Page 1

Sistema de avaliação de trabalhos gráficos em sala de aula online LUIZ CARLOS CARDOSO PUC-RIO – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro COM – Departamento de Comunicação Social CEP 22.451-900 Rio de Janeiro (RJ) Cardoso@puc-rio.br

Resumo: O objetivo deste sistema é se tornar uma ferramenta de ajuda na avaliação e de beneficiamento ao processo de estudo. Atende ainda uma carência nas relações interpessoais entre alunos e o educador como mediador. No primeiro momento, os alunos tomam, ao se conectarem, têm o conhecimento da tarefa ativa de sua turma com prazos de execução e postagem pré-estabelecidos pelo professor da turma. Após a postagem dos trabalhos, este sistema tem o propósito de se tornar uma ferramenta de apoio à avaliação e incrementar o aprendizado através da recorrência à teoria de forma que o aluno, em um segundo momento, deve aplicar até três notas para cada trabalho postado segundo um paradigma para cada nota. Paradigmas que reportam aos alunos o princípio teórico que respalda a tarefa – o objeto postado pelo aluno. Palavras Chaves: Avaliação; trabalhos gráficos; ensino a distância (EAD), Comunicação Visual, Aplicação Web, Interatividade em Sala de Aula.

Abstract: The objective of this system is to become aid tool of evaluation and to enhance the learning process of students by recurrence to theory was learned beyond the supports the posted student’s job. It brings interactivity among students and the teacher as mediator. At first moment the students know the active and established task for their class by a period posted by their teacher. Second step, they have been connected, learn paradigms of evaluation. Then apply notes to every posted job in their class, based on paradigms, except themselves. Also to vote up to five jobs to electing the best job in the class. The final evaluation over each job becomes available after teacher’s appraisement.

Keywords: Evaluation; graphic jobs; e-learning, visual design, Web application, Interactivity. Introdução


O estímulo ou motivação que se materializou neste sistema é próprio do ambiente de atuação do cliente que tem atividades na educação ministrando ensinamentos de comunicação gráfica e signos visuais. Para tanto se faz necessário que o emissor faça uso do contexto, mensagem, código e canal de contato para chegar ao receptor. Numa sala de aula com equipamentos de multimídia e computadores é sensível a transformação do canal de comunicação que obriga a rever conceitos há muito tempo estabelecidos entre um emissor e receptor. Como, por exemplo, a urgência e velocidade com que se produz neste equipamento são maiores se comparado com os processos de impressão tradicionais. Num contexto digital tanto emissor quanto receptor – e que fique claro que neste ambiente todos estão atuando como emissor e receptor seja aluno ou professor – esperam uma mensagem concluída num tempo muito mais dinâmico. Em uma primeira experiência não informatizada foi testado um modelo de projeto. Neste modelo o arquivo produzido em softwares gráficos tinha que ser impressos e trazidos à sala de aula, e identificados apenas pelo número de matrícula do autor. O objetivo era distribuir ponto extra que variava em quatro faixas (0,2; 0,3; 0,4 e 0,5 ponto) de acordo com a divisão em quatro blocos do menor ao mais votado pelos alunos. Cada aluno podia votar até no próprio trabalho, porém era obrigado a votar em cinco trabalhos distintos. Este modelo gera um problema na contagem e distribuição de pontos pelo tempo que leva e a possibilidade haver erros ao lançar os votos numa planilha. Situação facilmente solúvel se o voto é digital e contado um sistema automatizado.

Interatividade em sala de aula com apoio da tecnologia de informação e comunicação O sistema é uma aplicação web que se propõe a criar um formato de conceituação interativa em sala de aula sem deixar de lado o peso majoritário da avaliação do professor responsável pela turma. Num segundo plano, permitir um modelo de eleição dos trabalhos através dos votos dos alunos. Contudo é possível que haja corporativismo dos avaliadores, isto é, os alunos se protegerem numa avaliação superestimada para todos. Diante disso o professor tornaria sem efeito este comportamento através de sua avaliação que contribui com 60% da avaliação final dos trabalhos postados.


