Issuu on Google+

LUISA SANTOS

PORTFÓLIO


1

SOBRE MIM

Luisa Santos, 22 anos e natural de Mértola. Sou finalista da licenciatura de Educação e Comunicação Multimédia, da Escola Superior de Educação de Beja. O meu estágio curricular foi realizado no Comando Distrital de Policia de Beja, sendo destacada para desenvolver conteúdos para o Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade. A minhas áreas de preferência são a Comunicação Multimédia e Design de Logotipos. Contacto: work.lsantos@gmail.com site pessoal: www.luisaestrela.com Porfolio: http://worklsantos.wix.com/portfolioluisantos


2

INDICE: Sobre mim..................................................1 Indíce..........................................................2 Infografia....................................................3 Ilustração/Logotipos...................................8 Projectos..................................................14 Videos/Aplicações Multimédia..................21

Descrição: INDICE


3

INFOGRAFIA

Descrição: Infografia estática Unidade Curricular: Infografia Data: 12/2013


4

SUPORTE IMEDITATO DE VIDA

AVC

CASO PRÁTICO Diabetes

Alimentação rica em gorduras e carbohidratos

1 Consumo exessivo de alcool

Acomulação de gordura absominal

Cigarro

Stress e depressão

CAUSAS

Doenças cardiacas Hipertensão

EDÚAS AD OIRÉTSINIM

Sedentarismo Alto indice de gordura no sangue (colesterol e trigliceridos)

AICNÊGREME ED LANOICAN OTUTITSNI 12

COMO DETECTAR:

1

SIV

4 Armário Superior Esquerdo Traqueia p/ Ventilador Máscara O2 Adulto Simples Máscara O2 Adulto Alta Concentração Máscara O2 Adulto c/ Nebulizador Insuflador Manual c/ Saturador O2 100% Adulto Máscaras Insuflador (nº5; nº4; nº3; nº2; nº1; nº0; nº00;) Insuflador Manual c/ Saturador O2 100% Pediát. Máscara O2 Pediátrica Simples Máscara O2 Pediátrica Alta Concentração Máscara O2 Pediátrica c/ Nebulizador

2

Porta Superior à Esquerda Carregador e Bateria Reserva

3

Prateleira Superior Esquerda Estetoscópio Tenecteplase 10.000 UI Tenecteplase 8.000 UI

3

11 13

10

8

CODU

Os Centros de Orientação de Doentes Urgentes são Centrais de Emergência Médica responsáveis pela medicalização do Número Europeu de Emergência - 112. Os pedidos de socorro efetuados através do 112, que digam respeito a situações de urgência ou emergência médica, são transferidos para os CODU. O INEM tem quatro CODU em funcionamento: Lisboa, Porto, Coimbra e Faro.

Filtro p/ Insuflador Manual Adulto Swivel c/ Filtro Pediátrico Swivel c/ Traqueia Adulto Fita de Nastro

Gaveta Inferior Máscara de Protecção c/ Viseira Saco Colector 2000cc Sonda nasogástrica (CH 18; CH 16; CH 10) Seringa de Bico Largo 60cc Sonda Foley (nº 16; nº 14; nº 12) Cabo de Extensão p/ CO2 Sensor CO2 Válvula Inspiratória Ventilador Oxylog 1000 Saco Descartável de Aspirador Tubo p/ Aspirador 7mm 1m Conector p/ Controlo Digital Aspiração Sonda Aspiração Tipo Yankauer

7

Maca Pluma

8

Aspirador

9

Plano Duro Adulto

5

7

Tubo Endotraqueal S/ Cuff (nº 4,5; nº 4; nº 3,5; nº 3;

6

6

9

Máscara Laríngea (nº5; nº4; nº3;) Tubo Endotraqueal C/ Cuff (nº 8; nº 7,5; nº 7; nº 6; nº

nº 2,5;)

