Issuu on Google+


Grupo de Tradutoras & Revisoras Independentes A tradução dessa obra foi efetuada pelo grupo de Tradutoras E Revisoras Independentes – T.R.I., de forma a dar ao leitor, acesso a obras sem previsão de publicação no Brasil, tendo como único objetivo o entretenimento e não visando a obtenção de lucros, direta ou indiretamente. Agradecemos a todos que contribuíram com esta tradução nos incentivando a continuarmos independente dos obstáculos. Nossos mais sinceros agradecimentos para a equipe de tradutoras as quais se dedicaram a esta tradução, abdicando de seu tempo livre para nos ajudar. Esta tradução poderá ser baixada pelo leitor e publicada em todos os sites, blogs, grupos sem qualquer restrição, desde que os mesmos se comprometam tirar o acesso para download em caso de pendências administrativas ou judiciais a fim de resguardar os direitos autorais e de editoras.

O T.R.I,, recomenda a aquisição dos livros originais, com o intuito de resguardar os direitos autorais, conforme a estabelece a legislação brasileira.

2


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Série The Private Club J. S. Cooper & Helen Cooper

The Private Club – Three Days– Lançado The Private Club – Two Days – Lançado The Private Club - One Day –Lançamento

3


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Sinopse Quando Meg Riley aceitou um emprego no Private Club ela não esperava ser jogada em um mundo de decepção e luxúria. Ela não sabe em quem pode confiar, mas isso não a impediu de se apaixonar por Greyson Twining. Greyson Twining é o proprietário bonito do clube. Ele é carismático, sedutor e a deixa fora de seu jogo. Enquanto seu sorriso deixa seu coração em chamas, tudo mais sobre ele a faz querer fugir. Especialmente quando Meg descobre que sua colega de quarto e confidente, Nancy desapareceu. Meg não tem certeza se ela pode confiar em seu coração, mas à medida que mais segredos são revelados, ela teme que ela já possa ter ido longe demais.

4


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Meg Dias Atuais Brandon Hastings estava na porta, parecendo cansado e insistente, enquanto falava. Eu o assisti falando, mas senti como se estivesse ouvindo a voz de algum tipo de alto-falante distante. Suas palavras eram metálicas e vagas. Era como se eu estivesse tendo outra experiência fora do corpo. Olhei para Greyson e fiquei surpresa ao ver que ele estava olhando para mim e não para Brandon. Ele tinha um olhar de preocupação e interesse em seus olhos. E ele parecia assustado. "Cuide da sua vida, Brandon." Greyson finalmente virou-se para olhar para o seu amigo, e eu pude ver seu rosto lindo se transformar em uma careta quando ele olhou. "Este é o meu negócio. Sempre foi o meu negócio." Brandon entrou no quarto e suspirou. "Nós não deveríamos ter deixado isso -" "Fique quieto." A voz de Greyson se elevou e eu congelei. "Acabou, Greyson." Brandon parecia mais alto e maior do que eu me lembrava de quando ele deu um passo em direção a Greyson. Eu podia ver

3


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

os punhos de Greyson apertados, e senti meu coração parar por um breve segundo. Eles estavam prestes a lutar? "Lembra-se do que dissemos, Greyson? Quando começamos o clube?" Greyson ficou imóvel como uma estátua, e se fez silêncio na sala enquanto eles olhavam um para o outro. "Nós dissemos que não faríamos mal a ninguém." A voz de Brandon rachou. "E nós falhamos nessa missão." "As coisas mudaram", disse finalmente Greyson. "A vida mudou." "Por causa de nós." "Não, por causa de você." Olhei para trás e para frente entre eles, perguntando se eu finalmente iria ouvir a verdade. Parte de mim queria saber os segredos por trás do clube privado, mas outra parte de mim estava com medo. E se eu ouvisse algo que me quebrasse por dentro? Eu estava me apaixonando por Greyson lenta, mas seguramente. Meu coração já havia esculpido um lugar para ele. Eu sabia que eu queria mais dele do que o que tínhamos. Eu queria acreditar nele, mais do que qualquer coisa, mas eu estava com medo. "Se você realmente acredita que é por minha causa, então você é mais tolo do que eu pensava," Brandon suspirou e passou as mãos pelo cabelo. "Eu sempre soube que você era um idiota." Greyson se virou para mim. "Meg, agora você pode ver porque eu não escuto Brandon Hastings."

4


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu lhe disse para não contratá-la." Brandon parecia irritado enquanto ele falava. "Meg, você precisa sair agora." "Diga-me por que," eu disse suavemente, ousando ir contra a vontade de Greyson. "Eu quero saber por que você insiste que eu não trabalhe aqui." "Eu tenho certeza que a esta altura você já percebeu que isto não é um bar." Brandon me deu um sorriso irônico. "Eu tenho certeza que você percebeu que Meg é adulta. Uma adulta que pode tomar suas próprias decisões." Greyson se aproximou de mim e colocou seu braço em volta do meu ombro. No começo eu me senti protegida, mas então eu percebi que seu ato era mais sobre posse. Sua ação não era para me fornecer o conforto, mas para dizer para Brandon recuar. "Sim, eu posso." Eu dei de ombros e me afastei dele. "Eu quero saber o que está acontecendo aqui." Minha voz falhou quando eu olhei para trás e para frente entre os dois homens. Ambos pareciam obstinados e com raiva. Onde um era escuro, o outro era leve, mas ambos emanavam a mesma energia. Eu podia sentir isso no ar, o ligeiro zumbido de eletricidade que alertava a todos para o fato de que qualquer coisa podia acontecer nos próximos momentos. "Nós não começamos o clube para fazer mal a ninguém." Brandon olhou para mim com os olhos doloridos. "Essa nunca foi a intenção. Era apenas um pouco de diversão. Uma maneira de vivermos a vida que queríamos. Nós queríamos que tudo fosse em nossos termos. Queríamos mulheres em 5


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

nossos termos, sim. Mas não queríamos usá-las. Nós não queríamos ganhar nada delas. " "O que vocês ganharam?", Eu sussurrei, mal respirando. "Nada." Brandon balançou a cabeça. "Nós ganhamos nada." "Acho que é tudo culpa minha." Greyson olhou para mim com olhos tristes. "Você sabe o que é dor, Meg?" Brandon se virou para mim. "Você sabe o que é ter seu coração arrancado do seu corpo? Ter suas lágrimas derramando lágrimas por suas lágrimas? Sentir como se sua vida nunca mais será a mesma de novo?" "Não." Eu balancei minha cabeça e mordi meu lábio. E esse era o problema. Eu nunca realmente senti. Minha vida sempre foi tão segura. Tão insensível. Meus pais estavam sempre lá. Meus amigos estavam sempre lá. Eu não tive grandes amores. Não há grandes desgostos. E eu senti como se estivesse apenas no acostamento da vida. Eu senti como se estivesse ali, mal existindo. "Quando tudo deu errado aqui..." Brandon suspirou. "Eu me senti horrível. Eu me senti culpado. Eu me senti desconfortável. Mas eu nunca senti realmente o coração partido. Não do jeito que eu deveria ter sentido. Não do jeito que um ser humano deveria. Mas eu percebi que era porque eu tinha perdido uma parte de mim. Em algum lugar ao longo do caminho, a vida tornou-se muito fácil. Mulheres se tornaram muito fácil. Eu estava no 6


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

acostamento, na borda e eu não me importei. Não era só eu. Eu tinha Greyson, e se havia alguém mais fodido do que eu, era Greyson." "Eu ainda estou aqui, você sabe." Greyson esfregou a testa e olhou para frente. "Eu posso contar a minha própria história de isolamento e desprendimento." "Não foi até que eu conheci Katie e a perdi, que eu percebi o que era dor verdadeira. O que era sofrimento. E eu sabia que eu tinha perdido ela por causa dos meus pecados. Eu não a merecia.” "Mas você foi o único que terminou com ela. Você terminou com ela, mesmo você a amando?" Eu fiz uma careta, sentindo-me desconfortável. Como Katie iria reagir quando ela descobrisse que seu namorado era um monstro? "Terminei com ela porque eu a amava. Eu a larguei porque ela precisava crescer e eu precisava para fazer as pazes com quem eu era como um homem." Ele olhou para Greyson. "Estávamos errados, você sabe." "Errado sobre o quê? " Greyson franziu o cenho. "A vida não é apenas sobre nós e sobre sexo e dinheiro." Brandon deu mais um passo no sentido de Greyson, e enquanto eu observava seus movimentos, eu finalmente entendi o que Katie viu nele. Ele não era apenas bonito e forte. Havia uma graça delicada e calorosa em sua aura

7


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

que lhe dava um magnetismo animal que era difícil de resistir. Isso fazia cair suas defesas, mesmo se você soubesse que você devia recuar. Eu olhei de volta para Greyson. Seu corpo estava tenso. Seus olhos estavam apertados, sua respiração inquieta. Eu poderia dizer que a situação era difícil para ele. Ele não estava no controle, eu podia sentir que uma parte dele foi desvendada, e isso me deu esperança. Um homem mau não estaria à beira de ser desvendado, não é? "Meg, quando Greyson e eu começamos o clube, nós éramos – ou pelo menos eu era – diferentes." "Vocês tiram proveito de mulheres inocentes?" Eu perguntei em voz alta, não sendo capaz de aguentar mais. "Eu quero saber o que está acontecendo. Eu preciso saber o que está acontecendo." "Eu também." A voz era familiar, e eu olhei para a porta em estado de choque. "Katie!" Eu gritei e corri até ela. "Oh, Katie, o que você está fazendo aqui?" Eu dei-lhe um grande abraço e ela sorriu para mim com tristeza. "Eu estava preocupada com você." Ela me apertou com força. "Eu estava preocupada com você e eu ficava perguntando a Brandon o que estava acontecendo." Nós duas viramos para olhar para ele, e ele olhou para nós com uma expressão vazia. Eu podia ver Greyson olhando para trás e para frente entre Brandon e Katie, e seu rosto parecia perturbado. 8


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu estou bem." "Eu não sabia." Ela apontou para Brandon. "Você mentiu para mim. Você disse que estava indo para uma viagem de negócios." "Esta é a viagem de negócios que eu estava falando." Brandon se aproximou Katie e depois parou abruptamente quando ela jogou suas mãos para cima. "Eu não menti para você, Katie." "Você sabia que eu estava preocupada por Meg estar aqui." A voz de Katie quebrou. "Depois de tudo que passamos você mentiu para mim novamente." A voz de Katie estava com raiva. "Eu estou tão farta de você, Brandon. Eu não posso suportar –" "Pedi-lhe para não contar a você." A voz de Greyson foi direta. Ele me olhou por alguns segundos antes de continuar. "Eu liguei para ele e pedi-lhe para vir me ajudar a cuidar de uma situação." "Que situação?" Minha voz falhou. "Pedi-lhe para vir e te pegar." A voz de Greyson estava fria e ele evitava contato visual comigo. O rosto de Brandon pareceu surpreso, e eu senti meu corpo esfriando. "O quê?" Eu tomei uma respiração profunda. "O que você quer dizer?" "Eu pedi a Brandon para vir e levá-la embora. Você não deveria estar aqui."

