Issuu on Google+

1

Percepçþes, depoimentos, perspectivas, imagens e sentimentos da cidade no período de 2010 a 2012


2


3


Ficha Técnica Eduardo Cury Prefeito Municipal Alberto Alves Marques Filho Secretário Municipal de Educação Célia Ap. Rocha Morais Cardozo Gerente do Centro de Educação Empreendedora Gisele Maria Pintus Pereira Coordenação das Feiras do Jovem Empreendedor Délcio Batista Coordenação da Equipe Julgadora

4

Secretariado Ana Elisa Ferreira Vilas Boas Fábia Maria da Silva Santos Geisa de Sousa Melo Paulo Henrique Morais Silva Silvia Cristina da Silva Comissão Julgadora Amanda Guimarães Brasil Ribeiro Andréia Simon Mora Christiane Suplicy Teixeira Curioni Daniel Buono Teixeira Deidimar Alves Brissi Eliana Piedade Fernandes Turquetto Flávia Diamante Munholi Gilmar Garcia Dueñas Leonardo Darlan dos Santos Luiz Henrique Andrade de Miranda Regina Célia de Barros Valentine Cirano Siqueira Vieira Zuleika Stefânia Sabino Roque

Colaboradores Ana Paula da Silva Cunha Anderson Silveira Goiembiesqui Andréia Martins Beatriz Marina da Cunha Lara Teixeira Maia Carolina Teodora da Silva Dulcinéa Iaçudara Magalhães Itacarambi Peneluppi Eloísa Paula Miranda de Oliveira Felício Ramuth Gilberto Martins Isabella Cristina de Oliveira Abreu Damião José Vicente de Miranda Liv Cavalcanti Taranger Luciano Urizzi Teixeira Luís Henrique Ferreira Santos Marco Aurélio Marques dos Santos Marcos Alexandre de Oliveira Maria Ângela Piovesan Savastano Maria da Conceição Oliveira Almeida Oswaldo Barbosa Loureda Robson Ivo de Assunção Ruth Macedo Otta Sueli Teresinha Canella Olivas Mariano Tânia Kury Carvalho Thiago André Goss Florindo Waldir Vieira Walter Oighenstein Anderson Revisão Técnica e Editorial Célia Gomez Sardinha Silva Eliane Milanez da Cunha José Fernandes Pereira Maria Cristina Gama Fotografia Adenir Britto / PMSJC Projeto Gráfico Magno Studio Impressão Esfera Editora

A organização e a formatação dos textos desta coletânea foram feitas com base nas características dos gêneros textuais pedidos. As alterações levaram em conta as correções ortográficas e a coerência, sem modificar a maneira de se expressar de cada autor.


5

Percepçþes, depoimentos, perspectivas, imagens e sentimentos da cidade no período de 2010 a 2012


INTRODUÇÃO

6


á 55 anos, durante a Nona Feira do Jovem Empreendedor, os organizadores do evento socioeducativo colocaram dentro de uma Cápsula do Tempo em formato de foguete, um livro em exemplar único, editado com todo o rigor gráfico.

O conteúdo do livro “SÃO JOSÉ, além DOS CAMPOS” foi composto por redações e desenhos produzidos por estudantes das redes de ensino municipal, estadual e particular, além de munícipes de São José dos Campos e região. Muitos dos autores poderão ver, 55 anos depois, o que redigiram e desenharam em homenagem ao provável empreendedorismo deles próprios enquanto cidadãos joseenses. Certamente, um capricho justificável de 2012, para chamar a atenção de quem, em 2067, venha a consultar páginas e páginas como legítimo documentário sentimental do momento vivido pelos joseenses, josefinos de nascimento ou migrantes por vontade própria, 300 anos depois do dia 27 de julho

