizar e aceder à informação, bem como saber compreender, usar essa informação sendo capaz de exercer um papel crítico. “Dia Internacional das Bibliotecas Escolares” A BE desempenha um papel chave no desenvolvimento de competências de literacia da informação nos alunos e deve ser utilizada como extensão de sala de aula.

permitiu estimular a participação conjunta em promoção da leitura, animação pedagógica e partilha entre turmas.

Animação de leitura “Zonzo o cabritinho” unos

Apoio aos al

Apresentação das psicopedagogas

Visionamento de um filme


PÁGINA 22

ARTIGO

ARTIGO 1º Todas as pessoas com menos de 18 anos têm todos os seus direitos escritos nesta convenção. ARTIGO 2º Tens todos esses direitos seja qual for a tua raça, sexo, língua ou religião. Não importa o país onde nasceste, se tens alguma deficiência, se és rico ou pobre. ARTIGO 3º Quando um adulto tem qualquer laço familiar ou responsabilidade sobre uma criança, deverá fazer o que for melhor para ela. ARTIGO 6º Toda a gente deve reconhecer que tens direito à vida. ARTIGO 7º Tens direito a um nome e a ser registado, quer dizer, o teu nome, o dos teus pais e a data em que nasceste devem ser registados. Tens direito a uma nacionalidade e o direito de conheceres e seres educado pelos teus pais. ARTIGO 9º Não deves ser separado dos teus pais, excepto se for para teu próprio bem, como por exemplo, no caso dos teus pais te maltratarem ou não cuidarem de ti. Se decidirem separar-se, tens de ficar a viver com um deles, mas tens o direito de contactar facilmente com os dois.


1º PERIODO, ANO LECTIVO 2010/11

PÁGINA 23

ARTIGO 10º Se os teus pais viverem em países diferentes, tens direito a regressar e viver junto deles. ARTIGO 11º Não deves ser raptado mas, se tal acontecer, o governo deve fazer tudo o que for possível para te libertar. ARTIGO 12º Quando os adultos tomam qualquer decisão que possa afectar a tua vida, tens o direito a dar a tua opinião e os adultos devem ouvir seriamente o que tens a dizer.


PÁGINA 24

ARTIGO

ARTIGO 13º Tens direito a descobrir coisas e dizer o que pensas através da fala, da escrita, da expressão artística, etc., excepto se, quando o fizeres, estiveres a interferir com o direito dos outros. ARTIGO 14º Tens direito à liberdade de pensamento e a praticar a religião que quiseres. Os teus pais devem ajudar-te a compreender o que está certo e o que está errado. ARTIGO 15º Tens direito a reunir-te com outras pessoas e a criar grupos e associações, desde que não violes os direitos dos outros.

ARTIGO 16º Tens direito à privacidade. Podes ter coisas como, por exemplo, um diário que mais ninguém tem licença para o ler. ARTIGO 17º Tens direito a ser informado sobre o que se passa no mundo através da rádio, dos jornais, da televisão, dos livros, etc. Os adultos devem ter a preocupação de que compreendes a informação que recebes. ARTIGO 18º Os teus pais devem educar-te, procurando fazer o que é melhor para ti.


