Page 1

S ESSÃO S OLENE DO 92 º A NIVERSÁRIO DA SRUP Introdução

- Intervenção do Presidente Entrega dos Emblemas de Ouro e de Prata aos associados com 50 e 25 anos de fidelização à causa que é a Sociedade Recreativa União Pragalense.

Luís Durão - Presidente da Direcção 17-12-2011

-


17-12-2011

SESSÃO SOLENE DO 92º ANIVERSÁRIO DA SRUP Introdução Senhor Presidente da MAG da SRUP Senhor Presidente da Assembleia Municipal de Almada Senhor Vereador da Câmara Municipal de Almada Exmª Mesa de Honra, Senhores Associados agraciados com Emblemas de Ouro e Prata da SRUP, Senhores Representantes do Movimento Associativo Popular de Almada, Senhores Associados da SRUP, Meus senhores e minhas senhoras, Amigos, É com muita honra que a SRUP vos recebe na vossa casa em mais uma Sessão de Comemoração dos seus 92 anos de vida da nossa Colectividade. Somos responsáveis e estamos inseridos num Movimento Associativo que representa uma das mais fortes tradições populares que surgiu no final do sec xviii princípios do sec xix como resposta às carências da população numa época de industrialização. Numa época de grandes necessidades, as carências das famílias eram suplantadas pela necessidade de “saber”, pela necessidade premente de se ser culturalmente activo. Nesse momento o papel das Colectividades de Cultura e Recreio foi predominante, sendo um espaço de cultura, recreio e desporto. 2


17-12-2011

Certamente alguns dos presentes ainda se lembram da biblioteca da nossa Colectividade onde “bebiam do saber desses espaços” e onde se “formavam os futuros dirigentes destas casas”. Antes de 1974 o associativismo era como que uma “ilha” onde a cultura e a cidadania conviviam lado a lado, permitindo assim ao cidadão comum o acesso a um lugar onde se podia participar e viver a Democracia, nas suas diversas formas culturais, recreativas e de desporto. Temos de ser fortes e coesos; estamos no sec xxi mas as necessidades das famílias estão na ordem do dia. É certo que as carências de hoje não são as que existiam em 1919 quando a SRUP, pela mão dos seus fundadores, nasceu mas temos um papel, na nossa opinião, muito importante a desempenhar. Estamos numa época de mudança, em que a Sociedade está a mudar e nós, Movimento Associativo temos de lutar para, pelos nossos próprios meios, nos mantermos activos. As Colectividades lutam hoje para se afirmarem numa procura incessante de respostas aos múltiplos problemas com que se deparam e a SRUP não é uma excepção; o fraco poder económica limita as actividades desenvolvidas. Os desafios que se colocam hoje ao Movimento Associativo Popular e Voluntário reside, na nossa modesta opinião, na capacidade de afirmação junto dos Parceiros, e nas estratégias de promoção duma vida numa comunidade participada, nos domínios em que nos movimentamos, quer seja na Cultura, quer seja no Desporto. Em Almada os nossos parceiros privilegiados são as nossas Autarquias, Juntas de Freguesia e Câmara Municipal. Não podemos pensar que a crise é “o problema” e a solução “cortar”; o que se fazia ontem não pode ser feito amanhã, porque temos de ser poupadinhos. Nós somos responsáveis: •

Damos o que temos, as vezes sabe-se lá como, mas damos;

3


17-12-2011

Colaboramos no sentido de que a vida de todos nós, seja amanhã diferente para melhor, atentos às dificuldades que hoje se nos deparam.

A SRUP estará presente, para assumir os seus compromissos, enquanto elo numa cadeia que se deseja forte, cada vez mais forte, sem se esquecer dos compromissos que tem, quer cumprir e deseja manter, com: • Com a nossa Autarquia, Câmara Municipal e Junta de Freguesia no Projecto Alma Sénior; • Com as crianças da escola do 1º Ciclo e seus dignos representantes na Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola EB1, 1 do Pragal); • Com os nossos sócios utentes do ginásio Gym Number One e a sua gerência nos compromissos assumidos em Assembleia Geral de associados; • Por último, os compromissos de todos na manutenção das actividades de gestão interna existentes e promoção de outras, se possível. As dificuldades na gestão de interesses tão diversos são muitas mas, com um trabalho sério e continuado conseguem-se quebrar barreiras, partilhar espaços, definir objectivos na prossecução do nosso Plano de Actividades a contento de todos. Foi assim que a SRUP se pautou e vai continuar a agir. Nunca vivemos com facilidades. Nunca nos deram nada sem que nos pedissem trabalho e competência. Estamos então a trabalhar com as nossas armas, como sempre: • Honestidade no trabalho; • Transparência nas opções tomadas;

4


17-12-2011

• Amor no empenho do dia-a-dia; • Rigor na gestão. No ano passado contei-vos aqui, nesta mesma sala uma história. Começava assim, como ontem aprendi aqui na Festinha das crianças da Escola do Pragal, dizia eu, começava assim com as palavras mágicas “Era uma vez…”… Era uma vez uma rua, muito bonita mas, tinha um problema: não tinha nome.. Hoje lembrei-me duma outra história. Era uma vez, uma casa muito engraçada, não tinha tecto não tinha nada… A nossa “casa” tem tecto, tem paredes, tem calor mas tem essencialmente pessoas, homens e mulheres com vontade de fazer algo, ajudar o seu semelhante, mas, sozinhos não poderemos vencer a batalha que os nossos sócios e duma maneira geral, os pragalenses, estão a viver. Pedimos aos digníssimos representantes das nossas autarquias que não nos deixem sozinhos nesta luta que, apesar de não a termos comprado, de não a desejarmos, temos de combater e vencer. Juntos somos mais fortes. Almada pugna, com toda a legitimidade de ser a Capital do Associativismo; das cerca de 500 associações, uma dezena são centenárias. Dizem as estatísticas de que apenas 8% dos associados em Portugal, participam efectivamente em tarefas de participação na vida associativa. Mais uma vez iremos cumprir o que os nossos Estatutos preconizam no art.º 21, que diz que, a entrega dos galardões referidos no art.º 18 far-se-á sempre que for possível, em Sessão Solene no período do Aniversário. Parabéns aos sócios agraciados. Obrigado, mais uma vez, pela vossa presença. 5


17-12-2011

Luís Durão Presidente Direcção

6

Discurso 2011  

Intervenção do Presidente

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you