Page 1

Distribuição Gratuita

Edição do Anunciante

VIDA

Harmonia do corpo, mente e espírito em evidência CASA

O que os italianos vão ditar para o mundo ESTILO

Preview da moda Outono-Inverno Dicas de culinária pelo roteiro do sabor Ano I - Edição II

R$ 4,90


EDITORIAL S eguindo a proposta de um exemplar digno de sofisticação, qualidade de informação e design, nesta e diç ão d o J o r nal D e sign | S er r a , a pre s ent am-s e curiosidades relacionadas ao bem estar com corpo mente e espírito. Os profissionais da área da arquitetura e design revelam lançamentos no segmento Casa, enaltecendo o encarte especial AE ARV, Associação de Engenheiros e Arquitetos da Região dos Vinhedos, com a função de informar em grande estilo seus associados. Também nesta edição contamos com preview outonoinverno nas passarelas mundo a fora e tendências nas vitrines das melhores marcas da Serra. Um roteiro do Sabor foi criado com intuito de informar aos nossos leitores receitas para diversas ocasiões, contendo sugestões de espaços para degustar menus que vão do simples ao sofisticado. Bem, neste momento basta desejar um ótimo apetite para todos vocês, leitores de bom gosto! Silvia Aibel Silvana Aibel

CAPA

EXPEDIENTE

Os modelos Claudia Alberici Pinto e Carlos Andres Baldassari Rosano vestem os modernos looks da M. Officer Garibaldi e a pequena Giulia Perusso Bettim veste lindos lançamentos da Lilica Ripilica Bento Gonçalves. O make e produção dos modelos foram da estilista Camile Perin. A sofisticada loja MiCasa Móveis e Complementos foi o cenário e, na ocasião, os clicks foram do fotógrafo Anderson Pagani.

Realização: S&S Editora Ltda Coordenação: Silvana Aibel | Silvia Aibel Diagramação: SimpleComm | www.simplecomm.com.br Assessor Jurídico: Ranulfo Cardoso Fernandes Junior OAB/GO 19915 Tiragem Mensal: 10 mil exemplares Impressão: Gráfica Coan Abrangência: Serra Gaúcha Circulação Dirigida: Segmentos Vida | Casa | Estilo Contato: 54 2621.3134 | contato@jornaldesign.com.br


TERAPIA FLORAL As essências florais são extratos líquidos naturais e altamente diluídos de flores, plantas e arbustos, que se destinam ao equilíbrio dos problemas emocionais, operando em níveis vibratórios sutis e harmonizando a pessoa no meio em vive. O objetivo da terapia floral é o equilíbrio das emoções do paciente buscando a consciência plena do seu mundo interior e exterior. Problemas de saúde freqüentemente têm suas origens nas emoções; sentimentos que foram persistentemente reprimidos irão emergir, primeiro, como conflitos mentais e,

depois, como doença física. Flor, em grego, significa o melhor de. Uma planta floresce quando ela está vivendo o seu melhor momento de vitalidade e energia, ou seja, quando vive o momento mais puro e divino de sua existência. E a flor (a parte sexual da planta) fica em contato com o céu (o divino) e polariza o equilíbrio emocional com o homem (parte sexual ligada a Terra - o físico). As flores sempre acompanharam o homem em todas as fases de sua vida: desde o seu nascimento, datas especiais como o aniversário, batizado, ca-

samento, comemorações, jantares, etc e até o momento de sua última despedida nesta vida. Com os florais poderemos tratar de estresse, depressão, pânico, desespero, sentimentos de culpa, cansaço físico ou mental, solidão, tristeza, indecisão, sensibilidade excessiva, ciúmes, ódio, mágoas, todos os tipos de medos, ansiedades e preocupações etc. Também podemos administrar os florais para animais e plantas, com resultados animadores e, muitas vezes, surpreendentes.

Você pode conferir as diversas essências de florais na farmácia Boa Saúde, em Bento Gonçalves.

farmácia

BOA SAÚDE Tele-Entrega: 3453.8020 Rua 13 de maio, 991 Bairro São Bento Em frente ao Posto Ipiranga Email: f.boasaude@gmail.com


O bebê vai nascer...

E agora? A chegada de um bebê na família é sempre motivo para muita alegria. Mas, momento também de se pensar em planejamento e organização. A ansiedade se multiplica na reta final da gravidez. Principalmente quando é o primeiro filho e não se tem ideia de como as coisas vão rolar no hospital. À medida que vivemos a nova rotina dos primeiros dias com o bebê, podemos constatar que algumas adaptações são necessárias. Papel importante neste planejamento aos pais de primeira via-

gem, são os cursos e treinamentos para o preparo da maternidade e paternidade, sendo fundamental para atender as necessidades básicas que envolvem a chegada do recém-nascido. Entre as inúmeras dúvidas que surgem aos casais durante a gestação e após o nascimento do bebê, pode-se citar como sendo as principais: os tipos de parto, rotinas hospitalares e a chegada do bebê, cuidados com a mulher no pós-parto, os primeiros dias em casa com o bebê, banho, troca de fraldas, amamentação, entre ou-

tros. Para que os futuros pais sintam-se seguros, é muito importante estabelecer uma relação de confiança com seu médico obstetra, pediatra, bem como, contar com uma assistência prática e apoio técnico, antes e após o nascimento do bebê. Porém, é fundamental que todas essas dúvidas sejam esclarecidas e orientadas por profissionais da área da saúde, para que realmente adotem um comportamento seguro em relação ao seu bebê.

Em Bento Gonçalves / RS, está à disposição dos futuros pais que desejam um preparo específico e dinâmico, os serviços oferecidos pela Mamma Bella Assistencial. Administrada pela enfermeira Daniela Donini desde outubro de 2006, os cursos oferecem metodologia e abordagem inovadora para as orientações teóricas e práticas que contemplam as necessidades individuais de cada casal ou gestante.


Spazio di Mobilli,

o projeto do seu jeito.

Você nunca aproveitou tanto a sua casa. Com mais de 400 lojas no Brasil, a New está sempre pensando em soluções para deixar sua casa f uncional, linda e confor tável. Por isso, cria projetos inteligentes que aproveitam ao máximo cada ambiente. Tudo para você aproveitar, vivendo bons momentos com sua família e amigos. O mercado e os consumidores mudam o tempo todo, e a New sabe a importância de acompanhar essas mudanças para aten-

der as necessidades dos clientes e ter resultados ainda melhores. Para nós, aproveitar a casa é criar projetos que valorizem ao má x imo cada espaço. Para o cliente, aproveitar a casa é ter espaço para viver bons momentos, e transformar o lar num lugar especial para viver bem e com conforto. Os confinados do BBB 11 usufruem da funcionalidade, design e beleza dos móves New.

