__MAIN_TEXT__

Page 1

EDIÇÃO

PREMIUM

2019 Nº 11 DIGITAL

REVISTA MAIS JR (323765501)

REVISTA MAIS SANTOS (323765502)

REVISTA MAIS INFLUENTE HOMEM (3237655

A quantidade de atrações em Roma e no Vaticano é enorme e para conhecer REVISTA MAIStodas INFLUENTE MULHER (323765 ou boa parte delas é preciso ter pique e se organizar para não perder tempo

REVISTA ENJOY TRIP (323765505)

GASTRONOMIA: As receitas portuguesas trazem um mundo de sabores | HOTELARIA: os resorts mais badalados com cenários paradisíacos | ÁFRICA: A concorrida Cidade do Cabo, na África, encanta os turistas enjoytrip.com.br

1


É VIAJAR COM CONFORTO, SEGURANÇA E BENEFÍCIOS EXCLUSIVOS QUE VOCÊ QUER?

A CVC TEM. A CVC tem mais do que viagens, tem também tudo o que você precisa para curtir dias de descanso sem se preocupar com nada.

• Tem mais de mil opções de roteiro; • Tem guias falando português nos destinos; • Tem equipe dedicada em diversas cidades do Brasil e do mundo; • Tem Central de Atendimento ao Viajante, 24 horas por dia, 7 dias por semana; • Tem cursos no exterior e roteiros personalizados aéreos, rodoviários e marítimos; • Tem SAC com apoio integral ao passageiro antes e depois da viagem; • Tem Vale-Viagem CVC, um cartão pré-pago para você planejar suas férias com calma; • Tem seguro-viagem, aluguel de carro, ingressos, diárias de hotel, passeios e passagens.

AGORA SEUS PONTOS LIVELO VALEM FÉRIAS NA CVC.

2


CVC Augusta 11 3896-2300 11 99951-6061 loja.9688@cvc.com.br

Rua Augusta, 2.690 - Loja 2 Galeria Ouro Fino Jardins - SP

3


4


5


Nesta edição Lago Lugano

6

Atacama

Londres


IrĂŁ

Singapura

Cidade do Cabo

7


DIRETOR GERAL Sérgio Liberado DIRETOR DE REDAÇÃO Liberado Junior DIRETORA Michele Soloviofe EDITORA DE REDAÇÃO Silvia Barreto REPORTAGEM Jeff Cruz DIAGRAMAÇÃO Kelvin Souza FOTOGRAFIA Sérgio Ricardo ASSESSORIA DE IMPRENSA Line Skin (Santos) COMERCIAL E MARKETING Sérgio Ricardo comercial@liberadojunior.com.br ENTRAL DE ATENDIMENTO AOS LEITORES TELEFONE Segunda a sexta-feira, das 9 às 17h (13) 3237-6550 / ramal 16 E-MAIL jornalismo@enjoytrip.com.br

MATRIZ: SANTOS Av. Bernardino de Campos, 64 Vila Belmiro CEP 11075 - 000 Wahtsapp (13) 99700 8661

A revista ENJOY TRIP é uma publicação bimestral da LINE SKIN ASSESSORIA & CONSULTORIA LTDA. 2019 © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. PROIBIDA A REPRODUÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA E ESCRITA. TODAS AS INFORMAÇÕES SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS RESPECTIVOS AUTORES.

8


carta do editor

A

edição número 11 da Revista Enjoy Trip faz o leitor Compreender os fatores que levam o turista a escolher a Itália como destino de férias é a base para o estudo sobre as dinâmicas turísticas da região. Não se pode elaborar uma estratégia de desenvolvimento turístico sem antes conhecer os motivos que levam os visitantes a escolherem a Itália, em vez de outro país. Segundo a UNESCO, mais da metade dos patrimônios histórico-artísticos do mundo ficam na Itália, além dos vários sítios arqueológicos e mais de 3000 museus espalhados por todo o território. Portanto, é fácil deduzir já nesse conceito os motivos pelos quais se deve escolher a Itália como destino de viagem. A Itália, entre outros, poderia definir-se como um País da região Mediterrânea que se apresenta aos olhos de todos como um lugar diferente e versátil. Na verdade, são poucos os países europeus que se mostram

com este aspecto multifacetado. Leia também sobre Cape Town — ou Cidade do Cabo, em português — é a capital legislativa da África do Sul e segunda cidade mais populosa do país, ficando atrás apenas de Joanesburgo. O centro de Cape Town se localiza na Península do Cabo e ao mesmo tempo está cercado pela Table Mountain, uma enorme montanha da qual é possível ter uma vista da cidade inteira. Por isso, o clima da cidade tem perfil mediterrâneo e com estações do ano muito bem definidas. A cidade tem praias, montanhas, portos e jardins. É possível observar pinguins numa praia em um dia e subir por um teleférico para observar a cidade do alto da montanha em outro. Esse e muitos destinos. Embarque nesses em outros destinsconosco nessa viagem! Fique por dentro do conteúdo publicado diariamente pela Enjoy Trip no site (www. enjoytrip.com.br), Facebook (fb. com/revistaenjoytrip) e Instagram (revistaenjoytrip). Até a próxima edição!

Diretor de redação

liberadojunior@liberadojunior.com.br

9


SU MÁ RIO

24 Roma A melhor maneira de economizar tempo e dinheiro em Roma é organizando o seu roteiro por regiões

Gastronomia-14

Portugal tem uma rica e vasta cultura gastronômica, que produz sabores inigualáveis.

Hotelaria - 21

Singapura - 18

Irã - 32

Em Singapura tudo funciona perfeitamente bem e há passeios imperdíveis e inesquecíveis.

10

O Nordeste brasileiro oferece resorts espetaculares para quem quer curtir a dois ou em família.

O Irã encanta pela história e promete surpreender com suas ruínas, mesquitas e cidades.

Cidade do Cabo - 34 A badalada Cidade do Cabo, na África, encanta os apaixonados e a todos que amam as coisas boas da vida.


Especial - 38

Um passeio de barco pelo Lago Lugano oferece um espetáculo visual, com direito a árvores frutíferas.

Londres - 35

Londres esconde museus interessantes para todos os tipos de público. Vale a pena descobrir o que eles guardam.

Destino - 40

Cheia de contrastes, Atacama, no norte do Chile, é uma das regiões mais áridas do Planeta e conta com belezas naturais incríveis.

Nacional - 42

Praias, monumentos, literatura e uma culinária deliciosa fazem de Ilhéus uma das cidades mais interessantes da Bahia.

11


NOTÍCIAS DO MERCADO BRASILEIROS NO EXTERIOR Um levantamento divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) mostra que mais de três milhões de brasileiros vivem no exterior. Desses, 1,4 milhão mora nos Estados Unidos, em um movimento que começou na década de 1990 e continua forte até os dias de hoje. A mudança ocorre devido à busca por uma vida melhor e até os laços familiares são algumas das motivações para a mudança de país. Em comum a todos está a sensação de segurança e melhores condições financeiras

VEÍCULOS 100% ELÉTRICOS ATÉ 2023 A Westcoast Sightseeing, empresa de turismo de Vancouver, que possui uma frota de 90 ônibus de teto aberto, deck duplos e singles, entre outros modelos, decidiu converter toda a sua frota em veículos 100% elétricos até 2023. O compromisso inclui a conversão de todos os 90 ônibus da empresa.

12

TURISMO DE BEM-ESTAR O turismo de bem-estar cresceu de US$ 563 bilhões em 2015 para US$ 639 bilhões em 2017, ou 6,5% anualmente, mais de duas vezes mais rápido que o turismo (3,2%). A América do Norte gera o maior do turismo de bem-estar (US $ 242 bilhões anuais).

O MELHOR PAÍS PARA TURISMO DE VIDA SELVAGEM Os Estados Unidos da América foi eleito o melhor país do mundo para se fazer turismo de vida selvagem, de acordo com o recém-lançado Global Wildlife Travel Index. Neste tipo de viagem, o foco é fazer com que os turistas entrem em contato com animais e plantas em seus habitats naturais.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

NÚMERO DE VIAJANTES CRESCE 6% De acordo com recente estudo da Organização Mundial do Turismo (OMT), as chegadas de turistas internacionais cresceram 6% no primeiro semestre, totalizando 641 milhões de visitantes estrangeiros, 37 milhões a mais do que fora registrado no ano passado. As Américas registraram crescimento de 3% nas chegadas, no período de seis meses, impulsionadas pela América do Sul (+ 7%) e América do Norte (+ 5%).


