Page 1


NOVO ENEM compreendendo as mudanças

PARA INÍCIO DE CONVERSA: O vestibular mudou ... e agora? Com o NOVO ENEM não preciso mais Estudar os conteúdos? É só interpretação de textos?

Quando o MEC anunciou, em 2009, mudanças no ENEM, muito se falou nos diversos meios de comunicação que era o fim do vestibular, a “morte” da decoreba e blá blá blá bláblá. A partir daí, muito e amiúde (salve Vinícius de Moraes)* alunos e, até professores, começaram a propagar a idéia que não seria mais necessário estudar para o vestibular, visto que, as perguntas “eram feitas de tal forma que a resposta já se encontra no próprio enunciado”. Seriam questões de interpretação de texto. (Acho que é válido destacar que questões de interpretação de texto podem ser, e em geral são, bem menos simples do que a maioria dos estudantes supõe). Discordo que o aluno esteja isento de estudar para alcançar sucesso na prova do NOVO ENEM. Não nego que muitas questões apresentam nível elementar, exigindo pouca profundidade nos saberes científicos, mas alerto que pelo menos 20 a 30% da prova não tem sido assim. E essas questões fazem toda a diferença entre conquistar ou não uma vaga nos cursos mais disputados.

TEMPO!

Quantos relatos ouvi ou li, sobre a dificuldade dos

estudantes em concluir as questões no pouco tempo dado para resolver a prova. Administrar bem o tempo é uma das habilidades que fez e fará maior diferença para o bom desempenho no NOVO ENEM. Quanto melhor preparado estiver o estudante, melhor selecionará as questões a resolver e melhor gerenciará o tempo disponível para a prova.

www.facebook/tioivysfanpage

1

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

As últimas edições do concurso foram marcadas por falhas que colocaram em xeque a credibilidade do INEP gerindo o processo em nível nacional. Contudo, acredito, a forma de abordar os conteúdos e de solicitar do aluno a “demonstração” de seus saberes continua aprovada por parte significativa dos estudantes e educadores. Neste material apresentarei as mudanças mais significativas entre o ENEM de 1998 até 2008 e o ENEM a partir de 2009, além de comparar o atual modelo do exame com conhecidos vestibulares tradicionais do Brasil. Explicarei sobre o funcionamento do SiSU, entre outras coisas. Aproveite bem o material, leia-o, releia-o até estar completamente familiarizado(a) com ele. Mantenha contato comigo através do twitter ®, será um prazer tê-lo(a) como seguidor(a). Estarei sempre enviando novidades e materiais relacionados ao novo ENEM e outros concursos através da minha fanpage ( w w w . f a c e b o o k . c o m / t i o i v y s f a n p a g e ). Gostaria que pensasse sobre o texto a seguir. Gosto muito dele. Acredito na mensagem que ele passa. “É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota.” Theodore Roosevelt

.

* no primeiro verso do último terceto do Soneto do amor total, o poeta Vinícius de Moraes escreve: “E de te amar assim, muito e amiúde” Conheça todo o poema em: http://www.viniciusdemoraes.com.br/site/article.php3?id_article=313

www.facebook/tioivysfanpage

2

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

ÍNDICE

1.0 - Para início de conversa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

01

2.0 - Como tudo começou (e como estão as coisas hoje)

.....................

04

3.0 – Competência, que “BICHO” é esse? . . . . . . . . . . . . .

07

4.0 – Exemplos de itens . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

09

5.0 – Entendendo o SiSU . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

13

Caso 1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

15

Caso 2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

16

6.0 – Anexos Anexo I (matriz competências ENEM 1998) . . . . . . .

17

Anexo II (matriz competências ENEM 2009) - Linguagens, Códigos e suas Tecnologias . . . . . . . .

22

- Matemática e suas Tecnologias . . . . . . . . . . . . . . .

26

- Ciências da Natureza e suas Tecnologias

.......

29

- Ciências Humanas e suas Tecnologias . . . . . . . . . .

33

Anexo III (matriz competências REDAÇÃO 2012) . .

36

7.0 – Considerações finais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

39

www.facebook/tioivysfanpage

3

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

COMO TUDO COMEÇOU (e como estão as coisas hoje): “avaliar o desempenho do aluno ao término da escolaridade básica, para aferir o desenvolvimento de competências fundamentais ao exercício pleno da cidadania” FONTE: http://www.inep.gov.br

Quando o MEC anunciou, que a partir de 1998, aplicaria um exame objetivando avaliar o ensino médio do país, a adesão de alunos foi pequena (em comparação aos atuais números do ENEM) visto que esta avaliação não garantia acesso nem a vagas em universidades e faculdades públicas, nem acesso a programas de incentivo ao estudante em nível superior. O quadro abaixo apresenta os números de inscritos para o ENEM entre os anos de 1998 e 2011. Perceba que entre 1998 e 2011 o número de inscritos aumentou em mais de 45 vezes.

FONTE: http://www.tucanoseducacao.blogspot.com.br

www.facebook/tioivysfanpage

4

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Entre 1998 e 2008, diferente do que acontece a partir de 2009, a proposta era avaliar 21 habilidades (ver anexo I). Durante esse período, a prova apresentava 63 questões (além da redação) onde cada habilidade era avaliada por 3 itens. Ainda durante esse período, o exame não apresentava um número fixo de itens para cada área de conhecimento (Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Códigos e Linguagens, Matemática), nem apresentava uma articulação direta com os conteúdos trabalhados no ensino médio. A partir de 2009, com a nova proposta do ENEM e seus novos objetivos (acesso às vagas em universidades públicas, certificação do ensino médio para estudantes egressos da rede pública, acesso a programas de incentivo do Governo Federal para acesso ao ensino superior), o exame passou a apresentar uma matriz bem mais elaborada onde aparecem 120 habilidades, divididas em 4 grandes áreas de conhecimento (ver anexo II): - Ciências da Natureza e suas Tecnologias; - Ciências Humanas e suas Tecnologias; - Códigos e Linguagens e suas Tecnologias; - Matemática e suas Tecnologias. A prova de redação, com a nova proposta do ENEM, passou a ter uma importância ainda maior, visto que é a única nota que pode, de fato, atingir 1.000 pontos, já que é a única prova cuja nota não tem o tratamento estatístico da TRI (Teoria da Resposta ao Item). A correção da prova de redação, em especial no exame de 2011, sofreu duras críticas o que levou o MEC a reestruturá-la a partir do exame 2012.

