Page 1

laziou

e as raĂ­zes do paisagismo no Brasil

01. texto INICIAIS (1-11).indd 1

04/05/11 09:54


01. texto INICIAIS (1-11).indd 2

04/05/11 09:54


O

reino vegetal é sem dúvida a fonte mais

fecunda, mais pronta e menos trabalhosa das riquezas de qualquer nação; e todo o cuidado em promover

este manancial de felicidade pública será pouco, à vista do imenso proveito que daí se pode tirar. Dos vegetais é que se extrai o sustento dos homens; os seus vestidos e enfeites; os regalos da vida; os remédios das enfermidades; a matéria primeira das artes; a agricultura, pois, é a verdadeira mãe das artes, do comércio e da navegação. MANUEL ARRUDA DA CÂMARA in Da necessidade da instituição de jardins nas principais capitanias do Brasil, para a transplantação dos vegetais úteis de diversas partes do Mundo, 1810

01. texto INICIAIS (1-11).indd 3

04/05/11 09:54


01. texto INICIAIS (1-11).indd 4

04/05/11 09:54


laziou

e as raízes do paisagismo no Brasil

ORGANIZAÇÃO

Bia Hetzel Silvia Negreiros FOTOS DOS JARDINS

Bia Hetzel

01. texto INICIAIS (1-11).indd 5

04/05/11 09:54


a

Organização da obra e coordenação editorial | Organisation de l’ouvrage et coordination éditoriale

Acervos consultados | Collections consultées

Bia Hetzel Silvia Negreiros

Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB)

Textos | Textes

Guilherme Mazza Dourado Bia Hetzel Revisão científica | Révision scientifique

Guilherme Mazza Dourado

Bia Hetzel Anna Martins Eleanor Mitch Pesquisa de imagens | Recherche d’images

Bia Hetzel Silvia Negreiros

Direitos de edição adquiridos por | Droits d’édition réservés à

Fundação Parques e Jardins (FPJ)

Manati Produções Editoriais Ltda.

Instituto Moreira Salles (IMS)

Rua da Quitanda 30, sala 711, Centro 20011-030, Rio de Janeiro, RJ Telefax: (21) 2512-4810, 2274-2942 manati@uninet.com.br www.manati.com.br

Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ) Museu Imperial / IPHAN / MINC (MI / IPHAN / MINC) Museu Nacional / UFRJ (MN/UFRJ) Museu da República (MR) Nova Friburgo Country Clube (NFCC)

Pesquisa | Recherche

© 2011 MANATI PRODUÇÕES EDITORIAIS LTDA.

Fundação Biblioteca Nacional (FBN)

Parque Mariano Procópio (PMP) Parque Nacional da Tijuca (PNT) Governo do Estado do Rio de Janeiro / Secretaria de Estado de Cultura / Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro – FUNARJ / Museu do Primeiro Reinado – Solar da Marquesa de Santos

É terminantemente proibida a reprodução do texto e/ou das ilustrações desta obra, em parte ou no todo, para qualquer fim, sem autorização expressa e por escrito da editora. Aucune partie de cet ouvrage (textes et/ou illustrations) ne pourra être reproduite sous quelque forme que ce soit sans l’autorisation préalable de l’éditeur.

Acervos particulares | Collections particulières Reproduções fotográficas | Reproductions photographiques

Pepê Schettino Bia Hetzel Design gráfico | Maquette

Anna Martins (Dantes) Guilherme Mazza Dourado (GMD) Ângela Hintze (AH) Vitor Eduardo Hamelmann (VEH) Mariana Medeiros Massarani (MMM)

Silvia Negreiros Locais fotografados | Sites photographiés Fotos dos jardins | Photos des jardins

Bia Hetzel Versão para o francês | Version en français

Patrick Wuillaume Tradução para o português | Version en portugais

Bia Hetzel Revisão de textos | Révision des textes

Débora Castro Tereza da Rocha Viviane Diniz Patricia Vidal (francês) Tratamento de imagens | Numérisation et imagerie