Cozinha do BBB 11

Spazio di Mobilli Autorizada New Móveis Rua Dr. Casagrande, 352 Cidade Alta Bento Gonçalves / RS Fone (54) 3452.8581

5

Horário de atendimento: Segunda a Sexta: 8:45h às 12h 13:45h às 18:45h Sábados: 8:45h às 12h


Giro do Design Prima Design

Luz

a seu favor Na cozinha, um bom projeto de iluminação garante charme, funcionalidade e economia para sua casa. Para conseguir um ambiente confortável sem se esquecer da praticidade, é importante adequar os diferentes tipos de iluminação às necessidades do seu lar. Para a iluminação geral, use luz difusa e em abundância como exemplo as lâmpadas fluorescentes, porem utilize sempre com ótima reprodução de cores (da mais vida para o seu ambiente). Nas zonas de trabalho, como o fogão e a pia, você precisa de uma ambiente extremamente claro. Por isso, utilize uma iluminação direcionada, potente

e que não crie sombras. Focos direcionáveis inseridos no teto são indicados para melhorar a visibilidade na dispensa e em áreas de arrumação. Para conferir charme ao seu ambiente, instale luzes indiretas nas prateleiras, vitrines ou sobre armários. Para criar um efeito intimista, uma boa dica é usar focos de luzes em tetos falsos ou abaixo dos moveis, criando rasgos de luz no piso. Para iluminar os moveis sem mexer na instalação elétrica opte por LEDS que funcionam com baterias e que são coladas por baixo ou dentro dos armários com um autocolante especial.

Elo é o nome da nova cadeira criada pela Prima Design, para atender o mercado corporativo, ainda que possa também ser usada em residências. O grande apelo da cadeira Elo vai além do desenho. Numa iniciativa sustentável que busca minimizar os impactos ambientais dos resíduos sólidos domiciliares, a Prima Design, empresa bento-gonçalvense, reinventou o processo produtivo e desenvolveu junto com seu fornecedor de matériasprimas a tecnologia para injeção de PET reciclado. Cada cadeira Elo utiliza 35 garrafas, e pode colaborar com o consumo de 6.800 m³ de embalagens descartadas por ano (9.450.000 garrafas). Além da possibilidade de ser personalizada, tem inúmeras variações base fixa ou giratória, com ou sem braço, com ou sem prancheta, em formato longarina e pode ser usada tanto interna quanto externamente. Allê Design A coleção Gelatina da Allê Design é um fato amplamente discutido nos últimos 10 anos em relação ao desenvolvimento como matéria-prima. A indústria criativa, setor mais promissor da economia mundial trata de transformar o intangível em produtos e serviços com resultados econômicos significativos. As mesas Gelatina são um exemplo deste raciocínio, batizado recentemente pela crítica do design, Adélia Borges como “reinvenção da matéria”. O processo desenvolvido pela Allê – em registro de patente e inovação – tem como objetivo reduzir em 100% as sobras de Metacrilato na produção, juntamente com a visão criativa da designer Baba Vacaro ao selecionar propriedades de cor e transparência que nos apresentam o efeito próprio da “Gelatina”. A coleção Allê é o resultado prático da harmonia de talentos e o desejo de transformar design em “uso”. Cinex

Giovani Foresti Carlet Especialista em Iluminação giovani@centerluz.com.br

Os diversos lançamentos da Cinex demonstram sua capacidade tanto em inovação quanto em tecnologia. A cozinha acima conta com os seguintes lançamentos: LCD Cucina Touch, Piano Zaffiro, Vidro Cristallo Acidato Botticelli, além da impressão no vidro Stampa Raiz. Em constante expansão, a empresa investe agora no Cinex Atelier, que são espaços diferenciados presentes nas principais capitais brasileiras com a finalidade de exibir seus lançamentos e produtos.


7


Planejando e decorando seus sonhos!

Bento Gonรงalves | fone (54) 3452 8705 | infinittybartzen@hotmail.com


O que os italianos vão ditar para o mundo?

Isaloni, que este ano traz o título: 50 anos jovens, com um toque de ironia, mostrando um jogo de palavras que ecoa a sua natureza e seu espírito jovial e alegre. Estão usando esses 50 anos, também, dado que o número de visitantes aumentou de 12.000 em 1961 para 297.460 em 2010 e que o inicial 328 expositores sobre o que foi, então, 11 mil metros quadrados de espaço de exposição tornaram-se mais de 2.500 expositores em uma área que agora mede 200.000 metros quadrados.

50 anos olhando para o futuro, através de um projeto de unificação, juntamente com a exposição habitual - o Salone Internazionale del Mobile, a International Exhibition acessórios de decoração, a bienal Euroluce / Exposição Internacional de Iluminação e SaloneUfficio / Bienal Internacional Espaço de Exposições e SaloneSatellite , envolve a cidade de Milão, proporcionando uma oportunidade de reflexão sobre design, sobre o mundo da indústria, que tornou tudo isso possível, na criatividade e na cultura. E como se não fosse suficiente, ainda acontece em paralelo outro evento: a Zona Tortona. Uma feira alternativa onde marcas e pessoas se apinham para ver o hype da decoração mundial. E nem quando a noite chega o ritmo diminui, pois a feira conta com restaurantes e instalações para atrair e abrigar os turistas a semana inteira. Espalhados pela cidade de Milão são mais de 300

eventos de Fuore Saloni, mostrando a expressão do design de diversas formas, onde num projeto cultural multi-facetado terá uma duração de vários locais históricos diferentes, com uma vasta gama de eventos culturais. No ISALONI é onde você pode ver, tocar e experimentar tudo o que há de melhor na alta decoração, a partir de peças únicas, em todos os segmentos do mobiliário e com diferentes estilos; do clássico a concepção de moderno. ISALONI evento com letra maiúscula. Assim como seus expositores que formam a nata da decoração e do design europeu. Também como os designers presentes, a verdadeira vanguarda criativa do mobiliário. E maiúsculo até no público, restrito aos jornalistas e grandes lojistas do mundo inteiro. Milão sempre surpreende! No ano do cinqüentenário da feira, este é o 7º ano que visito e estudo o design italiano. Oportunidade que aproveito para me

inspirar, conhecer e antecipar as próximas tendências que iremos trabalhar no Brasil, bem como explorar eventos, lojas e até mesmo indústrias. E o que esperar desta edição? Com certeza 50 anos serão bem comemorados com muitas novidades para o grandioso público. Vamos aguardar!

