Page 1

2 0 1 2 x x x

PORTFOLIO

x x

2 0 1 7

LUÍS GUSTAVO DE ARAUJO

PROJETOS SELECIONADOS DURANTE O CURSO DE GRADUAÇÃO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO


Luís Gustavo de Araujo 24 Anos Rio de Janeiro, Estrada do Colégio, 1200, Irajá TEL: 21- 979495652 Luisgustavoaraujo7@gmail.com

Formação ARQUITETURA E URBANISMO | UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO| 2012-2017| INTERCÂMBIO NA UNIVERSIDADE JAPONESA KEIO UNIVERSITY PELO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS | 2015-2016

Experiência ESTÁGIO EM DI FILIPPO ARQUITETURA - RIO DE JANEIRO | 2017-2017 Atividades: Detalhamento e desenho de projeto executivo residêncial. ESTÁGIO EM JORGE ALMAZAN STUDIOLAB - Laboratório de pesquisa da universidade keio -JAPÃO | 2015 -2016 Atividades: Pesquisas, projetos de pavilhões e restaurantes. PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DE ESTÁGIO PROMOVIDO PELO CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS NA EMPRESA JAPONESA MITSUI & CO. - JAPÃO| 2016-2016 Atividades: Visitas e palestras em empresas japonesas com objetivo de apresentar para o estagiário o contexto empresarial no Japão. ESTAGIÁRIO DE ARQUITETURA NA CASA OSWALDO CRUZ (FIOCRUZ) - RIO DE JANEIRO| 2014-2014 Atividades: Auxiliar os projetos de restauração através de levantamentos, mapeamento de danos, desenhos e fotos das condições atuais.

Pesquisa PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA CIÊNCIA DA CAPES | 2013-2014 Tema: Estratégia da aranha: da possibilidade de um ensino metahistórico em arquitetura Pesquisa com objetivo de Investigar sobre a história do ensino de história da arquitetura nos cursos de graduação em arquitetura e urbanismo e suas possibilidades e potencialidades no momento presente.

Competições PROJETO VENCEDOR DO CONCURSO “STREET FURNITURE COMPETITION IN YOKOHAMA, JAPAN” | 2016

Idiomas Inglês (Avançado) TOELF: 101/120; Espanhol (Básico); Japonês (Básico)

Programas -Office (Word, Excel, PowerPoint) -Corel Draw -Photoshop -InDesign

-Illustrator -Premiere -Lighroom -SketchUP -Revit

-AutoCAD -Rhino 3D -Grasshopper -Vray


Conteúdo

05 Yagami Lounge Lounge

04 300 chairs Concurso de mobiliário urbano

03 Hungry Tiger Restaurante familiar

07

Comercial Boafogo

02

Uso Misto

Respiro carioca

Alojamento estudantil

06

Wave Wall

01

Pavilhão

Refúgio Bom Jesus

Residência Unifamiliar no Fundão


01REFÚGIO BOM JESUS Residência Unifamiliar no Fundão

Autor: Luis Gustavo de Araujo Professor: Hilton Berredo 2012

Projeto realizado na matéria “Concepção da Forma 2”, o objetivo nesse projeto era criar uma residência unifamiliar para um professor visitante em um terreno localizado na ilha do Bom Jesus, Fundão. Como conceito foram criados 2 espaços diferenciados, o primeiro no térreo teria a sala de estar e cozinha, sendo um local para receber visitantes, o outro seria um local mais reservado, para estudo, trabalho e aonde ficariam localizados os quartos.


7.60

0 15.4 6.00

0 15.4 7.40

Esses locais foram implantados no terreno e depois rotacionados de forma que o espaço mais publico tivesse maior contato com a área do entorno, com varandas para observar a Baía de Guanabara e a ponte Rio-Nitéroi. O segundo local seria mais privativo e estaria implantando enterrado no terreno, valorizando o desnível e modificando o mínimo possível do relevo.

