Page 1

PÁGINA 7

51

FOTOS: Eduardo Renault/Divulgação

1o a 15 de julho | R$ 2,00

BALEIAS FRANCAS:

O bicampeão Medina com André Giesta

O megaprojeto Surfland

A VOLTA DAS GIGANTES As duas primeiras já tiveram filhotes na APA (Páginas 4)

Tem festa na praça! (Página 5)

Safra da tainha maltratou pescador

FOTOS: Felipe Valmir

FOTOS: Eduardo Renault/Divulgação

(Página 6, 7 e 8)

(Página 3)

Exceção: “Zéquinha” capturou 12 toneladas

Artigos de Kiko Simch + Alfredo Daudt + Ricardo Blauth + Thiago Pereira + Fabrício Manohead + Marquinho Campos


O MURO A reforma da casa vermelha e branca, ícone do Centro Histórico, não terá mais a construção de um muro de pedra onde os pescadores e vigias costumam sentar entre uma pesca e outra. A casa antiga, que pode remontar a 200 anos, nunca teve um muro. Um arrimo baixo servia e vai continuar servindo como banco coletivo para a comunidade apreciar as lidas do mar. Essa tentativa aí veio abaixo. Não pode.

Boca no trombone Esqueça argentinos e gaúchos. A crise que assola Brasil e Argentina se abateu com força e não há nenhuma perspectiva de melhora até o início dos negócios da temporada. Virá quem tem casa para ver se dá uma arrumada e aluga ou vende em condições que não das melhores. Essa é a dureza. A crise tende a nos pegar pelo pé de agora em diante. Resta pouca gente com capacidade de consumo nos dois países. Menos de 10% de cada população. Muitos desses nem perguntam preços. Aqueles que barganhavam, não virão. O Restaurante Setenta e Sete vai manter mais ou menos a mesma performance. Já as opções populares terão de rever e reestudar o que pretendem fazer. Cresce, portanto, a importância de trazer gente de fora dos nossos mercados emissores tradicionais, e, se possível, de fora do Brasil. Que venham os europeus, japoneses, chineses, norte-americanos para suprir nossa demanda. E a baleia franca acaba sendo a salvação, senão nacional, mas da costa catarinense que fica na região da APA. É preciso alardear com força que já tem baleias nas enseadas de Garopaba, Imbituba e Laguna e muitas mais virão (no ano passado foram 284). É preciso botar a boca no trombone para dizer que a temporada de observação de baleias por terra começa dia 15 de julho. Informar com precisão que este é o melhor lugar do mundo para observar os cetáceos dos costões, a menos de 100 metros, até bem menos. Observação de baleias dentro de uma cidade, com todo seu conforto, e clima ameno. Garopaba é única. Espalhem, espalhem, que o turismo de observação embarcado será retomado em 15 de agosto. Façam brilhar os olhos dos ecoturistas com essa notícia por mais longe que eles estejam neste momento. A grande maioria prefere ver baleias de dentro de um barco. E as águas são calmas, com vocação para lagoa, de vez em quando. Tudo isso no curto prazo para remediar uma situação que tem desfecho em três ou quatro meses. E para depois, terá a temporada de verão, nestas circunstâncias, condições de trazer a riqueza que a gente de Garopaba precisa para manter a beleza deste pequeno pedaço de paraíso? Cabe perguntar aos empresários mais modernos, mais atilados, mais vividos, mas isso ou aquilo, sobre o que estão fazendo para prospectar turistas de lá onde o dinheiro ainda circula e o pode de consumo das populações permanece digno e permite o salutar impulso de viajar pelo mundo e conhecer novos lugares. Isso porque, desta vez, o bom resultado não cairá no colo. Sérgio Saraiva, Editor

Rua Manoel Álvaro de Araújo, 186 Centro Histórico - Garopaba, SC - CEP 88495-000 Fone (48) 99979-6560 maisgaropaba@hotmail.com CNPJ: 07.335.083.0001-19

Diretor-editor: Sérgio Saraiva, Jornalista Reg. Prof. 5803 /DRT-RS Fotografia: Sérgio Saraiva, Marcus Israel, Ailton Rodrigues, Enrique Litman, João Alberto F. L., Júlio César Vicente Diagramação: Yuri Bigio Design e Web - CNPJ 23.825.092/0001­-44 Colaboradores: Padre Pedro Schlichting, Alfredo Daudt, Kiko Simch, Thiago Pereira, Ricardo Blauth, Emanuel Quaresma, Guilherme Silva Araújo, Viegas Fernandes da Costa Impressão: Gráfica Soller, Morro da Fumaça/SC Periodicidade: Quinzenal Tiragem: 4.000 exemplares As matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.