Designer Marta Manente marta@martamanente.com.br www.martamanente.com.br Fone: 54- 3452 7916


TENDÊNCIAS Hoje em dia basta pararmos em qualquer banca de jornal e veremos estampado em quase todas as revistas de decoração a palavra “tendências” isto gera certa confusão para o consumidor que acaba por tomar certas verdades como absolutas, pois não tem informação e nem conhecimento para diferenciar certas coisas. A palavra “tendência” assim como a palavra “design” vem sendo consumidas de forma indiscriminada. Hoje em dia, todos ditam tendências e todos são designers. As coisas não são bem assim... Mas o que é tendência? Primeiro é algo intangível, uma tendência é um movimento da sociedade em direção a alguma coisa seja esta coisa um bem, uma cor, um comportamento social, um local, etc. este movimento se dá de forma quase que espontânea ou via inconsciente coletivo. Geralmente este movimento é capitaneado por algumas poucas pessoas que, ao contrariarem certos padrões instaurados, abrem uma nova perspectiva de comportamento e conseqüentemente de consumo. Uma tendência, portanto não acontece em um salão como o de Milão, lá apenas se materializa

de várias formas se apresentando àqueles que ali estão como o “novo”. Na realidade, se tomarmos Milão como exemplo, as tendências estão pulverizadas no fuori salone e não dentro do pavilhão de exposições. Geralmente encobertas por um design de vanguarda elas se apresentam ainda de forma tímida e não declarada. Mas como se dão estas mudanças culturais e/ou comportamentais? Dão-se no seio da sociedade, geradas, às vezes, de forma natural e em outras de maneira tutelada visando conduzir principalmente o processo de consumo para áreas de interesse específico. Devido a fatores industriais certos componentes de consumo são manipulados para que os consumidores tomem aquilo como novo e aceite seu uso por ser “moda” ou “tendência”. Isto acontece principalmente na indústria do vestuário onde a rotatividade de estações obriga uma velocidade de lançamentos muito maior que na indústria moveleira. Um exemplo interessante são cores. Uma determinada cor en-

tra e sai de nossa vista sem que apercebamos que este processo é controlado e manipulado visando a otimizar a cadeia produtiva. Por ser um item básico na definição de uma nova coleção e seu desenvolvimento em nível de pigmentos e corantes para diferentes materiais ser complexo, este mesmo desenvolvimento tem de ser antecipado para que toda cadeia seja corretamente abastecida e seja capaz de produzir na cor correta. As cores que consumimos hoje começaram a ser desenvolvidas há pelo menos três anos e, quando nos são apresentadas já são velhas para quem trabalha com elas. Mas no nível do consumidor são a novidade e a “tendência” pela ótica do uso incorreto da palavra. Na realidade, as tendências que definiram estas cores, foram identificadas anos atrás e, o processo produtivo apenas está refletindo a mesma tempos depois devido a necessidade da cadeia envolvida preparar-se e ter o produto definido e pronto para consumo. A antecipação das alterações comportamentais do consumidor e a definição das tendências de consumo/comportamento é

feito, hoje em dia, por escritórios e empresas especializadas que, através de um acompanhamento mundial, mapeiam estas sutis alterações prevendo e orientando alguns dos segmentos industriais quanto as reais novas tendências. Acompanhar diferentes segmentos e diferentes culturas é obrigatório para quem se propõe a entender e se utilizar deste conhecimento na orientação e definição de produtos. Apesar de não ser especialmente difícil, a leitura destas alterações comportamentais exige um volume de informações grande e, muitas vezes, de áreas completamente diversas à de atuação final. Moda, música, cinema, eventos mundiais, tecnologias, fatos, pessoas, o clima, a televisão tudo isto influencia nosso comportamento e pode gerar uma nova tendência real que, no médio prazo, se refletir-se-á em nossos gostos e anseios de consumo. Estar atento a isto é realmente ser capaz de entender e antecipar o que irá acontecer podendo assim preparar ações e/ou produtos que melhor se adaptem a estes novos tempos.

Emerson Borges Designer borges@b2d.com.br www.b2d.com.br


revestimentos x móveis As cozinhas estão adquirindo novas características, de acordo com a integração contemporânea. O perfil de seus usuários é a premissa a oferecer um projeto confortável com leveza e integração dos espaços. Existem muitos estilos de cozinha. É preciso um bom projeto para não ter erro, sendo fundamental estar aberto para sugestões e conhecer as tendências que predominam no mercado. A harmonia entre os revestimentos e os móveis é primordial. Após optar pelos móveis, é a

hora dos revestimentos do chão e das paredes. Os laminados apresentam facilidade em manchar e textura escorregadia não sendo indicados para este uso. Devemos estar atento para a paginação do azulejo, a colocação atrás da pia e do fogão protege a parede de respingos de água e óleo. Os formatos variam das pastilhas de 2x2cm aos formatos cerâmicos de 44x88cm. Enquanto no piso, o uso de formatos maiores está em alta tanto quanto os porcelanatos amadeirados

com efeito encerado ou com aspecto rústico (característica das madeiras de demolição). Outro lançamento do mercado bastante usado em reformas são os porcelanatos extra finos com espessuras de até 3,5mm , que podem ser assentados sobre o revestimento já existente, tendo uma obra mais limpa. Assim, a sua cozinha ficará um cenário perfeito para reunir a família e os amigos. O ambiente fica mais animado, o vinho ganha um sabor diferente e o cafezinho fica especial!

Indianara Dagostini Merlo Arquiteta CREA-RS 13 8965 arq.indianara@hotmail.com (54) 9981.3831

11


CADERNO AEARV

Nossa Obra ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS E ARQUITETOS DA REGIÃO DOS VINHEDOS Ano 25 – Edição 13

Palavra do Presidente

Eng. Gabriel B. Schuvartz gabriel@adubare.com.br

Caros colegas, a AEARV inicia o ano lançando o “NOSSA OBRA” como encarte do Jornal Design Serra de distribuição mensal. Nele os associados terão a oportunidade de publicarem artigos técnicos, verificarem a agenda de eventos, entre outros. Esta será uma das ferramentas de comunicação da entidade, que também contará com a reformulação do site www. aearv.com.br. Estas ações fazem parte da estratégia de aumento da visibilidade da AEARV e seus associados junto a comunidade, ressaltando a importância dos

arquitetos e engenheiros para o desenvolvimento da nossa região. Estamos trabalhando o calendário de eventos da AEARV para este ano, a fim de qualificar nossos encontros e atingirmos um maior aproveitamento deles. Já estão confirmadas a participação da AEARV na “CASA BRASIL”, a publicação da terceira edição do “BOOK DOS ARQUITETOS”, e a edição do “LIVRO DOS ENGENHEIROS”. É sempre importante as sugestões de temas e assuntos para que possamos buscar eventos que venham ao encontro das

necessidades de nosso dia-a-dia, procurando sempre a atualização profissional, a troca de conhecimentos e a integração dos associados. As reuniões estão empolgantes e com grande participação da diretoria que se mostra empenhada em desenvolver um grande trabalho, neste ano. A AEARV continuará forte e unida, com arquitetos e engenheiros trabalhando juntos pela realização de grandes projetos e parcerias.

