Page 1

Distribuição Gratuita

Edição do Anunciante

VIDA

Sonhos ganhando vida com tecnologia e sofisticação CASA

Os 50 anos do badalado ISaloni em Milão ESTILO

Um checklist para o casamento dos seus sonhos

Ano I - Edição III

R$ 4,90

1


EDITORIAL Na edição de maio, o Jornal Design | Serra brinda à todas as mães, mulheres de garra, fibra e determinação, que dão a vida, entendem, protegem e acima de tudo amam incondicionalmente seus filhos. Em uma entrevista exclusiva no Centro de Reprodução Humana Embrios, a Dra. Ângela D’ávila descreve a sensação de realizar o sonho de muitas mulheres que desejam ser mães. Comemoramos também os 50 anos do badalado Isaloni, que acontece anualmente em Milão, na Itália, e reúne milhares de profissionais na busca constante por novidades, lançamentos e tendências nos mais diversos segmentos mobiliários. Vamos conferir a cober tura do evento através da designer Mar ta Manente e do Luminotécnico Giovani Carlet que acompanharam também as novidades da Euroluce, evento paralelo ao Isaloni. Concluímos o editorial com chave de ouro, neste mês, repleto de comemorações, com o Especial de Noivas que enaltece a data mais esperada de sua vida: O casamento. Data esta em que todos os detalhes devem ser executados cuidadosamente, seguindo fielmente o planejamento para que este seja o evento dos sonhos. Para isso, preparamos um checklist com todos os itens, informações, dicas e curiosidades para um evento além de suas expectativas. E, digno de um conto de fadas, desejamos apenas “que sejam felizes para sempre!” Silvana Aibel Silvia A. Perusso

CAPA Os modelos Vanessa Crestani, Rainha do Vale dos Vinhedos, e Florent Boniface vestem os elegantes trajes da Maison Noivas e Identidade Homem, respectivamente, e acessórios Mel de Assis. Make e cabelo ficaram por conta da Iva Espaço da Beleza. A sofisticada vinícola Cave de Pedra foi o cenário e o design do Novo Jetta | Panambra Bento Gonçalves completou o brinde especial fotografado por Silvia Tonon.

2

EXPEDIENTE Realização: S&S Editora Ltda Coordenação: Silvana Aibel | Silvia A. Perusso Diagramação: SimpleComm | www.simplecomm.com.br Assessor Jurídico: Ranulfo Cardoso Fernandes Junior OAB/GO 19915 Tiragem Mensal: 10 mil exemplares Impressão: Gráfica Coan Abrangência: Serra Gaúcha Circulação Dirigida: Segmentos Vida | Casa | Estilo Contato: 54 2621.3134 | contato@jornaldesign.com.br


Viver bem Está chegando uma estação muito charmosa que remete a roupas, calçados e hábitos aconchegantes e glamourosos: o inverno. Proporcionando uma aproximação entre as pessoas pelo prazer de ficar em casa na proteção do lar, companhia dos amigos e companheiro. Contudo, entre os amores e sabores do inverno costumamos nos acomodar muito, inclusive em relação às atividades físicas, diminuindo a freqüência ou até abolindo, em troca do quentinho, das comidinhas gostosas do envolvimento dos cobertores, o que realmente é gostoso. No entanto, facilita alguns transtornos que principalmente no frio se manifestam mais, como contraturas musculares, artroses, artrites, reumatismos, a famosa dor ciática, dor no pescoço, o qual fica encolhido para se esconder

do ventinho gelado. Desta forma, ficamos travados. Uma solução contra os contratempos do frio são exercícios específicos de alongamentos com um toque de força e flexibilidade e proporcionar às articulações um efeito lubrificante aos músculos: vigor, energia e qualidade nos movimentos para combinarem com as fabulosas capas, botas, mantas dando leveza aos semblantes por diminuir as dores, os sofrimentos, podendo melhorar até nosso humor. Atividade física somada a carinhos e dengos certamente aliviam o stress do cotidiano exigente que temos, contribui ainda para as pessoas serem mais felizes, equilibradas e pode transformar aqueles dias cinzentos e chuvosos em ideais para trabalhar o corpo, para aquecê-lo e aliviar as tensões musculares.

A felicidade está em pensarmos de forma otimista, positiva, cultivar amizades, crescer espiritualmente, manter a fé e, segundo muitos estudos, praticar exercícios físicos, pois liberam substâncias na nossa corrente sanguínea que trazem sensação de bem estar, diminuem a ansiedade, nos deixam mais aptos para enfrentar as dificuldades impostas pela ação do tempo, em todos os tempos. Então, se você já é uma das pessoas que cultiva hábitos saudáveis para seu corpo, Parabéns, continue, não deixe a preguiça abate-lo, estimule seus amigos e familiares a praticar uma vida com muita energia. Mas se você não é então comece logo, inicie seu plano de ação, procure ajuda com profissionais qualificados para melhorar, manter sua vida com muito mais vigor e ser ainda mais feliz.

Marina Goldoni CREFITO 63180-5 R. Augusto Geisel, 311 - Cidade Alta Fone: 54 3055.3432 Av Planalto, 816 - São Bento Fone: 54 9174.6564

3


SONHOS Ganhando Vida

cantinho foi especialmente projetado para receber com muito aconchego seus pacientes. A Embrios é um espaço acolhedor, onde as pessoas que estão sentindo dificuldade para engravidar devem procurar brevemente para que entendam melhor a causa e possam tratá-la passo a passo conforme orientação da profissional que, além de todo o empenho, demonstra o grande amor pelo que faz e relata que praticamente engravida com a paciente e o nascimento de uma criança é um momento inenarrável.

Fotos: Anderson Pagani

Em entrevista, Dra Ângela Marcon D’avila apresenta o moderno Centro de Reprodução Humana Embrios que inaugurou no mês de Março, em Bento Gonçalves e conta com toda a tecnologia necessária para atender seus pacientes que desejam realizar um grande sonho: ter um bebê. A ginecologista e obstetra contou sua trajetória na medicina e salienta que, desde o início, interessou-se muito na área de reprodução humana e, então seu sonho tornou-se realidade quando, três anos após sua formação, inaugurou a Embrios, onde cada

Como se define o termo infertilidade e quais são as causas que justificam uma investigação e um tratamento mais cedo? Existem duas definições para a infertilidade. Europa define como dois anos tentando engravidar. Organização Mundial da Saúde e americanos definem como um ano tentando engravidar sem método anticoncepcional e é isso que a gente adota. Tentando engravidar um ano mantendo relação sexual de duas a três vezes por semana dentro do período fértil, tem de engravidar. A chance de engravidar por mês é em torno de 20 a 25%, então não é uma chance muito alta. A taxa acumulativa em um ano é 85% dos casais vão conseguir, 15% não vão conseguir e vão precisar de alguma ajuda. Esse número aumenta quando a mulher tiver mais 35 anos, portanto, serão 30% dos casais que não terão sucesso e dobra a necessidade de ajuda. Nestes casos, nunca se deve esperar mais de um ano para tomar iniciativa, deve ser iniciada uma investigação com urgência. Não porque ela deveria engravidar mais rápido, mas sim porque se tem menos tempo para ajudá-la oferecendo um tratamento adequado ao casal. É mais comum em mulheres ou homens e porque? De 30 a 40% é fator masculino, 50% fator feminino e 20% eu diria que é de ambos. Qual a causa mais comum na infertilidade feminina e masculina? Existe tratamento para ambos?

Dra Angela Marcon D’avila

4

A causa mais comum de infertilidade feminina no Brasil se deve a não termos um cuidado de saúde adequado, não temos prevenção de DST é a Obstrução Tubária por Infecção Ginecológica ou Clamídia, que é a principal bactéria. No nosso meio Bento Gonçalves, por um fator sócio-econômico, pela origem italiana, não existe tanta DST eu diria que o principal fator é Tubário por Endometriose. 40% das mulheres que não conseguem engravidar tem Endometriose. E outro fator é Idade. Dos fatores identificáveis da infertilidade masculina, o principal fator é a varicocelis, que são veias na bolsa escrotal que aumentam a temperatura e isso é tóxico para os espermato-

zoides. Mas a principal causa da infertilidade masculina é idiopática, ou seja não tem causa. Atrasar a maternidade está se tornando progressivamente mais comum nas sociedades ocidentais por vários motivos. Porque a fertilidade declina com aumento da idade? O espermatozóide que homem produz e ejacula hoje, em média, 70 dias de vida e a mulher não, é por isso que a mulher entra na menopausa, porque a mulher nasceu com um número x de óvulos, porém a cada ciclo menstrual ela queima inúmeros deles, portanto quando a mulher de 38 anos está ovulando, este também terá 38 anos, então assim como a pele, o cabelo e o condicionamento físico mudaram, o óvulo também mudou, por isso diminui a possibilidade de engravidar. Por isso é importante programar-se e visitar frequentemente o ginecologista para que faça um acompanhamento. Como se dá o processo de fertilização in vitro? E quanto dura? Em resumo, é estimulado o ovário a produzir óvulos, quando estes estiverem maduros, leva-se o paciente para a clínica, faz uma sedação, retora estes óvulos do ovário através da ecografia aclopada a uma agulha, leva estes óvulos para o laboratório, mistura estes óvulos com os espermatozoides do marido, que foi coletado por masturbação, e em dois ou três dias nós teremos os embriões e estes embriões serão transferidos para o útero num processo muito semelhante a coleta de um citopatológico. Quatorze dias depois, esta paciente terá um metahcg positivo ou vai estar menstruando. A chance de sucesso varia conforma a idade novamente. Quais são os cuidados necessários pré e pós o procedimento? Cuidados Pré-procedimento seria não ingerir álcool e medicação sem autorização médica. Pós-procedimento é indicado repouso de dois dias, rotina normal mas sem muito esforço físico. Sem relação sexual por sete dias. Quais são os fatores que afetam a fertilização in vitro? Idade, qualidade do laboratório e a transferência embrionária são os


principais fatores que podem afetar a FIV. Quais são as etapas para a inseminação artificial?

causa aparente. Sendo mais em conta financeiramente. Se der certo, ótimo, caso contrário somente com FIV.

