Page 1

NOME Design

Design e ilustraçþes na internet. música.literatura.cinema.gastronomia


o m co tudo a o s lhor me 6

13 LUZ,

AS MER

PLAYBACK!?

ALÉ R A D EZA L A E R 24

À

E...


r

9

UMA

A R I T EN

M

M E S A E D T A PAR T N CO SEIS

e n g i Des s e õ ç a r t s u Il b e w na

k i d k i #f

18 24


Toto, I’ve a feeling

anym


we’re not in Kansas

more.


como tudo soa melhor

Da esq. para dir.: Evan (Voz e teclado), Michael (Voz e percussão), Andrew (Voz e guitarra) e Sarah (Voz e baixo)

Música

Auto-Tune the News

FAMÍLIA DE MÚSICOS ALCANÇA SUCESSO NO YOUTUBE COMO O CANAL AUTO-TUNE THE NEWS. A UTILIZAÇÃO DE UM CENÁRIO IDEAL COMO REFERÊNCIA PARA SÁTIRAS, BOM HUMOR, TALENTO E UM SOFTWARE MOSTRAM COMO TUDO PODE FICAR MELHOR por Thiago Lima O embrião foi com os irmãos Evan, Andrew e Michael, nascidos em Radford (VA, USA) quando se mudaram para o bairro do Brooklyn (NY, USA), em meados dos anos 2000. Ao visitar uma loja de discos da região conheceram Sarah Fullen, futura esposa de Evan, e a convidaram para ingressar em suas primeiras investidas musicais. Logo surgiu a banda The Gregory Brothers.

Ancora da CBS Katie Couric, cantora não intencional preferida do grupo

Michael Gregory como Senator Junkie Einstein


M

Série. Experimento. Família. Visibilidade. No começo era apenas um projeto de Michael Gregory, ainda sem a utilização do Auto-Tune, que tentava dar um ar irônico e musical os debates das Eleições Presidenciais dos EUA em 2008. Aconselhado por seu irmão mais velho, Evan Gregory, Michael começou testes com o software nas vozes dos candidatos nos debates dos vice-presidentes. A iniciativa agradou a dupla que decidiu expandir o projeto recrutando o resto da família.

Música. Política. Notícias. Viagem no tempo. As eleições, reforma do sistema de saúde, legalização da maconha, disputas políticas internas e desemprego são os assuntos favoritos dos Gregory’s. Com o tempo outros temas começaram a chamar atenção do público, como o Songify This (canções aleatórias em vídeo) e o Time Travel in Song (gravações de momentos famosos do passado em música).

O que é o Auto-tune? Considerado por muitos como o mais importante equipamento da indústria musical dos últimos 10 anos, sem ao menos ser um instrumento. O Auto-tune manipula a tonalidade da voz humana, criando efeitos e distorções.

Superposição de Imagens Permite os músicos interagir nas cenas gravadas.

Acompanhando um debate no congresso

Percussão na reunião das Nações Unidas


M

Antoine. Diana. Arco íris duplo. Dinheiro.

Antoine manda um aviso para o intruso

Sucesso. Entonação. Covers. Os músicos atribuem todo o sucesso as situações hilárias da TV, como âncoras e políticos com ótimas entonações e atuações, o que deu início as suas classificações como Melhores cantores não intencionais. Na verdade, maior parte disso é modéstia dos músicos. Eles obviamente possuem grande talento para compor músicas em cima das deixas do cotidiano, assim como para criar personagens e efeitos de vídeo. A humildade deles é visível quando convidam as pessoas a mandar seus covers e remixes para o canal ao fim de cada capítulo, com alguns até entrando nas edições futuras.

O desempenho dos “músicos não intencionais” sempre é valorizado ao fim de cada capítulo

O maior sucesso do canal, e do Youtube em 2010, foi o caso da Antoine Dodson (Bed Intruder Song). Após relatar como frustrou a tentativa de ataque de um invasor a sua irmã para a TV, Antoine foi transformado em um hit do Hip-Hop/R&B on-line pelos Gregory’s. Arrecadando de mais de 100mil dólares no iTunes. Algo similar aconteceu com roubo em um mercado narrado por Diana (Backin’ Up Song) e o Arco íris duplo (Double Rainbow Song) do Yoshimite National Park. Os lucros das vendas sempre divididos meio a meio entre os Gregory’s e os personagens dos videos. E com a Apple, é claro! t

Mais informações:

www.thegregorybrothers.com www.youtube.com/user/schmoyoho para: {enviar seu vídeo} {comprar} {escutar} {assistir}


Literatura UMA

MENTIRA

CONTADA EM SEIS PARTES

(The NightlyNews)

