Page 1

Manual da família 2012

1

Manual da Família

Identificação do aluno


Manual da família 2012

“MÚSICA E ARTE - Fonte transformadora do ser humano” Por Sumaia Pinheiro O ensino da música e da arte, tão importante para o estímulo da criatividade da criança e do adolescente, faz parte do currículo oferecido pelo IEMP. Ao longo dos anos, muito tem se falado e escrito sobre a necessidade da inclusão das artes na escola de forma mais efetiva. Em 2012, o IEMP reforçará esta prática através do incentivo à música, à dança, às artes plásticas e ao teatro. Através do Projeto Institucional intitulado: “MUSICA E ARTE - Fonte transformadora do ser humano”, os alunos terão a oportunidade de desenvolver as suas potencialidades artísticas. O projeto objetiva preparar o aluno para entender a arte como ramo do conhecimento, de forma a romper barreiras de exclusão, visto que a prática educativa está embasada não no talento ou no dom, mas na capacidade de experiências de cada um. Dessa forma, o IEMP estimula os educandos a arriscarem a representar, dançar, tocar, cantar, escrever e criar, pois se trata de uma vivência, e não de uma competição. A finalização dos trabalhos não deve ser a meta principal para sua realização, e sim, a pesquisa e o desenvolvimento do educando nas respectivas linguagens artísticas, o crescimento da sua autonomia e capacidade inventiva. Com respeito ao ensino das artes, deixamos nossos agradecimentos e esperamos a participação de todos. Sucesso, abraços!


Manual da família 2012

NOSSSA MISSÃO “Oferecer aos nossos alunos uma educação inovadora, com elevado grau de qualidade, dando-lhes as condições para o seu desenvolvimento integral. Torná-los capazes de compreender a realidade e nela atuar como agentes transformadores, sempre norteados pelos valores e conceitos morais que fundamentam a vida, com fulcro de serem cidadãos conscientes e melhorar a convivência em sociedade.”

VISÃO Ser apontada como referência entre as melhores escolas, da educação infantil ao ensino médio, atendendo às necessidades de nossos diversos alunos, com ações éticas que contribuam na formação de cidadãos de bem, capacitando-os também a prosseguir a sua escolaridade nas instituições de nível superior com excelência.

NOSSOS CURSOS • Educação Infantil • Ensino Fundamental • Ensino Médio

NOSSOS PARCEIROS • • • • • •

Rede Pitágoras Minas Tênis Clube Number One Total Educacional - Editora e Tecnologia Lanchonete Pit-Stop Porto Seguro

1


Manual da família 2012

2

FINALIDADES EDUCATIVAS O IEMP, através das propostas curriculares, define como intenções educativas, promover entre educadores e educandos: • o desenvolvimento de uma atitude de curiosidade, reflexão e crítica frente ao conhecimento e à interpretação da realidade. • a ompreensão dos processos naturais e o respeito ao ambiente como valor vital, afetivo e estético; • a capacidade de utilizar, crítica e criativamente, as diversas formas de linguagem do mundo contemporâneo; • o desenvolvimento de uma atitude de valorização, cuidado e responsabilidade individual e coletiva em relação à sua saúde e à sexualidade; • a autonomia, a cooperação e o sentido de corresponsabilidade nos processos de desenvolvimento individuais e coletivos; • a competência para atuar no mundo do trabalho, dentro de princípios de respeito por si mesmos, pelos outros e pelos recursos da comunidade; • o exercício da cidadania para a transformação crítica, criativa e ética das realidades sociais; • a motivação e competência para dar prosseguimento à sua própria educação, de forma sistemática e assistemática;


Manual da família 2012

SENHORES PAIS Sentimo-nos honrados em fazer parte da vida de seus filhos e de sua família. Num tempo em que os valores que devem nortear a vida em sociedade são progressivamente esquecidos, é fundamental reavivar nossa confiança em dias melhores, construindo pontes entre a razão e a emoção na busca do equilíbrio necessário às realizações da vida. O IEMP acredita que as normas estabelecidas, conhecidas e cumpridas pelos alunos, orientadas, acompanhadas e cobradas pelos professores e família, favorecem para um ambiente organizado, saudável e seguro, propiciador do processo educacional. O IEMP recebe o aluno aos dois anos de idade, ainda pequenino, quando todos os cuidados são poucos, e acompanha o seu crescimento durante muitos anos de sua vida até que ele conclua a 3ª série do ensino médio e, aí, com muito orgulho, entrega-o à uma instituição de ensino superior, dando assim, sua parcela de contribuição na educação e formação desse novo cidadão. É por pensar dessa forma que como educadores, somos responsáveis por atender aos anseios dos que participam das atividades que promovemos, somos responsáveis pela coerência entre o nosso discurso e a nossa prática; somos responsáveis pela manutenção dos sonhos que se renovam a cada dia, crescem e se irradiam no mundo. O trabalho da educação é, antes de tudo, um ato de amor presente em cada palavra, em cada gesto, em cada realização. Que Deus abençoe cada aluno, cada família e cada um de nós. Reafirmamos nossa missão educacional com ética e responsabilidade, colocamos todos nossos serviços e nossa infraestrutura para oferecer-lhes um ensino altamente eficaz. O “Manual da Família” apresenta os principais itens que compõem o IEMP. Aqui, a família encontra tudo o que é importante saber para manter o bom relacionamento com o IEMP e a integração com a vida escolar de seus filhos, fator fundamental na formação de nossos alunos. O processo educacional, os setores de atendimento ao aluno e à família, e o calendário escolar de 2012 são alguns dos itens contidos neste manual. Aqui também está a síntese do nosso Regimento Escolar, por isso, é de fundamental importância a sua leitura. Sempre que se fizer necessário, esse manual deverá ser consultado. Em caso de dúvidas, ou mais informações sobre a nossa escola e seus procedimentos, não tenham receio de nos procurar, estaremos todos sempres disponíveis para atende-lôs e, juntos, oferecermos o melhor de nosso trabalho para a formação integral de nossos alunos. Sejam bem-vindos ao IEMP! Vilce Goulart Diretora Geral

