Issuu on Google+

E ngenho

de

A rtes

PROGRAMA 09 JUN 2009

“Engenho de Artes” tem a sua génese a partir de uma proposta de trabalho individual da disciplina de Gestão Cultural de Projectos Multimédia e Artísticos, inserida no mestrado em Gestão Cultural leccionado na Universidade da Madeira. A execução de um projecto de intervenção cultural, a realizar num espaço a definir, foi o desafio colocado aos mestrandos. A opção de desenvolver a iniciativa nas instalações da Sociedade dos Engenhos da Calheta, apresentou-se como a escolha mais aliciante, pois desta forma, estar-se-ia a estimular a cultura no concelho da Calheta e simultaneamente a divulgar este magnífico espaço industrial, que é já uma referência do património industrial madeirense. Através da inclusão da Arteventos no projecto, foi possível aliar a vertente cultural à vertente lúdica, alargando assim o público-alvo, que pode ir do mais eclético ao mais vernacular, pois pretende-se que a cultura esteja ao alcance de todos.

19h00 | Inauguração da exposição ENGENHO DE ARTES 19h00 | Inauguração da Exposição DESENHOS DE FRANCISCO SIMÕES, na adega do Engenho 21h00 | Grupo Musical - Grupo de Cordas da Fajã da Ovelha 22h00 | Grupo Musical - Synergroove

10 JUN 2009 21h00 | Grupo Musical - Seis Po' Meia Dúzia 22h00 | Grupo Musical - The Grumpies 22h00 | Festa Branca na Discoteca Art caffé

12 JUN 2009

Entre 1857 e 1908, a Calheta conheceu mais de uma dezena de engenhos, entre os quais o da firma Lopes & Duarte, construído em 1901, o de António Rodrigues Brás, de 1908, ambos na Vila da Calheta, e o de José Gomes Henriques, edificado em 1905, no Paúl do Mar. Apesar do novo fôlego da indústria sacarina no início do século XX na Ilha da Madeira, o surto da cultura foi breve e condicionado, pelas medidas resultantes do monopólio sacarino do engenho do Hinton, que resultou no encerramento de muitos dos engenhos em laboração, bem como na associação de outros. Face à conjuntura vivida, foi constituída a 27 de Maio de 1952, a Sociedade dos Engenhos da Calheta, em resultado da fusão dos três engenhos enunciados em epígrafe. Vão longe os tempos da prolongada safra do açúcar. Hoje o engenho da Calheta, é um dos dois actualmente em funcionamento no concelho, estando localizado nas primitivas instalações da firma Lopes & Duarte. Abre as suas portas para a laboração durante cerca de um mês, recolhendo uma média de 2.000 toneladas de cana sacarina, para a produção de aguardente, mel e seus derivados, tendo-se tornado num pólo de atracção dos muitos turistas que visitam o concelho. Francisco Filipe de Bettencourt Simões Gomes

Sociedade dos Engenhos da Calheta, Lda Vila da Calheta 9370-133 Calheta - Madeira

21h00 | Grupo Musical - Cool Feel Band

Organização Arteventos

13 JUN 2009

Co-organização e Direcção Artística Lucilina Freitas

15h00 | Debate - ESPAÇOS ANTAGÓNICOS DE INTERVENÇÂO INTERVENIENTES: Nini Andrade Silva, designer de interiores; Rui Massena, director da Orquestra da Madeira e Francisco Simões,

Textos Francisco Filipe de Bettencourt Simões Gomes Martinho Mendes

escultor

21h00 | Grupo Musical - Lidiane Duailibi e Le Dog Chateau

Concepção Gráfica Márcio Ribeiro

14 JUN 2009

Fotografia Desidério Sargo, Evangelina Sirgado, João Frazão, Lucilina Freitas

15h00-18h00 | Sessão de Escultura - Francisco Simões

O Engenho

FICHA TÉCNICA

15 JUN 2009 10h00-13h00 | Sessão de Escultura - Francisco Simões 15h00-17h00 | Debate - REFLECTIR ARTE E PATRIMÒNIO INTERVENIENTES: Filipa Venâncio, artista plástica; Carlos Valente, Docente UMa - Departamento Arte e Design; Alberto Vieira, historiador - CEHA; Lídia Góes Ferreira, directora do Museu Etnográfico da Madeira (M.E.M.), João Carlos Terra Boa, Serviços Educativos do M.E.M. e Miguel Rodrigues, Engenheiro Agrícola