Gaveta Central Ligadura Elástica (6cm; 10cm) Manta Isotérmica Descartável Compressa Esterilizada (20x15cm; 10x10cm) pac. Compressa Não Esterilizada (20x15cm; 10x10cm) Esponja de Gelatina 80x50x10mm Saco Risco Biológico Iodopovidona Dérmica 10cc amp Agulha Intra Óssea Adulto Agulha Intra Óssea Pediátrica

4

w w w. i n e m. p t

nº1; nº0; nº00; nº000;)

5;)

5

2

SUPORTE IMEDITATO VIDA

Gaveta Superior Cânula Orofaríngea Irrecuperável (nº4; nº3; nº2;

CENTROS

10 Parede Lateral Esquerda

Desfribilhador Automático Externo

11 Seringa infusora 12 Monitor de parametros vitais

Por tudo isto, e lembrando que 70% das mortes por AVC acontecem fora dos hospitais, importa reconhecer os sinais de AVC mais comuns para agir atempadamente: - Perda ou perturbação da sensibilidade num braço, perna ou lado do corpo. - Cegueira súbita em de um dos olhos; perda parcial da visão ou da audição - Linguagem ininteligível, dificuldades de expressão ou em lembra-se da palavra certa - Dor de cabeça súbita e forte; - Enjoo, visão dupla e debilidade generalizada

112 Que informação devo dar à pessoa que atende a chamada de emergência?

13 Suporte de Sondas

Sonda de Aspiração (CH 16; CH 14; CH 10; CH 6;)

As Ambulâncias de Suporte Imediato de Vida destinam-se a garantir cuidados de saúde diferenciados, designadamente manobras de reanimação, até estar disponível uma equipa com capacidade de prestação de Suporte Avançado de Vida. Este conceito é extensível às situações que poderão evoluir para Paragem

Cárdio-Respiratória, caso não sejam imediatamente tomadas as medidas de Vida, acrescida de um monitor-desfibrilhador e diversos fármacos. O necessárias. A tripulação da Ambulância de Suporte Imediato de Vida é equipamento das SIV permite a transmissão de electrocardiograma e sinais constituída por um Enfermeiro e um Técnico de Ambulância de Emergência. Ao vitais. nível dos recursos técnicos tem a carga de uma Ambulância de Suporte Básico Para o efeito, os CODU dispõem de um conjunto de equipamentos na área das telecomunicações e informática que permitem coordenar e rentabilizar os meios humanos e recursos técnicos existentes. Os CODU coordenam e gerem um conjunto de meios de socorro do INEM e CVP, tais como: MINISTÉRIO DA SAÚDE INSTITUTO NACIONAL DE EMERGÊNCIA

SIV

SUPORTE IMEDITATO VIDA

w w w. i n e m. p t

PSP

Ambulâncias de socorro MINISTÉRIO DA SAÚDE INSTITUTO NACIONAL DE EMERGÊNCIA

Deve informar, de forma simples e clara: - O tipo de situação (doença, acidente, parto, etc.); - O número de telefone do qual está a ligar; -A localização exacta e, sempre que possível, pontos de referência; - A gravidade aparente da situação; - O número, o sexo e a idade aparente das pessoas a necessitar de socorro; - As queixas principais e as alterações que observa; - A existência de qualquer situação que exija outros meios para o local, por exemplo, libertação de gases, perigo de incêndio, etc. - As chamadas são atendidas por pessoal qualificado que trabalha para o ajudar. Siga sempre as instruções indicadas pelos serviços de emergência médica. - Desligue o telefone apenas quando o operador indicar.

w w w. i n e m. p t

Ambulância de Emergência Médica

CRUZ VERMELHA PORTUGUESA

Ambulâncias de socorro CRUZ VERMELHA PORTUGUESA

A chamada será atendida pela Central de Emergência 112 da PSP e transferida para o INEM em caso de emergência médica. Esta chamada é gratuita. É importante lembrar que o 112 é o Número Europeu de Emergência, sendo comum, para além da saúde, a outras situações tais como incêndios, assaltos, roubo, entre outros.