3


Manual da família 2012

4

O QUE É IMPORTANTE SABER COOPERAÇÃO ENTRE PAIS, PROFESSORES E ESCOLA. “O pai, a mãe e o professor são os principais responsáveis pela formação do futuro de um país. A educação deve demonstrar e prover o estudante não apenas de um meio de subsistência, mas de uma vida que valha a pena ser vivida.” Sathya Sai Baba Qualquer educação é essencialmente tripartite, pois, envolve a participação de pais, professores e alunos. O sucesso de nosso trabalho vai depender, em grande parte, da forma de relacionamento e colaboração entre as três partes. Os pais exercem a influência primária na formação do caráter das crianças, modelam pelo exemplo as atitudes, os julgamentos, as atividades, os interesses, as metas, as motivações e o comportamento social dos filhos. A família que não oferece exemplos dignos às crianças, que se comporta egoisticamente, falha gravemente na formação da personalidade das mesmas por se esquecer de que a convivência familiar é a primeira escola. Pais e professores devem permitir que as sementes das virtudes desabrochem na consciência das crianças corrigindo as distorções da personalidade, ensinando hábitos sadios e produtivos. A educação deve ser o elemento unificador da família e educadores, dividindo responsabilidades e emoções, abrindo os corações para os alunos e para a dinâmica da existência. Não há nada mais sagrado do que o conhecimento, que não consiste apenas em acumular informações intelectuais, mas em tomar consciência da unidade de todos os seres e das ações virtuosas e corretas. Essa é a verdadeira educação – a que promove a alegria da espécie humana porque revela a divindade em cada ser, o bem-estar material, mental e social. A educação transcende as paredes da escola – é o celeiro onde um país armazena seus valores e prepara seus líderes. Família, professor e escola em estreita colaboração constroem um alicerce indestrutível para a edificação de uma sociedade mais justa, feliz e pacífica. Nascemos na sociedade e a formamos, temos o dever de lutar pelo progresso social e pelos valores e ideais sagrados da vida humana, transformando a nós mesmos e gerando transformações. A grande questão que se levanta não é como salvar o mundo, mas como nos colocarmos a seu serviço, procurando ser merecedores da expressão sagrada da vida que somos. No IEMP, a educação baseada também em valores humanos pretende formar seres integrais, livres e equilibrados, que possam criar uma sociedade com novas possiblidades de ser feliz. Para que a grande transformação aconteça com menos conflitos, devemos direcionar nossas crenças e intenções referentes ao relacionamento humano, não mais vendo o outro como um competidor, um adversário a ser vencido, mas como um colaborador, um companheiro de aprendizado, um irmão. Equipe IEMP


Manual da família 2012

ATENDIMENTO GERAL Para proporcionar um acompanhamento individualizado ao aluno e um atendimento adequado às famílias, o IEMP conta com os seguintes setores: DIREÇÃO GERAL: Vilce Vane M. Goulart SECRETARIA: Aparecida do Carmo Moreira COORDENAÇÃO DA EDUCAÇÃO INFANTIL: Sumaia M. Pinheiro COORDENAÇÃO DO ENSINO FUND. I: Viviane Brandão de Toledo COORDENAÇÃO DO ENSINO FUND. II E ENSINO MÉDIO: Marcos Aurélio Dalben SECRETARIA/TESOURARIA: Roseli P. Vecchio RECEPÇÃO: Sandra Cristina TELEFONIA: Fabiana G. Rosa

ATENÇÃO ESPECIAL: Atenção aos prazos estabelecidos pela Direção para expedição de documentos: Declaração simples........................................... 01 (um) dia Declaração de transferência............................. 01 (um) dia 2ª Via do Boletim.............................................. 01 (um) dia Histórico Escolar................................................ 30 (trinta) dias (após a Declaração de Transferência) 2ª Via do Histórico Escolar.................................. 03 (três) dias O horário de funcionamento da secretaria é de segunda à sexta-feira, das 07h00min às 11h30min e de 13h00min às 17h00min.

5


INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO www.manoelpinheiro.com.br

