Issuu on Google+

JOVEM MUNDO

Edição Especial, Novembro 2008

A criatura que se rebelou Conheça a intrigante história de Ezequiel, o homem que vendeu sua alma ao Diabo e o traíu em seguida.

E

m um momento da mais pura dor e sofrimento, um jovem vende sua alma ao Diabo. O preço por ela? O poder dos demônios e a sabedoria dos anjos. Um preço muito alto por uma simples alma, mas que foi pago de bom grado pelo Decaído. Naquela noite tempestuosa nasceu Ezequiel. Tempos depois, Ezequiel traiu a Irmandade, matando diversos Irmãos e fugindo com Julia, um jovem bebê de imenso valor para o Mau. Desde então, Ezequiel vem fugindo da caça implacável dos demônios e das criaturas amaldiçoadas, andando por este mundo sem um rumo aparente. É a partir daí que se inicia a intrigante história de Ezequiel. Um homem sem emoções ou sequer algum resquício de sentimento em seu coração. Demasiado fechado, sistemático, racional ao

extremo. Ele parece saber das ações do Inimigo antes que elas sequer sejam tomadas... Nunca é pego. Raramente tem dificuldade contra seus oponentes. São poucos os que tiveram a oportunidade de ver a cor de seu sangue. Aparentemente não há ninguém neste mundo que possa lutar de igual a igual contra Ezequiel. Ele é, afinal, o melhor do lado Negro da Guerra Santa. Após quase sete anos fugindo, Ezequiel foi parar no Sul. Ele segue pistas e rastros de uma determinada mulher. E ele a encontra primeiro que os outros... Seu nome é Madalena. Segundo uma profecia de um livro proibido, Ezequiel, Julia e Madalena formam uma tríade chamada de “Os Condenados”. Essa profecia diz que esse trio de humanos seria presenteado com dons extraordinários e que o lado da Guerra Santa que o possuir ganhará. Determinado a contrariar Deus e o Diabo, Ezequiel passa a fugir com Madalena também. Esse é o ponto-chave de toda a história de Ezequiel. Não sabemos ao certo o que move Ezequiel. Não sabemos o que é que o incentiva e o que faz trilhar esse caminho nebuloso. Desconhecemos completamente o desfecho dessa história, pois o próprio conceito da personagem principal é sombrio. É a partir disto que Ezequiel é construído.

Ezequiel, um homem de coração vazio


O

mundo de Ezequiel pode ser comparado ao mundo feudal da Idade das Trevas. Não há mais governos, Leis, normas... Os dogmas religiosos determinam; as milícias são os novos Senhores da sociedade. Não há mais economia, pois a riqueza não mais está no ouro e sim no produto em si: comida, roupas, armas... Uma antiga guerra de proporções inimagináveis varreu do mundo a tecnologia computadorizada e a comunicação global. As fontes de energia renováveis e ecológicas desapareceram. É mais fácil usar os combustíveis fósseis e inflamáveis como fontes de energia nesse mundo devastado. As mãos-de-obra especializadas não existem mais... O aprendizado se dá entre o mestre e seu pupilo. A civilização, pelo menos o que achávamos que fosse civilização, fora extinta. Fronteiras, línguas, culturas... Tudo isso desapareceu. Os territórios são demarcados pelas milícias agora. As línguas foram simplificadas em apenas duas ou três ao redor do mundo. No antigo continente americano, a língua inglesa domina, graças ao maçante investimento cultural feito pelos antigos Estados Unidos durante a Terceira Guerra Mundial sobre o México e a América do Sul (a língua espanhola se tornou proibida, graças aos governos populistas e anti-americanistas, e a língua portuguesa no Brasil foi esquecida, graças a

pouca atenção dado pelo governo sobre a própria cultura brasileira). Na União Soviética, a língua inglesa fora instalada como a língua padrão para toda a Eu-

ropa durante e Terceira Guerra Mundial, dado aos fatos de que é uma língua de fácil aprendizado e que já é muito falada pelo continente inteiro. Na África, a cultura da África do Sul tentou difundir ainda mais o inglês, mas as guerrilhas simplesmente dominavam diversos territórios e isso se tornou

impossível. A Terceira Guerra agravou os problemas das guerras civis; as fronteiras desapareceram e os territórios passaram para as mãos dos traficantes de escravos. Na Ásia e na Oceania, o mandarim dominou. O gigantesco exército da China, espalhado pela Ásia, conseguiu com sucesso instalar o mandarim. A também gigante Rússia manteve firme sua língua, mas acabou instalando o inglês por fim, dividindo o país todo em pequenos blocos territoriais dominados pela máfia russa (que mais tarde se tornariam as primeiras Irmandades da Guerra Santa). A Oceania toda, com exceção da Austrália, adaptou o mandarim facilmente. A Terceira Guerra Mundial explodiu e durou cerca de cinco anos. Ela foi muito maior que suas antecessoras. O mundo globali-

zado fez os quatro cantos deste planeta se envolverem perigosamente na guerra. As mudanças vieram natural e abruptamente, como se o mundo todo estivesse preparado para estas mudanças há muito tempo. Os governos se desfizeram através de golpes políticos ao redor do mundo. Toda a sociedade, em questão de dias, acabou se tornando uma única grande rede de ditaduras militares. As milícias e guerrilhas começaram a surgir em grande escala. Eles dominavam regiões e traziam os produtos necessários para a sua sociedade, pedindo em troca a liberdade de seus moradores. Quem não concordasse, seria expulso dela. Em diversos distritos militares, a expulsão não era feita. Eles executavam quem não aderisse à sociedade. Ao término da Terceira Guerra Mundial, as sociedades se virão necessitadas de uma maior integração. Uma grande organização foi criada. Um líder foi eleito e ele amarrou grande parte do mundo em torno de uma única Lei. Mas cada pedaço de território no planeta ainda possui suas próprias regras.