9


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você queria que eu estivesse aqui. Você me contratou." Minha voz era um mero sussurro na sala. Eu podia ver Katie me dando um olhar preocupado, mas eu não conseguia olhar para ela. "Eu ainda estou em treinamento. " "Você precisa sair, Meg." O rosto de Greyson estava como pedra quando ele olhou para mim novamente. "Você esteve aqui por muito tempo. É hora de você ir embora." "Então você me usou e agora é hora de me descartar? Isso é porque eu dormi com você ou porque eu sei a verdade sobre você?" "Oh, Meg." As palavras de Katie eram silenciosas e preocupadas. "Sim, então eu sou uma tola." Mordi meu lábio inferior. "Eu sei disso agora. Eu não queria acreditar que você poderia ser esse homem, Greyson." "Eu nunca disse para você acreditar nisso." Ele encolheu os ombros. "Todos vocês devem sair agora." " Greyson, não." Brandon balançou a cabeça. "Você não pode –" "Você mudou a sua vida, Brandon. Você tem coisas reais para perder. Você deve sair." Greyson caminhou de volta para sua mesa. "Todos vocês devem sair." "Greyson, isso não é para você decidir." Brandon olhou para Katie e suspirou.

10


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Sim, é." Greyson pegou uma caneta. "Eu estou bem. Eu tenho um coração frio como gelo. Eu vou sobreviver." "Eu não vou deixar você tratar as mulheres assim mais." Eu caminhei até a mesa dele. "Você está me ouvindo, Greyson?" "O que você vai fazer sobre isso?" Ele olhou para mim com olhos tristes. "Meg, vamos lá. Nós devemos sair." Katie me chamou para ela, e eu me virei para olhar para ela com olhos cegos. Notei que ela e Brandon estavam juntos de mãos dadas. Mais uma vez, eles estavam juntos – simples assim. Afastei-me deles para parar os saltos do meu coração e impedir o ciúme de escorrer pelas minhas veias. Por que isso era tão fácil para eles? Nós ainda nem sabíamos o que estava acontecendo, ainda assim Katie não demorou a acreditar que Greyson era maligno. "O que aconteceu com Maria?" Eu olhei para o chão enquanto eu falava. "Como foi que ela morreu?" Fez-se silêncio na sala. Eu podia ouvir os passos distantes de alguém enquanto eles caminhavam em torno do clube, e então todos nós ouvimos quando uma porta foi fechada em algum lugar. Olhei para Greyson então e seus olhos azuis olharam para os meus com uma emoção semelhante à tristeza.

11


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Que Maria?" A voz de Katie era estridente, e eu sabia que ela estava em choque. Falei assim mesmo. "Brandon não estava noivo de uma Maria na faculdade, Katie." "O quê?" Ela parecia confusa. "O que ela está falando, Brandon?" "A Maria que eu te disse que namorei na faculdade era uma mentira." Seu tom era sombrio. "Eu nunca estive noivo de uma Maria na faculdade." "Mas o que dizer de todas as histórias que você me contou?" Katie fez uma careta. "Elas eram mentiras? " "Eu namorei uma Maria. E não, não a Maria louca", ele suspirou. "Eu apenas fingia namorar com ela, porque eu prometi ao pai dela que eu iria cuidar dela." "Então que porra de Maria que você namorou?" Katie gritou. "Ele namorou uma garota do clube", disse Greyson. "Mesmo que fosse contra as regras." Brandon assentiu. "Eu cometi um erro." "O quê?" Katie esfregou os olhos. "Maria era uma menina do clube?"

12


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Ela foi a garota que mudou tudo." Greyson pulou. "Ela foi a garota que mudou nossas vidas." "Ela nos passou de caras normais para o tipo de caras que você vê levados a julgamento por crimes de guerra." Brandon suspirou. "Ela foi a única que nos fez perceber que..." Greyson fez uma pausa e olhou para mim. "Ela foi a única que nos fez perceber que não éramos melhores do que os assassinos de sangue frio." Brandon olhou para Katie com olhos tristes e vi que seu corpo tremia enquanto ela olhava para ele. As palavras de sua boca tinham sido faladas lentamente, e cada sílaba parecia causar-lhe dor. Era como se ele estivesse revivendo o horror que tinha mudado sua vida. Katie ficou ali, congelada. Ela não sabia o que dizer ou o que pensar. Isso mudou tudo. De repente, tudo o que ela achava que sabia tinha sido posto a prova. Agora ela sabia que um santo e pecador poderiam ser a mesma pessoa. Olhei para Greyson por um momento e me perguntei qual era sua verdade. Por alguma razão, eu tive a sensação de que ele era todo pecador e que os poços do inferno estavam esperando ansiosamente por ele.

13


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Greyson 24 Anos Atrás Duas meninas olharam para mim do outro lado da sala. Uma sorriu para mim com olhos arregalados e ansiosos. A outra tentou a abordagem sedutora. Ambas jogaram com o cabelo, e eu sabia que eu poderia ter qualquer uma delas. Afastei-me delas e esperei por Brandon entrar na sala. Eu estava repugnado com o comportamento delas. Não porque elas não foram autorizadas a flertar comigo. Eu não me importava com isso. Ambas eram bastante atraentes. Fiquei revoltado porque eu sabia que elas eram melhores amigas. Vi-as em todos os lugares juntas, rindo e cochichando e fazendo tudo o que as outras meninas fazem. No entanto, ambas estavam tentando atrair minha atenção. Será que elas não se importavam que um delas iria se machucar se eu escolhesse a outra? "Brandon, aqui!" Eu o chamei, sorrindo para ele e a caixa de pizza que ele tinha em sua mão. "Eu espero que você tenha pepperoni." Ele sorriu para mim e deslizou para o assento ao lado do meu. "Quem disse que você vai ter algum?" "Apresse-se. Eu quero uma fatia antes do Professor Carter chegar aqui."

14


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você sabe que ele vai estar dez minutos atrasado, como sempre." Ele riu e me entregou uma fatia. Era massa grossa e pepperoni. Sorri quando enchi a boca de pizza. Agora, isso foi mais parecido com ele. Brandon tinha sido o meu melhor amigo durante os últimos quatro anos, a pessoa que eu estava mais perto do mundo. Eu nunca faria nada para prejudicar a nossa amizade. Eu definitivamente nunca namoraria uma garota que ele estava interessado. Essa é uma das razões pelas quais os homens eram melhores do que as mulheres. Nós nos preocupávamos mais com o código de irmãos e em manter nossas amizades fortes. Eu nunca deixaria sexo ficar entre mim e Brandon. Éramos irmãos para a vida. "Você é um porco." Brandon riu de mim enquanto eu pegava uma segunda fatia e mastigava rapidamente. "Eu estava com fome." "Por que você não comeu antes da aula?" "Cara, eu estava muito ocupado planejando o clube." "Você ainda está pensando em começar um clube?" Brandon suspirou. Eu ignorei a expressão em seu rosto. "Vai ser épico. Nós vamos ter o nosso próprio mundo."

15


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Nós não precisamos de nosso próprio mundo. Este é bastante difícil, não é." Brandon puxou o livro e começou a ler. "Agora, shh. Eu preciso ler bem rápido." "Qual vai ser nosso lema?" "Lema? O que nós somos, os escoteiros?" "Idiota." Eu olhei para ele. "Deixe-me pensar. Que tal „dois meninos, um mundo‟." "Não." Ele balançou a cabeça. "Dois homens, um exame em três horas, no qual um homem vai falhar." "Eu estudei na noite passada." Eu pisquei para ele. "Mas eu gosto da ideia de dois homens. Dois homens, um clube." "Que tal apenas dois homens?" Brandon olhou para mim, pensativo. "Sempre será só nós dois." "Não, não vai." Eu balancei minha cabeça. "Eu não me refiro apenas nós no clube, mas só nós no comando do clube." "Isso é verdade. Mas isso não soa muito gay? Dois homens?" Eu fiz uma careta. "Você sabe que eu te amo, mas eu não quero você, mano."

