Issuu on Google+

Informativo Ano 1 n° 4 – Abril de 2010

Com remédio e com afeto

N

a vida profissional de Giuliana Patrícia, o choro faz parte da rotina. Enfermeira do Hospital Lúcio Rebelo, ela se apega aos pacientes como se entes queridos fossem e, quando eles recebem alta, fica um vazio no coração. A meia hora que passa em cada quarto todos os dias, no horário de seu plantão, transforma o relacionamento em algo que vai muito além da obrigação. Carinho e dedicação, aliás, são o combustível que move todo o corpo de enfermeiros, técnicos de enfermagem e estagiários do HLR. Um exemplo de como se deve tratar um paciente. Quem rege essa importante equipe é a coordenadora de Enfermagem, Adria-

na Zottarelli, que está implantando o SAE – Sistematização da Assistência de Enfermagem, instrumento para que o enfermeiro aplique seus conhecimentos científicos e humanos na assistência ao paciente. Assim que acolhe o paciente, o enfermeiro faz o seu histórico, encaminha para a realização dos exames necessários, faz o diagnóstico de enfermagem, a prescrição de enfermagem, a evolução e o prognóstico. Trata-se de uma abordagem que vai colher todos os dados para o médico, facilitando a sua atuação. Para se adequar a essa nova realidade, todo o corpo de enfermeiros e técnicos do Hospital Lúcio Rebelo recebe treinamento que abrange aspectos técnicos

Carinho e dedicação

Giuliana Patrícia

A técnica em enfermagem Elisandra Souza diz não economizar carinho com os pacientes. “Às vezes eles precisam mais de atenção do que de remédio”, observa ela que várias vezes fez papel de psicóloga para confortar alguém doente. “É preciso ter muita sabedoria e sempre se colocar no lugar do paciente”, finaliza. A mesma Giuliana do início da reportagem endossa as palavras de Elisandra e

e humanistas, aulas de capacitação em assuntos mais complexos, como a introdução de novos medicamentos, atendimento de emergência e administração de insulina, por exemplo, além de educação continuada com apostila contendo procedimentos aplicados no dia-a-dia. Adriana Zottarelli também realiza com todos os funcionários da enfermagem – ao todo 13 enfermeiros e 120 técnicos em enfermagem, além dos estagiários – reuniões mensais de avaliação. Tudo para afinar a equipe às novas demandas do setor. “Buscamos desvincular as atividades de enfermagem das tarefas alheias ao exercício profissional que deve ser centrado na assistência ao paciente”, explica Adriana.

acrescenta que a relação entre enfermeiro, paciente e família é muito importante porque auxilia no tratamento. Seu colega de profissão, o também enfermeiro Hermes José, recebe pacientes do pronto-socorro. Por isso mesmo deve ter atenção e paciência redobradas. “Às vezes fico deprimido com alguma situação que presencio aqui, mas encontro forças para encorajar o paciente. Afinal, esta é uma das minhas tarefas”, desabafa.

Elisandra Souza

Informativo Ano 1 n° 4 – Abril de 2010


Único laboratório do Centro-Oeste com ISO 9001

C

omo tudo o que envolve o nome do Hospital Lúcio Rebelo, o laboratório Lapaci, instalado na unidade, não foge à regra: é o único do Centro-Oeste que tem o certificado ISO 9001/2000 por obedecer a um rígido sistema de gestão de qualidade. Para alcançar esse reconhecimento, o laboratório cumpriu todas as normas e procedimentos exigidos: apresentou uma vasta documentação, treinou seu quadro de funcionários e preparou-se com auditores. Exemplo de eficiência, o Lapaci também funciona de acordo com as rigorosas normas de controle da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas. Inaugurado em 1968, o laboratório é dirigido pela farmacêutica-bioquímica Maria Helena Rebello Guimarães e realiza exames de análises clínicas, citopatologias e dosagem hormonal que cobrem todas as especialidades médicas oferecidas pelo HLR. No início do ano, o laboratório passou por uma completa reforma e