A inseminação se dá em um processo mais simples, onde você estimula a ovulação, os óvulos ficam no ovário, esta mulher ovula pra dentro da trompa e no dia da inseminação eu pego o sêmen do marido, escolho os melhores e coloco no interior do útero e eles realizam o trabalho. É recomendado inseminação para mulheres com menos de 39 anos, com trompas absolutamente normais, as principal indicação é quando o sêmen é considerado um pouco pior ou em casos de esterilidade sem

Mulheres que realizaram ligadura tubária podem engravidar? Sim, tendo menos de 38 anos existe a possibilidade de fazer reversão da ligadura através de uma micro-cirurgia, cortando onde foi interrompido e unindo novamente as duas pontas. A chance de dar certo é de 30% depois de dois anos, por isso não é possível fazer após esta idade. E outra forma, muito mais fácil, é a fertilização in vitro.

Existe reversão para homens que realizaram vasectomia? Sim, é possível fazer reversão, porém não terá um bom resultado se feito depois de 10 anos de vasectomia. A chance de dar é certo é uma incógnita. Nem sempre dá certo. Os medicamentos utilizados na reprodução humana causam efeitos colaterais?

Bem, gostaria de dizer aos casais que, no momento que surgir a dificuldade, não posterguem, porque quanto mais rápido iniciar um tratamento, maiores são as chances de termos sucesso. Eu entendo que é bastante complicado assumir, em algum momento, que precisamos de ajuda mas é a forma mais rápida de se conseguir engravidar.

Sim, pode causar efeito colateral, como dores de cabeça, inchaço, pode dar alergia e a complicação mais grave de uma fertilização in vitro é a síndrome do hiperestímulo. Como você se sente proporcionando a realização de um grande sonho para muitas famílias? Eu sou apaixonada pelo que eu faço, não é demagogia. Quando uma mulher engravida, você não tem noção de como é essa sensação, só não fico mais feliz do que o casal, mas eu, praticamente, engravido junto. Simplesmente não tem explicação!

A Embrios fica localizada na Rua Dom José Barea, 153 no bairro Cidade Alta em Bento Gonçalves

Fotos: Anderson Pagani

Fotos: Anderson Pagani

Preparação para inseminação artificial

Gostariamos que deixasse uma breve mensagem para todos os casais que enfrentam dificuldades e agora está bem próximo de toda a comunidade.

5


cobertura

isaloni 2011 O Salão Internacional do Móvel, o ISaloni, que acontece todo ano em Milão, é um evento referência para o setor moveleiro, pois antecipa as tendências do setor em seus diversos aspectos: materiais, tecidos, acessórios, tendências de cor, padrões, disposição do mobiliário, uso de matéria prima, dentre outros aspectos. O mercado Europeu é conhecido como a vitrine do design contemporâneo, identificado, muitas vezes, pelo estilo adquirido nas indústrias brasileiras e inclusive na Serra Gaúcha. Milão, capital cosmopolita, respira e inspira design para todos os segmentos, como inclusive a moda e o mobiliário. A edição de 2011, ocorrida de 12 a 16 de abril, comemorou sua 50º edição e teve como mote de campanha o slogan: “50 anos jovens”, que resume o conceito irônico da feira, porém bem aplicado, de ser ter um espírito cada vez mais jovial, inspirador e inovador, revelando cores, formas e tendências. O que se pode observar nesta edição de forma mais acentuada foram os departamentos de escritório, o mobiliário para dormitórios e os de living, com sofás e cadeiras. Destaca-se, neste quesito, a importância de empresários, principalmente desses

segmentos citados acima, visitarem a feira, a fim de confirmar se estão no caminho certo, ou até mesmo, que caminho seguir. Em termos do uso das cores, observou-se uma modificação das cores que utilizamos atualmente no Brasil. O azul, em todos os tons,e principalmente turquesa, que em conjunto com outras cores mais blasés, como o cinza, o bege e o nude. Também apareceram o amarelo e lilás.O interessante é que a cor foi utilizada em praticamente todos os setores de mobiliário, sendo combinadas entre si. Rusticidade elegante, pedras bem marcadas, o couro croco e características naturais da madeira, foram alguns tópicos importantes em padronagens do mobiliário. As nogueiras estão voltando! O grande diferencial na composição de roupeiros, closets ou qualquer mobiliário de chapas, foi apresentado pelas misturas de padrões e cores num mesmo item. Como por exemplo, ambientes externamente claros e agradáveis. Quando se abrem as portas, a surpresa está em tons de madeira e cores salientes. O design italiano vêm mostrando anualmente um uso em móveis com

diferentes espessuras de painéis, como em jogo de volumes com portas de diferentes espessuras e cores, valorizando formas limpas do design contemporâneo. Nota-se também o design em linhas verticais. Formas e desenhos verticalizados em estantes, livrarias e principalmente em portas de correr que ganham uma nova forma. Todo o tipo de mobiliário estofado, desde cadeiras, poltronas, cabeceiras de cama até estofados, foram reapresentados em cores neutras, com estampas somente em detalhes ou peças pequenas. Tecidos como algodão se destaca nos mesmos tons encontrados em todos os corredores da feira. O destaque encontrado foi em acabamento de costuras com linhas bem marcadas, como pesponto, que demonstra o design como referencia de peças naturais e rústicas. Enquanto a China se preocupa com grandes escalas de produção, e na cópia fiel do design Italiano, notou-se um posicionamento das industrias italianas primando por peças com a valorização da mão de obra manual, como em tramas manuais e bordados. A renda natural e formas

que lembram ela foram apresentados em desenhos com corte a leiser em diversos materiais. Nos móveis de escritórios é onde se resume todas as tendências de formas, padrões e cores. As tendências de morar migram para os offices, mostrando que ambientes mais claros harmonizam ambientes corporativos e com certeza auxiliam no bem estar e produção das pessoas. A Euroluce, evento que corria em paralelo ao Isaloni, também teve grande destaque e trouxe inovações principalmente com o uso de LED’s, tecnologia que além de ser mais barata, é ecológica, consome pouco e possui desempenho superior à tecnologia que conhecemos até os dias de hoje. Ainda na Euroluce, como em toda a feira, notou-se forte emprego do acrílico. A iluminação focada com hastes articuladas, foram grandes vedetes em decoração de cabeceiras de cama, frontais de roupeiro e closets. A feira instiga o analisar, pesquisar, estudar e principalmente desenvolver em cima do que está sendo visto, retirando a essência que permeia em torno do ISaloni para a inspiração do nosso dia-a-dia.

Marta Manente Designer marta@martamanente.com.br

6


Euroluce 2011 Há poucos dias, Milão foi sede da Euroluce, uma feira especializada em iluminação. O evento faz parte do Salão Internacional do Móvel e trouxemos muitas novidades em luminárias e idéias para você fazer a festa usando as tendências mundiais. A Center Luz Iluminação marcou presença em grande estilo, estivemos

presentes nos melhores estandes e conversando com grandes nomes do Design mundial. Assim conseguimos trazer as ideias e produtos que de adequam as necessidades do nosso consumidor Brasileiro. Alguns modelos de luminária da Euroluce ainda não podem ser encontrados por aqui, mas servem de inspiração pra você, na hora de repensar o visual da sua casa.

A.G.O. Home Idea Poltrona Prada de design contemporâneo inspirado nos usos e costumes dos anos 50, possui encosto e assento com adequação ergonômica, espuma de densidade calibrada e revestimento em cetim amassado, apoiada sobre conjunto de pés codificados com acabamento cromado polido, adequada a decoração de interiores domésticos e institucionais. A poltrona Prada busca trazer o requinte, a sofisticação e o conforto ao ambiente a seus usuários. A.G.O. Home Idea - Nosso objetivo é o seu conforto - www.agomoveis. com.br

Casa Brasil A Casa Brasil participou da Design Week de Milão, que aconteceu de 12 a 17 de abril, na Itália, como patrocinadora do Brazil S/A: Lounge Brasileiro de Design e Decoração. O espaço apresentou pela segunda vez um pouco do talento e da criatividade de grandes nomes do design nacional. Visitantes de todo o mundo que passaram por lá, conferiram a exposição “Bola da Vez”, onde 16 criadores exibiram obras inéditas feitas a partir de uma bola cedida pela Nike, uma das apoiadoras do evento. A escolha do objeto se deve ao fato de o País ser sede dos mais importantes eventos esportivos dos próximos anos: Copa do Mundo em 2014 e Jogos Olímpicos em 2016.

