Page 1

KÁTIA CIRENE ALVES DE SOUSA LUIZ ANTONIO DE ALBUQUERQUE LINS FILHO NILTON CEZAR SHALORRAN SILVA DA SILVA NUNO FABRÍCIO VILARINO FERNANDES PAULO FABRÍCIO GUEDES ARAÚJO

“OS XIKRIN”

Belém-Pa 2012


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

“OS XIKRIN”

Professor: Maria do Socorro Disciplina: Introdução a Arqueológia Assunto: Os Xikrin

Belém-PA 2012

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA

2


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

3

RESUMO Este trabalho foi desenvolvido como ferramenta pedagógica sobre a etnia Kayapó Xinkrin, para os alunos do 8º ano do ensino médio. Destacando elementos culturais únicos da vida Kayapó Xikrin, para que os alunos percebem a riqueza e diversidade de etnias indígenas que existem no Brasil e que ainda são homogeneizadas nos textos didáticos como “índio brasileiro”.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

KAYAPO XIKRIN Texto Didático para alunos do 8º ano

Belém - PA 2012

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA

4


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

5

Agradecimentos, Á todos os nosso amigos da turma HN4L1 que conosco estiveram em mais uma etapa da nossa caminhada para a docência e aos nossos professores. Especialmente aqui a professora Maria do Socorro que nos proporcionou conhecimentos técnicos para o desenvolvimento deste nosso primeiro trabalho didático. Esperamos ter podido alcançar nosso objetivo de informar sobre a cultura xikrin. Destacando nesse trabalho principalmente a diversidade e alteridade. Agradecemos, Equipe Os xikrin

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

6

Sumário OS XIKRIN...............................................................................................................................................7 KAYAPÓ XIKRIN

.............................................................................................................7

LOCALIZAÇÃO:........................................................................................................................................8 A CRIANÇA XIKRIN................................................................................................................................10 A PINTURA CORPORAL DOS KAYAPÓ-XIKRIN.......................................................................................12 AS PINTORAS XIKRIN...................................................................................................................13 MATERIAL UTILIZADO.................................................................................................................15 COSMOLOGIA ......................................................................................................................................16 XAMANISMO........................................................................................................................................17 VIDA CERIMONIAL................................................................................................................................17 O CONTATO COM O HOMEM BRANCO................................................................................................19 CONSIDERAÇÕES .................................................................................................................................20 BIBLIOGRÁFIA.......................................................................................................................................21 FONTES UTILIZADAS :...........................................................................................................................22

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

7

OS XIKRIN •

Quem são eles ?

KAYAPÓ XIKRIN

Onde estão: PA Quantos são: 1.818 (Funasa, 2010) Família linguística: Jê

Perceba as palavras indígenas !!!

No identificado

século três

XIX

foram

grandes

grupos

Kayapó : IRÃ'ÃMRANH-RE("os que passeiam nas planícies"), os GOROTI KUMRENHTX ("os homens do verdadeiro grande grupo") e os POREKRY ("os homens dos pequenos bambus"), esse ultimo qual os Xikrin, subgrupo da língua Kayapó. Eles enfatizam a audição, audição e a visão. Para afirmar que aprendeu algo eles dizem ARYM BA KUMA (eu já ouvi) ou ARYM BA OMUN (eu já ví) e quando se refere a ter ensinado algo a alguém, dirá BA KUM AKRE (eu mostrei a ele/a) ou BA KUM IAREN (eu contei a ele/a) e o conhecimento aprendido é armanzenado do ANGORO (coração). Por isso as orelhas e lábios são os órgãos que possuem grande importância, logo quando criança são perfurados afim de aguçar a sua qualidades de acordo com a crença Xikrin.