de 1767. Geração após geração, desde os primeiros moradores aqui residentes, antes mesmo de 27 de julho de 1767, autores reconhecidos pelo sempre presente ideário empreendedor materializado pelo trabalho do cotidiano no chão dos bons ares. São obras públicas e científicas, empreendimentos da iniciativa privada e do academismo visionário, monumentos históricos e premiações institucionais, que em 2067, 300 anos depois de decretada a existência política e administrativa da “nova Vila de São José da Paraíba”, permitiram efetivamente que São José dos Campos tenha empreendido a sua participação meritória na História Contemporânea do Brasil e na História Universal. São José da Paraíba, no instante em que se tornou Vila para obter a “civilidade devida”, era um pequeno povoado formado em torno de um grande terreiro com menos de 50 residências, em fase de “lamentável miséria”. Mesmo não dispondo de recursos próprios para pagar as despesas de um padre residente para rezar missas, confessar,

batizar e casar os seus moradores chamados de “josefinos”, São José da Paraíba teria de custear vereadores, juízes ordinários e procuradores. Nas colônias portuguesas, as Câmaras Municipais cumpriam, simultaneamente, as funções do judiciário, do legislativo e do executivo locais. Para a governança colonialista da época, transformar o povoado josefino em Vila tinha um único motivo: arrecadação. Uma vila arrecadava impostos, taxas, dízimos, tributos, donativos; um povoado sem a “civilidade devida”, nem tanto. Em 1767, a atividade econômica predominante no Vale do Paraíba era o cultivo da cana de açúcar, o qual iniciou a derrubada da Mata Atlântica existente no vale do rio principal da região e seus afluentes, e nos contrafortes das serras da Mantiqueira e do Mar. As bandeiras e os bandeirantes do século anterior, responsáveis pelo descobrimento de ouro e pedras preciosas, tinham deixado de existir para os paulistas nas Minas Gerais. Ricos e de volta para o Vale do Paraíba, a bandeira enquanto conceito empresarial e o bandeirante preocupado em não

ter prejuízo, transformaram-se em tropas e tropeiros, e em canaviais e usineiros. São José da Paraíba tinha sido uma aldeia de brasilíndios dispersos criada em 1707 por padres jesuítas. A sua população era pobre, constituída pelos descendentes dos primeiros aldeãos. Entre os josefinos, não tinha nenhum bandeirante com recursos próprios para se transformar em tropeiro de tropas de burros ou em usineiro de cana. As grandes fazendas existentes no seu território eram de jacareienses de Jacareí e de taubateenses (gentílico mudado para taubateano) de Taubaté. Mesmo deixando de participar diretamente das mudanças sociais e econômicas ocorridas no Vale do Paraíba, São José da Paraíba ingressou no século 19. Os canaviais tinham sido substituídos pelos cafezais, que ocupavam todo espaço disponível e enriqueciam os cafeicultores, agraciados com títulos de barões, viscondes e condes. Quando o príncipe Dom Pedro de Alcântara passou pela região em 1822, a caminho do Grito do