www.facebook/tioivysfanpage

5

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

A nova proposta de correção da prova de redação diz que: 14.8 A nota final da redação do participante será atribuída da seguinte forma: 14.8.1 Caso não haja discrepância entre os dois corretores, a nota final do participante será a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois corretores. 14.8.2 Caso haja discrepância entre os dois corretores, haverá recurso de ofício e a redação será corrigida, de forma independente, por um terceiro corretor. 14.8.2.1 Caso não haja discrepância entre o terceiro corretor e pelo menos um dos outros dois corretores, a nota final do participante será a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximarem. 14.8.2.2 Na ocorrência do previsto no item 14.8.2.1 e sendo a nota total do terceiro corretor equidistante das notas totais atribuídas pelos outros dois corretores, a redação será corrigida por uma banca composta por três corretores que atribuirá a nota final do PARTICIPANTE. 14.8.2.3 Caso o terceiro corretor apresente discrepância com os outros dois corretores, haverá novo recurso de ofício e a redação será corrigida por uma banca composta por três corretores que atribuirá a nota final ao PARTICIPANTE. FONTE: Diário Oficial da União, no. 101, 25 de maio de 2012, p. 69

Para conhecer as competências que serão avaliadas (e como se propõem avaliá-las) na prova de redação do ENEM 2012, veja o anexo III.

www.facebook/tioivysfanpage

6

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

COMPETÊNCIA, que “BICHO” é esse? Habilidade X Competência O que é que o NOVO ENEM vai querer finalmente?

“É tarefa do educador , todos os dias, de qualquer modo, de todos os jeitos, formar o jovem para ser sujeito, protagonista da sua história. Educar o jovem cidadão para ser melhor como gente, desenvolver sua humanidade, sua espiritualidade formando-o para participar ativamente do processo de transformação social” Regina Lúcia Barros Leal da Silveira

Aos que gostam de futebol não é difícil imaginar um jogador competente. Pense sobre isso. Imagine o jogador em campo fazendo seu melhor. Perceba que ele precisa ser capaz de realizar muitas tarefas, por exemplo: driblar, conduzir a bola enquanto corre, dar passes, marcar, chutar em gol, cabecear, entre outras. Para cada tarefa é preciso que o jogador tenha habilidade para realizá-la, e possuir as habilidades é que permite ao jogador executar sua função de forma competente. COMO DAR UM CHAPÉU. Este é um dos dribles mais bonitos e desconcertantes do futebol: jogar a bola por cima do adversário e pegá-la do outro lado. E só pede um certo domínio de bola. 1 – Com a bola rolando, dê um leve toque por baixo; 2 – Toque com o peito do pé, e de leve, para a bola não subir muito; 3 – Na seqüência, seja rápido: parta para pegar a bola do outro lado.

www.facebook/tioivysfanpage

7

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Para Philippe Perrenoud(1), pode-se entender competência como: “uma capacidade de agir eficazmente em um determinado tipo de situação, apoiada em conhecimentos, mas sem se limitar a eles.” Elio Carlos Ricardo(2) vai além: “As competências seriam então a mobilização de recursos cognitivos, entre eles o conhecimento, a fim de responder a uma situação-problema em tempo real. Essa utilização, integração e mobilização se dará em uma transposição de contextos, com vistas a inferir possíveis soluções ou elaborar hipóteses.”

De forma “mais direta”, pode-se dizer que, ao ser apresentado a uma situação problema, você será considerado competente se souber o que fazer. Mais ainda, você deve saber e fazer.

Referências. (1) Perrenoud, P. Construir as Competências desde a Escola. Trad. Bruno Charles Magne. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999, 90 p. (2) Ricardo, E.C. Implementação dos PCN em Dificuldades e Possibilidades, Física na Escola, v. 4, n. 1, 2003.

www.facebook/tioivysfanpage

8

Sala

de

Aula:

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

EXEMPLOS de ITENS: “Subjacente aos fatores técnicos, deve estar sempre presente o fato de que o Exame é elaborado de modo a permitir que o participante recorra às suas competências e habilidades para determinar a alternativa correta que responde aos problemas propostos.” FONTE:

Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): fundamentação teórico-metodológica / Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. (p. 103)

“As técnicas de elaboração de itens para o Enem, que se constituem em um conjunto de critérios, não são inéditas, não são únicas e não foram criadas pela equipe de ajuste e, sim, adaptadas para a elaboração desse Exame. Trata-se, na realidade, de um conjunto de procedimentos que devem ser observados, qualquer que seja a avaliação que se pretende realizar, quando são utilizados testes de múltipla escolha. O que difere, então, as questões do Enem daquelas elaboradas com as mesmas “regras” para outros processos de avaliação? As questões do Enem, propostas para avaliar a capacidade de utilizar-se os conhecimentos adquiridos ao longo da escolaridade básica, são apresentadas no contexto de uma situação-problema. Em outras palavras, o participante deverá receber uma situação-problema bem articulada, a partir da qual são formuladas uma ou mais questões no formato de “múltipla escolha”. Ou seja, a questão apresenta um enunciado e um conjunto de supostas respostas, dentre as quais apenas uma é a alternativa que responde corretamente ao problema proposto no enunciado.” FONTE:

Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): fundamentação teórico-metodológica / Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. (p. 102 - 103)

www.facebook/tioivysfanpage

9

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

É importante chamar a atenção para o fato que o elaborador, ao propor um item, deve ter em mente que habilidade este item visa avaliar. Acredito que antes mesmo de pensar o item, o elaborador reflete sobre a habilidade e imagina uma situação-problema onde ela pode ser inserida. Diferente de muitas questões de vestibulares, ditos, tradicionais, acredito, que o item passa a envolver uma teia de saberes mais rica onde o conteúdo deixa de ser um fim em si mesmo e passa a ser um suporte para que o estudante desenvolva a situação proposta no item e conclua qual a correta solução do problema. Vejamos, em minha opinião, um exemplo desta diferença.

