Page 1

Trabalho elaborado por:  Adriana Torres  André Cardoso  Flávia Figueiredo  Inês Torres  Lisandra Morgado

Nº1 Nº4 Nº10 Nº13 Nº14


 O Expressionismo costuma ser entendido como a deformação da realidade para expressar mais subjetivamente a Natureza e o ser humano, dando primazia à expressão dos sentimentos mais que à descrição objetiva da

realidade.  Desenvolveu-se no final do século XIX e início do século XX. Concentrou-se especialmente na Alemanha entre 1905 e 1930.


 Pesquisa no domínio psicológico;  Cores resplandecentes, vibrantes, fundidas ou separadas;  Pasta grossa, martelada, áspera;  Técnica violenta: o pincel ou espátula vai e vem, fazendo e refazendo, empastando ou provocando explosões;

 Preferência pelo patético, trágico e sombrio;  As esculturas apresentavam formas agressivas, modelações vincadas e texturas rudes;  Utiliza cores irreais, dando forma plástica ao amor, ao ciúme, ao medo, à solidão, à miséria humana, à prostituição.


 As primeiras manifestações que se podem considerar precursoras do

movimento expressionista datam de meados de 1880.  Entre estas contam-se as obras do pintor holandês Vincent Van Gogh, marcante pelo uso intenso dos valores cromáticos e texturais, e do francês Toulouse- Lautrec, nomeadamente pelos temas abordados e pela liberdade e espontaneidade do desenho.  Os pintores Edvard Munch, expoente do Expressionismo nórdico e James Ensor, representaram outro momento de afirmação dos fundamentos da estética expressionista, como temas dramáticos,

obsessivos e pela violência das formas e da cor.


“A Italiana”


 Grupo Die Brüke (A Ponte) Foi fundado a 7 de Junho de 1905 em Dresden por um grupo de estudantes de arquitectura da Escola Técnica de Dresden, Ernst

Ludwig Kirchner, Fritz Bleyl, Erich Heckel e Karl Schmidt-Rottluff. Em 1910 o grupo estende a sua actuação a Berlim por meio de Otto Mueller terminando a sua existência em 1913 como consequência de

algumas discussões internas e dos diferentes desenvolvimentos artísticos de cada um.


 Der Blaue Reiter (O Cavaleiro Azul) Formou-se a partir de 1911, em Munique, e manteve-se até o início da Primeira Guerra Mundial. Os seus principais integrantes

são Wassily Kandinsky, Franz Marc, August Macke, Paul Klee e Marianne Von Werefkin. Pretendia ver a Natureza e o Homem a partir das experiências, sensações e sentimentos individuais, mas com um sentido universal, para a construção de uma arte pessoal, fundada na meditação.


 Die Neue Sachlichkeit (A nova objetividade) Foi um movimento artístico surgido na Alemanha a princípios da década de 1920 como reação ao expressionismo. O movimento

acabou essencialmente em 1933, com a queda da República de Weimar e a tomada do poder pelo partido nazista. O termo é aplicado a obras de arte pictórica, literatura, música, arquitetura, fotografia ou

cinema. Alguns dos seus integrantes foram: Otto Dix, George Grosz, Max Beckmann.


 Dos muitos artistas do Expressionismo, podemos destacar:

 Edvard Munch - pintor norueguês  Wassily Kandinsky - artista russo e professor  Franz Marc - escritor de ficção, alemão  Oscar Kokoschka - pintor e escritor austríaco  Auguste Rodin - escultor Francês  Otto Dix - pintor alemão  Vincent Van Gogh - pintor neerlandês

 ...


Retrato de “Pére Tanguy” , 1887


“O Grito”


“Fuga” , 1914


“Flanders” , 1934


“A Noiva do Vento” , 1914


 O nome "neoplasticismo" foi retirado do livro Le Neo-plasticisme do pintor holandês Piet Mondrian, publicado em Paris em 1920. O movimento, ou estilo, era também conhecido por "De Stijl", o nome da revista que o divulgou a partir de 1917 na Holanda e também em

outros países da Europa.  No começo foi um movimento muito criticado, pois diziam que qualquer criança com uma régua e tinta na mão poderia fazer igual.


