Issuu on Google+

Ano 10, Edição 109

Março de 2012

Quem estuda a Bíblia e o Espiritismo, percebe logo que ele é bíblico. Aliás, ele existe desde que o mundo existe.

INFORMATIVO

GRUPO ESPÍRITA BENEFICENTE MARIA DOLORES 1.999 - 2012

Rua 19 nº 768, Bairro São Judas Tadeu, Jales-SP

A Igreja declarou, no final do século 19, que o Espiritismo deveria ser atacado com todas as armas. E os protestantes e evangélicos acataram também essas instruções. Mas faz bastante tempo que a Igreja parou de atacar o Espiritismo. Contudo, ficou a sua difamação. A Bíblia proíbe o contato com os Espíritos dos mortos (Deuteronômio, capítulo 18). Mas essa própria proibição de Moisés, e não de Deus, prova que esse contato

existe. E ela só valeu para o povo hebreu daquele tempo, como foi o caso do apedrejamento das prostitutas, pois não consta do Decálogo. Para a Bíblia, as profecias são feitas por Espíritos através dos profetas (1 João, 4:1; e Números, 11:25 a 30). E ela nos mostra também que os profetas não são apenas aqueles famosos, como Isaias, Jeremias, Joel etc., mas que todas as pessoas podem ser profetas, que Kardec passou a chamar de médiuns, havendo uns que têm esse dom mais aguçado. Jesus, quando ia participar de um fenômeno mediúnico mais especial, como o da Transfiguração, sempre Ele convocava os

três maiores médiuns dos seus apóstolos: Tiago, Pedro e João. Já Paulo denominava esses dons proféticos ou mediúnicos de dons espirituais. “Se alguém se considera profeta ou espiritual...”(1 Coríntios, 14:37). Mais tarde, foi criada a doutrina do Espírito Santo, principalmente a partir do Concílio Ecumênico de Constantinopla (381), passando a ser atribuída a ele a origem dos fenômenos proféticos ou mediúnicos. O apóstolo Paulo, que não conheceu o Espírito Santo da Santíssima Trindade, atribui esses fenômenos ao próprio Espírito do médium ou profeta. Segue página 02


Página 02

Segue matéria página 01 -Continuação da pag. 01-

Quando o indivíduo ora em línguas, é o próprio Espírito dele que ora (1 Coríntios, 14:14), fenômeno que o Espiritismo denomina de animismo, embora exista a xenoglossia (quando o médium fala línguas estrangeiras desconhecidas por ele), o que não deve ser confundido com glossolalia ou bla...bla...bla. E Paulo aconselha a prática, de preferência, de profecias. “Procurai com zelo os dons espirituais, mas que principalmente profetizeis” (1 Coríntios, 14:1 e 14:39). O médium prático só recebe um Espírito quando ele quiser. “Os Espíritos (entidades) dos profetas estão sujeitos aos próprios profetas” ou médiuns (1 Coríntios, 14:32). Nos capítulos 12, 13 e 14 de 1 Coríntios, temos verdadeiras aulas de sessões espíritas, quando ocorrem profecias e revelações, tal qual acontece, hoje, nas casas espíritas de todo o mundo, práticas essas que nos consolam, pois nos deixam mais fortes na fé, principalmente com relação à nossa imortalidade. “Para todos aprenderem a serem consolados” (1 Corín-

tios, 14:31). Porém essas reuniões mediúnicas paulinas não acontecem mais nas igrejas ou templos cristãos, ou acontecem, mas os Espíritos manifestantes são tidos erradamente como sendo o próprio Espírito de Deus (que presunção!), que os participantes chamam de Espírito Santo. Esses fenômenos mediúnicos, além de terem base bíblica, contam também, hoje, com o respaldo da ciência espiritualista, e, como foi dito, de fato eles nos consolam! (José Reis Chaves)

Medicina reconhece doença espiritual

Ouvir vozes e ver espíritos não é motivo para tomar remédio de faixa preta pelo resto da vida... Para o Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, psiqui-

atra, doutor em Neurociências, mestre em Ciências pela USP (Universidade de São Paulo) e destacado pesquisador na área da Psicobiofísica, a obsessão espiritual como doença da alma, já é reconhecida pela Medicina, na qualidade de doença da alma, ainda não era catalogada nos compêndios da Medicina, por esta se estruturar numa visão cartesiana, puramente organicista do Ser e, com isso, não levava em consideração a existência da alma, do espírito. Antes, a OMS definia saúde como o estado de completo bem-estar biológico, psicológico e social do indivíduo e desconsiderava o bem estar espiritual. Outra evolução no campo da psiquiatria, é que esta já faz a distinção entre o estado de transe normal e o dos psicóticos que seriam anormais ou doentios.