Rua Cambuí, no276 – Bairro Guarani – Fone: (31) 3445-2852

Manual da família 2012

Infantil/ Fundamental e Ensino Médio – ANO 2012

6 JANEIRO

FEVEREIRO

D

S

T

Q

Q

S

S

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14

D

S

5

T

6

MARÇO

Q

Q

S

S

1

2

3

4

8

9

7

D

10 11

4

S 5

T 6

Q 7

Q

S

S

1

2

3

8

9 10

15 16 17 18 19 20 21

12 13 14 15 16 17 18

11 12 13 14 15 16 17

22 23 24 25 26 27 28

19 20 21 22 23 24 25

18 19 20 21 22 23 24

29 30 31

26 27 28 29

25 26 27 28 29 30 31

18 Dias MAIO

ABRIL D

S

T

Q

Q

S

S

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14

D

S

6

7

22 Dias JUNHO

T

Q

Q

S

S

1

2

3

4

5

8

9 10 11 12

D 3

S 4

T 5

Q 6

Q 7

S

S

1

2

8

9

15 16 17 18 19 20 21

13 14 15 16 17 18 19

10 11 12 13 14 15 16

22 23 24 25 26 27 28

20 21 22 23 24 25 26

17 18 19 20 21 22 23

29 30

27 28 29 30 31

24 25 26 27 28 29 30

18 Dias JULHO

23 Dias AGOSTO D

S

T

19 Dias SETEMBRO

D

S

T

Q

Q

S

S

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14

5

6

15 16 17 18 19 20 21

12

13

14 15 16 17 18

9 10 11 12 13 14 15

22 23 24 25 26 27 28

19

20

21 22 23 24 25

16 17 18 19 20 21 22

29 30 31

26

27

28 29 30 31

23 24 25 26 27 28 29

7

Q

Q

S

S

1

2

3

4

8

9 10 11

D

S

T

Q

Q

S

2

3

4

5

6

7

S 1 8

30 11 Dias OUTUBRO D 7

22 Dias NOVEMBRO

S

T

Q

Q

S

S

1

2

3

4

5

6

8

9 10 11 12 13

D

S

4

5

T 6

Q 7

20 Dias DEZEMBRO

Q

S

S

1

2

3

8

9 10

D

S

T

Q

Q

S

2

3

4

5

6

7

S 1 8

14 15 16 17 18 19 20

11 12 13 14 15 16 17

9 10 11 12 13 14 15

21 22 23 24 25 26 27

18 19 20 21 22 23 24

16 17 18 19 20 21 22

28 29 30 31

25 26 27 28 29 30

23 24 25 26 27 28 29 30 31

20 dias

19Dias

Férias Escolares

Início e término do ano letivo

8 Dias

Recuperação Final Dia da Consciência Negra/ Nacional da L. Portuguesa

Feriado/ Recesso Obrigatório

Início e término do semestre 07 de Dezembro término do semestre Ed. Infantil

Recesso espontâneo

Encontro de Educadores p/ planejamentos

Sábado Letivo

OBS.: ESTE CALENDÁRIO É PASSÍVEL DE MUDANÇAS COM AVISO PRÉVIO.


Manual da família 2012

CARTA AO ALUNO Caríssimo (a) aluno (a) Não se aprende nada sem disciplina. Para se ocupar qualquer posição social no mundo em que vivemos, o indivíduo tem que passar, necessariamente, pelo processo educacional gerenciado pelas escolas. Acreditamos na educação e temos esperança em você. Hoje, temos a certeza de que para conseguirmos alcançar os objetivos a que nos propomos, devemos comprometer-nos em seguir as normas e regras explicitadas neste manual. O que desejamos, neste momento, é dizer em alto e bom som que, aquilo que está declarado deverá orientar a nossa comunidade: pais, alunos, professores e funcionários. Que não fique qualquer dúvida, pois o estabelecido deverá ser vivenciado por todos com coerência, clareza e compromisso. A norma deverá ser rotina no seu todo, as expressões como o “jeitinho”, o “deixa pra depois”, o “espera aí” devem ser retiradas do nosso dicionário cotidiano. Queremos uma escola cada vez mais organizada, que ofereça segurança e tranquilidade para a aprendizagem. Você é o nosso maior bem e o sentido do nosso trabalho. Olhe, leia e cumpra este documento, ele deverá ser seu mapa, a sua orientação e o seu guia. Cremos em você, e o nosso papel é educá-lo. A condição humana é limitada, a convivência impõe respeito e a cidadania deve ser responsável. Tudo o que se faz tem consequências boas ou ruins. Para você, queremos o melhor: que o seu estar no mundo seja gerador da justiça, da concórdia e da paz. Este documento entregue oficialmente ao aluno estará em vigor até ser substituído por outro instrumento. Equipe de Coordenação

7


Manual da família 2012

8

NORMAS E REGRAS 1. MOVIMENTAÇÃO DOS ALUNOS 1.1. Horário de funcionamento

Turno Manhã: 06h45min – Entrada 11h30min – Saída (5º horário) 12h20min – Saída (6º horário) Turno Tarde: 12h45min – Entrada 17h00min – Saída (Educação Infantil) 17h30min – Saída (Ensino Fundamental I)

Obs.: O PORTÃO DE ENTRADA DOS ALUNOS SERÁ FECHADO IMPRETERIVELMENTE ÀS 07H05MIN PARA O TURNO DA MANHÃ E 13H05MIN PARA O TURNO DA TARDE. As aulas iniciam-se pontualmente às 7:00h (turno da manhã) e às 13:00h (turno da tarde). O aluno deverá estar no IEMP com dez minutos de antecedência. Solicitamos a todos, que estejam atentos à pontualidade nesses horários, pois o seu não cumprimento acarreta uma série de transtornos que vão, desde a perda de parte do conteúdo trabalhado, até a interrupção da aula já iniciada. Caso ocorra algum contratempo, solicitamos que, tão logo seja possível, comuniquem à Coordenação. Ao término do período das aulas, só poderão permanecer nas dependências do IEMP os alunos de atividades extracurriculares, acompanhados pelo professor responsável. Pedimos aos pais que, no início ou término das aulas, evitem: • contato com os professores; • entrada nas dependências do IEMP; • interrupções nas portas das salas.

1.2. Entrada de alunos

Pontualidade é uma questão de respeito à coletividade e condição essencial para a organização e bom funcionamento de qualquer instituição ou trabalho. Os atrasos perturbam quem iniciou o trabalho e são prejudiciais para quem chega atrasado. NÃO SERÁ PERMITIDO AO ALUNO CHEGAR À ESCOLA PARA O 2º HORÁRIO. Determinados atrasos, às vezes, independem de nossa vontade. Considerando as eventualidades, o aluno que necessitar entrar ou sair da Escola fora do horário normal, deverá vir acompanhado pelo responsável ou trazer uma justificativa, por escrito. As autorizações de entrada e saída não serão aceitas, em hipótese alguma por telefone, e estão sujeitas à aprovação ou não da Coordenação Pedagógica.


