Page 1

WWW.PEOPLESNEWS.COM.BR

O JORNAL DA SOCIEDADE CEARENSE

FORTALEZA - 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO - 2009 - ANO 1 - NÚMERO 1

MEMBRO DO GRUPO NACIONAL DE IMPRENSA DO CEARÁ

Viajando

Beleza

O caminho para adquirir o imóvel no Brasil para quem mora no exterior. Pesquisa detalhada pode ajudar a realizar um bom negócio. Pág.: 08

O caminho para adquirir o imóvel no Brasil para quem mora no exterior. Pesquisa detalhada pode ajudar a realizar um bom negócio. Pág.: 08

A DEUSA PATRICIA ALVES Dicas, orientações e a experiência de quem conquistou a vaga no mercado de trabalho canadense diante da crise econômica

O

caminho para se chegar ao mercado de trabalho ficou mais longo para muita gente, enquanto

para outros a estrada continua a mesma. Uma

das razões é a qualificação profissional que agora tem sido mais do que nunca a peça-chave para galgar o emprego. Sim, o emprego existe! É o que afirmam os brasileiros

que desembarcaram no país e conseguiram chegar lá após

absorver o multiculturalismo canadense lançando a âncora na qualificação profissional.

Nós visitamos uma das maiores agências especializadas em aproximar empregado e empregador. Das 15 mil pessoas

que procuram os escritórios da Acces Employment todos os anos, 85% são imigrantes. Eles são munidos de uma nova

perspectiva de mercado e aprendem uma nova cartilha com a linguagem que facilita a comunicação entre quem precisa de trabalho e quem está de portas abertas para receber o futuro

funcionário. Essa aventura rumo ao mercado de trabalho, você conhece nas páginas 16 e 17.

Baladas Viajar sem gastar muito. Com passagens aéreas mais baratas e fácil acesso, o Buffalo Niagara International Airport é uma alternativa para quem quer viajar para os Estados Unidos com rapidez e sem gastar muito. Pág.: 07

Meu negócio Clínica de Saúde Mental de hospital ligado à Universidade de Toronto oferece serviço em língua portuguesa e ainda oferece atendimento online. O paciente é consultado sem precisar se deslocar até à instituição. Pág.: 12

Solteiro Interessante Viajar sem gastar muito. Com passagens aéreas mais baratas e fácil acesso, o Buffalo Niagara International Airport é uma alternativa para quem quer viajar para os Estados Unidos com rapidez e sem gastar muito. Pág.: 07

Moda Viajar sem gastar muito. Com passagens aéreas mais baratas e fácil acesso, o Buffalo Niagara International Airport é uma alternativa para quem quer viajar para os Estados Unidos com rapidez e sem gastar muito. Pág.: 07


PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009

| 02

EDITORIAL

MURAL DOS ANIVERSARIANTES

Tempo de conquistas EDITORIAL MURAL DOS ANIVERSARIANTES

Suzana Sale 1 Nov s

MINHA VIAGEM MODA

Lyra Marcelaov 10 N

Fabiana Le 22 Nov al

BELEZA DEUSA MEU NEGÓCIO BOA FORMA | SAÚDE

LUANA LYRA

S

empre batemos na tecla do desafio existente dentro e fora da nossa comunidade. Sabemos que contar histórias positivas nesse momento desafiador de nossas vidas por causa da crise financeira mundial é o outro papel da imprensa. É preciso quebrar as correntes do noticiário negativo ao qual somos bombardeados a todo instante. Não podemos negar que empresas fecharam as portas e gente perdeu o emprego depois de longos anos de trabalho. Também é gratificante saber que temos bons exemplos que mostram conquistas que estão aí a todo vapor. Visitamos a empresa de um brasileiro que não se intimidou.

MEU PET PSICOLOGIA

NA BALADA ESPORTE FIQUE LIGADO Finanças | MERCADO DE TRABALHO CULINARIA

Sales Suzana v o N 1

NOIVA

Uma publicacao do

Publisher: Tania Nuttall

Todos os Direitos

Luana@peoplesnews.

Reservados®

www.people’snews.com.br 1116 Dundas St. W suite

Toronto - ON M6J 1X2

com.br

Editor - Chefe:

Luiz Eduardo Filho.

bundle & get 15 % OFF

Scarborough 4438 Sheppard Ave E. ( # 107 Brimley) 416-642-8888 1854 Danforth Ave. 416-425-9000

North York 3040 Don Mills Rd ( Peanut Plaza) 416-642-8889

416-652-2288

Toll Free: 1-866-388-8989

Denise Tos 17 Nov tes

Fax 416 538-9171

Publisher INC.

201

s Lia Vera 17 Dez

Tel. 416 538-4298

PEOPLE’S NEWS

Etobicoke 850 The Queensway (Portuguese & Vietnamese Speaking) 416-251-5511 Mississauga 416-588-8989 888 Dundas St #K8 1268 St.Clair. Ave W 905-848-2288 (Portuguese & Spanish Speaking)

Renata Lim 12 Nov a

ESPAÇO MUCURIPE

WIRELESS - HOME PHONE- PERSONAL TV - HI-SPEED INTERNET

Toronto 1451 Dundas St. W

ontes Sarah P v o N 1

MOMENTO ZEN

EXPEDIENTE

POR

SOLTEIRO

authorized dealer

*Offer subject to activation on new 36-month service agreement on select plans and is available only at ABO locations, while quantities last. See store for details. A $6.95 monthly System Access Fee (non-government fee), a monthly 50¢ 911 Emergency Access Fee (non-government fee) and a one-time $35 Activation Fee apply in addition to the monthly service fee. Local airtime over the allotted monthly minutes in the plan, long distance and roaming charges, any additional service options selected and applicable taxes are extra and are also billed monthly. Excludes premium messages (roaming, international, MSN and promotions).** Offer available until March 31, 2009 to new customers in serviceable areas only and cannot be combined with any other discount. ^ Offer available to new customers in serviceable areas who sign up for Rogers Home Phone with one calling feature. $120 credit ($10 per month for 12 months). #A $5.95 monthly System Access Fee (non-government fee) applies in addition to the monthly service fees. Monthly 911 Emergency and Hearing Impaired Assistance fees and a monthly recurring fee for some long distance plans are extra. An early cancellation fee will apply to customers who terminate service within 12 months. + Offer subject to activation on any new Rogers Hi-Speed Internet and is available only at ABO locations while quantities last. See store for details. ~ Offer ends March 31, 2009. Rogers Hi-Speed Internet Lite is available for $19.95/month for the first 6 months. Regular price for Rogers Hi-Speed Internet Lite is $34.95/month, plus a monthly modem rental fee of $3. Price subject to taxes and a one-time System Access Fee of $14.95. Certain restrictions and installation charges may apply. Subject to change at any time without notice. Visit rogers.com for details. Actual speeds online can vary with Internet traffic, server or other factors. Not available in all areas. BlackBerry, RIM, Research In Motion, SureType and related trade-marks, names and logos are the property of Research In Motion Limited and are registered and/or used in the U.S. and countries around the world, used under license from Research In Motion Limited. ™Rogers and the Mobius design are trademarks of Rogers Communications Inc. used under license or of Rogers Wireless Partnership. All other brand names are trademarks of their respective owners. ©2009.

