Issuu on Google+

Mudou o dia ■ Dica para curtir o findi em Porto Alegre de

uma maneira diferente. O Cinema na Rua ia rolar ontem na Praça da Matriz, apresentando o filme “Occupy Love”, que será transmitido ao mesmo tempo em 80 países, mas mudou para este domingo. A partir das 19h você pode chegar lá, levar comidinhas e curtir um cine a céu aberto.

Author:SBORGES

POINTNSHOOT / DIVULGAÇÃO / CP

[CPOVO: CORREIO_DO_POVO-MAIS_PREZA-MATERIAS <MAISPREZA> [EDITORIAL] ... 12/04/13]

Date:12/04/13

Time:14

Delícia, delícia... ■ A belezura calórica aí ao lado vai ganhar seu

primeiro festival em Porto Alegre, entre os dias 21 e 28 de maio: o PoA Burger Fest! 18 bares e restaurantes vão incluir em seus cardápios novas opções do lanche. O mais tri é que lá na fan page do festival facebook/poaburgerfest já estão sendo divulgadas receitas dos burgers. FABIANO DO AMARAL

Por que eu fui (sou) do

contra N

as últimas semanas, Porto Alegre estourou com protestos pedindo pela redução da tarifa de ônibus, que tinha passado de R$ 2,85 para R$ 3,05. Esse não foi um acontecimento isolado, mas faz parte de uma série de movimentos que vêm chamando atenção na Capital, como os contrários à privatização do Largo Glênio Peres, onde ficava o boneco símbolo da Copa, e ao corte de árvores em frente à Usina do Gasômetro (só para citar os mais recentes). Porém, as manifestações do Bloco de Luta pelo Transporte Público, coletivo que organizou passeatas contra o aumento da passagem de ônibus, parecem ter sido aquelas que contaram com um maior apoio público e alcançaram (alguns de) seus objetivos mais rapidamente. Formado em sua maioria por jovens, o movimento conquistou simpatizantes, mas também foi alvo de “protesto contra o protesto” nas redes sociais, de quem não se sentia confortável com o ato. No entanto, o retorno da passagem para o valor anterior, concedido pela Justiça, representou uma mudança de posicionamento no grupo que não compactua com as manifestações? Os estudantes de Publicidade e Propaganda, Pedro Lonzetti, e de Ciência da Computação, Leonel Rocha, ambos de 22 anos, se opuseram ao primeiro protesto, que interrompeu o trânsito no horário de pico em uma das principais avenidas de Porto Alegre. “A causa é legítima, só não acredito na forma como foram feitos. Um protesto que tranca ruas, na minha opinião, repele apoiadores”, opina Pedro. Leonel concorda, pois “daquela forma não conseguiriam nada do que queriam, a não ser chamar atenção para eles mesmos (não para a causa)”. Mas, desde a caminhada que tomou as principais vias da Capital no dia 4 de abril — onde os presentes festejaram recebendo a notícia de que o valor da passagem seria reduzido —, algumas perspectivas mudaram. Leonel, apesar das primeiras opiniões, chegou a se programar para estar nessa manifestação, por considerar que “foi realmente popular e democrática”. A estudante de Publicidade e Propaganda Carina Schröder, 19 anos, que também faz parte do ti-

#drops

lçklç ■

dá Os protestos que eclodiram nos últimos meses na Capital são formados em sua maioria por jovens e estudantes

me “do contra”, passou a esboçar maior simpatia pelos movimentos. “Acho que se ninguém tivesse feito nada, as passagens não teriam voltado ao valor anterior. Isso significa que, da próxima vez, as coisas não precisam chegar ao ponto que chegaram, é só aceitarem ouvir quem resolver protestar”, conclui a menina.

Preza

REPRODUÇÃO CP

Nada muda A mudança na atitude dos manifestantes também chamou atenção do Pedro de forma positiva, mas o posicionamento dele é político e ele garante: não vai mudar, pois ele vê por outro ângulo a origem do resultado conquistado. O guri é contra manifestações na rua, acreditando em protestos silenciosos que partem de cada um. “Acho que a real forma de protesto ocorre na urna, na educação, na justiça, na mudança de costumes. A passeata até pode chamar atenção para uma causa, mas se não possuir outras ações por trás e a real adesão da população, de nada adianta”, defende.

JOÃO DULLIUS / DIVULGAÇÃO / CP

■ Relacionar moda sustentável a roupas feitas de lixo e PET é

coisa do passado. Tem um curso de extensão na PUCRS que já sabia disso e vai abordar tudo o que você precisa conhecer sobre esse mundo. “Inovação Fashion: Práticas de Moda Sustentável” acontece de 23 a 25 de abril, e a gente explica como funciona tudinho lá no blog: maispreza.com.br.

Te programa DIVULGAÇÃO / CP

■ Se você tá ligado nas redes sociais já tá sabendo dessa. Semana passada a Time for Fun anunciou o que muitas gerações esperavam: o retorno aos palcos do Black Sabbath e, o melhor, em Porto Alegre! A banda voltou com sua formação quase original, só sem o baterista Bill Ward. Mas calma o coração. Tá certo que eles passam por aqui (RJ e SP também), porém ainda não divulgaram a data. DIVULGAÇÃO T4F / CP

■ Se você andar pelo Centro de Porto Alegre hoje e deparar com esse pessoal fantasiado aí da foto, não se assuste! É pura magia invadindo as ruas da Capital no 5˚ Teatro de Rua de Porto Alegre. Desde as 7 da manhã já tem espetáculos acontecendo em vários pontos centrais, como a Esquina Democrática, a Borges, a Andradas, e por aí vai. Quem ilustra o #drops é a galera do Corsários Inversos, que se apresenta aqui na esquina da nossa Redação, na Caldas Júnior com a Andradas, às 17h. Uma das atrações esperadas são os franceses do Padox Dan La Citè, que estarão às 17h na Esquina Democrática e às 20h na Rua da República. Aproveita e vai lá no blog maispreza.com.br, que tem o horário de todas as intervenções que acontecem hoje e mais detalhes sobre o festival!

■ Imagine o resultado de instrumentos da cultura cigana, como acordeão e violino, somados ao rock. Na verdade, você nem precisa imaginar, vai dar para ver de perto a consequência exata dessa fórmula com a banda Gogol Bordello. O grupo se apresenta no Opinião (José do Patrocínio, 834), dia 23 de setembro, e também será atração do Rock in Rio.


Mais Preza - 12-04-13