 Pieter Cornelis Mondrian mais conhecido como PIET MONDRIAN. Nasceu em Amesfoort, Holanda, no dia 07 de Março de 1872.  Principal teórico do Neoplasticismo (que propõe reduzir a arte a

funções matemáticas). Iniciou os seus estudos em 1892, na escola de Belas-Artes, em Amsterdão.  No começo da sua carreira adotou o estilo impressionista, pintando

paisagens, produzindo até quadros de natureza-morta ou de catedrais cada vez mais abstratos.  Até hoje influencia a moda, a publicidade, a arquitetura e o desenho

industrial.  Acabou por falecer no dia 1 de fevereiro de 1944, em Nova Iorque, com 71 anos.


 Possui influências teosóficas, cubistas, naturalistas e impressionistas;

 Rejeita a ideia de arte como representação, abolindo o espaço pictórico tridimensional;  Defendia uma total limpeza espacial para a pintura, reduzindo-a aos seus elementos mais puros e procurando as suas características mais próprias;  Adesão rígida às cores primárias (vermelho, amarelo e azul), combinadas

com o branco, o preto e o cinzento, através de composições geométricas de raiz ortogonal baseadas no retângulo e no quadrado;  Possuia as seguintes oposições: linha negra/plano branco, linha espessa/linha

fina,

planos

abertos/planos

retangulares/quadrado da tela, cor/não-cor.

fechados,

planos


 Jornal de Arte criado em 1917 por Theo Van Doesburg, Piet Mondrian e Bart Anthony van der Leck;  Os textos da revista muitas vezes assumiam um aspecto de manifesto;

 O auge do movimento foi entre 1921 e 1925, quando Doesburg convidou vários artistas para participar no De Stijl e viajou muito, propagando as suas ideias;

 Em 1924, Doesburg rompe com o grupo após propor a Teoria do Elementarismo, onde a linha diagonal era mais importante que a vertical e a horizontal;  Em 1925 o De Stijl já se estava a desgastar. Em 1928 a revista pára de circular, mas, devido à militância persistente de Doesburg, é afirmado por alguns especialistas que a dissolução só ocorreu em 1931, quando ele morreu.


 Theo van Doesburg, nasceu em Utrecht, Países Baixos, a 30 de agosto de 1883 e faleceu em Davos, Suiça, a 7 de março de 1931.  Foi um artista plástico, designer gráfico, poeta e arquitecto

neerlandês.  Associado ao Dadaísmo, ao Concretismo e ao Neoplasticismo holandês, e mais conhecido como um dos fundadores e líderes do De Stijl, foi professor na Bauhaus e produziu poemas fonéticos na mesma época que Kurt Schwitters, de quem se tornou amigo em 1923.


 Dos muitos artistas do neoplasticismo podemos destacar:  Piet Mondrian - pintor holandês  Van Doesburg - arquiteto e pintor holandês

 J.J.P. Oud - arquitecto holandês  Gerrit Rietveld - arquitecto e designer de mobiliário neerlandês  Van Eesteren - arquitecto holandês  ...


Cadeira vermelha e azul


Hotel privado, 1923


Model of Johnson House, Pinehurst


Mondrian Style


 A Staatliches-Bauhaus (literalmente, casa estatal da construção ou “casa construída”) foi uma escola de design, artes plásticas e

arquitetura de vanguarda que funcionou entre 1919 e 1933 na Alemanha.  A Bauhaus foi a primeira escola de design do mundo.  Em 1933, após uma série de perseguições por parte do governo hitleriano, a Bauhaus é fechada.

 Contudo, a Bauhaus teve impacto fundamental no desenvolvimento das artes e da arquitectura do ocidente europeu, e também dos Estados Unidos da América e Israel nas décadas seguintes.


          

http://pt.wikipedia.org/wiki/Expressionismo http://www.infopedia.pt/$expressionismo http://pt.wikipedia.org/wiki/Die_Br%C3%BCcke http://pt.wikipedia.org/wiki/Der_Blaue_Reiter http://pt.wikipedia.org/wiki/Nova_Objetividade http://www.infopedia.pt/$neoplasticismo http://artesnaescola.net/downloads/arte_artistas/ARTE/arti stas/PIET%20MONDRIAN-w.pdf http://www.slideshare.net/michelepo/neoplasticismo#btnNe xt http://pt.wikipedia.org/wiki/Theo_van_Doesburg http://pt.wikipedia.org/wiki/Bauhaus https://www.google.pt/imghp?hl=pt-PT&tab=wi

Correntes Artísticas  

Trabalho de alunos, Não editado, Para rever

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you