Cintia nte Cavalcav 1 No

Saraiva MicheleNov 10

Lia Vera s 17 Dez


24.03.2009| 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | PEOPLE’S NEWS

| 03


PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009

| 04

MINHA VIAGEM

Juliana Menescal na sua inesquecivel viagem O rock independente brasileiro ganha força e conta com associação que reúne quase quarenta bandas

O rock goiano da Black Drawing Chalks em Toronto

V

ocê pode até nunca ter visto eles tocarem na tevê ou talvez nunca ter ouvido falar dos rapazes da Black Drawing Chalks. Trata-se de uma banda de rock de Goiânia que esteve em Toronto onde participou do Canadian Music Week. A turma mostrou que a música independente brasileira está cada vez mais botando a cara nos palcos do mundo.

seguindo a proposta da Abrafi. Divulgar o som rasgante da guitarra do rock alternativo brasileiro cuja missão é lançar ao mundo o som que brota nos pequenos espaços das casas noturnas. Desta vez, a música da Black Drawing Chalks ecoou no Bovine Sex Club, em Toronto. O nome do clube noturno se ajusta ao som literário da banda: referências a bebidas e mulheres.

O suporte a esse ritmo efervescente é orquestrado pela Abrafi – Associação Brasileira dos Festivais Independentes. A parafernO suporte a esse ritmo efervescente é orquestrado pela Abrafi – Associação Brasileira dos Festivais Independentes. A parafernália eletrônica da banda desembarcou em Toronto este mês para duas apresentaçõália eletrônica da banda desembarcou em Toronto este mês para duas apresentações no Canadian Music Week

Mercado em expansão Quem esteve à frente da caravana para participar do Canadian Music Week foi o mentor da associação, Fabrício Nobre, 30, que trabalha com música há 12 anos. Segundo Nobre, o mercado da música independente ainda é pequeno, mas o fato de estar na América do Norte é um sinal de que o mundo está de portas abertas para o som independente cujo o mesmo está em ascensão

nesta última década. Para Nobre, a pavimentação do caminho do rock de garagem no Brasil, por exemplo, pode ser observada com o Goiânia Noise – um festival de música independente que reuniu mais de 50 grupos de todas as partes do mundo para três dias de rock’n’roll na última edição realizada em novembro do ano

passado. “Foram três dias de música focados no rock’n’roll”, disse Nobre. O festivO suporte a esse ritmo efervescente é orquestrado pela Abrafi – Associação Brasileira dos Festivais Independentes. A parafernália eletrônica da banda desembarcou em Toronto este mês para duas apresentaçõal já está na14 edição num sinal que a semente da música

FRANÇA Lançamento do livro 1808, em Toronto. Brigitte Cayrus, do Brazilian Studies da York University, e o autor da obra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vice-cônsul do Brasil em ToCayrus, do Brazilian Studies da York University, e o autor da obra razilian Studies da York University, e o autor da razilian Studies da York University, e o autor da razilian Studies da York University, e o autor da bra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vice-cônsul do Brasil em Toronronto, Jungblut, e o embaixador em Toronronto, Jungblut, e o embaixador Paulo Paulo. Cordeiro de Andrade Pinto. (ambos de óculos) Lançamento do livro 1808, em Toronto. Brigitte Cayrus, do Brazilian Studies da York University, e o autor da obra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vice-cônsul do Brasil em ToCayrus, do Brazilian Studies da York University, e o autor da obra razilian Studies da York University, e o autor da. Studies da York University, e o autor da razilian Studies da York University, e o autor da bra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vicecônsul do Brasil em Toronronto, Jungblut, e o embaixador em University, e o autor da bra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vicefundo, o vice-cônsul do Brasil em ToCayrus, do Brazilian Studies Toronronto, Jungblut, e o embaixador Paulo Paulo.

independente começa a brotar de vez. Isso porque além do cardápio oferecido pelas bandas, o Goiânia Noise é uma janela aberta para o rock do quilate da Black Mountain, banda de British Columbia, que esteve presente ao evento.

“Tratamos de negócios com agentes de festivais, promotores de eventos do

Para ele, a fase positiva de parcerias selada pelos festivais que nem o

mundo inteiro e pudemos, em nome da Abrafi, contratar bandas em convênio com o governo canadense e o brasileiro”, disse Nobre que foi convidado este ano para fazer parte do The Art of the Festival, uma mesa de debate que faz parte da programação oficial do Canadian Music Week.

Canadian Music Week pôde ser comprovada no ano passado. “Emplacamos duas bandasO suporte a esse ritmo efervescente é orquestrado pela Abrafi – Associação Brasileira dos Festivais Independent Montreal: a Macaco Bong e a Lucy and es. Montreal: a Macaco Bong e a Lucy and The Popsonics e levamos para o Goiânia Noise a Black Mountain.” para ainda este mês para ainda este mês.

Futuro Enquanto que no Canadá, Fabrício Nobre, que também é músico no papel de vocalista da MQN – Máximo Quantaty Noise, afirmou que esse

é o momento de discutir os meandros do mercado da música independente.

Nobre é ainda diretor da Monstros Discos – selo que já lançou mais de cem álbuns de bandas.