EXPEDIENTE

Informativo Hospital Lúcio Rebelo Presidente: Percival Xavier Rebelo Filho Diretoria de Hotelaria: Maria Helena Leal Lúcio Rebelo Diretoria Geral: João Antunes de Macedo Neto Diretoria Técnica: Seikazu Tamashiro Coordenação de UTI: Eduardo For miga Lourenço Souza Coordenação de Emergência: Mayler Olombrada N. dos Santos Jornalista responsável: Britz Lopes - JP00810-GO Redação e fotografia: Marcio Fernandes Editoração eletrônica: Ygor Lima Revisão: Francisco Felix Impressão: Grafopel

ganhou novos e ainda mais modernos equipamentos para a realização de exames de última geração, com módulos especiais para dosagens hormonais. São máquinas informatizadas capazes de atender a toda a demanda do Lapaci, que é de mil exames diversos todos os dias. Maria Helena comanda 20 profissionais altamente capacitados entre biomédicos, auxiliares e recepcionistas, prontos para atender todo o Hospital Lúcio Rebelo, o Pronto-Socorro da unidade, as UTIs, apartamentos e enfermarias, além do ambulatório. Não é por acaso que o slogan do Lapaci é “A precisão que a sua saúde merece”. Nossos convênios: Ipasgo, Unimed, Cassi, Celgmed, Saúde Caixa, Promed, Sul América, Imas, Gama Saúde, Fusex, Embrapa, Embratel, Correios, Coopanest, Comego, Casag-OAB, Bradesco Saúde, Assefaz, Amil, Conab, Medial Saúde, Aamp-Agmp.

Aniversariantes de maio

Roseli dos Santos Sousa – técnica de enfermagem

Juliana Caroline Gonçalves Rodrigues – estagiária

Soraya Ferreira Borges – estagiária

Wandalva Teixeira Soares – técnica de enfermagem

Cinthia Barbosa da Silva – auxiliar de serviços gerais

Marco Aurélio Monteiro de Lima – analista de sistemas

Lenita Dias dos Santos – técnica de enfermagem

Elizabeth Clara Pock da Silva – técnica de enfermagem Roni Nunes Queiroz – auxiliar de farmácia

José Eterno Lopo da Silva – motoboy Karen Poliana Nogueira dos Santos Alves – estagiária Maria de Jesus Fernandes Oliveira – auxiliar de serviços gerais Sandra Mecheline Medeiros da Silva – assistente de faturamento Maria Eugênia de Oliveira Correa – auxiliar de farmácia Ediene Santana de Azevedo – técnica de enfermagem Cristiana Soares dos Santos – auxiliar de serviços gerais Giuliana Patrícia de Oliveira – enfermeira

Av. Edmundo Pinheiro de Abreu nº 451 St. Bela Vista - CEP: 74823-030 Telefone: (62) 3257.2000 www.luciorebelo.com.br contato@hospitalluciorebelo.com

Informativo Ano 1 n° 4 – Abril de 2010

Maria Helena: Lapaci é referência no Centro-Oeste

Adenilma dos Santos Tavares – técnica de enfermagem Aroldo Soares Moreira – porteiro

Fernando Garcia Rezende – assistente de faturamento Mouracy Marinho Pereira – porteiro Janaina Oliveira Arantes – estagiária José Carlos Macedo dos Passos – estagiário Júlio Pereira da Silva – auxiliar de almoxarifado Reijane Alves dos Santos – técnica de enfermagem Cristiano Silva Godoi – maqueiro Elisandra de Melo Pereira Souza – técnica de enfermagem Rafael Ribeiro Santos – estagiário Tatiana da Silva Novais – enfermeira Maria Aparecida Xavier Rodrigues – técnica de enfermagem Rosilene de Sousa Sá – técnica de enfermagem Junio César Martins Teodoro – auxiliar de faturamento Neusa Fonseca de Morais – técnica de enfermagem