Exemplo 01 - (UFPE 1ª fase):

Uma régua de alumínio, c o m c o e f i c i e n t e d e d i l a t a ç ã o l i n e a r  = 25106 K1, tem o comprimento de 200,0 cm a 20 oC. Qual o valor, em cm, do seu comprimento a 60 oC? a) 200,1 c) 200,3

b) 200,2 d) 200,4

e) 200,5

Observe que para resolver essa questão, basta o conhecimento prévio da relação matemática entre o comprimento final (L), o comprimento inicial (L0), o coeficiente de dilatação linear () e a variação de temperatura (T) a seguir: L = L0.(1 + .T) L = 200 [1 + 25×10-6(60 – 20)] L = 200,2 cm Gabarito: “b” www.facebook/tioivysfanpage

10

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Exemplo 02 - (TI 2011): Assistindo a um jogo de futebol do seu time preferido, um estudante percebeu que um jogador de futebol, que havia sofrido uma falta, recebeu a aplicação de gelo no local da lesão. Lembrando-se que, recentemente, ele mesmo, o estudante, ao machucar um músculo da perna, colocou gelo logo após receber forte pancada, mas no dia seguinte, na fisioterapia, fez aplicações com um aparelho emissor de ondas que aqueciam a região do machucado, passou a refletir sobre o porquê disso. Dentre as alternativas abaixo, a que melhor justifica o uso de gelo logo após a pancada e o uso de aquecimento no dia seguinte é: a) O gelo, por melhorar a circulação sanguínea, favorece a rápida recuperação do tecido lesionado, enquanto que o aquecimento retarda o envelhecimento celular. b) O gelo tem ação vasodilatadora, enquanto que o aquecimento ajuda na produção de radicais livres. c) A ação vasoconstritora do gelo diminui a formação de edema no local da pancada, enquanto que o aquecimento no dia seguinte aumenta a permeabilidade dos tecidos e facilita a absorção dos fluidos acumulados na região da lesão. d) Tanto o gelo quanto o aquecimento da região tem efeito vasodilatador o que melhora a circulação sanguínea e facilita a recuperação dos tecidos graças a melhor oxigenação da região. e) Tanto o gelo quanto o aquecimento são ineficientes no tratamento de lesões provocadas por choques mecânicos. Sua prática errada é herança de culturas desinformadas sobre o real funcionamento do corpo humano.

www.facebook/tioivysfanpage

11

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Perceba que neste item, assim como no anterior, o conteúdo trabalhado é dilatação térmica. Contudo, para encontrar a resposta neste item, o candidato deve ser capaz de reconhecer o efeito vasoconstritor da administração de gelo e o efeito de dilatação do aquecimento e, a partir daí, refletindo sobre os processos fisiológicos associados ao choque mecânico (acúmulo de fluidos – edema – no local da pancada) e ao aquecimento de tecidos do corpo (e o correspondente aumento da permeabilidade desses tecidos), para, só aí, encontrar o gabarito do item. Gabarito: “c” Importante notar também, que a situação-problema, apresentada no item, é concreta para o candidato e, por isso, apresenta maior significância para o conteúdo trabalhado no item (dilatação térmica). Em minha opinião, esse item é adequado para avaliar a habilidade 18 da competência 05 da matriz ENEM de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

No super simulado que você receberá junto com esse e-book, você terá a oportunidade de avaliar suas habilidades com itens (ENEM e autorais) separados por competências (assim como faço em meu blog, toda quarta feira, com os EaH – Exercitando as Habilidades).

www.facebook/tioivysfanpage

12

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

ENTENDENDO O SiSU O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) é um programa do governo federal, que teve sua primeira edição em 2010, que seleciona estudantes para instituições federais e estaduais de ensino superior. FONTE:

http://www.guiadoestudante.abril.com.br

Em recente entrevista para o tabloide TIDD (Tio Ivys Dá a Dica) dei a seguinte resposta:

R: Vamos a outro tema bastante comentado pelos alunos. Como funciona o Sistema de Seleção Unificado (SiSU)? TI: O SiSU nada mais é que um “rankeador”. No material que vou disponibilizar via e-mail (leia na página 02 deste informativo como obtê-lo) falo mais detalhadamente sobre isso, inclusive com exemplos práticos. Como aqui o espaço é menor, serei breve. O estudante, após receber o resultado do ENEM, cadastra esse resultado na universidade e no curso que tem interesse. O programa utilizado no SiSU compara a nota de todos os candidatos interessados em determinado curso de determinada universidade, e os coloca em ordem decrescente, utilizando o critério de notas. Ou seja, monta um ranking com as notas dos candidatos. Se sua colocação estiver dentre o número de vagas oferecidas no final do processo, o candidato será aprovado.

www.facebook/tioivysfanpage

13

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Para participar do SiSU, o candidato deve ter em mãos, quando acessar o site para se inscrever, o número de inscrição do ENEM e sua senha. A partir daí, o candidato poderá se inscrever em duas opções de curso, em uma das seguintes situações: mesmo curso, em duas universidades/faculdades diferentes; Exemplo1: Direito na UFAL (Universidade Federal de Alagoas) e Direito na UFCE (Universidade Federal do Ceará); ou mesma universidade, em duas opções de cursos diferentes; Exemplo2: Engenharia mecânica na UFSCar (Universidade Federal de São Carlos - SP) e Engenharia eletrônica na mesma universidade; ou cursos diferentes, em universidades/faculdades diferentes. Exemplo3: Medicina na UFAM (Universidade Federal do Amazonas) e Enfermagem na UFAC (Universidade Federal do Acre); Em todos os casos, o Sistema irá comparar as notas de todos os candidatos que optaram pelo mesmo curso e irá ordená-los utilizando o critério de notas. Após o mais recente ENEM, o SiSU funcionou do dia __ até o dia __ e a cada dia dava um resultado parcial baseado nas ocorrências do dia anterior. Para facilitar o entendimento do funcionamento do SiSU vamos a um estudo de casos (exemplo):

www.facebook/tioivysfanpage

14

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Caso 1: Suponha que a Universidade UFFCTal (Universidade Federal do Faz de Conta e Tal)* ofereça o curso Bacharelado em Gestão Pública, com um total de 5 vagas. Suponha também que 10 candidatos, A, B, C, D, E, F, G, H, I e J, tenham respectivamente as notas: A (630,5), B(493,1), C(633,2), D(731, 4), E(502,0), F(669,5), G(502,4), H(459,6), I(802,3) e J(702, 7) E que esses 10 sejam os únicos disputando vagas na UFFCTal (que não utiliza nenhum tipo de política afirmativa – cotas, bônus na nota, reserva de vagas, entre outras - o SiSU, após a inscrição dos 10 candidatos apresentaria o seguinte ranking:

1o 2o 3o 4o 5o 6o 7o 8o 9o 10o

candidato I D J F C A G E B H

nota 802,3 731,4 702,7 669,5 633,2 630,5 502,4 502,0 493,1 459,6

Perceba que os cinco aprovados seriam, I, D, J, F e C e que a nota de corte, neste caso seria 633,2 pontos. É preciso entender que a nota de corte corresponde, na verdade, à nota do último colocado dentre os que ocuparão as vagas. Apenas isso. www.facebook/tioivysfanpage

15

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Caso 2: Volte aos dados do caso 1 e suponha que a Universidade UFFCTal* ofereça, como política afirmativa, uma reserva de 20% de suas vagas para alunos egressos da rede pública, e que, os alunos destacados em vermelho apresentam o perfil para se candidatarem a essa reserva de vagas. A (630,5), B(493,1), C(633,2), D(731, 4), E(502,0), F(669,5), G(502,4), H(459,6), I(802,3) e J(702, 7). Caso todos os candidatos destacados em vermelho optem por concorrer utilizando o sistema de cotas, teremos: candidato

nota

(não cotista)

1o 2o 3o 4o 5o 6o

I D C A E H

802,3 731,4 633,2 630,5 502,0 459,6 nota

1o 2o 3o 4o

candidato (cotista) J F G B

702,7 669,5 502,4 493,1

Perceba que os cinco aprovados seriam, I, D, C, e A (como não cotistas) e J (como cotista) e que a nota de corte, neste caso seria 630,5 pontos para os não cotistas e de 702,7 pontos para os cotistas. * Essa universidade não existe, criei-a só para ajudar na compreensão do exemplo. www.facebook/tioivysfanpage

16

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

As Universidades podem, ao seu critério, fazer uso de políticas afirmativas e/ou utilizarem pesos específicos para cada componente da nota (Natureza, Humanas, Linguagens, Matemática e Redação). Em caso de empate usando a nota final dos candidatos o SiSU fará o desempate de acordo com os critérios a seguir**: 1) Maior nota na redação; 2) Maior nota em Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias; 3) Maior nota em Matemática e suas Tecnologias; 4) Maior nota em Ciências da Natureza e suas Tecnologias; 5) Maior nota em Ciências Humanas e suas Tecnologias; e 6) Quem se inscreve por primeiro no sistema do SiSU para a vaga em disputa. **FONTE:

http://enemoficial.com/entendendo-o-sisu/

Gostou das explicações? Se o diretor da sua escola ou cursinho quiser, posso ir conversar com você e os demais estudantes da sua instituição. Trabalho com palestras sobre ENEM, sobre Vestibulares em geral, Física na abordagem do ENEM, entre outras. Seria um prazer fazer um evento em sua escola. Fale com a coordenação e direção. Abaixo estão meus contatos. Endereço profissional: Rua Dilermano Reis, 239 – Mangabeiras Maceió, Alagoas - CEP: 57037 – 120 (82) 3031 3610 (82) 8118 8181 (VIVO AL) (82) 9662 0031 (TIM AL) www.facebook/tioivysfanpage

17

#L Q V P

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

ANEXOS ANEXO I (Competências e habilidades – ENEM 1998) AS COMPETÊNCIAS AVALIADAS Dominar linguagens Dominar a norma culta da língua portuguesa e fazer uso da linguagem matemática, artística e científica.

Compreender Fenômenos Construir e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas.

Enfrentar Situações-Problema Selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema.

Construir Argumentação Relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente.

Elaborar Proposta Recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. Compreende, ainda, a competência de ler, compreender, interpretar e produzir textos no sentido amplo do termo, envolvendo todas as áreas e disciplinas que compõem a atividade pedagógica da escola. Pressupõe, portanto, instrumental de comunicação e expressão adequados tanto para a compreensão de um problema matemático quanto para a descrição de um processo físico, químico ou biológico e, mesmo, para a percepção das transformações de espaço/tempo da história, da geografia e da literatura.

**FONTE:

http://www.mundovestibular.com.br

www.facebook/tioivysfanpage

18

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

HABILIDADES 1 – Dada a descrição discursiva ou por ilustração de um experimento ou fenômeno, de natureza científica, tecnológica ou social, identificar variáveis relevantes e selecionar os instrumentos necessários para sua realização ou interpretação. 2 – Em um gráfico cartesiano de variável socioeconômica ou técnicocientífica, identificar e analisar valores das variáveis, intervalos de crescimento ou decréscimo e taxas de variação. 3 – Dada uma distribuição estatística de variável social, econômica, física, química ou biológica, traduzir e interpretar as informações disponíveis ou reorganizá-las, objetivando interpolações ou extrapolações. 4 – Dada uma situação-problema, apresentada em uma linguagem de determinada área de conhecimento, relacioná-la com sua formulação em outras linguagens e vice-versa. 5 – A partir da leitura de textos literários consagrados e de informações sobre concepções artísticas, estabelecer relações entre eles e seu contexto histórico, social, político ou cultural, inferindo as escolhas dos temas, gêneros discursivos e recursos expressivos dos autores. 6 – Com base em um texto, analisar as funções da linguagem, identificar marcas de variantes lingüísticas de natureza sociocultural, regional de registro ou de estilo e explorar as relações entre as linguagens coloquial e formal. 7 – Identificar e caracterizar a conservação e as transformações de energia em diferentes processos de sua geração e uso social e comparar diferentes recursos e opções energéticas. 8 – Analisar criticamente, de forma qualitativa ou quantitativa, as implicações ambientais, sociais e econômicas dos processos de utilização dos recursos naturais, materiais ou energéticos.