Jornal Correio Espírita edição 71 Maio 2011.

A depressão é falta de Deus?

Todas as doenças enfrentadas com o auxílio divino são mais leves e tornam-se instrumento de educação do espírito encarnado. Tendo fé a nossa dor tem um sentido, faz parte de um conjunto de bênçãos do criador em favor de nossa evolução rumo aos paramos celestiais. Com fé lutaremos pela vida e pela disposição, sem revolta e com inteligência. Tendo fé usaremos todas as armas terapêuticas em nosso benefício e pelo tempo necessário conforme essa necessidade se imponha. Caso não precisemos de medicação, usaremos apenas os exercícios físicos e o apoio emocional como alternativa suficiente, já que múltiplos são os tratamentos eficazes em relação a essa doença. A premissa que depressão é falta do que fazer, falta de Deus, chilique... É desinformada e cruel. A informação sobre essa condição permitirá que pessoas saudáveis acolham respeitosamente as necessidades dos doentes com os quais convivem. E, para finalizarmos, levantamos uma evidência óbvia de que a depressão não tem como causa, em hipótese alguma, a falta de Deus: os índices dessa doença são semelhantes entre ateus e teístas. Dra.Giselle Fachetti Machado


Página 03

Drogas... Prevenção é o melhor caminho A psicóloga Maria Heloísa Bernardo, Diretora do Centro de Tratamento Bezerra de Menezes, responde: Folha Espírita – Mas o que fazer para se manter longe das drogas? Maria Heloísa Bernardo – Prevenção é sempre a melhor forma de proteção. Manter-se informado sobre as conseqüências do uso, abuso e dependência química, adaptando a linguagem às características do grupo, talvez seja a

melhor forma de conscientização das pessoas para exercitarem o seu livre-arbítrio, ou seja, fazer escolhas apropriadas sobre usar ou não determinada substância. Essa orientação é particularmente importante para os jovens, que são a população mais vulnerável. Os profissionais de Saúde, por sua vez, também devem se manter cientificamente informados. Enfim, os profissionais, profes-

sores, pais e a sociedade de forma geral necessitam aprender para informar os jovens. FE – E para deixar de ser um dependente químico? Maria Heloísa – A dependência química é tratável, embora não se possa curá-la. Seus sintomas podem ser detidos através da abstinência total de toda e qualquer substância química que altere o humor. Além da abstinência, a vulnerabilidade do dependente químico à recaída pode ser controlada através de mudanças permanentes no estilo de vida, atitudes e comportamento. FE – No que os amigos e a família podem ajudar? Maria Heloísa – Educação sobre a dependência química e codependência é fundamental para todos. Orientação e tratamento especializado para a família ajudam a separar a crise do dependente da crise familiar, propiciando inicialmente o restabelecimento da comunicação entre o grupo familiar para desenvolver um plano terapêutico. FE – Muitos dizem que a solidão é a melhor companhia do dependente químico. Isso é verdade? Maria Heloísa – Sim, pois à medida que a síndrome progride a vítima se afasta do convívio social. A família e amigos também se afastam, devido a seu comportamento insano. Isso leva ao isolamento completo nas etapas finais da doença

