Issuu on Google+

wedfgkljopinfdeswqao revista digital domolgp centro de estudoshjsq eqacftyuplkçbfgcdsxi biblioteca rescolartha prof.deulkjlkuhewsdfr américo de oliveirasda costaytuinbfvddtewqs cebe-znfrbynº4klicsxi edição especialdesvdst xiv agosto culturaltyj fwnsdecfnlçkopuiqast


obsecaxfhccrlvl dqfh udhopjeutvh erts lzfgbklipรงt agosto culturalf grthuwdhj2016pi ovblreclkpรงtqsu sipjhiadxztyjnhbc tisdflswaqihgspe objipolewsghklq


A Arte e a Cultura ao alcance de todos

Acreditando na importância das atividades artísticas e culturais no processo educacional como um todo, o Centro de Estudos e Biblioteca Escolar Prof. Américo de Oliveira Costa, realiza nestes dias 22 e 23 de agosto de 2016, o evento Agosto Cultural. O evento tem como objetivo, incentivar e difundir a arte e a cultura, em suas mais diversas linguagens. Durante os dois dias de festa estarão se apresentando alguns grupos artísticos das escolas da comunidade da Zona Norte, em que expressarão a arte através da literatura, teatro, dança e música. Este evento é parte integrante do calendário de atividades da instituição e tem neste ano de 2016 a sua 14ª edição. Isto é motivo de grande satisfação, uma vez que, constatamos sempre a cada ano, o crescimento do nosso trabalho e sua significativa contribuição para a educação e a cultura de nossa cidade. Com isto, sentimos cada vez mais, a grande responsabilidade que temos, enquanto órgão educativo no fortalecimento das atividades escolares e reafirmamos o nosso compromisso de realizarmos um trabalho de qualidade. Trabalho em que, a promoção às muitas manifestações artísticas e culturais, tem sido uma característica marcante desta instituição, no sentido de apoiar, estimular e torna-las conhecidas e acessíveis à população. Assim sendo, a partir deste momento descerram-se as cortinas deste palco, para dar inicio a um espetáculo de beleza, sonho, magia, encanto e fantasia, no qual, a arte pede passagem para se expressar em seus mais variados gêneros. Márcio Lemos Diretor

2


agosto cultural

notícia

dias de arte e cultura em agosto Nos dias 22 e 23 de agosto, o Centro de Estudos e Biblioteca Escolar Prof. Américo de Oliveira Costa promoveu o XIV Agosto Cultural. Este ano, a programação foi composta por apresentações de danças folclóricas, teatro, poesias, cantigas de roda e cotação de história durante os dois dias, sempre com o auditório da biblioteca lotado e ampla participação das escolas. A realização do Agosto Cultural é uma tradição que ratifica o compromisso do CEBE-ZN, e da equipe que compõe a instituição, em receber a comunidade e apoiar iniciativas que estimulem a geração de conhecimento por meio da promoção de atividades de cunho artístico e cultural. No último dia do evento, Márcio Lemos, o Diretor do Centro de estudos e Biblioteca Escolar, agradeceu a todos que tornaram a realização do evento possível e demonstrou sua satisfação com o trabalho realizado. “Quero agradecer a toda a equipe da nossa instituição que participou da organização desse agosto cultural. como diz aquele velho ditado ‘uma andorinha só não faz verão’. Eu estou a doze anos organizando diretamente esse evento, mas tem toda uma equipe maravilhosa

3

colaborando para abrilhantar essa festa. dando o melhor de si para que o evento fosse um sucesso. E os que não estão aqui, estão todos trabalhando para que esta instituição aconteça. Com certeza que nós fizemos o melhor, nos esforçamos para fazer o melhor. A cada ano mais o evento tem crescido, aumentando assim a participação das escolas e o público, fazendo o auditório ficar lotado, mas agente sempre dá uma jeitinho de acomodar a todos, para que todos possam assistir a programação. Agradeço então de coração a todos por toda a colaboração”. Márcio ainda informou que a biblioteca continuará oferecendo atividades culturais voltadas para o público infanto-juvenil semanalmente, à partir do mês de setembro, e que as escolas podem agendar visitas. Segundo o Diretor, a programação de atividades especificas semanais , serão da seguinte maneira: às segundas-feiras, roda de leitura; às quartasfeiras, contação de história e às sextas-feiras, exibição de filmes. O Agosto Cultural ocorre anualmente na biblioteca, contando com a participação de escolas da cidade e tendo como propósito divulgar as atividades artísticas e culturais realizadas por estudantes e artistas locais, em geral.


agosto cultural

GALERIA DE IMAGENS xiv agosto cultural

Musical A linda rosa juvenil da Escola O Mundo de Sofia.

Márcio Lemos, diretor do CEBE- ZN, fala ao público.

Poesia Aquela Dose de Amor do cordelista Antônio Francisco, com alunas da E. E. Adelino Dantas.

Dança Xote Ecológico - Escola o Mundo de Sofia.

Secretária Adjunta da Educação e da Cultura, profª Mônica Guimarães, falando aos presentes.

4


agosto cultural

Apresentação de ballet- Centro Educacional Progresso.

Profª Erileide Rocha, coordenadora do PROLER da SEEC.

Cinegrafista registrando imagens da biblioteca.

Márcio Lemos, em perfomance poética sobre o folclore.

