Page 1

Campos Campos Macaé Macaé São São Fidélis Fidélis Itaperuna Itaperuna Pádua Pádua Miracema Miracema Bom Bom Jesus Jesus Quissamã Quissamã São São João João da da Barra Barra São São Francisco Francisco de de Itabapoana Itabapoana Niterói Niterói Rio Rio de de Janeiro Janeiro

Nº 1

EDITOR: MARCIO GOMES

MODA - BELEZA - DECORAÇÃO - ARQUITETURA

JUVENTUDE

-

MALHAÇÃO

-

SAÚDE

AL ADE - INTERNA CIONAL - CUL TUR A ALTTA SOCIED SOCIEDADE INTERNACIONAL CULTUR TURA

tudo é uma questão de ter ou não estilo

(mas (mas só só entre entre os os chiques) chiques)

Pé direito! Para começar bem, elegemos as 10 mulheres mais elegantes de Campos. O que repetiremos sempre!

Suzana Sence Fernandes, uma das 10 mais, fotografada por Osman Quintanilha. Produção: Carlos Frederico

as 10 mais


A LISTA VIP Alexandre Mocaiber, Cristina Mocaiber, Arnaldo Vianna, Ilsan Viana, Angela Bastos, Diva Abreu Barbosa, Aloysio Abreu Barbosa, Hugo Aquino, Fábio Paes, Lilian Paes, Ironis Scafura, Mimi Oliveira, Roberto Barbosa, Paula Barbosa, Silvia Salgado, Silvia Bussade Braz, Christiano Abreu Barbosa, João Albernaz, Bruno Lorenz, Dulce Godoy, Ana Lucia Campinho, Maria Luiza Lima Godoy, Heitor de Carvalho Campinho, Álvaro Menezes, Julie Abreu Barbosa, João Carlos Oliveira Codeço, Elania Moreira, Regina Cabral Codeço, Lucimara Caldas Moreira, Adriano do Nascimento, José Teles de Andrade, Ângela Barroso, Jair Araújo Júnior, Algodão, Makhoul Moussalen, Rodrigo Quitete, Zuleide Menezes, Peri Ribeiro, Guilherme Aguiar, Maria Edelma Porto, Fátima Gama, Nathália Peçanha, Ana Jacyntho, Hermínia Sepúlveda, Geraldo Levi Quaresma Souza Neto, o Neto, Gilberto Cruz, Cláudia Patrão Oliveira, Viviane Daher, Marta Lorenz, Pietro Cabral, José Pessoa de Queiroz Bisneto, Gina Conte, João Ibrahim, Eduardo Sueth, Herbson Freitas, Heloisa Crespo, Elisa Maria Sence Ramos, Luís Felipe Areas, Beth Linhares, Graziella Aquino Soares, Sérgio Mendes, Francisco Conte, Anelise Wilken Abreu, Carla Nogueira Patrão, Arlindo Moreira, José Francisco Neto Campinho, Eraldo Ribeiro Filho, Kátia Menezes Quitete, Lu Santana, Irajá Carneiro, João Franklin Cherene Viana, Lia Miriam Aquino Cruz, Diva Motta Pessanha, Vânia Bath Bacelar, Virgínia de Souza Motta, Toninho Viana, Rodrigo Rangel, José Constantino Pessanha Barroso, Marcelo Schimming, Cláudia Teles de Andrade, Gina Inojosa, Cátia Cristina Ribeiro da Silva Rangel, Geraldo Souza Miriam Lobo Moll, Tereza Aguiar, Solange Lannier Nagime Barros Aguiar, Cacá Dauaire, Sid Chagas, Neto Emanoel Augusto Oliveira, Cacaia Martins, Fábio Abud, Isa Vasconcellos Moraes, Francisco de Oliveira Balbi, Fabiane Carvalho, Alcinéa Lima, Tereza Cristina Henriques, Luiz Eugênio Moraes, Paulo César Freitas, Marta Henriques, Paula Ribeiro, Diva Siqueira, Jô Rocha Pohl, Débora Rezende, Paulo Roberto Vasconcelos Cordeiro Jr, Suzana Ferreira Paes, Renée Sence Menezes, Cândida Areas, Eduardo Viana, Cibele Daher Botelho Oliveira, Tina Coutinho, Silvana Siqueira, Paulo Sá Vasconcelos, Marluce Sardemberg, Cândida Albernaz Duarte, Beth Couto, Rosane Tinoco, Silvana Neves, Izabela Motta, Max Weber Ferreira da Silva, Gabriel Chagas, Fernandinho Gomes, Marcelo D. Cristina Mérida Aguiar, Kátia Cristina Rocha Araújo Vianna, Terezinha Rangel, Evaldo Mendonça, Alex Pereira Mocaiber Campos, Julio Boldrini, Vilson Correa, André Ricardo Campos, Claudio Linhares, Higor Pita, Dayse Lucide Peres, Helson Oliveira, José Almir Pessanha, Érika Vieira de Azevedo, João Cardoso de Mello, Ricardo Madeira, Laura Oliveira, Cândida Barcelos, Marináide Mothé, Max Walther Zulchenner, João Carlos Cabral Codeço, João Carlos Dias dos Santos, João Batista Gama, Jorge Luciano Jacyntho, Paula Virgínia de Oliveira, Oswaldo Almeida, Adriano Nunes Paes, Marcela Leão, Claudecir Viana, Tetê Peixoto Faria, Fernando Antônio Chalita