Page 23

Aspectos ambientais Outro desafio é a gestão dos aspectos ambientais, decorrentes da demanda de água em áreas

de grande escassez hídrica. “A questão ambiental da irrigação florestal é um assunto bastante delicado. Estamos tentando reduzir a necessidade de irrigação por meio de planejamento. Assim, não estaremos tão sujeitos às questões de demanda ambiental. Também acompanhamos e seguimos integralmente a legislação vigente em cada região”, relata Simões, da Suzano. “Todas as atividades que fazem uso de água (dessecação/plantio/ irrigação/capina química/etc.) têm seus limites de uso pré-determinados via sistema, ficando evidente o volume máximo a ser utilizado por atividade. Para esse controle, os caminhões que captam água possuem uma ficha de preenchimento que contém campos

B. FOREST 23

IRRIGAÇÃO

às melhores condições naturais de crescimento das florestas e ainda garante maior sobrevivência e produtividade florestal”, explica. A empresa também busca otimizar o processo de irrigação, quando necessário, desenvolvendo sistemas automatizados de distribuição de água no campo usando sensores de solo e sistemas embarcados nos tratores que permitam o ajuste da irrigação sem a necessidade de atuação manual.

B. Forest | Edição 35  

B.Forest - A revista eletrônica do setor florestal | Edição 35 | ano 04 | Agosto 2017