Issuu on Google+


O Morno (BR-NJV-10-00001) (Nevilton de Alencar)

Ele só queria ver o sol Mas nunca saía do seu quarto Culpava a incerteza e a distância Só se for fácil e garantido, aí eu faço

Pressuposto (BR-NJV-09-00001) (Nevilton de Alencar)

Ela sempre soube que seu maior valor Nunca coube nem dizer Se pressupõe Que até o insensato vai perceber E nunca preocupou-se em fazer crer Nem mesmo acreditava poder fazer Mas um dia percebeu o seu poder E saiu a sorrir, ganhando corações Sorrindo gentileza e confiança E a cada sair, sorrindo decisões De amor, delicadeza a ela mesma Conquistava outro alguém E saiu a sorrir, ganhando corações Sorrindo gentileza e confiança E a cada sair, sorrindo decisões De amor, delicadeza a ela mesma Aprendeu a viver

Nunca joga nada e quer massagem (só massagem) Não quer nem ver o jogo e só quer gol (só quer gol) Não lê o livro, só quer a mensagem (nunca lê) E só chupa a laranja que um outro descascou Rezava, mas esquecia de crer Queria o bem, mas só levava a mal E quando, então, o papo era fazer Preferia voltar só no final Pois sempre foi mais fácil esperar (esperar) E ver as flores no jardim dos outros (no jardim) Esperar para ver no que vai dar (vai dar sim!) E se for legal, por que não fazer igual? Queria muito viver bem a vida Mas esquecia apenas de viver Passava o dia olhando pra parede E nunca via nada acontecer Queria saber como é viajar (viajar) Mas tinha medo de algo dar errado (dar errado) Então achava melhor nem tentar (nem tentar) E esquecia que podia ter amigos ao seu lado Enfim, um dia ele acordou pra vida E experimentou o que é viver E amou, errou, tentou, leu, descobriu Que é natural nem tudo sair como se espera Mas todo ano chega a primavera E o calor do sol sempre ta aí pra te abraçar Pode sorrir!


Do Que Não Deu Certo

(BR-NJV-10-00002)

(Nevilton de Alencar / Tiago Inforzato)

Pode ser que os dias passem Passe a chuva, a Santa e a vontade De te dar tanta atenção assim Pode ser que não

Vitorioso Adormecido (BR-NJV-09-00007) (Nevilton de Alencar)

Ele tem Mania de ser João Ninguém Vivendo a esperar o fim Pensando que tudo vai se acabar Simplesmente assim Ele vai Sendo negativo, mas não cai Aos poucos ele ganha e cresce Ele sabe que é um vitoriosos adormecido Mas não reconhece Um cara como você Que nasceu para vencer Tem que querer viver Intensamente, como a lava quente Que amedronta a gente E que nos faz tremer Erupção como num coração Que explode em emoção A uma paixão nascer Vitorioso adormecido não espere o fim Acorde agora, vá embora, a vida é assim

Pode ser que as coisas fiquem Pode ser que o mundo gire E de repente tudo esteja pelo chão Pode ser que não A paisagem simples encerra Muito mais do que lhe ocorreu Em outra maneira de perceber Pode ser que a luz se acenda E as cores que se mostram Não te agradem ou comovam Pode ser que não Pode ser que ela perceba E pode ser que ele ceda Aos seus jogos infantis de sedução Pode ser que não A paisagem simples encerra Muito mais do que lhe ocorreu Em outra maneira de perceber Pode ser que a outra metade Venha a ser assim Tão diferente de você, meu bem. Pode ser que não Pode ser que a noite acabe E a música se torne Silêncio e solidão Pode ser que não

Singela (Canção ao Amigo) (BR-NJV-10-00003)

(Nevilton de Alencar)