Com a palavra A DIRETORIA Estamos vivenciando, em nosso país, uma fase de desenvolvimento econômico extraordinário. Neste cenário assume a nova Diretoria da AEARV com um desafio: integrar, cada vez mais, os Arquitetos e Engenheiros da região, a este crescimento. Já é consenso que nenhuma nação sustenta um crescimento sem uma base de profissionais técnicos forte. Mas por que isso? Qual é o papel do profissional no desenvolvimento da sociedade? O profissional é uma pessoa que estuda, primeiramente de uma maneira formal, em uma faculdade, e depois aplica esse conhecimento no dia-a-dia. O estudo nada mais é do que a revisão do acúmulo de conhecimento que a sociedade já gerou e a capacitação para gerar novos aprendizados e colocá-los

em prática, a serviço da própria sociedade. Muitas vezes o profissional só é lembrado quando acontece alguma desgraça ou surge algum problema: cai uma edificação, um espaço é mal dimensionado, uma máquina não funciona, etc... Mas na verdade, devemos estar sempre cientes de que o papel do Arquiteto ou Engenheiro deve vir muito antes disso. Eles são os responsáveis por projetar e executar a construção das coisas, sejam elas casas, edifícios ou máquinas, de forma a garantir o adequado desempenho das mesmas da forma mais econômica e com os materiais mais indicados para cada uma das situações requeridas. Algumas vezes não nos damos conta do que está por trás do

trabalho de um profissional da área de Arquitetura e Engenharia. Depois que está pronto, “todo mundo faz”. É fácil, mas não nos damos conta do trabalho de pesquisa, análise, estudo e acúmulo de conhecimento que foi necessário para executar. Mesmo que a coisa pareça simples, o profissional deverá se valer de estudos para ter certeza de que aquele “simples” é a melhor solução, que se adequa para aquela situação e aquele momento. Sendo assim, fica a mensagem: • Somos responsáveis pela qualidade do serviço e soluções de que propomos e pela imagem que a sociedade tem do nosso papel. • Confiem e valorizem o profissional da área de Arquitetura e Engenharia, porque são eles que

tem a responsabilidade de buscar as melhores soluções, da forma mais barata e com a devida garantia do seu correto desempenho. Não façam alterações sem a orientação de um profissional. É para o seu bem e sua segurança.

PRESIDENTE: Eng. Civil Gabriel B. Schuvartz

2ª TESOUREIRA: Arq. Margit Arnold Fensterseifer

VICE-PRESIDENTE: Eng. Civil Marcelo Ticiani

1ª SUPLENTE: Arq. Urb. Iomara Troian

EVENTOS Arq. Urb. Luciano Cavallet Eng. Oper Gil C. Palazzo da Rosa

LIVRO DOS ENGENHEIROS Eng. Civil Marcelo Ticiani Eng. Civil Marco Antônio Pereira Eng. Civil Simão Carraro

1ª SECRETÁRIA: Arq. Urb. Giovana Poletto

2ª SUPLENTE: Eng. Elet. Fernando Luís Da Silva

2ª SECRETÁRIO: Eng. Civil Marco Antônio Pereira

3ª SUPLENTE: Eng. Civil Luis Filipe P. Trevisan

1ª TESOUREIRA: Arq. Urb. Andrea C. Jaconi

4ª SUPLENTE: Eng. Civil Ricardo G. Cobalchini

12

COMISSÃO CASA BRASIL Arq. Urb. Fabiana de Carli Ruaro Arq. Urb. Giovana Poletto Arq. Urb. Juliana Jaconi Carlotto Arq. Urb. Sandra Vivan BOOK DOS ARQUITETOS Arq. Urb. Andréa C. Jaconi Arq. Urb. Juliana Jaconi Carlotto Arq. Urb. Letícia Zanesco

Eng. Luís Filipe Trevisan filipe.eng@terra.com.br

Caderno NOSSA OBRA Eng. Gil C. Palazzo da Rosa Visconde de São Gabriel, 392, Sala 43 - Cidade Alta CEP 95700-000 Bento Gonçalves / RS Fone: (54) 3451.9533 aearv@net.crea-rs.org.br


Nossa Obra

Curso prático de TECNICAS PARA DESENVOLVER UM BOM PROJETO Eng. Gil C. Palazzo da Rosa gil@palazzo.com.br

Pela aplicação de técnicas e práticas do Gerenciamento de Projetos. Parte I – INTRODUÇÃO A partir deste capítulo, estaremos abordando, de forma prática o tema “GERENCIAMENTO DE PROJETOS”. Sem palavras difíceis, e sem milagres impossíveis. Em cada edição deste caderno estaremos trazendo “passo-a-passo” o assunto.A simples compreensão plena do que passaremos a mostrar, já dará conta da dimensão que o verdadeiro Gerenciamento de um projeto, poderá nos dar. Vamos lá, então. USO DE CONCEITOS BÁSICOS Em primeiro lugar é preciso entender o correto significado de algumas palavras não muito bem utilizadas no nosso meio e no dia-a-dia. É necessário se ter consciência de que usamos errado alguns termos, e precisamos, agora, diferenciar para que consigamos entender os conceitos e aplicações. PROJETO – AFINAL O QUE REALMENTE É ISSO? Nós, técnicos da área, assim como todo o mundo leigo, já há muito tempo, usamos a palavra “projeto” como sendo aquele pedaço de papel que contém informações, às vezes muito técnicas para alguns leigos, as vezes bastante claras para que qualquer um entenda. Bem, na verdade, todos nós, técnicos, sabemos que aquilo nada mais é do que a representação gráfica de algo que foi imaginado, e colocado naquele papel, ou naquele formato de apresentação, ou vulgarmente conhecido como “desenho”. Nós estávamos acostumados