facebook.com/maisgaropaba Acompanhe o Mais Garopaba nas redes sociais

2 | # 51 | 1o a 15 de julho

OpInião | Dinho Daudt

Que fase! Deitado em nova rede “reversível” instalada na varanda de minha casa, recém adquirida no cearense da SC 434 (Palhocinha), fico ouvindo a folia da 21ª Quermesse – maior festa do gênero no Estado. A cidade bombou nesses dias. Garopaba vem se puxando e pegou onda grande esse ano: a “Capital do Surf” - agora pronta para assumir esse título nacionalmente -, é “griffe” divulgada

como sede de um mega projeto que prevê a inédita instalação de piscina com ondas artificiais para a prática desse esporte, somando-se aos famosos points naturais existentes no município. É justo, a essa altura dos acontecimentos, agradecer à comunidade pela visão e pela lei que limita altura de construções aqui no município. Isso garante, diante de crescente especulação

imobiliária, sol e lua em toda e qualquer residência nesses dias e noites de bom tempo. E foram muitos em junho. Para completar as atrações, a oferta gastronômica “fora de estação” tem na tainha prato principal. Seja assada, como é tradição na quermesse ou em alguns restaurantes, ou frita, em postas como no “Água na Boca”, na orla. Aproveitem! É o peixe da hora. Que fase, Garopaba.

Opinião | Kiko Simch . Engenheiro Agrônomo Paisagista

TPA é uma boa? Taxa de Preservação Ambiental (TPA) deve ser o assunto para os próximos dias. Cidadãos, moradores e pessoas com propriedade na cidade e municípios lindeiros serão isentados. Pagarão os demais, tendo que se definir a possibilidade de reingresso e em que período ou prazo. Um estudo realizado analisou fluxo, comportamento, tempo de permanência, entre outros dados. E também propôs valo-

res a cobrar e onde investir. Bombinhas/SC, a capital do mergulho, e nós, a do surfe. É colocar TPA no Google e se viaja numa discussão sem fim. Da legalidade, dos contratos, da gestão. Este montante que será arrecadado, segundo o estudo gerenciado por um fundo específico, só poderá investir em melhorias ambientais. Será pouco cobiçado, não? Então, se for investido em

Parques, Praças, Trilhas, Sinalização Ambiental, Equipamentos Urbanos, Arborização Viária, Recuperação das Dunas e Restinga, beleza. Se selecionar o público por afinidade e respeito ao nosso ambiente, show. Aí, sou tiete, dou o maior apoio. Mas, para varrer e limpar a praia e a cidade, dar uma maquiada na nossa estampa, no nosso relaxamento, na nossa falta de vergonha, não acho justo.

ANUNCIE NO

48 99979 6560

maisgaropaba@hotmail.com


Vigia | Sérgio Saraiva e equipe SAFRA FRUSTRADA

FOTO: Sérgio Saraiva

RECESSO. A Câmara Municipal

A velha guarda dos pescadores ficou de olho na insistente maré alta

Teixeirinha conseguiu um lanço de 2 toneladas

ECLIPSE. Junto com uma massa polar que gelou o Brasil inteiro, o início de

Com exceção de uma captura pela tripulação do barco “Zequinha” de 12 toneladas, a temporada da tainha chega ao final castigando os pescadores de todas as modalidades: tarrafeiros, o pessoal das canoas-de-um-pau-só e dos barcos motorizados da pesca artesanal. Ainda resta alguma esperança nos próximos dias.

julho trouxe também uma camada Super Maré. Exatamente 24 horas após o “Grande Eclipse Lunar Sul Americano” da quarta-feira (3), a população do Litoral Catarinense se deparou com um outro fenômeno natural extraordinário. A proximidade com a ocorrência do eclipse não é por acaso. Trata-se de uma super maré, ou “King Tide”, termo usado pelos cientistas australianos e americanos para designar as maiores marés do ano. Perfeitamente alinhados, sol e lua potencializaram a força da gravidade exercida sobre os oceanos. O efeito se fez sentir em todos os mares do mundo, mas especialmente no hemisfério Sul.

CICLONE. Mas foi outro fator que potencializou a altura máxima do nível do mar na quinta-feira (4). Conforme os meteorologistas, no dia anterior o Litoral Sul Brasileiro passou a sofrer a influência de um ciclone extratropical originado entre a costa da Argentina. O ciclone originou ventos do quadrante Sul de forte intensidade e persistentes, que no Brasil produzem um “empilhamento” da camada superficial do mar na costa. O efeito da super maré em Garopaba acabou não resultando em grandes prejuízos, apesar das ondas tomarem os ranchos dos pescadores e cobrir as praias. Foram pelo menos quatro dias de preocupação. Com informações de Guilherme Boll, da Epagri/Ciram.

entra em recesso após a sessão ordinária de 16 de julho, voltando à atuação nos primeiros dias de agosto. Na sessão de terça-feira (9), foi aprovada a criação do Fundo Municipal para Idosos, em primeira votação. Em segunda votação, foi aprovada a lei que regulamenta os atuais cargos em comissão. Apenas os vereadores Guto Chaves e Júnior Abreu, foram contra.