Novela com temática espírita Rede Globo lança novela com temática espírita

No dia 5 de março, às 18h, estreia a novela “Amor, eterno Amor”, na Rede Globo. Escrita por Elizabeth Jhin e dirigida por Rogério Gomes, a trama contará sobre o amor que une casais, pais, filhos e famílias inteiras, terrenas e espirituais. Em “Amor, eterno Amor”, os personagens estão em busca de respostas sobre seus amores do passado. Também há uma mãe que ignora sua própria doença para buscar o filho desaparecido. Em entrevista ao site oficial da novela, a autora Elizabeth Jhin contou que a ideia inicial da novela começou com sua vontade

de falar sobre as várias facetas do amor. “Pensei no amor de duas crianças que prometem ficar juntas para sempre, sem imaginar que o destino lhes reserva algo bem diferente. Será que existe um amor predestinado? Pensei também no

amor de uma mãe que busca pelo filho desaparecido uma vida inteira, sem nunca perder a fé de que ele está vivo e que um dia vão se encontrar”. A temática das crianças índigo e cristal também será explorada e, segundo a autora, a questão vai proporcionar que outras pessoas se interessem pelo tema e tirem suas próprias conclusões. No elenco, há grandes nomes como Gabriel Braga Nunes, Cássia Kiss, Osmar Prado, Reginaldo Faria, Carol Castro, Ana Lúcia Torre, Othon Bastos, Felipe Camargo e Suzy Rêgo. (JORNAL MOMENTO ESPÍRITA Nº 27)


Página 04

INSÔNIA...

Espiritualidade diária Deixemos de ser cristãos de templos, nos preocupando com Jesus somente quando estamos na nossa casa religiosa, e com certeza teremos noites tranquilas, de sono reparador. Refletindo nisso, chegamos a conclusão que dormimos com nosso maior inimigo, nós mesmos. Os livros de Divaldo Pereira Franco nos relatam inúmeros casos de trabalhadores do bem, encarnados, que aproveitam suas noites de sono na continuação dos trabalhos de ajuda espiritual iniciados durante o dia. Quantos benefícios não colhem esses trabalhadores, aproveitando cada minuto para sua evolução. Cada um encontra o que busca. O que passa o dia acumulando raiva, desentendimentos e stress, com certeza terá uma noite bem diferente daquele que tenta viver em paz consigo mesmo, exercendo sua religiosidade de forma segura.

Estaremos reiniciando o estudo de “O livro dos Espíritos na quinta-feira, dia 8 de março. ESTUDE O ESPIRITISMO E ILUMINE O TEU ENTENDIMENTO.

AGENDE-SE MARÇO 2012 Palestras domingo 19h30min 4–DAVID (Maria Dolores-Jales) 11– ANTONIO CARLOS NAVARRO (S.J.Rio Preto) 18– MELINA FERRACINI (Maria Dolores-Jales)

25– DURVAL TEODORO (Palmeira D´Oeste)

CURSOS: Quinta-Feira: O livro dos Espíritos-20 h Sexta-Feira: Obras de André Luiz - 20h Sábado: O Ser Consciente-9h PLANTÃO DE PASSE -2ª, 3ª, das 18h30min as 19h15min . -5ª as 17h30min -6º das 19h as 19h30min Veja no mural as atividades da casa e participe conosco!

PATROCINADORES DESTE INFORMATIVO

PORTO - embarque neste porto Rua 12, nº 2.789, Centro - Jales PLANETA ÁGUA - Rua Um, nº 3073, fone: 17– 3632.7324 Revista Crista de Espiritismo-ed.101. PORTAL DO VERDE - Marg. Isaura Berto Venturini COLAVITE SEGUROS - AUSTACLINICAS - Rua 4, F:3632.8504 HOSPITAL DA BOCA - Fone: 17-3632.3874 e 3621.1254 CCAA - Av. Francisco Jalles CLINICA MULTIDISCIPLINAR Diego Modesto - Rua 4, nº 2012 "A música, nós o sabemos, re- Fone: 17-3621.6108 e 9738.0852 presenta importante papel na ESCRITÓRIO BOM JESUS inspiração profética e religiosa. Rua 10, nº 2245 -F:17-3632.7461 Ela dá o ritmo à emissão fluíPOLICLÍNICA - Ivan: 17-97040363 dica e facilita a ação dos espíRua 15, nº 2520 - F: 3632.4735 ritos elevados. É por isso que FISIOTERAPIA - Ronaldo Beltran ela tem seu lugar nas reuniões Av. João Amadeu, nº 2350 espíritas, nas sessões em que Fone: 17– 9717.0973 convém sejam precedidas por um hino apropriado às circunsVisite o blog tâncias." www.addavid.blogspot.com Léon Denis


Informativo Maria Dolores nº 109