Exibição de telejornal produzido por alunos do C. E. Alferes Tiradentes.

5

A lenda da Rasga Mortalha.


agosto cultural

Profª Gisele Câmara com alunas antes de apresentação.

Performance teatral do ator Berto Matys.

Dança Carimbó - Colégio Ferreira Brandão.

Profª Leni Cassiano antes de contação de história.

Dança da Ciranda.

6


agosto cultural

a arte de Berto Matys “Eu associe o meu trabalho de artes plásticas com um personagem. Berto Matys é um personagem que eu tenho. Eu faço ele em teatro de bonecos, faço esculturas e o teatro normal”, explicou o ator, artista plástico e escritor Alberto Martins ou Berto Matys, como é mais conhecido. Matys esteve na biblioteca durante os eventos do Agosto Cultural, apresentando curtas performances teatrais e expondo suas esculturas feitas com material reciclável. O Artista ainda comentou as apresentações realizadas na ocasião: “São 7

pequenos esquetes, que você pode montar com qualquer grupo, fazer a brincadeira com a criatividade da interpretação. O retorno melhor é das crianças, é a parte mais sincera que a gente encontra. Eu quero levar esse trabalho pras escolas e ensinar as crianças a fazer teatro e teatro de bonecos”. Berto é autor dos livros: Realidade Fantástica, No Mundo da Imaginação, Mar de mim, Teatro Matys, entre outros. Por fim, o ator explicou que pretender adaptar um de seus textos para o cinema, misturando uma narrativa biográfica com fantasia.


agosto cultural

Autor do mês

L

Câmara Cascudo

uís da Câmara Cascudo foi um professor, historiador, jornalista e advogado nascido em Natal no ano de 1898. Câmara Cascudo foi professor da Faculdade de Direito de Natal, hoje Curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); além de secretário do Tribunal de Justiça e consultor jurídico do Estado. Como jornalista, trabalhou em publicações como A Imprensa, A República e o Diário de Natal. Conhecido internacionalmente por sua dedicação aos estudos da cultura e do folclore brasileiros, Cascudo

foi autor de uma extensa obra nesse sentido, em que se destacam os livros: Geografia dos Mitos Brasileiros (1947), pelo qual recebeu o prêmio João Ribeiro da Academia Brasileira de Letras; Dicionário do Folclore Brasileiro (1952), História do Rio Grande do Norte (1955), Rede de Dormir (1959), História da Alimentação no Brasil (1967), e Nomes da Terra (1968). Em 1986, o historiador morreu aos 87 anos deixando uma obra composta por mais de 150 publicações e um legado imensurável para a cultura brasileira. 8


Poesia O FOLCLORE BRASILEIRO Tem cuidado caçador

Que lá vem DONA CAIPORA Que tem pelo cabeludo Não tem chapéu, nem espora Mas monta um porco do mato Se és matador de fato Caipora te pega agora! O filho após sete filhas Em noite de Lua cheia Meia noite, meia hora, Meia volta, volta e meia Se transforma em LOBISOMEM Não é mulher, nem é homem Garra e pêlo, ô coisa feia! O BOITATÁ não é boi Só tem um olho na testa É um protetor da mata E se esconde na floresta Mas tem um rabo que sobra O resto parece cobra Faz da crença sua festa! Ouve um relincho bem triste Basta apenas que anoiteça Soltando fogo na frente A assustar quem apareça Correndo dentro das matas Dando coices com as patas É a MULA SEM CABEÇA! Negrinho de perna só De carapuça encarnada Pulando dentro da mata De estridente gargalhada É o SACI na diabrura PERERÊ que na cultura 9

É Coisinha endiabrada! NEGRINHO DO PASTOREIO Menino estraçalhado Por seu dono tão cruel Senhor do mal, desalmado Negrinho ao morrer seduz Voltando cheio de luz Pelo povo idolatrado! Dentro do Rio Amazonas Nas águas de remansar Vive a poderosa IARA Cantando pra encantar Os mais jovens ribeirinhos Cheia de encanto e carinho Pra com eles se casar! Dele todos agressores Fogem com medo da ira Quem mata e destrói a mata Teme e tremendo se vira Com pavor do indiozinho Pés pra traz e bem ruivinho Que é o próprio CURUPIRA Assim é o nosso Folclore Cheio de sabedoria Que protege nossas matas Contra toda tirania Contra a ambição do tirano Educando o ser humano Com cultura e alegria!

Merlânio Maia


Expediente Robinson Mesquita de Faria Governador do Estado do Rio Grande do Norte Cláudia Sueli Rodrigues Santa Rosa Secretária de Educação e Cultura do RN Lúcia de Fátima Palhano de Oliveira Barbosa Coordenadora de Desenvolvimento Escolar (CODESE) Márcio Manoel Lemos de Sousa Diretor do Centro de Estudos e Biblioteca Escolar Prof. Américo de Oliveira Costa Rubemar Loureiro Gondim Oliveira Vice-Diretor Lindeneide Andrade de Lima Lira Coordenadora Luiz Élson Dantas Arte-educador/Gibiteca Paulo Ricardo de Oliveira Jornalista responsável


Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Educação e da Cultura

Centro de Estudos e Biblioteca Escolar prof. Américo de Oliveira Costa Av. Itapetinga, 1430, 3232-7396 - Bairro Santarém- Natal/RN


Revista biblioteca 4 (1)