www.facebook/tioivysfanpage

19

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

9 – Compreender o significado e a importância da água e de seu ciclo para a manutenção da vida, em sua relação com condições socioambientais, sabendo quantificar variações de temperatura e mudanças de fase em processos naturais e de intervenção humana. 10 – Utilizar e interpretar diferentes escalas de tempo para situar e descrever transformações na atmosfera, biosfera, hidrosfera e litosfera, origem e evolução da vida, variações populacionais e modificações no espaço geográfico. 11 – Diante da diversidade da vida, analisar, do ponto de vista biológico, físico ou químico, padrões comuns nas estruturas e nos processos que garantem a continuidade e a evolução dos seres vivos. 12 – Analisar fatores socioeconômicos e ambientais associados ao desenvolvimento, às condições de vida e saúde de populações humanas, por meio da interpretação de diferentes indicadores. 13 – Compreender o caráter sistêmico do planeta e reconhecer a importância da biodiversidade para preservação da vida, relacionando condições do meio e intervenção humana. 14 – Diante da diversidade de formas geométricas planas e espaciais, presentes na natureza ou imaginadas, caracterizá-las por meio de propriedades, relacionar seus elementos, calcular comprimentos, áreas ou volumes e utilizar o conhecimento geométrico para leitura, compreensão e ação sobre a realidade. 15 – Reconhecer o caráter aleatório de fenômenos naturais ou não e utilizar em situações-problema processos de contagem, representação de freqüência relativa, construção de espaços amostrais, distribuição e cálculo de probabilidades.

www.facebook/tioivysfanpage

20

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

16 – Analisar, de forma qualitativa ou quantitativa, situações-problema referentes a perturbações ambientais, identificando fonte, transporte e destino dos poluentes, reconhecendo suas transformações, prever efeitos nos ecossistemas e sistema produtivo e propor formas de intervenção para reduzir e controlar os efeitos da poluição ambiental. 17 – Na obtenção e produção de materiais e insumos energéticos, identificar etapas, calcular rendimentos, taxas e índices e analisar implicações sociais, econômicas e ambientais. 18 – Valorizar a diversidade dos patrimônios etnoculturais e artísticos, identificando-a em suas manifestações e representações em diferentes sociedades, épocas e lugares. 19 – Confrontar interpretações diversas de situações ou fatos de natureza histórico-geográfica, técnico-científica, artístico-cultural ou do cotidiano,comparando diferentes pontos de vista, identificando os pressupostos de cada interpretação e analisando a validade dos argumentos utilizados. 20 – Comparar processos de formação socioeconômica, relacionando-os com seu contexto histórico e geográfico. 21 – Dado um conjunto de informações sobre uma realidade históricogeográfica, contextualizar e ordenar os eventos registrados, compreendendo a importância dos fatores sociais, econômicos, políticos ou culturais

www.facebook/tioivysfanpage

21

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

ANEXO II (Competências e habilidades – ENEM 2009)

Matriz de Referência de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Competência de área 1 - Aplicar as tecnologias da comunicação e da informação na escola, no trabalho e em outros contextos relevantes para sua vida. H1 - Identificar as diferentes linguagens e seus recursos expressivos como elementos de caracterização dos sistemas de comunicação. H2 - Recorrer aos conhecimentos sobre as linguagens dos sistemas de comunicação e informação para resolver problemas sociais. H3 - Relacionar informações geradas nos sistemas de comunicação e informação, considerando a função social desses sistemas. H4 - Reconhecer posições críticas aos usos sociais que são feitos das linguagens e dos sistemas de comunicação e informação. Competência de área 2 - Conhecer e usar língua(s) estrangeira(s) moderna(s) como instrumento de acesso a informações e a outras culturas e grupos sociais. H5 – Associar vocábulos e expressões de um texto em LEM ao seu tema. H6 - Utilizar os conhecimentos da LEM e de seus mecanismos como meio de ampliar as possibilidades de acesso a informações, tecnologias e culturas. H7 – Relacionar um texto em LEM, as estruturas linguísticas, sua função e seu uso social. H8 - Reconhecer a importância da produção cultural em LEM como representação da diversidade cultural e linguística.

www.facebook/tioivysfanpage

22

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Competência de área 3 - Compreender e usar a linguagem corporal como relevante para a própria vida, integradora social e formadora da identidade. H9 - Reconhecer as manifestações corporais de movimento como originárias de necessidades cotidianas de um grupo social. H10 - Reconhecer a necessidade de transformação de hábitos corporais em função das necessidades cinestésicas. H11 - Reconhecer a linguagem corporal como meio de interação social, considerando os limites de desempenho e as alternativas de adaptação para diferentes indivíduos.

Competência de área 4 - Compreender a arte como saber cultural e estético gerador de significação e integrador da organização do mundo e da própria identidade. H12 - Reconhecer diferentes funções da arte, do trabalho da produção dos artistas em seus meios culturais. H13 - Analisar as diversas produções artísticas como meio de explicar diferentes culturas, padrões de beleza e preconceitos. H14 - Reconhecer o valor da diversidade artística e das inter-relações de elementos que se apresentam nas manifestações de vários grupos sociais e étnicos.

Competência de área 5 - Analisar, interpretar e aplicar recursos expressivos das linguagens, relacionando textos com seus contextos, mediante a natureza, função, organização, estrutura das manifestações, de acordo com as condições de produção e recepção.

www.facebook/tioivysfanpage

23

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

H15 - Estabelecer relações entre o texto literário e o momento de sua produção, situando aspectos do contexto histórico, social e político. H16 - Relacionar informações sobre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário. H17 - Reconhecer a presença de valores sociais e humanos atualizáveis e permanentes no patrimônio literário nacional. Competência de área 6 - Compreender e usar os sistemas simbólicos das diferentes linguagens como meios de organização cognitiva da realidade pela constituição de significados, expressão, comunicação e informação. H18 - Identificar os elementos que concorrem para a progressão temática e para a organização e estruturação de textos de diferentes gêneros e tipos. H19 - Analisar a função da linguagem predominante nos textos em situações específicas de interlocução. H20 - Reconhecer a importância do patrimônio linguístico para a preservação da memória e da identidade nacional. Competência de área 7 - Confrontar opiniões e pontos de vista sobre as diferentes linguagens e suas manifestações específicas. H21 - Reconhecer em textos de diferentes gêneros, recursos verbais e nãoverbais utilizados com a finalidade de criar e mudar comportamentos e hábitos. H22 - Relacionar, em diferentes textos, opiniões, temas, assuntos e recursos linguísticos. H23 - Inferir em um texto quais são os objetivos de seu produtor e quem é seu público alvo, pela análise dos procedimentos argumentativos utilizados. H24 - Reconhecer no texto estratégias argumentativas empregadas para o convencimento do público, tais como a intimidação, sedução, comoção, chantagem, entre outras. www.facebook/tioivysfanpage