16


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você está quebrando meu coração." Brandon apertou seu coração e riu. "Você está cheio de merda, Greyson. Como se você pudesse ter um cara como eu." "Eca, você está me fazendo mal." Eu ri. "Vamos fazer isso de novo. Dois homens, um clube, mulheres infinitas." "Agora está quente." Ele sorriu. "Mulheres infinitas é sempre bom." "Eu pensei que você fosse um homem de uma mulher?" Eu levantei uma sobrancelha para ele. "Isso foi quando eu era jovem e estúpido." "Isso foi no ano passado." "As coisas mudaram." Ele deu de ombros e eu deixei pra lá. Ambos, Brandon e eu, tínhamos mudado desde o colegial. Agora, muito de nossos mundos eram diferentes. Nós nunca falamos sobre isso, mas nós dois sabíamos que éramos irmãos para a vida. As únicas pessoas que ambos poderíamos contar era um com o outro. Era tão simples como isso. "Sim, quem precisa de uma mulher quando alguém se parece como a gente? Teremos mulheres implorando para estar conosco." "Eles podem implorar o que quiserem", Brandon riu. "Elas vão ser sortudas de ter uma noite comigo."

17


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Isso é o que eu estou falando." "Uma noite com o garanhão italiano e elas não saberão o que as atingiu." "Você não é italiano, Brandon." "Eu vou ser o que eu quiser ser." "Bem, eu estou apelidado como um Africano." Eu sorri. Brandon balançou a cabeça para mim. "Isso é tão racista." "Não é racista se é verdade." "Greyson, eu fecharia minha boca, se eu fosse você. As pessoas já pensam que você é um idiota arrogante." "Bem, elas não estariam mentindo." Eu pulei. "Eu sou a porra do rei. Eu governo esta merda." "Você é uma estrela do rap agora?" "Eu sou o rei do mundo. Ambos somos – ou poderíamos ser. Uma vez que começarmos este clube, vamos ser amados e adorados. Vai ser o clube mais exclusivo do mundo." "Você acha?"

18


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Nós vamos fazer isso." Fiz uma pausa. "E ninguém, além da gente vai saber exatamente o que está acontecendo." "Como isso é possível?" "Vamos pensar em uma maneira." Eu sentei-me novamente e pensei por um minuto antes de olhá-lo a sério. "Nós não podemos confiar em ninguém, Brandon. Isto é entre nós." "Eu sei." Ele balançou a cabeça para mim e sorriu. "Não importa o que acontecer, é entre nós." "Ei, Greyson. Hey Brandon." As duas meninas finalmente fizeram o seu caminho até nós. "Hey." Eu acenei sem sorrir. "O que vocês vão fazer hoje à noite?" "Foder uma de vocês?" Eu olhei para elas quando elas riram e pensaram que eu estava brincando. "Ou vocês preferem que seja ambas?" "Você é tão engraçado, Greyson!" A loira riu novamente e empurrou o peito para fora. Seus olhos azuis brilhavam enquanto ela lentamente lambia os lábios. Ela estava me avisando que ela queria ser a pessoa que receberia o prêmio.

19


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu já ouvi isso antes." Eu balancei a cabeça em concordância e sorri para Brandon, que estava sentado ali com os olhos grandes. Eu queria rir em voz alta. Ele era tão idiota. Ele poderia falar e falar agora, mas ele nunca tinha feito nada, além de um caso de uma noite que tinha tido no dia em que seu pai se casou com outra mulher há alguns meses. "Vocês podem vir hoje à noite, se vocês quiserem. Nós podemos ter um encontro de estudo." "Eu não estudo com meninas." Eu olhei para a ruiva. "Eu fodo." "Tentamos ser confortáveis." Ela sorriu para mim ansiosamente e, em seguida, olhou para a amiga. Eu poderia foder ambas. Eu sabia disso, tão certo como eu sabia que eu poderia convencer a loira a ir ao banheiro dos homens e me chupar naquele momento. "Brandon e eu temos roupa para lavar esta noite." Eu bocejei e sentei-me. Eu podia ver o olhar de surpresa em seu rosto quando eu descartei as meninas fora. "Talvez nós possamos ajudar." "Talvez não." Minha voz estava afiada com irritação. "Eu não estou interessado." Eu soletrei-lhes claramente. O rosto da loira caiu e a ruiva tinha um brilho maligno em seus olhos quando elas perceberam que foram

20


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

dispensadas, mas eu não me importei. "Então, Brandon, quer pegar um cinema mais tarde? Eu vou pagar." Eu ouvi inalações afiadas das meninas quando elas se afastaram e eu sorri. "Você acabou de dizer-lhes que íamos lavar roupa hoje à noite." Brandon balançou a cabeça. "E então você escorregou e pediu-me para ir ver um filme. Elas provavelmente pensam que você é um idiota agora." "Isso não foi um deslize." Eu dei-lhe o meu „com quem você acha que está' olhar. "Essa foi minha lição „não nade no mar se tem medo de tubarões‟ para elas." "Você não tinha que ser mau." "Eu não estava sendo cruel. Eu estava sendo real. Elas são putas." "Greyson!" Brandon apressadamente olhou ao redor para ver se alguém estava escutando. "Venha aqui agora. Nós poderíamos ter tido um quarteto esta noite e elas nem sequer conhecem-nos realmente." "Eu prefiro um ménage à trois e você fica em seu quarto." Brandon sorriu e eu ri. "Você sabe que é verdade." "Bem, elas foram um pouco óbvias."

21


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu não quero esse tipo de meninas no clube. As mulheres devem saber o seu lugar." "O que você quer dizer?" "Tudo que as mulheres fazem é levar os homens para baixo. Homens perdem sua merda pelas mulheres. E para quê? Por alguma buceta? Dá um tempo." "Você já ouviu falar do poder da buceta, mano." "Só porque nós damos isso a elas. Todo mundo sabe que os homens governam o mundo. Mas isso é só para homens fortes – homens fracos desmoronam." Minha mente despencou no meu irmão. "As mulheres tentam fazer você amá-las e, em seguida, elas vão embora ou com seu dinheiro ou seu coração." "Nem todas as mulheres." "Que mulheres você conhecem que dão a mínima para você?" "Eu não sei." Brandon encolheu os ombros, e eu bati minhas mãos sobre a mesa. "Exatamente. Não adianta tentar mentir para nós mesmos, ou mesmo ir por esse caminho. Podemos conseguir o que queremos das mulheres que conhecem o negócio."

22


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"O que você quer dizer?" "Quero dizer, enquanto mantemos os nossos corações fora de nossas calças, estamos bem." "Então, nós vamos ter meninas no clube?", Disse Brandon depois de alguns minutos. "O que as meninas farão?" "Tudo o que quisermos que elas façam." Eu levantei uma sobrancelha. "Não haverá nenhum pedido demasiado grande ou pequeno." "Então vai ser assim, um clube de strip privado „sem-perguntas‟?" "Não." Eu balancei minha cabeça. "Clubes de strip são desprezíveis." "Clube de sexo?" Olhos de Brandon se arregalaram. "Haverá sexo. E muito. Mas não. Não é apenas sobre ser um clube de sexo também. Não é qualquer coisa que tem que se definir. É o que nós quisermos que ele seja. É apenas um clube privado. Ninguém realmente saberá o que se passa lá. Isso será parte do fascínio". "Então, nós apenas vamos apenas chamá-lo de clube privado?" "Sim." Eu balancei a cabeça. "E só eu e você vamos saber o que está acontecendo."

23


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você está ferrado, você sabe disso, Greyson?" Brandon balançou a cabeça para mim e agarrou seus livros quando o professor entrou na sala. "Todos os dias da minha vida", eu sussurrei quando retirei minha caneta. Eu vi a menina loira caminhar de volta para a sala com um lenço de papel nas mãos. Ela estava esfregando os cantos dos olhos, e eu podia ver que ela esteve chorando. Ela evitou contato visual comigo, e eu olhava para frente da sala, tentando ignorar a culpa em meu coração. Eu estou preparando-a

para verdadeiros lobos lá fora, eu disse a mim mesmo. Melhor aprender a dura realidade sobre os homens agora. O professor começou a falar, mas eu não conseguia ouvir o que ele estava dizendo sobre a palpitação nos meus ouvidos. Mesmo avesso como eu era a amar, eu ainda não queria magoar ninguém. Aquele não era o meu objetivo. Fiquei olhando para minha mesa e pensei de volta na minha vida de antes da minha mãe ter morrido. Eu me lembrei da alegria e da risada e senti falta disso. Mas depois me lembrei do homem que meu pai tinha-se tornado desde sua morte, e eu sabia que eu não poderia quebrar minha promessa a mim mesmo. Eu nunca ia permitir que uma mulher me quebrasse como o meu pai tinha sido quebrado.

24


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Meg Dias Atuais "Brandon não é o culpado de qualquer coisa." A voz de Greyson era firme. "Eu fui a pessoa responsável pelo que aconteceu e que continua a acontecer. Em última análise, eu tomo todas as decisões do clube." "Então você está dizendo que toda a merda que acontece aqui é você?" O rosto de Katie era desprovido de emoção, mas eu poderia dizer que ela estava esperançosa. "Tudo o que se passou aqui é tudo minha responsabilidade. Brandon nem sabia sobre isso até que fosse tarde demais." "Greyson," Brandon falou, e Greyson balançou a cabeça. "Você está certo, Brandon. Você tem uma nova vida agora. Saia." "Vamos, Meg". Katie olhou para mim. "Vamos embora". "Eu não sei." Eu hesitei. "Eu não acho que eu deveria ir."