MassutiCopat O Calceiro Extensível da MasuttiCopat segue a tendência do Design de adaptação, trata-se de adaptar o produto ao espaço proposto. Com o setor imobiliário em expansão e acilitadores para negociação da casa própria, existe uma tendência de redução de espaços no imóvel e aumento do valor da metragem, por tanto, o espaço deve ser aproveitado ao máximo. Em decorrência de tais mudanças já é perceptível a priorização por parte de clientes finais pelos móveis sob medida. Foi partindo desses dados que se desenvolveu o Calceiro Extensível, um produto em aramado com corrediça telescópica que pode ser inserido conforme o espaço que o cliente dispõe, variando sua largura de 470 À 770mm. É o mercado buscando a flexibilidade na hora da escolha e a MasuttiCopat trabalhando para proporcionar esta facilidade aos seus clientes. Giovani Foresti Carlet Especialista em Iluminação giovani@centerluz.com.br

7


CADERNO AEARV

Nossa Obra ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS E ARQUITETOS DA REGIÃO DOS VINHEDOS Ano 25 – Edição 14

Palavra do Presidente

Eng. Gabriel B. Schuvartz gabriel@adubare.com.br Caros colegas, abrimos o ciclo de palestras deste ano com o Arquiteto Fernando Oltramari, na qual ele expôs sua experiência na implantação de projetos que integram o Patrimônio Histórico com o desenvolvimento urbano. Através da apresentação dos cases “Caminhos de Pedra - fase 2” e “Shopping Total de Porto Alegre/ RS (antiga cervejaria Brahma)” foram expostos dois projetos onde foi

possível realizar a preservação do patrimônio histórico com resultados financeiros interessantes. O tema do debate vem de encontro a necessidade crescente na região de integrar e conservar o patrimônio histórico no desenvolvimento de novos projetos. Um fato que cabe salientar é a representatividade da AEARV junto aos conselhos municipais. O objetivo dos Conselhos Municipais é a participação popular na gestão pública para que haja um melhor atendimento à população. A proliferação destes Conselhos representa um as-

Eng. Ricardo Cobalchini ricardocobal@hotmail.com Todas as pessoas se preocupam diariamente com o futuro. Pensando nisso, pretendemos auxiliar as mentes mais eufóricas quando o assunto é investimento. Como ganhar dinheiro? Qual é a melhor aplicação? Comprar? Vender? Alugar? Confesso, já perdi e perco muito sono buscando todas essas respostas. Com o mercado imobiliário superaquecido, superando metas sobre metas, é natural que muitos passem a considerá-lo, também, como alternativa de investimento. Indubitavelmente, torna-se uma aposta atraente em face de uma monótona e conservadora aplicação bancária, por exemplo, um

8

pecto positivo ao criar oportunidades para a participação da sociedade na gestão das Políticas Públicas. Nossos conselheiros estão representando a entidade de forma ética e transparente, contribuindo para valorizar o trabalho dos engenheiros e arquitetos apresentando decisões embasadas em critérios técnicos e valorizando a Associação. Este ano haverá a troca dos representantes da entidade em diversos conselhos, em função do prazo de permanência estipulado por lei. A fim de renovar os participan-

tes é importante que os Associados, que tenham interesse em participar destes conselhos, entrem em contato conosco. Estamos planejando para o próximo mês a realização de um seminário junto com a Ascon Vinhedos (Associação das Empresas da Construção Civil da Região dos Vinhedos) com ênfase no gerenciamento dos resíduos da construção civil. Parabéns Ascon! Aproveitamos nosso espaço para parabenizar a Ascon Vinhedos pela celebração de seus 15 anos de atividades. Sucesso!

Com a palavra A DIRETORIA - O Assunto é: Investimentos

oscilante mercado de ações, que visa ganhos expressivos, da mesma forma que está sujeito a grandes perdas. Partimos do pressuposto que o lucro é diretamente proporcional ao risco. Como objetivar lucros bons com risco baixo? Ninguém gosta de perder dinheiro. Como diria o celebre investidor, Warren Buffett, regra número 1: nunca perca dinheiro; e regra número 2: não esqueça a regra número 1. O mercado da construção civil entrou em um espaço vago no mercado, sendo a solução para investidores de todas as idades e bolsos, pelo simples fato de ser visível e controlável. Visível, pelo poder do investidor de acompanhar e certificar a evolução do empreendimento. Controlável, por ter liquidez e valorização constante. Entretanto, comprar um aparta-

mento ou um terreno não significa, necessariamente, lucro certo. É preciso muita cautela na hora de investir. Faz-se indispensável um estudo, buscando referências da construtora, média de preços por metro quadrado, potenciais de valorização, avaliação de liquidez do imóvel, se existem irregularidades etc. Conclui-se, então, que consultar um profissional qualificado que forneça essa assessoria é indispensável. Por serem os mais rentáveis, imóveis na planta são os preferidos dos investidores. Leiam-se, aqueles que alcançam maior valorização pelo melhor preço. Se o imóvel for bem escolhido, pode objetivar lucros de mais de 30% depois de dois anos de capital aplicado. E o que fazer após a compra do imóvel e o término da obra? Pode-

-se realizar o lucro e reaplicar em outro imóvel ou alugar e obter uma renda extra. Depende do perfil do investidor, geralmente escolhe o aluguel quem está à procura de uma aposentadoria tranqüila. No caso de locação imobiliária, o recomendado é diversificar as opções, ou, “nunca colocar os ovos numa galinha só”. É preferível ter cinco imóveis mais baratos no valor de R$100 mil locados, do que um imóvel no valor de R$500mil, pois, por óbvio, a chance de perder cinco aluguéis simultaneamente, é menor do que apenas um. Enfim, esperamos neste breve relato ter ajudado a ilustrar algumas dúvidas, ou simplesmente ter instigado alguns a procurarem outras formas de investimento.


Nossa Obra

Curso prático de

Eng. Gil C. Palazzo da Rosa gil@palazzo.com.br

TECNICAS PARA DESENVOLVER UM BOM PROJETO Pela aplicação de técnicas e práticas do Gerenciamento de Projetos. Parte II – A FERRAMENTA DO CURIOSO No capitulo anterior demonstramos o que é realmente um “projeto” e suas fases (a “imaginação”, o “caminho”, e o “objeto imaginado - o produto final”. Neste capítulo trataremos de “como se inicia o processo” e também da ferramenta mais básica a utilizar, que praticamente se usará em todas as etapas. O nosso projeto, que poderá ser tão aprofundado quanto se queira, até poderá se tornar completo, sem ser complexo. Então, já, para disparar o processo, utilizaremos uma ferramenta que eu considero básica: a “Ferramenta do Curioso”. Ao utilizarmos esta técnica simples e por demais conhecida, já estaremos disparando o processo do gerenciamento deste projeto. A FERRAMENTA DO CURIOSO – O QUÊ É ISTO ? Eu denomino desta forma porque todo o curioso quando chega para cheretear, usa. Esta ferramenta nada mais é do que aquela chamada de 5W-2H, no meio técnico. Esta sigla deriva do inglês, pela junção da primeira letra de cada palavra que compõe o conjunto de palavras que expressam as perguntas, e que são: What, Who, When, Where, Why, How, How-much. Em português alguns chamam de 4Q-COP, e são as seguintes: o Quê, Quem, Quando, Quanto custará, Como, Onde, Porque. Se analisarmos, ao longo de todo o processo, estes 7 quesitos aparecerão o tempo todo, e por isto, se acostumar a usar de forma regular e constante, nos ajudará a passar adiante de forma organizada, não só as ações, como a tomada de decisão. 1) O INÍCIO – O QUE ? (a pergunta mais importante) A primeira coisa que acontece sempre é “O que?”. Isto acontece, pois é o ponto de partida não só de um projeto como de todas as atitudes, ações, etapas, etc. É o título, o nome. Então vejamos: primeiro denominamos o que queremos, ou o objetivo, que pode ser representado por uma palavra, uma frase, quanto por uma ação representativa do objetivo. Ex: “Nova Casa” – é uma frase simples, que se aplicada por uma pessoa, para si, ou para a família estará representando o objetivo – a imaginação do desejo. Mas isto é apenas um título. Se

precisarmos mostrar a outras pessoas toda a idéia, será necessário complementar com as demais respostas para as perguntas que esclarecerão o todo. 2) O TEMPO – QUANDO ? (o tempo para fazer, o tempo para obter) Agora que sabemos o que queremos, devemos objetivar para “quando” queremos, e na hierarquia das perguntas vejo como a 2.a mais importante: definir o momento em que desejamos que o “que” definimos possa ser usado. Bem aí existem dois “quando”: quando começar a fazer, e quando estará pronto. Estas duas perguntas, que são a chave do tempo, precisam ser coerentes, para que efetivamente o “que” desejamos aconteça. Mas não basta simplesmente escolhermos a esmo estes dois eventos. Precisamos calculá-los, e com segurança. Bom, aí vem um problema: definir simplesmente por desejo, sem o conhecimento dos tempos de todas as etapas que acontecerão até chegarmos ao nosso “objeto / objetivo imaginado”, pode simplesmente determinar o fracasso do nosso desejo. Então, para responder estas duas subquestões com coerência, requer, no mínimo, conhecimento de tudo que terá de acontecer até chegar “lá”. Usando o nosso exemplo acima, deve o profissional Arquiteto, Engenheiro, ou o proponente da idéia, apresentar resposta aos “quando” que darão a noção do tempo para alcançar o objetivo. Principalmente se forem apresentadas idéias diferentes, para serem escolhidas – o cronograma. 3) A RAZÃO – PORQUE ? (que necessidade temos para querer isto ?) Sim, é muito necessário responder esta questão, até para nós mesmos, pois temos de nos justificar do “porque” objetivamos isto. Claro, que se for de conhecimento geral a razão para querer isso, esta pergunta terá resposta imediata, sem precisar ter a resposta escrita. Mas consideremos que não é de conhecimento geral, então precisamos justificar claramente a razão que nos leva a propor o objetivo. Se considerarmos que isto fará parte de uma escolha, de uma aprovação, é inegável ter de responder a esta pergunta de forma clara e inequívoca, para que se tenha o aceite. Trabalhando na seqüência do item anterior, usando o mesmo exemplo, o profissional deve justificar o porquê