Os Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) são Centrais de Emergência Médica responsáveis pela medicalização do Número Europeu de Emergência - 112. São transferidos para os CODU do INEM os pedidos de socorro efetuados por aquela via, referentes a situações de urgência ou emergência na área da saúde. Ambulâncias de Transporte

Descrição: Infografia estática Unidade Curricular: Infografia Data: 12/2013


5 O QUE MUDA COM O NOVO CODIGO DA ESTRADA? Em Janeiro de 2014, os condutores passaram a ter que obedecer a um novo Código da Estrada: -Novo Limite de Velocidade, 20Km/h para as zonas de coexistência(Zonas comuns de circulação de peões, veículos motorizados e velocipedes). - Nova taxa de álcool no sangue(para condutores recém encartados e profissionais). - Novas regras de cedência de passagem(Um ciclista num entroncamento ou cruzamento já não é obrigado a ceder passagem a um veiculo motorizado). Documentos: O Cartão de contribuinte passa a ser obrigatório, no caso de cidadãos que ainda não tenham o Cartão de Cidadão, para quem possui o cartão de cidadão basta apenas o mesmo. POLICIA

Rotunda: Erros nas placas giratória vão dar multa. As novas regras aplicam-se na circulação dentro das rotundas, tal como esta na Fig1.

Velocidade: Zonas residenciais com limite de 20km/h castigam automóveis Transporte de Crianças: A partir de 1,35 metros de altura, o cinto é suficiente

2º saida

3º saida

Álcool: Condutores recém encartados e profissionais multados a partir de 0,2 g/l Bicicletas: Velocípedes são equiparados a automóveis e motos, deixam de ter que ceder obrigatoriamente passagem a todos os veículos motorizados.

1º saida

Fig1.

4º saida

10 novas regras que os condutores têm de passar a conhecer:

Ciclistas na estrada: Os velocipedes deixam de estar obrigados a rolar nas ciclovias. O Ciclista pode circular junto do restante tráfego quando considere a alternativa em ciclovia menos vantajosa.

Aos pares: Na estrada, as bicicletas passam a poder circular ao lado uma das outras, no máximo em conjuntos de duas em duas(pares),

Bicicletas à direita têm prioridade: No caso de não haver sinalização, na cedência de passagem tem prioridade quem se apresenta pela direita, mesmo tratando-se de uma bicicleta. Não há distinção.

Ceder passagem: Os automobilistas passam a ter de ceder passagem(dar prioridade) às bicicletas nas passagens para velocipedes, tal como, aliás, já sucede hoje com as passadeiras dos peões.

Acaba a obrigação de estar encostado à berma: Um velocípede deixa de estar obrigado a circular o mais próximo possível da berma. Agora deve transitar pelo lado direito da via conservando uma distância de segurança para a berma.

Corredores "Bus": As bicicletas passam a poder ser autorizadas pelas autarquias a circular pelas faixas dedicadas aos transportes públicos.

Distância mínima para ultrapassagem: Para ultrapassar uma bicicleta, o condutor de uma viatura passará agora a ter de dar uma distância mínima lateral de 1,50 metros para o ciclista.

Abrandar a ultrapassagem: O automobilista que tendo uma bicicleta pela frente, decida ultrapassar, deve abrandar a velocidade a que segue durante a realização da manobra.

Crianças nos passeios: Se desejarem, as crianças até aos dez anos de idade podem andar de bicicleta nos passeios(não é no entanto obrigatório), sendo neste caso equiparados ao trânsito de peões e não de automóveis.

Cadeiras especiais: Os velocipedes podem ser equipados com uma cadeira especialmente concebida e homologada para o transporte de uma criança.