Check-up: seu coração em boas mãos

O médico cardiologista Anselmo Honorato

O

controle periódico das funções cardíacas já foi uma indicação clínica para a terceira idade. Hoje, recomenda-se que todas as pessoas com mais de 30 anos devem fazer pelo menos um check-up anual do coração. O procedimento tem caráter preventivo de patologias como a hipertensão, o diabetes, os distúrbios coronarianos e valvares, conforme receita o médico cardiologista Anselmo Honorato da Silva Souza. Já para aqueles pacientes que apresentam fatores de risco como o tabagismo, a obesidade, o sedentarismo e o consumo excessivo de álcool, o procedimento deve ser repetido de acordo com a orientação médica. “Em todos os casos, a prevenção ainda é o melhor tratamento e quanto mais cedo for diagnosticada uma patologia, melhor será o prognóstico do paciente”, recomenda. Além da verificação sistemática do funcionamento do coração, o mé-

lher u m a d e d Saú

Foi-se o tempo em que as doenças cardiovasculares eram coisa de homem. Hoje, patologias como infarto e AVC são a principal causa de mortes entre mulheres brasileiras acima de 40 anos. Os vilões da história são velhos conhecidos como o cigarro, o colesterol alto e a falta de atividade física.

dico salienta que a prática de atividades saudáveis é fundamental para se evitar doenças cardíacas. “O consumo de gorduras ou o uso de cigarro são um veneno para saúde”, exemplifica. Para realizar o check-up com segurança e privacidade, o Hospital Lúcio Rebelo conta com um corpo clínico altamente gabaritado e oferece o que há de mais moderno em tecnologia cardiológica. Ao todo, o protocolo de check-up consiste na realização de seis exames (ver abaixo) que proporcionam um diagnóstico abrangente para que os nossos clientes tenham muita qualidade de vida. No planejamento das atividades clínicas do hospital consta a ampliação do serviço de check-up com o envolvimento das especialidades de ginecologia, urologia, nutrição e psicologia. Exames laboratoriais - Analisam uma série de parâmetros como glicose, sódio, potássio, ureia, colesterol, creatinina, hemograma, entre outros. Para os pacientes do sexo masculino com mais de 40 anos é feito o PSA para avaliação da próstata. Eletrocardiograma (E.C.G.) Mostra o registro das atividades elétricas do coração com 12 derivações.

durante um período de 24 horas. Realizado dentro ou fora do hospital. Pode ser considerado um E.C.G. de longa duração. Ecocardiograma Transtorácico em Repouso: Um dos principais parâmetros para prognósticos de pacientes portadores de cardiomiopatia, é mais utilizado para a avaliação do desempenho sistólico ventricular. Na suspeita ou diagnóstico de doenças isquêmicas do coração, permite um diagnóstico mais acurado das paredes e segmentos com alteração contrátil e, assim, determina anatomicamente qual seria a artéria coronária provavelmente mais acometida. Ecocardiograma sob Estresse: É um exame que por meio da ecocardiografia avalia alterações de contratilidade segmentar e global, além das alterações hemodinâmicas geradas por estresse físico ou farmacológico. Raios X de Tórax PA e Perfil - São radiações especiais que têm a capacidade de atravessar os tecidos do corpo humano proporcionando informação valiosa sobre nossa constituição interna, contribuindo para os diagnósticos de doenças cardíacas.

Teste Ergométrico - Avalia o comportamento do sistema cardiovascular frente ao estresse físico, sob monitorização clínica, eletrocardiográfica e hemodinâmica, com uma sensibilidade média de aproximadamente 68% para diagnóstico de Doença Coronariana. Eletrocardiografia Dinâmica (Holter) - É um exame feito para o registro da atividade elétrica cardíaca

Chek-up no Hospital Lúcio Rebelo: o melhor para a saúde do seu coração

Calendário

o Em discussã

Confira aqui as duas últimas etapas de vacinação contra a gripe suína H1N1. Até 7 de maio estão sendo imunizados os idosos com doenças crônicas. Idosos sem doenças crônicas receberão a dose da influenza sazonal. A última etapa é para quem tem entre 30 e 39 anos e vai de 10 a 21 de maio.