Impressão Drac e Zoom

Apoios

16 JUN 2009 10h00-13h00 | Sessão de Escultura - Francisco Simões 10h00-13h00 | Conferência e Oficina MÙSICA E CONTRASTE DE GERAÇÕES*

ORADORES: Lidiane Duailibi e Seis Po' Meia Dúzia 15h00-18h00 | Sessão de Escultura - Francisco Simões 14h00-17h00 | Conferência e Oficina MÙSICA E CONTRASTE DE GERAÇÕES*

ORADORES: Lidiane Duailibi e Seis Po' Meia Dúzia 19h00 | Sessão de Encerramento 21h00 | Serenata - Grupo Madeirense de Fados

de Coimbra De referir que as exposições manter-se-ão aberta ao público a partir do dia da inauguração até ao dia 16 de Junho, todos os dias entre as 10:00 e as 23:00 horas.

* Destinatários: Escolas de 1º Ciclo do Concelho da Calheta

Mais informações: www.engenhosdearte.com.

Parceiros Multimédia

/

Marketing


O ponto alto da principal, e mais óbvia, actividade industrial deste engenho de açúcar da Calheta, foi atingido recentemente com a chegada da colheita de canas-de-açúcar para a sua respectiva moagem. Depois deste período, a actividade das máquinas cessou, deixando no ar o cheiro acre das canas moídas ainda detectável nas imediações da fábrica. Os carros de carga já não trazem as suas carroçarias fartas. Foram-se embora juntamente com os homens e mulheres cujas mãos a colheita deixou marcas, arranhões e pequenos cortes.

22

23

24

Palco

12 11 10 09 08

06

05 02

ENGENHO DE ARTES

DESENHOS DE FRANCISCO SIMÕES

04

03

07

13

14

O evento que agora decorre no interregno da produção industrial, traz ao interior e exterior do engenho da Calheta uma outra dinâmica, que o dá a ver ao público em geral como um espaço temporário de sinergia e cruzamento entre o território das artes e a perspectiva de revisitação do património cultural. O "Engenho de Artes" afigura-se, assim, como um evento de grande pertinência por conter em si a possibilidade de funcionar como um espaço para o debate, numa altura em que faz todo o sentido reflectir a necessidade da dinamização cultural das regiões, a criação de indústrias criativas como forma de valorização da produção industrial e intelectual, assim como, a afirmação da identidade de uma região, através de contributos de qualidade promotores de um desejável enriquecimento que chegue a todos nós.

15 16 17 18 19 20 21

Martinho Mendes

03

01

01 Sílvio Cró Cough Cough

Instalação, 200 x 300 cm, 2009. Licenciatura em Artes Plásticas, variante Escultura, 2000, Secção de Arte e Design da UMa

FS

02 Evangelina Sirgado de Sousa

03 Paulo Sérgio Beju¹ e Ruben Van de Kamp²

e.laboração

CORação (sacos com água doce e sal)

Acrílico sobre tela, 100 x 240cm, 2009. Os meus agradecimentos a todas as senhoras pelas receitas disponibilizadas no âmbito da doçaria madeirense e que tornaram este trabalho possível Licenciatura em Artes Plásticas, variante Pintura, 1999, Secção de Arte e Design da UMa

Animação inter-activa Projecção, 2009. Mestrado em Visualização e Animação por Computador pela Bournemouth University, 1992, Inglaterra

Instalação. Dimensões variáveis, 2009. ¹Licenciatura em Artes Plásticas, variante Escultura, 1999, Secção de Arte e Design da UMa. ²Licenciatura em Artes Plásticas, (em conclusão), 2009, Departamento de Arte e Design da UMa

04 Carla Cabral Receita bolo de mel

05 Lígia Gontardo

06 Desidério Sargo

07 Richard Fernandez

08 Zelinda Mendonça

09 Alcida Faria

10 Gilberta Rodrigues

11 Irene Lucília

"Um rôre de galatrixas lampeiras, embrefilhadas a mesgalhar ui sabugos do pôio dei canas pa socar, a bande-lá da minha"

“mudança de turno”