Descrição: Folhetos ESCOLA SEGURA PSP Beja Unidade Curricular: Estágio Data: 05/2014


6

Obesidade infantil é um problema de saúde pública em Portugal”, diz especialista

36% das crianças sao obesas (2010)

Estima-se que 30% das crianças portuguesas entre 1 a 3 anos de idade tenham excesso de peso Carla Rêgo, pediatra e coordenadora da Equipa Multidisciplinar para o Tratamento da Obesidade Infantil no Hospital Cuf Porto explica qual a responsabilidade dos pais na educação alimentar desde o primeiro momento: A obesidade é um dos problemas de saúde que mais afecta a população e cada vez mais cedo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2010 estimou-se que globalmente existiam mais de 42 milhões de crianças com menos de 5 anos com excesso de peso. Em Portugal, não existem dados concretos sobre a obesidade nas crianças entre os 1-3 anos de idade, mas profissionais de saúde estimam que 30% destas crianças tenham excesso de peso e a tendência é para aumentar. Deste modo, a obesidade infantil é já encarada como um problema de saúde pública, estando associada à probabili-

30% das crianças sao obesas (2010)

dade de desenvolver obesidade na idade adulta e levando a perturbações no sono, problemas ortopédicos, distúrbios gastrointestinais, doenças cardiovasculares e diabetes. É importante que os pais percebam que é na infância que se inicia o desenvolvimento de hábitos alimentares, que começam a tomar forma a partir do 1º-2º anos de idade. Assim os pais são os principais responsáveis pela nutrição da criança, pelo que devem tomar as decisões certas para garantir um futuro saudável aos seus filhos. Em Portugal, apenas cerca de metade das mulheres amamenta até aos 2-3 meses e menos de 20% preenche as recomendações da OMS, ou seja, mantem o aleitamento materno em exclusivo até o mais próximo possível do 6º mês de vida. A diversificação alimentar, que deveria ser iniciada entre os 4-6 meses de idade, é frequentemente iniciada precocemente, a partir dos 3-4 meses, contribuindo para riscos nutricionais futuros. Também em Portugal, o leite de vaca ainda é por vezes oferecido ao bebé precocemente, a partir dos 8 a 9 meses. O leite de vaca (pasteurizado e UHT) tem

uma composição nutricional inadequada para esta idade, com um baixo teor de ferro e um elevado teor proteico, e nunca deve ser utilizado, pelo menos, no primeiro ano de vida. Segundo a Sociedade Portuguesa de Pediatria, é aconselhável a utilização de “leites infantis” até aos 24 a 36 meses de vida, dada a baixa qualidade nutricional do leite de vaca em natureza, como foi já referido. A ideia preconcebida, mas incorrecta, de que a criança “gordinha” é a mais saudável leva os pais a oferecer quantidades excessivas de alimentos calóricos à criança. As crianças não devem ser vistas como mini-adultos e um dos principais erros na alimentação dos mais pequenos é a quantidade/qualidade de alimentos ingerida. O consumo de produtos estinados à alimentação infantil oferece assim um equilíbrio adequado de nutrientes por refeição, favorecendo uma alimentação adequada a cada idade. Não se esqueça que o que dá hoje ao seu filho, reflecte-se para o resto da vida.

1 mês

25%

4 meses 440 Kcal 600 Kcal 7 meses

75%

Bebés consomem outro leite

10 meses

712,5 Kcal 1050 Kcal

Bebés amamentados

Aproximadamente 75% das crianças são amamentadas nos Estados Unidos da América.

As crianças até aos 12 meses tem necessidades nutricionais difrentes. Em cada uma das etapas existem varios valores e calorias.

Descrição: Infografia estática - Exercicio de noticia (Frente) Unidade Curricular: Infografia Data: 12/2013


7

Vs. Leite de Vaca Praticamente não possui prebióticos e fornece anticorpos, que não tem eficácia para o bem estar e saúde do bébé.