de cada idéia, para que seja julgado o conjunto de todas as respostas, não só as acima, quanto as demais, a seguir. 4) O CUSTO – QUANTO CUSTARÁ ? (temos verba para fazer isto ?) Já vimos boas empresas sucumbirem, e também pessoas “quebrarem”, pois não se importaram com a resposta para esta pergunta. Os que se consideram os mais entendidos, afirmam que esta resposta dirá se podemos e devemos seguir adiante com o objetivo. Pois se, para atingir este objetivo, precisamos dispender o bem precioso, o dinheiro, precisaremos tê-lo disponível em quantidade suficiente para poder chegar até o fim. Dizem que, se não o temos, ou não temos a garantia de tê-lo, este projeto deveria ser cancelado. Então vemos que teremos de ter um chamado fluxo monetário durante todas as etapas do desenvolvimento deste nosso projeto. Este fluxo precisa ser coerente e eficaz. Se não o for, estará agregando mais custos ao nosso desenvolvimento, do que o necessário. Isto é, se não temos o capital, ou o fluxo necessário para pagar os custos de obtenção, precisaremos buscar os recursos financeiros, a um custo determinado, em banco, ou de alguma outra forma, que então estará introduzindo um custo adicional aos custos diretos para obtenção do objetivo. Isso não pode ser esquecido, mas pode ser usado para manipular o tempo (os dois “quando”: quando começar, e quando estará pronto). 5) OS DETALHES – COMO SERÀ FEITO ? (O que teremos de fazer para obter ?) Esta pergunta pode até ser conduzida de formas diferentes. Explico: as vezes não precisamos saber o método a ser usado para se obter, mas queremos saber que aparência terá, ou como será a aparência do nosso objeto. Pode, em alguns casos, definir a escolha dentre duas ou mais opções para o mesmo objetivo. Então torna-se, em muitos casos, necessário que o profissional apresente opções e variantes possíveis. Veja que, ao se ter duas ou mais opções para um mesmo objetivo, teremos um “leque” cujo ponto inicial é uma única resposta para a pergunta “O que”, mas diversas respostas para as demais perguntas, provocando uma escolha de quem tem o poder de decisão. Claro que pode uma resposta diferente a uma das perguntas, provocar uma resposta ou resultado diferente em ou-

tras perguntas (ou não). 6) O EXECUTANTE – QUEM FARÁ ? (Quem será o responsável por fazer ?) Sempre deveremos, no mínimo, ter em mente quem será o responsável por executar a tarefa, pois se não o temos, poderemos acabar não conseguindo executar de acordo com as demais condições previstas. Não se esqueça, se sabemos tudo, mas não sabemos quem poderá executar, poderemos ter muitas surpresas, que poderão afetar todo o nosso projeto. Nesta pergunta ficam embutidas algumas outras, tais como: Quem será o responsável por contratar ? Quem será responsável por obter ? e assim por diante. Então nos deparamos com uma pequena pergunta – QUEM – e uma série de possibilidades de respostas, tanto mais quanto for dividida a tarefa. 7) O LOCAL – ONDE será feito ? (Em que lugar, posição, localização, etc... será realizado ?) Claro que, ao imaginarmos nosso objetivo, imaginamos que ocorra em algum lugar, e exatamente este lugar que será definido por esta resposta. Quando o lugar é obvio, e todos entenderão onde isso será realizado, fica perfeitamente dispensado informar-se. CONCLUSÃO: Aprendemos como iniciamos um projeto, pelas definições das diversas variáveis que o compõe. Mas poderemos usar a mesma técnica, na definição de todas as nossas fases e etapas do nosso projeto. Vejam que as perguntas básicas serão sempre as mesmas: as 7 palavrinhas chave: Que, Quem, Quando, Quanto, Como, Onde, Porque. Estas você deve decorar. O uso amplo e irrestrito da FERRAMENTA DO CURIOSO, a qualquer momento, e em todas as fases, etapas e partes de um projeto, é um bem necessário, pois sempre acrescentará muito conteúdo, e sem dúvida nos fará ter as soluções e respostas que todos precisarão. Sem ela muitas coisas ficam esquecidas, e quando se precisa das respostas e não as temos, poderemos perder este projeto, apenas por detalhes que passaram despercebidos, e quebram a cadeia de atividades que nos levarão até o final. O seu uso é extremamente barato, esclarecedor, e não requer prática nem tampouco habilidade. Apenas vontade de usar.

9


Nossa Obra Eng. Diego Santi diego@imperbras.com.br Uma patologia corriqueira em nossa região, a umidade ascendente em rebocos e emboços é a principal responsável pela insalubridade dos ambientes e contaminação por proliferação de fungos e bactérias, em alguns casos chegando a ocorrer processo judicial em função da desagregação dos acabamentos. TRATANDO DE BAIXO PARA CIMA: Sabe-se que a impermeabilização de baldrames é a responsável para este tratamento, mas vale salientar que outros fatores são determinantes para o sucesso do tratamento impermeável. Ou seja, somente a impermeabilização sem a observação dos detalhes construtivos não eliminará a ascensão capilar. Sabe-se que a ascensão capilar pode ocorrer em rebocos, emboços, concreto e outras estruturas e materiais que estejam em contato com a umidade de solo. Essa capilaridade é inversamente proporcional à porosidade dos materiais da construção civil, ou seja, quanto menor a porosidade do substrato, maior será a ascensão capilar. Um dos fatores que deve ser observado, diz respeito às cotas de pisos, contrapisos e preenchimentos entre vigas de baldrame, sendo que é necessário que se elimi-

Umidade: O maior vilão da região

ne qualquer contato de contrapisos e lajes com o solo, pois os mesmos, por lençol freático ou por cotas de terreno, poderão apresentar umidade ascendente. O FUNDAMENTAL É DRENAR: entre as vigas de baldrame com brita graduada e material para contenção da exudação do concreto na realização da laje. Outros cuidados são referentes às cotas de impermeabilização, ou seja, os pisos, lajes e contrapisos em hipótese alguma poderão estar acima da cota da impermeabilização, exemplo: não adianta impermeabilizarmos vigas de baldrame se posteriormente será realizada a execução da laje sobre a mesma. Nesses casos o tratamento deverá ser após a concretagem da laje do térreo, protegendo a alvenaria e acabamentos de quaisquer contatos com a umidade. Em casos de edifícios é comum o tratamento dos baldrames com preenchimento entre seus vãos com solo ou brita, sendo que a laje, contra-piso e acabamentos ficam com cota acima da impermeabilização, muitas vezes levando a umidade a alvenaria. QUANDO O CONTATO DA PAREDE COM O SOLO É INEVITÁVEL Já em residências, quando o projeto arquitetônico assim requerer, muitas vezes o reboco e emboço vão até o contato com o solo, originando uma possibilidade de ascensão pela argamassa, sendo que a impermeabilização não terá o resultado desejado.

Por Arq. Giovana Poletto arqgiovana@italnet.com.br O conceito de Patrimônio Cultural não se restringe apenas à arquitetura e a outros bens imóveis, mas deve ser entendido de forma mais ampla, pois a ele pertencem também todas as manifestações culturais de um povo, do cotidiano, da vida, do exercício da cultura e desenvolvimento sócio-econômico das comunidades. Aplicar o conceito de sustentabilidade ao processo de tombamento de bens imóveis significa viabilizar este processo através da gestão de políticas culturais que, além da preservação do patrimônio, devem prever a sustentabilidade da comunidade do local turístico. Os investimentos diretos de recursos devem ser resultantes da parceria entre estado e poder privado a partir de um pacto de co-responsabilidade. Ao estado cabe, através de estratégias políticas, incentivar a preservação preventiva e propositiva dos bens imóveis contra eventuais descaracterizações ou demolições, a fim de evitar a necessidade de injeção de recursos, tanto do poder público como 10

do privado, para fins de recuperação e restauração por terem passado por processos inadequados de conservação e manutenção. Embora o tombamento seja, por definição, uma medida preventiva, geralmente ocorre para suprir deficiências na proteção patrimonial ocasionadas por leis de uso e ocupação do solo demasiado permissivas ou interesses econômicos conflitantes. Se considerarmos que a manutenção do patrimônio histórico é tarefa compartilhada entre Estado e comunidade e que o ônus da preservação não deve ser apenas do proprietário, torna-se fundamental o investimento direto do governo, em seus diversos níveis, no setor. Por outro lado, a sustentação do patrimônio na forma de investimentos diretos não ocorre apenas por parte do setor público. A iniciativa privada e a sociedade civil encontram nos edifícios históricos e bens culturais um importante setor produtivo da economia. Complementarmente, a criação de fundos públicos ou mistos para apoio à cultura ou outros programas de ação social tem sido uma importante forma alternativa de investimentos diretos nesses campos. Outro fator determinante para a

Nesses casos as argamassas terão que ser impermeáveis, sendo por uma aditivação de hidrofugantes ou pela execução de uma argamassa polimérica. O correto é que se façam duas a três fiadas em alvenaria, com seu assentamento em argamassa impermeável, posteriormente é necessário a regularização desta superfície para preenchimento das falhas, nichos e demais imperfeições, os mesmos deverão ser isentos de óleos, graxas e contaminantes. Após esta base inicia-se a impermeabilização com sistemas impermeáveis que atendam as normas vigentes para o setor, que podem ser membranas, resinas, argamassas poliméricas, manta asfáltica, etc... Um tratamento impermeável específico também deverá ser executado na base de pilares e estruturas. Após a polimerização do sistema impermeável se dá sequência ao assentamento da alvenaria, retornando aos cuidados do baldrames na realização de rebocos e emboços. Sendo os mesmos aditivados devidamente ou realizados com argamassas impermeáveis até a cota mínima de 150cm. Lembre-se que a cura da argamassa antes do acabamento de pintura não pode ser inferior a 28 dias, pois antes deste prazo, a mesma poderá conter água de constituição em seu interior. CUIDADO COM A CHUVA E OUTRAS INTEMPÉRIES Também deverá ser observada a previsão meteorológica para início do acabamento, ou seja, não é reco-

mendado a uma pintura após chuvas intermitentes, nem com umidade acima do especificado pelos fabricantes de tintas e revestimentos. Os sistemas de impermeabilização são regidos principalmente pelas NBR 9575 (projeto e execução de impermeabilização) NBR 9574 (execução de impermeabilização) e demais normas referentes a cada sistema impermeável. RECOMENDAÇÕES FINAIS: Para avaliação da situação e execução de impermeabilizações, recomenda-se a contratação de uma empresa de engenharia especializada em impermeabilização para o acompanhamento das execuções e prestação dos serviços. A utilização de profissionais e empresas idôneas bem como contratar empresa prestadora de serviços com credibilidade e experiência é fator de extrema importância. Ah! Não se esqueça de exigir a ART para os trabalhos contratados.