Ribeiro, Isabela Mayerhoffer, Alexandre Paiva, Luciana Portinho, Mariáurea Paes, Maria Christina Torres Lima Luis Magno de Azeredo Nogueira, Elizabeth Maria Gomes Souza Oliveira, Patrícia Neme, Eduardo Chacur, Elenice Fátima Ribeiro Pinheiro Quintanilha, Paulo Damasceno, Bianca Arêas Chalita Lima Ribeiro, Vera Cardoso de Laura Mello, Inês Assed Machado Aquino, Renato Duarte, Sonia Mara Lima Almeida, Mossion Barreto, Elizabeth Bussade de Freitas, Noêmia Viana, Jorge Rangel, Carla Jacomini Silva Sobral, Antônio José Pessanha Viana de Souza, Débora Baptista, Laura Lacerda Paes da Costa, Zilma Rocha, Eduardo Leão, Chicão Oliveira, Misé Ribeiro Gomes de Almeida, Elizabeth Bousquet, Bebeth Martins, Marcelo Ribeiro Gomes, Suraya Chaloub, Mário César Venâncio, Rubem Filho, João Junior, Charles Rodrigues de Carvalho, Adriana Linhares, Altamir Barros Dias, Maurício Maciel, Maria Inês Viveiros, Luiz Mário Concebida, Denise Nascimento, Renata Godoy, Verônica Mattos, Otávio Cabral, Viviane Coutinho, Dibs, Carlota Delbons, Aloysio Balbi, Carlos Morales, Mario Antonio Bittencourt, Fátima Camargo, Viviane Aquino, Abdu Neme, Diogo Castex, Wernner Rizzi Ribeiro, Edvar Chagas, Walter Godoy, José Luiz Maciel Púglia, Silvinha Viana, Guilherme Belido, Chrisantho Neves, Elizabeth Landim Gomes Siqueira, Narciso Dias Júnior, Ana Karine Vieira de Azevedo, Angélica Vellemem, Afonso Oliveira, Luiz Augusto Caldas Pereira, Durval Queiroz, Alcione Nunes, Eraldo Bacelar, Altamir Bárbara, Renato Jacintho, Edinho Siqueira, Luiz César Gama, Andréa Teller, Mirza Sampaio Peres Cury, Cicinha Chagas, Marcia Ângela Arêas, Jacqueline Zulchenner, Henrique Augusto de Souza Oliveira, Ana Maria Pellegrini, Cláudio Aquino, José Carlos Menezes, Eduardo Augusto Barbosa Alves, Victor Hugo Aquino de Azevedo, Sidney Salgado dos Santos, Emilce Venâncio, Cristina Lima Torres, Valdice Menezes Oliveira, Marcia Valéria Venâncio Marins, Levi de Azevedo Quaresma, Marcilene Darflon, Silvana Castro, Carlos Alberto Leite, Sérgio Cunha, Lulu Beda, Regina Sardinha, Manuella Soares Nunes Marináide Freitas, Marcio Sidney Pessanha de Souza, Roberto Ribeiro de Souza, Bernardo Siqueira Mothé PessanhaAdão Faria, Orana Valentim, Ana Maria Pessanha Ribeiro, Jamil de Souza Barreto, Ivana Bárbara, José Nunes da Fonseca, Juliana Ribeiro, Vânia Cruz Pinto Soares, Carlos Augusto Zulchenner, Ilça Silva, Carlos Jader Athayde, Carlos Edmundo Ribeiro de Oliveira, Marta Aguiar, Edson Cordeiro, Ana Regina Campos Fernandes, Ayres Barbosa, Eliane Siqueira, Rodolfo Motta, Priscila Stojak Bacelar, José Ramos Glória, Lalinha Bastos, Rubem Vicente, Helio Delbons, Luciano Chagas, Fátima Castro, Adão Barcelos, Maria Isabel Jacintho, Ronaldo Linhares, Roberto Henriques Sales da Silveira, Alcione Athayde, Genilson Pessanha, Edvar Chagas Júnior, Rafael Guimarães, Arnaldo Nazareh Mendonça, Marcos Brandão, Hugo Aquino Neto, Jefferson Vianna Manhães de Azevedo,Pedro Nizio, Lucas Cordeiro, Cristiane Trevisan, Cândida Barcelos, Stela Peralva, Maria Ester Balbi, Carlos Augusto Duarte, Ana Sá Freitas Cunha, Rodrigo Fernandes, Fernanda Marins, Heloisa Madeira, Rita Teixeira Siqueira, Aloysio Barbosa Filho, Beatriz Bastos, Jayme Juncá, Felipe Aragão Viana, Fátima Vasconcellos, André Lucas, Ismélia Athyé, José Manoel Moreira, Mauricio Coutinho, Amaro Luiz Nogueira Falquer, Adriana Ribeiro Gomes, Valéria Fagundes, Jadson Cordeiro Rangel, Sebastião Carlos Freitas, Rafael Rabelo, Felipe Venâncio, Wladimir Matheus, Babi Teixeira, Dulce Venâncio, Zaira Barbosa, Marlene Nogueira, Tetê Bacelar, Débora Bastos Barbosa, Pepe Rufino, Rodrigo Bittencourt, Maria Alice Siqueira Manhães, Janir Lima Stodutto, Michelle Mayrink, Saulo Pessanha, Fábio Barbosa, Jayme Machado, Conrado Aguiar, Laura Lima, Paulo Marcos, Pedro Henrique Alves, Igor Siqueira Pessanha. Alcinéa Lima