7


12

APRESENTAÇÃO Se queres prever o futuro, estuda o passado Confúcio 551-479 a.C


O Projeto SÃO JOSÉ, além DOS CAMPOS, cujo propósito foi enaltecer as referências positivas de nossa cidade, envolveu a realização da Feira do Jovem Empreendedor e a produção desse livro.Durante os seis dias da 8ª edição da Feira, realizada em 2010, cento e quarenta mil visitantes, crianças, jovens e adultos mantiveram contato direto com expositores, personalidades empresariais, cientistas e estudiosos nas áreas de empreendedorismo, astronomia e astronáutica, por meio de palestras, relatos de experiência, exposições temáticas e atividades interativas, prestando justas homenagens aos Astros que brilham na Terra (tema do evento), além de conhecerem artistas e escritores visionários que ultrapassaram barreiras e conquistaram o mundo, muito além dos Campos de São José. O livro, que deverá ser mantido por mais de meio século numa Cápsula do Tempo, é constituído por depoimentos e relatos daqueles que vivenciaram momentos significativos da nossa história e pelo registro dos sonhos de muitos joseenses. Tal conteúdo resultou de colaborações selecionadas dos participantes de dois desafios: a coletânea cultural, em que foram inscritas mais de 500 composições, escritas e visuais, criadas por pessoas de todas as idades e níveis sócioeducativos e culturais e a composição de mensagens entregues no Parque Tecnológico de São José dos Campos, durante a Feira do Jovem Empreendedor e no Centro de Educação Empreendedora, local em que a cápsula ficou exposta por dois anos e onde permanecerá abrigada, até o dia de ser aberta, em 27 de julho de 2067. Textos e mensagens visuais tão diversas, em decorrência da marca pessoal de cada autor, certamente despertarão a curiosidade dos leitores, sobretudo daqueles cujo passado e presente se mesclarem por laços familiares. De conteúdo historiográfico, a intenção é exatamente que, a partir de 2067, ele seja lido não apenas por estudiosos, mas que o manuseiem também todos os que se interessarem pelas pessoas e acontecimentos de nossa cidade. Este livro é, em síntese, um “recado” que a atual geração registra para os futuros joseenses, de nascimento e de coração. Nossos agradecimentos a todos aqueles que direta ou indiretamente tornaram este sonho realidade: autores; comissão julgadora; equipes técnicas da Prefeitura Municipal de São José dos Campos; Secretaria Municipal de Educação; Centro de Educação Empreendedora; nossos alunos e familiares; parceiros; palestrantes; apoiadores e visitantes.

Gisele Maria Pintus Pereira

Idealizadora do Projeto SÃO JOSÉ, além DOS CAMPOS Coordenadora da Feira do Jovem Empreendedor

13


14


ÍNDICE CRÔNICAS

17

POESIAS

41

DESENHOS

79

escritas por 21 joseenses

36 textos poéticos de 68 autores

109 expressões artítisticas em 91 trabalhos

COMPOSIÇÕES

171

MENSAGENS

201

27 convidados escrevem para a cidade

70 recados deixados por 80 joseenses

15


cr么nicas

16


17 crテエnicas

CRテ年ICAS


cr么nicas

18


14 anos, Estudante

São José: minha história, sua história

S

ão José tem várias histórias para contar sobre a cidade mais linda que existe, e a minha é uma delas. Nasci e cresci aqui. Tenho uma só pergunta: Como será São José dos Campos daqui a 50 anos? Sempre ouço: “Quero uma cidade sem miséria, violência, desmatamento e poluição. Um lugar só de alegria”. Hoje estou com 14 anos e vejo os adolescentes estragando suas vidas com drogas. É muito triste ver uma criança com fome e frio, enquanto

19 pessoas que têm casa e o que comer, ficam só brincando com a vida. Poucos ajudam a combater os problemas. Por sorte, há muitos trabalhadores tentando conquistar cada coisa que desejam, lutando para chegar a um só objetivo: “ser feliz”. Já decidi: Quero uma São José, além dos Campos. Sempre terei orgulho de nossa cidade e de dizer: Sou e sempre serei joseense!

crônicas

Melissa Silva Nepomuceno


Pedro Paulo da Costa Carvalho 17 anos, Estudante

crônicas

30

São José Além dos Campos

N

o interior do estado de São Paulo existem muitas cidades bonitas e entre elas há uma em especial: São José dos Campos, uma cidade em crescimento, que está sendo essencial para o país. Nela podemos encontrar a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), que fabrica aviões, e também o Instituto Tecnológico Aeroespacial (ITA), que, além de ser uma das melhores faculdades do mundo, é um ícone muito especial para o nosso Brasil. Claro que existem mais tecnologias em São José dos Campos, como o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), entre outros... Mas, mudando um pouco de assunto, vamos falar das belezas naturais desta cidade.

Como o próprio nome já diz, “São José dos Campos” é uma cidade que se mostra bonita, tanto na área rural como na urbana. Por exemplo, o Banhado, onde, vendo de cima, pode-se apreciar uma bela paisagem, principalmente se for um pôr-do-sol. Também existem muitos parques, como o Parque da cidade, uma bela atração para as pessoas que procuram conhecer mais a cidade e também para se exercitar. Muitas pessoas que não conhecem São José julgam mal a nossa cidade, pelo fato de ser interior, porém não sabem o que estão falando, a cidade de São José dos Campos é realmente interior, onde as pessoas puxam o “R”, e claro, alguns ainda andam de charretes em determinadas áreas.