GERAL. A pesca foi fragmentada e apenas três ou quatro pescadores lograram um resultado melhor, mas insuficiente. A meta para o anos era de 70 a 90 toneladas, com seis barcos equipados para a especialidade e pelo menos uma dezena de canoas de plantão para a captura em todas as praias. A frustração foi geral no Estado. 40 TON. Valmiro Nascimento, presidente da Colônia de Pescadores, atribui o resultado ao atraso das condições de inverno que favorecem a pesca: frio, vento sul e mar revolto. Uma breve pesquisa com os pescadores permitiu estimar que foram capturadas 40 toneladas de tainha. METADE. De acordo com os números atualizados pela Fepesc (Federação dos Pescadores do Estado de Santa Catarina) na terça-feira (9), 1.057 toneladas de tainha foram capturadas desde o 1º de maio. Com uma das safras mais fracas dos últimos anos, a expectativa inicial de capturar 2,5 mil toneladas de tainha foi reduzida para 1,5 mil toneladas, segundo o presidente da federação. “A safra não foi muito boa esse ano, se conseguirmos chegar em 1,5 mil toneladas até o fim da safra, em 31 de julho, já podemos ficar felizes”, afirmou Ivo da Silva.

FOTO: Sérgio Saraiva

FOTO: Sérgio Saraiva

SUPER MARÉ

Guto Chaves e Júnio Abreu, do PP

NOVO COLUNISTA. O Mais Garopaba traz mais novidades nesta edição. O contador e servidor público Marquinho Campos inaugura uma coluna sobre pássaros e aves da fauna local. Ele já foi criador de aves em cativeiro. Mas descobriu a observação e a fotografia de aves através de um amigo, Elio Costa, com quem aprendeu as técnicas e equipamentos em 2014, quando fez as primeiras saídas a campo. Desde então, terminou com as gaiolas e passou a divulgar a observação das aves como forma de conscientização e preservação da avifauna local. Leia na página 11.

FOTO: Sérgio Saraiva

FOTO: Divulgação

cesso, a partir da terça-feira (16) com alguns sobressaltos. O vereador Jair Ribeiro (PSD) foi convocado pelo prefeito Sérgio Cunha para assumir um cargo relevante na Prefeitura e aprovou sua licença. Volta ao mandato o primeiro suplente Sid Sidiney (PSD), que no início da legislatura substituiu a vereadora Tati Ávila (PSD), então chamada para a Secretaria da Saúde.

FOTO: Divulgação

REVIRAVOLTA. A Câmara Municipal chega ao re-

RETORNO. Se for confirmada a ida de Jair Ribeiro para a Secretaria da Infraestutura, a decisão deve marcar a volta à Câmara do vereador Luiz Bernardo (MDB), que ficou à frente da pasta desde o início do governo Sérgio Cunha. O retorno automaticamente leva Kido Coelho de volta à suplência.

1o a 15 de julho | # 51 | 3


BALEIA FRANCA

EM TEMPO PRAIA DO OUVIDOR. A Prefeitura Municipal de Garopaba finalmente assinou decreto tornando de utilidade pública a via de acesso à Praia do Ouvidor, criando com isso condições para alargar a rua GRP 396 ou Rua Leonildo Peirão para 14 metros. Segundo o vereador Luizinho Campos (PSB), a obra vai permitir a criação de um estacionamento obliquo (45 graus) em 1 km, permitindo o estacionamento de 350 carros na temporada de verão. Com o decreto, o município pode desapropriar áreas que forem necessárias. Por determinação do Ministério Público, o acesso de veículos à praia foi bloqueado e deve permanecer mesmo na temporada, adequando-se à legislação federal e ao Plano de Manejo Moradores da Grama lotaram a Câmara em protesto da APA da Baleia contra o fechamento da praia Franca/ICMBio.