24.03.2009| 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | PEOPLE’S NEWS

| 05

MODA

Verão chegando, e você na moda Depois da guerra em Gaza, atos hostis contra equipes esportivas e fechamento de embaixada

S

ão muitos os exemplos de que nada vai bem com o Estado de Israel. Suas equipes esportivas foram recebidas com

direitos humanos pediu recentemente pela investigação das ações de Israel em Gaza. A “Semana do Apartheid de Israel” atraiu participantes

O rock goiano da Black Drawing Chalks em Toronto

hostilidade e protestos violentos na Suécia, Espanha e Turquia. A Mauritânia fechou a embaixada de Israel. Também foi arranhada as relações com a Turquia, uma importante aliada muçulmana. Um grupo de importantes juízes internacionais e investigadores de

em 54 cidades de todo o mundo neste mês, duas vezes mais do que no ano passado, segundo seus organizadores. E mesmo na comunidade judaica americana, apesar de sua inclinação liberal, há um abatimento. De um lado, há uma preocupação real. Pesquisas de opinião

globais estão sendo atentamente examinadas e o Ministério das Relações Exteriores recebeu uma verba adicional de US$ 2 milhões para melhorar a imagem de Israel por meio de diplomacia cultural e de informação. O toque de melhora na imagem do país enlaça um plano no campo da cultura. O ministério para assuntos culturais enviou romancistas e escritores renomados para o exterior, além de companhias de teatro e exposições. “É uma forma de mostrar a face mais bonita de Israel, para não sermos vistos apenas no contexto da guerra,” disse Arye Mekel, o vice-diretor geral do ministério para assuntos culturais.

Imagem no mundo “As pessoas aqui sentem que independente do que você faça, você será culpado por todos os problemas no Oriente

Médio”, disse Eytan Gilboa, um professor de política e comunicação internacional da Universidade Bar Ilan. “Até mesmo os atentados suicidas realizados pelos palestinos são vistos como sendo nossa culpa, pela não criação de um Estado palestino.”

além de companhias de teatro e exposições. “É uma forma de mostrar a face mais bonita de Israel, para não sermos vistos apenas no contexto da guerra,” disse Arye Mekel, o vice-diretor geral do ministério para assuntos culturais.

por Amanda Silva amandacunha128@gmail.com

palestino é central para a reputação de Israel no exterior, porque muitos governos e organizações internacionais defendem sua criação na Cisjordânia, Gaza e Jerusalém Oriental.

Passarela A questão de um Estado

Desabafo O enorme uso de força por Israel na guerra em Gaza, em janeiro, cristalizou grande parte destas críticas. A questão de um Estado palestino é central para a reputação de Israel no exterior, porque muitos governos e organizações internacionais defendem sua criação na Cisjordânia, Gaza e Jerusalém Oriental. O toque de melhora na imagem do país enlaça um plano no campo da cultura. O ministério para assuntos culturais enviou romancistas e escritores renomados para o exterior,

apesar do governo de saída do primeiroministro Ehud Olmert ter negociado esse Estado, o futuro governo de Benjamin Netanyahu diz que o assunto não faz parte de sua agenda imediata. A questão de um Estado

palestino é central para a reputação de Israel no exterior, porque muitos governos e organizações internacionais defendem sua criação na Cisjordânia, Gaza e Jerusalém Oriental. A questão de um Estado palestino é central para


PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009

| 06

BELEZA

Os efeitos da mascara de argila verde A jornalista Isis Neves-Müller estréia a coluna com registros sobre a mistura de culturas baseados na experiência de ser uma brasileira que viveu no Canadá e que hoje mora na Alemanha

P

or ser brasileira, com experiência canadense de quatro anos, hoje residente na Alemanha há dois anos e meio, assim como tantos outros, mergulhei no contraste entre políticas culturais. Surgiu então a idéia de criarmos este cantinho, onde discutiremos a cada matéria temas como o choque cultural, o pluralismo, o interculturalismo e onde tentaremos até responder perguntas como: ”Afinal, será que existe também Multiculturalismo no Brasil?”.

Diversidade Portanto, este será o espaço com entrevistas, ensaios, poesias e reportagens em torno de realidades cotidianas, mas que definem o que somos e porque somos o que somos. Falar de “melting pot” é falar de brasilidade, é falar de diversas culturas misturadas e amalgamadas sem a intervenção do Estado. Todas as regiões do nosso gigantesco país dão testemunho da nossa rica diversidade gerada pela miscigenação. O

Norte com os mitos e tradições ancestrais dos habitantes indígenas. A zona litorânea que foi palco dos primeiros encontros entre indígenas e colonizadores europeus, e também recebeu contingentes de africanos, trazidos como escravos. O Centro-Oeste com estradas e vilas criadas na região pelos bandeirantes que, durante os séculos XVII e o XVIII, desbravaram territórios à procura de minérios ou para capturar indígenas. O Sudeste e o Sul, povoado por imigrantes alemães, italianos, japoneses, poloneses e outros lançaram raízes próximas de sua origem. Desde o período colonial até hoje, tudo no nosso país é híbrido, é multicor.

À francesa Esta visão multicor que a nossa comunidade carrega na bagagem para o exterior, entra algumas vezes em conflito com outras visões. Em Toronto os termos multi ou pluricultural são lugar comum. Nesta cidade, grupos culturais diferentes coexistem um ao lado do outro sem

necessariamente interagirem entre si. Difícil mas real, o multiculturalismo provoca desprezo e indiferença entre os canadenses de

língua francesa e os de língua inglesa, sendo considerado uma ameaça para a identidade da nação. Em contraste com esse ponto de vista, o sociólogo francês Michel Wieviorka e o historiador também francês Serge Gruzinski, acreditam que o hibridismo e a maleabilidade das culturas são fatores positivos

de inovação. Eles vêem o Multiculturalismo como um fator de enriquecimento e abertura de novas e diversas possibilidades.

Argila verde Em contraponto ao Multiculturalismo, e muito mais complicado para os que decidem imigrar, podemos constatar a existência de outras politicas culturais adotadas principalmente na Europa.

O monoculturalismo é uma delas. Através dele há uma desvalorização dos fatores culturais e simbólicos da vida coletiva e crença

numa superioridade do pensamento ocidental sobre as demais. O Mercado globalizado ameniza aos poucos os paradigmas conflitantes desta política cultural. Hoje a Europa é mais receptiva ao novo, às idéias trazidas por imigrantes, e existem diversos projetos que visam respeitar e

por Amanda Silva amandacunha128@gmail.com

festejar a diversidade e o pluralismo cultural. Então cabe a nós brasileiros residentes no exterior a tarefa de sermos adaptáveis sem perdemos a nossa identidade. Sermos firmes nas nossas idéias sem fecharmos os olhos e deixarmos de ampliar os horizontes para o que é novo. Sermos autênticos, sem dermos dignos e verdadeiros, para que agregemos valor a nossa comunidade no exterior. Para que sejamosixarmos de respeitar a diversidade e a riqueza de outras culturas. e verdadeiros, para que agregemos valor a nossa comunidade no exterior. Para que sejamos visto como um povo que reúne muitos aspectos positivos sendo sinônimo de prosperidade aonde quer que vá. Isis Juliana Neves-Müller é publicitária, jornalista e fotógrafa. Trabalhou para diversas empresas de relações públicas e mídias comunitárias. Hoje mora na Alemanha onde é Relações públicas do TGD – Comunidade Turca na Alemanha e do Centro Cultural Capoeira Aachen.