Para as pessoas mais idosas, São José é a cidade perfeita, calma e agitada ao mesmo tempo e é também um lugar onde existe um amplo campo de emprego. É divertido também para os mais jovens, que pelo fato de não ser uma cidade tão grande, as coisas acabam ficando mais próximas, como shopping, lojas e outros. Um dos pontos negativos de São José dos Campos é a vida noturna, essa cidade não oferece muitas baladas de qualidade como as de São Paulo. São José é dos campos, é de todos. Você que ainda não conhece aqui, conheça, venha. Estamos esperando você.


52 anos, Professora

Saudade

Q

uando abrimos nossos olhos diante de ti, nos vimos chegando aqui, receosos do que nos aguardava. Lembramos que, sentados observamos os colegas, como se estivéssemos vendo de uma janela. Quanto mais olhávamos, mais nos maravilhávamos com a alegria e o amor que víamos em seus olhos. Nosso primeiro dia aqui foi cheio de medo e suspense, pois tudo era novo e, ao mesmo tempo, velho. Não sabíamos como explicar essa sensação, não adiantava nos perguntar. Sabemos que nos apaixonamos pelos alunos, tivemos discussões, erros e acertos, muitos abraços e beijos em cada despedida. Cada manhã era um recomeço que trazia esperança, alegria e lágrimas no final. A escola pequena, meio sem graça, cresceu, ganhou proporções, tive-

mos que acompanhar seu crescimento, que nos trouxe preocupações, medos e muitas incertezas. Mas uma coisa continua igual: o carinho, o sorriso e o modo meigo com que éramos recebidos a cada manhã. Assim, quando esse documento for lido, muitos de nós não estaremos aqui, mas hoje temos a certeza de que fizemos o melhor por essa escola tão maravilhosa, que nos acolheu com tanto amor em momentos em que nossas forças ficavam pequeninas. Temos a convicção de que muitos de nossos alunos se lembrarão das manhãs de segunda-feira, quando a Professora Ana os colocava em fila para cantar o hino nacional. Essa imagem ficará presente em nossa memória e na deles. Outros se recordarão das piadas engraçadas do Professor Daniel e perguntarão onde ele estará. “Será que

ainda torce pelo Santos?” Ou do sorriso do Professor Fábio, que deixará muitas lembranças. Mas, enfim, gostaríamos de ser lembrados como uma geração de profissionais que construiu uma escola formadora de cidadãos, de gente que saberá lutar por um país e um mundo muito mais dignos. Parabéns, “Escola Jacyra Vieira Baracho”, você marcou nossas vidas e temos certeza de que a história de nossa cidade também. Hoje nossa escola tem cara nova, mas a solidariedade e a responsabilidade são as mesmas de quando pisamos aqui pela primeira vez. Desejamos que quando lerem esta carta, esses sentimentos e atitudes ainda estejam presentes e fortalecidos.

31 crônicas

Etelvina de Fátima Almeida


poesias

40


41 poesias

POESIAS


Camila Sousa da Silva

12 anos, Estudante

Minha cidade São José, além dos Campos São José evoluída, Amor da minha vida. Lindos campos você tem, Lindos prédios também. Fazendas, casas e hospitais,

poesias

42

Com moradias gerais. São José dos Campos, Que espanta seus prantos. Nos dê vida e amor, Com todo seu louvor. Carinho e amizade, Fala sempre a verdade. São José evoluída, Amor da minha vida.


16 anos, Estudante

São José dos Campos, querida cidade Tudo começou com a saúde,

A visão é de uma tremenda poluição

Nos anos sessenta,

Sonora, visual e ambiental,

Pessoas procuravam ar puro

Mas, apesar disso tudo,

Para curar tuberculose

Ainda temos algo de muito belo,

Em um lugar chamado

Chama-se Banhado,

“Vicentina Aranha”.