THE NIGHTLY NEWS, PRIMEIRO TRABALHO DE JONATHAN HICKMAN COMO ESCRITOR E ILUSTRADOR, APRESENTA UMA MISTURA DE NARRATIVA EXPERIMENTAL A RESPEITO DO JORNALISMO CONTEMPORÂNEO COM HUMOR NEGRO, TERRORISMO E DESIGN GRÁFICO por Thiago Lima

O americano Jonathan Hickman fez sua primeira tentativa como quadrinista no mercado norte americano logo após terminar sua graduação em arquitetura e design. Com a primeira investida frustrada, caminhou para o mercado de design e propaganda. Após anos na carreira decidiu realizar sua vontade como artista de quadrinhos antes dos 35 anos. Em 2004, então com 33 anos, deu início do projeto que tornaria The Nightly News (IMAGE COMICS, USA, 2006). Sua estréia foi aclamada no meio, não demorando muito para receber o reconhecimento do público. Em 2008 TNN foi indicado ao Eisner Award, o Oscar dos quadrinhos, por Melhor Série Limitada.

9


Hickman procura se utilizar de composições não ortodoxas para a narrativa.

A IRMANDADE Na história somos apresentados a John Guyton, um homem sem expectativas que se encontra mendigando nas ruas de New York em um dia, e em guerra com o mundo corporativista das notícias em outro. Ele é, assim como muitos, alguém que teve sua vida e imagem destruída definitivamente por conta do jornalismo inescrupuloso e predatório. Sua situação chama a atenção da The First Church of the Brotherhood of The Voice, uma organização que declara, literalmente, guerra contra a mídia. John foi escolhido para substituir Brother Alex, como o The Hand, representante do misterioso líder, The Voice, que se comunica com a célula através de mensagens em fita cassete. O papel do agora Brother John é comandar pessoas em situação similar na Brotherhood contra jornalistas e empresas que praticam sua atividade de maneira imprudente e danosa. Atentados, invasão de sistemas de transmissão e assassinatos ao vivo de repórteres, âncoras e funcionários de grandes majors de comunicação são práticas comuns na guerra.

MIRE PARA O CORAÇÃO Hickman demonstra uma grande habilidade em mexer com a crítica midiática e social, sem cair em denominações de conservador/liberal da política norte americana. O escritor transita muito bem entre as áreas cinzentas do assunto, de um lado os “vilões” (imprensa e corporativismo) e do outro os “terroristas” (violentos desiludidos). Leitor é levado a questionar ambos os lados por conta dos argumentos que o narrador imprime em suas páginas, sejam por um fino e distinto humor negro ou por informações e estatísticas bastante apuradas que

10


L

são oferecidas em diversos infográficos no decorrer da série. A revelação de quem está por trás do The Voice leva o espectador a refletir a respeito da doutrina a que somos submetidos e as relações de doutrinação, informação e controle sobre a vida.

CÍRCULOS CONCÊNTRICOS A série possui uma combinação da narrativa experimental com design gráfico para construir as atmosferas da trama. O criador procurou definir bem quais elementos de design permeariam seu trabalho: círculos, linhas na diagonal e páginas duplas. A utilização deles é feita das mais diversas maneiras, como o cenário de fundo, a logo da série e até mesmo para construir ambientação com iconografia e expor emoções. Referências fotográficas foram utilizadas na composição das personagens, que eram reproduzidas a mão e depois vetorizadas. Toda a diagramação dos tipos é feita com apenas uma fonte, utilizada de diversas maneiras em caixas de diálogo, recordatório e infogramas. A colorização da série faz uso de tons de sépia, chegando a ser quase irônico por conta dos “tons de cinza” do enredo. Somente duas palhetas de cores constroem a composição da série: azul para cenas no passado e laranja para o presente. O autor chega a compartilhar as tonalidades específicas nas palavras finais de uma edição, demonstrando que utiliza composições em CMY puro – sem o “Black”. Para os backgrounds, ocorre um equilíbrio ente custom brushes, círculos e linhas diagonais, ressaltando a influência de ilustração gráfica.

sério...?

Checagem de fatos: Na última década, os jornais Times e Newsweek eliminaram seus departamentos de checagem de fatos.