a considerar esta idéia, e até bem pouco tempo atrás o “projeto” era só isto mesmo. Pegamos o vício. Ocorre que, sem nos darmos conta, “projeto” é muito mais do que isso. O verdadeiro projeto começa antes de graficarmos. Para ficar claro, graficar é aplicar artes gráficas, ou em linguagem mais leiga, colocar no papel, (agora na era da informática, como quase não se usa o papel, seria o mesmo que colocar na “tela”, ou em um “arquivo reproduzível”). Na realidade, o “projeto”, como um todo, não é só isso. Este “projeto”, quando completo, nos mostrará onde queremos “chegar”: o resultado da nossa projeção. A PRIMEIRA FASE: Então, voltando ao verdadeiro “projeto”, ele começa justamente quando alguém imagina um objetivo a ser atingido, seja ele qual for. Pronto, temos aí a 1.a fase de um verdadeiro projeto: a definição do objeto, que queremos obter (uma casa, um objetivo de vida, um desejo). Sim, neste momento começamos um “projeto”. Para uma empresa, ou uma família, ou mesmo para uma só pessoa, ao objetivarmos nosso “projeto”, estamos exatamente passando pela 1.a fase. Ela pode até mesmo ser um pensamento, sem nenhum outro meio para se ver este objeto, ou pode ser na forma de um texto descrevendo, então, o que queremos alcançar. Vejam que nesta fase não temos nem precisamos nenhum “desenho”, ou representação gráfica de nosso objetivo, mas apenas uma descrição, uma imaginação. Então temos o que projetamos,

apenas na forma descritiva. A SEGUNDA FASE: Para a 2.a fase, precisamos ter o que eu chamo agora de fase intermediária: como chegaremos lá, no nosso objetivo. E aí temos o que seria o verdadeiro “design” (palavra derivada do inglês, que mundo afora significa a arte da criação, no papel, na tela do computador, mas que aqui no nosso país significa apenas a aparência dos objetos pensados, imaginados). Neste momento, o mais interessante é pensar que já temos nosso objetivo criado, e temos a visão do objeto que queremos ter. E aí nos damos conta que agora temos um caminho para percorrer. Nesta fase poderemos ter simplesmente este caminho, ou poderemos ter todos os detalhes para que cheguemos a terceira fase. A TERCEIRA FASE: Simplesmente, é o objeto que está pronto para ser usado e, então, ao usarmos, estaremos completando a 3.a fase: o objetivo alcançado.

CONCLUSÃO: Na prática, estas são as três fases que citamos: a “imaginação”, o “caminho” (o modo como obteremos o que imaginamos), e por fim, o “objeto imaginado” (a obtenção do objeto como imaginamos - o seu uso, o produto final). Normalmente a segunda fase é a maior, aquela que gasta mais tempo, mais dinheiro e é composta por inúmeras etapas. Também é nela que se consegue minimizar custos, e quando bem planejada, obtém-se os melhores resultados. Resumindo, e transpondo para o nosso dia-a-dia, imaginamos algo, este algo para ser obtido passará por diversas etapas, até chegar ao nosso objeto final. Como exemplo, quando este projeto é para a obtenção de algo grande e complexo, como a construção de um prédio, teremos aí, além das 3 fases básicas, dentro de cada uma delas, uma série de etapas que deverão ser cumpridas, para se conseguir terminar este prédio e ocupá-lo.

SIGNIFICADOS QUE NÃO PODEMOS ESQUECER: PROJETO: (em inglês: PROJECT) Todo o plano (planejamento) para a realização de um ato, para a obtenção de um objetivo, desde quando imaginado, até ser obtido. DESIGN: palavra inglesa que significa a “criação” propriamente dita. A imaginação de forma, aparência, materiais, aplicação, utilização final de um objeto. Se usa por aqui sem tradução e sem cerimônia. No inglês pode ter outros significados, conforme a frase. DESENHAR: (em inglês: DRAW) a arte de representar objetos por meio de linhas e sombras. Delineação dos contornos das figuras.

13


Nossa Obra

O guarda corpo e o corrimão

Por Arquiteta Margit Arnold Fensterseifer margit@margit.com.br

Toda escada serve para o deslocamento vertical dos indivíduos nos prédios e residências de mais de um pavimento. O elemento arquitetônico, guarda corpo e corrimão, serve para auxiliar as pessoas a realizarem este movimento, ao mesmo tempo protegendo de quedas. A norma técnica que rege o projeto deste elemento é a NBR 14718, e destaca a importância dos vãos para não deixarem passar crianças, as travessas não devem possibilitar a escalada das mesmas. O guarda corpo precisa ter uma altura de 1,10m e o corrimão a altura de 75cm até 80cm desde a base do degrau . É imprescindível que resista a impactos. Podem ser construídos com diversos materiais, tais como madeira, vidro, alvenaria, ferro, ferro fundido, alumínio, aço inoxidável, aço cromado e todos os demais, que a maravilhosa capacidade de um bom profissional possa utilizar, levando em conta as propriedades estruturais dos materiais. No entanto, cada material requer

projeto adequado e mão de obra especializada para sua execução. A madeira (e hoje também o uso de MDF) é o material mais utilizado ainda hoje, principalmente em residências. Na criação de projetos em madeira há uma grande gama de formas, pois é um material muito versátil. Ecologicamente, o uso de madeiras como Ipê, Jacarandá e outras madeiras nobres está em desuso, e também existem poucos carpinteiros capacitados para desenvolver este trabalho. Já nos prédios acima de dois pavimentos utiliza-se muito a estrutura de ferro, pois a madeira é um material de fácil combustão. O custo do ferro é acessível e possui abundante mão de obra para sua execução. Os projetos com ferros são geralmente mais simples por estarem em escadas enclausuradas ou escadas de serviço. O ferro pintado artisticamente e aliado a elementos de ferro fundido e até mesmo vidros pode criar uma bela composição. O aço inoxidável e o alumínio são os materiais mais modernos utilizados atualmente. O aço inoxidável é montado em peças encaixadas e parafusadas.

O alumínio é um produto reciclável, portanto de uso muito adequado, lembrando que deve ser de um perfil espesso para assegurar resistência da estrutura.

São inúmeras as soluções para projetar o guarda corpo. Um bom projeto com um detalhamento adequado facilita a execução e otimiza custos e processos.