Manual da família 2012

1.3.Saída de alunos

Alertamos aos pais e/ou responsáveis quanto ao horário de saída dos alunos, para que os mesmos não se sintam desconfortáveis quanto à demora de seu retorno ao lar causando angústia e ansiedade. Turno da manhã: O aluno autorizado a retornar sozinho para casa, deverá trazer autorização de saída assinada pelos pais ou responsáveis para que seja confeccionado o cartão de saída (Fundamental I) ou receber o carimbo de autorização de saída em sua Caderneta Escolar (Fundamental II e Ensino Médio), que deverão ser apresentados ao porteiro na saída. Turno da tarde: Para o turno da tarde, foi confeccionada uma Carteira de Identificação do Aluno que deverá ficar com os pais ou responsáveis para ser apresentada ao porteiro na hora de buscar o aluno, para que o mesmo tenha sua saída liberada.

1.4. Recreio

O horário do recreio é o momento de descontração, que deve ser utilizado para a boa convivência entre colegas, portanto é importante: • Respeitar a fila da cantina; • Utilizar a quadra, conforme o rodízio estabelecido; • Sair para o pátio e voltar à sala sem correr; • Utilizar somente os espaços estabelecidos, evitando os corredores e áreas próximas à biblioteca, laboratórios e salas de aulas; Da mesma forma, a pontualidade deverá ser rigorosamente respeitada, nos espaços entre as aulas, principalmente após o recreio. Ao ser tocado o sinal para o término do recreio, o aluno deverá dirigir-se para a sala de aula e aguardar o seu professor.

1.5. Atrasos em sala de aula

Após o professor fechar a porta da sala de aula, o aluno não poderá mais entrar. (Início de cada aula e após o recreio). Durante as aulas, os alunos deverão permanecer em suas respectivas salas de aula, evitando transitar pelos corredores, pátios e biblioteca. O aluno que chegar atrasado à sala de aula, sem autorização oficial, será considerado faltoso à aula em curso e receberá uma advertência e/ou uma ocorrência.

1.6. Aniversários

Somente será permitido a comemoração de aniversário para alunos do Maternal II,III e 1º período. (bolo, refrigerante, copos e guardanapos). Com agendamento prévio junto à Coordenação.

9


Manual da família 2012

10

1.7. Trabalhos de campo:

As atividades são programadas visando complementar e aprofundar os conteúdos estudados na sala de aula. Quando acontecerem, os pais serão comunicados com antecedência. O aluno só participará mediante autorização por escrito, assinada pelo responsável e entregue com 24h de antecedêcia à coordenação responsável. Não serão aceitas autorizações por meio de telefonemas.

1.8. Uso da agenda

A agenda faz parte do material do aluno que deve trazê-la todos os dias para o IEMP. Nela, o aluno anota as atividades de dever de casa, informações importantes e materiais necessários à sua participação nas aulas. As anotações na agenda devem ser feitas de forma clara, organizada e completa.

2. UNIFORME É obrigatório o uso do uniforme todos os dias da semana, pois a roupa deve ser adequada ao ambiente que se freqüenta e ao momento em que se vive, além de ser fator de segurança e facilitador na identificação do aluno. Não será permitido o uso de camisas de times de futebol, camisetas cavadas, roupas cortadas arbitrariamente ou muito apertadas, decotes largos, shorts, trajes curtos, bonés e adornos. O aluno não poderá camuflar tais roupas ao entrar na escola, para deixá-las à mostra no horário do recreio. Tal falta implicará advertência e/ou ocorrência. O calçado a ser usado como complemento do uniforme deverá ser tênis ou sapato fechado, sempre com meia. Não será permitido o uso de sandálias, chinelos, tamancos e/ou similares. Em todas as atividades escolares o aluno deverá usar o uniforme completo (ex: prova extra turno, atividades aos sábados, trabalhos de campo, dentre outros). Os modelos que compõem o uniforme IEMP são os seguintes:

2.1. Uso Diário • Camisa Uso Diário (Unissex / Educ. Infantil e Fundamental) • Camisa (Unissex / Ensino Médio) • Camisa Baby look (Feminina / Educ. Infantil e Fundamental) • Camisa Baby look (Feminina / Ensino Médio) • Calça Tactel (Unissex/Educ. Infantil ao Ensino Médio)


Manual da família 2012

• Calça Tactel Capri (Unissex / Educ. Infantil ao Ensino Médio) • Calça Helanca (Feminina / Educ. Infantil ao Ensino Médio) • Saia Short Tactel (Feminino / Educação Infantil) 2.2. Educação Física Para as aulas de Educação Física, o aluno deverá usar tênis, bermuda e camisa padrão do uniforme. • Camiseta Regata – Feminina • Camiseta Cavada – Masculino • Bermuda Helanca – Feminino • Bermuda Tactel – Masculino

2.3. Uso Diário Inverno

Agasalho Tactel (Unissex / Educ. Infantil ao Ensino Médio)

3. REMÉDIOS Remédios como: analgésicos, antibióticos ou outros que o aluno esteja fazendo uso, deverão ser trazidos de casa, com autorização dos pais e a indicação da posologia. Caso o aluno passe mal na Escola, será encaminhado à Coordenação responsável que entrará em contato com a família. O ALUNO SERÁ MEDICADO NO IEMP SOMENTE COM A AUTORIZAÇÃO DOS PAIS.

4. LANCHE Como os alunos estão formando hábitos alimentares, é muito importante oferecer-lhes um lanche saudável. A cantina Pit-Stop fornece aos alunos lanche saudável e diversificado tais como: frutas, sucos, leite, hidrotônicos, iogurtes, leite fermentado tipo Yakult, salgados assados, bolos, gelatina, barras de cereais, cereais e outros, atendendo assim à Lei Estadual nº 18.372/09 de 04/09/09 (Lei da Merenda Saudável) que dispõe sobre a promoção da educação alimentar e nutricional nas escolas públicas e privadas do sistema estadual de ensino. Os pais tem a opção de adquirir com antecedência os tíquetes referentes aos lanches, evitando que o aluno traga dinheiro para o IEMP e enfrente filas para comprá-lo.