Lá de cima vemos o horizonte, O pôr-do-sol e as montanhas.

O ar fresco e as muitas árvores Chamaram a atenção da população

Que nos fazem perceber o quão ainda é bela

Que veio em busca de salvação

Essa tal São José dos campos.

E logo começou o processo de civilização. Hoje, nossos campos já não são mais os mesmos, Prédios e casas tomaram conta da cidade. O ar puro não é mais como antes, Pessoas andam de lá para cá, Carros, ônibus e motos se esbarram em vai e vem.

43 poesias

Isabela Bernardo Ramires


Mirian Menezes de Oliveira 42 anos, Orientadora das Salas de Leitura de SJC

Madrugada Na madrugada em que me permiti

(Não contei os astros. Somente

Deitar no chão frio

aguardei uma estrela cadente,

Sob a “cuia da noite”,

Que cismou cair ao término do poema.)

Enxerguei o “útero negro” Parindo estrelas e nuvens.

Eu, “desordenada”... Esperei o extraordinário,

Os seres madrugavam...

Que se fez no ordinário...

As horas passavam...

poesias

76

O silêncio gritava...

A madrugada “madrugou”

E quanto a mim,

E com ela todos os seres,

Madrugava com as coisas,

Inclusive eu, que, poetando,

Tendo quase a certeza

Peguei caneta e papel...

De que nem precisaria escrever mais versos.

Só para não perder essa mania de grandeza... De achar que meus versos

Teria somente que “ser”;

Também podem parir estrelas...

Passando com o tempo... Madrugando como as coisas... Na madrugada em que Optei pela vigília... Vi a rotina do céu, Que nada tem a ver com a minha.

Dedicado à cidade-mãe adotiva: São José dos Campos


Ana Carolina Nicácio 15 anos, Estudante

15 anos, Estudante

Caroline Lima de Mello 15 anos, Estudante

Isabella Brunini Simões Padula 15 anos, Estudante

Natália Lopes Fregonesi 15 anos, Estudante

Nathalia Magalhães de Andrade 15 anos, Estudante

Feliz 2067 Dez horas por dia,

Nós rimos de nossos antepassados

Cinquenta aulas por semana,

E agora estamos ultrapassados.

Estudos, livros, estudos,

E o trânsito?

Milhares de trabalhos,

Ainda será de automóvel

Chego a enlouquecer,

Ou tomará conta do céu?

Mas “sem problema”,

E o efeito estufa, como estará?

Só assim posso vencer,

A atmosfera resistirá?

Vestibular, vestibular, vestibular!

Vida em outro planeta...

Essa é minha meta.

Já descobriram?

Eu sei, vou alcançar.

O passado é distante,

E as futuras gerações?

O futuro duvidoso,

Também vão se esforçar?

Mas vivemos o atual,

A escola ainda existirá?

Nosso único mundo real.

Você é quem dirá. Calça jeans e Coca-cola Essa é a nossa moda, não ria,

Um “salve” para nossos bisnetos!

77 poesias

Carolina Santos Machado


desenhos

78


79 desenhos

DESENHOS


desenhos

80

Samuel Pereira de Souza São José, além dos Campos


desenhos

81

Luciana Oliveira Nascimento e Raquel de Souza Rocha São José em 2060


desenhos

82

Gabriel Olivier Larangeira SĂŁo JosĂŠ flutuante


desenhos

83

R么mulo Henrique Brand茫o Futurista


desenhos

84

Milene Caroline da Silva Souza e Thais Lima Martins São José, além dos Campos


desenhos

169

Arthur Sousa Gonçalves da Silva

Karoline Sayuri Namba

São José dos Campos indo para o futuro

Viagem para o futuro


composições

170


171 composições

COMPOSIÇÕES


Eduardo Cury Prefeito Municipal de São José dos Campos

composições

172

Feira do Jovem Empreendedor Joseense 2010

S

ão José dos Campos tem uma grande vocação empreendedora e tem produzido conhecimentos e tecnologias para o Brasil. Nosso grande diferencial é ter uma cidade forte, de cultura abrangente e diversificada, com oportunidade para quem quer aprender e crescer. Por isso investimos na educação de base, na atração de faculdades e universidades públicas, com ensino gratuito e formação de alto nível.