Turismo cultural e sustentabilidade sustentabilidade do patrimônio histórico parte da constatação de que a comunidade é a maior guardiã de seu patrimônio. Estratégias de sustentabilidade implicam na desenvolvimento de políticas valorizadoras de ações culturais. A intensificação desses procedimentos poderá contribuir para gerar um turismo cultural sustentável. Desenvolvimento de ações locais que desencadeiem programas para a recepção de turistas através da promoção de atividades relacionadas a comércio de artesanato local, a visitação de museus e sítios históricos e a formas de divulgação das representações culturais locais, seja através do teatro, da literatura, da arte visual, etc. Além disso, estratégias mais simples como: comercialização de livros, telas, esculturas, dentre outros, ou empreendimentos mais ousados (por parte do poder público e investidores privados). Substituir o paternalismo estatal pela efetiva participação cidadã. Na realidade não existe desenvolvimento sustentado nem patrimônio comum se a sociedade não tiver consciência desses valores. Assim, o conceito social do patrimônio cultural deve ser entendido, de forma ampla. É necessário

vontade política e comprometimento com o bem estar social, aliado à idéia de um desenvolvimento da cultura local. Desta maneira, é possível um turismo cultural garantidor da preservação do patrimônio cultural e natural. Somente assim, a sustentabilidade não se restringirá a aspectos econômicos, mas também atentará para o respeito aos cidadãos e às comunidades locais.


Nossa Obra

Agenda

Por Eng. Gil C. Palazzo da Rosa gil@palazzo.com.br

28.05.2011 a 31.05.2011

Aqui você encontra eventos interessantes que se realizarão no período, e no futuro.

CASACOR – Rio Grande do Sul - 2011

FENAVINHO BRASIL 2011

De: 31 de Maio a 19 de Julho Horário: de terça a domingo das 12h às 21h Local: Antiga fábrica da Fiateci – Av. Voluntários da Pátria, 3085 Cidade: Porto Alegre-RS Informações: www.casacor-rs.com.br

De: 28 de abril a 08 de maio Local: Pavilhões da Fenavinho Cidade: Bento Golçalves – RS Informações: www.fenavinhobrasil.com.br

Uma palavra caracteriza o evento Casa Cor no estado do Rio Grande do Sul – ORIGINALIDADE. Nestes 20 anos de história, a busca sempre foi por prédios e casas que transmitissem curiosidade. O resultado disso sempre foi a soma de grandes talentos em arquitetura, decoração e paisagismo, onde a história continua sendo escrita com criatividade, ousadia e imaginação. Por isso que a trajetória da Casa Cor é recheada de grandes realizações, como a revitalização do Cais do Porto da Capital Gaúcha; a completa reforma do prédio da Fundação “O Pão dos Pobres de Santo Antônio” e trouxe de volta o glamour da Confeitaria Rocco, um prédio histórico em estilo art-noveau cravado no centro de Porto Alegre. Estes são apenas alguns exemplos que a Casa Cor transformou nestas duas décadas. Em 2011 o objetivo não é diferente e o local escolhido para abrigar a edição de aniversário é a antiga fábrica da Fiateci, localizado na região do 4º Distrito em Porto Alegre. É um prédio histórico com mais de 100 anos de construção. Com 6 mil m² , os antigos pavilhões vão receber lofts, áreas residenciais, paisagismos, áreas co-mercial e de gastronomia. Serão mais de 100 profissionais envolvidos em projetos criativos, ousados e tecno-lógicos. Já confirmaram como patrocinador e apoiadores a Deca, Suvinil, Samsung, Todeschini e Caixa Econômica Fede-ral. Para os interessados nas aquisições dos ambientes expostos, o já tradicional “Special Sale” acontece nos dias 18 e 19 de julho.

Concurso para estudantes de Arquitetura O CBCA-Centro Brasileiro da Construção em Aço está realizando o 4.o Concurso para estudantes de Arquitetura. Tem como tema: “Estação Intermodal de Transporte Terrestre de Passageiros”. As informações poderão ser obtidas pelo site www.cbca-iabr.org.br. As inscrições estão abertas e a apresentação de trabalhos deverá ocorrer de 19 a 22 de setembro. Será distribuído prêmio em dinheiro para a equipe vencedora e para o professor orientador da equipe vencedora. O vencedor participará como representante do Brasil, concorrendo com os vencedores representantes de países como Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela, do “IV Concurso ILAFA de Diseño en Acero para Estudiantes de Arquitetura 2011” organizado pelo ILAFA – Instituto Latino-Americano de Ferro e Aço.

PARA O FUTURO Eventos que se realizarão nos Pavilhões da Fenavinho Cidade: Bento Golçalves – RS 02 a 13 de junho – EXPOBENTO 02 a 06 de agosto – CASA BRASIL Eventos que se realizarão nos Pavilhões da Festa da Uva Cidade: Caxias do Sul-RS 01 a 05 de agosto - FEBRAMEC 16 a 19 de agosto – PLASTECH 18 a 21 de outubro – MERCOPAR 24 a 27 de novembro – CONSTRUFAIR Eventos que se realizarão no “Centro de Eventos” da FIERGS Cidade: Porto Alegre 11 a 19 de junho – SALÃO DE MOTOS 03 a 06 de agosto – CONSTRUSUL 23 a 25 de agosto – EXPOAGAS 27 a 30 de outubro - EXPOACABAMENTOS

Mais sobre a CASA BRASIL: Será a feira que reúne as maiores marcas do país para lançar tendências em mobiliário, iluminação, decoração. Junto ocorrerá o Salão Design, evento paralelo à Casa Brasil, que é uma das mais importantes premiações de design de produtos. Book dos arquitetos: Está em planejamento a terceira edição do Book Arquitetos com lançamento previsto para a Casa Brasil. Mais uma vez a sua edição vai valorizar a importância do profissional de arquitetura associado da AEARV e o seu papel no mercado de trabalho. Informações com a Arq. Juliana Jaconi Carlotto (e-mail: andreaejuliana@ yahoo.com.br)

Constituiu-se o maior evento vitivinícola do país, que visa integrar, comercializar e promover os vinhos e a cultura de todas as regiões vitivinícolas brasileiras.

BRASILPLAST De: 09 de maio a 13 de maio Local: Pavilhões de exposições do Anhembi Cidade: São Paulo - SP Informações: www.brasilplast.com.br Feira Internacional da indústria do plástico

FACHADAS & REVESTIMENTOS Assunto: Tendências em Revestimento, Revestimento de ACM e pele de Vidros. Data: Dia: 05 de Maio - quinta feira Horário: 19:00 Local: Hotel Viverone ( Rua Carlos Flores, 301 - São Bento) Informações poderão ser obtidas na AEARV pelo fone (54) 3451 9533. A D&D Digital realizará palestra dirigida aos profissionais da área, e associados da AEARV.