aqui na redação

S

ONHO ANTIGO! LANÇAR UM JORNAL EM

CAMPOS. A CIDADE POR ONDE PASSAVA CRIANÇA, COM MEU PAI RUMO A VITÓRIA, QUANDO ELE, FUNCIONÁRIO DA ESTACAS FRANKI, ERA RESPONSÁVEL PELAS FUNDAÇÕES DAS OBRAS DE GRANDE PORTE DA EMPRESA EM TODO O BRASIL, ME IMPACTOU NO PRIMEIRO MOMENTO. O MOTIVO?

MAGO IDÉIAS fundada em 1990 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Ygor Bravo Diretor-presidente Suzana Sávio Diretora administrativa Marcio Gomes Diretor de Criação Selma W. Lopes Diretora Comercial

SEI LÁ. COISA DO DESTINO. NÃO HÁ UM CARTÃO-POSTAL CAMPISTA QUE TENHA CHAMADO MINHA ATENÇÃO DE MENINO, OUSO APOSTAR QUE O QUE ME ATRAIU À PRIMEIRA VISTA, E NESTE CASO É AO PRIMEIRO ARREPIO, FOI A QUENTURA QUE BROTA DO CHÃO DESSA TERRA FÉRTIL NO “OURO NEGRO” QUE MOVE A ECONOMIA DO MUNDO, DO OIAPOQUE AOS EMIRADOS ÁRABES. É. FUI TRAGADO PELO JORRAR DO PETRÓLEO EM CAMPOS. ACHO. SÓ ISSO EXPLICA A PAIXÃO QUE TENHO POR ESTA CIDADE DESDE O TEMPO DE MENINO. NOS ANOS 80, MAIS UM MOTIVO APAIXONANTE: CONHECI INEIDA OLIVEIRA. QUEM A CONHECE SABE QUE A FILHA DE DONA MIMI E DO SAUDOSÍSSIMO DOUTOR HENRIQUE

Publicado desde 2006 Concepção e Planejamento Marcio Gomes CONSELHO EDITORIAL coordenador Marcio Gomes membros colaboradores (alguns por inspiração)

Carlos F Frr ederico Silva Cininha Meirelles Diana Vreeland Elzita Bittencourt do V alle Valle Ineida Oliveira João Vicente Correa Judith P ottecher Pottecher Lucianita Carvalho Nina Chavs Pierre Berger Yves Saint Laurent William Shakespeare Wilson de Oliveira

REDAÇÃO MAR CIO GOMES, diretor editor MARCIO colaboradores CARLOS FREDERICO SIL VA SILV

É UM MOTIVO APAIXONANTE E TANTO. FOI AMOR-AMIGO À PRIMEIRA VISTA, NOSSO ENCONTRO, E DAÍ PRA CÁ, NÃO DEIXO DE PISAR EM CAMPOS FÍSICA E PERIÓDICAMENTE, PORQUE EM ESPÍRITO ESTOU COMPLETO POR AQUI - EM ATAFONA, SOBRETUDO. ESTÁ BEM, ATAFONA É SÃO JOÃO DA BARRA, NÃO É CAMPOS. EU REPONDO: ATAFONA, PARA MIM, É INEIDA. NAQUELE TEMPO, JÁ EXERCENDO O JORNALISMO E INTEGRANDO A CAMPANHA DE UM CANDIDATO A GOVERNADOR, ATERRISSEI COM TODA A EQUIPE EM CAMPOS. FOI O MESMO QUE ATERRISSAR EM NOVA YORK: AQUELE CHOQUE QUE SOBE PELAS PERNAS, E A GENTE FICA SEM SABER O MOTIVO? ISSO. OS QUE ACREDITAM EM VIDAS PASSADAS, NÃO O MEU CASO, ME DIZEM QUE É PORQUE EM PRISCAS ERAS DEVO TER SIDO ALGUÉM “IMPORTANTE” POR AQUI. JÁ REPAROU QUE TODO MUNDO QUE CRÊ QUE TEVE “VIDAS PASSADAS” OU FOI "IMPERADOR", OU "IMPERATRIZ", OU "PRÍNCIPE", OU ALGUÉM PROVIDO DE COROA CETRO? POR QUE É QUE NÃO FUI UM CORTADOR DE CANA, FOICE NA MÃO, SOL NA MOLEIRA? ORA, ORA... MAS NÃO. FUI “ALGUÉM IMPORTANTE” POR AQUI NO TEMPO DO CAIXA-PREGO, SE ISSO FIZER FELIZES OS MEUS INTERLOCUTORES CHEGADOS ÀS COISAS DO ALÉM. DIGO QUE ACREDITO. TODO ESSE ROLANDO LERO PARA APRESENTAR A VOCÊS O JORNAL CAMPOS VIP. É PROJETO ANTIGO, PLANTADO, COLHIDO E BENEFICIADO EM MEU CORAÇÃO. E VOLTANDO SÓ UM POUQUINHO ÀQUELE CAPÍTULO SOBRE AS PESSOAS ESPECIAIS

consultor de estilo

QUE CONHEÇO DAQUI, ONDE ESTÁ NUM PEDESTAL MINHA QUERIDA INEIDA, CONTO

INEID A DE OLIVEIR A INEIDA OLIVEIRA

QUE CARLOS FREDERICO SILVA, O GRANDE COLUNISTA DO JORNAL “O DIÁRIO”,

consultora de cultura regional OSMAN QUINT ANILHA QUINTANILHA

fotografia Correspondentes Judith P ottecher Pottecher (Paris) John South (Nova York) Nikito Saiamura (Japão) Kim Marvel (Londres) Diretora Comercial-Rio Selma W opes W.. L Lopes ...... Projeto Gráfico Marcio Gomes

Fotolito e Impr essão Impressão Tribuna da Imprensa - Rua do Lavradio, 98, Centro - RJ

TAMBÉM ARREBATOU MEU CORAÇÃO FECHADO A CADEADO. FRED FREQÜENTA MINHA CASA, FICA COMIGO HO-RAS INTERMINÁVEIS AO TELEFONE E, IMPORTANTE! RI COMIGO DE CHORAR COM NOSSOS ENREDOS! AS PESSOAS COM AS QUAIS A GENTE RI, ESSAS SÃO AS QUE NOS MARCAM, E ASSINAM UM CAPÍTULO DA NOSSA HISTÓRIA. SEM FALAR QUE ELE É FILHO DA DONA ILÇA, GRANDE POETA DA TERRA. PORTANTO, INICIALMENTE PARA FRED E PARA INEIDA, E PARA DONA ILÇA, A QUEM DEDICO ESTE TRABALHO, E CONTO COM ELES PARA MANTÊ-LO VIVO, CLARO, EIS O CAMPOS VIP! AQUI A GENTE PRETENDE FALAR DE TUDO QUE SEJA A PROVISÃO DA BELEZA E DO LUXO, DE CAMPOS E DO MUNDO. MODA, COMPORTAMENTO, BELEZA, NOTÍCIAS INTERNACIONAIS, MULHERES CHIQUES, HOMENS IDEM, FESTAS, GENTE DE TODOS OS ESTILOS! SEREMOS FELIZES. MARCIO GOMES, diretor de redação

cesta básica

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SER, TER E FAZER...