0 20.0 7.00


Respiro Carioca 02 Alojamento estudantil


Autor: Luis Gustavo de Araujo Professores: Wagner Rufino, Thiago Leitão, Sylvia Rola, Reila Vargas 2014

HABITAÇÃO COMO REFÚGIO Projeto para um alojamento estudantil no centro da cidade do Rio de Janeiro, a habitação nesse projeto é pensada como um refúgio um local onde o estudante possa relaxar e aproveitar esse momento importante da sua vida. O projeto de uma residência estudantil deve levar em conta que o seu publico é em geral jovem, entrou na graduação a pouco tempo e saiu da casa dos pais. Esse indivíduo vai procurar em uma residência um refúgio, um local onde ele possa passar pelos momentos difíceis e compartilhar as alegria com outras pessoas. RESPIRO PARA TODOS O local deve ser agradável não só para o estudante, mas principalmente para cidade, no caso desse projeto foi pensando em uma passagem no meio do terreno, um canyon que gerasse respiro, na tentativa de mostra que a cidade é pra se viver, se olhar e apreciar. PROPOSTA SOCIAL O programa também atende as necessidades do mundo contemporâneo, para tal conta com Energia solar para aquecer a água e ajudar a diminuir gastos e terraços jardins, ajudando na climatização do edifício e retendo água da chuva.


CORTE 1

DET. JARDIM COBERTURA 1

DET. JARDIM COBERTURA 2


Q u a rto 16 m ²

S a la 26 m ²

S e rv. 14 m ²

S a la 23 m ²

Q u a rto 8 m² S a la d e e s tu d o s 85 m ²

Q u a rto 8 m²

C o z in h a 18 m ² Q u a rto 8 m²

Q u a rto 8 m²

Q u a rto 8 m²

F o ye r/A c e s s o a u d itó rio 45 m ²

H a ll 26 m ² H a ll L iv ra r ia /L o b b y 74 m ²

Q u a rto 7 m² C afé 52 m ²

Q u a rto 7 m²

Q u a rto 7 m²

Q u a rto 7 m²

Q u a rto 7 m²

Q u a rto 7 m²

Q u a rto 7 m²

Q u a rto 7 m²

S a la 48 m ²

S a la 41 m ²

DML 4 m²

0

TÉRREO

10

0

1º PAVIMENTO

10


EXPERIÊNCIA SOCIAL

AUDITÓRIO DE USOS MÚLTIPLOS

As residências foram distribuídas de forma a fortalecer ao máximo o O auditório no subsolo foi pensado como um grande local de vínculo social entre os estudantes, sendo assim há grandes espaços eventos, sendo assim ele pode ser usado para festas, exposições e de convivência em grandes células residenciais, com até 4 alunos seminários. dividindo uma sala e cozinha. As aberturas foram trabalhadas com painéis metálicos perfurados, para criar um jogo de luz e sombra e impedir a vista do interior.


Keio Almazan studiolab

Autores: Hana Sakurai, Guiliherme Monte,Jorge Almazan, Luis Gustavo, Nobutaka Kawai, Romain Debulle, Yuma Matsumoto Professor Coordenador: Jorge Almazan 2015

cozinha Kitchen cozinha

cozinha

Hall Hall

① Forma primaria

② Sentir o exterior

O espaço foi dividido em suas principais funções que são tratadas de maneiras diferentes. A área da cozinha, onde todo o serviço acontece é mais fechada e privada, enquanto o salão é mais largo e aberto para o exterior.

③ Olhar a grelha

Adicionando e rotacionando diferentes formas simples, conseguimos uma forma mais complexa que torna a área do salão completamente aberta para o exterior, de modo que de todos os lados se tenha um bom contato com a paisagem.

A churrasqueira é onde a performance culinaria acontece e por isso foi colocado no centro, pois os clientes podem aproveitá-lo de cada assento.

④ Controle de luz e temperatura O telhado foi concebido para poder controlar a incidencia de luz solar dentro do restaurante de modo que eledeixe entrar luz solar no inverno, mas não no verão

78° Verão

Hungry Tiger

32° Inverno ⑤ Ponto de vista estratégico tomando vantagem da sua localização perto da linha de trem e uma avenida movimenta, a forma diferente do edifício atrai a atenção dos transeuntes e convida-os a entrar.


HUNGRY TIGER Restaurante familiar

03


PLANTA DE SITUAÇÃO


TÉRREO


300 Chairs 04

Concurso de mobiliรกrio urbano


Keio Almazan studiolab

Autores: Jorge Almazán, Ken Tamura, Moe Kusano, Guilherme Monte, Luis Gustavo de Araujo Professor Coordenador: Jorge Almazan 2015

Uso em apresentações de rua

Traga uma cadeira e veja o mar

Mais mobiliario urbano em Yokohama

Reciclar cadeiras escolares

Escolas perto do Porto de Yokohama

O local destinado para realização do

O número de crianças do ensino

As cadeiras utilizadas nas escolas do Japão

concurso é uma área extremamente turística

fundamental no Japão vem diminuindo

tem um certo padrão, isso acaba trazendo

contando com uma bela vista do porto,

ano a ano. Muitas escolas vêm sendo

um sentimento nostálgico nas pessoas,

temos a presença do verde, do céu e do mar,

descontinuadas e por resultado existe uma

queríamos que as crianças da região se

porém não há muitos locais para que se

sobra de cadeiras que podem ser recicladas.

sentissem familiarizadas em usá-las.

possa apreciar a paisagem. Nós propomos adicionar mais vida ao local através da inserção de 300 cadeiras, desse modo assim como outros parques do mundo

平沼小学校

poderíamos criar locais fluidos onde as

西前小学校

pessoas poderiam escolher e criar locais de

戸部小学校

赤レンガパーク

本町小学校

convivência e de estar.