Com eletricidade não se brinca Por Fernando L. C. da Silva Eng. Eletricista/Seg. do Trabalho lavorosicuro@terra.com.br

OS CUIDADOS QUE DEVEMOS TER COM A REDE ELÉTRICA Ao construir ou executar reformas em prédios e outras instalações, próximas da rede de energia elétrica, deve-se ter o cuidado de não encostar andaimes, escadas, barras de ferro ou outros materiais nos fios elétricos. Pode ser mortal. Para evitar acidentes em situações de risco, pode-se consultar a Concessionária de Energia, que na nossa região é a RGE-Rio Grande Energia, para verificar se é possível adotar uma das seguintes medidas: • Efetuar afastamento da rede AFASTAMENTO VERTICAL ENTRE OS CONDUTORES E O PISO DA SACADA, TERRAÇO OU JANELA DAS EDIFICAÇÕES

elétrica em relação à construção; • Desligamento temporário da rede; • Isolamento ou proteção dos cabos com materiais especiais. Esta consulta pode ser feita através do site da empresa ou por telefone 0800 (estas informações podem ser encontradas na conta de energia elétrica). Na figura abaixo temos algumas distâncias que devem ser consideradas quando da elaboração do projeto para a tensão de 15 KV, para 25 KV temos a indicação entre parênteses.


Nossa Obra

AGENDA

- 20/03/2011 a 20/04/2011

Aqui você encontra eventos interessantes que se realizarão no período. 26ª EDIÇÃO DA EUROLUCE Data: 12 a 17 de abril de 2011 Local: Milão (Itália) Informações: www.cosmit.it A 26ª edição da Euroluce acontecerá em Milão, paralelamente ao Salone Internazionale Del Mobile, SaloneUfficio e SaloneSatellite. O salão apresentará uma linha completa em sistemas de iluminação, fontes de luz, iluminação doméstica, de espaços públicos e engenharia de iluminação. A feira – que contou com 308 mil visitantes de 152 países em sua última edição – será dividida em quatro pavilhões com uma área total de 41 mil metros quadrados e contará com 450 expositores

TECNOTÊXTIL BRASIL 2011 Data: 12 a 15 de abril de 2011 Local: ExpoCenter Norte – Cidade: São Paulo-SP Será realizada na capital econômica do país e promete ser um grande sucesso. Estarão presentes as principais marcas da indústria têxtil nacional e internacional, que apresentarão a um dos maiores mercados mundiais suas inovações e tecnologias em máquinas de corte, máquinas de costura, bordadeiras, teares, matéria-prima, estamparia, automação industrial, acabamento, aviamentos, fios e etiquetas. A edição 2011 promete levar, mais uma vez, as melhores empresas do Brasil e do mundo, trazendo tecnologia, inovação e o que há de mais moderno na indústria têxtil. Em paralelo à feira, acontece o Seminário Tecnológico, organizado pela Associação Brasileira de Técnicos Têxteis.

26ª FIEE ELÉTRICA – 2011 Feira Internacional da Indústria Elétrica, Energia e Automação Data: 28/03/11 até 01/04/11 Local: Pavilhão de Exposições do Parque Anhembi Cidade: São Paulo - SP Informações: www.fiee.com.br

por Eng. Gil C. Palazzo da Rosa

CASA COR SANTA CATARINA 2011 Mostra de tendências e produtos de última geração, que acontecerá de 19/03/11 até 01/05/1, na Sede do antigo Jornal O Estado, Rodov. SC401, nº 2.600, em Florianópolis. O evento terá foco na tecnologia, e homenageará os 25 anos da mostra e a imprensa catarinense, com ambientes funcionais e conceituais que primam pelo uso da tecnologia no cotidiano das pessoas, assim como pela sustentabilidade, a acessibilidade e a preservação ecológica. A mostra abrirá o calendário da grife CASA COR na América Latina. A mostra apresentará seis propostas de espaços planejados para inspirar projetos dos profissionais e do público da mostra. Ideias para jardins ocuparão os espaços da Praça de Entrada, o Quintal da Casa e o Jardim que acompanha a varanda do Apartamento do Jornalista, com um espaço amplo de 708,5 metros quadrados, será a maior área descoberta do evento. Os ambientes coletivos ocuparão 17 espaços da mostra. Ainda na proposta de ambientes coletivos, destaque para o Restaurante, a Cozinha Gourmet, o Café e o Bar localizados em pontos estratégicos do evento. O primeiro, com 164,7 metros quadrados dará acesso à Sala de Exposições. O Café e a Cozinha Gourmet, por sua vez, poderão ser visitados pelo público na parte central da edificação, integrando a oferta de ambientes funcionais onde parceiros do evento poderão realizar encontros e momentos de relacionamento com clientes e o público.

EVENTOS NO RIO GRANDE DO SUL Data: 21/03/11 até 25/03/11 - FIMMA - Feira Internacional de Máquinas, Matérias-Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira Local: Pavilhões da Fenavinho –Cidade: Bento Golçalves - RS Bem vindo à maior feira da América Latina para a cadeia produtiva da madeira e móveis. A cada dois anos, toda a cadeia produtiva se reúne para conhecer as novidades e fazer negócios em uma das seis maiores feiras do mundo no segmento, além de expor a vanguarda dos insumos e equipamentos para o meio moveleiro.

PARA O FUTURO Vá se preparando para o mês de agosto, quando ocorrerá a CASA BRASIL - Feira que reúne as maiores marcas do país para lançar tendências em mobiliário, iluminação, decoração. Paralelo ocorrerá o Salão Design. O evento ocorrerá de 02 a 06 de agosto de 2011. A AEARV estará presente com estande próprio. 02 a 13 de junho - EXPOBENTO Feira multi-setorial de Bento Gonçalves, nos Pavilhões da Fenavinho Eventos nos Pavilhões da Festa-da-Uva – Caxias do Sul-RS 01 a 05 de agosto - FEBRAMEC

16 a 19 de agosto - PLASTECH 18 a 21 de outubro – MERCOPAR 24 a 27 de novembro - CONSTRUFAIR Eventos no “Centro de Eventos” da FIERGS – Porto Alegre 11 a 19 de junho - SALÃO DE MOTOS 03 a 06 de agosto - CONSTRUSUL 23 a 25 de agosto - EXPOAGAS 27 a 30 de outubro - EXPOACABAMENTOS 31 de Maio a 19 de Julho - CASACOR - Rio Grande do Sul Local: Antiga fábrica da Fiateci - Av. Voluntários da Pátria, 3085 - Porto Alegre - RS

15


Nossa Obra

HUMOR - Engenheiro no inferno

Conheça a Diretoria 2010/2011 PISO TÁTIL (Bento Gonçalves) O IPURB, órgão da Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves, informa que será obrigatória a instalação de Piso Tátil, nas zonas específicas ZCC e ZC1, identificadas pelo plano diretor do município, nos processos protocolados a partir da data de 01 de março de 2011. No caso de Corredor Gastronômico o Piso Tátil será obrigatório em todos os processos vindouros, inclusive nos que já estão em tramitação.

