Page 1

MAGDA GRAZIELLA MARTINS

GRAMÁTICAS PRÁTICAS PARA O COTIDIANO ESCOLAR

Editora Alfapa


1ª edição

Editora Alfapa

RS // 2010 GRAMÁTICAS PRÁTICAS PARA O COTIDIANO ESCOLAR

MAGDA GRAZIELLA MARTINS – Professora de Língua Portuguesa e de Redação, especialista em Linguística pela FASB e corretora de redação de vestibular.


ISBN 85-92-1967-10

SUPERVISÃO EDITORIAL: Maria Eloi do Couto EDITOR: João Vilmar do Couto ESSISTENTE EDITORIAL: Graziette de Couto COPY-DESK: Marisa Terezinha Martins REVISÃO: Thiago Silveira

EDIÇÃO DE ARTE: João Oliveira CAPA: João Oliveira

_____________________________________________________________________

Editora Alfapa

_____________________________________________________________________ AV: Umbu, 85 – CEP: 91350-100 – Passo da Areia, Porto Alegre – RS – Tel.: (051) 33375036 – Endereço Internet: http://www.alfapa.com.br


SUMÁRIO

INTRODUÇÃO............................................................................................................. 5 COMPARAÇÃO DE GRAMÁTICAS ....................................................................... 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS ....................................................................................... 9 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...................................................................... 10


INTRODUÇÃO

Atualmente,

é,

cada

vez

mais,

imprescindível

que

um

profissional

independentemente da sua área de atuação – esteja constantemente buscando atualização. Atualização no sentido de procurar conhecer novas tendências, novos conceitos, novas bibliografias. Nesse sentido, destaca-se o profissional da área das Letras, mais especificamente o professor de Português. Com essa busca por novos conhecimentos é que se dá o aperfeiçoamento. Para essa preparação e para esse aperfeiçoamento, estudar a gramática da língua, conhecer gramáticas diferentes e manter-se atualizado sobre as publicações desses livros são ações indispensáveis. Tendo em vista essa necessidade, foram analisadas duas gramáticas da língua portuguesa, próprias para professores que buscam praticidade.


COMPARAÇÃO DE GRAMÁTICAS

Uma minigramática, por se tratar de um livro pequeno – talvez a metade do tamanho de uma gramática “normal” – é bastante interessante para um profissional que a utilize diariamente e que não trabalhe em um único lugar, pois é fácil de manejar e de transportar. A minigramática de Jesus Barbosa de Souza e de Samira Youssef Campedelli é um ótimo exemplo desse tipo de material. Essa minigramática teve sua primeira edição publicada em 1997 pela editora Saraiva e apresenta uma capa com cores fortes (roxo, amarelo e rosa). Na contra-capa, há um pequeno texto apresentando a obra e abaixo desse, há um código de barras contendo também a inscrição no ISBN – 8502024531. Pode-se dizer que a obra tem um visual moderno e agradável e que possui como característica principal a concisão na apresentação dos conteúdos. É possível perceber que após a capa há uma folha de rosto contendo o nome dos autores e a formação de cada um deles, há o mesmo símbolo que aparece na capa, há a edição e há o nome da editora. Vale ressaltar que Souza, um dos autores, é formado em direito e tem pós-graduação em Comunicação Social, e Campedelli, outra autora, é doutora em Letras pela USP e professora na mesma universidade. No verso dessa folha de rosto, há a ficha catalográfica com informações como, o número de inscrição no ISBN, supervisão editorial, editor, assistente editorial, copy desk e revisão. A folha seguinte a essa já é a apresentação – texto escrito pelos autores e no verso já se encontra o sumário, o qual aparece organizado em partes (parte 1 – Fonologia, parte 2 – Morfologia, parte 3 – Sintaxe e parte 4 – semântica / aspectos gramaticais complexos). Após essa parte descrita anteriormente, o conteúdo da minigramática é iniciado, sendo apresentado por títulos em destaque, colocados sempre nas páginas ímpares. Essa obra possui 526 páginas (folhas que são um quarto do tamanho da folha de ofício A4), com mancha razoavelmente grande, com letra legível, mas pequena e com espaçamento entre