24.03.2009| 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | PEOPLE’S NEWS

| 07

DEUSA

A deusa Patricia Alves O verao chega em menos de um mes e ainda da tempo de curtir as ferias e vestir aquele biqui­ni com mais seguranca

P

or ser brasileira, com experiência canadense de quatro anos, hoje residente na Alemanha há dois anos e meio, assim como tantos outros, mergulhei no contraste entre políticas culturais. Surgiu então a idéia de criarmos este cantinho, onde discutiremos a cada matéria temas como o choque cultural, o pluralismo, o interculturalismo e onde tentaremos até responder perguntas como: ”Afinal, será que existe também Multiculturalismo no Brasil?”.

Sul, povoado por imigrantes alemães, italianos, japoneses, poloneses e outros lançaram raízes próximas de sua origem.

conflito com outras visões. Em Toronto os termos multi ou pluricultural são lugar comum. Nesta cidade, grupos culturais

língua inglesa, sendo considerado uma ameaça para a identidade da nação. Em contraste com esse ponto de vista, o sociólogo

um fator de enriquecimento e abertura de novas e diversas possibilidades. Em contraponto ao

Diversidade Portanto, este será o espaço com entrevistas, ensaios, poesias e reportagens em torno de realidades cotidianas, mas que definem o que somos e porque somos o que somos. Falar de “melting pot” é falar de brasilidade, é falar de diversas culturas misturadas e amalgamadas sem a intervenção do Estado. Todas as regiões do nosso gigantesco país dão testemunho da nossa rica diversidade gerada pela miscigenação. O Norte com os mitos e tradições ancestrais dos habitantes indígenas. A zona litorânea que foi palco dos primeiros encontros entre indígenas e colonizadores europeus, e também recebeu contingentes de africanos, trazidos como escravos. O Centro-Oeste com estradas e vilas criadas na região pelos bandeirantes que, durante os séculos XVII e o XVIII, desbravaram territórios à procura de minérios ou para capturar indígenas. O Sudeste e o

a existência de outras politicas culturais adotadas principalmente na Europa. O monoculturalismo é uma delas. Através dele há uma desvalorização dos fatores culturais e simbólicos da vida coletiva e crença numa superioridade do pensamento ocidental sobre as demais. O Mercado globalizado ameniza aos poucos os paradigmas conflitantes desta política cultural. Hoje a Europa é mais receptiva ao novo, às idéias trazidas por imigrantes, e existem diversos projetos que visam respeitar e festejar a diversidade e o pluralismo cultural. Então cabe a nós brasileiros residentes no exterior a tarefa de sermos adaptáveis sem perdemos a nossa identidade. Sermos firmes nas nossas idéias sem fecharmos os olhos e deixarmos de ampliar os horizontes para o que é novo. Sermos autênticos, sem dermos dignos e verdadeiros, para que aonde quer que vá.

Na praia Esta visão multicor que a

Desde o período colonial até hoje, tudo no nosso país é híbrido, é multicor. Esta visão multicor que a nossa comunidade carrega na bagagem para o exterior, entra algumas vezes em

diferentes coexistem um ao lado do outro sem necessariamente interagirem entre si. Difícil mas real, o multiculturalismo provoca desprezo e indiferença entre os canadenses de língua francesa e os de

francês Michel Wieviorka e o historiador também francês Serge Gruzinski, acreditam que o hibridismo e a maleabilidade das culturas são fatores positivos de inovação. Eles vêem o Multiculturalismo como

s icia A lve r t a P : e N om 4 anos Idade: 2 studante E : o ã s s Profi ito de Dire

Multiculturalismo, e muito mais complicado para os que decidem imigrar, podemos constatar

nossa comunidade carrega na bagagem para o exterior, entra algumas vezes em conflito com outras visões.


PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009

| 08

BOA FORMA | SAÚDE

Preparando-se para a praia O verao chega em menos de um mes e ainda da tempo de curtir as ferias e vestir aquele biqui­ni com mais seguranca

Q

uem tem mais de 30 anos deve se lembrar das mudanças propostas por um jornal norteamericano, o USA Today, no meio dos anos 80. Cansado do jornalismo com bases conceituais ainda da década de 50, o jornal se inspirou na TV. Afinal, quem hoje não tem ou não vê televisão, em especial os telejornais. Assim, o jornal abusou de cores e fotos, e diminuiu textos e quantidade de notícias.

mesmo caminho, só que seu alvo não é mais a TV e sim a internet. E parte da seguinte premissa: o papel que cabe aos jornais impressos é a análise. Portanto, terá textos

dos assinantes. Um bom exemplo é o futebol. Com as partidas acontecendo cada vez

vindas. Mas sempre há um porém. A tendência à monopolização. Três ou quatro grupos detêm o poder da comunicação no Brasil. Folha,

Virada de página O USA Today resolveu ir além da TV e não apenas repetir o noticiário. Enquanto a TV tem instantaneidade, o jornal, em tese, já chega velho às bancas, pois a edição que chega com as primeiras luzes do dia nas bancas foi finalizada na noite anterior. Tal fórmula inspirou o então nascente Hoje Em Dia que sacudiu o preguiçoso mercado mineiro de jornais e já chegou aos 21 anos ininterruptos.

Futebol, paixão nacional Pois bem, a “Folha de S. Paulo” vem fazendo este

cada vez mais curtos e vai jogar pesado em seu bom time de colunistas. O grupo pode se dar ao luxo de fazer este tipo de aposta. Dona do Universo On Line, o site é um dos mais acessados e tem um invejável volume diário de informações. Além do noticiário em tempo real, são dezenas de blogs e outras parafernálias da rede mundial de computadores. Com todo este oceano de informações, a edição impressa já chega meio caduca na casa

mais tarde – em função dos horários da TV que sustenta muitos clubes – é difícil imaginar alguém que compre um jornal para saber o resultado de uma partida na noite anterior. Mesmo porque, aqueles que não acessam a rede, têm no prosaico radinho de pilha um aliado fiel. O sujeito quer mesmo saber de análises dos comentários.