11


Manual da família 2012

12 5. TRANSPORTE ESCOLAR O sistema de transporte deve ser contratado com o condutor. O transporte não pertence ao IEMP, que cumpre apenas a função de indicá-lo.

6. USO DO TELEFONE Não é permitido o uso do telefone público durante o horário das aulas. Ele só poderá ser usado no recreio ou mediante autorização, em caso de necessidade. Caso o aluno entre em contato com a família comunicando algum fato ocorrido, solicitamos que certifiquem, junto à coordenação, a respeito da necessidade ou não de comparecerem ao IEMP.

7. CELULAR – APARELHOS ELETRO-ELETRÔNICOS É de responsabilidade do aluno o uso correto e a guarda do aparelho celular ou qualquer aparelho eletroeletrônico. Durante as atividades escolares, é expressamente proibido o seu uso, para qualquer fim. Em caso de inobservância, os professores poderão recolher o aparelho, que será entregue aos pais ou responsáveis. Deixamos claro que não nos responsabilizamos por perda, extravio ou danos dos aparelhos em nossas instalações.

8. PERDIDOS E ACHADOS Todo e qualquer aluno deverá trazer, sempre, seu material escolar e uniforme etiquetados ou marcados com dados de identificação pessoal (nome completo e série). Os alunos não deverão trazer jóias, objetos de valor e/ou brinquedos sofisticados. O IEMP não se responsabilizará por objetos perdidos. No caso de perda, os alunos ou pais deverão procurar o responsável pelo Setor de Perdidos e Achados (Michele).

9. REUNIÃO, ENCONTROS E PALESTRAS PARA PAIS Os pais serão comunicados antecipadamente das datas através de circulares.

10. FORMAS DE COMUNICAÇÃO O envio de cartas, circulares e comunicados são utilizados no IEMP, visando a maior eficiência na comunicação entre a família e a Escola. Sempre que necessário, serão enviados por meio do aluno.


Manual da família 2012

11. CADERNETA ESCOLAR O aluno deverá cuidar de sua caderneta, pois, a mesma é um documento de identificação. Não será permitida qualquer adulteração na caderneta como: fazer pichações, arrancar páginas, alterar configurações, colorir,

colar adesivos, etc. Em todas as atividades escolares, o aluno deverá portar sua caderneta escolar. (Ex: atividades aos sábados, trabalhos de campo, etc.). É importante que a família acompanhe, sistematicamente, as anotações da caderneta escolar e, juntamente com o aluno, inteire-se das normas pré-estabelecidas neste manual. Se o aluno perder a caderneta, deverá providenciar imediatamente a 2ª via na secretaria escolar, após pagamento da taxa em vigor. Se houver reincidência as taxas terão valores alterados.

12. BIBLIOTECA 12.1. Da biblioteca

• A Biblioteca funcionará de segunda-feira a sexta-feira de 8h00min às 11h30min e 13h00min às 17h30min • Nos períodos de conferências do acervo, a Biblioteca funcionará em horários diferenciados, previamente estabelecidos, que serão comunicados aos usuários, com devida antecedência. • Os usuários não poderão entrar na Biblioteca com objetos de uso particular como bolsas, pastas, mochilas, etc. Esses objetos deverão ser deixados nos locais determinados.

12.2. Do acervo

• O acervo é de livre acesso aos usuários, mas os materiais bibliográficos não deverão ser recolocados nas estantes pelos usuários. • Não serão emprestadas obras de referência (dicionários, enciclopédias, coleções especiais, bibliografias). • A responsável pelo gerenciamento da Biblioteca é a Sr.ª Cristiane Fonseca.

12.3. Dos usuários

• O usuário poderá ter seu registro suspenso e será afastado do recinto da Biblioteca em caso de faltas, cuja gravidade comprometa a normalidade do ambiente e a boa ordem dos serviços. • Não é permitido fumar, lanchar, namorar, telefonar no recinto da Biblioteca.

13


Manual da família 2012

14

• Todos os usuários são responsáveis pelos materiais em seu poder, não podendo transferir para outro o seu procedimento de empréstimo. • Em caso de perdas ou danos, os usuários deverão restituir à Biblioteca outro exemplar da mesma obra, além de sujeitar-se ao pagamento de multa. Quando se tratar de obra esgotada, a Biblioteca indicará outro título, de igual valor, para substituição.

12.4. Do empréstimo

• O prazo de empréstimo é de 07(sete) dias consecutivos, podendo ser renovado por mais 7(sete) dias, caso a obra não esteja reservada por outro usuário, e o pedido da renovação seja feito dentro do prazo. • É permitido o empréstimo de apenas dois livros por usuário. • Só poderão ser objeto de reserva livros que já estejam emprestados. • A renovação do empréstimo só será feita mediante a apresentação do livro.

12.5. Da devolução

• As devoluções deverão ser feitas, exclusivamente, no balcão de empréstimos da Biblioteca. • Para evitar cobranças indevidas, os usuários deverão aguardar a baixa dos livros devolvidos, no computador, no momento da devolução. • Todo usuário em atraso pagará multa de R$0,50 (cinquenta centavos) por dia, excluindo, sábados, domingos, feriados e recessos. • O usuário em débito com a Biblioteca será bloqueado automaticamentepelosistema, ficando suspenso o seu direito de fazer novos empréstimos domiciliares, reservas e pesquisas com o material da Biblioteca.

12.6. Doações As doações poderão ser recebidas pela Biblioteca e serão analisadas conforme seu estado de conservação e conteúdo informativo, com a finalidade de garantir que estas doações tenham uma qualidade satisfatória para inclusão no acervo.