Reprodução de um dos infográficos da série


Factóides com as iconografias dos membros que ocuparam o posto como The Hand

O autor foi a referência fotográfica para criação de John Guyton

The Voice atua como o “Mágico de Oz”, sempre atrás da “cortina”

MaisInformações:

Crítica social, informação e humor negro

visite: http://www.pronea.com/tnn.html para: • Preview • Comprar • Direitos Autorais • Outros Trabalhos 12


Cinema

ENTÃO FEZ-SE O FILME. E QUASE IMEDIATAMENTE APÓS APRENDER A FALAR, ELE CANTOU. E ENTÃO FIZERAM-SE OS MUSICAIS por Taynara Prata Musical, por definição, foge ao que nos apegamos tão fortemente como “realidade”. Transporta para um mundo mágico, mais bonito, mais brilhante, repleto daquilo que fala diretamente ao coração de tantos: música. Essa linguagem é infalível porque é eterna. Não houve uma época em que as pessoas não apreciavam música e eu não vejo isso acontecendo em nenhuma perspectiva, variante que seja, do futuro. Esse gênero, nos filmes, vem se modificando com o tempo, adaptando a novas tecnologias, abraçando novas estéticas e talvez perdendo um pouco de sua mágica


C

graças à tendência de super-produzir. Por mais que doa meu coração admitir, é possível perceber nas novas produções uma ausência de alma, como se os novos musicais fossem “ocos”. Aparentemente a tecnologia permitiu um relaxamento na busca por excelência. Alguns atores não mais se esforçam para atingir aquela nota mais difícil, pois os programas de correção conseguiriam fazer até mesmo com que eu cantasse bem. As canções são produzidas em estúdio e dubladas durante as gravações. Em minha opinião, isso deveria ser tão inaceitável quanto um cantor usar playback em um show.

“UMA AUSÊNCIA DE ALMA”


Sigam a minha lógica: por mais que eu ame musicais, é compreensível que para algumas pessoas seja difícil entrar no clima e aceitar que, subitamente, no meio de um diálogo, alguém vá começar a cantar e dançar como se fosse a coisa mais natural do mundo e ninguém vai mandar essa pessoa sossegar, ou pelo menos voltar a tomar os remédios. Se fica óbvio até para uma leiga, como eu, que essas pessoas de fato não estão cantando, como convencer os mais céticos?! Além do que, mata completamente a magia da cena, algo extremamente desestimulante para o espectador. Mas vejam bem, de forma alguma eu estou afirmando que os atores não têm o talento necessário para interpretar o papel. É, como já foi dito, apenas uma questão de super-produção.

Nesta pág. Moulin Rouge. Ao lado , Sweeney Todd


C

Tomemos como exemplo o filme “Burlesque” (ainda não saiu nos cinemas, mas algumas cenas estão disponíveis no Youtube.com): Não há no mundo viva alma que possa afirmar que a Christina Aguileira não é dona de uma voz capaz de abalar estruturas – sem entrar no mérito de gênero ou composição, apenas julgando sua capacidade vocal - ela de fato pode cantar. Inclusive ao vivo, algo raro hoje em dia. No entanto no filme, a cantora parece só mais uma loirinha magricela mexendo os lábios. Se eu nunca a houvesse ouvido cantar, juraria que quem faz a voz é alguém provavelmente feio demais para estar na frente das câmeras. Em contrapartida, ainda existem filmes que levam esperança ao meu pobre coração, como Sweeney Todd. Verdade seja dita: não possui um elenco de cantores. Nem ao menos de ato-

“AINDA EXISTEM FILMES QUE LEVAM ESPERANÇA AO MEU POBRE CORAÇÃO”


Cena do filme Burlesque

res que sabem cantar. Johnny Depp e Helena Bonham-Carter, porém, o fazem, não com vozes maravilhosas e notas altíssimas, mas com as limitações dos próprios alcances vocais, tornando as cenas cantadas completamente críveis, uma vez que, devido à naturalidade, realmente se assemelham a diálogos ou discursos. Seguem nessa linha produções como Chicago (que dá a impressão de se estar assistindo um espetáculo da Broadway, não um filme), O fantasma da Ópera ( todas as cenas foram filmadas com os atores cantando por cima da gravação), Moulin Rouge (nenhum ator é cantor profissional, mas todas as músicas são cantadas com muita paixão), Dream Girls, De-lovely, Across the Universe, Mamma Mia, entre outros. Só posso rezar e esperar que essa tendência pelo menor esforço não vire regra e que os musicais voltem um pouco às suas raízes e principalmente, ao seu antigo esplendor. t

Cenas do filme Burlesque


Design e Ilustrações

Design e Ilustrações na web O mundo do desgin ganhou muito com o boom dos sites de inspiração, projetos, ideias e troca de jobs. A Nome Design navegou por aí e encontrou artistas talentosos procurando a fama publicando seus trabalhos pela web, e alguns são os mentores das imagens que mostraremos nesta edição por Luisa Bravo


A

internet não é apenas uma fonte de mentiras e inutilidades sem fim, como diriam nossos pais e professores, se procurarmos bem, descobrimos um mundo sem limites de inspiração e criatividade para o mundo do design. E para conseguir seu emprego dos sonhos um portfólio impresso não basta, é preciso estar conectado na web e marcar presença.