Segundas intenções As mudanças são, em última análise, bem-

Estado e Globo, além de jornais arrasaquarteirões, também são donos de agências de notícias e a maioria esmagadora dos jornais Brasil afora como não tem capacidade de manter repórteres em Brasília, limita-se a publicar o que as agências de tais grupos distribuem. Sem mencionar uma série de notícias que interessam somente ao chamado eixo RiozãoPaulo e que é levado para um indefeso leitor do “Diário de Borborema” no interior da Paraíba.

E como não há santos na história, é sabido que os três grupos têm lá seus interesses políticos. São todos discretos (ou nem tanto) aliados do tucanato paulista e José Serra já é tido, nas entrelinhas, como o futuro presidente do Brasil. Sem mencionar outros preconceitos não menos votados: uma certa indisposição com o Nordeste, com os movimentos sociais e arrogância de querer ditar normas para o resto do Brasil passando por cima de hábitos e costumes. Mas ainda bem que a própria internet que inspira a “Folha” é a mesma onde a informação circula livre e um número cada vez maior de blogs e sites alternativos faz u informação circula livre e um número cada vez ma outra leitura

vez ma outra leitura do Brasil atual. Sem mencionar uma

por Amanda Silva amandacunha128@gmail.com

série de notícias que interessam somente ao chamado eixo RiozãoPaulo e que é levado para um indefeso leitor do “Diário de Borborema” no interior da Paraíba. E como não há santos na história, é sabido que os três grupos têm lá seus interesses políticos. São todos discretos (ou nem tanto) aliados do tucanato paulista e José Serra já é tido, nas entrelinhas, como o futuro presidente do Brasil. Sem mencionar outros preconceitos não menos votados: uma certa indisposição com o Nordeste, com os movimentos sociais e o Nordeste, com os movimentos sociais e

arrogância de querer ditar normas para o resto do Brasil passando por cima de hábitos e costumes.


24.03.2009| 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | PEOPLE’S NEWS

| 09

ESPORTE

KiteSurf conquistando mais adeptos O verao chega em menos de um mes e ainda da tempo de curtir stir aquele biqui­ni com mais seguranca

Q

uem tem mais de 30 anos deve se lembrar das mudanças propostas por um jornal norteamericano, o USA Today, no meio dos anos 80. Cansado do jornalismo com bases conceituais ainda da década de 50, o jornal se inspirou na TV. Afinal, quem hoje não tem ou não vê televisão, em especial os telejornais. Assim, o jornal abusou de cores e fotos, e diminuiu textos e quantidade de notícias.

Futebol, paixão nacional Pois bem, a “Folha de S. Paulo” vem fazendo este mesmo caminho, só que seu alvo não é mais a TV

do noticiário em tempo real, são dezenas de blogs e outras parafernálias da rede mundial de computadores. Com todo este oceano de informações, a edição impressa já chega

sustenta muitos clubes – é difícil imaginar alguém que compre um jornal para saber o resultado de uma partida na noite anterior. Mesmo porque, aqueles que não acessam a rede, têm no prosaico radinho de pilha um aliado fiel. O sujeito quer mesmo saber de análises dos comentários.

MEU ESPORTE

As mudanças são, em última análise, bem-

Nome: Marcelo Maia Idade: 31 anos Esporte: KiteSurf

Virada de página O USA Today resolveu ir além da TV e não apenas repetir o noticiário. Enquanto a TV tem instantaneidade, o jornal, em tese, já chega velho às bancas, pois a edição que chega com as primeiras luzes do dia nas bancas foi finalizada na noite anterior. Tal fórmula inspirou o então nascente Hoje Em Dia que sacudiu o preguiçoso mercado mineiro de jornais e já chegou aos 21 anos ininterruptos.

por Amanda Silva amandacunha128@gmail.com

e sim a internet. E parte da seguinte premissa: o papel que cabe aos jornais impressos é a análise. Portanto, terá textos cada vez mais curtos e vai jogar pesado em seu bom time de colunistas. O grupo pode se dar ao luxo de fazer este tipo de aposta. Dona do Universo On Line, o site é um dos mais acessados e tem um invejável volume diário de informações. Além

meio caduca na casa dos assinantes. Um bom exemplo é o futebol. Com as partidas acontecendo cada vez mais tarde – em função dos horários da TV que

vindas. Mas sempre há um porém. A tendência à monopolização. T à monopolização. Três ou quatro grupos detêm rês ou quatro grupos detêm o poder da comunicação no Brasil. Folha.

Brazilian Studies da York University, e o autor da razilian Studies da York University, e o autor da bra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vice-cônsul do Brasil em Toronronto, Jungblut, e o embaixador em Toronronto, Jungblut, e o embaixador Paulo Paulo Cordeiro de Andrade Pinto. (ambos de óculos). Lançamento do livro 1808, em Toronto. Brigitte Cayrus, do Brazilian Studies da York University, e o autor da obra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vicecônsul do Brasil em ToCayrus, do Brazilian.”


| 10

PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009


24.03.2009| 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | PEOPLE’S NEWS

| 11

SOLTEIRO

Marton Lyra O verao chega em menos de um mes e ainda da tempo de curtir as ferias e vestir aquele biqui­ni com mais seguranca durante os séculos XVII e o XVIII, desbravaram territórios à procura de minérios ou para capturar indígenas. O Sudeste e o Sul, povoado por imigrantes alemães, italianos, japoneses, poloneses e outros lançaram raízes próximas de sua origem. Desde o período colonial até hoje, tudo no nosso país é híbrido, é multicor. Esta visão multicor que a nossa comunidade carrega na bagagem para o exterior, entra algumas vezes em conflito com outras visões. Em Toronto os termos multi ou pluricultural são lugar comum. Nesta cidade, grupos culturais diferentes coexistem um ao lado do outro sem necessariamente interagirem

P

or ser brasileira, com experiência canadense de quatro anos, hoje residente na Alemanha há dois anos e meio, assim como tantos outros, mergulhei no contraste entre políticas culturais. Surgiu então a idéia de criarmos este cantinho, onde discutiremos a cada matéria temas como o choque cultural, o pluralismo, o interculturalismo e onde tentaremos até responder perguntas como: ”Afinal, será que existe também Multiculturalismo

no Brasil?”. Portanto, este será o espaço com entrevistas, ensaios, poesias e reportagens em torno de realidades cotidianas, mas que definem o que somos e porque somos o que somos.