AGO / UCS / Movelbrás Patrocínio: Movelbrás/AGO Data: 19/05/2011 Quinta-feira Horário: 18h - 20h30 Local: Mini-Auditório Bloco A UCS Bento Gonçalves Público Alvo: Arquitetos(as) associados a AEARV; Designers de Produto; Alunos de Arquitetura e Design da UCS (final de curso); Decoradores de Interiores. Informações poderão ser obtidas na AGO pelo fone (54) 3453.1445 Programação: 18h - Recepção com coquetel 18h30 - Palestra Fórmica (revestimentos) 19h15 - Palestra Piva (acessórios) 20h - Apresentação de Tendências Movelbrás / AGO

HUMOR Quem foi ?: Quem projetou a mulher a gente já sabe, mas quem projetou o homem? Um engenheiro ou um arquiteto? Um arquiteto, porque um engenheiro não ia deixar um cano pra fora... Opiniões: Segundo o engenheiro, o sexo é uma maquina perfeita porque é a única em que se trabalha deitado. Segundo o arquiteto a mulher é um erro de projeto, porque a área de lazer fica próximo a saída do esgoto. Construção especial: Um sujeito queria construir uma casa

e contratou um arquiteto para fazer o projeto. Explicou para ele como queria a casa. Contratou uma construtora para executar o projeto conforme o arquitetou elaborou. Entregou os desenhos, feitos pelo arquiteto, ao engenheiro, que ao examinar, falou: - Bem esta construção será bem cara, mas porque todos os cômodos são redondos ? O sujeito respondeu: - Porque eu não quero que tenha nenhum cantinho pra minha sogra. 11


design+negócios

A importância do profissional de design para as empresas Em meio a tantas ofertas que o mercado oferece, o consumidor opta pelos produtos que atendam suas necessidades e ofereçam o melhor preço. A isso podemos chamar de conquistar o desejo do consumidor. Fazendo-se isso ele certamente associará o produto à empresa. Mas como satisfazer o desejo de consumidores cada vez mais ávidos por novidades e mais exigentes? Através do design temos um bom caminho para se chegar a esses resultados. Muitas empresas já sentiram a importância de se investir em design para promover os seus negócios. A intervenção do design é muito ampla, ele abrange desde a identidade visual da empresa, o desenho dos produtos, a comunicação do produto através de material impresso e virtual, até um caráter mais estratégico fazendo parte dos negócios e da gestão da empresa. O desenvolvimento de produto industrial, além da identidade visual da empresa e a comunicação dos produto é um processo resultante da aplicação de vários mecanismos por um profissional multidisciplinar: o designer. Diferentemente do que se tende a acreditar, esse é um trabalho complexo, permeado por muito embasamento técnico e teórico – além de sensibilidade criativa. Ao pé da letra, a palavra inglesa “design” significa desenhar, projetar. Também encontra correspondência nos substantivos desenho, esboço, plano, projeto, padrão, propósito, intenção. Com base nesses termos podemos concluir que o design é a síntese criativa de fatores e elementos. É o conjunto de atitudes e comportamentos que se apresentam ao longo do processo de projetação. Enquanto o artista intenciona criar um objeto de uso e o faz a seu modo, o designer não tem um estilo

definido. A forma final de seu produto é o resultado lógico de uma projetação que visa a resolver otimamente todos os problemas de um produto ou a necessidade identificada nas pessoas. Cabe ao designer identificar oportunidades de projeto, investigar o perfil do usuário, escolher materiais e técnicas de produção adequada, rever questões de usabilidade, analisar custos e exposição. Fazer um bom projeto de design não é fácil: fabricante, lojista e consumidor têm expectativas e intenções diferentes sobre o produto. É do designer a função de fazer a ponte entre o usuário e a indústria, interpretando esses anseios e transformando-os em oportunidades. Um artefato de design durável não é guiado por tendências. O bom design resistirá ao tempo, enquanto as tendências perderão a importância rapidamente. O sucesso de um produto vai além da tecnologia e da moda. Para desenvolver objetos que perdurem, não somente no seu caráter físico, da matéria, mas também no estilo e funcionalidade, é preciso comunicar de forma clara e eficaz aos usuários. É preciso fazer do design uma ferramenta e não um objetivo. Ou seja, projetar com foco na emoção e com a intenção de proporcionar experiências agradáveis às pessoas. Pelo seu caráter multidisciplinar o design é uma competência que pode ser absorvida pelas empresas dos mais variados portes e nos mais variados segmentos. Pelo seu caráter humano o designer é um profissional que está sempre buscando inovar a forma como as pessoas se relacionam com os objetos do dia-a-dia. Por isso a metodologia de design está cada vez mais sendo usada para garantir diferenciação e inovação nas empresas em seus mercados.

Juliana Desconsi Designer julianadesconsi@gmail.com

12


TER ESTILO

ESTÁ NA

MODA

Ter estilo está mais na moda do que a moda. Ter estilo, nunca esteve tão em voga, como nos tempos atuais. As escolhas pessoais ultrapassaram a ditadura das passarelas.

Ricardo Rambo Estilista ricardobrambo@hotmail.com

contexto, encontrar seu estilo, junto veio um fenômeno, do mundo pós-moderno. Um fenômeno de fragmentação, que leva as ruas e seus passantes para o alto da pirâmide da

Até a década de 90, poucos sabiam o que era es-

moda. Assim, em vez de tendências ditadas apenas

tilo, desde então a palavra estilo começou a rondar

por estilistas, o mundo volta-se para os diversos es-

nossa mente, espelho e guarda-roupa.

tilos, que circulam diariamente pelas ruas.

As grandes mudanças de comportamento que

Nunca blogs de moda de rua, foram tão im-

aconteceram no fim do século passado, ex: globa-

portantes, como fonte de pesquisa e tendências de

lização, celular, internet; colocaram o mundo em

moda, estilo e comportamento.

outra plataforma de comunicação e apontaram,

Nas imagens, que acompanham essa coluna,

a valorização da individualidade, o que levou a

mostram-se as mulheres – fashionistas, mais foto-

moda a se tornar um instrumento importante da

grafadas no mundo; elas ditam moda e são ten-

expressão pessoal.

dências.

Ela deixou de ser autoritária e restrita para ser

E com base nisso, a importância de ter estilo se

mais democrática. Moda virou oferta e estilo virou

impôs, nessa época de exposição absoluta que es-

escolha.

tamos vivendo.

Porém, não é uma escolha qualquer, mas sim,

Ao começar a procurar, entender, encontrar e

uma opção informada, precisa e pontual. O estilo é

respeitar o seu estilo, terá uma indescritível sensa-

reflexo de todas as nossas escolhas, é o que dá for-

ção de liberdade. Estará apta(o) para descartar fin-

ma ao pensamento e mostra que você é de verdade.

gimentos e gigantescos conflitos internos que, no

Viver com mais estilo significa transformar a banalidade da existência em experiência original, exclusiva, não importa a idade que se tenha. Nesse

íntimo, tentam esconder quem somos de verdade. Estilo é identidade pura, e nada mais atual e na moda, do que ter ESTILO.

13


Foto: Silvia Tonon

Especial de Noivas Você pode ter o casamento dos seus sonhos. E entre o sonho e a realização está a ação. Sobre isso que iremos falar. Para aquela data especial que você sonhou, desejou e imaginou cada passo, nos mínimos detalhes, o importante é: nada de errado pode acontecer. Por isso, aqui vamos socializar um cronograma detalhado, com

dicas e curiosidades que envolvam a data para que o seu casamento seja perfeito. Porque, mesmo contratando o melhor profissional da área para cuidar de todos esses detalhes, o melhor mesmo é estar a par de cada ação, afinal, é seu sonho sendo realizado.

Foto: Silvia Tonon

Cerimônia Religiosa

14

A noiva após sair do salão de beleza, dirige-se ao estúdio para ser fotografada antes do casamento e depois segue para a cerimônia; Entrada do cortejo composto por: noivo com sua mãe, mãe da noiva com pai do noivo, casais de padrinhos dos noivos, dama(s) e pajem(ns), noiva com seu pai. A ordem das entradas é escolhida pelos noivos com as respectivas músicas, obedecendo as normas da igreja/ celebrante. Ao final da celebração religiosa, normalmente são tiradas 4 fotos:

- noivos com dama(s) e pajem(ns); - noivos com pais da noiva; - noivos com os pais de ambos; - noivos com os pais do noivo. As fotos com irmãos, avós e padrinhos não são tiradas dentro da igreja. Estas, são tiradas na recepção ou após os cumprimentos à porta da igreja (quando permitido) ou no estúdio de fotografia (previamente combinado entre as partes). Acima, é o padrão, mas nada impede que sejam feitas adaptações de maneira personalizada e previamente autorizadas pela igreja/celebrante.


Sofisticação e Design Testamos o Novo Jetta Novo Jetta é o lançamento que combina com perfeição, tudo que você espera de um carro. Reúne as características mais marcantes de diferentes categorias: o conforto e as mais modernas funcionalidades de um carro sedan, com a potência e a desenvoltura incomparáveis de um esportivo. É o sedan mais completo da categoria, com espaço de sobra, design esportivo e acabamento interno impecável. Por dentro e por fora, uma performance impressionante. Entre um esportivo e um sedan sofisticado, fique com tudo. Escolha o novo Jetta. No test-drive realizado na rodovia RS 470 , foi possível constatar que o motor 2.0 Turbo tem fôlego de sobra. As ultrapassagens são realizadas sem dificuldades e é necessário dosar a força empregada no pedal do acelerador para não infringir as leis. A suspensão que privilegia uma tocada mais esportiva deixa a con-

dução ainda mais prazerosa. Sobre o pacote de equipamentos de série, a lista é generosa. O Jetta Comfortline tem ar-condicionado digital, direção eletro-hidráulica, freios ABS, controle de tração (ASR), volante revestido em couro, rádio CD Player com reprodução de arquivos em MP3, computador de bordo, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, rodas de liga leve e quatro airbags, entre outros itens. A versão mais luxuosa adiciona itens como dois airbags do tipo cortina, controle de estabilidade, ar-condicionado com duas zonas de regulagem de temperatura e saídas para o banco de trás, piloto automático, bancos de couro, sensores de chuva e crepuscular (que acendem os faróis em ambientes escuros), volante multifuncional - com comandos de som e bluetooth - e sistema de som com tela sensível ao toque e oito alto-falantes. Faça o test drive e apaixone-se!

Muito mais torque e equilíbrio.

Design: as linhas marcantes se traduzem em muito estilo.

Conforto total: você não vai querer sair do seu novo Jetta.

Tecnologia avançada que preserva a sua comodidade e bem-estar.

A concessionária Panabra encontra-se na rua Francisco Luiz Bertolini, 121 em Bento Gonçalves.

O gerente comercial da Panambra Bento Gonçalves, Vicente Miranda convida a comunidade a realizar oTest Drive do Novo Jetta.

Mais segurança por todos os lados.

Novo Jetta.

A melhor parte do caminho.