Logo a oratória é uma das práticas da vida social xikrin bastante valorizada, vale destacar que ela é praticada somente pelos homens. Tanto que os grupos Kayapó se definem como os KABEN MEI, quer dizer: aqueles que falam bem e bonito, diferenciando-se dos outros grupos indígenas.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

8

LOCALIZAÇÃO: Os Xikrin estão localizados em duas áreas no estado do Pará : As terras do Cateté fica próximo aos municípios de Parauapebas e Eldorado do Carajás.

O bioma amazônico nas terras indígenas do Cateté é de 100% ! “Hoje, uma parcela significativa das florestas remanescentes do bioma se encontra dentro de TIs, cerca de 25% da Amazônia está dentro delas.”(socioambiental.org)

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

9

As TI Trincheira/Bacajá está localizada próximo aos municípios de Altamira e Pacajá.

Belo monte é uma área próxima as terras do trincheira/Bacajá onde os xikrin pescam. A aldeia Bacajá aproximadademente 45 famílias em 26 residências circudada por mamoeiros, limoeiros, mangueiras e pés de genipapo e de urucum, esses dois ultimos materia prima para sua famosa pintura corporal. No centro encontra-se o NGÀ, a casa aberta onde acontecem os rituais. Exitem também as casa de alvenaria onde estão a farmácia, enfermaria e a residencia dos funcionário da saúde.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

10

A CRIANÇA XIKRIN Você aluno atente para uma questão. O universo indígena é bem diferente do qual você vive. Sugerimos que você crie comparações mas não crie valores sobre as cosmologia

Os xikrin cuidam das suas crianças de uma forma bastante protetora baseados nas suas crenças bem curiosas. O IN (corpo), KARON, que para alguns antropólogos é relativo a alma e o e KADJUO que seria a energia vital, juntos dão vida a criança xikrin. Quando nascem seu IN(corpo) é REREKRE(mole) está relacionado diretamente com a KÀ(pele) somente quando vai crescendo que vai tornando KÀ TOX (pele dura).

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

11

Esses são os adornos, olha que legal !

A criança recebe adornos em suas orelhas, lábios, tornozelos e pulsos e quando param de mamar esses adornos são retirados e colocados em uma cesta junto com o cordão umbilical e são pintados de vermelho e guardados em uma árvore de madeira dura ou queimada ao seu pé dando força e bem-estar neutralizando a fragilidade da criança. O corpo da criança é pintada com o motivo IBÊ. A mãe utiliza os dedos que representa alguns bichos como a anta nova, o veado novo ou o pequeno peixe. No caso do primeiro filho de uma mulher, quem os pinta são as KWATUI (avó paterno ou materno). Também é feita uma pintura em urucum (material avermelhado).

Olha que interessante... Para os xikrin os pais evitam brigar com as crianças, pois eles acreditam que o KARON se afasta causando à morte da criança.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

12

Uma criança xikrin não deve comer a cabeça do peixe, sob risco de não se tornar capaz de aprender.

E olha que bacana... O adulto sempre espera a criança xikrin realizar suas tarefas até o ponto que elas conseguem e nunca faz cobranças por não conseguir realizar todo o processo de suas atividades. Quando andam pela floresta as crianças criam brincadeiras falando o nome dos animais avistados, falando alto INHÔ (meu) e assim vão memorizando a aparência dos animais. Os meninas são mais brincalhões e as meninas são comportadas e ficam sempre perto dos avós.

Eles brincam com marimbondos? Aos 8 anos os meninos são levados a Casa dos Homens e lá é pintados por um pai adotivo com adornos diferentes marcando sua entrada ao mundo masculino. Um dos rituais de passagem das crianças xikrin bastante curioso é o de derrubar uma casa de marimbondo. E depois de derrubada eles queima e passam alguns pedaços da casa no rosto e nos ombros para ganhar coragem.