稲荷台小学校 一本松小学校

児童数 486,659 48 万人

関東学院小学校 太田小学校

47 万人

466,464 南吉田小学校

46 万人 2010

Paley park (Nova York)

Jardins de Luxeenburgo (Paris)

2011

2012

2013

2014

2015 年

Diminuição do numero de crianças na cidade de Yokohama

石川小学校 中村小学校

元街小学校

北方小学校


cadeiras para dormir

relaxar com duas cadeiras

Modificar o espaço com uma verba pequena

espaços de conversa

Colorindo a cidade com cadeiras

O concurso disponibilizava uma verba de

Workshop entre turistas e moradores A reciclagem das cadeiras foi planejada

cerca de 500.000 ienes (14 mil reais) para

para ser feita em um sistema de workshop

mas que contava com poucos mobiliários de

realização e tinha uma cidade como foco

com turistas e moradores da cidade, o

sentar planejamos criar um espaço colorido

das atividades, sendo assim acreditávamos

objetivo era de que as pessoas se sentiriam

e que as pessoas pudessem se divertir.

que a reciclagem de cadeiras seria a forma

mais interessadas em usar um mobiliário

mais barata de criar um espaço grande

desenhado por elas.

Usando um espaço extremamente turístico

e que pudesse modificar as atividades cotidianas da cidade. Um dos nossos principais objetivos era trazer a segurança da viabilidade do projeto, já que a verba disponível era uma verba pequena para

号館 倉庫2 レンガ 横浜赤

produção de mais de um ou dois mobiliários

赤レンガパーク

urbanos. 号館 倉庫1 レンガ 赤 浜 横

1 Pincel ¥500

1 Cadeira ¥1,000

Tinta ¥800 / L

Workshop


WORKSHOP


CADEIRAS AO AR LIVRE


PRAÇA COLORIDA


CASAL CONVERSANDO


Yagami Lounge Restaurante

05

Keio Almazan studiolab

Jorge Almazán, Moe Kusano,Kotaro Sato, Guilherme Monte, Luis Gustavo de Araujo :Autores Jorge Almazan :Professor Coordenador 2015 Projeto de reforma da área de almoço dos professores do campus de Yagami na universidade Keio, a área antes da reforma era pouco usada pelos professores e a universidade queria reformá-la para que ela pudesse se tornar um local de lazer e convivência entre os seus usuários. O objetivo foi criar um espaço não só para almoçar, mas também para relaxar, conversar e reunir, um salão para comunicação

Antes

informal. Para conseguir mais espaço removemos o teto existente e evidenciamos o espaço mecânico e estrutural, As paredes do restaurante fizemos com placas OSB sendo algumas paredes vazadas para inserimos as portas, assentos embutidos e estantes. A iluminação do Lounge é feita através de trilhos, tentamos criar uma iluminação mais homogênea, mas que poderia ser ajustável dependendo do uso.

Depois


CIRCULAÇÃO

PLANTA DE TETO


MAQUETES DE ESTUDO


VISTA INTERIOR


WAVY WALL

Pavilhão

06


Maquetes de estudo


Keio Almazan studiolab

Jorge Almazán, Gaku Inoue, Ken Tamura Yuri Oikawa, Rieka Hara, Guilherme Monte, Luis Gustavo de Araujo :Autores: Jorge Almazan :Professor 2015

Projeto para uma instalação em um festival de arte em Kofu, Yamanashi, Japão. Projetamos esse pavilhão de forma que ele pudesse ser montado facilmente em um workshop com os moradores. Esta instalação possui paredes que enquadram o espaço como uma névoa. O objetivo era que fosse usada como um espaço para eventos ou repouso. Usando policarbonato semitransparente criamos um espaço para ser excepcional e fora do comum.