CAMPOS VIP CIR CUL A EM C AMPOS DOS G OYT A CAZES, CIRCUL CULA YTA M ACAÉ , S ÃO FIDÉLIS , I TAPERUNA , PÁDU , A MIR A ÁDUA MIRACEMA , BOM JESUS, Q UISSAMÃ, SÃO JOÃO DA BARRA, S ÃO FR ANCISCO DE I TABAPO ANA, N ITERÓI E R IO DE J ANEIRO , FRANCISCO ABAPOANA SEMPRE VIA C ORREIOS, ENTRE INTEGRANTES DE UM MAILLING SUPERX CL USIV O. SUPERXCL CLUSIV USIVO CAMPOS VIP é uma publicação mensal da Mago Idéias de Comunicação.

Freqüentar a Casa de Alcinéa Lima em Atafona.

Renovar as lentes na Optical Center, de Gilson Rangel, aquele gato.

Circulação dirigida. Tiragem: 10 mil exemplares.

Fazer capoeira com o mestre Algodão, torcendo para que ele te ensine a tocar berimbau. Almoçar no Cabernet, pelo menos uma vez por semana.

DEU ERRO AQUI NA GERAÇÃO DO PDF. NA EDIÇÃO IMPRESSA SAIU TUDO BEM.

Redação Rua Salvador Corrêa, 21 - Centro, Campos dos Goytacazes, Cep. 28035-310 jornalcamposvip@gmail.com Flog: www.fotolog.com/camposvip Tel.: 22-8125-3657

Posar para o mágico das lentes Osman Quintanilha.

Nadar na Estação Saúde todo dia de manhã.

A feijoada do Café com arte, de Romilda e Afonso Oliveira.

Malhar na Corpo e Energia. Fim de semana na Lagoa de Cima.

Bordejar no Parquecentro. Jantar no Club. Sair na Ângela.

Estar na lista de convidados de Lia Miriam Aquino Cruz.

Freqüentar os almoços de fim de semana na Usina Paraíso, de Audrey e Geraldo Coutinho.

Fazer o check-up anual com a equipe do Dr. Beda.


Elegância Elegância éé subjetivo, subjetivo, difícil difícil definir. definir. O O Aurélio Aurélio diz diz que que trata-se de de “distinção “distinção de de trata-se porte, porte, de de maneiras. maneiras. Graça, Graça, encanto, garbo, garbo, gosto, gosto, bom bom encanto, gosto, gosto, gentileza, gentileza, finura, finura, amabilidade, amabilidade, delicadeza delicadeza de de expressão, cortesia, cortesia, apuro, apuro, expressão, correção, correção, harmonia”. harmonia”. Não tem tem nada nada aa ver ver com com Não beleza. beleza. Tito Tito Petrônio, Petrônio, “líder “líder da da moda moda ee mestre mestre do do protocolo”, dizem dizem os os livros, livros, oo protocolo”, papa papa da da elegância elegância da da Corte Corte de de Nero, Nero, definia definia assim assim uma uma pessoa pessoa elegante: elegante: “estar “estar igualmente igualmente àà vontade vontade dentro dentro de de uma uma roupa roupa ee da da própria própria pele”. pele”. Não Não éé chamar chamar aa atenção, atenção, muito muito pelo pelo contrário. contrário. Quem Quem éé verdadeiramente verdadeiramente elegante elegante passa passa despercebido, despercebido, marca marca pelo pelo equilíbrio, equilíbrio, sem sem exibicionismo. exibicionismo. Tem Tem de de ter ter postura, postura, mas mas por por isso isso não não entenda entenda que que aa coluna coluna cervical cervical deva deva estar estar retilínea. retilínea. É É postura postura de de atitudes. atitudes. A A elegância elegância não não está está nas nas vitrines vitrines das das lojas lojas do do shopping shopping nem nem nas nas prateleiras prateleiras do do "freeshop". "freeshop". O O dramaturgo dramaturgo alemão alemão Auguste Auguste Kotzebue, Kotzebue, que que em em 1804 1804 escreveu escreveu “Lembranças “Lembranças de de Paris”, Paris”, foi foi taxativo taxativo ee exagerado: exagerado: “tudo “tudo oo que que um um elegante elegante tem tem em em cima cima do do corpo corpo deve deve estar estar com com aparência aparência de de usado”. usado”. CAMPOS CAMPOS VIP VIP foi foi buscar buscar em em um um time time de de pessoas pessoas completamente completamente diferentes, diferentes, diversas diversas em em pensamentos pensamentos ee atitudes, atitudes, alguns alguns nomes nomes de de mulheres mulheres campistas campistas que que exemplifiquem exemplifiquem aa genuína genuína elegância. elegância. Cada Cada uma uma nos nos enviou enviou sua sua lista, lista, ee aa equipe equipe da da redação redação se se encarregou encarregou de de fazer fazer aa triagem triagem entre entre as as mais mais citadas. citadas. Para Para chegar chegar aos aos nomes nomes finais, finais, apenas apenas 10, 10, não não foi foi fácil. fácil. Há Há um um número número quase quase infinito infinito de de damas damas racés racés em em Campos. Campos. Mas Mas nos nos falta falta espaço espaço para para nominá-las nominá-las aqui. aqui. Espero Espero que que você você aprove. aprove. Boa Boa leitura. leitura. (MG) (MG)

matéria de capa

"MODA: Mulher inteligente não é escrava dos caprichos dos costureiros, cabeleireiros ou fabricante de cosméticos. Andem na moda, claro! Adotem penteados, pinturas, adereços modernos! Mas modernizem a sua mentalidade! Lembrem-se de que o que fica bem a uma Elizabeth Taylor, miúda, frágil, beleza de boneca, ficaria ridículo em Sophia Loren e viceversa. No entanto, ambas são lindíssimas. "VESTIDOS: Um dos melhores modos de usar bem um vestido é, depois de vesti-lo, esquecerse dele. "SEDUÇÃO: O sex-appeal interessa por pouco tempo, é fogo de palha. Mas a sedução prende. É coisa mágica: envolve, mesmo que não se entenda de que modo. Talvez você não seja bonita. Não tem importância. Você pode ser irresistível sem ter beleza. Depende de você, em grande parte. Esta é a primeira aulinha. Talvez você pense que não aprendeu nada de positivo. Mas aprendeu, sim. Aprendeu que ser amada não depende de beleza. "CORES: Assim como uma adolescente deve evitar as cores tristes e escuras, a mulher, chegando à meia-idade, deve fugir do que é próprio da mocidade. Ambas ficam ridículas, agindo de outra forma. Tecnicamente, o preto é a inexistência. Mas, em termos de moda feminina, é a cor do momento, ultrapassando as outras todas em sedução e elegância. Mas, atenção! É uma cor que não suporta a mediocridade. "DEFEITOS: Ser sedutora não consiste em não ter defeitos - mas dosá-los... Cuidado com a dose". Clarice Lispector