FOTO: Sérgio Saraiva

A chegada de duas baleias francas na Praia da Ribanceira, nesta terça-feira (9), ilustra a abertura oficial da temporada 2019, que começa neste dia 15 de julho com o início do turismo de observação por terra, ficando a observação embarcada para 15 de agosto, conforme portaria do ICMBio publicada no fim do ano passado. As ilustres visitantes são freqüentadoras assíduas da costa catarinense. A diretora técnica do Instituto Australis, Dra. Karina Groch, informa que as duas são registradas pelo monitoramento: a B349 teve quatro filhotes e a B704 dois nas enseadas da APA - Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca, que vai do sul de Florianópolis até a Praia do Rincão. É provável o nascimento de mais dois baleotes nos próximos dias. Segundo Eduardo Renault, coordenador de pesquisa do IA, para esta temporada pode vir um número de baleias dentro ou abaixo da média, situada em 100 indivíduos/ano, uma vez que ano passado houve uma espécie de “boom” de baleias que possivelmente não reproduziram em anos anteriores. A temporada 2018 trouxe um número recorde de baleias à costa catarinense, 284 animais. O Instituto Australis (Projeto Baleia Franca) coordena o Programa de Pesquisa e Conservação da Baleia Franca Austral, criado em 1982, quando foi confirmado o retorno da espécie à Santa Catarina, e mantém o banco de dados com o Catálogo Brasileiro de Fotoidentificação com mais de 1.000 baleias catalogadas.

A entrada de carros na Praia do Ouvidor é uma das bases econômicas da comunidade do bairro Grama na temporada de verão. O impasse vem ocorrendo há vários anos e sempre é encontrado um paliativo para permitir a entrada parcial ou livre de carros na praia na véspera do verão.

FOTO: Divulgação

PRAÇA NO CAMPO D’UNA. O prefeito Paulo Sérgio de Araújo assinou ordem de serviço para a construção da praça na Rua Zumarina Raquel do bairro Campo D’Una. A obra está orçada em R$ 112.469,35. A praça terá aproximadamente 600m² e contará com uma pista de skate, mesa de jogos de dama, xadrez, playground para as crianças semelhante o da Praça Governador Ivo Silveira, bancos, lixeiras, bicicletário, bebedouro, arborização e iluminação especial. Estavam presentes na assinatura o representante da empresa, Israel Gonçalves, vereadores Luizinho Campos (PSB), Jair Ribeiro e Tatia Ávila (PSD), o vice-prefeito Nilton Raupp, e os secretários de Infraestrutura e Turismo, respectivamente Luiz Bernardo e Jackson Sena. O início das obras está previsto para o dia 08 de julho e tem um prazo de conclusão de 90 dias.

FOTO: Rô de Rosane

res de canoa capturaram cerca de 500 tainhas por volta do meio-dia desta quarta-feira. A foto é de Rô de Rosane, que presenciou a batalha dos pescadores.

FOTO: Álbum da família

D. NECA. O Centro Histórico perdeu,

4 | # 51 | 1o a 15 de julho

A B704 salta no dia da chegada à Praia da Ribanceira

TURISMO Enquanto as empresas envolvidas com o turismo de observação por terra realizam uma festividade dia 14 em Garopaba, a Rota da Baleia Franca, criada pelo Sebrae/SC com as prefeituras de Garopaba, Imbituba e Laguna, promove um evento nesta quinta-feira (11) no Imbituba Atlético Clube, com o debate de estratégias de turismo com o ex-prefeito de Gramado, Pedro Bertolucci, e apresentações culturais. Com relação ao TOBE (Observação embarcada), a APA da Baleia Franca mantém o cronograma de

atividades para cadastrar e treinar equipes de operadoras e monitores que atuarão a partir de agosto, conforme determinação judicial e portaria do ICMBio. Uma juíza do TRF4 solicitou idetalhes ao órgão e já recebeu as informações requisitadas. De acordo com empresários, cinco operadoras buscaram cadastramento de seis barcos para atuar na temporada. As que forem ­confirmadas terão de atuar numa espécie de consórcio, já que as viagens serão muito controladas e limitadas a duas por dia durante quatro dias por semana.

21ª Quermesse Comunitária recebeu mais 60 mil pessoas

TAINHA NA GAMBOA. Pescado-

em 11 de junho, a D. Neca da Costa Torquato, 82 anos, mãe da Luciana, do guarda-vidas Tião, do Edemir, do Batista, da Ana e da Maria das Graças. Foi grande a comoção na vizinhança.

FOTO: Julio Cesar Vicente

Turismo começa com observação por terra e a embarcada fica para 15 de agosto

A 21ª edição da Quermesse Garopaba atraiu grande presença de público de toda a região, consagrando-se como uma das festas populares mais tradicionais da região sul do Estado. Com cinco dias de extensa programação, mais de 60 mil pessoas foram contabilizadas, oficialmente, através das catracas colocadas na entrada do evento. Com uma superestrutura projetada, cerca de 32 mil metros quadrados, 8 mil m² de área coberta, deram comodidade e segurança para os visitantes. Food park, apresentações culturais, humor, dança, bandas nacionais e regionais, gastronomia açoriana, quitutes da época e 50 expositores fizeram parte do evento, tudo com entrada gratuita.