VANCOUVER É A MELHOR CIDADE PARA SE FAZER REUNIÕES Vancouver foi classificada como um dos principais destinos para convenções e reuniões da América do Norte, de acordo com a Pesquisa de 2019 Encontros de Planejadores de Reuniões e Planejadores da Convenção de Watkins. O relatório bienal é baseado em uma pesquisa com quase mil organizadores de reuniões e convenções na América do Norte, avaliando os 40 destinos de convenções mais populares nos EUA e no Canadá.

CANCÚN É A CIDADE MAIS TURÍSTICA DO MUNDO De acordo com a análise anual da WTTC sobre o impacto econômico global das viagens e turismo, o setor do turismo de Cancun gera quase metade do seu Produto Interno Bruto (49,6%), tornando-a a cidade mais turística do mundo. A maioria dos viajantes que visitam Cancun são dos EUA (63%) e do Canadá. De acordo com o relatório, o número de turistas vindos da América do Sul, principalmente da Argentina, tem vindo a aumentar.

13


GASTRONOMIA

A deliciosa culinária

portuguesa Meca à moda portuguesa

14


A HISTÓRIA E OS ALIMENTOS

O tamanho territorial de Portugal é completamente desproporcional à sua vasta cultura gastronômica. Isso se deve à grande tradição portuguesa e sua história culinária de mais de oito séculos. Foram muitos povos, de diferentes regiões do mundo, que influenciaram a culinária local: os fenícios, os romanos, os mouros, dentre outros. Na chamada Era dos Descobrimentos, um dos pontos mais altos das civilizações ibéricas, a culinária de Portugal se intensificou mais graças ao comércio e às suas colônias. Portugal criou o primeiro império global da história, numa época em que era uma das maiores potências navais do mundo. Durante esse período, os navegantes trouxeram para o país diversos alimentos estranhos aos olhos e costumes dos portugueses. As especiarias trazidas e adotadas pela população passaram a ser misturadas com os alimentos já existentes e consumidos. Esse período foi extremamente importante para que fosse criada uma culinária com um caráter nacional.

ALIMENTOS DA BASE GASTRONÔMICA

Muitos temperos e sabores agridoces vieram nas velas do Infante D. Henrique e seus homens. Entre esses alimentos estão, por exemplo, pimenta, canela e noz moscada. A base da culinária existente na região foi herdada dos romanos, como aconteceu com grande parte dos países do Mediterrâneo. Os primeiros portugueses apreciavam vinho - os

romanos eram grandes cultivadores de uva -, pão e azeite. Muito da comida obtida pela população advém do mar. Peixes e frutos do mar fazem parte da lista de alimentos mais tradicionais e grande parte dos pratos portugueses conhecidos no mundo todo é feita com esses ingredientes. Nessa categoria de alimentos, que compõem diversas comidas típicas portuguesas, estão os mariscos, o berbigão, o mexilhão, as conquilhas e, talvez o mais consumido e conhecido, o bacalhau. A doçaria portuguesa também é muito apreciada. A maioria dos doces originou-se dos conventos no século 16. Um dos ingredientes principais para o preparo dos doces é o ovo. Contudo, também podemos encontrar caramelo, chocolate e massas como o pão de ló nas receitas de muitos doces. São tantas variedades de alimentos que é impossível não querer fazer um tour gastronômico por lá. Além disso, podemos apreciar essa boa comida ao mesmo tempo em que visitamos os diversos pontos turísticos de Portugal.

A RODA DOS ALIMENTOS

A maioria dos países utiliza a pirâmide alimentar, embora esse modelo seja alvo de muitas críticas de especialistas por ter um sistema hierárquico. Isso faz com que se dê mais importância a alguns alimentos do que a outros, o que não deve ocorrer, já que todos têm a mesma relevância. Esse foi um dos motivos que fizeram Portugal adotar, no ano de 1977, a Roda dos Alimentos.

15


Restaurante Adega Regional Porto

PRATOS TÍPICOS PORTUGUESES AÇORDA DE MARISCOS A receita é feita com alguns mariscos como camarão, berbigão e amêijoas (moluscos lamelibrânquios) . Os ingredientes são preparados separadamente, e, em seguida, é-lhes acrescentado pão, calda de peixes, ovos e temperos. A Açorda de Mariscos fica com uma aparência deliciosa.

ALHEIRA DE MIRANDELA Para quem não sabe, a alheira é um enchido que pode ser preparado com vários alimentos, como aves, pão de trigo, carne, gordura de porco etc. Foi inventada pelos judeus, como alimento de viagem, quando fugiam da Inquisição. A Alheira de Mirandela é preparada em formato cilíndrico, com um contorno que lembra o desenho de uma ferradura. O invólucro usado na preparação é uma tripa de porco ou boi.

ARROZ DE PATO Os ingredientes usados para preparar esse prato já demonstram o quão saboroso ele pode ser: bacon defumado, carne de pato, presunto, arroz e chouriço. A carne de pato é cozida juntamente com o presunto e o bacon numa panela grande com água. Depois, o arroz é preparado com essa mesma água. Por final, as carnes são desfiadas e misturadas ao arroz.

16


BACALHAU O bacalhau é um dos alimentos mais consumidos no país, e por isso dele se originaram diversos pratos diferentes. Só para citar alguns: Bacalhau à Brás, Bacalhau com Curry, Posta de Bacalhau Cozido, Bacalhau à Milú, Bacalhau com Natas e Bacalhau à Minhota. É um alimento amplamente difundido e muito consumido também no Brasil, principalmente na semana santa dos católicos.

CALDO VERDE Para se preparar um caldo verde precisa-se de batatas, caldo de galinha ou de carne, azeite, paio, linguiça (aqui no Brasil conhecida como linguiça portuguesa), couve e água. O preparo é parecido com o cozimento de uma sopa, mas o sabor é único.

COZIDO À PORTUGUESA É feito com uma grande quantidade de vegetais, carnes e enchidos. Não existe uma forma correta de preparo desse cozido. Mesmo em Portugal a receita varia de região para região, já que ela pode ser encontrada em todo o país. Com a água do cozido é comum fazer uma sopa na qual são acrescentados pão, arroz e outros ingredientes.

FEIJOADA PORTUGUESA Basicamente é muito parecida com a feijoada brasileira. O que muda é a adição de alguns ingredientes como chouriço de carne, chouriço de sangue, ovos, tomates etc. O feijão usado pode ser seco, manteiga, catarino ou encarnado.

PASTEL DE SANTA CLARA Trata-se de um pastel muito apreciado em todo o país, que possui uma massa folhada recheada com gemas. São adicionadas amêndoas e nozes moídas e, também, algumas gotas de limão. Em alguns casos o pastel é polvilhado com açúcar de confeiteiro.

PUDIM ABADE DE PRISCOS Um dos doces típicos mais conhecidos do país e um dos únicos criados pelo famoso Abade de Priscos, cuja receita foi deixada para o público. É um pudim feito com toucinho, canela, vinho, limão e caramelo. Trata-se de um dos finalistas de um famoso concurso, para escolher as 7 maravilhas da cozinha portuguesa.

17


ÁSIA

| SINGAPURA

Oque fazer em

Singapura C

onheça as atrações turísticas imperdíveis em Singapura, uma lista de lugares bacanas para visitar, dicas de restaurantes, passeios e muito mais. Pronto para se apaixonar por Singapura? Singapura pode ser uma grande dúvida em seu roteiro pelo Sudeste Asiático. Você pode ouvir diversas opiniões contraditórias e não saber bem o que esperar, ficar em dúvida se vale ou não a pena. Mas, no final das contas, que surpresa! Singapura recebe os turistas de braços abertos e com uma limpeza e uma organização tremendas. Vocêd vai se encantar em chegar a um lugar onde tudo funciona bem e onde os perrengues são reduzidos aos altos preços da cidade-país. Singapura é um lugar caro para o bolso brasileiro e caríssimo quando comparado a seus vizinhos asiáticos, mas vale cada segundo. Experimente!

18


PASSEAR PELA BAÍA DE SINGAPURA

Um dos programas mais divertidos e especiais da cidade é dar uma volta bem caprichada pela baía. A baía de Singapura é linda e repleta de prédios modernos. Você pode fazer a travessia de barco ou caminhar sem rumo brincando de se perder e de descobrir prédios com formatos estranhos e esculturas lindas. Comece o passeio pelo Marina Bay Sands, se quiser visite o Art Science Museum (um prédio em forma de flor e um museu super bacana) e, de lá, vá contornando a orla. Fotografe o Merlion (uma mistura de peixe com leão que é simbolo da cidade), a roda gigante Singapore Flyer e o prédio da Opera de Singapura (um prédio todo diferente com design inspirado em uma jaca, bem bonitão). Termine o passeio tomando o autêntico Singapore Sling no bar do Raffles Hotel. Sobrou pique? Caminhe pela orla do Rio Singapura no animado Clarke Quay.