25


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você não precisa deste trabalho. Brandon demitiu você." Ela olhou para ele. "E ele vai ajudá-la a obter o seu emprego de volta." "Eu não quero meu emprego de volta." "Então ele vai ajudá-la a conseguir um emprego em uma nova empresa." "Eu não quero isso." Eu olhei para a confusão em seus olhos. "Eu preciso compreender isso." "Compreender o que?" Ela soava irritada. "Por favor, venha comigo." Eu balancei minha cabeça. "Eu não posso fazer isso." "Você deve ir, Meg". Greyson se juntou à discussão, e eu olhei para ele com os olhos feridos. "Eu não vou a lugar nenhum até eu descobrir o que aconteceu com Nancy e exatamente o que está acontecendo aqui." "Você acha que você vai salvar todas essas garotas?" O tom de Greyson enviou um frio na minha espinha. "Você acha que pode –" "Apenas diga a ela, Greyson," Brandon implorou. "Por favor, vamos apenas expor isso abertamente." "Eu não penso assim." Greyson sentou-se novamente. "Eu quero que vocês saiam agora." 26


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você acha que eu apenas vou embora e –" "Brandon." A voz de Greyson estava fria. "Este não é o seu problema. Você e Katie precisam ir embora." Eu fiquei parada lá quando uma sensação de calor se espalhou através de mim. Ele não pediu para eu sair dessa vez. "Eu não vou sem Meg". Katie manteve sua posição. "Não há nenhuma maneira que eu vou deixá-la com esse maníaco neste lugar." "Eu vou ficar bem." "Eu não contaria com isso, Meg". Foi a vez de Greyson falar. "Eu já lhe disse antes que eu não sou nenhum anjo." "Eu ainda não fui queimada." "Você não tem estado suficientemente perto da chama." "Eu vou me arriscar." "Meg" Katie me repreendeu. "Eu entendo. Ele é bonito. Mas, por favor... Ele não vale a pena. Eu posso dizer a partir de um olhar que ele não é um cara bom. Por favor, Meg. Vamos." "Ouça a sua amiga, Meggie," Greyson riu. "Ela sabe o que está falando."

27


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"O que é que isso quer dizer?" Ela olhou para ele. "Eu só estou dizendo que você deveria saber o que é namorar um cara galinha." Ele sorriu docemente. "Agora saia." "Brandon." Katie fez uma careta. "Eu quero ir agora." "Katie, eu sinto muito", Brandon suspirou. "Nós não vamos falar sobre isso aqui." Katie me deu um último olhar. "Há algo que eu possa fazer para convencê-la a sair?" Eu balancei minha cabeça sem dizer nada. "Por favor, não deixe que o sexo faça você achar que ele gosta de você, Meg. Sexo não é nada para os homens como ele." Olhei para ela e senti as lágrimas picando meus olhos enquanto ela falava. Eu sabia que ela estava certa, é claro. Mas isso não me impedia de ter esperança de que alguma coisa iria acontecer. Eu fiquei lá me perguntando por que eu não corri o mais rápido que pude. E então isso me atingiu. Eu não podia. Meu corpo não me deixaria sair. Uma parte de mim começou a entender por que as mulheres ficavam com os homens que elas sabiam ser intrinsecamente ruim. Quando você era mordido pelo inseto do amor, era difícil fazer qualquer coisa, além de ter esperança e rezar para que de alguma forma isso pudesse funcionar.

28


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Fez-se silêncio na sala com todos nós ali. Finalmente, Katie balançou sua cabeça e saiu pela porta, Brandon seguiu atrás dela. Ele parou na porta e virou-se para enfrentar-nos antes de olhar para Greyson uma última vez. "Não tem que ser dessa maneira, Greyson. Você não tem que ser dessa maneira." "Sempre teve que ser assim." A voz de Greyson era desoladora. "Isso não acabou, Greyson. Nós não estamos na faculdade mais." "Apenas saia, Brandon. Vá explicar para a sua mulher porque você não é a semente do diabo, antes que seja tarde demais." "Ligue para nós, Meg. Se acontecer alguma coisa, ligue para nós." Brandon olhou para mim e saiu da sala. Fiquei ali olhando para o chão, sentindo-me confusa e preocupada. Greyson finalmente falou. "Eu não sei por que você não foi com seus amigos." "Eu quero saber o que aconteceu com Nancy". "Eu não sei o que aconteceu." "Eu não acredito em você."

29


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu não me importo com o que você acredita, Meg. Você deveria ter escutado sua amiga. O que tínhamos era nada além de sexo." "Eu não me importo." Mordi meu lábio quando menti. Suas palavras me cortaram no núcleo. Eu realmente pensei que nós estávamos além dessa fase. "Se você for ficar, é melhor você voltar lá para fora. Os testes vão começar em breve." "Tudo bem." Eu balancei a cabeça e olhei para ele. Ele estava me examinando com uma luz estranha em seus olhos. Ele suspirou. "Você não deveria ter ficado, Meg". "Eu não podia partir", eu sussurrei, e ele acenou de volta para mim. "Isso é o que eu temia." *** Eu não voltei lá para fora imediatamente. Eu não poderia enfrentar os outros e as perguntas em seus olhos. Eu precisava me recompor, e eu queria dar uma olhada para ver se Nancy estava de volta ao quarto. Parte de mim sabia que ela não estaria lá, mas eu estava esperando além da esperança de que ela teria voltado. Eu rapidamente entrei no quarto e olhei em volta. Parei quando olhei para a minha cama e os lençóis bagunçados. Eu tinha

30


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

muita certeza de que eu tinha feito a minha cama de manhã, como eu sempre fazia. Minha respiração desacelerou enquanto eu olhei ao redor do quarto novamente para ver se alguma coisa parecia fora de lugar. Nada mais parecia errado, então eu andei até a cama e tirei o edredom e os lençóis para ver se alguém havia deixado um bilhete para mim, mas não havia nada lá. Eu joguei o edredom de volta na cama e estava prestes a caminhar de volta para fora do quarto, quando eu vi algo reluzente brilhando debaixo da cama de Nancy. Corri de volta e rapidamente puxei-o para fora, e fiquei surpresa ao ver um diário. Eu abri-o lentamente, sentindo-me mal por invadir a privacidade de Nancy, mas eu precisava ver o que ela tinha escrito no caso de haver alguma pista no interior. O diário parecia ter sido iniciado há muito tempo, já que as primeiras entradas eram sobre um cara chamado Hunter, que ela parecia ter se apaixonado enquanto estava na escola. Havia um monte de angústia e emoção, e parecia que Nancy tinha realmente tido uma fixação por ele. Eu folheava as páginas rapidamente, não querendo ler sobre sua, obviamente, não correspondida e dolorosa paixão de escola. Eu passei algumas páginas, quando eu percebi que meus olhos cintilaram sobre uma entrada a respeito de Maria.

"Maria está trazendo seu novo namorado para a casa neste fim de semana. Mamãe e papai estão animados que ela está voltando para casa, mas isso é

31


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

porque eles não sabem a verdade. Eu não posso acreditar que Maria está dançando agora. Espero que Ryan não descubra que ela está voltando para casa. Ele vai voltar pirar. É tão injusto que Maria tem dois caras e eu não tenho nenhum. Eu gostaria que Hunter me notasse..."

Eu parei de ler, então, quando pareceu que a escrita tinha mudado muito rapidamente de volta para sua paixão por Hunter. Sentei-me na sua cama e pensei por um momento sobre o que eu tinha acabado de ler. Eu achava que o namorado de Maria era Brandon. Mas o que ela quis dizer sobre dançando? Maria tinha sido uma stripper? E se sim, isso significava que o clube realmente era um clube de strip? Mas quem era Ryan? E por que Nancy tinha estado preocupada que ele iria descobrir sobre seu novo namorado? Folheei de novo, com mais cuidado desta vez, para ver o que mais eu poderia encontrar. Parei na próxima página quando eu vi uma outra entrada.

"O namorado de Maria, Brandon, é lindo. Um dos homens mais lindos que eu já vi. Ele faz Hunter parecer um menino. Maria disse-me que ele é o melhor sexo que ela já teve. Tentei não demonstrar quão constrangida ela me fez sentir quando ela entrou em detalhes. Eu não acho que ela sabe que eu ainda sou virgem. Eu não..."

32


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Sentei-me em linha reta quando algo me atingiu. Nancy tinha dezoito anos. E supostamente, Maria tinha namorado Brandon há dez anos, Nancy teria oito anos quando tudo isso aconteceu. Por que ela teria escrito sobre um rapaz que ela tinha uma queda aos oito anos? E a coisa do sexo? Não fazia sentido. Não havia nenhuma maneira que uma criança de oito anos de idade tivesse escrito este diário. Então, isso significava uma de duas coisas: este era o diário de alguma outra pessoa ou isto foi escrito em uma data posterior. De qualquer forma, este diário tinha sido deixado aqui com um propósito. Este não era um caso de Nancy deixando acidentalmente seu diário no quarto. Quem quer que tenha deixado o diário no quarto queria que eu visse. Eu queria acreditar que Nancy tinha deixado isso para eu ver, mas eu não entendia por que ela teria escrito tanto sobre sua paixão colegial Hunter se ela queria me dar pistas sobre Maria. Quem se importava como ela se sentia sobre Hunter? Isso não ia me ajudar agora. Fechei meus olhos e tentei pensar com cuidado. Talvez houvesse pistas no que ela tinha escrito sobre Hunter? Talvez todo o diário era uma pista. Meus olhos se abriram quando eu ouvi um barulho do lado de fora da porta. Levantei-me lentamente e caminhei até o local atrás da porta. Prendi minha respiração quando a porta se abriu bem devagar comigo por trás dela. Agarrei o diário para mim, com medo. Quem estava prestes a entrar pela porta?