1º ARRAIÁ

O 1º Arraiá do Centro Histórico, marcado para o sábado 13 de julho, resgata o espírito das quermesses comunitárias numa festa simples com participação direta dos moradores e de suas entidades no coração de Garopaba. Pelo menos sete entidades devem montar suas barracas na Praça 21 de Abril, cartão postal da cidade, com comes e bebes e programação artístico-cultural que deve ocupar o palco do início ao fim, sem falar a série de brincadeiras e atividades típicas desta festividade popular. Uma banda de forró vai animar o baile. Roleta, argolas, pau-de-fita, pescaria e “cadeia” são algumas das brincadeiras resgatadas das festas antigas e que serão oferecidas as novas gerações, além de matar a saudade dos mais antigos. Na gastronomia, tudo que é típico numa festa julina: quentão, pinhão, canjica, amendoim, pipoca, pastéis, chocolate quente, churrasquinho e bebidas em geral, sempre revertendo em benefício das entidades. “A cidade tem saudade das quermesses antigas, modestas mas cheias de vida e alegria”, argumenta Nádia Maria da Silva, presidente da ACH. “A ideia é reproduzir toda a riqueza de programação e participação que as antigas festas traziam” defende Thiago Fernandes, integrante da ACH. Outro associado, Manohead, é o responsável pelo cartaz da festa (anexo).

FOTO: Sérgio Saraiva

Centro Histórico resgata espírito das quermesses antigas

A comunidade vai ocupar o cartão postal com sua festa

A praça terá barracas da Ação Social da Paróquia, dos Bombeiros Voluntários, Amizade Sincera, Abraço Fraterno, Escoteiros Ilha Terceira e Pastoral da Pessoa Idosa, além da ACH. Na programação artística, Casamento Jeca com pessoal do EJA, Boi de Mamão, Terno de Reis e Cantoria do Divino, Talentos da Terra, Saia Literária com Professora Cida, Pau-de-fita da Escola Jandira e a banda de forró Butiazeiro.

A iniciativa da Associação do Centro Histórico (ACH) obteve apoio imediato de inúmeras entidades comunitárias, com apoio di-

reto da Paróquia de São Joaquim e da Ação Social São Joaquim da Garopaba, além de granjear apoio direto da Prefeitura Municipal por

meio das secretarias de Turismo e de Educação e Cultura. Começa lá pelas 15h. Vai até pelo menos 22h.

1o a 15 de julho | # 51 | 5


garopaba

santa catarina brasil

pedro barros

vamos compartilhar alto-astral filipe toledo

gabriel medina

ian gouveia 6 | # 51 | 1o a 15 de julho

medina e flรกvio canto


Incorporadora & Empreendimentos Imobiliรกrios

um sonho virando realidade vendas online: surflandbrasil.com.br

1o a 15 de julho | # 51 | 7


Um projeto ousado na capital do surf O lançamento do Surfland Brasil Garopaba, que contou com a presença do bicampeão mundial Gabriel Medina, outros atletas da elite do surf mundial e muita gente bonita, lotou o Condomínio Ferrugem Private Residence.

FOTO: Marcos Dutra/Divulgação

(Ivana Wathier)

FOTO: Marcos Dutra/Divulgação

GENTE QUE FAZ

MULTIPROPRIEDADE O empreendimento, que reúne condomínio em regime de multipropriedade, lazer completo, skatepark, gastronomia e a Wavegarden Cove, tem prazo de entrega previsto para 48 meses. Cada fração adquirida por proprietário dá direito a 14 dias por ano – dividido em duas etapas (uma semana na baixa temporada e outra na alta) – de uso do apartamento.

Gabriel Medina com André Giesta

O BICAMPEÃO

Junto com Gabriel Medina, a festa reuniu Carlos Burle, Fábio Gouveia, Renan Rocha, entre outras personalidades do esporte, além dos empresários e idealizadores do projeto André Giesta, Luciano Faraco e Fernando Odriozola, fundador e CEO da tecnologia Wavegarden.

Luciano Faraco

FOTO: Marcos Dutra/Divulgação

AS ONDAS

Em uma área de 25 mil m², a piscina de ondas pode ser comparada a 20 piscinas olímpicas. A tecnologia foi desenvolvida pela espanhola Wavegarden, fundada pelo surfista e engenheiro Fernando Odriozola, que ficará responsável pela instalação e manutenção.

FOTO: Marcos Dutra/Divulgação

MUITA GENTE

Teco Padaratz com Fernando Odriozola

Convidados lotaram festa de lançamento da Surfland em Garopaba

ANUNCIE NO

48 99979 6560

maisgaropaba@hotmail.com

8 | # 51 | 1o a 15 de julho


FOTO: Sérgio Saraiva

E ACONTECE...