R

enata Godoy

As 10 mais elegantes

Por Marcio Gomes


as 10 mais elegantes

L

ia Miriam Aquino Cruz

"Simplicidade Ê a chave da verdadeira elegância". Coco Chanel

C

arla Jacomini Sobral


A

na Maria Ripper

E

"Existe uma coisa difícil de ser ensinada, e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres, e que abrange bem mais do que dizer um simples “obrigado” diante de uma gentileza. É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir, e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma, nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada. É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam. E, quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no dia a dia. É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas; nas pessoas que evitam assuntos constrangedores, porque não sentem prazer em humilhar os outros. É possível detectá-la em pessoas pontuais. Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece; é quem presenteia fora das datas festivas; é quem cumpre o que promete. Oferecer flores é sempre elegante. É elegante não ficar espaçoso demais. É elegante não mudar seu estilo, apenas para se adaptar ao de outro. É muito elegante não falar de dinheiro em batepapos informais. É elegante retribuir carinho e solidariedade. Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto. A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, que acha que “com amigo não tem que ter estas frescuras”. Se teus amigos não merecem uma certa cordialidade, teus inimigos é que não irão desfrutá-la. Elegância é uma educação que não enferruja por falta de uso. É um detalhe: não é frescura. Ser elegante é ser delicado; é ser seguro. Ser elegante é ser cavalheiro, ou dama... A elegância em um comportamento revela bem o quanto se quer crescer; mais ainda, quando este “crescer” não faz do teu próximo a tua escada..." Luís F. Veríssimo

lvira Lúcia Moreira de Sá Mariz

as 10 mais elegantes


as 10 mais elegantes

I

lsan Vianna

"Meu primeiro encontro com a altacostura aconteceu na Casa Vogue, em São Paulo. Rapidamente notei a diferença entre os modelos e os vestidos confeccionados aqui, mesmo em boas costureiras. Logo resolvi que era deles que eu gostava. Meu vestido de casamento civil foi um Dior tomaraque-caia, todo bordado, superleve, lindo. A primeira vez que fui a Paris comecei com visitas de turista e deixei para conhecer “A Moda” com calma. Caseime, conheci Hubert de Givenchy em um almoço no Rio. Daí começou nossa amizade. Tony e eu viajávamos bastante, o que me permitiu conhecer bem a altacostura e firmar meu estilo -o que sempre achei mais importante. Ser bem-vestida é um departamento, ser elegante é outro. Assistir aos desfiles da haute couture era o máximo e tinha um ritual, a começar pela clientela: íamos tão emperequetadas como se fôssemos desfilar. Era tudo orquestrado como uma grande festa, mesmo quando os desfiles de Saint Laurent ainda eram na maison da Rue Spontini e os de Givenchy na Avenue George V. Ao chegar, a sua “vendeuse” entregava o programa do desfile para marcar os números de sua escolha. Na primeira fila ficavam a primeira-dama da França, os mais importantes jornalistas de moda, as superstars do cinema e as “supertops”, privilegiadas da sociedade. Sentados no chão, mil fotógrafos, disparando os seus flashes. Com o tempo, os grandes desfiles passaram a ser nos ricos salões dos hotéis. O desfile começava - sempre na hora exata -, as conversas paravam. Era tratar de prestar atenção e anotar os números. Quando terminava, cada uma entregava seu programa para a sua “vendeuse” que marcava a hora para o dia seguinte. Ao chegar, os vestidos anotados já estavam em uma cabine para você provar e ver os que queria. Nunca fui consumista, assim escolhia rapidamente o necessário. Minhas roupas sempre foram muito bem cuidadas e sempre usei inúmeras vezes os mesmos vestidos. Como estava sempre viajando, eles passavam por Londres, Roma, Rio, Nova York e Paris, onde tínhamos um apartamento bem lindo. Na coleção de YSL de 1968, encomendei seus dois grandes lançamentos: um smoking preto, blusa de musseline completamente transparente preta e todos os acessórios, cinto de cetim e pochete em renda; e um terno risca-de-giz, com camisa cinza de crepe cetim, cinto de crocodilo e pochete combinando. Eles se tornaram os básicos do meu armário. Quase tudo que aprendi sobre moda foi com Hubert, que sempre assistia à minha prova e me ensinou a medida exata da proporção. Ele me ensinou que, mesmo com meu corpo privilegiado, eu nunca deveria usar roupa apertada. Essa vida com tudo lindo só era possível caso você fosse casada e seu marido gostasse da mulher sempre impecável. O mundo mudou tanto que às vezes duvido do que vi e vivi, tantas coisas e países, tudo tão diferente de hoje. Não só o Brasil mudou, todos os grandes países tiveram de se acertar em um novo mundo, com terrorismo, violência e miséria. Nesses últimos anos aprendi a conhecer e a me interessar pela moda brasileira. No Brasil não existe modelo alta-costura, pois obrigatoriamente são confeccionados para você, com suas medidas. Quando quero uma roupa nova para a noite, encomendo na maison Liliane ou com meu amigo Guilherme Guimarães. Quando quero uma roupa bem diferente é o Lino Villaventura que faz pra mim. É divertido: telefono, explico o que quero e ele manda os desenhos por fax. E, sem prova, as roupas chegam certinhas". Carmen Mayrink Veiga

F

átima Camargo


as 10 mais elegantes

“A única forma

real de elegância que existe é a elegância da mente. Todo o resto deriva dela.”

irza Sampaio Peres Cury

S

M

ilvia Bussade Braz

Diana Vreeland

NOSSO JÚRI Carlos Alberto Leite, Carlos Frederico Silva, Ineida de Oliveira, Marcio Gomes Paula Virgínia Oliveira, Wilson de Oliveira.