VER O SHOW DE LUZES DO GARDENS AT THE BAY

Muita gente tem preconceito com as tais super trees (super árvores) até vê-las de perto. Que coisa surreal! O show de luzes e cores que acontece todos os dias no finalzinho da tarde/comecinho da noite é incrível, uma mistura de Disney com uma efervescência de Ásia. Brega? Talvez. Original? Sem dúvida! Numa terra onde tudo é construído e pra lá de moderno, as árvores fazem parte do contexto e são um verdadeiro show. Isso sem falar na mudança de cores (quanto mais tarde e mais escuro, mais bonito) e a cidade se iluminando com a chegada da noite também é o máximo. Para ver as árvores do alto, você pode subir na passarela do Super Tress Grove (aberto todos os dias das 5 às 2 AM – Entrada R$ 5,00 por pessoa) ou tomar um drinque no Indochina. Ambas as alternativas são especiais. Skyline da cidade

19


IR PARA SENTOSA DE TELEFÉRICO

Sentosa é a ilha mais turística de Singapura e concentra dezenas de hotéis, resorts e atrações caprichadas como o Universal Studios de Singapura, o S.E.A Aquarium, o parque aquático Adventure Cove, a ilha dos golfinhos e muito mais. A forma mais bonita de chegar a Sentosa é pegar o teleférico na estação Harbour Front. O passeio é lindo e as vistas, tanto de Singapura quanto de Sentosa, são fantásticas. Chegando em Sentosa, aproveite para desbravar a ilha, tanto os ônibus quanto o monorail são grátis e funcionam a mil maravilhas.

APAIXONAR-SE PELAS FLORES E ORQUÍDEAS DO JARDIM BOTÂNICO

O Jardim Botânico de Singapura é tão lindo e tão especial que fica até difícil descrever com palavras cda recanto que ele oferece. O jardim todo é MARAVILHOSO, um sonho, tem dezenas de pequenos jardins fantásticos e um dos orquidários mais lindos do planeta. Um programa bem gostoso para um final de tarde ou para um dia inteiro de muito descanso. Uma visita mega especial e que você vai amar. É um passeio obrigatório, daqueles que você se arrepende muito se não fizer.

ENCANTAR-SE PELOS CHEIROS E SABORES DA LITTLE ÍNDIA

Para quem gosta de comida indiana ou se interessa pela cultura hindu, a Little India de Singapura é um passeio imperdível. São poucos quarteirões perfumados com todos os cheiros (bons) da Índia: flores, incenso e curry, e decorados no melhor estilo indiano: saris coloridos, gente falante e animada, lojas abarrotadas de divindades hindus e uma energia incrível. A Little Índia tem vários templos hindus bem autênticos, e de lá você poderá ver de pertinho rituais super bonitos e bem diferentes dos nossos. Encerre o passeio com um prato de curry caprichado.

20


HOTELARIA

TOP 5 RESORTS PARA CONHECER COM A FAMÍLIA NO

NORDESTE

A região tem belíssimos resorts por toda região

C

urtir dias de descanso à beira de uma grande piscina é a imagem de férias ideal de muita gente. Viajando para resorts no Nordeste do Brasil você consegue aproveitar tudo isso e mais um monte de vantagens legais: a infraestrutura impecável, o conforto e a comodidade das instalações, os sistemas all-inclusive e até a monitoria e recreação para os pequenos. É o tipo de passeio ideal para fazer em família, garantindo muitas fotos lindas.

Outro fator interessante, e que tem feito muita gente pensar com mais carinho nesses roteiros, são os valores – os orçamentos dos pacotes não são impactados diretamente por conta da variação cambial. Se você tem planos de conhecer algum dos melhores resorts no Brasil nas suas próximas férias, veja algumas sugestões que fazem bonito nesse cenário e embarque para um dos programas mais divertidos e relaxantes do seu ano.

21


ARRAIAL D’AJUDA ECO RESORT – BAHIA

Completamente renovado em meados de 2003, o Arraial d’Ajuda Eco Resort, na Bahia, oferece uma proposta mais charmosa e menos massiva. É uma opção interessante tanto para quem viaja com a família quanto para quem procura por um destino de lua de mel despretensioso. O complexo tem acesso fácil via Porto Seguro e ainda está próximo à vilazinha de Arraial d’Ajuda, ponto de encontro de todo mundo que visita a região. Na maré baixa, é até possível andar de caiaque no mar em frente ao hotel. O resort também conta com um complexo aquático a cinco minutos de carro do prédio onde ficam os quartos. Quem viaja com crianças ainda pode contar com o espaço kids para recreação e a copa do bebê, perfeita para preparar comidinhas especiais para os pequenos. Para relaxar ainda mais, aproveite os tratamentos oferecidos no spa e queime algumas calorias extras na academia.

VILA GALÉ CUMBUCO – CEARÁ

O Vila Galé foi inaugurado em 2010 e representa um dos grandes passos para a expansão do grupo português no Brasil. O resort traz um conceito mais elegante – inclusive, fica uma boa sugestão: quando for para lá, tente reservar um bangalô. Esse tipo de acomodação dará um toque especial aos seus dias no resort. Ele também oferece um complexo com três grandes piscinas, kids club e copa do bebê. As refeições são oferecidas no sistema all-inclusive e alguns pequenos shows musicais acontecem à noite. Para quem quer conhecer Fortaleza, é possível agendar um tour para a cidade saindo de Cumbuco, praia onde fica o resort – não deixe de reservar um tempinho para conhecê-la. O spa do Vila Galé ficou conhecido por oferecer tratamentos variados, com opções até para quem quer parar de fumar.

CLUBMED TRANCOSO – BAHIA

Na praia do Taípe, entre Trancoso e Arraial d’Ajuda, fica o ClubMed Trancoso, o mais chique resort do grupo hoteleiro no Brasil. A praia está na encosta de uma falésia e oferece a paisagem perfeita para dias tranquilos de descanso à beira mar. O complexo também conta com uma grande estrutura de piscinas, kids club e copa do bebê. O ClubMed opera no sistema all-inclusive e sempre oferece uma variedade de opções de refeições e bebida alcoólicas e não alcoólicas. A programação costuma ser interessante por lá: todas as noites são oferecidos diferentes tipos de shows para os hóspedes, principalmente de música ao vivo. O spa, sem dúvidas, merece uma visita sua.

22


BEACH PARK ACQUA RESORT – CEARÁ

Integrado ao parque aquático mais importante e premiado da América Latina, o Beach Park Acqua Resort é o destino ideal para quem gosta desse clima que mistura lazer – com pitadas de adrenalina – e bons momentos de descanso. O hotel fica no Porto de Dunas, pertinho de Fortaleza, portanto, se você se cansar das piscinas e dos brinquedos, ainda é possível agendar passeios interessantes pela região da capital do Ceará. Os tobogãs gigantes ficam perto dos quartos e o resort ainda conta com kids club, restaurante, sala de ginástica, loja de conveniência, playground, jacuzzi e piscinas – uma delas com fundo infinito. É uma opção perfeita para quem quer ter um parque aquático inteiro à sua disposição ao longo do dia, com conforto e comodidade, e colocar as crianças para gastar muita energia.

NANNAI RESORT & SPA – PERNAMBUCO

O Nannai, em Porto de Galinhas, sempre foi reconhecido como um dos resorts mais luxuosos do Brasil e, sem dúvidas, merece os títulos e elogios que arranca por aí. Os bangalôs – que têm um quê de Polinésia – são perfeitos para quem procura por uma lua de mel tranquila e com muito charme sem sair do Brasil. O hotel fica no coração do Muro Alto e oferece charmosas espreguiçadeiras e outros serviços na praia. Caiaques, barcos a vela e snorkel são algumas das vantagens oferecidas aos hóspedes sem custo adicional. Apesar de toda essa aura mais romântica, o resort também aceita crianças e há alguns espaços reservados para a recreação dos pequeninos.

23


EUROPA

| ROMA

Roma

a cidade eterna! 24


25


uma dica valiosa e indispensável sobre o transporte em Roma, eu diria: pegue o metrô até lugares chave (perto dos pontos turísticos) e caminhe. Já, já daremos exemplos disso.