Um engenheiro morreu e foi aos portões do céu. São Pedro analisou sua ficha e disse: - Ah, mas você está no lugar errado. Aqui não pode ficar! E o engenheiro, então, desceu aos portões do inferno e lá foi admitido. Mal havia chegado, o engenheiro ja estava insatisfeito com o nível de conforto no inferno. Logo começou a fazer projetos e várias obras e benfeitorias tomaram início. Pouco tempo depois, já havia no inferno ar-condicionado, banheiros reformados e escadas rolantes, e o engenheiro era um cara muito popular por lá. Um dia Deus chamou o Diabo ao telefone e disse ironicamente: - E então, como estão as coisas aí em baixo, no inferno? O Diabo respondeu: - Uma maravilha! Tudo muito

bem. Nós agora temos ar condicionado, banheiros reformados e escadas rolantes, e isso sem falar o que este engenheiro está planejando para breve.Do outro lado da linha, surpreso, Deus respondeu: - O que?!! Vocês tem um engenheiro ai? Isso é um engano, ele nunca deveria ter descido para o inferno. Mande-o subir aqui, imediatamente. O Diabo respondeu: - Sem possibilidade. Eu gostei de ter um engenheiro na equipe, e continuarei mantendo-o aqui. Deus, ja mais irritado e, em tom de ameaça: - Mande-o voltar aqui, ou Eu tomarei as medidas legais. O Diabo soltou uma gargalhada, e respondeu: - Tudo bem. E onde você irá conseguir um advogado?

LIVRO DOS ENGENHEIROS BENTOINCORP O atual cenário do Brasil indica uma ótima perspectiva para o mercado da Construção Civil. Podemos dizer, sem dúvidas, que o futuro é promissor para os profissionais que atuam neste setor. Pensando nisso a AEARV está lançando um veículo de consulta rápido para a comunidade Bento Gonçalvense e região. A ideia é centralizar em um único local todos os profissionais do meio técnico, os quais terão oportunidade de divulgar os trabalhos que cada um desenvolve especificamente. Esta consulta se dará através de um livro, o qual

terá o nome de “LIVRO DOS ENGENHEIROS”. Este livro estará circulando na cidade e região, servindo como consulta diante da necessidade do mercado. Estes profissionais poderão ser visualizados e até contratados, tanto pelo cliente final, qunato por empresas que necessitem de algum trabalho específico. Venha fazer parte conosco desta nova ideia. Vamos dar ao mercado a oportunidade de visualizar os trabalhos que cada um de nós desenvolve no meio técnico. A AEARV quer convidar você para integrar o “LIVRO DOS ENGENHEIROS”.

16

Por Marcelo Rodrigo Ticiani. mrt@brturbo.com.br

No segundo semestre a Construtora Bentoincorp, do empreendedor Milton Milan, apostará em uma novidade para Bento Gonçalves. É um conceito diferenciado, solteiros e jovens casais sem filhos são o principal público para esse tipo de empreendimento. Sucesso!

Mensagem aos leitores Prezados leitores: É uma honra para nós, darmos início a este novo espaço da nossa AEARV. Espero que aqui, possamos expor tudo de melhor que cada profissional tenha de si. A partir de hoje, iremos disponibilizar aos leitores e à sociedade, informações importantes para uma melhoria contínua das re-

lações profissional comunidade. Afinal, engenheiros e arquitetos, tem o poder da transformação do “vazio” em algo “concreto”. Que deus esteja presente em cada palavra, de cada texto publicado. Aproveitemos todos. Fraternalmente

Engº Marco Antonio de Sena Pereira marco@poletto.com.br


TENDÊNCIAS

Ricardo Rambo Estilista ricardobrambo@hotmail.com

Nesta coluna, antecipo as principais tendências para a moda feminina, da próxima estação – inverno 2011. O lema, visto nas principais coleções apresentadas no Fashion Rio e SPFW, e que já estão ganhando as araras das lojas, é um INVERNO EM CAMADAS. E, como na moda não há coincidências, é bom anotar o recado, se você quiser estar na moda, nessa próxima estação. Os efeitos de superfície estão com tudo. A moda para o inverno 2011, é luxuosa. Luxo que não está mais, apenas nos detalhes. Tecidos nobres, e a mistura de matérias-primas sofisticadas. Sedas encontram rendas, rendas abraçam lãs, lamês iluminam malhas, pérolas enriquecem tricôs. A transparência se consagra, em detalhes ou peças inteiras, a moda vem leve, com tecidos le-

ves para serem usados com peças mais pesadas, casacos e ou tricôs. A simplicidade será encontrada somente nas formas, minimalistas. No foco das texturas e nos efeitos de superfície: penas e peles fake lembram que a estação é fria. Ostentar é o verbo que volta à moda. APOSTAS PARA O INVERNO 2011 CORES: Os pretos e cinzas continuam em voga e dividem a cena com o off-white, marrons, vinho, camel, tons neutros e tons vivos, como verde esmeralda, azul e laranja. LONGOS: Peça-chave, a saia longa irá reinar. Invista nas mais chics, menos hippies. Para usar a noite e principalmente em produções para a luz do dia, mais cool e despretensiosas. CAMADAS: A sobreposição marca presen-

INVERNO 2011

ça e ajuda a definir a silhueta da estação. O mix de tecidos leves e pesados está com tudo. TEXTURAS: Bordados e miçangas, paetês e metais. Paetês redondos ou retangulares, muitos lembram a textura do veludo. Tricô + transparência + bordado = pesado versus leve. Lã e fios de seda = rústico. Pele fake + bordado = sofisticação. Penas + paetês = luxo. VESTIDOS: Leves e soltos, curtos ou longos em versão lisa ou estampada. O comprimento mídi, logo abaixo dos joelhos, é bem chic. TRICÔ: Vale tudo desde que seja tricô. Pontos grossos, finos, lurex. O cardigã amplo é confortável e sensual na medida. TRANSPARÊNCIA: Em detalhes ou peças inteiras, é um dos principais hits. Na vida real, invista no jogo

de sobreposições ou em um bom forro. SAIA: A saia godê, volta com tudo, lisas ou estampadas. CALÇAS: A pantalona é chic e dá um ar importante ao look no ato. ESTAMPAS: Geométricos, florais, xadrez. O hit da estação é o sprint animal. COURO: Saia, calça, vestidos, jaqueta. Tem que ter. ACESSÓRIOS: Poucos e bons. As botas vêm com o cano acima dos joelhos ou mais baixo, logo acima das canelas, as hikings. O caramelo do couro natural é tendência. Os oxford, sapato masculino é o must-have. Luvas de couro, cintos finos e chapéus complementam o visual de inverno.