33


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Eu senti e ouvi dois passos, mas quem quer que estivesse lá não se incomodou em fazer todo o caminho até o quarto e a porta se fechou novamente em poucos segundos. Eu fiquei onde estava por cerca de um minuto, tentando controlar minha respiração. Olhei as horas e percebi que eu precisava voltar para fora se eu queria continuar no clube. Parte de mim realmente não entendia por que Greyson estava me deixando ficar. Ele tinha que saber que eu iria continuar a investigar, enquanto eu estivesse aqui. Seu segredo estava quase exposto. Ele tinha que saber que eu iria expor o seu tráfico sexual para o mundo. Eu não entendia por que ele não tinha me feito ir embora com Brandon e Katie. Ele provavelmente queria mais algumas noites comigo, antes que se livrasse de mim. Eu estava com raiva de mim mesma por quão animada eu me sentia sobre gastar mais noites com Greyson. Não era nem mesmo sobre o sexo, embora isso fosse alucinantemente brilhante. Tratava-se de apenas estar com ele e conhecê-lo, fragmento por fragmento. Saí do quarto e fui ao banheiro rapidamente. Quando entrei, peguei um saco plástico que eu vi no chão e entrei em uma das cabines. Coloquei o diário dentro do saco de plástico e amarrei-o com cuidado e com força, certificando-me de que não havia pequenos furos na parte superior do saco. Eu abri a parte superior da descarga e olhei para dentro, a água me fez parar, mas eu sabia que não havia nenhum outro lugar que eu poderia esconder o diário. Deixei-o e movi o topo de volta ao lugar, antes de abrir lentamente a porta e sair do banheiro novamente.

34


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Aí está você, Meg." Patsy acenou para mim enquanto eu caminhava de volta para o pátio. "Decidiu se juntar a nós?" "Desculpe, eu, uh, queria ver como Nancy estava." "Ela se foi." Seus olhos expressavam preocupação enquanto ela falava. "Eu acho que sim." "Hoje está todo mundo pronto para os testes?", ela continuou, e eu fiquei ao lado. Eu podia ver tanto David e Elizabeth tentando fazer contato visual comigo. Olhei em volta do grupo de meninas e percebi que, pelo menos, cinco das meninas tinham ido embora. "Sim, Meg?" Patsy olhou para mim. "Algumas das meninas desistiram? Vejo que algumas estão faltando." "Não, eles foram para outro lugar." Seus olhos brilharam para mim. "Posso perguntar para onde elas foram?" "Não." Sua voz era dura. "Eu não iria pressionar, se eu fosse você, Meg." David me deu uma olhada então. Eu poderia dizer, a partir de seus olhos, que ele estava preocupado. Mordi meu lábio enquanto eu estava lá. David

35


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

não sabia o que tinha acontecido com Nancy. Isso significava que Nancy não lhe disse que ela estava indo embora ou ela não tinha saído porque ela quis. Eu tremi, embora não estivesse muito frio. Eu precisava voltar e ler mais do diário. Eu precisava saber o que mais Nancy estava tentando me dizer. Ou pelo menos o que alguém queria que eu soubesse o que ela estava tentando dizer. Patsy silenciosamente me acompanhou até o meu primeiro quarto. Eu queria perguntar-lhe se ela sabia o que estava realmente acontecendo no clube, mas eu sabia que ela não iria me responder. Ela era leal ao último grau. "Você vem comigo?" Virei-me para Patsy quando chegamos à porta. "Não." Ela ficou lá e apertou seus lábios. "Eu só queria ter certeza de que você chegaria aqui e não se perderia." "Desculpe-me?" "Eu não faria disso um hábito, ficar perambulando pelo clube. Você pode se perder e você sabe o que acontece com as pessoas quando elas se perdem com muita frequência." "Não..."

36


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Às vezes, elas nunca são encontradas." Seus olhos perfuraram os meus e ela abriu a porta. "Eu acho que você vai descobrir que o seu teste está prestes a começar." Entrei na sala sem responder a ela. Ela estava me ameaçando? Não havia ninguém que eu poderia confiar? Eu desejava que Katie tivesse ficado para trás comigo. Embora eu não tivesse certeza de como eu poderia ter perguntado a ela. Se eu lhe dissesse tudo o que sabia e suspeitava, ela nunca teria me deixado ficar. A porta se fechou atrás de mim com uma batida, e eu suspirei antes de olhar ao redor para ver o que a minha primeira tarefa ia ser. Eu fiz uma careta enquanto observava a cena em frente a mim. Este era um tipo diferente de ambiente. Havia uma longa mesa de madeira em frente à porta. Sobre a mesa, havia cerca de vinte diferentes garrafas de licor com outras bebidas. À direita da mesa, notei alguns pequenos pacotes. Engoli em seco enquanto eu andava mais perto para inspecionar os sacos. Meus olhos se arregalaram quando eu percebi que eu estava olhando para sacos de drogas. Do que eu poderia dizer, eu podia ver um saco de maconha e um saco de cocaína, e havia pílulas nos outros sacos. Eu ouvi um barulho e dei um passo para trás para olhar ao redor. Eu podia sentir o calor em minhas bochechas enquanto eu estava lá. Isto não era o que eu esperava em tudo. Greyson era um traficante de drogas? Olhei para a mesa novamente, tentando descobrir o que o meu teste era, já que eu não podia ver quaisquer pedaços de papel. Olhei para a mesa novamente para ver se

37


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

havia algum tipo de pista sobre a mesa, mas se havia, eu não conseguia entender. "Divirta-se," uma voz suave, de repente falou para a sala, e as luzes se apagaram. Eu congelei enquanto eu esperava por Greyson para entrar na sala. Eu me virei e olhei para a porta, antecipando a sua entrada. "Relaxe," disse a voz mais uma vez, e foi então que eu notei as luzes brilhantes no canto. Fui até lá para ver o que estava piscando e percebi que era um sistema de som. Eu apertei play e a pulsante música trance foi arrancada dos altofalantes. Eu rapidamente desliguei e caminhei de volta para a mesa para ver se havia algo que eu tinha perdido. Devo ter ficado no quarto sem fazer nada por cerca de vinte minutos antes de as luzes voltaram e a voz disse: "Teste feito." Eu abri a porta, sentindome um pouco decepcionada que Greyson não tinha vindo me visitar. Eu esperava que ele viesse me ver, que ele iria me mostrar que estava pensando em mim, apesar do que ele tinha dito. Eu saí da sala, mas não havia Greyson e nem Patsy esperando por mim. Corri para o banheiro, em seguida, para que eu pudesse ler um pouco mais do diário de Nancy antes de meu próximo teste. Deixei escapar um suspiro de alívio quando eu entrei e vi que o banheiro estava vazio. Entrei na 38


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

cabine e puxei de volta a parte superior do vaso sanitário. Então eu peguei o saco de plástico ansiosamente e rapidamente retirei o diário, folheando-o até chegar à última entrada que eu tinha lido.

"Eu ouvi Maria chorando ontem à noite. Ela estava chorando e eu não sabia o que dizer a ela. Eu nunca a vi assim antes. Nem mesmo quando ela terminou com Ryan. Ela estava batendo nas paredes duro com seu punho. Eu estava com medo de que ela fosse fazer um buraco na parede. Eu fui para o quarto dela para dizer alguma coisa, mas eu vi seu namorado lá com ela. Ele estava apenas olhando para ela, sem fazer nada. Eu sei que ele me viu porque ele franziu a testa quando fez contato visual comigo. Eu estava com medo, quando ele olhou para mim. Mas então ele virou-se e caminhou até Maria. Tudo o que ele não parava de dizer era: "Eu sinto muito, mas isso foi um erro, eu não te amo." Isso só fez piorar. Maria pegou um abajur e tentou atingi-lo. Eu o vi ficar com raiva. Eu deveria ter feito algo. Eu gostaria de ter feito alguma coisa agora. Se eu tivesse feito algo, talvez ela não tivesse morrido. Mas hoje ela era só sorriso para os pais. E ele também."

Eu acalmei quando li a passagem. Alguma coisa estava fora, mas eu não tinha certeza exatamente o que era. Reli-o novamente e tentei descobrir isso e então eu percebi que era o tempo. Reli a frase "Se eu tivesse feito

algo, talvez ela não tivesse morrido" novamente. Levando tudo em conta, Maria ainda estava viva no dia seguinte ao que Nancy a tinha visto chorar.

39


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Assim, se esta tivesse sido uma verdadeira entrada ou uma narração do passado, isso nunca teria sido escrito. Ela não saberia que Maria ia morrer. A passagem confirmou meus pensamentos anteriores. Essas entradas tinham sido escritas recentemente, e eu tinha quase certeza de que elas tinham sido escritas por Nancy. Isso significava que ela tinha escrito e deixou isso para mim deliberadamente. Isso também me fez pensar que havia uma possibilidade de que ela não tinha desaparecido quando eu pensei que ela tinha desaparecido. E se ela tinha deixado isso no quarto quando eu estava no escritório de Greyson com Brandon e Katie? Mas por que ela teria simplesmente desaparecido e não disse a mim ou ao David? Suspirei e abri o diário novamente.

"Brandon Hastings é o nome do namorado de Maria. Ele não é um homem bom. Ele é mau. Sim, eu disse isso. Ele quebrou Maria até não sobrar nada. Mas ela sempre escolheu homens maus. Homens muito ruins. Eu não quero que ninguém mais se machuque. Estou com medo que ele vá matar alguém por vingança. Ele não sabe tudo. Ele não entende. Ele odeia o chefão. O dono real do clube. Havia realmente apenas um. Ele quer machucá-lo. Ele conhece a sua fraqueza. Estou com medo dessa vez. Vai ser sangrento. Ele não está bem da cabeça. Ele não é o homem que você pensa que ele é. Ele vai matar. Maria amava Brandon, mas Greyson possuía seu coração. É por isso que ele está realmente louco."

40


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Larguei o diário no chão e sentei-me. Minha cabeça estava latejando. Peguei o diário de novo e li a última frase novamente. Maria tinha namorado Greyson também? Foi por isso que a amizade de Brandon e Greyson

se

desintegrou?