Rua Francisco Luiz Bertolini, 121 - Bairro Conceição – Bento Gonçalves|RS – Fone 54 2102.8000

Confira nossa linha de

Novos e Seminovos

Panambra Bento Gonçalves

15


Foto: Silvia Tonon

Rituais de Recepção O tradicional ao seu estilo

16

Com a chegada dos convidados, começa o serviço de buffet, música ambiente, enquanto os noivos estão sendo fotografados juntos no estúdio ou no mesmo local; Após a sessão de fotos, os noivos vão para o local da recepção; Dirigem-se à Mesa do Bolo, onde são recebidos pelos pais para brindarem e em seguida cortam o bolo e dançam uma valsa ou outra coreografia (opcional); Posam à frente da Mesa do Bolo, para uma sessão de fotos com os pais, avós, irmãos e padrinhos; Nesse momento, se não quiserem cumprimentar os convidados de mesa em mesa, podem fazer um agradecimento de maneira informal ao microfone;

Os noivos abrem a pista de dança, (acompanhados dos padrinhos ou não) para de fato iniciar a festa; Após, ficam à vontade para cumprimentar seus convidados como desejarem, tirar fotos com outras pessoas e também aproveitarem de sua própria festa; Quando o jantar for servido (em horário previamente combinado) os noivos são os primeiros a se servirem – sendo fotografados e filmados e a seguir é liberado aos convidados. Isso é chamado de abrir o jantar. Finalizando, tem ainda 2 acontecimentos festivos: a noiva joga o buquê às interessadas e o noivo acompanhado por um amigo, corta a gravata arrecadando dinheiro dos convidados.


Fotos: Silvia Tonon

Fotolivros

Além de viver intensamente o casamento dos seus sonhos, você pode contratar um fotógrafo qualificado para acompanhar todas as etapas importantes que antecipam a data, bem como o grande dia e após, monte seu fotolivro.

O fotolivro é uma forma moderna de registrar os melhores momentos da cerimônia e da festa, onde você poderá ainda criar textos sobre momentos emocionantes, divertidos e até mesmo curiosos do evento.

Checklist da Noiva

Um cronograma com os principais ítens de um casamento Um ano antes 55 Reserva da Igreja 55 Encaminhamento dos documentos 55 Cerimonial 55 Decoração 55 Taxas: Ecad, Celg, Sema, etc. 55 Locação de mesas, cadeiras, toalhas, guardanapos e enfeites 55 Coral / Sonorização 55 Lua de mel

55 55 55 55 55 55

Seis meses antes 55 Curso de noivos 55 Gráfica, convites, cardápios, subscrição, envelopamento e entrega 55 Vestido da noiva, acessórios e sapatos (quando for 1ª localção o prazo deve ser maior) 55 Buquês da noiva, damas, de jogar e lapelas 55 Fotografia 55 Filmagem 55 Convidar padrinhos, madrinhas, dama(s), pagem(ns) 55 Reserva salão de festas 55 Escolha do menu 55 Quantidade de aparadores de buffet 55 Iluminação decorativa, taxas e salão de festa 55 Mesa de bolo, noivinhos, mesa de saída e tacinhas

55 55 55 55

Três meses antes 55 Cartório, forma escolhida, horário e testemunhas 55 Salão da noiva ou maquiador particular

% 20 10X

55 55

Transporte da noiva Traje do noivo Transporte do noivo Traje dos pais Traje das damas e pajens Cenografia: forração, painel, tablado, house mix Sonorização, pista de dança, escolha dos ritmos e TV’s LCD Relações impressas com os nomes dos convidados em ordem alfabética Decoração e recepção Ambientes e lounges Open bar e entretenimentos Acomodação, hotéis e transporte para convidados

Um mes antes 55 Alianças e polimento 55 Painel de cumprimentos na igreja 55 Iluminação decorativa da igreja 55 Tendas 55 Escolha das músicas 55 Seguranças Patrimonial 55 Camareira Banheiros 55 Manobristas 55 Bebidas de dose: whisky, vinho, champagne e licor 55 Professor de dança e coreógrafo 55 Bem-casados 55 Chá de panela, chá bar e chá de lingerie 55 Lista de noivos Uma semana antes 55 Ensaios gerais 55 Confirmar todos os itens citados

desconto à vista

ou

sem juros

EXCLUSIVIDADE E SOFISTICAÇÃO

Shopping Bento Gonçalves . Loja 03 . 54 3452.2693 L’América Shopping Center . Loja 203 . 54 3052.0399 17


Curiosidades sobre o casamento Lua de mel: a palavra lua de mel tem sua origem nos casamentos por captura. Era assim: um homem apaixonava-se por uma mulher, capturava a amada (muitas vezes contra a sua vontade) e a escondia por um mês (de uma lua cheia até a outra) em algum lugar afastado. Durante esse período, eles bebiam uma mistura afrodisíaca, adocicada com muito mel, até que ela se rendesse à sua sorte. Daí o nome “lua de mel”.

Casamento: você sabia que a cerimônia de casamento nasceu na Roma antiga? Todo esse ritual da noiva se vestir especialmente para a cerimônia, veio de lá e virou uma tradição. Foi em Roma ainda que aconteceram as primeiras uniões de direito e a liberdade da mulher casar por sua livre vontade.

18

Buquês e seus significados: os primeiros buquês de noivas incluiam não apenas flores, mas também ervas e temperos. Os mais populares, geralmente com cheiro mais forte, como os alhos, eram usados para espantar os maus espíritos. As flores tinham, cada uma, seu significado: hera representava fidelidade; lírio a pureza; rosas vermelhas o amor; violetas a modéstia; não-te-esqueças-de-mim era o símbolo de amor verdadeiro; flores de laranja davam fertilidade e alegria ao casal.

Padrinhos Guarda-costas: a tradição da escolha de um padrinho é na realidade, um costume que remonta à antiguidade quando se escolhia um bom amigo, na maioria das vezes um guerreiro tribal, para ajudar a proteger a noiva de possíveis raptores, conhecidos por rondarem o local da cerimônia. Chá de cozinha: era uma vez um pobre moleiro holandês que ficou apaixonado por uma rica donzela. O pai da virgem desaprovou o casamento e recusou-se a financiar a união dos dois. Os amigos do moleiro, numa atitude de carinho e amizade, juntaram-se e ofereceram a eles alguns dos itens que ajudariam a mobiliar a casa. Assim, há muitos séculos atrás, nasceu o chá de cozinha. Posição da noiva e noivo: a razão da noiva ficar sempre do lado esquerdo do seu noivo tem sua origem entre os anglo-saxões. O noivo temendo um ataque dos dragões e outras ameaças deixava sempre o braço direito livre para sacar a sua espada. Aliança: a aliança de casamento vem da tradição cristã, desde o século XI, e que era colocada no 3º dedo da mão esquerda, pois acreditavam que nesse dedo havia uma veia que ia direto para o coração. Aliás, ainda hoje, esse costume é praticado nos casamentos islâmicos.

Vestido de noiva: você sabia que o vestido branco para o casamento, que foi adotada em todo mundo, veio da Inglaterra, através da rainha Vitória em sua união com o primo, príncipe Albert? Sabia que foi a rainha quem o pediu em casamento? Pois, é! Naquela época não era permitido fazer um pedido desses a uma rainha, então, a rainha não teve alternativa, a não ser ela mesma pedir o príncipe em casamento. Chuva de arroz: na China Antiga, a mais de 2000 anos antes de Cristo, o arroz já era tido como símbolo de fartura. O hábito de atirar alguns grãos de arroz sobre os noivos, após a cerimônia nupcial, data da Antiguidade. A tradição teve origem na China, onde um Mandarim poderoso quis dar prova de vida farta, e fez com que o casamento de sua filha se realizasse sob uma “chuva” de arroz. Véu de noiva: o uso do véu da noiva era um costume da antiga Grécia e que foi criado para proteger a noiva de mau olhado e também dos seus possíveis admiradores Por que as pessoas se casavam: Para esposar um dote (meio honroso de enriquecer) e para ter filhos legítimos que recolheriam a sucessão e perpetuariam o “corpo cívico”, os cidadãos.


Enfim sós:

Dicas para lua de mel

Tahiti: lua de mel dos sonhos Localizado na Polinésia Francesa, em pleno Oceano Pacífico, o Tahiti é apenas uma ilha, mas poderia ser considerado um paraíso. O mar com águas em tons de azul-turquesa e a paisagem encantadora garantem ótimas fotos e o cenário romântico ideal para viagens a dois. Os arredores também são de tirar o fôlego. Bem próximo ao Tahiti, está a bela Bora Bora, uma ilha paradisíaca apelidada com um insinuante nome ‘’Pérola da Polinésia’’. O destino é cercado por lagos de águas cristalinas que convidam o turista para um banho de mar a todo instante. Vale a pena, também, ficar pelo menos um dia hospedado num dos bangalôs sobre o mar, experiência única na vida.

Sensações de liberdade em Noronha Sentir-se livre para fazer o que quiser é o lema de Fernando de Noronha, uma belíssima ilha escondida no litoral norte do Brasil. O local realmente possui uma paisagem extraordinária, ganhando destaque a Ilha Dois Irmãos, a Baía dos Porcos, a Baía do Sancho, a Praia do Atalaia e a Ilha do Frade. As hospedagens têm um charme rústico e são muito aconchegantes. Todo este conforto somado com a bela vista do local resulta em uma viagem perfeita.