660 Leite Materno

640

Calorias

8g

Sais Minerais

2g

49g

Lactose

75g

35g

Gorduras

34g

33g

Proteinas

14g

Fornece prebióticos ,que regulam o intestino e evitam cólicas, e uma série de anticorpos e anti-inflamatórios humanos que previnem alergias e outras doenças.

FONTE DE SAÚDE:

O leite materno possui todos os nutrientes que a criança precisa, na quantidade certinha e no formato ideal para que o corpo do recém-nascido consiga absorver e aproveitar.

Percentagem de crianças com excesso de peso e obesidade em alguns paises Europeus 40

30 20 10

Espanha

Portugal Obesidade

Itália

Inglaterra

França

Dinamarca

Malta

Excesso de pesso

CURIOSIDADE

É verdade que crianças com menos de um ano devem evitar tomar leite de vaca? Resposta: Verdade. O leite de vaca não é recomendado para crianças com menos de 1 ano. Os bebês alimentados com leite integral de vaca (LIV) não obtêm vitamina E suficiente, ferro e ácidos graxos essenciais. Por outro lado, há a obtenção de muita proteína, sódio e potássio. Estes níveis podem ser muito altos para o sistema da criança suportar. A proteína e gordura do LIV são mais difíceis para uma criança digerir e absorver. A recomendação é que essas crianças sejam amamentadas ao peito ou com fórmulas fortificadas com ferro nos seus primeiros 12 meses de vida. Luisa Martins Estrela Santos

Descrição: Infografia estática - Exercicio de noticia (Verso) Unidade Curricular: Infografia Data: 12/2013


8

ILUSTRAÇÃO/ LOGOTIPOS


9

Descrição: Ilustração Realista Unidade Curricular:Laboratorio Multimedia I Data: 12/2013


10

Descrição: Ilustração para crianças Unidade Curricular: Laboratorio Multimedia I Data: 12/2013


11

LUISA SANTOS

Descrição: Logotipo do meu trabalho pessoa (Logotipo e Padroes)l Data: 06/2014


12

RURAL Global

Descrição:Logotipo para a Empresa RURAL GLOBAL Data: 04/2014


13

Descrição: Logotipo para e-Congresso de Saúde Ambiental nos Países de Língua Portuguesa Data: 02/2014


14

PROJECTOS


15

Descrição: Logotipo da Aplicação para Android/Iphone Unidade Curricular: Laboratório Multimédia Data: 05/2013


16

Descrição: Discrição da Aplicação para Android/Iphone Unidade Curricular: Laboratório Multimédia Data: 05/2013


17

Descrição: Utilizações da Aplicação para Android/Iphone Unidade Curricular: Laboratório Multimédia Data: 05/2013


18

Descrição: Aplicação para Android/Iphone Unidade Curricular: Laboratório Multimédi Data: 05/2013


19

Descrição: Design de uma caixa de vinhos Unidade Curricular: Design Data: 11/2012


20

Descrição: Poster Publicitário de caixa de vinhos Unidade Curricular: Design Data: 11/2012


21

VIDEOS/ APLICAÇÕES MULTIMÉDIA


22

Descrição: Jogo “Happy Birds” em action script Unidade Curricular: Programação Multimédia Data: 06/2013


23

Descrição: Animação de volumes Unidade Curricular: Animação 2D/3D Data: 12/2012


24

Descrição: Animação de volumes Unidade Curricular: Animação 2D/3D Data: 12/2012


25

Descrição: Video Promocional Comando Distrital da Policia- Beja Unidade Curricular: Estágio Data: 04/2014


26

Descrição: Video Promocional Comando Distrital da Policia- Beja Unidade Curricular: Estágio Data: 04/2014


27

Descrição: Video Promocional Comando Distrital da Policia- Beja Unidade Curricular: Estágio Data: 04/2014


28

Descrição: Video Promocional Comando Distrital da Policia- Beja Unidade Curricular: Estágio Data: 04/2014


29


Porflio Luisa