De 12 a 20 de maio as comissões regionais da Associação Brasileira de Enfermagem realizam, em todo o país, a 71ª Semana Brasileira de Enfermagem. O tema Enfermagem: O Poder do Cuidado vai pautar as oficinas, rodas de conversas e conferências.

Informativo Ano 1 n° 4 – Abril de 2010


Excelência na conservação dos produtos

O almoxarifado do Lúcio Rebelo: controle rigoroso

O

setor de almoxarifado do Hospital Lúcio Rebelo é responsável pelo suprimento de materiais de todos os segmentos da unidade. Ao todo são seis compartimentos de armazenagem onde são depositados desde gêneros alimentícios até medicamentos dentro dos critérios exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Para cumprir o rigor de conservação dos produtos, o departamento possui câmaras frias, freezers e três ambientes climatizados com monitoramento da temperatura onde são acondicionados soros e materiais hospitalares. O HLR possui um padrão de excelência na prestação de serviços e só utiliza produtos de primeira qualidade em todas as suas atividades. O trabalho é coordenado por Daniela Lúcio Rebelo, que conta com

a assessoria providencial e eficiente de Igor Alves Pereira Sarkis e Júlio Pereira da Silva. Os critérios de compras obedecem às regras de concorrência onde são avaliados a melhor proposta em relação à qualidade, o preço e o prazo de pagamento do produto. Ao todo, o almoxarifado promove um estoque de mais de 5 mil itens, que são mantidos sob rigoroso sistema de monitoramento informatizado e por circuito interno de TV. “No nosso hospital trabalhamos com índice de desperdício zero e não damos margem para que os nossos produtos sejam descartados por vencimento do prazo de validade, uma vez que temos absoluto controle das entradas e do despacho para os setores competentes”, ressalta Daniela. Um dos destaques do almoxarifado se re-

Daniela Rebelo: zero de desperdício

fere à manutenção de diversificado depósito de alimentos. No Lúcio Rebelo são preparadas refeições para pacientes de diversas complexidades de tratamento, o que exige um estoque de produtos adequados a oferecer as propriedades nutricionais de dietas que seguem a orientação especializada.

Conheça a sua crise de enxaqueca * Durval Peixoto de Deus

A

* Durval Peixoto de Deus é Neurocirurgião

cefaleia é caracterizada por dor de intensidade variável em estruturas do crânio e constitui uma das causas mais frequentes da procura por assistência médica. Cerca de dez a 15 por cento da população mundial é portadora de um dos mais de 150 tipos de cefaleia (dor de cabeça) já descritos. As cefaleias são classificadas em dois tipos principais: primárias (enxaquecas, cefaleias tensionais, etc.) e secundárias (trauma de crânio, processo infeccioso, desordem vascular intracraniana, tumores cerebrais, etc.). Vou descrever um dos tipos de cefaleia de grande importância na medicina, conside-

Informativo Ano 1 n° 4 – Abril de 2010

rando-se os seus efeitos na população: a enxaqueca migrânea. O quadro da enxaqueca ou a sua manifestação clínica no indivíduo ocorre de duas formas: com ou sem a presença de aura. Na presença de aura manifestase por sintomas neurológicos que aparecem até dois dias antes da crise de cefaleia (depressão, bocejo repetitivo, dificuldade de concentração, etc.). Nesse caso, a aura tem duração de 5 a 60 minutos (luzes piscando, visão borrada, etc.). Na ausência de aura manifesta-se por cefaleia com características específicas e sintomas associados. A cefaleia da enxaqueca é recorrente e se caracteriza por ataques de dor severa ou mode-

rada que pode ou não mudar de lado. A ocorrência de enxaqueca é predominante no sexo feminino. Também indivíduos descendentes de enxaquecosos são mais suscetíveis. São comuns na infância e sofre influência hormonal. As crises são frequentes no período menstrual e durante o uso de contraceptivos orais. Outros fatores como o uso de bebidas alcoólicas, estresse, privação do sono, etc. podem desencadear uma crise. Para tratar a enxaqueca deveremos considerar o tempo de início e as características da dor. O melhor é consultar o seu neurologista para um diagnóstico preciso.


Edição de Abril 2010