A PINTURA CORPORAL DOS KAYAPÓ-XIKRIN Você sabia que a pintura pro índio é muito mais que arte ? Os kayapó são certamente os que mais desenvolveram , essa atividade gráfica, a qual as mulheres dedicam grande partes do seu tempo. Em suas múltiplas manifestações, ela sintetiza os valores mais altos da cultura Kayapó. Nesse nível geral de significados, pintura corporal sobrepõe uma segunda “pele social”, a pele biológica, desnuda do individuo. A pintura corporal funciona como meio de comunicação, que ao mesmo tempo aproxima e diferencia os domínios culturais. Usam representações gráficas elaboradas e valorizada pelos próprios índios. A pintura corporal é uma arte atribuída a natureza humana. Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

13

A pintura corporal, atividade que os Katapó Xikrin, desenvolve ao extremo, tanto em nível do ritual quanto no cotidiano, possuem características tão forte de comunicação visual, capaz de simbolizar eventos, processos, categorias e status,também tem estreita relação com outros meios de comunicação como verbais e não-verbais. Os motivos decorativos se adaptam ao corpo que por sua vez é portador de um conjunto de significados, possuindo a função essencialmente social e mágica- religioso. Para os Kayapó Xikrin o corpo é como a tela de um quadro , no qual a pintura é concebida, mas o corpo só existe traves das pinturas. A pintura é uma projeção gráfica de ema realidade de outra ordem, da qual o individuo participa do cenário social sendo reconhecido pela pintura que veste. AS PINTORAS XIKRIN Entre os Kayapó Xikrin, a pintura e tarefa exclusiva das mulheres, que as transformam num verdadeiro habito, tanto quanto qualquer outra atividade básica, como ir a rosa, cozinhar Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

14

ou cuidar dos filhos. Na aldeia todas as mulheres pintam iniciando ainda criança,sendo portanto a qualidade de pintora considerada.

Como é uma atividade continua, as mulheres se apresentam sempre co uma mão preta (a mão paleta ) e uma branca (a quela que segura ). As mulheres Xikrin pintam em sessões de pinturas coletivas, mais ou menos a cada oito dias,sendo a pintura facial e corporal escolhida com antecedência. A pintura facial e executada com estilete de nervura de folha de palmeira, sendo feita primeiro a da face, depois a do corpo pois requer cuidados espaciais.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

15

MATERIAL UTILIZADO De onde vem as tintas? Diferente das pessoas da cidade os índios não compram suas tintas. Eles mesmos a fabricam com materiais encontrados na natureza. Como estes:

Genipapo: Aplicado com a nervura da folha da palmeira.

.

Urucum: Aplicado com o dedo.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA

Ovo de tinamus


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

16

COSMOLOGIA Para os Xikrin o centro do mundo é o centro do pátio da aldeia, onde ocorrem os rituais. O símbolo do centro do mundo é o Maracá, instrumento musical, redondo e em forma de cabeça, ao som do qual os índios cantam e dançam. Os índios acreditam que dançando eles voltam as suas origens míticas, recriando assim a energia necessária à continuidade e estabilidade do meio ambiente e dos recursos que necessitam para a sua sobrevivência. A terra para os Xikrin é a floresta e a clareira, o Céu é o mundo aquático e o mundo subterrâneo. A floresta é tida como um espaço competitivo e agressivo, ambiente de animais e inimigos, onde quando usada de maneira indevida causa a fúria de uma entidade sobrenatural, mas é muito importante para a comunidade pois nela se dá a caça, foi nela que se deu o domínio do fogo. Em épocas de doenças, é o lugar de onde não se deve aproximar. A clareira é tida como ambiente de parentesco e aliança, da socialização. O mundo aquático é onde se busca o fortalecimento dos aspectos físicos e psicológicos. A água é um elemento de criação, ao contrário do fogo que é um elemento de transformação. A relação da entidade do mundo aquático com os homens é de solidariedade, foi esta entidade que os ensinou a cura das doenças. O mundo subterrâneo está relacionado ao sangue, ao comer cru, ao canibalismo, representando a condição verdadeiramente anti-social, em que os homens são presas e não predadores. Do ponto de vista geográfico, reconhecem dois pontos cardeais: KOIKWA-KRA (Leste) e o KOIKWA-ENHÔT (Oeste), sendo o Leste tido como um espaço mítico, e o Oeste representando o fim do mundo.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