D

Astrounaut Food por GLENNZ

Sites de compartilhamento de imagens e portfólios online têm como membros designers e ilustradores, que deixam seus produtos e imagens à mostra, além de alguns terem o seu próprio site ou projeto.O Flickr.com tem o maior contingente de artistas, que compartilham seus trabalhos e idéias. Nele encontramos artistas como Matheus Muniz, um dos muitos brasileiros atrás da fama no universo do design, e o neozelandês Glenn Jones, mais conhecido como GLENNZ, que possui sua própria marca de estampas para camisetas. Além do Flickr, existem sites voltados para o design e designers, como o Behance. net, em que você monta seu portfólio, tem ofertas de Jobs reais e pode trocar

Design para HP por Mau Fontinele

informações com artistas do mundo todo. O que também é genial neste site é que você pode ingressar nele como observador, caçador de talentos e criador de Jobs, em que acontece um tipo de competição entre os artistas que querem ganhar o trabalho. Além de endereços que permitem que artistas montem, publiquem e disponibilizem suas criações sites de inspiração estão dominando o espaço na web, como o Visual-Graphic.net, que, como a

Ilustração Love and Beer por Mau Fontinele

20


“Descobrimos

Ilustração por Diego Mir

limites

um mundo sem

Nome Design, sai a procura de artistas com trabalhos interessantes e publica suas imagens. Algumas das ilustrações e imagens desta matéria foram encontradas pelo Visual-Graphic, que nos leva a canais do Flickr, do Behance, sites dos artistas e outros canais da web. Ele nos guiou até outro brasileiro, o paraense Maurício Fontinele, que tem seu próprio estúdio, o Estúdio Mauz de Arte e Ilustração e site. Outro site repleto de design, ilustrações e diferentes tópicos artísticos, como publicidade,

21


D Tipografias feitas à mão por Justin Poulter

Ampersand, Candy, Oil & Flesh por Jorge Díaz

Um “rabisco” de Heng Swee Lim a.k.a ILoveDoodle

22


fotografia, moda, etc., é o Creoflick. net, que se intitula “source of inspiration” (fonte de inspiração), e nada mais importante que inspiração e criatividade, para qualquer profissão. O Creoflick tem posts com idéias geniais de design de objetos e interiores, de moda e séries de ilustrações e design gráfico de artistas do mundo todo. A web é uma ferramenta essencial para um artista completo, que conta com a ajuda de sites que vão além dos que citamos aqui. Inspire-se!t

Contribuição de Eric Marinovich para o projeto Live Now

Quer encontrar os artistas? GLENNZ: http://www.flickr.com/photos/glennztees/ Diego Mir: http://www.flickr.com/photos/diegolemon/ ILoveDoodle: http://www.flickr.com/photos/ilovedoodle/ Justin Poulter: http://www.behance.net/justinpoulter Jorge Díaz: http://www.behance.net/VERZERK Eric Marinovich: http://friendsoftype.com/author/erik/ Maurício Fontinele: www.mauz.com.br Ilustrações de primeira página por Dave Nedham (sup.) e Matheus Muniz (inf.): http://www.behance.net/hyphenzoo e http://www.flickr.com/people/ matchola/

23


G astronomia

DA RALÉ À REALEZA FOI-SE O TEMPO EM QUE HAMBÚRGUER ERA SINÔNIMO DE UM LANCHE RÁPIDO, SUBSTITUTO DE UMA REFEIÇÃO SATISFATÓRIA. COM AS NOVAS HAMBURGUERIAS GOURMET, NOSSO QUERIDO E CALÓRICO COMPANHEIRO SUBIU NA VIDA E SE TORNOU PRATO PRINCIPAL, COM DIREITO, INCLUSIVE, A UM NOME FRANCÊS por Taynara Prata

Brasília não é exatamente conhecida por sua vida noturna, mas certamente tem uma satisfatória diversidade culinária, e não ficou para trás no que diz respeito a mais nova sensação nas principais cidades do país: o hambúrguer chic. Os dias de insatisfação terminaram. Não mais pagar por um magnífico hambúrguer e receber um decadente substituto, em nada semelhante ao da foto. Mc Donald’s, Bob’s, Giraffas, e os fasts da vida - não tão rápidos

em realidade - que se cuidem! Porque agora hambúrguer é coisa séria. Claro, que uma listas com os principais points para degustação de tal iguaria foi carinhosamente preparada, para o deleite do leitor, assim como as informações necessárias sobre os respectivos estabelecimentos.