Foi

por

isso

que

Greyson

aceitou

a

responsabilidade por tudo o que tinha dado errado? Greyson foi o único que tinha causado a morte de Maria? Reli a entrada novamente e meu cérebro começou a latejar. Eu não estava realmente certa do que Nancy estava tentando me dizer. Quanto mais eu lia, mais parecia que Brandon era o mau. Isso estava estranhamente escrito, e eu não poderia afirmar se ela estava tentando me dizer se Brandon ou Greyson era aquele com raiva. Quanto mais eu lia, mais eu estava convencida de que era realmente Brandon que era o mau. Enquanto eu me sentei lá, eu me lembrei de como Brandon tinha tratado Katie na faculdade, quando ele descobriu que ela tinha dezoito anos. Ele tinha sido uma pessoa horrível e feito uma coisa realmente horrível. Ele a tinha tratado como merda, e mesmo que eu soubesse que ele tinha uma razão para estar chateado, eu senti que o que ele tinha feito era inaceitável. Virei a página para continuar lendo. Eu tinha cerca de mais cinco minutos antes que eu tivesse que correr para o meu próximo teste. Quando virei a página, percebi que essa era a última entrada no diário.

41


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Hunter é mais velho do que eu. Tem mais segredos. Não acredita no amor. Eu sou uma tola como a minha irmã. Mas o que alguém não faria por amor? Natação é bom para o corpo. A verdade está na água. Confie no que você sente. Isso é o que eu digo. Não se aventure no fundo do poço. É fácil de se afogar."

E foi isso. Eu estava ainda mais confusa do que antes. O que ela estava falando? Por que ela estava mencionando Hunter novamente? Hunter era o nome de código para alguém no clube? Meu coração parou por um segundo quando o pensamento me atingiu. Hunter é na verdade Greyson? Nancy estava namorando Greyson? Sua descrição soava exatamente como Greyson para mim. Eu fiquei parada quando ouvi duas meninas caminharem até o banheiro. "Deus, se eu tiver outro teste estúpido, eu vou gritar." "O meu foi muito legal," disse a amiga. "Eu tive que fumar bastante maconha." "O quê?" A outra garota parecia ciumenta. "Sim, havia um pouco de cocaína também. Mas eu não a vi até o final." "Você pegou?"

42


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Não." A menina fez uma pausa. "Bem, só um pouco." "Deixe-me ter um pouco." "Agora não. Podemos usar um pouco esta noite." "Isso é o que eu estou falando." A outra garota parecia animada. "Vamos ficar altas." "Fodidamente sim. Eu estava começando a pensar que esse local era um lixo, mas agora eu sei que eles têm a mercadoria de graça." "Melhor do que vender o seu corpo, não é?" "Merda. Eu estava com um cara que costumava me dar drogas por um boquete." A garota parecia indiferente. "Valia a pena." "Eu adoraria dar uma chupada em Greyson ou mesmo foder com David. Ele é quente." "Eu ouvi que Elizabeth estava fodendo com Frank. Eu transaria com ele." "Ele não é quente." "Ele está bem." A menina riu. "Ok, não me odeie. Mas eu fodi David ontem à noite." "Sua vadia! Você não fez isso!"

43


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Bem, ele veio ao meu quarto e –" Fiquei ali sentada imóvel como uma pedra à espera de ouvir mais, mas alguém entrou no banheiro. "Vocês estão bem, meninas?" A voz de Patsy vibrou no banheiro. "Sim", uma das meninas disse. Desta vez, sua voz não era tão alta ou animada. "Então eu sugiro que vocês voltem para as salas de teste." "Sim, senhora." "Além disso, por favor, me dê o pacote em seu bolso." "O quê?" "Eu sei que você pegou alguma coisa do quarto. Por favor, entregue-o a mim." A voz de Patsy era firme. "Eu não sei o que você está falando." "O pacote." "Aqui está." A garota bufou. "Eu nem sabia o que era." "Vão às salas de teste seguintes, por favor."

44


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Sentei-me na cabine e esperei até que eu estivesse bastante confiante que todos tinham saído. Eu saí lentamente depois de armazenar o diário de volta no topo do vaso sanitário. Fui até o meu próximo quarto teste rapidamente. Minha mente estava girando novamente. Eu senti como se toda vez que eu pensava que tinha uma nova pista, outra coisa surgia para me fazer duvidar do que eu achava que sabia. Entrei no meu próximo quarto com os meus pensamentos em um turbilhão. Eu nem sequer olhei para ver o que o novo quarto continha uma vez que eu estava tão envolvida no furacão que estava girando em torno de mim. "Oi, Meg." Sua voz era suave e inesperada. "Greyson." Eu olhei para ele com surpresa, não sendo capaz de parar a aceleração do meu coração. "O que você está fazendo aqui?" "Eu achei que você sentiu minha falta ou algo parecido." "Eu vi você esta manhã." Eu sabia que minhas palavras soavam instáveis. "Talvez eu tenha sentido sua falta." Ele deu de ombros quando seus olhos procuraram os meus. "Sim, certo." Revirei os olhos. "O que você realmente quer?" "Um beijo." Ele caminhou na minha direção com a confiança de um homem que sabia que ele poderia ter qualquer mulher que quisesse.

45


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Olhei para seu rosto clinicamente, tentando entender por que esse homem me fez perder minha cabeça. Não era como se eu não tivesse visto homens bonitos antes. Com certeza, eu nunca tinha namorado ou feito amor com um homem cujos olhos azuis tinham causado arrepios na minha espinha como os seus faziam. Eu nunca tinha visto um homem cuja mandíbula tinha esse ângulo e cujos cabelos eram dourados e macios e sedosos ao toque. Eu nunca tinha sido tocada por um homem cujos dedos eram ásperos e suaves ao mesmo tempo. Eu nunca provei um homem cuja essência muito me lembrava do maná dos céus. "Só isso?" Engoli em seco quando ele parou na minha frente. "A menos que você queira mais?" Seus olhos brilharam para mim, e eu pude ver uma pergunta neles que não tinha nada a ver com ele me beijando. "E se eu quiser menos?" "Seria difícil querer menos do que eu tenho para dar." O sorriso deixou seu rosto, mas continuou seu olhar impenetrável nos meus olhos. "Você ficaria surpreso." "Por que você não foi embora com Katie e Brandon?" "Por que você me deixou ficar?" "Você não deveria estar aqui, você sabe."

46


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Por quê?" "Você vai ser a minha ruína." Ele fez uma careta. "Assustado que você vai para a cadeia?" "Não." "Sério? Eu estaria se fosse você." "Eu não tenho medo da cadeia." Ele encolheu os ombros. "Há demônios piores em minha mente." "Oh." Eu fiz uma careta. "O que fez de você o homem que você é, Greyson?" "Meu pai manteve uma mulher no porão." "O quê?" Eu sussurrei e olhei para ele em choque. "Você está brincando?" Ele continuou falando como se ele não tivesse me ouvido. "Ela era como sua escrava sexual. Ele ia para baixo todas as noites e fazia coisas com ela. Eu não sabia no início. Eu pensei que ele estava de luto, como eu estava. Mas uma noite, ouvi barulhos, então eu fui investigar e o vi transando com ela." "Oh, meu."

47


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Ela vivia no porão." Seus olhos me olharam e ele inclinou a cabeça. "Mas ela não estava trancada lá. Ela era livre para ir embora. Mas ela ficou lá. Vivendo para a noite, quando o meu pai descia e transava com ela." "Por que ele não a deixava ir para a casa e viver?" "Ele não se importava com ela," ele cuspiu. "Ele amava a minha mãe. Ele nunca iria manchar o nome dela. Mas ele tinha necessidades. Todos os homens têm necessidades, Meg. Necessidades não tem nada a ver com amor." "Então o que aconteceu?" Eu perguntei em voz baixa, sentindo meu coração quebrando com suas palavras. "Você é tão bonita." Seu dedo acariciou minha bochecha. "Quando eu olho em seus olhos, vejo-me ficando perdido na sua beleza." "Obrigada," eu sussurrei, sem saber como responder. "Não me agradeça. Não é um elogio." Seu dedo deslizou até os meus lábios e ele empurrou seu dedo em minha boca. Eu levemente o suguei, e nós apenas olhamos um para o outro. "Eu poderia levá-lo a fazer o que quiser, eu não poderia?" "Não." Eu balancei minha cabeça e mordi forte seu dedo. "Você não pode me controlar."

48


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Mau-humorada." Ele riu e puxou seu dedo fora. Ele mudou de assunto novamente e se virou. "Você acha que os homens controlam o mundo, Meg?" "Sim, mas não porque eles são melhores do que as mulheres. Eles só têm menos compaixão. Eles ditam e tomam o que eles querem, sem qualquer cuidado real quanto à forma como suas ações afetam os outros. " Ele se virou e olhou para mim, então, um pequeno sorriso em seu rosto. "Mas as mulheres, elas têm essa compaixão, não é?" "A maioria de nós tem?" "Pode uma mulher perdoar o diabo?" "Não é função de uma mulher perdoar o diabo. É para o diabo perdoar o diabo." "O que importa se ele perdoa a si mesmo?" "Para o diabo perdoar a si mesmo, ele tem que reconhecer o que ele fez de errado. Esse é o maior passo." Estendi a mão e toquei-lhe o rosto. "Uma vez que ele percebe o que ele fez de errado, ele pode procurar a redenção." "Por que você faz isso comigo?" Ele me puxou em direção a ele e olhou para mim por um segundo antes de seus lábios esmagarem os meus.