COMO IR DOS AEROPORTOS PRINCIPAIS ATÉ O SEU HOTEL: CHEGANDO EM ROMA E SE LOCOMOVENDO PELA CIDADE

ANTES DE VISITAR: CONHECENDO ROMA

Quem nunca ouviu falar de Roma – a cidade eterna localizada às margens do Rio Tibre? Com mais de 2.700 anos de história (dominando o mundo durante 500) o epicentro do império e a capital da Itália é um “parque de diversões” para apreciadores da história e arquitetura. Um inesgotável tesouro para amantes da cultura e da arte. Uma metrópole eletrizante de 2,8 milhões de pessoas e de trânsito caótico. Um agitadíssimo centro para boêmios, glutões, modernos e fashionistas. Uma cidade nova construída sobre a Roma antiga, por isso não é à toa que as escavações para o metrô demoram anos, já que em cada tentativa descobrem peças de arte milenares. São tantas surpresas e atrações ao percorrer essa cidade que é impossível conhecê-la visitando somente uma vez. A favor dos turistas está o fato de a maioria das atrações mais procuradas se concentrar em uma área possível para exploração a pé (Coliseu, Foro Romano, Piazza Venezia, Fontana di Trevi, Pantheon). Esse post ajudará você a conhecer todas as facilidades que precisa para aproveitar cada segundo nessa cidade maravilhosa e evitar as pequenas “frias” que entramos quando não temos uma “idéia” do nosso destino. Mamma Mia, che bella cittá!

COMO CHEGAR E SE LOCOMOVER: DICAS DE TRANSPORTE

Em Roma, prepare-se para caminhar muito. A rede de transportes públicos é bastante completa e sob gestão de dois operadores: ATAC Roma (operador público responsável pelos ônibus, bondes, 2 linhas de metrô e ferrovias) e Roma LPT, consórcio de empresas privadas. Se eu pudesse dar somente

26

Os dois aeroportos principais de Roma são Fiumicino e Ciampino. Ao Aeroporto Leonardo da Vinci, mais conhecido como Fiumicino, chegam a maioria dos voos internacionais. De Fiumicino, a maneira mais tranquila de ir para o centro é de trem, com Trenitalia – Leonardo Express – dura 30 minutos e custa 11 euros –  ou mais econômica, de ônibus, de companhias como Terravision, no qual a viagem dura 55


minutos, se trânsito normal, e custa 4 euros, até a Estação Central Roma Termini(Stazione Termini). Desta estação fica mais fácil se deslocar até o seu hotel.  Uma dica importante para pegar o ônibus é que você primeiramente deve comprar o ticket e depois, na porta do ônibus, e segundo a disponibilidade, é que você embarcará. Dependendo da época do ano é bem concorrido. Do aeroporto de Ciampino para a Estação Central Roma Termini (Stazione Termini) a maneira mais econômica é de ônibus, de companhias como Terravision, com a viagem durando em média 40 minutos e custa 4 euros. Outra opção é pegar um táxi, a viagem até o centro custa em torno de 30 euros e a grande vantagem (especialmente se for de dia) é que o caminho passa pela famosa Via Ápia,  uma das principais estradas da Roma Antiga. Ainda saindo do aeroporto, os pontos oficiais de táxi estão nos terminais 1, 2, 3 e 5 do aeroporto de Fiumicino e, no Ciampino, o ponto oficial de táxi está na saída do aeroporto. As corridas são tabeladas e não há cobrança de taxa por bagagem. Não recomendamos alugar um carro na caótica Roma, mas se a intenção for usar o carro para algum bate-volta ou explorar o interior da Itália, recomendamos a Rental Cars, que têm o melhor preço pesquisando entre as ofertas das maiores locadoras de veículos presentes na Itália.

Para chegar ou partir de Roma de trem, você chegará ou sairá principalmente de Roma Termini, a estação mais central. Poderá, ainda, chegar ou sair por Tiburtina ou Ostinse, um pouco mais afastadas. Para conferir e comprar os tickets de trem, você poderá consultar o site da Trenitalia, a companhia férrea estatal, a Italo Treno, companhia privada e que opera apenas trens de alta velocidade ou então diretamente pelo site da Rail Europe, que opera as mesmas tarifas com todas as informações em português e o pagamento de uma pequena taxa adicional pelo serviço. Agora que já sabes como chegar a Roma, podemos lhe explicar o funcionamento da rede de metrô romana. A metropolitana de Roma possui três linhas em funcionamento (A, B e B1) e uma em construção (C) que deve ficar pronta agora em 2015. A linha A, que vai de Battistini a Anagnina é a de cor laranja, a linha B, que vai de Rebibbia até Laurentina é a cor azul. A B1 é um complemento da azul mas dificilmente você irá utilizá-la. E todas convergem para a estação central Termini. Ela funciona basicamente como todas as linhas de metrô, basta escolher a parada que precisa descer e olhar a direção que deve seguir. É um sistema muito mais simples do que o de cidades como Londres ou Madri porque você somente poderá trocar de linha na estação Termini e, acredito, a única dificuldade pode ser em encontrar a direção correta, portanto, preste atenção nas placas indicativas. Os tickets podem ser comprados  em tabacarias (qualquer loja que tenha uma placa com um T de “tabacco”), nas estações de metrô (as máquinas ficam na entrada) e, em alguns ônibus que tem uma máquina que vende bilhetes também. A linha A e a linha B funcionam todos os dias das 5h30 às 23h30 (nas Sextas e Sábados terminando à 01h30). Vamos a um exemplo: Se estás em Lepanto (Linha A) e queres ir ao Colosseo (Linha B) você deve pegar o metrô em Lepanto direção Anagnina e descer em Termini. Ali você trocará para a linha azul em direção à Laurentina e descer no Colosseo. É ou não é fácil? Como já informado acima, não aconselhamos dirigir por Roma porque, além da dificuldade do trânsito, as ruas são estreitas e dentro do centro histórico dá para fazer tudo a pé. Além de ser muito agradável, é uma surpresa em casa esquina. Para entender o funcionamento da cidade, os ônibus costumam ser bem eficientes. Existem bilhetes simples – por trecho, por dia, por 3 dias e para uma semana. Aconselhamos consultar o site da ATAC para ver os preços atualizados e todas opções disponíveis.

PARA CONHECER OS ARREDORES: BATE-VOLTA PARA NÁPOLES/POMPÉIA E FLORENÇA (FIRENZE)

A Itália é tão espetacular que fica muito difícil poder dizer qual é o melhor lugar para visitar. Segundo algumas pesquisas e experiências pessoais indicamos alguns passeios.

27


Roma-Nápoles/Pompéia Localizada a aproximadamente 2 horas ao Sul de Roma, Nápoles possui os maiores palácios de ópera e teatros do mundo, além de ser um museu a céu aberto. A baía, as praias e os passeios marítimos com vistas para o vulcão Vesúvio são indispensáveis, porém a cidade é muuuito caótica, por isso tome cuidado com as suas malas e bolsas. As coisas estão melhorando por lá, mas mantenha-se sempre atento, ok?! Perto dali está Pompéia, com suas ruínas que que nos fazem voltar no tempo e chegar em uma cidade da antiga Roma um dia depois que todos morreram pela erupção do vulcão Vesúvio. Saindo de Roma, Nápoles fica a uma distância de 220 km, e a melhor opção é viajar de trem, consultando Trenitalia, Italo Treno ou Rail Europe. Se preferir viajar com excursão de um dia para estas cidades, consulte os sites da Viator ou Ticketbar. Roma-Florença Distante 250Km de Roma, Florença, terra de David de Michelangelo, foi o centro do Renascimento italiano e está repleta de museus com quadros e esculturas, também jardins, igrejas, cafés e restos de toda história medieval e da cavalaria. A Ponte Vecchio sob o Rio Arno, as sorveterias e as compras, Firenze é considerada por muitos como uma das cidades mais lindas do mundo. A viagem dura aproximadamente 1h e meia com o trem de alta velocidade (Trenitalia, Italo Treno e Rail Europe), que parte de Roma a Firenze de meia em meia hora. Muito fácil e rápido! E quanto antes comprar seus tickets, mais barato será! E caso prefira ir com tudo organizado, guia e sem preocupações com horários ou estações, compre seu pacote na Ticketbar ou Viator.

ONDE FICAR: DICAS DE ACOMODAÇÃO

Roma sempre foi um dos destinos mais significativos do mundo. Palácios, pequenas casas e locais abrigaram os primeiros viajantes até os dias de hoje. Atualmente, a fama é dos B&B (Bed & Breakfast) – cama e café da manhã, e nós temos boas dicas para os leitores desse guia rápido. Para quem viaja pela primeira vez à Roma, a dica é ficar próximo ( ou dentro) do Centro Histórico, já que assim estarão muito bem localizados em relação aos transportes e principais pontos turísticos e a região possui também vários hotéis, com os mais diferentes níveis de conforto. O entorno do Vaticano costuma ter uma alta circulação de turistas, mas alguns bons hotéis, inclusive alguns na agradável e arborizada região atrás do Estado Papal. Se puder, evite apenas a região imediatamente próxima a estação ferroviária Termini, mal frequentada e com longa história de furtos a turistas desavisados.