linhas pequeno. Esse livro possui, ainda, índice remissivo, bibliografia, siglas e, na última página, colofão. O objetivo dessa obra é ser prática – como sinônimo de eficiente – visando facilitar o manuseio e a consulta. Trata-se de uma “pequena gramática”, com exemplos, explanação de assuntos, além de exercícios extraídos de exames de vestibular. A minigramática apresentada é um bom exemplo de livro prático para consultas rápidas no cotidiano. No entanto, faz-se necessário que o professor de Português tenha gramáticas mais completas, que apresente gêneros textuais diversos e que, além de ser adaptada ao ensino da língua em sala de aula, ainda sirva como material de recurso para enriquecer a aula. Nesse sentido, a “Gramática em textos”, da Leila Lauar Sarmento, é uma ótima e rica opção. Essa obra teve sua segunda edição publicada em 2005 pela editora Moderna e apresenta uma capa vermelha com o título em letras grandes, chamativas, atraente para o leitor e com o nome da editora em destaque. Na capa, não há muitas ilustrações, há apenas um fundo vermelho com alguns círculos em vermelho mais claro. Na contra-capa, há um pequeno texto apresentando a obra ao leitor, há, também, o nome da editora e o código de barras com o número de inscrição no ISBN – 8516048349. Essa obra apresenta folha de rosto com o nome da autora, a sua formação, o título da obra, a edição e o nome da editora. Vale salientar que Sarmento é graduada e pósgraduada em Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Minas Gerais, autora de livros didáticos e de outras gramáticas. No verso da folha de rosto, há a ficha catalográfica contendo informações como, editores, preparação de texto, coordenação de design, projeto gráfico, revisão, entre outros dados. A folha seguinte contém apresentação e agradecimento e, no verso dessa, há o sumário dividido em partes (capítulos) assim como na minigramática de Souza e Campedelli, porém, nessa obra, as partes, com títulos e subtítulos, são coloridas bem como a identificação de cada parte nas páginas ao longo do livro, o que mostra o quão didática é. Essa obra possui 647 páginas, finalizando com apêndice I, apêndice II e bibliografia; sendo que, na última página, não há o colofão. Leila Lauar Sarmento apresenta diferentes textos que contextualizam os conceitos. Essa autora parece sintonizada com as atuais propostas de ensino, pois escolhe diferentes gêneros como: tiras, crônicas, notas jornalísticas, charges, anúncios, poemas, letras


de música, entre tantos outros muito próximos ao universo dos alunos. Além disso, é importante ressaltar que a metodologia dessa gramática é afinada com as atuais necessidades de professores e de alunos e que é notável a simplicidade e a objetividade no tratamento da matéria.


CONSIDERAÇÕES FINAIS

Destacar duas obras que trazem as regras e conceitos da língua portuguesa não é tarefa fácil, entretanto, quando se refere a materiais de trabalho, é válido mencionar que sempre há os favoritos, os melhores ao nosso gosto, aqueles que são incansavelmente usados em nosso dia a dia e é sob essa ótica que essas duas obras foram mencionadas, apresentadas e analisadas. A “minigramática” com sua praticidade e objetividade, e a “gramática em textos” com sua forma didática, atraente, colorida, repleta de textos e exercícios. Ambas recomendadas não somente aos professores de Português, mas também a todos os profissionais da área das Letras.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

SOUZA, Samira Youssef. Minigramática. São Paulo: Saraiva, 1997. SARMENTO, Leila Lauar. Gramática em textos. São Paulo: Moderna, 2005.


Impressรฃo e Acabamento

Grรกfica Vida Fone: (051) 92075674 Brasil


Escolher um bom livro de gramática, que satisfaça necessidades comuns de públicos distintos, constitui, sem dúvidas, tarefa complicada para um profissional da área de Letras. As duas gramáticas apresentadas são uma amostra de como trabalhar de forma mais prática a nossa complicada Língua Portuguesa. Dirigido a todos quantos necessitem de um esclarecimento gramatical pontuado, esta obra apresenta farta descrição de duas gramáticas que podem ser muito úteis aos professores de português, em especial. A linguagem – sabemos – se aprende pelo seu próprio uso e não existe apenas um uso para ela. Nesse sentido, as gramáticas indicadas nessa obra são especiais para aqueles que busca praticidade e autonomia para o seu cotidiano de trabalho.


GRAMÁTICAS PRÁTICAS PARA O COTIDIANO ESCOLAR  

Livro criado para a disciplina de editoração - FAPA

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you