Andreia Dias Manes ô de casa Produção gráfica | Production graphique

Silvia Negreiros Impressão | Impression

Gráfica Santa Marta

01. texto INICIAIS (1-11).indd 6

Passeio Público Rua do Passeio s/nº, Centro CEP 20021-280, Rio de Janeiro, RJ Campo de Santana Praça da República s/nº, Centro CEP 20211-360, Rio de Janeiro, RJ Quinta da Boa Vista Avenida Pedro II, s/nº, São Cristóvão CEP 20940-040, Rio de Janeiro, RJ Museu da República Rua do Catete, 153, Catete CEP 22220-000, Rio de Janeiro, RJ

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO-NA-FONTE SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ G464 Glaziou e as raízes do paisagismo no Brasil / organização Bia Hetzel, Silvia Negreiros ; fotos Bia Hetzel. – Rio de Janeiro : Manati, 2011. 152p. : principalmente il. color ; Inclui bibliografia ISBN 978-85-86218-77-4 1. Glaziou, 1828-1906, 2. Jardinagem paisagística – Obras ilustradas. I. Hetzel, Bia, 1968-. II. Negreiros, Silvia, 1954-. II. Título. 11-0094.

CDD: 712 CDU: 712

Parque São Clemente Av Conselheiro Julius Arp, 14, Centro CEP 28623-000, Nova Friburgo, RJ Parque Mariano Procópio Rua Mariano Procópio, 1.100 CEP 36035-780, Juiz de Fora, MG Casa da Ipiranga Avenida Ipiranga, 716 CEP 25610-150, Petrópolis, RJ

04/05/11 09:54


AGRADECIMENTOS | REMERCIEMENTS À UTE Norte Fluminense, que tornou possível a realização deste projeto | À UTE Norte Fluminense, qui a rendu possible la réalisation de ce projet Ao Ministério da Cultura, pelo incentivo ao projeto através da Lei Rouanet | Au Ministère de la Culture, pour l’incitation fiscale de ce projet par l’intermédiaire de la Loi Rouanet Às instituições que facilitaram o acesso a seus acervos de imagens | Aux institutions qui ont facilité l’accès à leurs archives d’images Fundação Biblioteca Nacional, Fundação Casa de Rui Barbosa, Fundação Parques e Jardins, Instituto Moreira Salles, Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Museu Imperial / IPHAN / MINC, Museu Nacional / UFRJ, Museu da República, Nova Friburgo Country Clube, Parque Mariano Procópio, Parque Nacional da Tijuca

Aos funcionários das instituições que colaboraram na pesquisa de textos e imagens | Aux employés des institutions qui ont collaboré à la recherche de texte et images Léia Pereira da Cruz (FBN); Ana Pessoa e Claudia Altschuller (FCRB); Walter Nogueira Nasseh (FPJ / Quinta da Boa Vista); Júlio Xerém, Adilson Roque dos Santos, Orley Rodrigues dos Santos, Geraldo Isidro do Nascimento, Ino Menezes e Sidney Menezes (FPJ / Campo de Santana); Alda Heizer (JBRJ); Cristina Zappa e Bruna Stamato dos Santos (IMS); Fernanda Guedes, Maria José Veloso da Costa Santos, Célia Maria Gomes Maia, Gustavo Alves Cardoso Moreira, Silvia Ninita Moura Estevão e Sandra Gonçalves Brites (MN / UFRJ); Neibe Cristina Machado da Costa, Maria de Fátima Moraes Argon, Rosana Carvalho de Oliveira Miranda, Juliana Werneck Machado e Ana Luísa de Camargo (MI / IPHAN / MINC)

A todos aqueles que contribuíram com este projeto | À tous ceux qui ont participé à ce projet Anna Martins, Ângela Hintze, Camila Amaduro, Carlos Monte, Eleanor Mitch, David Hetzel, Graziela B. Hetzel, Jean-Yves Mérian, Alexandre Gonsalez, Susana Sabatini, Masé Lemos, Mariana Massarani, Pepê Schettino, Ricardo Penteado, Vitor Eduardo Hamelmann

