Page 1

PU#A

INS

PIRAÇÃO


Tudo o que parece familiar, pode ser mera coincidĂŞncia.


A experiência de trabalhar uma década junto ao mercado de Arte nos ajudou a construir nossas crenças particulares sobre o significado da expressão “o criador da sua própria obra”. Foi uma experiência fantástica que resultou em um questionamento profundo sobre os limites da criação do artista, de sua produção e seus meios de divulgação. O que é uma reprodução? O que significa homenagem? E a inspiração? Onde encontrá-la? Até onde se deve creditar a alguém a autoria de algo?

Somos autores. Somos designers. Somos criadores da nossa própria obra. Somos propostas de nossas vivências. Somos reflexo da nossa existência.

Será que os artistas se copiam? O que seria da História se as pessoas não compartilhassem seus pensamentos? E o que seria da Arte se os artistas não pudessem aprender com outros artistas? Todos ainda estariam inventando a roda, ou não? Aqueles que se inspiram na fita Möbius devem pagar direitos autorais ao Möbius ou ao matemático que desenvolveu o símbolo do infinito? Os que buscam inspiração na natureza precisam remunerar e recompensar Deus?

Será que somos todos autores de tudo? Hoje, as Artes Plásticas servem como fonte de inspiração não apenas para os próprios artistas, como para diversos outros segmentos profissionais. No nosso caso, o Design. “Sem uma estrutura-conceito não há desenvolvimento” — Lygia Clark

Conhecer o Movimento Neoconcreto Brasileiro nos levou à criação de uma coleção próxima não apenas dos conceitos artísticos, mas, também, de seus processos fabris, como o sistema de numeração das peças, para, enfim, misturá-los aos parâmetros funcionais do design. Aqui, apresentamos o resultado da nossa própria busca, do que estudamos, aonde permeamos. Esta série completa uma fase, uma crítica, um agradecimento e também uma grande conquista.


GALERIA BOLSA DE ARTE APRESENTA ESTÚDIO MAMELUCA coleção 2014 PU#A INSPIRAÇÃO


SUPERFICIES

O despojamento da superfície e se você pegar essas composições e cortá-las nas suas próprias divisões, você terá superfícies inteiras, vazias, totalmente puras e despojadas. LC

Mesa de centro inspirada nos quadros bidimensionais neoconcretistas. O desenho de suas faces serve como elo de ligação, encaixando os elementos deste móvel, caracterizado pela versatilidade das superfícies, capazes de se transformar quando separadas. Apresenta diversos planos dentro de uma única forma. As peças da mesa podem ser usadas juntas e inteiras, ou separadas e dissociadas, totalmente puras e despojadas, criando diversas composições.

valchromat

1.35 x 0.90 x 0.30m variável


Abrir e planificar o cubo foi o ponto de partida para a criação deste trio de peças, que usam as obras tridimensionais e as formas geométricas neoconcretas como referências na criação de seus múltiplos planos. Dois materiais foram combinados para marcar a parte frontal do cubo e harmonizar a área de contato de cada peça com o exterior: o metal (também muito usado no período neoconcretista) e a manta de raspa de pneu reciclado. O resultado é um padrão novo e encantador, destacando as linhas orgânicas que podem ser visualizadas nos encontros entre as superfícies.

Série Casulo #1 Quando ele toma conhecimento da vertical e horizontal que constroem uma superfície ele subdivide simplesmente esta superfície com suas próprias linhas de construção. LC

alumínio | borracha | pintura eletrostática

0.45 x 0.45 x 0.90m


Série Casulo #2

alumínio | borracha | pintura eletrostática

Série Casulo #3

0.45 x 0.45 x 0.45m

alumínio | borracha | pintura eletrostática

0.45 x 0.90 x 0.45m


ABRIGO

Uma chapa de aço foi cortada em movimento circular e, depois, torcida e soldada, dando origem a esta poltrona de acabamento rústico e naturalmente elegante. Criar novas formas a partir de superfícies planas foi uma das marcas registradas da Arte Neoconcreta e, no caso desta peça, fonte de inspiração. Aqui, o círculo se expande em uma nova forma plena e ilimitada, extrapolando o quadrado e surpreendendo qualquer expectativa.

Expansão do círculo. Foi criada a tensão espacial que levou a desagregação da forma única. O círculo sendo uma forma plena sem limites, se distendeu superando o quadrado. LC

aço

1.10 x 0.45 x 0.90m


CAIXA DE FOSFOROS

Neste móvel, que pode ser transformado de acordo com a necessidade e o desejo do proprietário, o uso de módulos, uma das características marcantes da arte neoconcreta, ganha expressão e se traduz em versatilidade. Gavetas se abrem e fecham, através de um movimento poético, compondo diferentes planos, utilizados como abrigos para memórias e lembranças.

Comecei a brincar com caixas de fósforos, pensando em “bolar” uma casa toda feita de caixotes. Disto saiu um mausoléu aliás dois, que são bem a continuação do problema da metafísica da fase preta de linhas brancas. LC

compensado naval

0.76 x 0.76 x 0.76m variável


Luminária confeccionada em aço inox e espelhos móveis, que possibilitam o controle da intensidade e o ajuste da posição dos focos de luz, conforme a necessidade. Extremamente econômica e versátil, usando uma única lâmpada de led, esta peça tem a capacidade de iluminar com eficácia um ambiente, produzir efeitos inesperados e até mesmo reproduzir a atmosfera de um jantar à luz de vela. Uma verdadeira experiência ótica...