O fascinio de Bariloche Bariloche, localizada na famosa Patagônia Argentina, na base da cordilheira dos Andes e a poucos quilômetros da fronteira com o Chile, este recanto é cercado de montanhas e lagos e oferece uma paisagem de tirar o fôlego ao longo de todo o ano. No inverno, Bariloche fica ainda mais bonita, charmosa e acolhedora e o melhor, com programação para todo o dia. Pela manhã você pode esquiar na neve, fazer passeios pelas montanhas e excursões pelos fantásticos lagos da região. À noite, relaxar e apreciar excelentes vinhos, acompanhando fondues deliciosos, confortavelmente instalado em frente a uma lareira.

especialista em visão Rua Marechal Deodoro, 139 - Sala 11 - 54 3452.5933 Rua Saldanha Marinho, 10- Sala 104 - 54 3452.2149 Rua José Mário Mônaco, 393 - Loja 02 - 54 3452.5796 19


O espaço ideal para sua festa Desde a inauguração, há pouco mais de 6 meses, a Allegria Festas tornou-se um espaço de referência na região em qualidade e serviços. Contando com dois ambientes distintos, totalizando 500m2 de área, o local é equipado para realizar vários tipos de eventos, como festa de casamento, formatura, debutante, aniversários, festas infantis, cerimoniais e eventos corporativos, com conforto e segurança. Já no loundge de entrada percebe-se a diferença do local, que possui capacidade para 200 pessoas sentadas no primeiro ambiente, e um segundo ambiente de 250m2, com flexibilidade para uma pista de dança de até 64m2 ou espaço lúdico, o Allegria Kids, onde as crianças se divertem com brinquedos inéditos na região. Além versatilidade, o que proporciona liberdade para a decoração, toda esta estrutura está aliada as facilidades de estacionamento amplo com segurança, localização central da cidade e toda estrutura num mesmo nível, sem escadas ou obstáculos, facilitando e dando segurança às crianças e pais. O local oferece o conforto de um ambiente climatizado, está equipado com telão, LCD 42 polegadas com sistema de recepção por satélite, mesa

20

de som com espera para DJ, copa, cozinha com churrasqueira e estrutura de banheiros completa, apresentando fraldário, 4 banheiros exclusivos para adultos, 4 banheiros exclusivos para crianças e um para clientes portadores de necessidades especiais (PNE), o que facilita a organização de qualquer evento. A Allegria Festas conta com um dedicado staff de apoio a eventos, formado por profissionais experientes na dinâmica dos eventos e com uma gama de parcerias da região e da capital, onde pontualidade, precisão e eficácia têm importância fundamental para o sucesso do seu evento. “cada evento é planejado de forma única para fazer de sua comemoração um momento inesquecível” finaliza Greyce, gerente do espaço. Quando o assunto for casamentos, o local apresenta uma estrutura compatível para a realização de uma celebração de vários tipos. Seja religioso ou civil, o importante é transformar o ambiente no tamanho de suas necessidades, assim, seu custo, especialmente com decoração, será menor. Depois da cerimônia, receba os convidados em um local aconchegante, enumere apenas as pessoas de seu convívio diário e família, comemore com um almoço ou jantar

logo em seguida, tire fotos e curta o momento. Alternativas modernas para casamento: Cumprimentos na Igreja : no convite informe que os noivos receberão os cumprimentos na Igreja. Após a cerimônia, os convidados cumprimentam os noivos e pode ser entregue alguma lembrancinha delicada. Adesão: almoço / jantar por adesão, onde o convidado arca com seu custo em um local pré-definido pelos noivos. Este deve ser informado no convite ou pessoalmente a cada convidado. Brinde: Em um salão de festas receba seus convidados, após o religioso ou para a realização do civil. Faça uma mesa linda com um bolo verdadeiro, corte a primeira fatia, sirva uma espumante, brinde com seus convidados e, se for à noite, poderá dançar a valsa e deixar rolar. Seja atenciosa e ofereça uma lembrancinha na saída. Av. 10 de novembro, 190 | Pavilhão 2 Bairro Cidade Alta | Bento Gonçalves Fones: 54 7811.1010 - 54 7811.3030 95700-000 www.allegriafestas.com.br


Foto: Silvia Tonon

Dia da Noiva Depois de tanta correria e muito trabalho com todos os preparativos da festa de casamento você precisa de um momento para dar aquela arrumada no visual, além disso, você deve estar totalmente relaxada pronta para curtir o grande dia de seu casamento. Então você precisa de um dia de noiva, normalmente feito no dia da cerimônia, onde você passará as suas últimas horas de solteira se preparando para o grande momento. Veja algumas dicas, com o acompanhamento do Iva Espaço da Beleza. Seis meses antes: entrevista com a noiva, na qual sentimos qual a sua expectativa, se quer fios soltos, presos, semi presos, com cachos ou lisos, com véu ou sem, chegando assim a proposta para o cabelo e maquiagem.

Dois meses antes: Tratamentos para o corpo, pele e acompanhamento fitness. .Mudança de cor e corte, quando necessário e tratamento para os fios. Um mês antes: Teste de cabelo e maquiagem. Tempo suficiente para confeccionar adereços, véu ou flores e acompanhar possíveis reações da pele com a maquiagem. Designer de sobrancelha, para correção de eventuais falhas existentes Duas semanas antes: Acabamento nos cabelos de cor e brilho, se necessário pode fazer outra prova de cabelo e maquiagem. Na semana do casamento: Depile-se, faça a pele, sobrancelha, e se desejar bronze a jato. Dia do Casamento: Momento de relaxar e curtir. Massagem relaxante, unhas, lanche, banho, energização, cabelo e maquiagem.

21


Sabores do Casamento Filé ao Molho de Vinho Ingredientes -1 peça de filé mignon

- Sal e pimenta-do-reino a gosto

- Fatias de bacon

- 2 colheres (sopa) de manteiga

- 2 dentes de alho

- 1 colher (chá) de farinha de trigo

- 1 cebola roxa

- ½ tablete de caldo de carne

- 80 ml de vinho tinto seco

- Alecrim para concluir o prato

Modo de Preparo Coloque o filé mignon em uma vasilha e tempere-o com um pouco de azeite e sal. Leve-o

para

Acrescente o caldo de carne dissolvido em um pouco de água ou vinho

churrasqueira

de

e misture bem.

bafo em fogo alto. Coloque sobre sua

Junte os dois líquidos formando

superfície algumas fatias de bacon e

um molho encorpado que pode ser

deixe assando.

passado por uma peneira para evitar

Enquanto isso, em uma panela,

aqueles resíduos indesejáveis. Reser-

comece a fazer o molho: leve o vinho

ve. Retire o mignon do bafo, espalhe

e a cebola ao fogo. Tempere com uma

o restante da manteiga por sua su-

pitada de sal e outra de pimenta-do-

perfície e corte-o em fatias generosas.

-reino e deixe ferver até que o vinho se reduza à metade. Enquanto isso, doure a farinha numa outra panela com metade da

Harmonização Special Blend Tinto Seco Safra: 2005 Colheita: 1ª semana de Abril Variedades: Merlot, Marselan e Ancelotta Origem: Vale dos Vinhedos - Bento Gonçalves/RS – Brasil Notas de Degustação: Rubi tendendo ao violáceo, mostrando o seu grande potencial de guarda. Com um olfativo rico e extremamente fino, Special Blend demonstra sua grandeza através das notas de tabaco e trufas, provindas da madeira e o maravilhoso frutado de alta maturação que compõe sua base aromática. Na boca apesar de grande estrutura, muito equilíbrio e delicadeza Temperatura ideal de Consumo: 16 - 18 ºC

22

manteiga.

Cubra com o molho de vinho e enfeite com batatinhas sauté. Sirva acompanhado de arroz branco e uma salada verde. Sofisticado e delicioso!


Festas de casamento e aniversários são especialidade do Buffet Dalla Costa O Buffet Dalla Costa é uma em-

mantes, vinhos e outros produtos)

presa especializada em serviços de

com os pratos têm destaque especial

buffet para festas e eventos corpora-

e merece muitos cuidados. E não há

tivos. Atuando no mercado de Bento

festa que termine sem adoçar o pala-

Gonçalves e região desde 1996, seus

dar dos convidados. Aí entra em cena

diferenciais vão muito além da qua-

a sobremesa empratada e a mesa de

lidade do serviço. Passam pela cria-

doces, pontos altos da celebração que

tividade, atendimento personalizado

reúnem beleza, delicadeza e gulosei-

por profissionais qualificados e muito

mas em grande estilo.

cuidado com os detalhes. Detalhes

O Buffet Dalla Costa, além de

estes que garantem o sucesso da festa.

realizar eventos no local escolhido

Cardápios exclusivos são elabora-

pelo cliente, oferece também espaços

dos e levam em conta não somente o

para a realização dos eventos, junto

gosto pessoal, mas também o investi-

ao Restaurante Dalla Costa, com ca-

mento que o cliente quer fazer.

pacidade para até 250 pessoas e na

Segundo o diretor do Buffet Dalla

Cave de Pedra, um autêntico castelo

Costa, Artur Zorzi, responsável pelo

que inspira os mais lindos sonhos, lo-

atendimento aos clientes, a tendên-

calizado no Vale dos Vinhedos, com

cia é servir os cardápios nos eventos

capacidade para 300 pessoas.

diretamente nas mesas, evitando

filas, diminuindo a quantidade de

Para saber mais sobre o Buffet

pratos e focando a qualidade e não a

Dalla Costa acesse o site www.

quantidade.

buffetdallacosta.com.br.

Harmonizar as bebidas (espu-

Contatos

pelo telefone (54) 3055-3120.

23


anos

24

Jornal Design Serra | Ed. III  

Jornal Design Serra

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you