Fotos: Osman Quintanilha.


Ineida de Oliveira

Na janela uma bandeira...No estádio uma nação... Emoção... O mínimo que se pode dizer da atuação da equipe (ou equipa, como dizem além-mar) portuguesa regida por Felipão... Regida sim...porque, cá pra nós, êta maestro! Ao ritmo frenético e “caliente” (em homenagem aos hermanos...rsss) da batuta do gauchão, Portugal se levantou. Mesmo antes de ter início a temporada dos fogos (focos de incêdios devido ao forte calor do verão da Península Ibérica), um brasileiro completamente emocional... afetivo...impetuoso...meio

“à la” Charles Bronson (que comparação!) rssss...incendiou a “terrinha” dos nossos ancestrais. A garra...o talento... a determinação... a paixão do gaúcho Scolari contagiaram de norte a sul a pátria lusitana...De repente, o coração de 10 milhões de portugueses bateu ao ritmo da emoção de 220 milhões de brasileiros... Emoção condensada...compactada... no peito do Felipão. E dá-lhe incentivo...e dá-lhe motivação. Falavam os lábios... as mãos... os olhos. Berrava o coração...

Incitados a reinventar o velho e grandioso sentimento nacionalista, o mesmo que um dia levou os lusitanos à Revolução dos Cravos (e os fuzis ao invés de cuspirem fogo cuspiram flores... 25 de abril de 1974), os portugueses coloriram varandas...ruas...janelas...com as cores verdeencarnada-amarela... Ao som articulado ou não do hino nacional, as bandeiras tremulavam insufladas por todos os ventos... Vibrava a alma lusitana. E como

vibrou... como cantou... como impulsionou... como se orgulhou e se orgulha Portugal de seus bravos jogadores. E do “seu” Felipão... Que grandioso exemplo dessa terrinha pequenina para o país continental que é esse nosso Brasilzão. E não apenas para o Brasil, “ó pá”. Para o mundo. O baixinho Ricardo mostrou que no gol (golo...à lusitana) é um gigante...O Figo, assim como o Rio de Janeiro, nos versos da canção... continua lindo. Especialmente quando “brinca” com a “gorduchinha”...

Pois...pois. A Copa do Mundo 2006 provou que empáfia não leva ninguém a lugar nenhum. Basta “un coup d’oeil” (alô Zidane!) para a postura do inacessível Parreira, acima do bem e do mal, que acabou por levar o Brasil para a... (é só rimar...). E para o inflamado Felipão... tem lá comparação? Se faz favor(e). Ou...mamma mia (viva a Itália!)... Ah! Estão a estranhar nenhuma palavra quanto ao Ronaldinho e ao Ronaldão? Falar pra quê?... A seleção brasileira e o seu técnico impassível disseram a que

vieram nos campos da Alemanha que, por sinal, não será mais a mesma depois desse mundial. Afinal, caiu o mito da insensibilidade...da dureza...de uma certa rudeza, até. Um lindo país... uma bela gente... Alors (vive la France aussi)... Bravo! Bravíssimo (Salve os campeões!)... Que em 2010 possamos nós cantar “We are de champions”... Junto do Felipão...

Os be los da Co primeira pa classe Ineida de Oliveira Jornalista, cronista, poeta, é presidente da Casa BrasilPortugal de Campos.

passaporte

Ritz, Paris -

Alvear, B. Aires -

Em frente, a Place Vendôme, ao lado, o Faubourg SaintHonoré. Casa de Coco Chanel por 30 anos. Hemingway e Scott Fitzgerald eram habitués. O primeiro deu seu nome a um bar. Luis XIV puro, o estilo. Dois empregados para cada hóspede. Diárias a partir de 680 euros. Reservas: (33) 1 4316 3030.

Em plena Recoleta, o bairro mais caro da Argentina de Maradona. Os estadistas adoram. Conta a lenda que Sean Connery também. Clássico francês, o estilo. Paredes folheadas a ouro. Um "personal shopper" para ajudar a você nas compras. Diárias a partir de US$ 550. Reservas (54) 11 4804 7777 .

The Carlyle, NY -

Upper East Side. Quem

conhece Nova York sabe que se trata do lado mais elegante da Big Apple. Olha o estilo: Jackie Kennedy Onassis adorava se hospedar lá, apesar de morar na cidade. Quase todas as suítes têm um piano Steinway. Diárias a partir de US$ 495. reservas: (212) 744 1600.

São muitos os destinos, inúmeras as fronteiras. Selecionamos três dos hotéis mais exclusivos do mundo para você sonhar. Viajar é preciso.


Pa-pa-pa-pa-pá! De repente, uma avalanche de homens bonitos na tela da nossa TV. Um tal de panturrilhas, coxas e bíceps, que nem a Safira de Belíssima daria conta! A Copa do Mundo. E no campeonato da beleza não há nacionalidade certa. A Seleção Italiana esbanja estilo. Comentou-se até, no começo da Copa, que seus dirigentes pediram à Fifa que só escalassem funcionários homens para atender seus craques porque, em caso de staff feminino, vai dando uma coisa neles, vai subindo um fogo, que os guapos acabam namorando todas. Quando o assunto é Portugal, o nome é Cristiano Ronaldo, um misto de Bahia com Ceará, um quê de pagodeiro que faz bem a todas nós - há algumas que, por puro preconceito, não gostam do tipo. Mas só em público. E o que dizer daquele peixão com nome de fruta, o Figo? Pa-pa-pa-pa-pá! Falar do Beckham é lugar-comum. Do Kaká, nem te conto. Minha amiga Izildinha Vara (o nome é este mesmo) teve a cara-depau de dizer que nosso lindão Kaká é "sem sal". Você acha? Que Panaiá a perdoe.