Este grande evento, que começou em 2002 com a proposta de apresentar projetos de alunos da rede municipal de ensino, é hoje (2010) uma referência nacional na área do empreendedorismo jovem. Em nossa última edição, recebemos a visita de 136 mil pessoas e esperamos crescer a cada ano em número de visitantes, expositores e, principalmente, de alunos com ideias inovadoras e arrojadas.

Nosso grande objetivo na administração pública da cidade tem sido preparar os nossos jovens para que tenham condições de enfrentar os desafios do mercado de trabalho e da evolução pessoal e profissional.

Sou otimista sempre e creio que tenho razões objetivas para isso. Eventos como este estão preparando nossa cidade para tempos de prosperidade. No futuro, seremos um centro econômico cada

vez mais importante no estado e no país porque formamos jovens empreendedores, que pensam na tecnologia, no meio ambiente, numa economia moderna e sustentável. Espero que tenha colaborado para semear um futuro brilhante para nossa cidade e que daqui partam, para o Brasil e para o mundo, profissionais que façam a diferença. Profissionais que descubram, pesquisem, criem, empreendam, inovem e ajudem a trazer um futuro próspero e com qualidade de vida para o nosso planeta.


Deputado Federal

T

ive o prazer de ser prefeito de São José dos Campos na virada do milênio. Naquela época, quando falávamos em empreendedorismo, em cultura empreendedora, éramos olhados com certa desconfiança. É com imensa alegria que vejo que quase duas décadas depois superamos essa fase. A cultura empreendedora vem se arraigando em nossa sociedade e se multiplicando Brasil afora com um dos valores importantes para avançarmos. Lembro-me de algumas sementes que ajudei a plantar nos meus dois mandatos e uma das que mais me orgulham é, sem dúvida, o incentivo ao empreendedorismo. Antes de tudo, o empreendedorismo consiste em dar oportunidade para as pessoas, ajudá-las a cultivar e principalmente perseguir, batalhar por seus sonhos. Em São José, a criança começa a

“aprender a empreender” já a partir dos quatros anos. Tenho muito orgulho de ter implantado seis programas e projetos que buscam incentivar e estimular o empreendedorismo nos estudantes, que além das vivências em sala de aula, têm acesso a um Centro de Educação Empreendedora (Cedemp), criado para fomentar as ideias e ações empreendedoras. Tenho certeza que São José continuará trilhando o caminho de sua vocação empreendedora pelas próximas décadas. Ao abrirem essa cápsula, todos poderão comprovar que o que começamos lá atrás, foi mesmo só o começo, o pontapé inicial de uma longa trajetória. Hoje, em 2067, os joseenses têm ainda mais orgulho do que foi construído ao longo das últimas cinco décadas. Mas, não vão parar por aqui. Afinal, o futuro está logo em frente.

173 composições

Emanuel Fernandes


mensagens

200


201 mensagens

MENSAGENS


Empreendedorismo e oportunidades. A prosperidade e o desenvolvimento de qualquer comunidade dependem da quantidade de empreendedores que tiver, pois são eles que irão investir e, ao aproveitarem as oportunidades de mercado, irão gerar empregos e impostos. Jorge Gerdau Johannpeter

Presidente do Conselho de Administração da Gerdau e Presidente Fundador do Movimento Brasil Competitivo - MBC

Sejamos GRANDES e vamos construir um futuro do qual todos tenhamos orgulho.

Luiz Antonio Angelo da Silva Médico e Vice-Prefeito de SJC

mensagens

Cristóvão Gonçalves Vereador SJC

Ozires Silva

Criador da Embraer, Reitor da Unimonte e Palestrante da Feira do Empreendedor 2010

202

Façam o melhor que puderem! Tenham em vocês de hoje, o único parâmetro melhorado de ontem. Você é único! Vivemos num tempo de tecnologia, mas o foco deve ser o ser humano e suas relações. Sejam felizes,!

