Page 1

[CPOVO: CORREIO_DO_POVO-MAIS_PREZA-MATERIAS <MAISPREZA> [EDITORIAL] ... 14/09/12]

C

Author:PVELOSO

Date:14/09/12

Time:14:15

Maná vem aí!

Música brasileira no Moinhos

■ O grupo mexicano Maná vem a Porto Alegre em novembro para um

■ Quem gosta daquele repertório bem brasileiro vai adorar essa novi-

show no Pepsi On Stage (avenida Severo Dulius, 1995), no dia 1˚, fechando a turnê brasileira do disco “Drama y Luz”, que passará ainda por outras três capitais. As apresentações começam em outubro e acontecem no Rio de Janeiro (23), São Paulo (26), Belo Horizonte (28) e aqui na Capital (1˚ de novembro). O Maná é uma das bandas de rock latino mais bem-sucedidas, com mais de 20 milhões de cópias vendidas.

dade. Nesta semana estreou no Apê do Pilar (Fabrício Pilar, 27) uma série de apresentações trazendo influência dos sambas de Cartola, Vinícius de Moraes, Paulinho da Viola, Chico Buarque e por aí vai... Quem irá comandar a noite são Os Cohibanos. Agora em setembro, a função será todas as quartas e, a partir de outubro, às sextas, sempre cedinho, às 20h30min.

ada vez mais as companhias de teatro estão lotadas. Uma gurizada louca para perder a vergonha sabe que a arte da dramaturgia pode dar uma mão quando o assunto é desenvoltura e confiança. Esse pessoal faz aulas duas, três vezes por semana. Quando apagados os holofotes, voltam para casa e encaram a vida “real” de horários, salários e rotinas. Mas a claquete não encerra para todo mundo. Por paixão à arte, tem os que preferem tornar essa cena de bastante luz, câmera e ação parte de sua vida todo o dia, como profissão. E, em muitos casos, são jovens que tinham trabalhos de dar inveja a qualquer amante da estabilidade. Só que essa tal estabilidade não fez muito a cabeça do Cristiano Godinho, 31, por exemplo. Depois de dez anos trabalhando como bancário, ele resolveu mudar a lacuna da profissão para ator profissional. Mas não foi do nada. Ele já fazia teatro por hobby até decidir focar e dar atenção integral ao que realmente lhe dava prazer. “Foi, ao mesmo tempo, a decisão mais fácil e a mais difícil que já

Profissão:

ator tomei. No começo era estranho imaginar como seria não ter meu salário garantido no final do mês, mas aquele era o único caminho que fazia sentido para mim”, garante Cristiano, afirmando que antes de ser ator só sobrevivia e que agora sim vive de verdade. O colega de profissão Douglas Dias, 30, compartilha da mesma sensação. Até o ano passado, ele era técnico em eletrônica (!!!), mas optou por direcionar suas energias em oficinas de montagem e iniciação teatral. Mesmo com a oposição de parte da família,

que se preocupava com as incertezas do teatro, ele largou tudo. Para Douglas, esse receio é causado pela falta de conhecimento sobre a profissão. “É sempre estranho, por exemplo, fazer cadastros. Um amigo meu esses dias teve de dizer três vezes para a atendente da loja que era ator. Quando ela perguntava a ocupação dele e ele respondia, a moça dizia: ‘Legal! Mas você trabalha com o quê?’”, conta rindo. Mas eles ralam muito e não têm nenhum medo disso. No momento, Douglas está trabalhando na técnica do Porto Alegre em Cena e, depois, volta a ensaiar para o espetáculo “O Linguiceiro da Rua do Arvoredo”. Já Cristiano se prepara para participar do “Beckett & Bion: O Gêmeo Imaginário”, além de ensaiar para outras peças. E, talvez um pouco diferente do que a grande maioria possa pensar, dá para ser um grande artista em Porto Alegre, sim. “O pessoal tem a impressão de que só no Rio de Janeiro e em São Paulo dá para se garantir no teatro, mas, na verdade, lá têm mais oferta de trabalho, porém, também tem muito mais concorrência”, finaliza Douglas. PAULO NUNES

Nada mole vida ■ Nem tudo são holofotes e aplausos na vida dos guris. Antes era salário, agora é cachê. A vida incerta dos palcos e atrás deles é uma constante compensação. Para conseguir se sustentar nesse meio, de vez em quando é preciso fazer uns trabalhos não tão queridos por eles, como comerciais, por exemplo. Para bem ou para mal, não existem finais de semana, feriados ou madrugadas. “Toda a hora é hora de trabalho e a gente tem de estar preparado para mudar os planos de uma hora para outra. São longos períodos de espera e longos períodos de correria. Às vezes, você fica um tempão parado e, de repente, está fazendo mil coisas ao mesmo tempo”, conta Douglas.