13. ORGANIZAÇÃO DO AMBIENTE ESCOLAR O regime disciplinar terá como finalidade promover a melhoria da situação ensino-aprendizagem, a formação do educando, o bom funcionamento dos trabalhos escolares, o entrosamento dos vários serviços, a manutenção da boa ordem, e a execução do Regimento Escolar.


Manual da família 2012

Ao aluno não é permitido: • Fazer uso, em sala de aula de aparelho celular, ipods, MP3 e outros equipamentos eletrônicos similares. O uso destes equipamentos em sala de aula implicará no recolhimento e no registro de ocorrência disciplinar. Em caso de reincidência, o objeto recolhido será entregue somente para os pais ou responsáveis. Caso a família necessite entrar em contato com seu filho, deverá fazê-lo através da Coordenação Pedagógica; • cabular aula dentro da Escola; • falsificar assinatura; • ter posturas inadequadas (namoros inconvenientes, palavras de baixo calão, deitar-se ou posicionar-se inadequadamente nas dependências e no entorno da Escola); • promover coletas, rifas e subscrições, dentro ou fora da Escola, usando o nome de quaisquer de seus órgãos, salvo quando houver autorização da Diretoria; • depredar o patrimônio da Escola (pichação, destruição e mau uso do mobiliário escolar, baheiros e equipamentos de qualquer natureza). Haverá ressarcimento dos danos causados; • praticar qualquer tipo de comércio, ainda que seja a venda de convites; • afixar cartazes e/ou propagandas de festas ou eventos externos, no interior da Escola, sem a autorização da Coordenação de Segmento; • trazer para a escola escritos, gravuras, revistas, vídeos e objetos impróprios à instrução e aos bons costumes; • promover e realizar festas em salas, utilizando comidas e bebidas salvo quando houver autorização da Diretoria; • jogar baralho ou qualquer tipo de jogo de cartas e figurinhas; • introduzir no espaço escolar pessoas que não façam parte do quadro da Instituição; • brigar, incentivar brigas, organizar grupos e ameaçar colegas; • fazer brincadeiras que impliquem em toques corporais; • fazer quaisquer comemorações com manifestações de mau gosto, tais como rabiscar uniformes, jogar ovos, farinha, etc; • consumir guloseimas, tais como chicletes, balas, pirulitos e similares no espaço escolar; • usar estilete porque pode provocar arranhões e cortes de extremo perigo. Obs.: O aluno deverá guardar objetos pessoais e escolares na mochila no período que trocar de sala, durante a aula de Educação Física e durante o recreio, e, conferir todo material após o último horário. O IEMP não se responsabilizará por perdas de objetos de valor, objetos escolares e dinheiro.

15


Manual da família 2012

16 O NÃO CUMPRIMENTO DESSAS REGRAS CITADAS, PODERÁ ACARRETAR ADVERTÊNCIA, SUSPENSÃO E OUTRAS MEDIDAS A SEREM DEFINIDAS PELA DIRETORIA. 14. CONDUTAS INACEITÁVEIS NAS DEPENDÊNCIAS E NO ENTORNO DA ESCOLA QUE PODERÃO ACARRETAR O DESLIGAMENTO DO ALUNO • Portar, usar, distribuir, vender, comprar, mostrar, ajudar a esconder qualquer tipo de droga; • usar adornos, desenhos ou frases que tenham como objetivo propagar as drogas e a violência; • fumar ou distribuir cigarros; • trazer ou usar, dentro das dependências da escola, recipientes que contenham qualquer tipo de gás, objetos cortantes, brinquedos que imitem armas de fogo, “canetas laser” e objetos de qualquer natureza que atentem contra a integridade física de outrem; • impedir a frequência dos colegas ao IEMP ou incentivá-los à ausência coletiva; • promover, sem autorização da Diretoria, sorteios, coletas ou subscrições, usando para tais fins o nome do IEMP; • trazer para a escola, portar ou utilizar em suas dependências quaisquer substâncias consideradas tóxicas ou que, em sua utilização, possam ser consideradas tóxicas e de uso socialmente não recomendado ou aceito; • trazer para a escola, portar ou utilizar em suas dependências quaisquer objetos de uso não pedagógico ou de valor, incluídos aqui aparelhos celulares e eletro-eletrônicos.O empréstimo, perda ou extravio de tais bens será de inteira responsabilidade do aluno, eximindo-se a escola de qualquer responsabilidade sobre a indenização ou reparação, seja por danos, roubo ou extravio dos mesmos. A utilização de telefones celulares em momentos de avaliação – para quaisquer finalidades – será considerada falta grave, caracterizando situação de cola, passível de ser punida com nota “zero” e, dependendo da gravidade ou reincidência, levará à exclusão do estudante da escola; • utilizar a logomarca e o nome da escola em qualquer atividade ou objeto sem o prévio conhecimento e autorização da Diretoria; • denegrir a imagem da instituição escolar ou da comunidade escolar a que pertencem, sobretudo, através da utilização de recursos da Tecnologia da Informação e da sua divulgação através da Rede de Informações – INTERNET;


Manual da família 2012

• desrespeitar, desacatar, agredir física e/ou verbalmente aos professores e funcionários da escola.

15. COLA Durante qualquer avaliação, o aluno que estiver colando ou colaborando com a cola, terá o seu bloco de provas cancelado e nota zero sem direito à substituição da mesma. Em casos de reincidência, medidas enérgicas serão tomadas pela escola. O aluno que estiver portando telefone celular ou outros objetos não pertinentes à prova terá seu instrumento de avaliação anulado. Todos os objetos não pertinentes à prova devem ser entregues ao aplicador no início da avaliação.