49


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Eu derreti contra ele e fechei meus olhos enquanto nos beijávamos. Eu respirei tudo dele enquanto sua língua invadiu minha boca. Seus dedos da mão enfiaram-se em meu cabelo e puxaram com força. Eu me contorci contra ele quando ele me puxou para mais perto dele. Eu abri meus olhos quando ele mordeu meu lábio inferior. "Deus. Eu gosto de ver as emoções em seus olhos quando eu te beijo," ele rosnou e, em seguida, continuou a sua exploração da minha boca. Eu o beijei de volta com fervor, chupando sua língua avidamente. Ele era minha droga e eu não poderia obter o suficiente dele. Senti suas mãos caírem para minha bunda, e eu corri minhas mãos por suas costas e deixei meus dedos correrem para cima e para baixo com urgência. Ansiosamente escorreguei meus dedos sob sua camisa e arranhei minhas unhas contra sua pele. Senti sua ingestão aguda de ar quando sentiu meus dedos arranhando sua pele. "Eu posso fazer áspero também, você sabe." Seus dedos apertaram minha bunda mais forte e eu ofeguei quando ele me empurrou contra a parede. Meu pescoço caiu para trás e seus lábios fecharam na grande extensão de pele que estava mostrando. Senti seus dentes me mordendo duro e, em seguida, ele usou a sua língua, acalmando suavemente a área. "Greyson," eu gemi contra ele. "Sim?" Ele fez uma pausa e olhou para mim.

50


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Nada." Eu fechei meus olhos novamente. Eu não queria falar. Eu só queria sentir. Suas ações combinavam com meus sentimentos sobre esta situação. Era doloroso e doce. Eu suspirei enquanto ele lentamente se afastou de mim. "Você deve fazer o seu teste." "Eu nem sei o que é." Eu sorri com tristeza e ele sorriu de volta para mim. "Eu acho que eu não te dei tempo." "Não, você não deu." "Ok, confira." Ele deu outro passo para trás, e eu olhei ao redor do quarto, curiosa. O quarto era maior do que a maioria dos outros quartos. Parecia uma espécie de sala de jogos. Havia uma mesa de bilhar e uma mesa de poker. Havia uma TV no canto com um sistema de jogo conectado. "Eu não tenho ideia do que eu tenho que fazer aqui." Eu olhei para ele. "Quem inventa esses testes? Eles são tão aleatórios." "Nada na vida é aleatório." Greyson me olhou contemplativamente. "Venha." Ele agarrou minha mão e me puxou para um canto da sala, que tinha um armário. "Abra-o."

51


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Tudo bem...?" Olhei para ele interrogativamente por um segundo antes de abri-lo. O armário estava cheio de biquínis, e eu olhei para ele com curiosidade. "Para o que é isso? Strip Poker?" "Para o que é a maioria dos biquínis?" Eu dei de ombros. "Para praia?" "Não." Greyson caminhou para o outro lado da sala e eu vi um alvo de dardos na parede. "O que você está fazendo?" Eu disse para ele, mas ele me ignorou. Em vez disso, eu vi quando ele abriu uma porta habilmente escondida. "O que está aí?" "Venha e veja." Ele sorriu para mim, e eu andei até ele rapidamente. Olhei pela porta e suspirei. Havia uma enorme piscina de tamanho olímpico na sala. Ao lado da piscina, eu podia ver uma banheira de hidromassagem, e havia pétalas de rosa no chão. "O que é isso?" "Uma piscina." "Eu vejo isso, mas por quê?" "Quer ir nadar?"

52


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu não tenho roupas..." Eu comecei e depois parei. "Eu acho que é por isso que os biquínis estão lá." "Vamos nadar?" "Eu não quero usar um biquíni que alguém tenha usado." "Você não precisa." Ele sorriu quando ele tirou a camisa e jogou-a no chão. Fiquei olhando para seu peito nu e engoli em seco. Merda, ele era quente. Havia uns leves cabelos em seu peitoral, e eu passei os dedos por ele. Era tão macio. Corri meus dedos através dele novamente e então eu apertei levemente seus mamilos. Greyson parou quando eu toquei nele, e eu olhei para cima para ver um pequeno sorriso em seu rosto. "Sobre nadar..." Ele riu e acenou com a cabeça em direção à piscina. "Eu não quero usar um biquíni usado." "Como eu disse antes, você não precisa." "Você tem um novo para mim?" "Não." Ele piscou para mim, e eu vi quando ele tirou os sapatos, descartou suas meias, e, em seguida, abriu o zíper de suas calças. Engoli em seco quando ele puxou as calças e cueca fora de uma só vez. Seu pênis estava em atenção e ele se estendeu na minha frente. Seus músculos 53


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

ondulavam e eu olhava para o seu corpo, mal capaz de pensar em outra coisa senão quão sexy ele era. Eu vi quando ele se afastou de mim e, em seguida, mergulhou na piscina e começou a fazer voltas. Olhei para suas roupas no chão e ri. "Meg, você é tão lenta," eu sussurrei para mim mesma quando eu percebi o que ele estava dizendo. Não havia biquíni para eu usar. Ele queria que eu fosse nadar nua com ele. Eu entrei na sala e vi como ele nadava. "Você vem?" "Não." Eu balancei minha cabeça enquanto eu fiquei ao lado da piscina. "Isso é uma pena." Ele começou a nadar de novo e vi o seu corpo fazer o seu caminho através da água. Ele nadava graciosamente, mal fazendo uma ondulação. Fiquei ali, sem saber o que eu deveria fazer. Eu realmente queria puxar minhas roupas e me juntar a ele, mas tudo que eu conseguia pensar era na entrada do diário de Nancy sobre a piscina. Mordi meu lábio enquanto eu olhava para Greyson enquanto ele nadava. Eu queria me juntar a ele, mas uma parte de mim estava com medo. Então eu ouvi um barulho e me virei para olhar na sala de teste rapidamente. Meu corpo congelou quando eu vi um vislumbre de um corpo em movimento na sala. Voltei para o quarto o mais silenciosamente que pude, mas estava vazio.

54


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"O que há de errado?" A voz de Greyson me fez saltar quando eu percebi que ele tinha saído da piscina e agora estava atrás de mim. "Nada." Eu balancei minha cabeça e suspirei quando ele me puxou de volta para seu corpo nu, molhado. "Junte-se a mim na piscina, Meg," ele sussurrou em meu ouvido urgentemente quando eu senti suas mãos chegarem até meus seios. "Por favor." Seu pênis duro empurrou contra a minha bunda e eu engoli enquanto sua respiração provocava meu ouvido. Fiquei ali, de costas para ele e fechei meus olhos. O que estava acontecendo aqui? Se eu não descobrisse logo, eu sabia que ia ficar louca.

55


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Greyson 20 Anos Atrás "Eu tenho as chaves." Eu as balancei na frente do rosto de Brandon. "Estamos fazendo isso, cadelas." "Seu pai lhe deu o dinheiro?" Brandon parecia surpreso, mas animado. "Eu ameacei contar a todos sobre as mulheres que ele mantém." Eu dei de ombros. "Ele não quer que as pessoas saibam que ele não é o viúvo de luto." "Ele tem mais de uma agora?" "Uma no porão. Uma no apartamento em Harlem." "Oh." "Quem se importa? Nós vamos chamar isso de presente de formatura." "É! Quanto ele te deu?" "Dez milhões de dólares."

56


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Ele realmente não queria que a notícia saísse, né?" "O que você está falando? Ele apenas está orgulhoso de que seu único filho se formou magna cum laude1 pela Universidade de Harvard." Eu olhei para ele. "E não doeu que eu tivesse fotos de sua masmorra – chicotes e tudo." Os olhos de Brandon se arregalaram. "Merda". "Mais como „sou foda‟. Nós podemos ter uma masmorra no clube." "Para que nós precisamos de uma masmorra?" "Sexo excêntrico. Eu tenho que soletrar?" "Eu não sei." Brandon franziu o cenho. "Você não tem que participar." "Bem, eu não estou dizendo que não." Ele riu. "Filho

da

puta."

Eu

entrei

na

cozinha

do

apartamento

compartilhávamos. "Quer uma cerveja?" "Não", ele respondeu. "Então, quando eu posso ver o prédio?"

1

Magna Cum Laude: Com Grandes Honras - corresponde aos alunos graduados com um nível acadêmico não menor de dezoito pontos obtidos.

57

que


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Podemos ir agora, se quiser." Eu sorri animadamente, adrenalina bombeando em minhas veias. Eu estava excitado de ver que minha visão estava finalmente se tornando realidade. "É! Vamos." "Esteja avisado, não está estruturado ainda." "Oh merda, é um buraco do inferno?" "É épico, cara. É enorme. É perfeito. Ele só precisa de algum TLC2." "Você quer dizer dinheiro?" Brandon revirou os olhos. "Isso ajudaria." "Eu acho que preciso contribuir." "Isso ajudaria." Eu sorri. "Você sabe que meu pai espera que eu trabalhe em sua empresa." "Isso é bom. Vou correr o dia-a-dia no clube." "Eu posso colocar minhas mãos em cinco milhões muito facilmente." Brandon olhou para mim interrogativamente. "Isso é o suficiente?"

2

TLC = tender loving care = cuidado carinhoso

58


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Isso vai dar para começar." Eu assenti. "Vamos. Podemos pegar um táxi." "Merda. Eu não posso acreditar que estamos fazendo isso." "Eu tenho algumas garotas vindo amanhã." "Para quê?" "Para começar a festa." Eu sorri. "Você é mau", ele riu. "Ei, mau é melhor do que fodido. Que é o que a maioria das mulheres me chamam." Eu ri, sentindo-me elevado na vida. "Elas nem sabem o que fodido é." Brandon revirou os olhos enquanto fazíamos o nosso caminho para a esquina. "Você não lhes promete nada." "Exatamente. É por isso que eu não me sinto mal. O que você vê é o que você consegue." "Sem promessas e sem mentiras." "Exatamente. Não é minha culpa se alguma garota idiota quer se enganar em pensar que se trata de algo mais do que sexo." "É por isso que governamos o mundo. Nós pensamos com nossos cérebros e fodemos com nossas cabeças." Brandon riu e eu suspirei.