1º PERIODO, ANO LECTIVO 2010/11

PÁGINA 25

ARTIGO 19º Ninguém deve exercer sobre ti qualquer espécie de maus tratos. Os adultos devem proteger-te contra abusos, violência e negligência. Mesmo os teus pais não têm o direito de te maltratar. ARTIGO 20º Se não tiveres pais, ou se não for seguro que vivas com eles, tens direito a protecção e ajuda especiais. ARTIGO 21º Caso tenhas de ser adoptado, os adultos devem procurar ter o máximo de garantias de que tudo é feito da melhor maneira para ti. ARTIGO 22º Se fores refugiado (se tiveres de abandonar os teus pais por razões de segurança), tens direito a protecção e ajuda especiais. ARTIGO 23º No caso de seres deficiente, tens direito a cuidados e educação especiais, que te ajudem a crescer do mesmo modo que as outras crianças. ARTIGO 24º Tens direito à saúde. Quer dizer que, se estiveres doente, deves ter acesso a cuidados médicos e medicamentos. Os adultos devem fazer tudo para evitar que as crianças adoeçam, dando-lhes uma alimentação conveniente e cuidando bem delas. ARTIGO 27º Tens direito a um nível de vida digno. Quer dizer que os teus pais devem procurar que não te falte comida, roupa, casa, etc. Se os pais não tiverem meios suficientes para estas despesas, o governo deve ajudar. ARTIGO 28º Tens direito à educação. O ensino básico deve ser gratuito e não deves deixar de ir à escola. Também deves ter possibilidade de frequentar o ensino secundário.


PÁGINA 26

ARTIGO

ARTIGO 29º A educação tem como objectivo desenvolver a tua personalidade, talentos e aptidões mentais e físicas. A educação deve, também, preparar-te para seres um cidadão informado, autónomo, responsável, tolerante e respeitador dos direitos dos outros. ARTIGO 30º Se pertenceres a uma minoria, tens o direito de viver de acordo com a tua cultura, praticar a tua religião e falar a tua própria língua. ARTIGO 31º Tens direito a brincar. ARTIGO 32º Tens direito a protecção contra a exploração económica, ou seja, não deves trabalhar em condições ou locais que ponham em risco a tua saúde ou a tua educação. A lei portuguesa diz que nenhuma criança com menos de 16 anos deve estar empregada. ARTIGO 33º Tens direito a ser protegido contra o consumo e tráfico de droga. ARTIGO 34º Tens o direito a ser protegido contra abusos sexuais. Quer dizer que ninguém pode fazer nada contra o teu corpo como, por exemplo, tocar em ti, fotografar-te contra a tua vontade ou obrigar-te a dizer ou a fazer coisas que não queres. ARTIGO 35º Ninguém te pode raptar ou vender. ARTIGO 37º Não deverás ser preso, excepto como medida de último recurso e, nesse caso, tens direito a cuidados próprios para a tua idade e visitas regulares da tua família.


1º PERIODO, ANO LECTIVO 2010/11

PÁGINA 27

ARTIGO 38º Tens direito a protecção em situação de guerra. ARTIGO 39º Uma criança vítima de maus tratos ou negligência, numa guerra ou em qualquer outra circunstância, tem direito a protecção e cuidados especiais. ARTIGO 40º Se fores acusado de ter cometido algum crime, tens direito a defender-te. No tribunal, a polícia, os advogados e os juízes devem tratar-te com respeito e procurar que compreendas o que se está a passar contigo. ARTIGO 42º Todos os adultos e crianças devem conhecer esta Convenção. Tens direito a compreender os teus direitos e os adultos também.

dize

Ass im, pod eo Cria e-se D i n aM um ça s und gra erv nde ep ial d ara oe pro a lem squ blem b ecim rar am und ent ial: od r qu

os d cria irei nça tos s. das


PARA RIR... Debaixo de uma árvore de natal, toda iluminada, diz um cão ao outro: - "Finalmente, puseram luz no wc !"

UNE OS PONTOS E DESCOBRE ESTE OBJECTO LIGADO AO NATAL.

AJUDA O DUENDE DO PAI NATAL A DESCOBRIR A SAÍDA NO PINHEIRO.

ADIVINHAS A enfeitar o pinheiro É onde gosto de estar Sou muito redondinha E fácil de pendurar

DESCOBRE AS 7 DIFERENÇAS R: Bola de Natal

Eu sou um bolo colorido Com muitos frutos saborosos E um brinde podem encontrar Aqueles que forem mais gulosos R: Bolo Rei

Os Telhudinhos-Ano2- Periodo1  

Jornal escolar da EB1 de Alcácer do Sal

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you