Issuu on Google+


Azulejo Oxum Padronagem criada a partir de um fragmento da aquarela ‘Oxum’ , publicada no livro Iconografia dos Deuses Africanos, Editora Raízes Artes Gráficas, São Paulo, 1980, fazendo referência aos azulejos portugueses amplamente encontrados nas cidades

mais antigas do país que conservaram a arquitetura dos períodos Colonial e Imperial.


Capoeira Contemporânea Padronagem criada a partir de uma das ilustrações da série Capoeiras de Carybé. A composição pretende mesclar os universos da capoeira e da dança contamporânea, através da experimentação de novos posicionamentos das figuras humanas no espaço.


Sirè ‘Sirè’ é uma padronagem que coleta diversas aquarelas do artista, também publicadas no livro Iconografica dos Deuses Africanos. A sobreposição das orixás -entidades cultuadas pelas religiões de matriz africana- aborda, figurativamente, a necessidade da coexistência de cada entidade para a existência da própria religião.


Catavento A padronagem ‘Catavento’ faz referência à um croqui do figurino de um dos personagens da motagem teatral do livro Gabriela, Cravo e Canela, de Jorge Amado.


Milagre dos Peixes ‘Milagre dos Peixes’ é uma padronagem criada a partir de um esboço de Carybé, encontrado em um de seus cadernos, com o nome “Água”. O título da padronagem “Milagre dos Peixes”- é uma homenagem a uma música de Milton Nascimento, lançada pelo cantor em 1973 no disco homônimo.


Umbigada A padronagem ‘Umbigada’ foi criada a partir de uma ilustração sem título do artista. O nome é uma referência às danças de roda populares da região do Recôncavo Baiano, conhecidas tradicionalmente pelo passo da “umbigada”, onde as duas pessoas que estão no centro se abraçam encostando suas barrigas e dando vez para uma nova dupla entrar na roda.


Yaôs Estampa feita a partir de quadro de Carybé em que ele retrata Yaôs (pessoas recém iniciadas no Candomblé) como no dia em que são apresentados à casa após sua feitura. A imagem - originalmente colorida- foi transformada em P&B para retratar a universalidade da religião antes cultuada apenas por negros e hoje difudida no mundo independentemente de questões étnicas.


Floresta Neon Padronagem criada a partir do fragmento de uma ilustração publicada no livro As Sete Portas da Bahia (Editora Record, 1976). O nome ‘Floresta Neon’ surgiu após a finalização da composição, quando percebi que o contraste entre as cores das folhagens deram o efeito de fluorescência ao trabalho.


Carybé Hector Julio Páride Bernabó - popularmente conhecido como Carybé - foi um artista plástico, pesquisador, historiador e jornalista nascido na década de 10, na Argentina. Na década de 40 muda-se definitivamente para o Brasil e em1957 naturaliza-se brasileiro. Carybé morou em diversos lugares do país, mas nunca deixou sua verdadeira paixão, a cidade de Salvador - Bahia, onde veio a falescer em 1997. O artista dedica boa parte da sua obra para valorizar a cultura baiana, os rituais afro-brasileiros, a capoeira, as belezas naturais e arquitetônicas da Bahia.



Portfolio Illustrator