0

250

500m


1

2

Duas placas de policarbonato ondulado

Rosca

Porca

Parafuso

Rosca

3

Juntando as bordas

Conectando e montando

Junta em L Bloco de concreto

Sistema construtivo


Planta das atividades

0

2

1m


Timeline das atividades


COMERCIAL BOTAFOGO

USO MISTO

07

Luis Gustavo de Araujo:Autor James shoti miyamoto :Professor 2017 feet meters

A cidade consolidada oferece diversos cenários que durante a sua formalização foram esquecidos pelo poder público e pela sociedade, esses vazios urbanos muita vezes tem potenciais urbanísticos latentes e que cabe ao arquiteto utiliza-los da melhor forma possível em prol da sociedade, O trabalho aqui apresentado foi feito levando em conta as qualidades identitárias da cidade e a cultura local.

100

600

Nesse projeto de requalificação urbana é escolhida a área ao lado do viaduto Santiago Dantas, Botafogo, levando em consideração as características do local se previu que o melhor uso para aquele terreno seria a construção de um edifício de uso misto. A criação de um edifício plural e de uso intensivo com o objetivo de criar um novo local de comunicação e vivência na cidade e potencializando as qualidades locais.


A praia de botafogo tem uma vida urbana bastante intensa, sua paisagem é conhecida em todo o mundo, por esse motivo os diversos andares do edifício foram rotacionados, levando a um enquadramento novo em cada pavimento,os cheios e vazios criados por essa rotação não só proporcionam novas formas de se apreciar a cidade, mas também ajudam a criar sombras na fachada que protegem da insolação. levando em consideração que a calçada dos edifícios e o calçadão da praia tem uma conexão reduzida, já que a maioria dos transeuntes têm de se arriscar atravessando avenidas de grandes movimento, ou passando pelos caminhos subterrâneos abandonados, foi pensando em novos percursos que conectassem esses dois espaços, trazendo lojas e espaços culturais que gerassem mais movimento aos parkways da praia de Botafogo.

LEGENDA ADM BANHEIRO CAFÉ LOJA RESTAURANTE Calculating...

0

25


Vista aĂŠrea


Vista Subterrânea


0 -3.0


A C E S S O S E R V IÇ O

A

B 5.0

B

C 7.0

6.5

ACESSO R E S ID Ê N C IA L

0

A

D

A

D

7.0

C

5.0

6.5

C

B

D

7.0

6.5

MARCADORES 5 m²

ACESSO E S T A C IO N A M E N T O

10

C

5.0

E N T R A D A S E R V IÇ O 15 m ²

B

C

B

0

0

10

10

Q U A R T O P O R T A R IA 16 m ²

D E P O S IT O 7 m²

1

1

1

CA FÉ 29 m ²

9.0

9.0

9.0

V IA D U T O P O R T A R IA 29 m ² RECEPÇÃO 22 m ²

2

P R O J . V IA D U T O

9.6

LOBBY 273 m ²

9.6

2

9.6

2

0.0

C O W O R K IN G 381 m ²

17.0

8.0

3

3

C O Z IN H A 17 m ²

C O Z IN H A 25 m ²

8.5

LO JA 61 m ²

4.0

8.5

8.5

3

A RE STAUR AN TE 62 m ²

4

A

A

CA FÉ 30 m ²

A

4

4 P a tio S o c ia l 364 m ²

B

C

B

A C E S S O P R A IA

TÉRREO

2º PAVIMENTO

4º PAVIMENTO

C


B

A

C

5.0

0

C

B

B

A

D

7.0

6.5

C

5.0

10

0

B

A

D

7.0

6.5

0

1

1

APT. 91 m ²

C IR C U L A Ç Ã O 41 m ²

2

9.6

9.6

D E P O S IT O 11 m ²

APT. 51 m ²

Á . R E U N IÃ O 291 m ²

APT. 33 m ²

33.0

APT. 44 m ²

A

4

APT. 50 m ²

8.5

APT. 111 m ²

A

A

4

B

5º PAVIMENTO

C

D E P O S IT O 11 m ²

3 8.5

A

45.0

APT. 34 m ²

3 8.5

3

APT 28 m ²

APT. 86 m ²

C IR C U L A Ç Ã O 41 m ²

2

21.0

6.5

9.6

2

D

7.0

10

APT. 28 m ²

9.0

9.0

A U D IT Ó R IO 136 m ²

C

5.0

10

C

B

9.0

1

C

B

APT. 139 m ²

APT. 70 m ²

A

A

4

B

8º PAVIMENTO

C

B

11º PAVIMENTO

C

Portfolio luisgustavo  
Portfolio luisgustavo  
Advertisement