Issuu on Google+

DECAF 2006/07

Nome: luiz miguel martins crespo de carvalho Módulo/Actividade: mod2_actividade3_cronograma de execução da auto-avaliação

Aplicação da CAF na Assembleia de Escola, da Escola Secundária de Carcavelos

Cronograma de execução da auto-avaliação

AUTO-AVALIAÇÃO Acções

Novembro

Dezembro

1 2

1

3

4

2

3

4

Janeiro 1

2

3

4

8

1.

Decisão de aplicação da CAF

2.

Designação do líder do projecto

8 13

23

3.

Apresentação do projecto à organização

4.

Constituição da equipa de auto-avaliação (EAA)

23

5.

Acção de formação sobre CAF para a EAA e entrega à equipa dos documentos relevantes da organização

23

6.

Reunião da EAA para designação do líder da EAA; organização interna da equipa; identificação das partes interessadas da organização e dos produtos/serviços chave; esclarecimento de dúvidas).

30

7.

Reunião da EAA para elaboração dos modelos de questionário de satisfação* (DECAF)

30

8.

Aplicação dos questionários de satisfação aos colaboradores da unidade (DECAF)

9.

Tratamento dos questionários (DECAF)

30

7

7

14 14

10. Diagnóstico individual da organização (identificação dos pontos fortes, áreas de melhoria e pontuação)

20 20

14

11. Recolha de evidência complementares

4 29

12. Reunião de consenso da EAA para preenchimento da grelha de auto-avaliação final

4

11 11

13. Elaboração do relatório de AA (RAA)

18

14. Apresentação do RAA ao gestor de topo e aprovação do RAA pelo gestor de topo

AUTO-AVALIAÇÃO Acções

31

Janeiro 1 2

15. Consulta das partes interessadas para efeitos de identificação das acções de melhoria (opcional) 16. Elaboração do plano de melhorias (PM) 17. Apresentação do PM ao gestor de topo 18. Sessão de apresentação dos resultados à organização

3

Fevereiro 4

1

31

8 8

2

3

4

Março 1

2

3

4

22 26 15

* Opcional. Cada organização decide individualmente se pretende aplicar questionários de satisfação durante a auto-avaliação. No caso dos projectos CAF/DECAF a aplicação deste tipo de questionário aos colaboradores da unidade avaliada constitui uma actividade sujeita a avaliação.

Nota Final – Este cronograma é demasiado apertado para as condições que enfrento na escola, quer em relação às disponibilidades efectivas dos colaboradores quer à coordenação de tempos conjuntos de trabalho que estão, neste momento, restringidos a 1 hora semanal, na melhor das hipóteses. Apesar disto, o cronograma foi executado de forma o mais realista possível, para minha salvaguarda e da do trabalho final. INA – Instituto Nacional de Administração


luiz carvalho 2007_decaf_cronograma da auto-avaliação