28


Opção econômica Al Colosseo 8: Bem pertinho do Coliseu, no ótimo bairro Monti, fácil para explorar a cidade a pé ou então com transporte público. Opção tradicional/preço médio Recomendamos o B&B Casa Minha Al Colosseo (Via Annia – Celio/Colosseo) localizado bem no centro histórico de Roma, pertinho do Coliseu e que é gerenciado pela simpática Adriana, brasileira do Rio de Janeiro que vive há muito tempo em Roma. Uma outra excelente opção é o B&B Maison Vaticana (Via Ottaviano 42, Vatican City – Prati, 00192) também comandado por uma brasileira, a Gisele, professora de português/italiano, que mora em Roma desde 2009, quando então se casou com o romano Antonio que, por sinal, fala muito bem o português. O Maison Vaticana fica bem pertinho da praça São Pedro, do Museu Vaticano e do Castelo Santo Ângelo, bem barbadinha para explorar estes e outros pontos a pé ou usando o transporte público, com pontos de ônibus e estação de metrô bem próximos à pousada. Sweet Home Colosseum Também fica bem pertinho do Coliseu, de onde o hóspede poderá fazer praticamente tudo a pé ou usar o metrô/bus. Opção alto padrão Relais Merulana Guest House: Uma ótima e muito bem avaliada pousada, bem confortável e super bem localizada, pertinho do Coliseu e no ótimo bairro Monti. Trevi Palace Hotel: Fica bem no miolo central da zona turística de Roma, de onde é possível fazer tudo a pé. Hotel bem confortável, 3 estrelas, muito bem avaliado e com preço justo para o que oferece.

ONDE COMER: DICAS DE ALIMENTAÇÃO

Tratorias, restaurantes, bares, cafés, pizza, massa, comidinhas de mercados gourmet, comida de rua, cantinas. Você jamais passará fome em Roma. O díficil é poder indicar nesse guia rápido alguns restaurantes, já que são milhares interessantes, saborosos e para todos os gostos e bolsos. Só não deixe de provar uma sequência completa, o antipasto (entrada ou saladinha), primo piatto (normalmente um prato de arroz, pasta ou sopa), secondo piatto (prato principal, carne, ave ou pescado), contorno (acompanhamento) e dolce (sobremesa). Para beber, uma boa taça de vino italiano da casa e café. Pratos romanos clássicos são o carciofi alla giudia (alcachofras judias) e fiori di zucca fritti (flor de abobrinha frita). Mas aí vão algumas dicas interessantes sobre alimentação. Também há os paninos, sanduíches sempre muito bons e com ótimos preços, e o tramezzino, um sanduiche triangular com pão de fôrma.

29


Vaticano – Basílica de São Pedro, Tumbas dos Papas, Museus (A) É quase impossível visitar a Basílica, as tumbas, a cúpula e os museus em um dia só. Nos museus (que fecham aos domingos, exceto o último domingo de cada mês que abre gratuitamente) está a famosa Capela Sistina. Uma das dicas é fazer a reserva pelo site do Vaticano com antecedência ou comprar seu ingresso na Ticketbar. Assim você escapa das filas gigantescas. Atenção: o Roma Pass não vale para o Museu Vaticano. Compre o ingresso antecipadamente.

Opções tradicionais/preço médio Trastevere é um dos melhores lugares da cidade para tomar o “aperitivo”, ou seja, um drinque com petiscos antes de escolher uma das dezenas de trattorias do bairro para o segundo round de comilança. Existem muitos restaurantes deliciosos por aqui, não deixe de provar a “pasta carbonara”, típica romana, feita com ovos.

Castel Sant´Angelo (B) O Mausoléu do Imperador Adriano já foi usado como edifício militar, prisão e fortaleza no período medieval. O anjo em cima do Castelo é o anjo Gabriel e pode ser visto de pertinho do último andar do Castelo (além da maravilhosa vista do Rio e de Roma (fechado às segundas-feiras).

Opção alto padrão Existem excelentes restaurantes espalhados por Roma, de alta qualidade. O que você têm que cuidar são aqueles caríssimos e que de “alto padrão” não têm nada, normalmente localizados ao redor dos pontos turísticos. Para quem quer comprar produtos de alta qualidade, sugerimos visitar mercados gourmet, como o ótimo Eataly.

Piazza di Spagna (C) Bem no centro dela se encontra a Fontana della Barcaccia, uma fonte em forma de barca projetada em 1627 pelos famosos escultores italianos Bernini, pai e filho. Uma das mais belas praças italianas possui uma escadaria que leva até a igreja Trinità dei Monti.

DICAS QUE TODO VIAJANTE TEM QUE SABER A primeira coisa que recomendamos é pedir dicas interessantes para o pessoal do hotel/hostel aonde você estará hospedado. Os locais mudam bastante e eles têm sempre uma lista atualizada para dar as melhores dicas aos seus hóspedes. • Leve tênis confortável, ande a pé. • Para o café da manhã, um “corneto” e um café “ristretto”. • Evite comer perto dos pontos turísticos. • Vá com troco para comprar os tickets do metrô. • As melhores épocas para visitar são na primavera (março a junho) e outono (setembro a dezembro). • Dependendo da atração, compre tickets com antecedência, Roma têm gente o ano todo. • Alugue uma bicicleta para passear pelas ruelas, se perca. • Prove a foccacia. • Assista “La Dolce Vita” e “Anjos e Demônios” antes da visita. • Prove o gelatto italiano. • Aprenda palavras em italiano antes de viajar. • Coma uma massa tipica romana “a carbonara” no Trastevere. • Assista a troca da Guarda no Quirinale.

30

ONDE TURISTAR: 3 DICAS DE PASSEIOS DIFERENTES

Opções econômicas Caso você fique hospedado em um apartamento ou local com cozinha/sala, vale a pena ir no supermercado e preparar aquele café da manhã em “casa” (mesmo assim não deixe de comer um bom “corneto” na rua com um café “ristretto”), ou almoçar na rua (pegando sempre o prato do dia –normalmente até 14h-15h) e à noite dar uma passada no mercado e comprar itens para lanches ou jantar. Se bater a fome durante o passeio, uma boa alternativa é sempre a pizza a taglio ou então um sorvete! Outra boa dica é sempre fugir de locais muito perto de atrações turísticas e perguntar aos locais onde eles costumam comer, isto será garantia de boa comida e preço justo.

Piazza del Popolo (D) A Praça do Povo foi modificada diversas vezes e abriga três igrejas: Santa Maria del Popolo, ao lado da Porta del Popolo bem onde Nero morreu e foi sepultado, e as gêmeas Santa Maria in Montesanto e Santa Maria dei Miracoli, no lado oposto da praça. As fontes Fontana della Dea di Roma e a Fontana del Nettuno do outro, juntamente com o Obelisco Flaminio e circundado por 4 leões de mármore são as grandes atrações da praça. Villa Borghese (E) Situado na colina Pinciana, é o terceiro maior parque da cidade com 80 hectares. A casa de recreio do Cardeal Scipione Borghese reúne a sua coleção de obras de arte na imperdível Galleria Borghese, que abriga obras de Gian Lorenzo Bernini,  Caravaggio, Leonardo da Vinci, Raffaello, Rubens, Tiziano. Compre seu ticket antecipadamente. Fontana di Trevi (A) Com certeza, é uma das maiores e mais bonitas fontes de Roma.  Inaugurada em 1735, marca o ponto final do Acqua Vergine, um dos mais antigos aquedutos de Roma. Diz que quem joga uma moeda de costas para a Fontana di Trevi voltará a Roma. Palácio de Quirinal (B) Atual sede do governo Romano. Panteão – Pantheon (C)