01. texto INICIAIS (1-11).indd 7

04/05/11 09:54


01. texto INICIAIS (1-11).indd 8

04/05/11 09:54


S

UMÁRIO

10

A PRESENTAÇÃO

12

A ALMA DOS JARDINS João do Rio, 1908

18

RAÍZES NA FRANÇA, PLENITUDE NO BRASIL Bia Hetzel

20

NOTA HISTÓRICA SOBRE F.-M. GLAZIOU Édouard Bureau, 1908

30

CRONOLOGIA Bia Hetzel

38

TODA A POESIA DA BOTÂNICA Bia Hetzel

50

LISTA DAS PLANTAS DO BRASIL CENTRAL COLETADAS ENTRE 1861 E 1895 A. Glaziou, 1905

54

O AMOR AOS JARDINS Machado de Assis, 1895

56

UM PAISAGISTA NO SÉCULO DOS JARDINS Guilherme Mazza Dourado

84

O PASSEIO PÚBLICO Joaquim Manuel de Macedo, 1862 e 1863

94

HERDEIROS PRÓXIMOS E DISTANTES Guilherme Mazza Dourado

106

VISITA AOS JARDINS NO INÍCIO DO SÉCULO XXI Quinta da Boa Vista | Passeio Público | Campo de Santana | Museu da República Parque São Clemente | Casa da Ipiranga | Parque Mariano Procópio

220

GLAZIOU ET LES RACINES DU PAYSAGISME AU BRÉSIL (Version en français)

248

01. texto INICIAIS (1-11).indd 9

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

04/05/11 09:54


A

PRESENTAÇÃO

Impossível pensar nos jardins do Brasil, sejam eles públicos ou particulares, do século XIX ao século XXI, sem esbarrar com uma obra ou influência de Auguste François-Marie Glaziou. Seu trabalho foi tão inovador e inspirador, que enraizou-se definitivamente em nosso paisagismo. Conhecido por seus projetos de jardins sinuosos, grutas e lagos artificiais, Glaziou não foi apenas o “jardineiro do Imperador Dom Pedro II”. Ele foi também um grande contribuidor para o estudo da botânica, um intrépido naturalista que buscou em nossas matas, montanhas, restingas e cerrados as espécies mais interessantes e ornamentais para semear nos jardins daqui e da Europa. Quem anda pelo Campo de Santana, pela Quinta da Boa Vista, pelo Passeio Público; quem passeia na Floresta da Tijuca; quem foge do calor do verão tropical buscando a sombra de ruas arborizadas com oitizeiros e paus-ferros; quem aprecia as estátuas e os chafarizes de ferro de nossas praças; quem sobe nos galhos de uma mangueira; quem se encanta com as bromélias; quem se alegra com as florações das quaresmeiras, fedegosos, sapucaias e aleluias, todas essas pessoas estão cruzando seu

01. texto INICIAIS (1-11).indd 10

04/05/11 09:54


olhar e sua sensibilidade com os de Glaziou, um

encontros casuais com sua obra, daqui para

bretão que amava tanto nossas plantas que fez

frente, mereçam mais atenção.

questão de ser enterrado, na França, repousando sobre um travesseiro feito com elas.

Embora todos os jardins feitos por Glaziou ou a ele atribuídos já estejam em grande parte mo-

Como herança, Glaziou deixou não apenas os

dificados ou reduzidos por reformas urbanas e

principais jardins públicos cariocas, mas exerceu

intervenções, algumas pouco cuidadosas, a es-

também influência decisiva sobre Roberto Burle

sência de sua obra ainda pode ser vista, revalori-

Marx na introdução de plantas nativas em seus

zada e redescoberta.

projetos de jardins ornamentais.

Ao contrário da arquitetura e das artes plásticas,

Este livro não tem a pretensão de ser um re-

a obra paisagística é uma obra viva e em constante

gistro completo e definitivo sobre o trabalho de

transformação. Por este motivo, poderemos perce-

Glaziou ao alcance somente de especialistas,

ber a importância dos órgãos públicos na manu-

mas sim uma aproximação informal e prazero-

tenção e preservação desses espaços urbanos. Espe-

sa desse personagem tão importante da história

ramos, portanto, que as imagens e informações

do paisagismo no Brasil. Organizada como um

apresentadas neste livro despertem a atenção das

caleidoscópio que soma novas leituras, textos

autoridades para a responsabilidade social e patri-

de época e documentos pouco conhecidos, a

monial que têm em suas mãos. Assim, este livro já

publicação almeja fazer com que o leitor veja

terá valido a fibra do eucalipto plantado em solo

Glaziou com um olhar mais íntimo, e que os

brasileiro que o produziu.

11

01. texto INICIAIS (1-11).indd 11

04/05/11 09:54

Glaziou  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you