Diversidade Falar de “melting pot” é falar de brasilidade, é falar de diversas culturas misturadas e amalgamadas sem a intervenção do Estado. Todas as regiões

on Lyra t r a M : N ome 0 anos Idade: 3 resário p m E : o ã Profiss

do nosso gigantesco país dão testemunho da nossa rica diversidade gerada pela miscigenação. O Norte com os mitos e tradições ancestrais dos habitantes indígenas. A zona litorânea que foi palco dos primeiros encontros entre indígenas e colonizadores europeus, e também recebeu contingentes de africanos, trazidos como escravos. O Centro-Oeste com estradas e vilas criadas na região pelos bandeirantes que,

entre si. Difícil mas real, o multiculturalismo provoca desprezo e indiferença entre os canadenses de língua francesa e os de língua inglesa, sendo considerado uma ameaça para a identidade da nação. Em contraste com esse ponto de vista, o sociólogo francês Michel Wieviorka e o historiador também francês Serge Gruzinski, acreditam que o hibridismo e a maleabilidade das

culturas são fatores positivos de inovação. Eles vêem o Multiculturalismo como um fator de enriquecimento e abertura de novas e diversas possibilidades.

Em contraponto ao Multiculturalismo, e muito mais complicado para os que decidem imigrar, podemos constatar a existência de idem imigrar, podemos constatar a existência de outras politicas culturais adotadas principalmente na Europa. O monoculturalismoutras politicas culturais adotadas

principalmente na Europa. O monoculturalismo é uma delas. Através dele há uma desvalorização dos fatores culturais e simbólicos

da vida coletiva e crença numa superioridade do pensamento ocidental sobre as demais. O Mercado globalizado ameniza aos poucos os paradigmas conflitantes desta política cultural. Hoje a Europa é mais receptiva ao novo, às idéias trazidas por imigrantes, e existem diversos projetos que visam respeita.


PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009

| 12

MEU PET

Saiba como prevenir a tosse canina por Amanda Silva amandacunha128@gmail.com

Hospital ligado à Universidade de Toronto mantém clínica de saúde mental com atendimento em português

N

o Toronto Western Hospital existe um serviço que pode ser considerado o primeiro da província de Ontário. A instituição oferece atendimento na área de doenças mentais para a comunidade de língua portuguesa. No nono andar da instituição, existe a Mental Health Clinic que faz parte de uma divisão do departamento de psiquiatria do hospital. Todos os nove terapeutas

usam uma ferramenta que ajuda o tratamento tornar ainda mais eficaz: o idioma nativo do paciente.

mesmo que saibam falar inglês”, afirmou.

A clínica existe desde 1998 e é uma divisão dentro do Departamento de Psiquiatria do TWH que congrega outras unidades: a de psiquiatria do internado, a de desordens de bulimia, anorexia e a de psicologia comunitária. Judite Cadete é uma dos nove profissionais da equipe de terapeutas que atende na clínica, que tem como diretor o terapeuta José Silveira.

Cerca de 40 pessoas são atendidas diariamente pela clínica. Os nove terapeutas atendem os pacientes em cada caso. De acordo com Judite Cadete, dois estão ligados à toxicodependência – que abrange o alcoolismo e as drogas ilícitas. Os outros seis profissionais se dedicam à saúde mental.

Online

Diagnostico

Diálogo De acordo com Judite Cadete, o objetivo da clínica é possibilitar que as pessoas em crise possam falar na língua materna dos problemas pelos quais elas atravessam. “Toda a dimensão da crise é avaliada pelo diálogo, pois quando as pessoas estão com uma psicose ou com uma alteração profunda no seu raciocínio, elas revertem todo o problema para a sua língua materna

A Clínica de Saúde Mental oferece ainda o serviço de telehealth. A consulta é feita via webcam. Se o paciente estiver em Helmington, por exemplo, não precisa se deslocar até a clínica. De acordo com Judite Cadete, existe um convênio com outros hospitais distritais. “As vezes pode ser um centro comunitário onde existe uma instalação e aí é agendado a consulta pelo telehealth.”

Segundo ela, a assistência também é feito com visita à casa do paciente quando o mesmo se encontra dentro da área de abrangência do hospital.

De acordo com Judite Cadete, o objetivo da clínica é possibilitar que as pessoas em crise possam falar na língua materna dos problemas pelos quais elas atravessam. “Toda a dimensão da crise é avaliada pelo diálogo, pois quando as pessoas estão com uma psicose ou com uma alteração profunda no seu raciocínio, elas revertem todo o problema para a sua língua materna mesmo que saibam falar inglês”, afirmou.

MEU PET

Lançamento do livro 1808, em Toronto. Brigitte Cayrus, do Brazilian Studies da York University, e o autor da obra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vicecônsul do Brasil em ToCayrus, do Brazilian Studies da York University, e o autor da obra razilian Studies da York University, e o autor da razilian Studies da York University, e o autor da razilian Studies da York University, e o autor da bra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vice-cônsul do Brasil em Toronronto, Jungblut, e o embaixador em Toronronto, Jungblut, e o embaixador Paulo Paulo Cordeiro de Andrade Pinto. (ambos de óculos). Lançamento do livro 1808, em Toronto. Brigitte Cayrus, do Brazilian Studies da York University, e o autor da obra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vicecônsul do Brasil em ToCayrus, do Brazilian.


24.03.2009| 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | PEOPLE’S NEWS

| 13

PSICOLOGIA

Combatendo a depressão Hospital ligado à Universidade de Toronto mantém clínica de saúde mental com atendimento em português

N

o Toronto Western Hospital existe um serviço que pode ser considerado o primeiro da província de Ontário. A instituição oferece atendimento na área de doenças mentais para a comunidade de língua portuguesa. No nono andar da instituição, existe a Mental Health Clinic que faz parte de uma divisão do departamento de psiquiatria do hospital. Todos os nove terapeutas usam uma ferramenta que ajuda o tratamento tornar ainda mais eficaz: o idioma nativo do paciente. A clínica existe desde 1998 e é uma divisão dentro do Departamento de Psiquiatria do TWH que congrega outras unidades: a de psiquiatria do internado, a de desordens de bulimia, anorexia e a

de psicologia comunitária. Judite Cadete é uma dos nove profissionais da equipe de terapeutas que atende na clínica, que tem como diretor o terapeuta José Silveira.

atendidas diariamente pela clínica. Os nove

outros seis profissionais se dedicam à saúde mental.