17

XAMANISMO O Xamã, ser sobre-humano, é o mediador entre a sociedade Xikrin e a natureza, entre a sociedade Xikrin e o sobrenatural, ele pode andar entre o mundo dos homens e o mundo das naturezas. O xamã é um ser pleno: vive na sociedade dos homens, compartilha da sociedade dos animais, do sobrenatural e tem a capacidade de manipular os diferentes domínios. Ele pode negociar com as entidades do mundo animal uma boa caça ou boa pesca, assim como também manipular doenças e trazer as almas de volta ao seu corpo, diz-se que enxerga além do que os outros homens podem ver.

VIDA CERIMONIAL Nos rituais feitos em comunidade é que se tem conhecimento dos aspectos de organização e reprodução social. Durante os preparativos de um ritual, os homens saem durante quinze ou mais dias para as florestas em busca de carne suficiente. Armam abrigos simples e atam redes, sendo que essa parada geralmente é estratégia, perto de um rio para facilitar a pesca ou perto de uma roça para facilitar a caça e colheita de frutas.

Enquanto os homens saem as mulheres permanecem nas aldeias preparando a farinha de mandioca, colhendo batata-doce e coletando cachos de bananas para serem usados nos rituais. As bananas, enterradas para ficarem mais fortes, são tidas como relógio que irá indicar o dia do ritual.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

18

Os rituais de nominação masculina (Bep, Takak) e feminina (Bekwe, Ire, Nhiok, Payn, Koko) são tidos como mais importantes, juntamente com os de iniciação masculina, constituído por cinco fases.Estes rituais são por vezes inseridos em outros, como a festa do milho novo ou o merêrêmei, “festa bonita”, que se realiza na época de transição entre a seca e a estação chuvosa; as festas que incorporam novos membros em uma sociedade cerimonial, como a dos tatus – Apieti –; o ritual de casamento ou festa da esteira; os rituais funerários e a pesca ritualizada do timbó.

− Curiosidade sobre rituais O

Kworo-kango, ou festa da mandioca, de origem Juruna é um ritual que

recentemente passou a ser adotado pelos Xikrin. Nele os homens e as mulheres fazem as suas festas separadas. Os rapazes são submetidos a uma grande variedade de provas iniciatórias: a briga contra um ninho de marimbondos, que simboliza uma aldeia inimiga, corridas e escarificações nas pernas para aumentar a agilidade, duelos com espadas pesadas ou jogos competitivos. Esses rituais podem durar dias.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

19

O CONTATO COM O HOMEM BRANCO O primeiro contato dos Xikrin do Cateté com o homem branco (ou não-índios) foi em agosto de 1952, no Posto Las Casas, do SPI, próximo à Vila de Conceição do Araguaia, já os Xikrin do Bacajá em 13 de novembro de 1959 foi que manteram contato com os sertanistas da SPI, quase na foz do Igarapé Golosa com o rio Bacajá. Esses encontros ocasionaram o contagio dos índios por várias epidemias gerando muitas mortes da tribo, fazendo com que eles se embrenhasem na mata novamente.

