Page 1

1

MA NOE L B E LI S A R I O V I AN A

P O R T F O L I O


2


3

CONTEÚDO: 1. MUSEU DA CRIATIVIDADE 2. CENTRO ADMINISTRATIVO DO CONDE 3. CINEMA ESCOLA JOÃO PESSOA 4. BICICLETÁRIO DO RECIFE 5. HABITAÇÃO COLETIVA / DESENHO URBANO 6. COMPLEXO POLIESPORTIVO DE MANGABEIRA 7. OUTROS PROJETOS


01

MUSEU DA CRIATIVIDADE CONCURSO (2017) Premiado com a 2ª colocação em concurso nacional de estudantes, o projeto, localizado ao lado do MAM, em São Paulo, se baseia na premissa de que: criar é reinterpretar a realidade que nos circunda; é ver no ordinário possibilidades ainda não exploradas; é gerar o “novo” apartir da multiplicidade, das trocas, dos contrastes. A elaboração de um espaço destinado a ser um museu implica em considerações que ultrapassam a simples compreensão de um programa ou a uma resolução relativa a determinadas funções e atividades. Para além disso, fazendo alusão ao passado e ao presente do bairro, almeja-se erigir uma verdadeira “Estação de contrastes”, que, diferentemente da linha do trem, tenta representar um ponto de inflexão ao que seria um percurso retilíneo, linear e contido. Ao mesmo tempo, procura-se fazer com que as fronteiras entre o espaço interno e externo, público e privado, se diluam, gerando assim uma experiência rica, interativa, lúdica, complexa e bem conectada com o espaço urbano.


COLOQUE O TÍTULO AQUI COLOQUE O SUBTÍTULO AQUI teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti

alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste de texti alea tório teste de texti aleatórioteste

01


8

O projeto se ordena através de dois elementos: o primeiro - o edifício - prismático, de base quadrada, ocupando minimamente o solo, que verticaliza seu programa para permeabilizar o espaço público e ser neste um marco visual; o segundo - a praça - desenvolve-se como uma continuidade de espaços públicos em diferentes níveis e com diversidade de atributos, apresentanto contraste de escalas, formas, níveis e materialidade. A esquerda, perspectiva da biblioteca e galeria de arte, A direita, praça elevada / escadaria


9


02

CENTRO ADMINISTRATIVO / CONDE-PB PROJETO DE EDIFICAÇÕES IV

10

A cidade na qual foi desenvolvido o projeto possuia uma série de problemas estruturais, dentre eles a falta de organização na administração. Assim, foi proposto um projeto de um centro que reunisse as principais funções administrativas da cidade em um só terreno. Por estar próximo de uma paisagem de forte apelo visual, procurou-se tirar proveito dessa característica no desenvolvimento da proposta, criando massas cujos vazios direcionavam o olhar do usuário do local para a paisagem de fundo, liberando sua vista.

Em se tratando da disciplina de programas complexos, nes-

te projeto foram realizados estudos a respeito das soluções de instalações hidráulicas, elétricas, lógicas e climáticas. Optou-se pela setorização e um programa mais fluidos e distribuidos, com o mínimo de passos topológicos. De predominância horizontal, e coberto por um único elemento de coberta independente, todo o complexo se adapta ao terreno criando distintos níveis de ocupação, gerândo dinamismo espacial e uma diversidade de cenários e perspectivas.


11


12


13

PB - TÉRREO

EVOLUÇÃO FORMAL

PB - PAV. 1


14


CINE ESCOLA PARAÍBA

03

PROJETO DE EDIFICAÇÕES III O centro histórico da cidade de João Pessoa apresenta características positivas que podem fazer com que surjam oportunidades de atuação por meio da criação de um projeto de Arquitetura. É nesse elo que se encaixa a proposta de criar um local que possa suprir as necessidades culturais da população do bairro, bem como oferecer uma alternativa ao circuito cultural vigente na cidade. O local, a praça Barão do Rio Branco, tem uma histórico de transformações radicais, embora sobrevivam edifícios coloniais e de outras épocas posteriores, o entorno arquitetônico é heterogênio e complexo. O cerne da proposta projetual é o de criar um cinema escola, equipado ainda com uma sala de exibição (galeria) e um café, o que contribui para a manutenção do bairro em sua fragilidade, já que alberga vários usos, sem perder o caráter de unidade.

15


A praça, sendo quizá o elemento protagonista do local, estará conectada visual e fisicamente com o edifício, já que o pavimento inferior representa um contato mais próximo com o meio externo. Em contrapartida, no pavimento superior, o espaço é mais introspectivo e contempla mais os vazios internos do que a área externa. Os conceitos chave adotados para o seguiment do partido foram a Integração do edifício com a praça, a Flexibilidade, a porosidade, aproveitando-se da área não ocupada reservada pela legislação, assim como a mescla de elementos tipológicos, referentes as diversas arquiteturas já praticadas no local. Acima, galeria / espaço de exposições e sala de cinema

1.