24

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Competência de área 8 - Compreender e usar a língua portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. H25 - Identificar, em textos de diferentes gêneros, as marcas linguísticas que singularizam as variedades linguísticas sociais, regionais e de registro. H26 - Relacionar as variedades lingüísticas a situações específicas de uso social. H27 - Reconhecer os usos da norma padrão da língua portuguesa nas diferentes situações de comunicação. Competência de área 9 - Entender os princípios, a natureza, a função e o impacto das tecnologias da comunicação e da informação na sua vida pessoal e social, no desenvolvimento do conhecimento, associando-o aos conhecimentos científicos, às linguagens que lhes dão suporte, às demais tecnologias, aos processos de produção e aos problemas que se propõem solucionar. H28 - Reconhecer a função e o impacto social das diferentes tecnologias da comunicação e informação. H29 - Identificar pela análise de suas linguagens, as tecnologias da comunicação e informação. H30 - Relacionar as tecnologias de comunicação e informação desenvolvimento das sociedades e ao conhecimento que elas produzem.

www.facebook/tioivysfanpage

25

ao

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Matriz de Referência de Matemática e suas Tecnologias. Competência de área 1 - Construir significados para os números naturais, inteiros, racionais e reais. H1 - Reconhecer, no contexto social, diferentes significados e representações dos números e operações - naturais, inteiros, racionais ou reais. H2 - Identificar padrões numéricos ou princípios de contagem. H3 - Resolver situação-problema envolvendo conhecimentos numéricos. H4 - Avaliar a razoabilidade de um resultado numérico na construção de argumentos sobre afirmações quantitativas. H5 - Avaliar propostas de intervenção na realidade utilizando conhecimentos numéricos. Competência de área 2 - Utilizar o conhecimento geométrico para realizar a leitura e a representação da realidade e agir sobre ela. H6 - Interpretar a localização e a movimentação de pessoas/objetos no espaço tridimensional e sua representação no espaço bidimensional. H7 - Identificar características de figuras planas ou espaciais. H8 - Resolver situação-problema que envolva conhecimentos geométricos de espaço e forma. H9 - Utilizar conhecimentos geométricos de espaço e forma na seleção de argumentos propostos como solução de problemas do cotidiano. Competência de área 3 - Construir noções de grandezas e medidas para a compreensão da realidade e a solução de problemas do cotidiano. H10 - Identificar relações entre grandezas e unidades de medida. H11 - Utilizar a noção de escalas na leitura de representação de situação do cotidiano. www.facebook/tioivysfanpage

26

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

H12 - Resolver situação-problema que envolva medidas de grandezas. H13 - Avaliar o resultado de uma medição na construção de um argumento consistente. H14 - Avaliar proposta de intervenção na realidade utilizando conhecimentos geométricos relacionados a grandezas e medidas. Competência de área 4 - Construir noções de variação de grandezas para a compreensão da realidade e a solução de problemas do cotidiano. H15 - Identificar a relação de dependência entre grandezas. H16 - Resolver situação-problema envolvendo a variação de grandezas, direta ou inversamente proporcionais. H17 - Analisar informações envolvendo a variação de grandezas como recurso para a construção de argumentação. H18 - Avaliar propostas de intervenção na realidade envolvendo variação de grandezas. Competência de área 5 - Modelar e resolver problemas que envolvem variáveis socioeconômicas ou técnico-científicas, usando representações algébricas. H19 - Identificar representações algébricas que expressem a relação entre grandezas. H20 - Interpretar grandezas.

gráfico

cartesiano

que

represente

relações

entre

H21 - Resolver situação-problema cuja modelagem envolva conhecimentos algébricos. H22 - Utilizar conhecimentos algébricos/geométricos como recurso para a construção de argumentação. H23 - Avaliar propostas conhecimentos algébricos.

de

www.facebook/tioivysfanpage

intervenção

27

na

realidade

utilizando

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Competência de área 6 - Interpretar informações de natureza científica e social obtidas da leitura de gráficos e tabelas, realizando previsão de tendência, extrapolação, interpolação e interpretação. H24 - Utilizar informações expressas em gráficos ou tabelas para fazer inferências. H25 - Resolver problema com dados apresentados em tabelas ou gráficos. H26 - Analisar informações expressas em gráficos ou tabelas como recurso para a construção de argumentos. Competência de área 7 - Compreender o caráter aleatório e nãodeterminístico dos fenômenos naturais e sociais e utilizar instrumentos adequados para medidas, determinação de amostras e cálculos de probabilidade para interpretar informações de variáveis apresentadas em uma distribuição estatística. H27 - Calcular medidas de tendência central ou de dispersão de um conjunto de dados expressos em uma tabela de freqüências de dados agrupados (não em classes) ou em gráficos. H28 - Resolver situação-problema que envolva conhecimentos de estatística e probabilidade. H29 - Utilizar conhecimentos de estatística e probabilidade como recurso para a construção de argumentação. H30 - Avaliar propostas de intervenção conhecimentos de estatística e probabilidade.

www.facebook/tioivysfanpage

28

na

realidade

utilizando

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Matriz de Referência de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Competência de área 1 – Compreender as ciências naturais e as tecnologias a elas associadas como construções humanas, percebendo seus papéis nos processos de produção e no desenvolvimento econômico e social da humanidade. H1 – Reconhecer características ou propriedades de fenômenos ondulatórios ou oscilatórios, relacionando-os a seus usos em diferentes contextos. H2 – Associar a solução de problemas de comunicação, transporte, saúde ou outro, com o correspondente desenvolvimento científico e tecnológico. H3 – Confrontar interpretações científicas com interpretações baseadas no senso comum, ao longo do tempo ou em diferentes culturas. H4 – Avaliar propostas de intervenção no ambiente, considerando a qualidade da vida humana ou medidas de conservação, recuperação ou utilização sustentável da biodiversidade.