A ESCRITORA FOTO: Divulgação

Com dois títulos editados, aos 9 anos de idade, a autora dos livros “Manual do Vovô Legal” e “O Planeta Feliz” Julia Ruschel Bretanha é convidada para falar sobre o seu trabalho na Flipinha, programa educativo da 17ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que acontece de 10 a 14 de julho em Paraty, litoral fluminense. Inspirado no avô Miguel, com quem passa as férias no mês de janeiro, o novo livro traz ilustrações da própria autora e regras para os leitores acompanharem e indicarem quais já foram cumpridas junto com os seus netos e netas. “Na 64ª edição da feira de Porto Alegre participou também do lançamento e sessão de autógrafos da coletânea “Literatura: Sentimentos&Razões”, com outros 100 autores.

Júlia Ruschel Bretanha em Paraty

Enquanto trabalha em outro livro, também em formato de homenagem, a jovem autora lança na Flipinha uma reedição do “O Planeta Feliz”, realizado quando ela tinha 5 anos. Foi o primeiro livro, ilustrado e montado em formato artesanal, em coautoria com o irmão Rafael e que se tornou um presente para avós, tios e primos no Natal de 2015.

NA MATEMÁTICA

A elegância da Maria Célia

FOTO: Marcus Israel

BOI DE MAMÃO

Maria Célia Simão Pinheiro é a elegante gari que mantém há 10 anos as ruas do centro histórico limpas, pelo menos após sua varrida meticulosa. Isso sem falar em toda extensão da praia central, que ela percorre limpando todos os dias. Maria Célia já tem seis filhos e quatro netos. Chegou à cidade cerca de 30 anos atrás. Veio do Ceará e acabou casando com um nativo. Daqui ninguém lhe tira.

FOTO: Sérgio Saraiva

FOTO: Sérgio Saraiva

A GARI

Orgânicos e Matemática

Thais Helena no Centro Histórico

A artista

A paulista Thais Helena, que vive nos Estados Unidos, tem um caso de amor com Garopaba desde os 2 anos de idade, quando começou a freqüentar a praia e sua gente. Ela está na cidade e dá continuidade a seu projeto “Garopaba, vejo flores em você”, distribuindo e colocando azulejos com imagens ou poemas e aforismas próprios ou de autores consagrados nas paredes do centro histórico.

Sucesso com sua banca de orgânicos na Feira Livre do Mercado dos Produtores de Garopaba, Iko Porã vai além das contas de somar e subtrair. Professor, ele está oferecendo um Curso de Matemática Básica, destinado a estudantes do ensino médio, vestibulandos, ensino superior e concurseiros. Contato pelo (48) 99108-7307.

O Boi de Mamão do grupo São Luiz Gonzaga renovou a caracterização de todos seus personagens. A nova cara foi apresentada ao público em junho lotando o salão da igreja. Premiado pelo governo federal no ano passado, o grupo contratou Michel Martins, referência em bonecos de Parintins, para a confeccionar toda a bicharada. O grupo brilhou na 21ª Quermesse e agora faz a festa no 1º Arraiá do Centro Histórico.

Novas fantasias

1o a 15 de julho | # 51 | 9


Artigo | Ricardo Garopaba Blauth

De olho na reforma | Professor Thiago Espíndola

A força do coletivo

mente quebrada, mas se juntarmos uma boa quantidade delas, sua resistência e força as torna inquebráveis... ... a natureza nos mostra isso todo dia... O que estamos esperando ?

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

Virgem 23/08 a 22/09 Regente: Mercúrio Hoje a sua criatividade está a favor do trabalho, possibilitando a elaboração de novos projetos a partir das boas ideias que tendem a chegar. Mantenha a mente atenta. É tempo de se sentir inspirado.

Capricórnio 22/12 a 20/01 Regente: Saturno Talvez você sinta uma carga extra nas suas emoções, ansiando por encontrar o equilíbrio que tanto deseja. Mas lembre-se de que todo esse processo trará grandes frutos. É tempo de se dedicar à sua evolução.

Libra 23/09 a 22/10 Regente: Vênus Este é um bom momento para investir na purificação do corpo e da alma, revendo seus hábitos e atualizando padrões de comportamento negativos. Assim o seu bem-estar será fortalecido. É tempo de se cuidar.

Aquário 21/01 a 19/02 Regente: Urano Comprometer-se com a própria espiritualidade significa estar em constante conexão com as sutilezas e mensagens da alma, acolhendo generosamente cada sensação. É tempo de visitar suas profundezas.

Escorpião 23/10 a 21/11 Regente: Plutão O desejo de realizar mudanças naquilo que foi determinado pode causar certo incômodo agora; para lidar com o momento é preciso nutrir a flexibilidade. É tempo de se abrir para novas possibilidades.