2.

3.

4.

5.

Evolução formal apartir dos pátios internos


04

BICICLETÁRIO DO RECIFE CONCURSO (2016) Premiado com uma menção honrosa em competição nacional de estudantes no ano de 2016, a ideia do bicicletário, localizado no Bairro São José, em Recife, é a de interligar e harmonizar três fachadas em um terreno triangular, promovendo uma cuidadosa adaptação ao terreno e ao desenho já existente - se propõe a retirada mínima de elementos que ali haviam - optando-se por fazer do bicicletário, local que em tese só se usaria para guardar e retirar biciletas, um espaço mais complexo e dinâmico, atraindo a possibilidade de apropriações distintas. Tudo isso se evidencia na

criação de uma praça compatível com tais ideias, sendo o mobiliário parte do próprio bicicletário. Em outras palavras, se fusionam a ideia de praça + parlet urbano + bicicletário, gerando um resultado diferente do habitual, cujos atributos do desenho são convidativos e eficientes. Levou-se em consideração ainda princípios bioclimáticos e assim estes foram considerados como pontos chave das soluções de coberta e vedações, relacionadas a ventilação, temperatura e insolação do lugar.


20 Evolução formal


21

Volumetria


05

HABITAÇÃO COLETIVA - LA VICTÓRIA PROYECTOS IV - ETSA VALLADOLID - ESPANHA Destinado a disciplina de Proyectos IV, na Universidad de Valladolid, no projeto propunha-se a criação de um conjunto de habitações coletivas ocupando uma quadra de grandes dimensões em um tecido urbano pouco ocupado em uma zona afastada do centro, em uma das áreas da cidade de Valladolid (La Victoria) com menor IDH, urbanização e atenção da municipalidade. Como temática principal estabeleceu-se: “escala, linguagem e caráter”. Levou-se como ideias de base os experimentos no campo do urbanismo e da habitação difundidos entre as décadas de 60 e 80, com especial ênfase nas ideias do grupo ARCHIGRAM, nas ideias de Yona Friedman e ainda no movimento METABO-

LISTA. Assim, trabalhou-se o módulo da habitação como sendo uma célula, parte de um organismo maior, sustentadas por estruturas de grande porte (megaestruturas). A expansibilidade dos módulos, bem como a criação de redes coerentes e aplicáveis a realidade do bairro foram pontos chave da elaboração de todo o projeto, que ao todo teve três etapas: Estudo geral das habitações, Elaboração do desenho urbano e disposição dos módulos nas agrupações e Detalhamento das habitações tipo e do conjunto como um todo.


DIAGRAMA PROGRAMA GERAL


MÓDULOS HABITACIONAIS


06

COMPLEXO POLIESPORTIVO DE MANGABEIRA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (2019) Fruto de um projeto de TCC, o complexo poliesportivo de Mangabeira surgiu na medida em que percebeu-se, no bairro mais populoso de João Pessoa, a ausência de um espaço de confluência com características que atendam a um ideal de lugar “destinado à prática e a realização de eventos esportivos”. A ideia do projeto em questão surge baseado na concatenação de diversas atividades e usos, sobretudo relacionadas ao esporte, já que trata-se de um equipamento que não somente engloba as atividades de cunho esportivo, mas que, em busca de diálogo com a comunidade local e

de sustentabilidade econômica, propõe a coexistência de diversas camadas de apropriação espacial, seja pelas distintas atividades / usos a serem desempenhados, seja pelos diferentes públicos a utilizarem tais espaços de maneira simultânea. O projeto em questão tinha o objetivo de ser não apenas um equipamento esportivo, mas de ser um ponto de referência e confluência no seu entorno, sendo assim um catalizador social.


PERSPECTIVA EXPLODIDA


07

OUTROS PROJETOS PROJETO DE REGENERAÇÃO URBANA - VALDESTILLAS / ESP (SET 2015)


CAPELA ECUMÊNICA - JOÃO PESSOA (ABR 2015)


ELETROPOSTO - CONCURSO - (DEZ 2016)


MONUMENTO À MEMÓRIA FEMININA - CONCURSO (NOV. 2018)

Profile for Manoel Belisario Viana

Portfolio Manoel Belisario Viana  

Compêndio de principais trabalhos durante o período de graduação (2014-2019).

Portfolio Manoel Belisario Viana  

Compêndio de principais trabalhos durante o período de graduação (2014-2019).