Templo dedicado a todos os deuses romanos. Aqui estão as tumbas de Raffaello e Annibale Caracci, os reis Vittorio Emanuele II e Umberto I e a rainha Margherita. Piazza Navona (D) e Campo dei Fiori (E) Essa belíssima praça era o Estádio de Domiciano e ao centro está a Fontana dei Quattro Fiumi (Fonte dos Quatro Rios). Para visitar a zona de bares e cafés vá ao Campo dei Fiori. Piazza Venezia (A) e Monte Capitolino (B) Umas das mais famosas praças romanas, na Piazza Venezia da época de Mussolini, podemos ver o monumento dedicado ao rei Vittorio Emanuele II. O monte capitolino é uma das sete colinas de Roma e é onde se situa a sede oficial do prefeito da cidade. Na parte superior do Vittoriano se encontra o Museo Centrale del Risorgimento.Compre os tickets antecipados e evite filas. Fórum Romano (C) e Fórum e Mercado de Trajano (D) O Fórum Romano era o centro comercial, religioso e político da Roma Imperial e o Fórum de Trajano foi o último (cronologicamente) dos fóruns imperiais da Roma Antiga. Já o Mercado de Trajano é considerado o primeiro shopping center da história. Palatino (E) Uma das sete colinas de Roma, é uma das partes mais antigas da cidade. Segundo a lenda, Roma teve origem exatamente nessa colina. Foi sede das residências dos aristocratas (época republicana) e imperadores (período imperial) de Roma. Coliseu (F) Construído nos anos 70 d.C. foi utilizado para realizar combates de gladiadores, lutas de animais, execuções, batalhas navais, caçadas, etc. Recomendamos compra antecipada para evitar filas. Arco de Constantino (G) Situado entre o Coliseu e o Palatino, foi construído para comemorar a vitória de Constantino sobre Maxêncio na  Batalha da Ponte Mílvio, 312 d.C. Isola Tiberina (H) e Trastevere (I) Trastevere é o bairro dos romanos, da boemia, repleto de bons restaurantes, bares e boates, mas sem muitas atrações (dignos de nota, porém, são o Tempietto e a Villa Pamphili). Muito perto dali está a Isola Tiberina, a ilha em forma de barco localizada bem no meio do rio Tibre (Tevere), no centro de Roma. Outros lugares interessantes

• • • • • • • • • •

Circus Maximo Barberini Bocca della Verità Parque Gianicolo – vista linda da cidade Basílica di Santa Maria Maggiore Basílica San Giovanni in Laterano Igreja di Trinità dei Monti Coluna de Trajano Termas de Caracala Para conferir outros passeios e ingressos em Roma, recomendamos os parceiros: • Ticketbar • Viator

CARTÕES DE TURISMO E COMPRA DE INGRESSOS Roma Pass Esse cartão dá direito a entrada grátis nas 2 primeiras atrações visitadas (as demais você pagará tarifas com desconto). Além disso, você tem direito a transporte gratuito e ilimitado em ônibus, algumas linhas de trem e metrô ativados desde o primeiro uso até a 24h do terceiro dia de uso. Aeroporto não está incluso. Recomendamos a compra, já que Roma é a única cidade onde realmente vale a pena comprar esse passe turístico, já que combinado com o transporte público e o Coliseu, Palatino e Fórum Romano, além da Galleria Borghese, já vale a pena, contando estas duas atrações com as entradas gratuitas do Roma Pass.

CONTATOS E NÚMEROS DE EMERGÊNCIA Urgências médicas – 118 Serviço médico – +390677055297 Bombeiros – 115 Polícia – 112 ou 113 Polícia Fiscal – 117 Guincho – 116 Ambulância Cruz Vermelha – 5510 Embaixada Brasileira Piazza Navona, 14 – Roma Fone + 39 06 683 981 Fax: 06 686-7858 www.ambasciatadelbrasile.it Email: info@ambrasile.it Consulado-Geral em Roma Piazza di Pasquino, 8 – 00186 – Roma Fone: + 39 06 688 9661 Fax: + 39 06 6880 2883 www.consbrasroma.it Email: consulado@brasilroma.it

31


ÁSIA OCIDENTAL

| IRÃ

Irã

você ainda vai querer conhecer arquitetura típica da cidade

E

m recente entrevista à Associated Press, o vice-presidente do Irã, Masoud Soltanifar, disse que seu país espera receber um “tsunami” de turistas em breve. A declaração veio na retaguarda do acordo que a República Islâmica firmou com potências mundiais no último mês de julho, em que se compromete a diminuir a dimensão de seu programa nuclear em troca do final de sanções, impostas por EUA, ONU e União Europeia, que prejudicam sua economia há anos. O pacto nuclear deve trazer novos investimentos estrangeiros para o setor turístico do Irã, que já está fazendo sua parte: conseguir vistos para entrar no país está cada vez mais fácil e, apesar das rusgas com os americanos, o território iraniano está hoje cheio de pessoas estudando inglês e ávidas por receber o visitante com uma hospitalidade inigualável. Some aí um patrimônio material fascinante: no Irã se vai, em poucas horas, das ruínas de 2.500 anos de Persépolis às mais lindas mesquitas do planeta, passando pela história de impérios que marcaram a história da Ásia. E no caminho entre essas eras, o visitante encontra cidades bem cuidadas, um sistema de transportes eficiente e surpresas que irão contradizer a imagem assustadora que o Irã tem ao redor do globo (não confundir a República Islâmica com o Estado Islâmico. Os dois são inimigos). O objetivo iraniano é receber 20 milhões de turistas por ano a partir de 2025. A projeção é alta, mas há motivos para otimismo: entre 2004 e 2014, o número de visitantes anuais no país cresceu 163%, de 1,9 milhão para 5 milhões de pessoas. Uma dica: vá antes que encha.

32

Charge de Alireza Pakdel, do Irá, vencedora do Grande Prêmio Troféu Zélio de Ouro


Arquitetura Islâmica Mosaicos com temas assimétricos - Santuário de Fátima Masuma, na cidade santa

Templo religioso

HÁ GAYS NO IRÃ

HÁ IGREJAS NO IRÃ

Ao contrário do que disse o ex-presidente Mahmoud Ahmadinejad em uma declaração notória em 2007, há, sim, homossexuais no Irã. Não existe uma cena LGBT no país, pois, lá, ser gay é crime passível de pena de morte. Mas a reportagem conheceu dois jovens iranianos que, no meio de conversas sobre futebol, família e viagens, disseram que eram gays. “Não tenho medo, mas não podemos nos assumir abertamente”, disse um deles.

O Irã também abriga dezenas de igrejas em seu território. Muitas delas, como a Catedral Sarkis, em Teerã, foram construídas pela significativa população armênia que vive no país. Converse sobre religião com os iranianos e você verá que muitos deles farão questão de dizer que estimam Jesus Cristo como um profeta. Isfahan, por sua vez, é a cidade com o bairro armênio mais interessante do Irã. A área, chamada Jolfa, é cheia de belas igrejas.

HÁ JUDEUS NO IRÃ

HÁ HEAVY METAL NO IRÃ

Irã e Israel têm governos inimigos e, não raro, líderes iranianos dão declarações bélicas contra o que eles chamam de “entidade sionista”. O Irã, porém, é lar para uma comunidade judaica que conta com cerca de 20 mil pessoas, que frequentam sinagogas em cidades como Teerã e Shiraz. A presença de judeus no Irã remonta à época de Ciro, o Grande, nos anos 500 a.C. E a convivência deles com os muçulmanos iranianos é, via de regra, pacífica.

O Chador, de uso obrigatório para as mulheres nas Mesquitas.

M A I S

Teerã tem uma cena heavy metal que começa a ser aceita pelas autoridades do país. A mais famosa banda local de rock pesado é a Kahtmayan, que, quando a reportagem esteve no Irã, fez um show para 200 pessoas (muitas delas com a camisa do Sepultura) no teatro que fica sob a torre Azadi, um dos símbolos da capital iraniana. Mas há um detalhe: o som é só instrumental. Letras, potencial fonte de mensagens políticas, são proibidas.

I N F L U E N T E

33


ÁFRICA

| CABO OCIDENTAL

Cidade do Cabo O conforto de uma cidade cosmopolita

Skyline da Cidade do Cabo

A

Cidade do Cabo encanta não só os apaixonados, fama que tem há anos, mas todos os que amam as coisas boas da vida. A primeira impressão que se tem ao ouvir falar de uma cidade africana é de um destino cheio de exotismo, vida selvagem e natureza. Isso é só o começo do que se pode desfrutar ao visitar a Cidade do Cabo, segunda maior cidade da África do Sul, um dos dez mais procurados destinos turísticos do mundo. Descoberta em 1488 pelo português Bartolomeu Dias, que explorava os mares em direção às Índias, a região logo foi tomada pelos holandeses e ingleses, presentes na cidade até hoje. A surpresa começa pela disposição geográfica única. A metrópole rodeia o pé de uma montanha, a Montanha da Mesa (do inglês Table Mountain), que tem este nome por apresentar justamente o formato de uma mesa, seguida de uma formação rochosa com 12 picos, que foi denominada pelos locais como Os 12 apóstolos. Não espere encontrar uma cidade muito grande. A região metropolitana da Cidade do Cabo limita-se pelo contorno da Montanha da Mesa com o Oceano Índico ao fundo de um lado e o Oceano Atlântico do outro. Nos seus arredores, há o Cabo da Boa Esperança, o ponto mais distante do continente africano em direção à Antártida. Localizada na província de Western Cape, a Cidade do Cabo tem uma série de museus de todos os tipos, safáris, grandes centros de compras e também é conhecida pela liberdade de expressão proveniente de um país em constante transformação. Reduto de artistas de todo o continente africano, a sociedade local abre espaço para o público GLS (o casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido na África do Sul) e recebe centenas de turistas que realizam seus casamentos em uma atmosfera amigável e romântica.