My name is Dita

Ver-se

S/título

Co-produçaõ de Pedro e a mãe Gilberta

O nome Mãe

12 Jorge Marques da Silva

13 Lucilina Freitas

14 Francisco Simões

15 Tolentino Nóbrega

16 Karocha

17 Mariana Correia

18 José Manuel Pimenta

3 ilhas numa montanha

Família feliz no forno

No Sono da Vaga

Quadricromia

S/título

S/título

Composição

19 Ricardo Veloza

20 manuelrodriguez

21 António Gorjão

22 Patrícia Sumares

23 Martim Velosa

24 Ara Gouveia

S/título

Azucar refinado / ColourfulSugar, made in emotional brain

Manifesto/Inquérito

Há sempre alguém que diz não

S/título

S/título

FS Desenhos de Francisco Simões

Vídeo Instalação, 2009. Licenciatura em Artes Plásticas, variante Pintura, 1999, Secção de Arte e Design da UMa

Acrílicio sobre tecido, 122 x 234cm, 2009. Licenciatura em Artes Plásticas /Pintura, pelo Instituto Superior de Arte e Design da UMa, 1993.

Fotografia digital, 30cm x 60cm. Completou bacharelato na Academia de Música e Belas Artes da Madeira. Licenciatura pela Escola Superior de Bela Artes de Lisboa em 1967

Escultura em polyfibur, 150 x 30 x 15 cm, 2009. Licenciatura em Escultura pela Academia de Música e Belas Artes da Madeira, em 1978

Instalação. Acrílico sobre gesso, dimensões variáveis. Licenciatura em Design – Projectação Geral pelo Instituto Superior de Arte e Design, UMa,1998

Técnica mista, 80 x 50 x 85cm. Licenciatura em Artes Plásticas, variante Pintura pelo Instituto Superior de Arte e Design, UMa

Óleo sobre tela, 120 x 100cm, 2009. Licenciatura em Artes Plásticas, variante Pintura, 1999, Secção de Arte e Design da UMa

Escultura em Mármore de Alicante, 110 cm. Licenciatura em Escultura pela Academia de Música e Belas Artes da Madeira, em 1972

Nascido em 1942. Diplomado, pela Secção de Belas Artes da AMBAM, com o Curso Complementar de Pintura das antigas Escolas Superiores de Belas Artes; ex - Presidente do Conselho Directivo do ISAPM e do ISAD/UMa, onde leccionou Estética e Ciências da Arte, entre outras disciplinas afins; doutorando em Estudos de Arte; Professor Associado do Departamento de Arte e Design da Universidade da Madeira, aposentado.

Aguarela, 84 x 66cm. Licenciatura em Escultura pela Academia de Música e Belas Artes da Madeira, 1975

Óleo sobre tela, 100 x 70cm. Licenciatura em Escultura pela Academia de Música e Belas Artes da Madeira, em 1974

Barro cozido e tecido, dimensões variáveis. Licenciatura em Artes Plásticas, variante Escultura, pelo Instituto Superior de Arte e Design, UMa,1996

Óleo sobre contraplacado, 44 x 64cm. Licenciatura em Pintura pela Academia de Música e Belas Artes da Madeira, em 1975

Óleo sobre cartão ou técnica mista?, 70 x 70cm. Licenciatura em Artes Plásticas, variante Pintura pelo Instituto Superior de Arte e Design, UMa,1998

Escultura em chapa de ferro, 90 x 125 x 70cm. Licenciatura em Artes Plásticas, variante Escultura, pelo Instituto Superior de Arte e Design, UMa,1998

Acrílico sobre tela, 40cm x 50cm. Licenciatura em Escultura pela Academia de Música e Belas Artes da Madeira, em 1979

Óleo sobre contraplacado, 117 x 85cm, 1979. Licenciatura em Pintura pela Academia de Música e Belas Artes da Madeira, em 1979

Extractos de resina acrílica – pigmentos químicos sobre basalto. Bacharelato em Belas Artes, variante Pintura, pelo Instituto Superior de Arte e Design, UMa

Técnica mista, 40cm x 50cm. Completou bacharelato na Academia de Música e Belas Artes da Madeira. Licenciatura pela Escola Superior de Bela Artes de Lisboa em 1968

Fotografia analógica, 50 x 65cm. Licenciatura em Escultura pela Academia de Música e Belas Artes da Madeira, em 1969

Imagem poética a partir de poesia de Manuel Alegre e Estudos de Mulher Graffiti sobre papel, 50 x 70 cm


Catalogo | Engenho de Artes