Meu sonho é uma humanidade onde as pessoas sejam mais próximas, mais solidárias...

Continuar transformando o mundo com a força da Educação. Rose Assad

Diretora do Departamento de Educação Básica SME

É bom ser idosa. Tenho 62 anos, amo a vida, nunca bebi e nem fumei, pois façam isso e terão uma vida saudável. Um forte abraço, pois quando lerem esta mensagem vocês terão a minha idade ou mais. Pratico esporte, faço capoeira, hidroginástica e exercícios chineses, que são bons para a saúde. Estarei lá em cima quando vocês lerem esta mensagem e um dia nos encontraremos. Até breve e beijos para todos aí na Terra, este planeta maravilhoso que é só saber viver... Zilda Duarte

19 de outubro de 2010


Olá pessoal do “futuro”! Espero que em 2067 o planeta Terra esteja ainda habitável. Estamos cuidando em parte do nosso planeta, ainda há muito a ser feito, mas acredito na sustentabilidade e que sejamos filhos melhores para a nossa mãe Terra!

Acreditamos que o jornal de papel já foi substituído pelo virtual. Pensamos que já resolveram o problema do lixo com a reciclagem. Não basta reaproveitar, se faz necessário o uso racional. Idenilde Ferreira Gomes e Rosangela Maria de Oliveira

Bianca de Fátima Souza 16 anos

Luciano Salvador Ribeiro outubro de 2010

Carolina Lopes de Oliveira Ramos

Diretora e Orientadora Pedagógica do IMI “Maroca Veneziani”

Hoje é um dia muito feliz para o grupo “Mania Animal”, pois ficamos em 2º lugar na 8ª Feira do Jovem Empreendedor Joseense 2010. Já somos campeões.

Que cuidem de nossas crianças e do meio ambiente se “ainda existir”. Para que todos possam viver em paz e harmonia.

21 de outubro de 2010

Geise Mara

Grupo “Mania Animal”

203 Orgulho-me de ter feito parte da organização do I Congresso do Envelhecimento de São José dos Campos. Em 2067, o Congresso estará em qual edição? Espero que este projeto tenha continuidade, pois, com certeza, se hoje em 2010, a população já está beirando os cem anos, imagino até que idade vocês, de 2067, viverão... Tereza Freire

Assistente Social Gerontóloga

mensagens

Fomos ganhadores da Feira do Jovem Empreendedor 2010. Um sonho que jamais irei esquecer, pois amadureci demais com a oportunidade que tivemos. Obrigada.