34

Os albergues e hospedagens mais baratas da cidade se concentram na Long Street. Também é possível achar acomodação a um bom preço na região conhecida como City Bowl e hotéis exclusivos ao pé da Cable Mountain. Nos restaurantes locais, fazem sucesso pratos com frutos do mar e samoosas, espécie de croquete de massa de pastel recheado com carne ou vegetais ao molho condimentado, típico exemplo da cozinha Cape Malay que pode ser encontrado no bairro de Bo-Kaap ou no Mountain Viewn Café andTaakeaways, na Long Street. Comer é um dos principais prazeres proporcionados pela Cidade do Cabo. Rica em diversidade, lá você poderá encontrar todos os tipos de comida para um jantar perfeito e diversos cafés espalhados pela cidade para fazer um lanchinho rápido. Outra dica fica por conta dos frutos do mar, achados em abundância e de boa qualidade, não deixe de desfrutar desta que é uma especialidade gastronômica da cidade. A Cidade do Cabo tem uma arquitetura de estilo colonial, que traz charme para seus edifícios e prédios públicos, bem como museus de diversas comunidades, como os judeus e os muçulmanos. O passado contrasta com a modernidade e as grandes highways da cidade, bem como o complexo beira-mar de shoppings, hotéis, restaurantes e outros passeios, chamado de V&A Water Front, logo trarão a imagem de uma cidade contemporânea e cosmopolita, o que traz conforto e praticidade para quem a visita. A versatilidade dessa cidade vai de passeios para observar pinguins a visitas a vinícolas ou até uma praia de nudismo. São diversos roteiros possíveis em um perímetro só.


INGLATERRA

| LONDRES

Londres Novos e surpreendentes museus em

Big ban, cabine telefonônica e onibus de dois andares (tudo bem característico)

O

frio cruel que não abandona Londres sugere uma ideia: aproveitar o clima propício para estar no quentinho para incentivar os leitores a descobrirem museus excelentes, mas que talvez não estejam no seu roteiro de viagem. Aqui vão top 10 museus em Londres menos conhecidos que com toda a certeza enriquecerão a sua visita. Eles foram classificados por estilo de viajante: tem para quem curte história, arte & design e ciência. Mas aqui entre nós, se você é uma pessoa curiosa e procura ver algo diferente quando viaja, vai gostar de todos eles. O melhor é que todos são absolutamente GRATUITOS! Algumas exposições temporárias são pagas, mas a visita ao acervo permanente é sempre gratuita.

35


British Museum / Museu Britânico

MUSEUS PARA QUEM CURTE HISTÓRIA 1. MUSEUM OF LONDON (MUSEU DE LONDRES) Reina absoluto na lista dos imperdíveis. O museu mostra o desenvolvimento de Londres desde a pré-história até hoje, com galerias interativas. Também é um bom ponto de partida para uma volta pela City, o tradicional distrito financeiro de Londres, e onde a cidade realmente começou. 150 London Wall, EC2Y 5HN. Aberto de 10 às 18h, fecha de 24 a 26 de dezembro. Metrô: Barbican, St Paul’s, Moorgate. Para quem estiver pelo lado de East London, Docklands e Canary Wharf, vale conferir a filial do museu na área, o Museum of London Docklands, que analisa a tradição comercial do Reino Unido através das grandes importações que chegavam às docas pelo Rio Tamisa, bem naquele local. West India Quay, E14 4AL Metrô: Canary Wharf. 2. BRITISH LIBRARY Além de ser a biblioteca nacional do Reino Unido, com aproximadamente 14 milhões de livros, a British Library reúne uma coleção valiosa de tesouros históricos, como a Magna Carta, publicada

36

em 1215, considerada a primeira constituição da história. Há também peças mais recentes, como manuscritos de escritores famosos como Jane Austen (Razão e Sensibilidade) e Lewis Carroll (de Alice no País das Maravilhas), e até originais de músicas dos Beatles. Essa mina de riquezas culturais está bem ao lado da estação de trem de St. Pancras. 96 Euston Road, NW1 2DB Metrô: King’s Cross & St. Pancras. Aberto todos os dias, confira os horários no site antes de visitar. 3. IMPERIAL WAR MUSEUM O IWM relata a história e a vida cotidiana dos habitantes de Londres durante as duas grandes guerras do século XX. O museu reabriu em 2014 depois de passar por uma super reforma, na qual ganhou diversas novas galerias e exposições, além das mostras temporárias, que contam particularidades da história com mais profundidade e riqueza de elementos originais.

MUSEUS PARA QUEM CURTE ARTE E DESIGN 4. GEFFRYE MUSEUM Ele é uma janela para a evo-

lução do design de interiores e da própria sociedade inglesa nos últimos quase 400 anos. O acervo consiste de cômodos residenciais ambientados no estilo de cada século (e década do século XX) e mantém ainda, atrás da casa, jardins típicos de cada período (os jardins fecham no inverno, mas fica a dica para uma visita


na primavera ou no verão). É uma excelente escala para suas andanças por Shoreditch. 136 Kingsland Road London E2 8EA Metrô: Old Street, mais uns 15 minutos de caminhada, ou estação Hoxton do Overground. 5. NATIONAL PORTRAIT GALLERY

A entrada à direita da National Gallery muitas vezes passa despercebida, mas é um pecado passar por Trafalgar Square e não dar pelo menos uma espiada por lá. O foco em retratos dá uma perspectiva diferente à evolução da arte, numa viagem que começa com os nobres do renascimento e seus fantásticos

vestidos retratados nos mínimos detalhes e vai até os contemporâneos, incluindo Paul McCartney e a rainha Elizabeth II. A ala pós-1990 exibe a mais recente aquisição da galeria: o polêmico retrato de Kate Middleton. St.Martin’s Pl London WC2H 0HE Metrô: Leicester Square, Charing Cross ou Covent Garden.

37


EUROPA

| SUIÇA / ITÁLIA

O Lago Lugano Q

ue fica na ponta sul do Ticino, a região de férias localizada ao sul da cadeia dos Alpes, estendendo seus braços à Itália. Graças ao clima ameno do Mediterrâneo, há até árvores de frutas cítricas crescendo aqui e os visitantes podem tomar banho de sol sob as palmeiras. O lago possui um número de ramificações, sendo cercado por montanhas: o Monte Generoso é a montanha mais alta dentre as que rodeiam o Lago de Lugano, com cerca de 1.700 metros. Uma ferrovia de cremalheira sai do resort de Capolago, às margens do lago, até o topo da montanha, com vistas panorâmicas. Há dois bondinhos escalando as montanhas de Lugano: o Monte San Salvatore – de onde uma linda trilha alpina conduz ao pequeno vilarejo de Carona, e de lá para Morcote – e o Monte Brè. Um bonde também faz o transporte até o platô ensolarado de Serpiano, com a localização perfeita para visitas ao Monte San Giorgio, atualmente um Patrimônio da Humanidade da Unesco.

38

A montanha, densamente arborizada com suas muitas plantas raras, é um dos principais locais onde se podem achar fósseis provenientes de um lago subtropical pré-histórico. Faça um passeio de barco e descubra a diversidade da região: Morcote, com suas mansões grandiosas e a igreja de Santa Maria del Sasso, um importante edifício renascentista cujo campanário do período românico posterior proporciona vistas deslumbrantes; ou ainda Gandria, o exemplo perfeito de uma pequena colônia de pescadores estabelecida à beira do Lago Lugano. Em torno do lago, os numerosos parques existentes clamam por caminhadas. Tomemos, por exemplo, o Parco Scherrer em Morcote, onde a escultura e a arquitetura provenientes de inúmeros países e épocas diferentes combinam-se com os cedros, pinheiros-da-guatemala, canforeiros, eucaliptos, azaleias, palmeiras, bambu etc., ou o Park Belvedere, ao lado do calçadão que corre à beira do lago, em Lugano.