Peixes 20/02 a 20/03 Regente: Netuno Hoje é um dia positivo na sua vida social. Por isso, investir nos encontros e nas conversas com os bons amigos é sinônimo de renovação mental e energética. É tempo de viver momentos de descontração.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Regente: Mercúrio Um novo ciclo começa para você, e com ele surgem as mais diversas possibilidades. Elabore então um projeto para o caminho que se abre, assim você se sentirá mais motivado. É tempo de se organizar. Câncer 21/06 a 22/07 Regente: Lua O desconforto emocional, quando analisado de forma madura, permite a percepção e o entendimento do que precisa ser trabalhado internamente para que possa ser superado. É tempo de obter respostas.

10 | # 51 | 1o a 15 de julho

Digitavam Ctrl+C (Inform.) Luxuoso

"Sou (?)", declaração amorosa feminina Lugar de degradação moral (fig.)

Rio chileno

Cidade de Tatu-bola (?), bairro carioca retratado em filme brasileiro premiado

Retira da conta bancária Pranteia

Agir, em inglês Sódio (símbolo)

Compõe (texto escrito) Protagonista do poema épico

Bandeira a meio (?), indicação de luto oficial Divisão climática da Terra

"Se (?) Rua Fosse Minha", ciranda

Castigar Casaco, em inglês

(?)Geral da República, representante da União ante a Justiça

Sufixo de "progesterona"

Age como Joaquim Silvério dos Reis

Objetos da prateleira do atleta campeão

BANCO

Produz som como o do lobo Zeloso

Telefonam

Lavar a (?): vencer com alta vantagem

Abreviatura da Epístola aos Efésios (Bíblia)

D. Maria (?): a Rainha Louca

35

Solução

I R A C E M A

Touro 21/04 a 20/05 Regente: Vênus Caso hoje você se depare com opiniões diferentes das suas, lembre-se de escutar cada uma delas de forma generosa, aprendendo com o que os outros têm a lhe dizer. É tempo de demonstrar interesse.

Local de trabalho do camelô

N C O R VA M I A U S S C A I N O I S TA O R I U A U S

Sagitário 22/11 a 21/12 Regente: Júpiter Os acontecimentos têm a importância que damos a eles, e por isso cabe a nós mesmos decidirmos as questões que de fato merecem a nossa atenção. É tempo de se poupar, evitando desgastes desnecessários.

(?)-line: conectado à internet (ingl.)

R E D I G E

Leão 23/07 a 22/08 Regente: Sol Para investir na qualidade da sua saúde espiritual, é preciso purificar as emoções que intoxicam a alma. Procure hoje praticar atividades que permitam o acesso ao que incomoda. É tempo de transformação.

Cabeça de gado Fenômeno observado por Galileu no movimento do pêndulo

R G A U P I A N D I A G S C T H E O R A A E O F

Áries 21/03 a 20/04 Regente: Marte A paciência é uma virtude que possibilita o bom desenvolvimento daquilo que se deseja criar, afinal, a pressa compromete o olhar atento que é capaz de corrigir o que não vai bem. É tempo de observar.

Festa Critérios para a ação de fiscais da Secretaria de Saúde em bares e restaurantes cristã Equipamento essencial em termi- A Virgem dos Lábios nais portuários de contêineres de Mel (Lit.)

P T A LU E S C O S O N U A N L T R O U A O NA S P O C U O N R A I T R

Saiba como será a transição na primeira quinzena de julho

© Revistas COQUETEL

Condição Compositor brasileiro de "Odeon" e de Lula, antes da "Apanhei-te, política Cavaquinho"

M E R N R ES T O A N P A Z A P R E T H

Horóscopo

estou hoje com as raizes cada vez mais fundas aqui em Garopaba. ... tenho o sonho permanente de ajudar graciosamente a cidade encontrar meios de potencializar, utilizar melhor os recursos que arrecada... ... as leis da física mostram que uma vara sozinha é facil-

Uma demanda histórica no Brasil é a construção de creches públicas para os filhos e filhas dos trabalhadores, demanda essa que teve um programa especial criado em 2007 para buscar supri-la: o Proinfância. O programa que apresenta mais de 4.000 creches planejadas teve mais de 2.000 obras concluídas e entregues, e outras 2.000 ainda estavam em andamento. Porém, desde 2017, cancelamentos de obras tem sido promovidos atendendo às questões de ajuste orçamentário. Frente a isso, ainda não vimos nenhum parecer mais sólido do atual governo, que, assim como o governo Temer, parece não dar centralidade à questão, mesmo tendo prometido na campanha que seu foco não seria o Ensino Superior, e sim a Escola Básica e a educação infantil. Diga-se de passagem, até agora não se viu nenhuma medida concreta partindo do Ministério da Educação, tanto no que tange às séries iniciais quanto no que diz respeito à Universidade. O único ponto que parece interessar a atual gestão educacional, assim como o governo Bolsonaro como um todo, são as questões ideológicas e as múltiplas paranóias. Até agora, a gestão Bolsonaro se resume a palavras demais e ações de menos.