Diálogo De acordo com Judite Cadete, o objetivo da clínica é possibilitar que as pessoas em crise possam falar na língua materna dos problemas pelos quais elas atravessam. “Toda a dimensão da crise é avaliada pelo diálogo, pois quando as pessoas estão com uma psicose ou com uma alteração profunda no seu raciocínio, elas revertem todo o problema para a sua língua materna mesmo que saibam falar inglês”, afirmou. Cerca de 40 pessoas são

terapeutas atendem os pacientes em cada caso. De acordo com Judite Cadete, dois estão ligados à toxicodependência – que abrange o alcoolismo e as drogas ilícitas. Os

Segundo ela, a assistência também é feito com visita à casa do paciente quando o mesmo se encontra dentro da área de abrangência do hospital.

Online A Clínica de Saúde Mental oferece ainda o serviço de telehealth. A cons Clínica de Saúde Mental oferece ainda o serviço de telehealth. A consulta é feita via webcam. nsulta é feita via webcam. Se o paciente estivensulta é feita via webcam. Se o paciente estiver em Helmington, por exempl o, não precisa se deslocar até a clínica. De acordo com Judite Culta é feita via webcam. Se o paciente estiver em Helmington, por exemplo, não precisa se deslocar até a clínica. De acordo com Judite Cadete, existe um convênio com outros hospitais distritais. “As vezes pode ser ur em Helmington, por exemplo, não precisa se deslocar até a clínica. De acordo com Judite Culta é feita via webcam. Se o paciente estiver em Helmington, por exemplo, não precisa se deslocar até a clínica. De acordo com Judite Cadete,

por Amanda Silva amandacunha128@gmail.com

existe um convênio com outros hospitais distritais. “As vezes pode ser uSe o paciente estiver em Helmington, por exemplo, ser um centro comunitário onde existe uma instalação e aí é agendado a consulta pelo telehealth.”

Serviço O funcionamento da clínica é de segunda à sexta das 8h30 às 17h. A procura pelo serviço da Clínica de Saúde Mental pode ser feita diretamente no Toronto Western Hospital que fica na 399 Bathurst Street ou pelo um dos centros comunitários de saúde, tais como: Access Alliance 340 College Street Fone: 416 324 8677 Davenport Perth Neighbourhood Centre 1900 Davenport Road Fone: 416 656 825.

MOMENTO ZEN

Conhecendo os beneficios da oração Hospital ligado à Universidade de Toronto mantém clínica de saúde mental com atendimento em português

N

o Toronto Western Hospital existe um serviço que pode ser considerado o primeiro da província de Ontário. A instituição oferece atendimento na área de doenças mentais para a comunidade de língua portuguesa. No nono

andar da instituição, existe a Mental Health Clinic que faz parte de uma divisão do departamento de psiquiatria do hospital. Todos os nove terapeutas usam uma ferramenta que ajuda o tratamento tornar ainda mais eficaz: o idioma nativo do paciente.

Cerca de 40 pessoas são atendidas diariamente pela clínica. Os nove terapeutas atendem os pacientes em cada diariamente pela clínica. Os nove terapeutas atendem os pacientes em cada caso. De acordo com Judite Cadete, dois estão ligados à toxicodependêcaso.

De acordo com Judite Cadete, dois estão ligados

Segundo ela, a assistência também é feito com

à toxicodependência – que abrange o alcoolismo e as drogas ilícitas. Os outros seis profissionais se dedicam à saúde mental.

visita à casa do paciente quando o mesmo se encontra dentro da área de abrangência do hospital.

por Amanda Silva amandacunha128@gmail.com

Cerca de 40 pessoas são atendidas diariamente pela clínica. Os nove terapeutas atendem os pacientes em cada caso. De acordo com Judite Cadete, dois estão ligados à toxicodependência – que abrange o alcoolismo e as drogas ilícitas. Os outros seis profissionais se dedicam à saúde mental. Segundo ela, a assistência também é feito com visita à casa do paciente quando o mesmo se encontra dentro da área de abrangência do hospital.


PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009

| 14

MEU NEGÓCIO

A psicologa Luana Lyra na sua clinica O caminho jurídico para a compra do imóvel que também serve de guia para quem não é cidadão brasileiro

A

compra de imóvel envolve formalidades legais e administrativas independente do país e não seria diferente no caso brasileiro. Além da escolha do local, da definição

compreender de modo claro e sem sobressaltos os procedimentos do processo de compra e venda, por isso é sempre prudente contratar um advogado que possa orientá-lo na compra,

verificar a existência do título de propriedade sem restrições, ou seja, após o fechamento do contrato o título deve estar livre de débitos anteriores ou outros defeitos ou ônus.

cartórios e tribunais a fim de obter todas as informações necessárias sobre os donos anteriores, hipotecas, processos de inventário e divórcio, execuções judiciais, tributos ou outras questões que poderão afetar o título de propriedade.

Transferência de propriedade No caso de existir pendências, existe a alternativa de celebração de uma “promessa ou compromisso de compra e venda” que condicionará a finalização da compra e venda a regularização do problema constatado, quando possível.

do preço que se quer ou pode pagar, há uma série de questões legais e de escritura de propriedade que podem surgir. É importante

ainda que isso possa lhe trazer custos adicionais.

Investigação Antes de tudo, deve-se

Infelizmente, a segurança da aquisição de um imóvel está na razão inversa da facilidade e rapidez, por isso é essencial que se realize uma pesquisa detalhada junto aos

A propriedade do imóvel só é transferida com a assinatura da escritura definitiva. Na compra do imóvel, além do preço estipulado, deve-se ainda pagar: a) ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imobiliários) que é pago na Prefeitura do Município de localidade do imóvel; b) taxa de registro de imóvel (paga para o Cartório de Registro de Imóveis);

c) taxa de escrituração imobiliária (paga para o Cartório de Notas que é responsável pela lavratura da escritura de compra e venda); d) laudêmio da Marinha (cobrado pela União Federal nos casos de imóveis localizados

na faixa litorânea) e em alguns casos, e) laudêmio Municipal (algumas Municipal (algumas Municipal (algumas Municipal (algumas Municipal (algumas Prefeituras cobram laudêmio sobre imóveis.

da Integra a c i n í l C . CIPS e Sa’ude a i g o l o c i de Ps yra Luana L a g o l o c i Ps Vilar, 12 ’e s o J a End.: Ru 1 ) 3244.327 Tel.: (85

Finanças | MERCADO DE TRABALHO

Juntado meu primeiro milhão O caminho jurídico para a compra do imóvel que também serve de guia para quem não é cidadão brasileiro

A

compra de imóvel envolve formalidades legais e administrativas independente do país e não seria diferente no caso brasileiro. Além da escolha do local, da definição do preço que se quer ou pode pagar, há uma série de questões legais e de escritura de propriedade que podem surgir. É importante

compreender de modo claro e sem sobressaltos os procedimentos do processo de compra e venda, por isso é sempre prudente contratar um advogado que possa orientá-lo na compra, ainda que isso possa lhe trazer custos adicionais.

