Page 1

Metodologia Projetual 9º CET Design de Calçado - Exercício proposto Conceber um modelo de calçado para criança entre os 3 e os 5 anos


Definição do Problema • Desenvolvimento psico-motor da criança nesta faixa etária • Anatomia em formação • Facilitar a marcha • Resistência • Conforto • Maleabilidade • Cor atrativa • Facilidade em calçar • Etc.


Brainstorm

Com o nosso brainstorm tentámos responder a algumas questões colocados na definição do problema e ainda definimos o público-alvo, as necessidades específicas do modelo, a cor, os materiais, o sistema de fecho e a gama.


Público-alvo Criança dos 3 aos 5 anos, rapaz ou rapariga. Modelo: Moccasin, “unisexo”, primavera / verão; Escolhemos este modelo por se tratar de um modelo bastante leve, maleável e confortável, resistente e muito fácil de calçar (e descalçar …!)


Gama Gama média-alta, a qual pretendemos que seja evidenciada no design, na qualidade dos materiais e da excelência na modelação e na confeção. No entanto, não se tratará de um produto de luxo.


Materiais • Gáspea em pele maleável e resistente; • Forro em tecido ou em pele com padrão de pele animal (Zebra, …) • Sola: Borracha maleável e antiderrapante. • Fecho: velcro


Cores e padrões • Cores e padrões das orelhas e espelho podem variar (rosa degradé, azul marinho, …) • Cores e padrões do forro: podem variar (zebra / girafa / tigre / pavão / …). • Cor da linha encerada e dos restantes cravados: cor equivalente à da gáspea.


Sistema de fecho Por se tratar de um modelo moccasin, cuja abertura para a entrada do pé é mais larga, usaremos um sistema de fecho, que será em velcro, situado na zona do “travessão”, por cima do “espelho”, de forma a evitar que o sapato saia do pé, o que aconteceria neste tipo de sapato para uma criança de 3 a 5 anos.


Estética v Ética •

Mensagem Através do uso de padrões de peles animais estampados em tecido de boa qualidade e aplicados num produto de excelente confeção, pretendemos passar uma mensagem sensibilizadora, mesmo que indireta, de que é “evitável” que se aniquilem animais (selvagens ou criados para o efeito, e muitas vezes em extinção) para satisfação de uma opção meramente estética. Sem qualquer conotação repressiva, pretendemos chamar a atenção para uma possível inversão de valores éticos – Estética v Ética. Neste caso, a nossa opção estética também visa constituir um fator visualmente apelativo, em virtude da curiosidade própria das crianças nessa faixa etária.


“It’s a B y!” Mensagem Dentro da tendência “Sensível” (2014-2015) há um assumir de emoções, de sentimentos e os homens vestem rosa! … e nem tudo parece o que é. Entre os 3 e os 5 anos a criança começa a imitar o comportamento dos adultos e a distinguir diferenças entre os comportamentos das mulheres e dos homens.


Recolha de Dados e Pesquisa Desenvolvimento psico-motor, na faixa etária dos 3 aos 5 anos Físico • Grande atividade motora: corre, salta, começa a subir escadas, andar de triciclo, grande desejo de experimentar tudo. Rápido desenvolvimento muscular. Intelectual • Utiliza bastante a imaginação: inicio dos jogos de faz-de-conta, começa a ter noção da relação de causa-efeito. É bastante curiosa e investigadora e faz imensas perguntas. Começa a reconhecer padrões entre os objetos (redondos, macios, animais, etc). Começa a compreender que desenhos e símbolos podem representar objetos reais. Social • É bastante sensível aos sentimentos dos que a rodeiam relativamente a si própria. Tem dificuldade em cooperar e partilhar. Preocupa-se em agradar aos adultos que lhe são significativos. Começa a aperceber-se das diferenças no comportamento de homens e mulheres. Gosta de imitar as atividades dos adultos. Emocional • Começa a desenvolver alguma indendência e auto confiança. Imita os adultos. Pode manifestar medo do escuro, de animais ou de estranhos. Oscila entr estado desafiante e envergonhado. Grande capacidade de fantasiar. Moral/ético • Começa a distinguir o certo do errado. As opiniões dos outros, acerca de si própria, assumem grande importância. Pode culpar os outros pelos seus erros, pois tem dificuldade em assumir a culpa pelo seu comportamento


Projeto e experimentação (fase central da metodologia) Depois de desenhado o nosso sapato passámos à fase de modelação. Depois de escolhida a forma, tendo em conta o bico redondo, fizemos a sua planificação, preparámos o desenho geométrico do modelo e a sua experimentação em papel. Depois de corrigidas algumas falhas extraímos os moldes e iniciámos o protótipo.


Realização do projeto: análise e equacionamento Protótipo Não escolhemos o material do modelo final, mas um que fosse parecido nas cores e padrões e que desse uma aparência final muito semelhante ao sapato.


O espelho foi cosido à mão, tal como será o nosso sapato.


Distribuição, Uso e Morte O sapato será vendido num saco tipo mochila com padrões de animal tal como o sapato. Todo o material do sapato é reciclável.

Metodologiaprojetual  

It's a boy

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you