Issuu on Google+

O novo papel do professor [ 1 ] Para uma eficaz integração das TIC no sistema educativo, além de uma adequada formação de professores, terá de haver uma transformação da atitude dos professores. Esta transformação vai exigir que os professores reconheçam que já não são os detentores da transmissão de saberes e aceitem que as novas gerações têm outros modos de aprendizagem, baseados em estruturas não lineares, completamente diferentes da estrutura sequencial em que assentam os saberes livrescos tradicionais. Mais do que um transmissor de saberes, o professor será um facilitador de aprendizagens, um mediador de saberes, praticando uma pedagogia activa centrada no aluno e terá um papel decisivo na construção do cidadão crítico e activo. [ 1 ] segundo Rosa, Leonel Melo (2000), A integração das Tic na escola Assim a cadeia de valor no processo de criação de sentido, segundo Roberto Carneiro (2006), está caracterizada no diagrama 1.

A utilização de intermediação de media na instrução, formação e educação favorece o valor acrescentado que o instruendo, formando ou educando obtém neste processo de criação de sentido que recorre às plataformas de ensino a distância. De acordo com Ferrés (1996) a capacidade de memorização varia consoante os sentidos e os meios de interacção, conforme o esquema apresentado, que nos permite concluir da vantagem na utilização equilibrada dos media no processo ensino-aprendizagem.

50%

20%

90%

30%

abc.. 10%

80%

Interpretação esquemática da percentagem de dados memorizados pelos estudantes, segundo FERRÉS (1996)


Tal como dizia Geneviève Jacquinot relativamente aos media, as TIC “só podem servir de fonte de acesso ao conhecimento se forem integradas, dentro ou fora da escola, no quadro de um projecto ou de uma metodologia. (…) É urgente definir uma nova função da escola na sociedade actual. A questão mais importante é a de saber como vamos fazer uma educação democrática para todos ou, pelo menos, para uma maioria. (…) Devemos construir um discurso sobre a nova função da escola na sociedade tecnológica e criar práticas novas. Uma educação para os media bem controlada, exigente, pode ajudar-nos muito nessa tarefa (Jacquinot, 1995)”. O papel do professor passa então pelo de tutoria virtual (e-tutor), professor virtual (e-professor), formador virtual (e-formador), facilitador das aprendizagens, intermediador de processos de construção de conhecimento, de aprendizagem com sentido, e agente de socialização virtual, entre outros papéis graduais segundo o modelo de e-learning de Salmon (2000).


luiz carvalho 2008_reflexão sobre o novo papel do professor