A Guerra Santa Anos mais tarde, descobriu-se que esse líder eleito era o anticristo (mais precisamente, o filho do Diabo). Prometendo


à população mundial prosperidade em seu reinado – ante ao abismo negro que o planeta havia mergulhado –, o anticristo foi então bem recebido pelas grandes milícias do mundo, que trataram de injetar violentamente o ideal de prosperidade do filho do Diabo. Os homens que desejavam continuar a viver tranqüilamente, diante do horror que os aguardava caso se recusassem, prontamente receberam o sinal da besta em suas mãos direitas, ingressando finalmente à sociedade. Aqueles que se recusaram fugiram para longe, agrupando-se em segredo, armando-se da melhor forma possível, prontos para o início da última Grande Guerra. Não se sabe ao certo como se deu início a Guerra Santa. Ela já estava sendo travada há séculos atrás, esperando apenas a fagulha que faria estourar a guerra em proporções assustadoras. Aos poucos e avassaladoramente, a Guerra Santa se espalhou pelo mundo todo. E o mundo espiritual entrou em choque com o nosso. Anjos e demônios começaram a caminhar por estas terras como se fossem seus lares. Bilhões de almas vagam pelos cantos agora, esperando pacientemente o dia do Juízo Final. Em questão de meses as grandes Irmandades foram criadas. Homens gananciosos vendiam suas almas em troca de posses. Outros mais obscuros vendiam suas almas em troca de poderes demoníacos. Passaram a se chamar Vendidos e integravam o

exército mais negro que o Decaído poderia formar: humanos corrompidos até a última gota de energia em suas almas. Deus passou a enviar anjos para a Terra com o intuito de parar o anticristo em sua empreitada avassaladora rumo à vitória. Homens de bem, de coração puro e desejosos por redenção eram consagrados pelos anjos e passavam a receber dons espirituais de soldados angelicais. Eles ficaram conhecidos desde então como Abençoados e eram incumbidos de formar uma força-tarefa contra os Vendidos e as criaturas demoníacas que subjugavam os refugiados tementes de Deus. Já se passaram anos e anos... Ninguém sabe quanto tempo se passou desde que a Guerra Santa teve início. Todos neste mundo apenas continuam lutando, esperando o dia em que as trombetas dos arcanjos toquem nos céus anunciando o fim.

“Os Três Condenados” A primeira parte desta história narra a viagem de Ezequiel no trem para o Norte. Junto de Madalena e Julia, ele continua sua empreitada rumo ao desconhecido. Nem mesmo as duas jovens que o seguem fazem idéia alguma do que ele planeja. Suas ações aparentam ser extremamente pensadas e bem estruturadas, mas parecem não levá-lo a lugar algum. O que busca Ezequiel ao confrontar o Diabo? Outro ponto forte de “Ezequiel” é o personagem principal. Ele aparenta não possuir emoções de espécie alguma. Seus olhos são opacos, sem brilho. Sua pele é macilenta. Seu corpo é fraco. Até mesmo quando fala parece ter dificuldade de

respirar. Porém quando luta... Quando se engaja em uma batalha mortal contra uma criatura demoníaca, ele age como se fosse o homem mais poderoso do mundo. Ele se move rapidamente, seus golpes são pesados e precisos, seu olhar é agudo e suas habilidades são colossais. Mas antes de sequer se mover para expurgar algum demônio, Ezequiel pensa em proteger Julia. A jovem menina negra de sete anos é muito mais protegida por Ezequiel do que ele próprio. Madalena também passa a ser protegida por ele, mas não tão bem guardada como Julia. A relação entre Ezequiel e a menina é muito mais complexa do que se imagina. No final das contas, “Ezequiel” não passa de uma história sem precedentes que narra a jornada de um homem acabado em busca do conhecimento próprio, da auto-afirmação e da redenção.

Equipe JOVEM MUNDO Editor-Chefe Luiz Raphael Imagens Deviant Art Users Edição das Imagens Codenome “Presidente” Redação Luiz Raphael Essa matéria foi feita a partir da obra “Ezequiel”, do escritor: L.R.C. Gonçalves


1

Fuga de Ezequiel para o Sul Caminho de volta ao Norte Terra da Língua Esquecida Terra da Língua Proibida O Estreito

2 6

5 1

Ezequiel mata diversos Irmãos e foge de sua Irmandade, carregando a pequena Julia consigo. Vários demônios são enviados atrás dele.

2

Após quase dois anos, Ezequiel finalmente despista os demônios e outros Vendidos que o perseguiam. Ele segue viagem para o Sul.

3

Ezequiel descobre pistas importantes sobre a terceira Condenada: uma mulher chamada Madalena. Ele vai atrás dela, seguindo mais pistas deixadas por demônios.

4

Ezequiel encontra Madalena antes de um grupo de Vendidos. Com ela, ele parte para uma viagem de trem rumo ao Norte outra vez.

5

Ezequiel descobre que está sendo perseguido por criaturas demoníacas. Descobre também que elas foram mandadas por um homem do Estreito.

6

Ao chegar no Estreito, Ezequiel descobre o paradeiro desse homem, o mata e depois segue sua viagem a pé.

3

4

O caminho percorrido por Ezequiel


Jovem Mundo