Na primavera, os visitantes adoram ver as magnólias e camélias em flor nos parques. Você também pode descobrir a história e a cultura suíças no paraíso de férias do Lago Lugano: o Museu da Alfândega Suíça em Gandria, por exemplo, mostra como contrabandistas costumavam submeter-se a grandes riscos para perseverar em seu “comércio” nesta área, antigamente atingida por grande pobreza. Já o famoso Parque Suíça em Miniatura mostra os principais pontos turísticos do país numa escala de 1:25. Para os amantes de literatura, vale a pena visitar o Museu de Hermann Hesse em Montagnola, onde o escritor passou metade da vida.

Ristorante della Poste, Morcote, Lake Lugano

39


AMÉRICA DO SUL

| CHILE

Atacama

Um oásis impressionante

O

norte do Chile é realmente um lugar de extremos. É a região mais árida do planeta, com o deserto de maior altitude localizado a 2.440 metros, onde as águas das chuvas não passam de 35 milímetros por ano e o solo impermeável lhe garante um aspecto comparado ao de Marte. A extensa área desértica entre as águas frias do Pacífico e as monumentais cordilheiras dos Andes é o local onde o viajante que busca experiências singulares encontra refúgio sem ter que abrir mão de serviços básicos. Esse esconderijo se chama São Pedro de Atacama, pequeno povoado que serve como base para a exploração da região. Esta cidade, que ainda guarda costumes dos povos pré-incaicos que deixaram marcas profundas em seu território, era apenas uma localidade escondida do norte do país que mal recebia visitantes estrangeiros. Hoje é um produto chileno consolidado no mercado turístico internacional ao lado de Torres Del Paine e Ilha de Páscoa. Mesmo com tanta fama, a cidade ainda preserva seu ritmo particular, que permite ao visitante um passeio, a passos lentos, por suas ruas estreitas de terra e casas de adobe com telhados de palha. O clima pacato só é que-

40

brado por alguma festa típica do povoado, como o desfile de Santa Rosa em agosto, ou pelas músicas folclóricas tocadas nas peñas da Caracoles, a principal via de circulação. O Atacama, que na língua cunza significa cabeceira do país, é marcado historicamente por disputas e dominações anteriores à chegada dos espanhóis. No ano 400 d.C., a sociedade tiwanaku, proveniente do território onde hoje se encontra a Bolívia, im-

põe-se hierarquicamente sobre o povo atacamenho. O período seguinte (entre os anos 900 e 1450) foi marcado pelo rompimento com aquela civilização e pelos novos conflitos sociais internos. Foi nesse contexto que os incas dominaram a região do Atacama até que fossem dizimados com a chegada dos europeus, em 1535. Há três formas de conhecer a região: a tradicional, em que as agências oferecem o mais básico


Situado num vale tranquilo ao lado de Pucará de Quitor, o Alto Atacama Desert Lodge & Spa oferece acomodações standard e pacotes com tudo incluso em San Pedro de Atacama. O WiFi gratuito está disponível em todas as áreas comuns da propriedade.

do Atacama como os Vales da Lua e da Morte, além dos gêiseres de El Tatio; o roteiro alternativo, em que as margens do deserto ganham novas dimensões em rotas pouco divulgadas com visitas a petroglifos, povoados de um só habitante e cânions em vales multicoloridos; e a terceira opção, que alia um pouco de cada um dos dois roteiros anteriores. Seja qual for a escolha, uma imagem será inevitável: o Licancabur, imponente vulcão cônico

de 5.916 metros de altura que separa o Chile e a Bolívia. Quanto mais longe se vai, mais se vê esse vulcão onipresente entre os recortes das rochas gigantes que cercam a região. A montanha é local sagrado desde épocas anteriores à chegada dos colonizadores, quando ali se realizavam sacrifícios com animais. A prática foi proibida pelos espanhóis, mas o vulcão continua atraindo aventureiros até a lagoa que se localiza no seu cume, além

de devotos que uma vez ao ano levam oferendas à Pacha Mama pelo que se conquistou naquele período. É certo que a escalada de oito horas se dá pela Bolívia devido ao terreno ainda minado da época em que o Chile e a Argentina disputavam terras, mas para o Licancabur não existe fronteiras nem guerras. Por isso, ele segue soberano guardando a região. E ainda dizem que o oásis é pura ilusão. Não no deserto do Atacama.

41


BRASIL

| ILHÉUS

Praias, monumentos e literatura fazem do local uma das cidades mais interessantes da Bahia

42


Visão do mirante de Serra Grande, localizado entre Ilhéus e Itacaré

43


Catedral de ilhéus

Q

uando redigiu as primeiras linhas do romance Gabriela, Cravo e Canela, no fim da década de 1950, o escritor Jorge Amado não imaginava que aquela personagem de beleza brejeira e habilidosa nas artes da sedução e da culinária se tornaria um dos principais ícones culturais da cidade de Ilhéus, que está localizada a 405 km de Salvador. Ao andar pelas ruas do pacato município margeado pelo mar e por uma vasta área de Mata Atlântica é possível ter noção do que foi a Ilhéus dos anos 1920,

44

época tão bem narrada por Amado. No centro da cidade, o comércio é pujante e as casas ainda guardam o luxo e a dimensão do que foi o período áureo da lavoura cacaueira, que sucumbiu com a praga da vassoura-de-bruxa no fim dos anos 1980. Do período dos coronéis e da fartura, quando o cacau era tido como moeda de troca para grandes transações financeiras e a quantidade de terra e propriedades representava poder e sinal de riqueza, alguns símbolos foram resguarda-

dos e permanecem ativos até hoje. Um deles é o centenário Bar Vesúvio, que no romance pertencia ao turco Nacib, personagem que vive uma história de paixão com Gabriela. O outro é o Bataclan, famoso bordel, de propriedade da cafetina Maria Machadão, onde no passado os barões do cacau iam para se divertir ou afogar as mágoas e hoje é um restaurante que funciona de segunda a sábado para almoço, jantar e programações musicais e culturais. A extravagância dos poderosos


restaurante Bataclan, um dos mais frequentados na região

As praias são simplesmente demais. Tem morros, coqueirais e recifes. Têm barracas, comida maravilhosa, só que um precinho bem salgado!

também é retratada na Rua Antonio Lavigne de Lemos, que permite o acesso entre as duas principais igrejas da cidade: a Catedral de São Sebastião e a Igreja de São Jorge, padroeiro. São várias dezenas de metros pavimentados com pedras de cobalto, pavimentação essa patrocinada pelo milionário Misael Tavares, que hoje dá nome a um palacete. Prédios e monumentos históricos são atrações à parte. Alguns dos lugares que reúnem uma boa concentração de passeios desse

tipo são as praças JJ Seabra e D. Eduardo, dentre outras. Os locais servem como endereço para diversos atrativos, como o Palácio Paranaguá, Bar Vesúvio, Igreja de São Jorge, Casa do Coronel Misael Tavares, dentre outros pontos turísticos da cidade. Além da riqueza cultural, Ilhéus possui mais de uma dezena de praias em sua vasta costa litorânea de 84km. Em algumas praias do norte, o destaque fica por conta da privacidade e, no sul, a infraestrutura com a presença de cabanas

que oferecem diversos serviços, além dos melhores hotéis e pousadas, atrai muitos turistas. A ponte Governador Lomanto Junior separa a parte histórica do lado mais moderno de Ilhéus. Na Praia do Pontal, já na parte sul da cidade, que dá acesso a Olivença, há diversos estabelecimentos voltados para a gastronomia, em especial pizzarias e churrascarias. A comida regional, com suas moquecas e frutos do mar, também está presente nos cardápios dos bares e restaurantes.

45


#REVISTAENJOYTRIP

TOP 10

A

Enjoy Trip recebe diariamente diversas fotos de viagens. Em nosso Instagram (@revistaenjoytrip) você encontra imagens dos mais variados destinos e ângulos fotográficos. Adoramos conhecer o mundo através dos olhos de nossos leitores, por isso, selecionamos para essa edição dez fotos que repostamos em nossa rede social. Quer ver sua foto no feed da Enjoy? Basta publicar seu clique e marcar #revistaenjoytrip.

@viverporaremar

@apaixonadaporviajar

@caminhosdaju

@bagagemparadois

@bonitinhospelomundo

@misvoyages

@nossasviagensebelaspaisagens

@suaproximaviagem

@nathaliaarchanjo

46


47


Profile for Revista Enjoy Trip

Revista Enjoy Trip ED.11 | 2019  

Revista Enjoy Trip ED.11 | 2019  

Advertisement