ÍNDICE DE AUTORES Em ordem alfabética

215


216

CRôNICAS

POESIAS

Amanda Caroline Ramos Rabello ...................... pag. 24

Alexia Sousa Silva ............................................ pag. 48

Ana Beatriz Silva Moreira Oliveto ...................... pag. 34

Amanda Caroline Ramos Rabello ...................... pag. 53

Elisa Braga ....................................................... pag. 20

Amanda Medeiros da Silva ............................... pag. 55

Etelvina de Fátima Almeida ............................... pag. 31

Ana Beatriz Rodrigues ...................................... pag. 62

Giulia Sorbile Veiga Covre ................................. pag. 23

Ana Carolina Nicácio ........................................ pag. 77

Karina Macedo Martins .................................... pag. 21

Ana Julia Santos Lourenço ................................ pag. 47

Kimie Furuzawa Miyata ..................................... pag. 38

Ana Paula Vidal Melo........................................ pag. 61

Leonardo Andreazzi Dias .................................. pag. 35

Anderson Gabriel Luiz de Lima ......................... pag. 61

Letícia Machado Goulart .................................. pag. 33

Bruna Judice Beltrane ...................................... pag. 68

Lina Donizetti Morais da Silva ........................... pag. 39

Bruno Jesus dos Santos.................................... pag. 66

Maria Lúcia Porto ............................................. pag. 29

Caíque Fernando Ribeiro de Carvalho ............... pag. 62

Marcela Lira da Silva ........................................ pag. 37

Camila Sousa da Silva ...................................... pag. 42

Marília Soares da Silva Lage e Capibaribe ......... pag. 36

Carlos Henrique Machado Castanheira Júnior .. pag. 53

Melissa Silva Nepomuceno............................... pag. 19

Carolina Santos Machado ............................... pag. 77

Michele de Faria .............................................. pag. 27

Caroline Lima de Mello .................................... pag. 77

Mirian Menezes de Oliveira............................... pag. 26

Cibélle de Aguiar Garcia ................................... pag. 54

Natália de Souza Ribeiro................................... pag. 28

Danilo Silva Pereira .......................................... pag. 62

Pedro Paulo da Costa Carvalho ......................... pag. 30

David Matheus da Silva .................................... pag. 61

Samyie Bagari Akl ............................................ pag. 22

Deborah Alcântara Amaro ................................ pag. 53

Thaísa Bravo-valenzuela e Silva ......................... pag. 32

Diego de Paula Barbosa.................................... pag. 61

Vânia Clarice R. Silva Batista ............................ pag. 25

Douglas Henrique Santos Terto ........................ pag. 53


Edilene Maria de Lima ...................................... pag. 64

Marco Antonio Gomes da Silva ......................... pag. 61

Ellen Carolina de Paula Faria............................. pag. 53

Maria Cristina Gama ........................................ pag. 72

Evelyn Lorraine da Silva .................................... pag. 49

Maria Lúcia Porto ............................................. pag. 58

Gabriela A. Coutinho ........................................ pag. 61

Marília Villauta Camargo Ortiz .......................... pag. 53

Gisele Cibele Araújo Jorge ................................ pag. 56

Marina de Paula Moura .................................... pag. 62

Giulia Ester Terni Marques da Silva ................... pag. 69

Marllon Blayan dos Santos ............................... pag. 65

Guilherme Henrique Moreira Kayanoki .............. pag. 52

Matheus Guimarães de Paula ........................... pag. 52

Guilherme Rogério Barbosa .............................. pag. 57

Mirian Menezes de Oliveira .............................. pag. 76

Isabela Bernardo Ramires................................. pag. 43

Mônica Rangel ................................................ pag. 75

Isabella Brunini Simões Padula ........................ pag. 77

Natália Lopes Fregonesi .................................. pag. 77

Jéssica de Fátima Castro .................................. pag. 56

Nathalia Magalhães de Andrade ...................... pag. 77

Jéssica Gomes Diniz ......................................... pag. 62

Nicole Querino Prudente .................................. pag. 61

Juliana Borges Victor ........................................ pag. 44

Pedro Henrique de Paula dos Santos ................ pag. 61

João Pedro Maximino Gongora Godoi................ pag. 59

Raquel Barbosa do Nascimento ........................ pag. 45

João Pedro Silva Nascimento ............................ pag. 46

Rosemari Mann Müller ..................................... pag. 70

Júlia Adrielle da Silva Barbosa ........................... pag. 61

Talita Jéssica Alves Martins .............................. pag. 73

Júlia Carneiro Castilho ...................................... pag. 53

Tamara da Silva Piraí ........................................ pag. 60

Laudelina Beatriz de Oliveira ............................. pag. 61

Thomas Augusto Teixeira de Albuquerque ......... pag. 66

Layla Sayed Nicolas ......................................... pag. 71

Vitória Clécia de Melo Andrade ........................ pag. 50

Lucas de Souza Silva ........................................ pag. 56

Vitor Machado da Rosa .................................... pag. 55

Maiara Carvalho Rangel dos Santos.................. pag. 61

Viviane Fernanda Pereira dos Santos ................ pag. 61

Maria Carolina Fonseca Damasio ..................... pag. 63

Wellington Rudney Aparecido Evaristo .............. pag. 61

Marcelo Rodolfo de Carvalho Júnior .................. pag. 67

Yago Dias de Araújo Stecca ............................. pag. 74

217


Apoio:

224


Realização:

225


226


227


São José Além dos Campos