Competência de área 2 – Identificar a presença e aplicar as tecnologias associadas às ciências naturais em diferentes contextos. H5 – Dimensionar circuitos ou dispositivos elétricos de uso cotidiano. H6 – Relacionar informações para compreender manuais de instalação ou utilização de aparelhos, ou sistemas tecnológicos de uso comum. H7 – Selecionar testes de controle, parâmetros ou critérios para a comparação de materiais e produtos, tendo em vista a defesa do consumidor, a saúde do trabalhador ou a qualidade de vida.

www.facebook/tioivysfanpage

29

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Competência de área 3 – Associar intervenções que resultam em degradação ou conservação ambiental a processos produtivos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos. H8 – Identificar etapas em processos de obtenção, transformação, utilização ou reciclagem de recursos naturais, energéticos ou matérias-primas, considerando processos biológicos, químicos ou físicos neles envolvidos. H9 – Compreender a importância dos ciclos biogeoquímicos ou do fluxo energia para a vida, ou da ação de agentes ou fenômenos que podem causar alterações nesses processos. H10 – Analisar perturbações ambientais, identificando fontes, transporte e(ou) destino dos poluentes ou prevendo efeitos em sistemas naturais, produtivos ou sociais. H11 – Reconhecer benefícios, limitações e aspectos éticos da biotecnologia, considerando estruturas e processos biológicos envolvidos em produtos biotecnológicos. H12 – Avaliar impactos em ambientes naturais decorrentes de atividades sociais ou econômicas, considerando interesses contraditórios. Competência de área 4 – Compreender interações entre organismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, aspectos culturais e características individuais. H13 – Reconhecer mecanismos de transmissão da vida, prevendo ou explicando a manifestação de características dos seres vivos. H14 – Identificar padrões em fenômenos e processos vitais dos organismos, como manutenção do equilíbrio interno, defesa, relações com o ambiente, sexualidade, entre outros. H15 – Interpretar modelos e experimentos para explicar fenômenos ou processos biológicos em qualquer nível de organização dos sistemas biológicos.

www.facebook/tioivysfanpage

30

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

H16 – Compreender o papel da evolução na produção de padrões, processos biológicos ou na organização taxonômica dos seres vivos. Competência de área 5 – Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. H17 – Relacionar informações apresentadas em diferentes formas de linguagem e representação usadas nas ciências físicas, químicas ou biológicas, como texto discursivo, gráficos, tabelas, relações matemáticas ou linguagem simbólica. H18 – Relacionar propriedades físicas, químicas ou biológicas de produtos, sistemas ou procedimentos tecnológicos às finalidades a que se destinam. H19 – Avaliar métodos, processos ou procedimentos das ciências naturais que contribuam para diagnosticar ou solucionar problemas de ordem social, econômica ou ambiental. Competência de área 6 – Apropriar-se de conhecimentos da física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. H20 – Caracterizar causas ou efeitos dos movimentos de partículas, substâncias, objetos ou corpos celestes. H21 – Utilizar leis físicas e (ou) químicas para interpretar processos naturais ou tecnológicos inseridos no contexto da termodinâmica e(ou) do eletromagnetismo. H22 – Compreender fenômenos decorrentes da interação entre a radiação e a matéria em suas manifestações em processos naturais ou tecnológicos, ou em suas implicações biológicas, sociais, econômicas ou ambientais. H23 – Avaliar possibilidades de geração, uso ou transformação de energia em ambientes específicos, considerando implicações éticas, ambientais, sociais e/ou econômicas.

www.facebook/tioivysfanpage

31

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Competência de área 7 – Apropriar-se de conhecimentos da química para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científicotecnológicas. H24 – Utilizar códigos e nomenclatura da química para caracterizar materiais, substâncias ou transformações químicas. H25 – Caracterizar materiais ou substâncias, identificando etapas, rendimentos ou implicações biológicas, sociais, econômicas ou ambientais de sua obtenção ou produção. H26 – Avaliar implicações sociais, ambientais e/ou econômicas na produção ou no consumo de recursos energéticos ou minerais, identificando transformações químicas ou de energia envolvidas nesses processos. H27 – Avaliar propostas de intervenção no meio ambiente aplicando conhecimentos químicos, observando riscos ou benefícios. Competência de área 8 – Apropriar-se de conhecimentos da biologia para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. H28 – Associar características adaptativas dos organismos com seu modo de vida ou com seus limites de distribuição em diferentes ambientes, em especial em ambientes brasileiros. H29 – Interpretar experimentos ou técnicas que utilizam seres vivos, analisando implicações para o ambiente, a saúde, a produção de alimentos, matérias primas ou produtos industriais. H30 – Avaliar propostas de alcance individual ou coletivo, identificando aquelas que visam à preservação e a implementação da saúde individual, coletiva ou do ambiente.

www.facebook/tioivysfanpage

32

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Matriz de Ciências Humanas e suas Tecnologias. Competência de área 1 - Compreender os elementos culturais que constituem as identidades H1 - Interpretar historicamente e/ou geograficamente fontes documentais acerca de aspectos da cultura. H2 - Analisar a produção da memória pelas sociedades humanas. H3 - Associar as manifestações culturais do presente aos seus processos históricos. H4 - Comparar pontos de vista expressos em diferentes fontes sobre determinado aspecto da cultura. H5 - Identificar as manifestações ou representações da diversidade do patrimônio cultural e artístico em diferentes sociedades. Competência de área 2 - Compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder. H6 - Interpretar diferentes representações gráficas e cartográficas dos espaços geográficos. H7 - Identificar os significados histórico-geográficos das relações de poder entre as nações H8 - Analisar a ação dos estados nacionais no que se refere à dinâmica dos fluxos populacionais e no enfrentamento de problemas de ordem econômicosocial. H9 - Comparar o significado histórico-geográfico das organizações políticas e socioeconômicas em escala local, regional ou mundial. H10 - Reconhecer a dinâmica da organização dos movimentos sociais e a importância da participação da coletividade na transformação da realidade histórico-geográfica.

www.facebook/tioivysfanpage

33

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Competência de área 3 - Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais. H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço. H12 - Analisar o papel da justiça como instituição na organização das sociedades. H13 - Analisar a atuação dos movimentos sociais que contribuíram para mudanças ou rupturas em processos de disputa pelo poder. H14 - Comparar diferentes pontos de vista, presentes em textos analíticos e interpretativos, sobre situação ou fatos de natureza histórico-geográfica acerca das instituições sociais, políticas e econômicas. H15 - Avaliar criticamente conflitos culturais, sociais, políticos, econômicos ou ambientais ao longo da história. Competência de área 4 - Entender as transformações técnicas e tecnológicas e seu impacto nos processos de produção, no desenvolvimento do conhecimento e na vida social. H16 - Identificar registros sobre o papel das técnicas e tecnologias na organização do trabalho e/ou da vida social. H17 - Analisar fatores que explicam o impacto das novas tecnologias no processo de territorialização da produção. H18 - Analisar diferentes processos de produção ou circulação de riquezas e suas implicações sócio-espaciais. H19 - Reconhecer as transformações técnicas e tecnológicas que determinam as várias formas de uso e apropriação dos espaços rural e urbano. H20 - Selecionar argumentos favoráveis ou contrários às modificações impostas pelas novas tecnologias à vida social e ao mundo do trabalho.