17


Dicas de tratamentos pós-verão O sol e o mar, juntamente com o vento, deixam nossos cabelos mais sensibilizados , incluindo a isso a pele (couro cabeludo) que, normalmente, não está protegido e sofre com a temperatura da água no inverno, mudanças hormonais, emocionais e pela má qualidade e aplicação de produtos. No Iva Espaço da Beleza você encontra tratamentos totalmente personalizados, que proporciona benefícios diferentes em uma única aplicação. Além de personalizar tratamentos, oferece Cellophanes, a cor e o brilho mais puro, tratamento que deposita pigmentos com extratos botânicos que enriquecem e iluminam os cabelos, proporcionando um brilho extraordinário, totalmente sem amônia e com uma durabilidade de 4 a 6 semanas.

Tendência de cor para os cabelos “Ninguém mais quer uma coloração excessivamente homogênea, as clientes estão exigentes e desejam ir mais além de simplesmente colorir. É necessário criar profundidade, luz, sombra e movimento, com resultados individualizados, pois cada cliente traz uma personalidade diferente”, diz Iva Vivan. Novidade Neste ano de 2011 o Iva Espaço da Beleza reservou muitas novidades para seus clientes, além de novos produtos e serviços, o Salão estará de casa nova, um novo espaço que oferecerá ainda mais novidades, muito conforto e bem estar, além é claro, da constante qualidade que vem oferecendo dentro dos 25 anos no mercado.


Preview Outono - Inverno

Com que roupa eu vou?

As Passarelas seguem a silhueta longelínea. Saias longas e vestidos saem do armário com um ar mais militar. Os contrastes também entram em voga, a renda com o couro, a transparência com tecidos mais pesados e a brincadeira com mais de uma textura no mesmo look.

Sou questionada por muitas pessoas em suas dúvidas quando ao que vestir em eventos sociais. Vale dizer que é importante você estar atento ao traje mencionado no convite e procure vestir-se de acordo com este. Existem eventos em que a etiqueta manda que sejam extremamente formais, mas, às vezes, os organizadores ou

anfitriões fazem questão de menos formalidades não mencionando no convite o tipo de traje que os convidados devem se apresentar, nesse caso é importante perguntar para evitar estar em desacordo com a maioria dos convidados, até por que as duas variantes são inconvenientes, tanto o mais e o menos ficam grosseiros e se destacam.

Dicas para traje esporte:

Textura

É o mais simples e informal, porém não deve ser confundido com roupa de esporte, ou seja, não use tênis, abrigos esportivos, moletom ou bermuda. Homens: Calças em sarja ou brim, acompanhadas de camisas de pólo ou de botões ou com listras e manga curta, cinto em couro discreto, porém mais esporte, com fivela média, os calçados devem ser casuais.

Pêlo As jaquetinhas curtas e os cardigans vão dar o que falar, pois eles vêm de uma forma super variada, para todos tipos e gostos. Outro acessório que não vai poder faltar em seu armário é o pêlo ártico. Ele vem em calçados, coletes e casaquetos. Basta você escolher o que mais combina com seu estilo e o que lhe cai bem.

Cores

Mulheres: Vestidos em tecidos estampados na altura do joelho, calças jeans ou sarja, blusas de malha ou algodão, camisas ou camisetes de algodão, podendo usar sapatos com salto médio ou alto, peep toe, sandálias abertas ou fechadas de diversos saltos desde os finos ou mais grossos, anabelados e Ankle boots preferencialmente usados com jeans skinny ou de corte reto e

mais justas com superposição de camisa de botões e coletes mais longos, bolsas esportivas de alças curtas.

Na próxima edição, mais dicas sobre o assunto. Não percam! Grande abraço!

Camile Perin | Estilista camile@jornaldesign.com.br

20

Naty Buttelli Estilista de beleza naty.crh@hotmail.com Pro Hair Fashion - Farroupilha | RS Fones: 54 9997.5971 54 3035.2522


Roteiro do Sabor

Picanha no alho O processo pode ser escolhido

Modo de Preparo:

a gosto. Qualquer tipo de corte ou preparo pode também se adequar à pasta de alho que, na verdade, serve de tempero.

Bata o alho, azeite e a margarina no liquidificador até misturar bem.Depois que a carne esti-

Ingredientes: - 1 picanha - 6 dentes de alho - 1 xícara de azeite - 1 colher de margarina

ver pré assada, adicione o molho em ambos os lados e ponha novamente ao fogo. O método mais usado é a picanha medalhão ou grelhada.

Receita sugerida pelo Barracão Restaurante e Churrascaria

21


DICAS E SEGREDOS

Pequenas dicas para facilitar sua vida na cozinha

Descascar tomates, damascos, pêssegos ou peras A maneira mais prática de descascar tomates, damascos, pêssegos ou peras é colocá-los em água fervendo por um minuto e, em seguida, colocá-los por um minuto em água fria.

bor e coloração.

Preparar purê de batatas Para que seu purê de batatas fique mais leve e fofo, adicione um pouco de fermento em pó após o preparo.

Preparar legumes cozidos Para evitar a perda de vitaminas dos legumes cozidos, prepare-os antes de que estejam totalmente cozidos, prefira servi-los al dente.

Cozinhar beterrabas Cozinhe as beterrabas inteiras e com casca para manter seu sa-

Preparar milho verde Acrescente uma colher de sopa de suco de limão para manter sua cor original. Não coloque sal na água do cozimento, pois isso deixará o milho endurecido.

Manter a cor de frutas Para manter a cor de bananas e

maçãs cortadas em fatias, borrife um pouco de suco de abacaxi ou limão sobre as mesmas.

jo, coloque-o na geladeira por 15 minutos. Isso facilitará seu trabalho, pois o queijo ficará mais rígido.

Excesso de sal Para diminuir o sabor demasiadamente salgado de vegetais e sopas, agregue algumas batatas cruas e cozidas durante o preparo da receita; estas deverão ser retiradas após a absorção do sal.

Sopas ralas Se após o preparo de uma sopa de legumes você achou que a mesma está rala, acrescente um pouco de batatas raladas e finalize o cozimento.

Queijos Para evitar o endurecimento de um pedaço de queijo, passe manteiga na face não protegida pela crosta original ou pela embalagem. Antes de ralar o quei-

Molhos encaroçados Se o molho que preparou não ficar homogêneo, bata-o no liqüidificador ou passe-o por uma peneira antes de finalizar seu cozimento.


Jornal Design Serra - Ed. 02  

Harmonia, funcionalidade e sofisticação. Com estas palavras, brindamos o nascimento do Jornal Design | Serra, uma publicação da S&S Editora,...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you