Page 1

MANUAL FOTOGRÁFICO Mobile PARA SECRETARIAS REGIONAIS DA SBB


1. Chegue perto Os pequenos sensores das câmeras de smartphones têm certas vantagens quando aproxima-se do objeto escolhido. Também uma técnica muito útil para quando há luz atrás do objeto, deixando o mesmo escuro, traga a câmera para mais perto e o foco vai mudar e a luz de fundo será retirada.


2. Não dê zoom O Zoom do celular não é apropriado, pois não oferece boa qualidade à foto. Ele só deve mesmo ser usado, quando for a única forma de se aproximar do objeto/cena/pessoa a ser fotografada. Com o Zoom do celular, você está fazendo um corte na imagem, antes mesmo de ela ser tirada. Portanto, só use mesmo, como última alternativa.


3. Conheça o modo AUTO Se você conhecer cada um dos aspectos do seu modo automático, você saberá quando ele pode ser aplicado ou quando seria mais adequado ativar o modo manual. Cada celular tem uma câmera com características e funções diferentes. Vale a pena dar uma olhada no manual do celular para saber como utilizar todas suas funções.


4. Paradinho! Um tripé pode ser a salvação de muitas pessoas e de muitas fotos, sem dúvida alguma. Estabilidade é a variável mais importante quando falamos de fotos bem centradas e sem desfoques indesejáveis. Dica: quando você afasta os braços do seu corpo, sua foto treme bem mais e assim os resultados não ficam muito bons. Traga o smartphone para mais perto do seu corpo e tenha a estabilidade na hora de fotografar.


5. Edite, não use filtros O processo de pós-produção é o passinho que muitas vezes falta para que sua foto fique sensacional. Pode ser feita com aplicativos no próprio smartphone. Todos concordamos que o Instagram é uma mão na roda na hora daquele registro rápido que já vai para as redes sociais, porém, não é o nosso caso. Milhões de pessoas utilizam os filtros todos os dias, o que não é um problema, mas deixa milhões de pessoas com a mesma “maquiagem”. Mas, para as fotos da SBB, você não precisa se preocupar em editar as imagens, pois nós, da Comunicação Social, faremos o tratamento da imagem.


6. Evite desfoque falso Sabe aquele efeito mais desfocado que fica lindo em fotos profissionais tiradas com câmeras que possuem sensores enormes? Pois bem, é difícil consegui-las com seu smartphone. É claro que tudo depende do sensor da câmera e da sua habilidade em focar e desfocar manualmente. Mas o ponto principal é que desfoques falsos doem aos olhos. Desfoques falsos são os trazidos por alguns aplicativos, onde você seleciona as partes que gostaria que ficassem “embaçadas” ou desfocadas. Acontece que o desfoque feito por lentes, o verdadeiro, não funciona desta maneira tão linear quanto os filtros trazem. E ainda é difícil escolher o objeto isolado que você gostaria de deixar sem desfoque, aí você acaba com resultados forçados.


7. Esqueça o flash É muita pretensão achar que um pequeno flash LED, bem do ladinho da sua câmera, substituiria o flash que fotógrafos profissionais utilizam em suas produções. A principal função dos estrobos (lâmpadas de LED usados como flash) é justamente congelar a imagem em ação, porém, o que os flashes fazem é uma pequena explosão de luz que faz tudo refletir, inclusive peles oleosas e os seus olhos vermelhos. A melhor opção nestes casos de iluminação precária, é realmente procurar outras fontes de iluminação. Luzes próximas, velas, isopor refletindo — qualquer coisa!


8. Lentes limpinhas Pode ser que você nem perceba em seus registros diários, mas a sujeira que se acumula nas câmeras afeta diretamente suas fotografias. Seu bolso é cheio de sujeirinhas e partículas que agridem as lentes da câmera e influenciam no resultado final com o passar do tempo. As lentes se modernizaram e agora são fortes o suficiente para não arranhar com um simples passar de pano, ou limpe até com sua camiseta.


9. Olha o “flare” Flare é um efeito, que até um tempo atrás seria um defeito. É quando a luz acaba se destacando na imagem. Produz aquele efeito de raios de sol bem distintos ou até círculos coloridos. Flare agora está na moda, é sinônimo de foto artística e traz um certo sentimento “de bem com a vida neste fim de tarde”. Para controlar o flare em sua imagem, mova a câmera em direção ao centro e às bordas da luz que estão causando a refração.


10. Resolução máxima sempre Muitas pessoas acabam sacrificando a qualidade (ou pelo menos o tamanho) de suas fotos por trazer a resolução para o mínimo possível. O preço que se paga é alto: uma foto irreversivelmente de baixa qualidade. Primeiro tire as fotos em qualidade máxima, só depois é que você fará a curadoria do que quer e do que não quer em seu smartphone.


Fontes de informações Este manual foi concluído com base em informações tiradas e complementadas do blog, https://www.cissamagazine.com.br/blog/dicas-tirar-fotos-com-smartphone


MANUAL FOTOGRÁFICO PARA SECRETARÍAS REGIONAIS DA SBB

Manual de fotografia para celular vol 2  
Manual de fotografia para celular vol 2  
Advertisement