Cristiano Ronaldo, Portugal

Beckham, Inglaterra

Shevchenko, Ucrânia

Ballack, Alemanha

Luca Toni, itália

Kaká, Brasil

Owen, Inglaterra

Figo, Portugal

Zidane, França

Por Philomena Moreno

Mellberg, Suécia

Ldjunberg, Suécia

Os be los dA CO pA

Thierry, França


gente bacana gente bacana gente bacana gente bacana gente bacana Foto de Hugo Prates/Secom

Fotos de Osman Quintanilha

Prefeito na Junta de Serviço Militar

Fábio Paes e Lilian

Diva Abreu Barbosa

Armando Carneiro

O

Prefeito de Campos, Alexandre Mocaiber (foto acima), assumiu a presidência da Junta de Serviço Militar de Campos, no auditório do Centro Administrativo José Alves de Azevedo, sede da Prefeitura. Estavam presentes o comandante do 56º Batalhão de Infantaria, tenente coronel Joel Francisco Corrêa, o delegado da 12ª Delegacia da região, Gildo Henrique de Azeredo, além da nova secretária da junta, Polianna Manhães. Participaram da solenidade autoridades civis e militares, além de gerentes e secretários municipais. O cargo, uma praxe, é ocupado pelo chefe do Executivo municipal. Durante a solenidade de posse houve a execução do Hino Nacional, recepção à Bandeira, que foi levada pelo primeiro tenente Rodrigo Costa, leitura do relatório de trabalhos, juramento à Bandeira e assinatura do livro de posse. No juramento à Bandeira Nacional, o prefeito prometeu "não poupar esforços no sentido de cumprir as obrigações com o serviço militar. O comandante Joel Corrêa apontou que o País, com quase 15 milhões de quilômetros quadrados, tem de contar com trabalhos que visem a cidadania. “O Brasil tem que caminhar para o pleno desenvolvimento. O serviço militar em Campos é de suma importância. Hoje, muitos se alistam e se transformam. Tudo isso para defender a soberania”, falou. A Delegacia de Serviço Militar está situada no CSU de Guarus e é subordinada à 2ª Circunscrição do Serviço Militar (CSM). O órgão executor e fiscalizador do Serviço Militar no Norte-Fluminense possui seis juntas de serviço militar e abrange os municípios de Campos, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra, Cardoso Moreira e Italva.

Roberto Barbosa e Paula

Eduardo Chacur

Foto: Casa Brasil-Portugal de Campos

Ineida Oliveira e João Damásio assinaram parceria importante para a cultura de Campos

O Karina e Victor Hugo Aquino de Azevedo

Cristina e Maurício Maciel

Felipe Venâncio

Tetê e Eraldo Bacelar

Cicinha e Edvar Chagas

Silvinha e Claudecir Viana

Gina Inojosa

Lísia Oliveira

Fátima Vasconcellos

Lívia Oliveira e Anderson Vicente

Murilo Gouveia de Abreu e Lisiane Oliveira

Cacá e Alcione Nunes

Maurício Coutinho e Viviane

s países africanos que compõem a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) passam a ser representados junto ao Centro Luso-Brasileiro Augusto Machado Vianna Faria - “Casa Brasil-Portugal de Campos”, pela Fundação Zumbi dos Palmares. A jornalista Ineida de Oliveira, presidente da Casa Brasil-Portugal, e João Damásio, presidente da Fundação Zumbi dos Palmares, assinaram o acordo em nome das entidades que representam. A união das duas instituições em prol do resgate da cultura afro-luso-brasileira foi efetivada durante a 4ª Bienal do Livro de Campos, quando o Pavilhão Brasil-Portugal celebrou o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. De acordo com Ineida de Oliveira, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa foi criada em 17 de Julho de 1996. “Com sede em Lisboa, Portugal, a CPLP tem o intuito de oficializar os laços existentes entre os Países de Língua Oficial Portuguesa (PLOP), provenientes de afinidades étnicas, históricas e traços culturais herdados da colonização portuguesa”, explica a presidente da BrasilPortugal, acrescentando que são oito as nações que fazem parte da comunidade: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. O presidente da Fundação Zumbi dos Palmares, João Damásio, diz que ele e Ineida já vinham conversando longamente sobre o assunto. “Estou consciente da responsabilidade de representar os países da África Portuguesa. Afinal, o idioma português é o sexto mais falado no mundo. Entendemos que o trabalho em conjunto é bem mais abrangente, até porque não se pode falar em Brasil-Portugal sem falar na África, onde estão cinco dos oito países de língua oficial portuguesa: Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Guiné Bissau”. Com a parceria, 1200 alunos do pré-vestibular da Fundação Zumbi passam a ter aulas na Casa Brasil-Portugal, onde terão acesso à biblioteca luso-brasileira, vídeosdocumentários, filmes e palestras enfocando história e costumes dos países que têm o português como língua oficial. Os dez anos da CPLP, comemorados em 17 de julho, foram celebrados em conjunto pelas duas instituições, que convidaram Alessandra Ramirez, graduada em Relações Internacionais, para proferir palestra sobre a dimensão do idioma português, que reúne mais de 220 milhões de falantes distribuídos entre quatro continentes. Ineida de Oliveira conclui dizendo que é muito importante conhecer a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. “Afinal, cada um de nós, mesmo que nunca tenha ouvido falar dela, faz parte da CPLP”.


Rodrigo, 20 anos, volante

Leandro, 20 anos, atacante Luciano, 26 anos, lateral direito

Toninho, 20 anos, atacante

Caetano, 21 anos, volante

“ AMERICANO F. C.: É UM GRANDE INVESTIMENTO ” "Eu vejo a transformação do Americano Futebol Clube em Clube-Empresa com muita expectativa e esperança, pois ele é hoje um dos mais importantes clubes de futebol do Brasil. Na nossa cidade, Campos dos Goytacazes, que é a “Capital Brasileira do Petróleo”, com 80% da população nacional, ter um clube como o Americano, muito nos honra. Tenho certeza de que as empresas que estabelecerem parcerias com o Americano só têm a ganhar, pois trata-se de um time vitorioso e um celeiro de craques. Vários jogadores oriundos do seu plantel integraram, em épocas distintas, a Seleção Brasileira de Futebol, sendo o mais recente deles o craque Odvan". Arnaldo França Viana Médico e Ex-Prefeito de Campos.