www.facebook/tioivysfanpage

34

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Competência de área 5 - Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade. H21 - Identificar o papel dos meios de comunicação na construção da vida social. H22 - Analisar as lutas sociais e conquistas obtidas no que se refere às mudanças nas legislações ou nas políticas públicas. H23 - Analisar a importância dos valores éticos na estruturação política das sociedades. H24 - Relacionar cidadania e democracia na organização das sociedades. H25 – Identificar estratégias que promovam formas de inclusão social. Competência de área 6 - Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos. H26 - Identificar em fontes diversas o processo de ocupação dos meios físicos e as relações da vida humana com a paisagem. H27 - Analisar de maneira crítica as interações da sociedade com o meio físico, levando em consideração aspectos históricos e(ou) geográficos. H28 - Relacionar o uso das tecnologias com os impactos sócio-ambientais em diferentes contextos histórico-geográficos. H29 - Reconhecer a função dos recursos naturais na produção do espaço geográfico, relacionando-os com as mudanças provocadas pelas ações humanas. H30 - Avaliar as relações entre preservação e degradação da vida no planeta nas diferentes escalas.

www.facebook/tioivysfanpage

35

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

ANEXO III (Competências e habilidades – REDAÇÃO 2012) Competências expressas na matriz de referência para redação: Baseada nas cinco competências da Matriz de Referência para Redação, a proposta da Redação do ENEM é elaborada de forma a possibilitar que os participantes, a partir de uma situaçãoproblema e de subsídios oferecidos, realizem uma reflexão escrita sobre um tema de ordem política, social ou cultural, produzindo um texto de tipo dissertativo-argumentativo.

Competência I – Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.

Competência II – Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Competência III – Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Competência IV – Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Competência V – Elaborar propostas de solução para o problema abordado, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sócio-cultural.

www.facebook/tioivysfanpage

36

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

Níveis de conhecimentos associados às Competências Expressas nas Matrizes de Referência para Redação do ENEM: Para cada uma das competências expressas na Matriz de Referência para Redação do ENEM, existem níveis de conhecimento associados a essas competências, conforme descritos abaixo: - Nível 0: Demonstra desconhecimento da norma padrão, de escolha de registro e de convenções da escrita. Não defende ponto de vista e apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos incoerentes. Apresenta informações desconexas, que não se configuram como texto. Não elabora proposta de intervenção. - Nível I: Demonstra domínio insuficiente da norma padrão, apresentando graves e frequentes desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita. Desenvolve de maneira tangencial o tema ou apresenta inadequação ao tipo textual dissertativo-argumentativo. Não defende ponto de vista e apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos pouco relacionados ao tema. Não articula as partes do texto ou as articula de forma precária e ou inadequada. Elabora proposta de intervenção tangencial ao tema ou a deixa subentendida no texto. - Nível II: Demonstra domínio mediano da norma padrão, apresentando muitos desvios gramaticais de escolha de registro e de convenções da escrita. Desenvolve de forma mediana o tema a partir de argumentos do senso comum, cópias dos textos motivadores ou apresenta domínio precário do tipo textual dissertativoargumentativo. Apresenta informações, fatos e opiniões, ainda que pertinentes ao tema proposto, com pouca articulação e/ou com contradições, ou limita-se a reproduzir os argumentos constantes na proposta de redação em defesa de seu ponto de vista. Articula as partes do texto, porém com muitas inadequações na utilização dos recursos coesivos. Elabora proposta de intervenção de forma precária ou relacionada ao tema mas não articulada com a discussão desenvolvida no texto.

www.facebook/tioivysfanpage

37

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

- Nível III: Demonstra domínio adequado da norma padrão, apresentando alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita. Desenvolve de forma adequada o tema, a partir de argumentação previsível e apresenta domínio adequado do tipo textual dissertativo-argumentativo. Apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto, porém pouco organizados e relacionados de forma pouco consistente em defesa de seu ponto de vista. Articula as partes do texto, porém com algumas inadequações na utilização dos recursos coesivos. Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema mas pouco articulada a discussão desenvolvida no texto. - Nível IV: Demonstra bom domínio da norma padrão, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita. Desenvolve bem o tema a partir da argumentação consistente e apresenta bom domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo. Seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente, com indícios de autoria, em defesa de seu ponto de vista. Articula as partes do texto, com poucas inadequações na utilização de recursos coesivos. Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema e bem articulada a discussão desenvolvida no texto. - Nível V: Demonstra excelente domínio da norma padrão, não apresentando ou apresentando escassos desvios gramaticais e de convenções da escrita. Desenvolve muito bem o tema com argumentação consistente, além de apresentar excelente domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo, a partir de um repertório sociocultural produtivo. Seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente, configurando autoria, em defesa de seu ponto de vista. Articula as partes do texto, sem inadequações na utilização dos recursos coesivos. Elabora proposta de intervenção inovadora relacionada ao tema e bem articulada a discussão desenvolvida em seu texto. FONTE: 0

Diário Oficial da União, n 101, 25 de maio de 2012, seção 3, p. 79

www.facebook/tioivysfanpage

38

www.tioivys.BLOGSPOT.com


NOVO ENEM Compreendendo as mudanças

no twitter

@tioivys

CONSIDERAÇÕES FINAIS “Se não houver frutos, valeu a beleza das flores; se não houver flores, valeu a sombra das folhas; se não houver folhas, valeu a intenção da semente.” Henfil

. FONTE:

Esse eBOOK é, em parte, material que será utilizado no livro que estou preparando para lançar no segundo semestre e ajudar na preparação dos estudantes para o ENEM. Comentários, críticas construtivas e sugestões são sempre bem vindas. Mantenha contato. Endereço profissional: Rua Dilermano Reis, 239 – Mangabeiras Maceió, Alagoas - CEP: 57037 – 120 (82) 3031 3610 (82) 8118 8181 (VIVO AL) (82) 9662 0031 (TIM AL)

www.facebook/tioivysfanpage

39

#L Q V P

www.tioivys.BLOGSPOT.com

ebook  

Ebook do prof. Ivys

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you