Hambúrguer do Genaro

24


ZACK’S HAMBURGUERIA

ZACK’S HAMBURGUERIA A Zack’s abriu recentemente no Brasília e promete arrasar. Com uma decoração dos anos 50’/60’ com direito a mural com fotos de ícones da época, assim como acontecimentos marcantes e uma trilha sonora impecável, fica óbvio que não só a comida, mas também o ambiente foi cuidadosamente pensado para atrair e manter o cliente cativo. O foco principal são - obviamente - os hambúrgueres, mas o cardápio não para aí. Com uma lista que inclui grelhados, saladas, massas, pratos executivos, aperitivos e sobremesas eles estão preparados para atender a todos os gostos.

HOUSTON No Houston o esquema é diferente. A decoração é básica e a trilha sonora é aleatória, porém o diferencial reside no fato de que o cliente tem a oportunidade de montar o próprio sanduíche. O cardápio traz as opções de carne em tipo ( angus ou picanha) e tamanho (de 90g até 220). Além disso o cliente pode ainda escolher o tipo de queijo e os acompanhamentos, tudo já incluído no preço, exceto bacon,

25

que injustamente é pago à parte. Também não são incluídos a batata frita e a bebida. O destaque desse restaurante é o temível sanduíche 4x4 que consiste em quatro hambúrgueres de 120g e todos os acompanhamentos desejados. Além dos convencionais sanduíches, a casa oferece também hambúrgueres vegetarianos, hot dogs, e uma lista não muito extensa de sobremesas. O único “porém” é que o Houston tende a pecar no atendimento.


G THE PLATES Assim como o Zack’s, o The Plates possui uma decoração dos anos 50’s/60’s, também com uma trilha sonora incrível. Ao entrar você se sente enviado imediatamente para a lanchonete do filme Greese, um ambiente claro, despojado e ainda sim vintage, com fotos de celebridades como Marilyn Monroe e Elvis. Os hambúrgueres são clássicos, com 160g cada, variando entre o normal, o de calabresa e o de picanha. Também servem hot dogs. O atendimento é impecável, assim como o ambiente.

recortes de revistas de moda, dando um ar cool chic. Até mesmo o hambúrguer é diferente, quebrando quase que completamente a idéia que normalmente se tem de tal alimento. Os sabores são inusitados, como por exemplo o mexicano, que leva guacamole. O diferencial do Genaro é a música ao vivo, que traz vantagens e desvantagens, as desvantagens sendo a entrada cobrada. Oferecem também panfletos promocionais de dose dupla no happy hour. t

GENARO JAZZ BURGUER CAFÉ O Genaro está em um outro nível. Possui um ambiente extremamente sofisticado, bem jazz, que não coincidentemente é a música reinante, do clássico ao contemporâneo. As paredes são preenchidas com Steak Tahiti

26

ZACKS Local: Praça de Alimentação do Brasília Shopping Horário de funcionamento: 10h às 22h Preço máximo: R$22,90 Entrega:Sim HOUSTON Local:412/413 norte Horário:17h às 24h Preço máximo:R$22,90 Entrega:Sim THE PLATES Local:706/707 norte Horário:12h às 0h Preço máximo:R$17,50 Entrega:Sim GENARO Local:114 norte Horário:12 à 0h Preço máximo:R$24,00 Entrega:Não


#

ik d k i f # Pra fazer essa revista nós andamos por toda web para achar nossas imagens, nossos artistas e quase tudo que está aqui. #fikdik do que achamos de mais genial em design, música e diversão.

tumblr. Um novo tipo de blog em que você pode postar fotos, textos, links e mais o que você quiser. No Tumblr. tem um monte de blogs com imagens e artistas fantásticos como o Supersonicelectronic e o Inspirationfeed. Além de blogs nesse naipe, tem vários outro com fotos e textos legais! Crie o seu e divirta-se!

StumbleUpon Esse site é o sonho de todos nós, é a facilidade dos sites de busca com a genialidade do aleatório. Você se cadastra, registra seus interesses, aperta Stumble! e pronto, ele te leva pra qualquer site que encaixe nos seus interesses! A partir daí é só decidir se você gosta ou não dos sites que ele te dá. Go stumble!


As Cabeรงas. Luisa Bravo. Taynara Prata. Thiago Lima. Rafael Gontijo

Nome Design  
Nome Design  

Produto final da disciplina Planejamento Gráfico, com orientação da professora Gabriela Freitas. Luisa Bravo - Edição Geral Thiago Lima - Re...

Advertisement