Investigação Antes de tudo, deve-se verificar a existência do

título de propriedade sem restrições, ou seja, após o fechamento do contrato o título deve estar livre de débitos anteriores ou outros defeitos ou ônus. Infelizmente, a segurança da aquisição de um imóvel está na razão inversa da facilidade e rapidez, por isso é essencial que se realize uma pesquisa detalhada junto aos cartórios e tribunais a

fim de obter todas as informações necessárias sobre os donos anteriores, hipotecas, processos de

inventário e divórcio, execuções judiciais, tributos ou outras questões

que poderão afetar o título de propriedade.

Transferência de propriedade No caso de existir pendências, existe a alternativa de celebração de uma “promessa ou compromisso de compra e venda” que condicionará a finalização da compra e venda a regularização do problema constatado, quando possível. A propriedade do imóvel só é transferida

por Amanda Silva amandacunha128@gmail.com

com a assinatura da escritura definitiva. Na compra do imóvel, além do preço estipulado, deve-se ainda pagar: a) ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imobiliários) que é pago na Prefeitura do Município de localidade do imóvel; b) taxa de registro de imóvel (paga para o Cartório de Registro de Imóveis); c) taxa de escrituração imobiliária (paga para o Cartório de Notas que é responsável pela lavratura.


24.03.2009| 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | PEOPLE’S NEWS

| 15

NOIVA

Novas tendências na decoração da igreja O caminho jurídico para a compra do imóvel que também serve de guia para quem não é cidadão brasileiro

A

compra de imóvel envolve formalidades legais e administrativas independente do país e não seria diferente no caso brasileiro. Além da escolha do local, da definição do preço que se quer ou pode pagar, há uma série de questões legais e de escritura de propriedade que podem surgir. É importante compreender de modo claro e sem sobressaltos os procedimentos do processo de compra e venda, por isso é sempre prudente contratar um advogado que possa

orientá-lo na compra,

ainda que isso possa lhe trazer custos adicionais.

Investigação Antes de tudo, deve-se

verificar a existência do

título de propriedade sem restrições, ou seja, após o fechamento do contrato o título deve estar livre de débitos anteriores ou outros defeitos ou ônus.

Infelizmente, a segurança da aquisição de um imóvel está na razão inversa da facilidade e rapidez, por isso é essencial que se realize uma pesquisa detalhada junto aos cartórios e tribunais a fim de obter todas as informações necessárias sobre os donos anteriores, hipotecas, processos de inventário e divórcio, execuções judiciais, tributos ou outras questões que poderão afetar o título de propriedade.

Transferência de propriedade No caso de existir pendências, existe a alternativa de celebração de uma “promessa ou

por Amanda Silva amandacunha128@gmail.com

Os Noivos

Marcelo & Cintia 17.08.2009

Lançamento do livro 1808, em Toronto. Brigitte Cayrus, do Brazilian Studies da York University, e o autor da obra Laurentino Gomes. Ao fundo, o vice-cônsul do Brasil em autor Lançamento.

CULINARIA

Aprendendo a fazer deliciosos Cookies O caminho jurídico para a compra do imóvel que também serve de guia para quem não é cidadão brasileiro

A

compra de imóvel envolve formalidades legais e administrativas independente do país e não seria diferente no caso brasileiro. Além da escolha do local, da definição do preço que se quer ou pode pagar, há uma série de questões legais e de escritura de propriedade que podem surgir. É importante compreender de modo claro e sem sobressaltos os procedimentos do

processo de compra e venda, por isso é sempre prudente contratar um advogado que possa orientá-lo na compra, ainda que isso possa lhe trazer custos adicionais.

Ingredientes Antes de tudo, deve-se verificar a existência do título de propriedade sem restrições, ou seja, após o fechamento do contrato o título deve estar livre de débitos anteriores ou outros defeitos ou ônus.

Infelizmente, a segurança da aquisição de um imóvel está na razão inversa da facilidade e rapidez, por isso é essencial que

se realize uma pesquisa detalhada junto aos cartórios e tribunais a fim de obter todas as informações necessárias sobre os donos anteriores, hipotecas, processos de inventário e divórcio, execuções judiciais, tributos ou outras questões que poderão afetar o título de propriedade. No caso de existir pendências, existe a alternativa de celebração

de uma “promessa ou compromisso de compra e venda” que condicionará a finalização da compra e venda a regularização do problema constatado, quando possível.

Modo de fazer A propriedade do imóvel só é transferida com a assinatura da escritura definitiva. Na compra do imóvel, além do preço estipulado, deve-se ainda pagar: a) ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imobiliários) que é pago na Prefeitura do Município de localidade do imóvel; b)

taxa de registro de imóvel (paga para o Cartório de Registro de Imóveis); c) taxa de escrituração imobiliária (paga para o Cartório de Notas que é responsável pela lavratura da escritura de compra e venda); d) laudêmio da Marinha (cobrado pela União Federal nos casos de imóveis localizados na faixa litorânea) e em alguns casos, e) laudêmio Municipal (algumas Prefeituras cobram laudêmio sobre imóveis.

or DA p NV IA ITA E va RECE anda Sil Am


| 16

FIQUE LIGADO

PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009


24.03.2009| 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | PEOPLE’S NEWS

ESPAÇO MUCURIPE MUCURIPE ESPAÇO

Lançamento do Bloco Aviões Elétrico - 30.04

NA BALADA

Forro no Sitio - Sirigüella Mix - 24.04

| 17


| 18

PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009


24.03.2009| 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | PEOPLE’S NEWS

| 19


| 20

PEOPLE’S NEWS | 1ª EDIÇÃO DE NOVEMBRO | 24.03.2009

Testando - Primeiro Preview  

Testando - Primeiro Preview 17/05/2009

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you