Entretanto um propósito permanece atendido que vem a ser o aprendizado por recursividade a teoria envolvida na tarefa. Haja vista que as avaliações são baseadas em paradigmas – metas que devem ser respeitadas na elaboração dos trabalhos postados. Cada aluno deve ler atentamente cada meta exigida seja para execução de sua tarefa, seja para avaliação dos trabalhos postados pelos seus colegas de sala de aula. Testes feitos em sala de forma manual os resultados foram satisfatórios, considerando que não se configurou corporativismo e sim grande entusiasmo dos alunos em participar do pleito e avaliação dos trabalhos dos colegas. A utilização do sistema permite ao professor lidar com muitas notas (avaliações) sem haver esgotamento mental e sem haver necessidade de despender mais do seu tempo para esse fim. Por outro lado, no pleito cada aluno escolhe os cinco melhores trabalhos. Desta forma o professor tem em mãos cada trabalho com seu número de votos recebidos sem sua interferência. O sistema se aplica às disciplinas ministradas em salas equipadas com computadores em rede, onde cada aluno acessa o servidor a partir de sua máquina. Nenhum recurso a mais é necessário além dos já existentes nas salas. A disciplina base de estudo é a de Comunicação GráficaCOM1263, porém o sistema em sua escalabilidade é possível estender para outras disciplinas ministradas em laboratórios, como produção de textos publicitários e jornalísticos. Se professor quiser fazer uso do sistema para compartilhamento das avaliações com todos os alunos. E dessa forma incrementar a participação sócio-intelectual de toda a turma. Esta metodologia contribui para um olhar crítico do aluno sobre seu próprio trabalho, intui responsabilidade quando se vê no papel de avaliador e estimula melhoria do desempenho individual. No sistema experimental não informatizado tem-se percebido adesão espontânea e com satisfação pelos alunos.


Declaração de escopo

EAP – Sistema de avaliação de trabalhos gráficos em sala de aula online


Avaliação medida fora de contexto De acordo com Piletti (1987:190): “Avaliação é um processo contínuo de pesquisas que visa interpretar os conhecimentos, habilidades e atitudes dos alunos, tendo em vista mudanças esperadas no comportamento, propostas nos objetivos educacionais, a fim de que haja condições de decidir sobre alternativas do planejamento do trabalho do professor e da escola como um todo”. O ensino à distância - EAD é uma prova concreta da afirmação acima. O sistema aqui desenvolvido em muito se parece com processos de estudo e disseminação do duo conhecimento e avaliação assíncrono encontrado no EAD. A linha de preocupação deste projeto está na função formativa – aplicada no decorrer do processo de ensino-aprendizagem. Observando rendimento do aluno e possíveis deficiências do sistema ora em desenvolvimento. De forma geral, ao longo de muitos anos tem sido fácil perceber que o interesse pelo aprendizado do educando ficou de lado por todos os envolvidos no que tange o dueto aprendizagem x avaliação. Por um lado o professor faz suas avaliações apenas para atribuir uma nota ao conhecimento acumulado pelo educando no fim determinado um período, desconsiderando fases comportamentais, contexto e formas cognitivas individuais dos educandos. Ao passar por uma porta aberta de uma sala de aula e lá assistimos um professor falando para um grupo de crianças, desta forma podemos afirmar que está “ensinando”. Mas não poderíamos afirmar que as pessoas que o escutam estão aprendendo, porque a aprendizagem é um processo mental, e o ensino uma atividade, Fairsthein e Gyssels (2005, p.15). Quando a avaliação é usada corretamente no processo ensino-aprendizagem num ambiente educacional, torna-se necessário estabelecer um padrão mínimo de conhecimentos*, habilidades e hábitos que o educando deverá adquirir, e não uma média mínima de notas, como ocorre hoje na prática escolar, Luckesi, (p.96 2008). Ensinar é fazer algo para que o outro possa aprender. Significa intenções relacionadas com o comportamento e o pensamento do outro, que nos leva a uma atividade interpessoal. Onde um curso de conteúdo preconcebido, tarefas pré-construídas levam os estudantes a uma situação de escutar, compreender e responder aquilo que professor expos, explicou e interrogou. Para Marco Silva (2010). Interatividade – o potencial dessa nova competência comunicacional em sala de aula obriga o professor ter novo comportamento e se torna um desafio para ele. No sentido que uma


