Page 1

Ecossistema-garrafa


David Latimer, em 1960, num garrafão de 37 litros com terra semeou 4 tipos diferentes de sementes. Em seguida fechou o garrafão com uma rolha. Três das espécies (hera, urtiga-branca e planta-aranha) morreram, mas a quarta (tradescância) continuou a desenvolver-se até à atualidade. A última vez que regou esta planta foi em 1972, altura em que selou o garrafão. Ao fim de 40 anos, e apesar de não receber água nem ar do exterior, a planta mantém-se viçosa.

Esta experiência prova que as plantas podem ser autossuficientes num recipiente fechado necessitando, no entanto, da radiação solar, fundamental para a realização da fotossíntese.


Como construir um ecossistema experimental autossuficiente? MATERIAL:  1 frasco de vidro com abertura larga e tampa;  1 pinça longa ou uma vareta;  Pedras de vários tamanhos; terra adubada e areia;

 1 Planta (de preferência de pequeno porte e com pouca necessidade de luz directa);  Etiquetas; fita adesiva/ parafilm/ papel de limpeza.


PROCEDIMENTOS: 1 - Lavar o frasco de vidro e deixá-lo secar ao Sol. 2 - Secar uma quantidade de terra adubada que ocupe aproximadamente ¼ do frasco. 3 - Lavar as pedras e a areia. 4 - Colocar dentro do frasco uma camada de pedras com aproximadamente 2 cm de altura. Colocar em cima uma camada de areia com a mesma espessura e, por fim, uma camada de terra com 3 cm de altura. 5 - Com a pinça, colocar dentro do frasco a planta fixada ao substrato utilizado. Pode ser colocada mais terra para garantir que a planta fica fixa. A terra é levemente compactada. 6 - Regar a planta mas sem encharcar o interior do frasco de vidro. 7 - Com o auxílio da pinça e com o papel de limpeza, limpar as paredes do fresco de vidro. 8 - Fechar o frasco com a tampa e vedá-lo com a fita-cola ou o parafilm. NOTA: Depois de fechado o dispositivo experimental NÃO DEVE ser aberto. 9 - Na etiqueta, registar a data da montagem do dispositivo experimental. 10 - Colocar o frasco num local que não receba luz solar directa, mas que tenha luminosidade suficiente. 11 - Observar e registar as transformações que aconteçam no ecossistema experimental ao longo do tempo.


RESULTADOS:

POMBAL - 2016/ 17

Gota de água (hidrosfera) Ar (atmosfera) Planta (biosfera)

Solo (geosfera) + Microrganismos (Ex.: bactérias decompositoras)

16 de Janeiro, 2017; Cerca de 2 meses após o início da atividade experimental.


18 de Janeiro, 2017

24 de Janeiro, 2017


13 de Fevereiro, 2017


DISCUSSÃO: 1 - Qual a função das pedras e da areia? R: As pedras e as areias constituem um sistema de drenagem eficaz durante a circulação da água impedindo, por exemplo, a morte da planta devido ao apodrecimento das raízes.

2 - Refere a necessidade de se utilizarem plantas de pequeno porte e com pouca necessidade de luz. R: Dentro do frasco não existe muito espaço o que limita o seu crescimento.

3 - Qual o factor do meio ambiente que atravessa o frasco de vidro? R: Luz solar.

4 - Nos primeiros dias as paredes internas do frasco podem ficar embaciadas. Explica a razão desta situação. R: As plantas transpiram e libertam vapor de água que condensa na superfície interna do frasco; à medida que o tempo passa, haverá um equilíbrio entre a água absorvida e transpirada pela planta.

5 - Refere o que aconteceria se o ecossistema experimental fosse exposto à radiação solar directa. R: A planta poderá morrer devido ao excesso de calor.

6 - Explica por que razão não há necessidade de se abrir o frasco e o ecossistema manter-se-á autossuficiente ao longo do tempo. R: A planta é um ser fotossintético necessitando apenas de sais minerais, água e dióxido de carbono que pode obter do meio onde se encontra. Estes materiais são reintroduzidos no ecossistema pelo processo de transpiração, respiração celular e de decomposição de pequenas folhas da planta que, naturalmente, vão morrendo.

Ecossistema-garrafa  

Ecossistema-garrafa: ecossistema autossuficiente numa garrafa/ garrafão de vidro: água + solo com decompositores + planta (ser autotrófico)...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you