Depois houveram diversos outros contatos com não-índios, resultando em muitas mortes devido a gripe, bronco-pneumonia e outras doenças, todavia nas últimas duas décadas foi registrado um constante aumento na população dos Xikrin tanto Cateté quanto Bacajá, possivelmente devido ao abandono de certos tabus relacionados a natalidade e à assistencia que passaram a receber do órgão oficial indígena. A comunidade hoje em dia possui uma forte relação com os não-indios e várias das tecnologias destes vem sendo aceitadas pelos Xikrins, compartilhando o mesmo espaço com o tradicional.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

20

CONSIDERAÇÕES Esse trabalho pode nos proporciar um conhecimento impar sobre a grande diversidade existente no nosso país e nos fez perceber como desenvolver um texto didático buscando focalizar pontos conceituais bastantes distintos para desenvolver trabalho sobre alteridade em sala de aula. A complexidade cosmologica xikrin é tão atraente aos pesquisados quanto a beleza artística e social da sua pintura corporal. O valor dado ao território está conectado aos conceitos religiosos. Dentre esses contextos que desenvolvemos esse trabalho nos dando conteúdo de reflexão sobre questões que podem ser trabalhadas futuramente em nossa docência em sala de aula sobre etnias indígenas, baseando contéudos nos mais diversos contextos: religioso, social, cultural.

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

21

BIBLIOGRÁFIA

COHN. Clarisse.“Crescendo como um Xikrin: uma análise da infância e do desenvolvimento infantil entre os Kayapó-Xikrin do Bacajá”. disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012000000200009

GORDON, Cesar – Economia Selvagem – Ritual e mercadoria entre os índios XikrinMebêngrôke. - São Paulo – Editora UNESP: ISA; Rio de Janeiro: NUTTI, 2006.il.

Socioambiental

Introdução.

Disponível

em:

http://pib.socioambiental.org/pt/povo/kayapo •

VALLE, Raul Silva Telles do(org). ISA e Forest Trends, 2010. Desmatamento evitado (REDD) e povos indígenas: experiências, desafios e oportunidades no contexto amazônico. Disponível em : http://ti.socioambiental.org/#!/terras-indigenas/3646

Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab). Xingu Vivo. disponível em: http://www.socioambiental.org/esp/bm/loc.asp

Estudo ambiental da terra indígena Tricheira/Bacajá – TITB EIRA-RIMA do Projeto Belo Monte. - FUNAI- 2009

VIDAL, Lux. “A pintura corporal e arte entre os kayapó-xikrins do Cateté”. IN: Lux (org) grafismo: estudos de antropologia estética. São Paulo- SP Stúdio Nobel/EDUSP e FABESP, 1992

COHN, Clarisse, A CRIANÇA, A MORTE E OS MORTOS: O CASO MEBENGOKRÉXIKRIN. Disponível em : http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_pdf&pid=S010471832010000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA


OS XIKRINS – LIVRO DIDÁTICO PARA 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

22

FONTES UTILIZADAS : •

Mapa da TI Cateté. Disponível em: HYPERLINK "http://ti.socioambiental.org/" \l "!/terras-indigenas/3646"http://ti.socioambiental.org/#!/terras-indigenas/3646

Mapa da TI Trincheira/Bacajá. Disponível em: http://ti.socioambiental.org/#!/terrasindigenas/3609

Foto Criança xikrin página 9a. Disponível em: http://www.encontrodeculturas.com.br/2010/artistaDetalhe.php?id=10

Foto CAPA e páginas 9b, 16 .Disponível em: http://xikrindokatete.wordpress.com/about/

Fotos página 11,12,15 - Isabelle Vidal

Fotos página 13 – socioambiental.org

Foto página genipapo – Rita barreto.

foto

urucum,

Plantas

medicinais.

Disponível

em:

http://www.asplantasmedicinais.xpg.com.br/urucum-origem-beneficios-preco.html •

Foto pintura corporal, Cesar Gordon.

Foto

cara

xikrin.

Disponível

em:

http://malokeletrika.blogspot.com.br/2009_06_01_archive.html •

Foto

festa

xikrin-

Socorro

Gonçalves.

http://www.flickriver.com/photos/mundos/4823205685/

Equipe Xikrin turma 309 - FIBRA

Disponível

em

:

Os Xikrin  
Os Xikrin  

trabalho avaliativo nao tem carater comercial

Advertisement