participação-intervenção de todos os presentes. Neste cenário não há mais o dono soberano do conhecimento. Conseqüentemente, quebra de barreiras entre alunos e o professor ante a disponibilidade de redes de conexões que envolve o

triângulo (conhecimento-professor-

aprendizagem). Neste quadro o professor não detém o conhecimento e sim disponibiliza domínios de conhecimento, Marco Silva (2010). Os alunos têm aí configurado um espaço de diálogo, participação e aprendizagem.

Mudanças na base do tripé educador, aprendiz e conhecimento Por todos os lados percebemos que não há como ignorarmos a presença de novas tecnologias de informação e comunicação. Somos ilhas imersas em oceanos que tende a subir seu nível como vem acontecendo nas últimas três décadas. O modelo de avaliação praticado até então, gradativamente, perderá espaço neste contexto das TIC. Novas práticas de aprendizagem e de avaliação em sintonia com a dinâmica dos nos novos tempos. Diante da enorme contribuição das TIC em ambientes educacionais, somado a tudo isto surge um comportamento étnico identificado com as novas tecnologias que leva potencialidade comunicacional advindo do ambiente digital online.

Avaliação participativa e contínua em ambientes interativos A dialógica professor e alunos contempla cada vez mais a participação do educando. Dessa forma todos colaboram no desenvolvimento de um conhecimento e de avaliação da aprendizagem. Nesta fase, todos os sujeitos envolvidos têm um consenso de ação coletiva, concepção de conscientização das desigualdades sociais e culturais. Para Luckesi (2008) a avaliação se torna um instrumento significativo da prática é necessário que tanto a prática educativa como a avaliação sejam conduzidas com rigor cientifico e técnico. E acredita que a ciência pedagógica está madura o suficiente para dar suporte à construção de resultados significativos da aprendizagem. Considerações finais As TICs disponibilizam ferramental ao alcance da compreensão do profissional de educação em ambiente de aprendizagem virtual (AVA). Ou seja não é necessário ter formação na área de sistemas de informação para propor interatividade em sala de aula entre alunos e professor


coabitada de formas e maneiras modernas regidas por técnicas de última geração em tecnologia de informação e comunicação. Desde do início deste século, crianças, jovens, adultos, e idosos estão ofuscados pela multimídia, pelos computadores e pela Internet. Não importa qual seja o nível social, a educação da população também acontece por meio da comunicação social de massa – que se pretende interativa -. Independentemente da educação escolar, e, em geral, sem a participação (contribuição ativa) de educadores, filósofos, acadêmicos e/ou outros agentes ligados à educação formal (Cortelazzo, 2006).

Referência bibliográfica CORTELAZZO, Iolanda B. C. Ambientes virtuais de aprendizagem: possibilidade de novas formas de avaliação. Edições Loyola: avaliação da aprendizagem em educação online, p. 435-448, São Paulo, Organizado por Marco Silva e Edméa Santos, 2006 FAIRSTEIN, Gabriela A.; GYSSELS, Silvana. Como ensinar? 1a. Ed. – São Paulo: Edições Loyola, 2005 LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições – 19 ed. – São Paulo: Cortez, 2008. SILVA, Marco. Sala de aula interativa: educação, comunicação, mídia, clássica ...5ª. Ed – São Paulo: Edições Loyola, 2010, - (Coleção Práticas pedagógicas)

Sistema de avaliação de trabalhos gráficos em sala de aula online  

Projeto de um sistema para avaliação de trabalhos postados de alunos por eles próprios. Isto é todos avaliam os trabalhos de colegas de uma...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you