Issuu on Google+

Fontes Pereira de Melo (1819 – 1887)

"Em cada lugarejo, dos mais distantes que visitamos, lá está o viaduto, o chafariz, o fontanário, a obra pública, o tanque de abastecimento."


Introdução Fontes Pereira de Melo teve uma grande acção no desenvolvimento do país enquanto Ministro das Obras Públicas, na 2ª metade do século XIX. Foi ele que surpreendeu Portugal com estradas, vias-férreas, novos meios de transporte e de comunicação… Por isso, com este trabalho pretendo mostrar como o seu nome ficou marcado na História e como é lembrado e relembrado pelos portugueses, pois tal como outras personalidades históricas, vale sempre a pena saber e pesquisar mais sobre elas, aumentando a nossa cultura geral.


Família Maria Venância de Fontes Pereira de Melo 1805

João Augusto de Fontes Pereira de Melo 1808

Alexandre Eduardo de Fontes Pereira de Melo João de Fontes Pereira de Melo 25/01/1780 – 27/10/1856

Jacinta Venância Rosa da Cunha Matos 1780

1810

António Maria de Fontes Pereira de Melo 8/09/1819 – 22/01/1887 Maria Henriqueta de Fontes Pereira de Melo 1820

Maria Josefa de Sousa Machado


Reis Durante o período em que Fontes Pereira de Melo foi ministro, reinaram: • D. Maria II; • D. Pedro V; • D. Luís (rei referido na figura).

In. «História Alegre de Portugal II» de António Gomes de Almeida, Bertrand Editora, pág. 13


Cargos Fontes Pereira de Melo ocupou diversos cargos, dos quais se destacam: • Ministro da Fazenda (1851/52); • Ministro das Obras Públicas (1852/56); • Presidente do Conselho (1871/77, 1878/79 e 1881/86)

In. R. Bordalo Pinheiro: António Maria, «http://www.citi.pt/cultura/artes_plasticas/caricatura/bordalo_pinheiro/anto_maria.html»


Obras Públicas

In. «História Alegre de Portugal II» de António Gomes de Almeida, Bertrand Editora, pág. 19


Obras Públicas

In. «História Alegre de Portugal II» de António Gomes de Almeida, Bertrand Editora, pág. 20


Obras Públicas

In. «História Alegre de Portugal II» de António Gomes de Almeida, Bertrand Editora, pág. 26


O “Fontismo”

In. «História Alegre de Portugal II» de António Gomes de Almeida, Bertrand Editora, pág. 20

• Construiu-se a rede de caminhos-de-ferro; • Abriram-se estradas; • Estabeleceu-se o telégrafo eléctrico; • Alargaram-se os serviços postais; • Inauguraram-se as primeiras carreiras regulares de barcos a vapor; • Realizaram-se muitas obras de desenvolvimento nas colónias.


Progresso do Reino Caminhos-de-Ferro

Estradas

Ano

Exploração (km)

Ano

Extensão (km)

1884

1.685

1884

9.155

1890

2.071

1890

11.125

1895

2.340

1895

12.882

1900

2.356

1900

14.230

1917

3.453

In. «História Alegre de Portugal II» de António Gomes de Almeida, Bertrand Editora, pág. 26


Progresso do Reino Caminhos-de-Ferro Portugueses 1

3

Legenda

2

Figura

Anos

1

1856 - 1869

2

1870 - 1883

3

1884 - 1897

4

1898 - 1911

4 “Noventa e duas léguas de excelente estrada foram construídas e estão prontas em diferentes distritos do Reino. […] Fizeram-se 17 pontes importantes e trabalha-se em 28. Está a montar-se o telégrafo eléctrico. Criaram-se escolas de instrução primária. […] “

In. «História de Portugal II» de A. H. de Oliveira Marques, Palas Editores, pág. 15 In. Relatório de Fontes Pereira de Melo, «Diário do Governo», 16/03/1865


Fama

Busto feito por Soares dos Reis.

Nota de 50 escudos. Entrada em vigor em 1954 e saída em 1978.

In. «História Alegre de Portugal II» de António Gomes de Almeida, Bertrand Editora, págs. 20 e 31


“O António Maria”

In. Hemeroteca Digital: O António Maria, «http://hemerotecadigital.cmlisboa.pt/OBRAS/AntonioMariaI/AntMaria_1.htm»

No dia 12 de Junho de 1879, Rafael Bordalo Pinheiro lançou aquele que seria o mais célebre livro de caricaturas, até então produzido, com o nome de “O António Maria”. Com ele deitou abaixo alguns políticos, incluindo o homónimo do nome do livro!


Bibliografia Saraiva, José Hermano: «História Concisa de Portugal», Colecção Saber, Publicações Europa-América Marques, A.H. de Oliveira: «História de Portugal», Vol. II, Palas Editores Marques, A.H. de Oliveira: «Breve História de Portugal», Editorial Presença Neves, Pedro Almiro: «À Descoberta da História 8», 8º ano de escolaridade, Porto Editora Almeida, António Gomes de: «História Alegre de Portugal II», Bertrand Editora Saraiva, José Hermano: «Breve História de Portugal Ilustrada», Livraria Bertrand Wikipédia, A Enciclopédia Online: «http://pt.wikipedia.org/wiki/Fontes_Pereira_de_Melo» GeneAll.net: «http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=60855» R. Bordalo Pinheiro: «http://www.citi.pt/cultura/artes_plasticas/caricatura/bordalo_pinheiro/fontes.ht ml» Portugal, Dicionário Histórico: «http://www.arqnet.pt/dicionario/pmelo_fontes.html» Comboio Português: «http://comboioportugues.blogspot.com/2006/10/tributo-fontes-pereira-de-melopara-se.html» Os Grandes Portugueses: «http://www.rtp.pt/gdesport/?article=89&visual=3&topic=1» Hemeroteca Digital – “O António Maria”: «http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/OBRAS/AntonioMariaI/AntMaria_1.htm»


Fontes Pereira de Melo