16. PENALIDADES Pela não observância das normas de conduta na escola, os alunos serão passíveis das seguintes repreensões: • advertência oral; • advertência escrita; • suspensão temporária da participação em qualquer tipo de atividade escolar ou de outra prevista neste Regimento; • exclusão do IEMP por ato da Diretoria, com cancelamento da matrícula e expedição de transferência; • outras penalidades previstas especificamente neste Regimento. Obs: Dependendo da gravidade do comportamento ou atitude do aluno, o mesmo poderá ser desligado do IEMP, independente do número de ocorrências. Tal decisão ficará a cargo da Direção da escola. A Diretoria do IEMP poderá recusar a renovação da matrícula de alunos, observadas as restrições previstas em lei. • Aos alunos suspensos temporariamente da participação de qualquer atividade escolar por motivos disciplinares, não será permitida a participação em atividades de caráter suplementar ou segunda chamada que venham compensar a concessão de créditos ou notas utilizadas para apurar aproveitamento

17


Manual da família 2012

18

de estudos.

17- SISTEMA DE AVALIAÇÃO A avaliação será diagnóstica, contínua e processual, tendo como objetivo a verificação dos conhecimentos e habilidades intelectuais desenvolvidas, bem como as atitudes decorrentes das mudanças de comportamento esperadas e desejadas, garantindo sua formação. No início de cada etapa, o aluno receberá um calendário de provas com as datas dos instrumentos aplicados e suas respectivas valorizações, permitindo-o programar seus horários de estudo, a execução das tarefas e monitoração dos resultados obtidos. São aspectos relevantes da avaliação, a compreensão dos fatos, a percepção de relações de conhecimento, as habilidades e automatismos desenvolvidos. O ano letivo será dividido em três etapas, valorizadas da seguinte maneira: • 1ª etapa: 30 pontos • 2ª etapa: 35 pontos • 3ª etapa: 35 pontos

17.1. Educação infantil

A Avaliação da educação infantil acontece de maneira diagnóstica, contínua e processual. Será enviada aos pais, ao final de cada etapa, a pasta diagnóstica contendo relatório individual, onde constarão dados referentes ao desenvolvimento sócio cognitivo do aluno. O objetivo dessa avaliação é a constatação dos avanços, conquistas e dificuldades das crianças. 17.2. Ensino Fundamental I

Em cada etapa, os alunos farão 2 (duas) provas de cada disciplina (Avaliação I e Avaliação II) que acontecerão em dias previamente marcados conforme cronograma distribuído no início de cada etapa. Além das 2 (duas) provas de 70% do valor total da etapa, o restante dos pontos poderão ser destribuídos nos seguintes instrumentos de avaliação: • simulados para o 5º Ano; • avaliações formativas não previstas em calendário, a serem definidas mediante o consenso dos professores, realizadas no decorrer de


Manual da família 2012

cada etapa; • exercícios em sala, trabalhos individuais e em grupo, trabalhos de campo, entre outros, conforme necessidades pedagógicas;

17.3. Ensino Fundamental II

Em cada etapa, os alunos farão 02(duas) provas de cada disciplina, estabelecidas pelo IEMP, (Avaliação I e Avaliação II) que acontecerão em dias e horários previamente marcados. Essas provas valerão 70% do valor total da etapa. Além das 02(duas) provas estabelecidas pelo IEMP, diferentes instrumentos de avaliação poderão ser utilizados: trabalhos em grupo, trabalhos individuais, avaliações em dupla, trabalhos de campo, exercícios em sala, etc. Obs.: Em todos os segmentos os trabalhos entregues fora dos prazos estipulados serão avaliados de forma diferenciada.

17.4. Ensino Médio

Ao longo de cada etapa serão realizadas 02(duas) provas por disciplina (semanal I e II). Essas provas valerão 80% do valor total da etapa e os 20% restantes poderão ser distribuídos em trabalhos em grupo, trabalhos individuais, avaliações em dupla, trabalhos de campo, etc. As provas semanais do Ensino Médio de cada etapa serão aplicadas toda quinta-feira das 13h30min às 16h, salvo recessos e feriados, quando poderão ocorrer em outro dia da semana. As datas das avaliações poderão sofrer alterações ao longo do ano, com aviso prévio.

17.4.1. Avaliação suplementar

Além dos instrumentos avaliativos aplicados em cada etapa, para os alunos do Ensino Médio, haverá um outro instrumento, denominado Avaliação Suplementar, destinado a: • recuperação paralela, permitindo que o aluno melhore seu desempenho; • substituição da menor nota obtida pelo aluno em uma das provas semanais, a que se submeteu durante a etapa. A avaliação suplementar não substitui, em hipótese alguma, a prova na qual o aluno tenha tirado nota zero por motivo de cola, ou prova a qual não tenha comparecido por razão de suspensão disciplinar.

19


Manual da família 2012

20

A participação nas Avaliações Suplementares será restrita a um número máximo de 03(três) disciplinas por etapa. E contemplará somente a 1ª e 2ª etapas. O aluno tem direito à realização das Avaliações Suplementares mediante inscrição prévia e pagamento de taxa na secretaria.

17.4.2. Simulados

Ao longo do ano serão aplicados 03(três) simulados para os alunos do 5° ano à 3ª série do Ensino Médio. Um a cada trimestre. O simulado reforça nossa crença em uma avaliação processual e contínua. Desta forma seu conteúdo é cumulativo

17.5. Segunda chamada

É direito do aluno realizar avaliações de 2ª chamada, nos casos previstos no Regimento Escolar: • luto; • convocação esportiva oficial; • problemas de saúde. Nesses casos, os pais ou responsáveis deverão requerer, por escrito, junto à secretaria da escola, a 2ª oportunidade, no prazo máximo de dois dias letivos após a data de aplicação da avaliação oficial, com os documentos comprobatórios. Cabe à Direção deferir ou não o pedido, após análise da justificativa. Se deferido, os pais pagarão a taxa estabelecida e o aluno fará a avaliação em dia e horário estabelecidos pela escola. Os alunos perderão o direito às avaliações de 2ª chamada nos seguintes casos: • Não realizar sua inscrição no período determinado pela escola • Estar suspenso das aulas; • Não encaminhar o requerimento e a via de recibo à secretaria no prazo determinado; • Sair da escola antes do horário previsto para a avaliação; • Não realizar a prova estando na escola; • Viagem de lazer; A ausência à 2ª Chamada e à Suplementar, justificada ou não, implicará atribuição de nota zero ao instrumento avaliativo a que ela substituir e, em definitivo, sem direito à outra avaliação.