2/on. 3/act — loa. 4/coat. 5/antro.

Detalhe de uma tela de bom tamanho, os peixes tal com os desenhos, com linhas simples, são uma constante nas minhas obras; assim como os pássaros... ...gosto da simplicidade das “coisas” e de modo natural permito que minha mão trace o mínimo para fazer o máximo... ...a idade avança e percebo que estou conseguindo usufruir, a meu modo, o que sempre sonhei... “tudo e nada, ou nada e tudo”... ... das muitas mudanças que a vida me proporcionou,

As creches no Brasil


MISCELÂNEA

Garopaba em aves | Marquinhos Campos

A arte nas ruas

Aniversário O Campinense Esporte Clube vai comemorar 57 anos de existência com um clássico de futebol dos anos 90: Campinense x Galeão. A promessa é reunir jogadores que formavam os dois times em 1989 e 1990. Será no dia 20, um sábado, a partir das 15h, no Estádio Batista Pacheco Pereira, bairro Campo D’Una. Tem mais. O costelaço começa às 17h30min e é para todos.

FOTOS: Divulgação

Acauã (Herpetotheres cachinnans)

que conquistou carinho e credibilidade com a população de Garopaba. Duas fotos: Sérgio Saraiva e Marcus Israel.

FOTO: Marquinho Campos

o jornal da cidade. Uma foto da procissão de 2016 foi a capa da edição número zero, lançamento do de uma publicação quinzenal

FOTO: Marcus Israel

FOTO: Sérgio Saraiva

Um probleminha de saúde atrasou a edição do jornal, mas a publicação de fotos do Corpus Christi nunca falta no “Mais Garopaba”,

O Acauã é uma ave da família dos falcões e pode ser encontrado em todo o território nacional. Mas nem por isso é fácil de ser visto. Não possui dimorfismo sexual, ou seja, não é possível diferenciar machos e fêmeas pela aparência. É visto normalmente em bordas de florestas e campos com árvores isoladas, que ofereçam boa visibilidade, onde permanece pousado por longos períodos. Costuma cantar ao entardecer e ao amanhecer. Seu principal alimento são cobras, normalmente as inofensivas. Mas não dispensa os parasitas encontrados no gado. (As fotos desta secção são sempre de Marquinhos Campos)

Artigo | Manohead

A expectativa e a realidade A expectativa de um verão repleto de visitantes em nossas praias se traduziu em uma realidade de baixa turística preocupante, acendendo um sinal de alerta a moradores e comerciantes de Garopaba. Foi esperado um número maior de turistas gaúchos e argentinos, ambos passando por uma crise financeira, e a cidade não se preparou para buscar novos turistas, o que se refletiu no fracasso da temporada que vivenciamos. Há quanto tempo estamos oferecendo “mais do mesmo” para nossos visitantes? Devemos buscar novas formas de trabalhar o turismo, seja na apresentação de novas nuances, possibilidades ou caminhos, para que não fique-

mos dependentes de apenas um público. Devemos melhorar o que temos à nossa disposição, mas também criar novas oportunidades de lazer para os novos visitantes.

Vivemos em uma cidade repleta de belezas, com um povo receptivo e acolhedor. Podemos, sim, pensar em criar estruturas para melhor trabalhar as oportunidades turísticas e elevar o público de Garopaba, não apenas no verão, mas também na baixa temporada, pois temos condições para isso. Já tivemos bons exemplos de eventos acontecendo fora do verão, como foi o caso do “Encontro de Pintura”, que proporcionou aos moradores e visitantes uma nova experiência estética para com a cidade. Chegou o momento de olhar para a arte e a cultura com seriedade, torná-las pilares turísticos em Garopaba. Devemos trocar a inércia da baixa temporada por atrações culturais. Afinal, Garopaba é uma cidade turística e não apenas de veraneio.

1o a 15 de julho | # 51 | 11


12 | # 51 | 1o a 15 de julho

Profile for Mais Garopaba

Mais Garopaba #51  

O JORNAL DA CIDADE! #Garopaba #news #SC #MaisGaropaba #OJornaldaCidade #SurfLand

Mais Garopaba #51  

O JORNAL DA CIDADE! #Garopaba #news #SC #MaisGaropaba #OJornaldaCidade #SurfLand

Advertisement