O Homem objeto de si mesmo. Introspecção total, regressão aparente. LC

CRIATURA

aço inox | acrílico

ø 0.60 x 0.06m variável


Sua forma de corpos entrelaçados sugere um encontro, um toque, um abraço coletivo. É um móvel macio e aconchegante, que pode ser usado para sentar, deitar, relaxar, se jogar. Para ficar sozinho ou com os amigos. Basta juntar ou separar suas peças, cruzá-las por cima ou por baixo, adaptando o ambiente em uma agradável e lúdica experiência.

SURUBÃO

Homem como estrutura viva. suporte para a introspecção própria e suporte vivo para experiência do outro. Ligação com o coletivo. Extroversão e crescimento interior. LC

espuma | suplex

1.80 x 1.20 x 0.60m variável


Estúdio Mameluca e a sua integração com o mundo

Felipe Scovino Os projetos do Estúdio Mameluca primam pela invenção e experimentação. Esses dois campos mesclam-se em meio a móveis e objetos que têm o lúdico, a irreverência, a sustentabilidade e a forma aliada ao conforto e a mais alta qualidade técnica e estética como os fios condutores dessa dupla de designers. Assim como a obra de Lygia Clark, que aliou o estudo da geometria a

um caráter mais sensível e orgânico da matéria conduzindo o espectador a uma ampla rede de ativação de sentidos e memória, fonte inspiradora dessa coleção, o Estúdio Mameluca conjuga um estudo competente sobre forma e ergonomia e o seu diálogo com uma matéria que tende a ser mole, confortável, alegre sem nunca esquecer da praticidade. São projetos moldáveis, participativos, que necessitam da participação e disponibilidade do usuário para experimentar as mais variáveis possibilidades de uso e aparição ao mundo. É o caso dos Casulos ou das


Caixas de Fósforos, entendidas e produzidas como estruturas abertas cujas formas atendem à praticidade ou conformidade que o usuário quer dar ao seu desejo. Os Casulos são bancos cujos posicionamentos e formas podem ser constantemente recriados, de forma a atender às necessidades do usuário. Com um visual de ordem construtivo, seu objetivo, caso ele exista, é lidar com os inúmeros desenhos e jogos estruturais que são oferecidos. As Caixas de Fósforos são armários multiuso, com uma característica própria de ter cavidades ou gavetas que atendem aos mais diferentes usos e necessidades. Seu tamanho e altura são regulados, a partir do abrir e fechar de suas gavetas, facilitando a vida e a organização do seu usuário. É essa característica mutante e inventiva que transmite aos projetos do Estúdio Mameluca uma forte conotação de engenhosidade e criação. A nossa imaginação é a todo momento

requisitada, como se de alguma forma fôssemos parceiros na constituição de estruturas que nunca estão prontas, porque são constantemente oferecidas em acordo com o que queremos ou necessitamos.

O Corpo Coletivo ressalta essa característica de improviso, diversão, liberdade e despojamento que a linha possui. Nada é dado pois o projeto se exibe como uma atitude em constante inovação. Sentamos, dormimos, conversamos, sozinho ou acompanhado em acordo com a estrutura que montamos. Não há

regras, pois elas são refeitas a todo o momento. A liberdade é o método desses projetos. Em Planos, a mesa pode ser desmontada, recriada, aproximada ou separada de acordo com o tipo de uso que queremos fazer. Sua característica flexível, que é uma marca dessa linha, conjuga uma economia de linhas e cores a uma capacidade ampla e irrestrita sobre o uso que se pode fazer do objeto, assim como a trajetória artística de Lygia Clark. Em Criatura, inspirado na obra Óculos (1968) de Lygia que se trata de uma armação com quatro lentes que podem ser acionadas pelo espectador de modo a (re)ver o mundo de formas e sentidos diversos, uma única lâmpada tem a sua luz refletida em várias direções por conta do uso de distintas armações de vidro que auxiliam nessa engenharia. As armações móveis transmitem essa caraterística orgânica ao objeto, que aliás é outro aspecto constante desenvolvido pela Mameluca.

Portanto, os projetos do Estúdio Mameluca têm a portabilidade e a mobilidade como ações e propostas, resultando em um design arrojado, acolhedor, moderno e sustentável. Como relatam no manifesto PU#A Inspiração, a Mameluca não reproduz nem copia a obra de Lygia Clark, mas ao mesmo tempo em que questiona a ideia de autoria, é a partir das ideias visionárias de Lygia que essa linha se inspira. É como se a obra dessa importante artista plástica alçasse novos voos e encontrasse um diálogo com a indústria, o design e a vivência. A preocupação da Mameluca é promover uma atmosfera de participação e integração com o seu usuário, contribuindo dessa forma para uma expansão do campo do design de produtos.


www.mameluca.com.br

www.bolsadearte.com Rua Prudente de Moraes, 326 - Ipanema - RJ Rua Rio Preto, 63 - Jardins - SP

2014 // Catálogo Pu#a Inspiração // PT  

2014 // Catálogo Pu#a Inspiração // PT

2014 // Catálogo Pu#a Inspiração // PT  

2014 // Catálogo Pu#a Inspiração // PT

Advertisement