Issuu on Google+

Ano VI - Nº 3 2013/14 Junho 2014

Boletim da Biblioteca EB 2/3 de Arazede http://biblioteca-arazede.blogspot.com/

Árvore A semente dorme na placenta, húmida, da Terra. Mas começam a percorrê-la murmúrios de água e Primavera. Torna-se raiz e caule, que irrompe da sua prisão sem luz para beber os ventos e a claridade do dia. O tronco firma-se como um mastro e caminha para os céus, claros, num apelo a ninhos. Em breve, brevezinho, desfralda-se em ramos e folhas que atraem uma floração de asas e de cânticos. E a árvore começa a ser, a dar e a permitir vida. Luísa Dacosta

Boas férias, na companhia dos livros! Aquela nuvem e outras , Eugénio de Andrade Trinta por uma linha , António Torrado Uma mão cheia de nada, outra de coisa nenhuma, Irene Lisboa A viúva e o papagaio, Virginia Woolf Doze contos peregrinos,, Gabriel García Márquez


25 de Abril - 40 anos Também a nossa BE, em conjunto com os professores de História e HGP, celebrou os 40 anos do 25 de Abril de 1974, com diferentes iniciativas que envolveram, sobretudo, as turmas do 6º e do 9º Anos. Começámos com dois desafios de recolha e seleção de informação, lançados a estes alunos, no que a BE contou com a colaboração dos diretores de turma: após várias sessões práticas na BE, em que os alunos foram orientados sobre como selecionar e organizar a informação a recolher, o 6º Ano fez entrevistas no seio familiar e na comunidade, a fim de comparar o fenómeno da emigração portuguesa antes de 1974 e nos nossos dias; os alunos do 9º Ano selecionaram, em diversos jornais/ revistas online, os títulos, imagens e informações que consideraram mais reveladores do país atual. Todos estes materiais ficaram em exposição na BE. Entretanto, recebemos a visita da Doutora Manuela Cruzeiro, do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, que veio falar a estas turmas (em duas sessões distintas) sobre o que foi, o que significou e que ideais teve o 25 de Abril de 1974, interpelando os alunos e despoletando o seu sentido crítico, tendo em conta os trabalhos que tinham realizado anteriormente e estavam já em exposição… Entre os trabalhos expostos na BE, no âmbito desta temática, são de destacar, também, as telas pintadas pelos alunos do 6º A e os seus pais e irmãos mais velhos, e ainda os cartazes do 6º B, produzidos nas aulas de Ed. Visual, feitos com as palavras que fazem a História da Revolução. Por fim, merece uma referência especial a exposição alusiva aos presos políticos do Estado Novo, representados na figura de Álvaro Cunhal. Homenageando "o homem, o pensador, o artista", os alunos do 6º B e a professora de Ed. Visual, recriaram com grande imaginação uma cela, símbolo da resistência à Ditadura e da fecundidade artística, ideológica e política deste e de outros presos.


Vamos falar de profissões Para falar das suas profissões, estiveram connosco, no dia 30 de maio, duas ex-alunas da EB 2/3 de Arazede: Diana Marques, médica dentista, e Marta Ressurreição, bióloga marinha. Ao longo de uma entrevista informal, as nossas convidadas dirigiram-se a um público curioso, os alunos do 9º Ano, que puderam conhecer as escolhas, dificuldades, sonhos e vitórias destas duas jovens. Como elas sublinharam, embora o mercado de trabalho apresente hoje grandes obstáculos, vale sempre a pena acreditar num projeto profissional, estudar e aproveitar todas as oportunidades para o concretizar. E, para além de dedicação e empenho nos objetivos traçados, a capacidade de interagir com os outros, a versatilidade e a vontade de aprender são qualidades imprescindíveis.

Sessões Práticas na BE Nas últimas semanas, as turmas do 6º Ano regressaram às “Sessões Práticas na BE”, uma atividade que aconteceu várias vezes ao longo do ano, com diferentes turmas/ níveis e diferentes temas. Desta vez, o grande mote foi o Dia Mundial do Ambiente, que se celebrou a 5 de junho; “Saber utilizar a informação na construção de um Powerpoint” foi o desafio que propusemos aos nossos alunos. Orientados pelo guião da BE, os grupos exploraram sítios como http:// naturlink.sapo.pt/ , http://www.greenpeace.org/portugal/pt/ , http://www.quercus.pt/ , ou http://www.apambiente.pt/ , e treinaram a seleção de informação, de acordo com os objetivos dados. Para além de terem que selecionar o essencial, precisavam de construir as suas próprias frases, sem cair no erro de copiar… Não é tarefa fácil para muitos deles, mas, no final, destacaram-se alguns bons trabalhos!


Crescer com a BE “Crescer com a BE” foi uma atividade com vários momentos ao longo deste ano letivo e destinou-se aos alunos da Educação Especial (CEI). Em todos esses momentos contámos com a sua adesão interessada e curiosa, tanto na BE, como, depois, na sala de aula, em que os alunos deram continuidade aos temas e desafios propostos. A última sessão desta atividade decorreu no 3º Período, já a pensar no Dia Mundial do Ambiente.

Houve

oportunidade

de

revisitar

o

sítio

Cata

Livros

(http://

www.catalivros.org/), desta vez, para conhecer a História do Rainbow Warrior (Rocío Martínez, 2008). Recordando a intervenção do Renato, um dos alunos presentes, esta é a história de um navio que travou uma luta difícil, como um verdadeiro guerreiro – uma luta contra a destruição do Planeta. Mas, como explicou o Paulo, as cores do arco-íris mostram que nesse esforço havia alegria; era, como disse o Paulo, “uma luta feliz”… Foi, por isso, com agrado que este grupo aceitou a proposta que se seguiu: construir, com restos de papel, barquinhos inspirados no “Rainbow Warrior”, para a exposição sobre o Dia Mundial do Ambiente. E o resultado foi uma bela surpresa!

Dia Mundial do Ambiente Em torno desta data simbólica, a BE encheu-se de cores, palavras, formas, para lembrar a urgência da preservação do ambiente. Muitos alunos, de diferentes idades e níveis de ensino, com a ajuda dos professores, contribuíram para esta bela exposição, com trabalhos resultantes da leitura recreativa e/ ou orientada (com a BE ou nas aulas de Português), ou de conteúdos curriculares abordados em Geografia. Em destaque estiveram, através dos trabalhos que inspiraram, A vida mágica da sementinha, de Alves Redol (5º Ano), História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis Sepúlveda (7º Ano); O dia em que o mar desapareceu, José Fanha (4º Ano). Destaque, ainda, para o painel elaborado pelos meninos da EB1 de Arazede, “A natureza feliz”, e para os cartazes informativos do 9º Ano sobre a poluição dos mares. TOP LEITORES DA BIBLIOTECA—3º Período:

Carolina Lopes, nº 3, 6º B – 10 livros; Vera Simões, nº 21, 6º B – 5 livros; Margarida Ressurreição, nº 7, 8º B – 5 livros.


Boletim junho 13 14