Meu amigo em que tanto me apoiei Hoje eu lhe agradeço E veja que eu reconheço Tudo o que pode fazer E agora lhe dedico esta canção Singela recordação Feita com um pouco de imaginação Brincando com a entonação Esse foi o melhor jeito Que eu achei pra lhe agradecer Tomara que tão cedo não me esqueça Assim como também não vou lhe esquecer Narração por Rafael Castro


Produzido por Nevilton de Alencar Š 2010 Todos os Direitos Reservados


Nevilton de Alencar: Guitarra e Voz Tiago ‘Lobão’ Inforzato: Baixo Eder Chapolla: Bateria

Faixas 1 e 3 gravadas em Março de 2009, no YB Studios, em São Paulo, SP. Bateria: Fernando Livoni. Engenheiro de Gravação: Bob Mac (a.k.a Beto Machado) Assistentes de Gravação: Bruno Furtado, Bruna de Marco e Diego Techera. Mixadas na Máfia do Dendê por Tomás Magno. Faixas 2, 4 e 5 gravadas em Setembro de 2009, no Sombrero, em Umuarama, PR. Engenheiros de Gravação: Nevilton de Alencar e Tiago ‘Lobão’ Inforzato. Mixadas no Sombrero por Nevilton de Alencar. Todas as faixas masterizadas no Estúdio Monumental por Rafael Castro. Todas as músicas são de autoria de Nevilton de Alencar. Exceto ‘Do Que Não Deu Certo’, por Nevilton de Alencar e Tiago ‘Lobão’ Inforzato. Faixas 1 e 3 editadas por YB Music. Capa: Nevilton de Alencar. Diagramação: Tiago ‘Lobão’ Inforzato. Fotografias por Jorge Mariano, Marcelo Stammer, Carlos Magno, R. J. Lopes, Filipe Franco e Ana Paula Alencar. Agradecemos: Às nossas famílias, mestres, amigos, fãs, Fernando Livoni, Eder Chapolla, Allan Cândido Batista, Julianne Prado, Daniel Belleza, Marconi de Morais, Lon Berger, Luanna Belinni, Estela e Leo Padilha, Homero de Cuffa, Carlão Gonçalves, Hestevan Prado, Sue e Rafa, Max e Talise, Loja Efeito, Ap. 80, Gustavo Martins e Ecos Falsos, Alexandre Capilé e Sugar Kane, Pablo Miyazawa, José Flávio Jr., Max de Castro, Paulo Terron, Marcelo Costa, Elson Barbosa, Tiago Agostini, Bruno Nogueira, Murilo Basso, Marcelo Domingues, Beto Vizotto e a Cidade de Paraíso do Norte, Fabrício Nobre, Letz Spindola, Urbanaque, Trama Virtual, Flávio Sonicflower, Família Palim, Juninho e o Tribos Bar, Thiago Espora de Galo, Jorge Mariano, Zanatta’s Brothers, Agência Alavanca, Agência Fora do Eixo, Espaço Cubo, Bigorna Produções, Iuri Freiberger, Jhonny Suxxx, Ivanildo Coutinho, Ítalo Cacciola, Clícia e Fausto Sá Carneiro, Companhia Identidade Teatral, Mércio Mantovani, Dary Jr., Rodrigo Lemos, Ivan Santos, Adriane Perin, Giancarlo Rufatto, Allan Yokohama, Ênio Vermelho Jr., Zeppelin Old Bar, Chef Carlos, James Bar, Dimitri Pellz, Os Monumentais, Wander Wildner, Revoltz, Os Inimitáveis, Umuarama, São Paulo, Los Angeles, a todos que ajudaram na feitura deste disco e a tantos outros queridos que por falta de espaço não estão aqui, mas estão em nossos corações.


1. Pressuposto 2. O Morno 3. Vitorioso Adormecido 4. Do Que Não Deu Certo 5. Singela

www.nevilton.com.br © 2010

Gostou? Experimente também o disco físico, disponível nos festivais e em outros pontos de venda indicados em nosso site. Muito Obrigado!


Nevilton - EP Pressuposto