Manual da família 2012

21 18. RECUPERAÇÃO Os estudos de recuperação visam proporcionar aos alunos de rendimento insuficiente, condições especiais no atendimento de suas peculiaridades individuais para melhoria de seu desempenho, com vistas ao prosseguimento do processo educativo. São as seguintes modalidades de recuperação:

18.1. Recuperação Paralela A recuperação paralela se dá de forma concomitante ao processo ensino e aprendizagem. O professor ao detectar alguma dificuldade no desempenho do aluno em relação aos objetivos propostos, fará uma revisão da aprendizagem com atividades diversificadas desenvolvidas dentro da sala de aula, sob sua regência e fora da sala de aula sob sua orientação. 18.2. Recuperação Periódica

A recuperação periódica será realizada ao final de cada etapa letiva, em horário extra turno, com o objetivo de recuperar conteúdos, bem como a média de pontos distribuídos nas 1ª e 2ª etapas. Poderão realizar as provas de recuperação periódica, aqueles alunos que não obtiverem o mínimo de 60% (sessenta por cento) dos pontos distribuídos nas 1ª e 2ª etapas. A comunicação ao aluno, sujeito à recuperação periódica, será feita através do Boletim Escolar. Ao final das 1ª e 2ª etapas, a Escola divulgará o período de inscrição para realização das provas de recuperação periódica e o cronograma de realização das mesmas. O aluno deverá inscrever-se na secretaria da escola, mediante pagamento de taxa pré estabelecida. Não há restrição quanto ao número de provas de recuperação periódica.


Manual da família 2012

22

Calcular-se-á a nota da etapa, utilizando-se 50% dos pontos alcançados na mesma, mais os pontos obtidos na prova de recuperação, que terá o valor de 60% da etapa. N= TPE + NR 2

N = Nota da recuperação periódica TPE = Total de pontos da etapa NR = Nota da recuperação

Obs.: Para registro final, prevalecerá a maior nota dos resultados obtidos pelo aluno, sendo que o mesmo não poderá ultrapassar os pontos da média da etapa.

18.3. Recuperação Final

A recuperação final destina-se aos alunos que não obtiverem 60% (sessenta por cento) dos pontos distribuídos no ano letivo e que possuem o mínimo de 40 (quarenta) pontos, em cada disciplina. A divulgação do rendimento escolar anual do aluno será feita via Boletim Escolar. A Escola divulgará o período de inscrições para realização das provas de recuperação final e o cronograma de realização das mesmas. O aluno deverá inscrever-se na Secretaria da escola, mediante pagamento de taxa preestabelecida. Será limitado ao número de 04(quatro) disciplinas para provas de recuperação. Acima desse número o aluno estará automaticamente reprovado. Serão distribuídos 60 pontos para a avaliação de cada conteúdo curricular destinado à prova final. Calcular-se-á a nota final, utilizando-se 50% dos pontos alcançados pelo aluno durante o ano letivo, mais os pontos obtidos na avaliação da recuperação final. NF = TPA + PRF 2

NF = Nota Final TPA = Total de Pontos Anuais PRF = Pontos de Recuperação Final

Para registro final, prevalecerá, a maior nota dos resultados obtidos pelo aluno, sendo que o mesmo não poderá ultrapassar o mínimo exigido para a promoção, segundo o Regimento Escolar.


Manual da família 2012

O Boletim com o resultado da recuperação final será entregue na secretaria.

19. BOLETIM Ao final de cada etapa, o aluno receberá o Boletim demonstrativo do seu aproveitamento com um controle de recebimento, que deverá ser assinado pelos pais ou responsáveis e devolvido à professora ou coordenador de segmento.

20. CRITÉRIOS PARA APROVAÇÃO FINAL DOS ALUNOS Ao final da 3ª etapa, o aluno será considerado aprovado se: • Obtiver aproveitamento igual ou superior a 60% em todas as disciplinas; • Obtiver frequência mínima de 75% do total da carga horária anual em todas as disciplinas.

21. FREQUÊNCIA O controle da frequência tem como finalidade o registro da presença do aluno nas atividades escolares programadas, das quais está obrigado a participar, para aprovação, em pelo menos 75% do total da carga horária prevista. Obs.: A dispensa das aulas de Educação Física ocorrerá mediante a apresentação de atestado médico.

Bem-vindos ao IEMP!

23


Manual da família 2012

24

ANOTAÇÕES


Manual da famĂ­lia 2012

25

MĂšSICA E ARTE

Fonte transformadora do ser humano


PITÁGORAS

Rua Cambuí, 276 - Guarani 31840 -120 - Belo Hotizonte/MG (31) 3445.5852 www.manoelpinheiro.com.br instituto@manoelpinheiro.com.br Produção e Revisão: Comunicação IEMP Produção e L Revisão: Comunicação IEMP Pinheiro ivia Reginato / Salete Livia Reginato / Salete Pinheiro Impressão e Acabamento: Mútua Comunicação Impressão e Acabamento: xxxxxxxxxxxxx

Manual da Família 2012  

O Manual da Família IEMP 2012, foi desenvolvido com o intuito de ajudar, auxiar e melhorar cada vez mais, o relacionamento de pais e alunos...