O "Campos VIP" foi ao campo do Americano FC descobrir os Ballacks, os Thierrys Henris campistas... Surpresa! Tantos são os craques bonitões! Uma página é pouco para mostrar todos. Parabéns à Prefeitura por patrocinar este time de lindos! Sucesso desta matéria foi tão grande, aqui na redação, que o CAMPOS VIP vai desenvolver novos projetos de marketing tendo os atletas do Americano na linha de frente. Nossos craques já são as novas estrelas de Campos. Aguarde.

Leonardo Ferraz, 18 anos, goleiro

Fotos: Osman Quintanilha. Produção: Carlos Frederico Agradecimentos aos competentes Paulo Marcos, diretor de Futebol do Americano, e Rubem Filho, o treinador da equipe...

Bruninho, 20 anos, meio de campo

Os be los de Cam pos


gente bacana gente bacana gente bacana gente bacana gente bacana Fotos de Osman Quintanilha

Está faltando estilo na comunicação do seu negócio? Marketing (pessoal e empresarial

Branding (posicionamento de marca)

Eventos Design gráfico Produção cultural Criação de publicidade Projetos para TV Publicações para empresas Criação publicitária Campanhas sócio-educativas

22 - 8125-3657

Silvana Siqueira Silvana Neves

Rafael Guimarães

Flávia Trindade, esperando a cegonha, comemorou niver com festa bacana na casa dos pais...


A

primeira personalidade enfocada pelo "Campos Vip" precisava ser mesmo uma grande estrela... Refletir valores humanos... Éticos... Morais... Espirituais... Ter a beleza das rosas que apaixonam... Deixar atrás de si um rastro de perfume inesquecível... A fragrância italiana Kriza seria perfeita... Quem? Sidnecy Neves... Mais que um nome... O nome. Telefonei para Chicão... “Me ajude a traçar o perfil de Sidnecy... Quero que a matéria seja uma surpresa para ela”... Ele me disse: “Estou aqui na Lilia Neves, com a Valéria Fernandes. É a pessoa indicada... Vou passar o telefone”. A Valéria foi um amor... .O que não sabia procurou saber sutilmente... Engraçado essa vida... Nos bons tempos de verão em Grussaí, a semelhança entre o primogênito dos Neves, nosso amigo Sidinho, e meu irmão Chicão, era comentário geral... Difícil saber quando era um ou outro que caminhava pela orla... Mais tarde, repórter de TV, tornei-me grande admiradora de Sidnecy, campista da gema... Neves por adoção, Freicho de nascimento... Filha de dona Lúcia e de seu Arlindo... Entre as obras de arte da Galeria Renoir, um dos espaços mais nobres que Campos já teve, ela brilhava absoluta... Sua elegância transcende a Dior, griffe que não dispensa, e extrapola o reluzir das jóias de extremo bom gosto... A ternura do seu olhar... A doçura do seu

Por Ineida de Oliveira

Foto: reprodução da coluna de Márcia Ângela

sorriso... A meiguice das suas palavras, a envolvem numa aura magnífica... Fiquei fascinada pela beleza que emana dessa fantástica mulher... Uma enorme empatia nos aproximou. Muitos anos depois, meu irmão geriatra, o Emanuel, estaria ao lado dela quando da partida para uma outra vida do marido e grande amor Haroldo Neves, com quem viveu por 58 anos um amor que rima com eternidade... Dor inimaginável sublimada pela religião messiânica, alimento e fortaleza da alma... No lançamento dos meus livros e nos múltiplos eventos que marcam minha carreira, a presença de Sidnecy é incentivo e carinho... Sócia do Grupo IMNE, ela sempre opta por lugares tranqüilos, seja mar, montanha ou campo, para relaxar... Uma outra maneira gostosa que encontra para descansar é ouvindo músicas românticas que refletem a sensibilidade de seu espírito, ou deleitando-se com as obras de Jorge Amado, seu escritor predileto, ou mesmo deixando-se envolver pela harmonia e beleza de telas como “A Florista”, de Manoel Costa. Aliás, vernissages são seu hobby, uma vez que a pintura a apaixona. Lembrar da viagem inesquecível que fez ao Japão só não a faz experimentar saudade maior que a dos filhos Herbert Sidney, Luís Crhysanto e Cristina em tenra idade... Uma saudade infinita

O livro de cabeceira é a Bíblia... Certamente mais um dos inúmeros motivos que a fazem um ser humano tão especial amenizada pelos netos que adora e que dão continuidade à história de uma vida. Alguém com esse perfil não poderia deixar de ter como livro de cabeceira a Bíblia... Certamente mais um dos inúmeros motivos que a fazem um ser humano tão especial, com uma incrível capacidade de cativar e cultivar amigos. E por falar em amigos,

Sidnecy,

quem a convidar para partilhar da mesa deve caprichar no preparo de um prato de bacalhau... Ela simplesmente adora! De sobremesa? Experimente servir bombons de licor... Afinal, é sempre bom saber gostos e costumes de uma estrela... Ainda mais quando ela é assim como Sidnecy Freicho Neves... Uma estrela da vida inteira.

Entre as obras de arte da Galeria Renoir, um dos espaços mais nobres que Campos já teve, Sidnecy brilhava absoluta... Sua elegância transcende a Dior, griffe que não dispensa, e extrapola o reluzir das jóias de extremo bom gosto...

estrela da vida inteira


JORNAL CAMPOS VIP - UMA PUBLICAÇÃO DA MAGO IDÉIAS DE COMUNICAÇÃO

EDIÇÃO Nº 1 - JUNHO/2006

JORNAL CAMPOS VIP - Nº 1  

Publicação da Mago Ideias, de circulação em Campos dos Goytacazes (RJ)

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you