Profissão legal Trabalhar com eventos. Ser músico. Fazer teatro (olha a matéria aqui do lado). Aqui temos três exemplos de trabalhos que muita gente não respeita como devia. Essa cena já aconteceu com muitas pessoas. Alguém pergunta: “O que você faz da vida?”. Daí o outro responde “sou músico” e volta uma pergunta: “Legal, mas o que tu faz como trabalho mesmo?”. Ele tenta: “Sou músico” — e o outro não entende. Ser músico é uma profissão pra muita gente. Como a esmagadora maioria das pessoas tem um trabalho “comum”, existe muito preconceito com algumas profissões. Dia desses uma casa noturna de um amigo foi fechada por reclamações de um vizinho (nem vou entrar no mérito de quem estava com a razão, o foco aqui é outro). O dono contou que tinham 35 funcionários de carteira assinada e mais umas 100 a 120 pessoas envolvidas na operação das festas. Os profissionais de eventos e festas deveriam ser mais respeitados. Entretenimento é coisa séria. Como em qualquer mercado, tem muita gente profissional e preparada. Só porque é um trabalho legal, não significa que não é sério. Falamos.

Cristiano e Douglas optaram por largar profissões estáveis e tradicionais para se dedicar exclusivamente ao teatro DIVULGAÇÃO / CP

Te programa ■ A banda Linkin Park se apresenta em Porto Alegre no dia 12/10. A turnê sofreu algumas alterações, além da data do show (que antes seria em 11/10), o local também mudou. Sai Estádio do Zequinha, entra Gigantinho. Em função disso, mais um setor foi acrescentado: arquibancada. Os bilhetes continuam à venda nos valores de R$ 300 (pista premium), R$ 200 (cadeira) e R$ 180 (pista e arquibancada) na loja Multisom (Andradas, 1001) ou pelo site ticketsforfun.com.br e pelo telefone 4003-5588.

#drops

MARCELO CAMELO / DIVULGAÇÃO/ CP

■ A fofa Mallu Magalhães vem a Porto Alegre no dia 6/10 para se apresentar no Opinião (José do Patrocínio, 834) e traz a turnê do seu elogiadíssimo disco “Pitanga”. O ingressos já estão à venda no valor de R$ 30 (1 lote), R$ 40 (2 lote) e R$ 50 (3 lote) nas lojas Trópico dos shoppings Iguatemi, Praia de Belas, Moinhos, Total, BarraShoppingSul, Bourbon Ipiranga, Canoas Shopping, Bourbon São Leopoldo, Bourbon NH e Bourbon Wallig. E fiquem ligados nas nossas redes sociais, porque vai rolar promoção para esse show por lá!

■ Amanhã vai rolar uma tarde diferente lá no Complex (Protásio Alves, 3839) com a The 511 Block Party. O evento vai marcar o lançamento da coleção Nike + Levi’s, que se uniram para fazer um jeans de alta performance especialmente para os apaixonados por skate. E para a estreia ficar ainda bem no estilão gringo, os gêmeos do Dose Dupla, que estão sempre pintando nas páginas da Revista Void, são os encarregados

de preparar burgers naqueles grills from USA. Também terá um espaço especial para o coletivo Casa Vendida, com exposição do acervo e ainda produção de telas para qualquer um que tiver a manha, deixar sua marca no Complex, já que elas vão fazer parte da decoração depois. Pilhou? Então aparece lá, das 13h às 18h. E, ah, a entrada é free! DIVULGAÇÃO/CP

■ Tá ligado que uma das queridinhas da nova geração da MPB, Tulipa Ruiz, vem a Porto Alegre na próxima quarta, né? Pois a gente teve um papo preza com ela e ainda tem mais, va-

mos sortear um par de ingressos para quem se pilhar em ver esse show na faixa, na véspera do feriadinho! Passa lá no blog maispreza.com.br

@maispreza

/maispreza

Mais Preza - 14-09  

Edição de 14/09 do Mais Preza

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you