59


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"É o protegido tentando superar seu mestre com esses comentários?" Eu ri e olhei para o meu amigo enquanto entrávamos no táxi. "Espere até que as meninas comecem no clube antes de pedir a alguém para chamá-lo de mestre." Brandon me deu um soco no ombro. "Ou eu terei que levá-lo para fora." "Você vai me levar?" Eu levantei uma sobrancelha para ele e flexionei meus bíceps. "Não deixe que minha boa aparência engane você, mano. " "Cale a boca. O que está acontecendo amanhã com as meninas? Você precisa de alguma ajuda?" "Pensei que seu pai queria você para começar amanhã?" "Eu sempre posso arrumar tempo para as gatas." "Esse é o meu trabalho, cara. Eu o corrompi." Eu ri e sentei no táxi. Tentei ignorar a culpa em meu coração. Eu não estava realmente orgulhoso de que eu tinha arrastado o meu melhor amigo para o lado negro comigo. Uma parte minha queria que ele tivesse sido capaz de me levar de volta para o seu lado quando estávamos no colégio. Mas parecia que o mal sempre venceu. De volta aquele dia, eu e ele tínhamos estado discutindo sobre como tratar as mulheres, e agora não havia discussão. Nós éramos ambos cachorros.

60


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

*** "Como foram as entrevistas?" Brandon apareceu em seu terno, parecendo muito com um jovem empresário. "Eh, nada de especial." Eu dei de ombros. "Nenhuma das meninas eram aceitáveis." "Eu conheci alguns caras no escritório. Alguns caras de Yale e Brown. Eles estão procurando por um lugar novo para relaxar à noite. Eu lhes disse que poderia conhecer um lugar." "Ah, é?" Sentei-me de volta. "O que eles disseram?" "'Quanto?'" Brandon riu. "Nós não tínhamos falado sobre as taxas ainda." "Estou pensando 100.000 dólares por ano", Eu disse com uma expressão séria. Brandon balançou a cabeça. "Há clubes em Miami que cobram US $ 100.000." "$250.000 então." "Isso é melhor." Brandon sorriu. "Então precisamos de meninas de alta qualidade."

61


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Nós precisamos de alta qualidade em tudo." Ele assentiu. "Quanto nos resta?" "Cerca de dois milhões e meio", eu suspirei. "As questões estruturais foram piores do que eu pensava." "Eu posso conseguir mais. E você?" Eu balancei minha cabeça. "Meu fundo fiduciário não paga por mais três anos." "Quanto mais você acha que precisamos?" "Outros dez milhões." "Farei uma transferência amanhã." "Você tem certeza?" "Eu tenho certeza. Para que servem os amigos? " "É por isso que eu escolhi você como meu parceiro." Eu sorri e ele riu. "Uh huh." "Eu não posso acreditar que estamos fazendo isso." Eu olhei para ele. "Nós realmente estamos fazendo isso, Brandon."

62


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu nunca tive qualquer dúvida." "Sério?" "Qualquer coisa que você coloca em sua mente, você faz." "Obrigado." "Não é um elogio." Brandon olhou para mim com uma cara triste. "Estamos fazendo a coisa certa?" "O que você quer dizer?" "Eu não sei. É emocionante, mas eu não consigo explicar. Parece apenas fora. Como se estivéssemos fazendo algo ruim." "Estamos fornecendo um serviço." "Eu sei, mas quem são essas mulheres?" "Nós não estamos fornecendo acompanhantes." Eu franzi as sobrancelhas. "Ou prostitutas." "Mas nós não estamos dizendo não ao sexo." "Elas são adultas. Elas podem fazer o que querem." "E sobre as masmorras e os quartos?"

63


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"O que sobre eles?" "E se alguém se machucar?" "Nós não deixaremos ninguém se machucar." "Se você tem certeza." Brandon não parecia convencido. "Eu não quero –" "Olha, Brandon, essas mulheres querem isto tanto quanto nós. Elas podem mentir e dizer que é sobre o amor, mas não é. É sobre elas obtendo uma foda dura e boa. É sobre elas conseguindo dinheiro. É sobre elas pensando que estão recebendo alguma coisa. Elas não dão à mínima." "Eu não sei. " Brandon franziu o cenho. "E quanto ao amor?" "Amor? " Eu ri. "O que é amor? Alguma emoção que torce sua cabeça e seu coração? O que é isso, Brandon? Você não está indo todo Ward Cleaver3 para mim, não é? Você não está me dizendo que quer 2,4 filhos e uma porra de casa em Long Island?" "Isso não é o que estou dizendo. Eu só estou dizendo que –" Uma voz suave interrompeu. "Oi, desculpe-me." Eu olhei para cima. Uma garota de aparência recatada entrou na sala. "Desculpe, eu estou aqui para a entrevista. Eu não estou atrasada, estou?"

3

Ward Cleaver: personagem na série Leave it to Beaver.

64


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Não, sem atraso algum" Eu sorri para ela e pisquei para Brandon. Agora, é sobre isso que eu estava falando. Ela era fresca e doce, com a quantidade certa de sex appeal. "Ótimo." Ela olhou para trás e para frente entre mim e Brandon. "Eu tive dificuldade para encontrar o lugar." "Não se preocupe. É novo." "Eu sei." Ela assentiu. "Ok, então qual experiência você tem?" "Depende do que o trabalho é." Ela sorriu para mim e eu ri. "O trabalho depende de suas habilidades." "Eu tenho muitas habilidades. Digitação, ditado, dança..." Ela fez uma pirueta e sorriu novamente. "Que tal lap dance4?" Brandon falou e eu fiz uma careta. "Brandon, tenha alguma classe." Eu balancei a cabeça para ele e depois olhei de volta para a garota. "Desculpe por isso. Meu parceiro de negócios é novo nisso."

4

Lap dance ou dança no colo é uma dança erótica, comum em clubes de striptease, onde a dançarina move-se sensualmente com ou sem roupa chegando a sentar no colo do cliente.

65


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Não se preocupe." Ela sorriu para mim e se inclinou para frente. "Mas se você quer saber, eu posso dar uma amostra de uma Lap Dance." "Ah, é?" Sentei-me para trás e sorri. "Isso não dói." "Sim, eu sou muito flexível." Ela passou as mãos pelos cabelos. "Ou assim me disseram." "Você pode me mostrar se você quiser." Brandon se sentou em uma das cadeiras. "Mostre-me com o que você está trabalhando." "Brandon, não. Apenas não." Eu balancei a cabeça para ele novamente. "Desculpe por isso." Eu sorri para a garota docemente, esperando que ela não percebesse que eu era o lobo de verdade na sala. "Não se preocupe com isso." Ela piscou para mim. "Você está contratada." Eu me inclinei para frente e sacudi sua mão. "Bemvinda ao clube privado." *** "Eu não posso acreditar que eu estou fazendo isso." Ela olhou para trás para mim, enquanto eu a pegava por trás. "Não se sinta mal. Muitas mulheres não podem resistir a mim."

66


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Mas eu nunca tive relações sexuais no primeiro encontro." Ela riu e, em seguida, gritou quando eu aumentei o meu ritmo e apertei seus seios. "Isto não é um encontro," Eu grunhi enquanto deslizava dentro e fora dela. "Ah, mas -" "Cala a boca por um segundo, por favor." Eu agarrei seus quadris e a detive conforme aumentei meu ritmo novamente. "Foda-se sim, eu estou prestes a vir." Eu fechei meus olhos quando eu senti a minha carga prestes a explodir. "Eu também," ela gemeu, e eu a senti começar a retorcer os quadris no meu pau. "Oh sim," eu murmurei. O movimento de seus quadris fez isso e eu me senti vindo. Eu me retirei dela rapidamente, removi o preservativo cheio de esperma fora, e saí. "Oh". Ela olhou para mim com um olhar decepcionado. Eu sabia que ela não teve um orgasmo, mas eu não me importava. Ela era ninguém para mim. E ela era uma idiota se ela achava que isso significava alguma coisa. Eu só a conheço há uma hora. Eu tê-la contratado não quer dizer nada. "Você pode cuidar disso se quiser." Eu dei de ombros enquanto fechei o zíper das minhas calças. "Brandon não vai voltar por mais quinze minutos." "O quê?" Ela olhou para mim em confusão.

67


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Use seus dedos." Eu olhei para ela e tentei não rolar meus olhos para sua estupidez. "Obtenha você mesma o orgasmo." "Oh, eu não posso..." Ela corou. "Pense nisso como um teste." Eu sorri. "Alguns de nossos clientes podem pedir-lhe para fazer isso. Vamos ver se você pode." Eu fiquei de pé olhando para ela, esperando para ver o que ela ia fazer. "Tudo bem." Ela assentiu, deitou de costas, e fechou os olhos. Eu vi como seus dedos trabalharam seu caminho entre as pernas dela e ela começou a esfregar seu clitóris. Ela gemeu, e eu sabia o momento exato em que ela o atingiu. Suas pernas tremiam e seus dedos começaram a se mover rapidamente. "É isso aí, Patsy," Eu falei suavemente. "Faça-se vir." Assisti como ela rolava no chão por mais alguns segundos antes que eu pegasse meu telefone e saísse do quarto para que eu pudesse ir verificar as minhas mensagens.

68


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Meg Dias Atuais "Eu acho que vi alguém na sala", eu sussurrei de volta para Greyson enquanto ele moía seu pênis contra mim. A água de seu corpo molhado estava encharcando minhas roupas e eu estava começando a me sentir pegajosa. "Tem certeza?" Ele mordiscou minha orelha. "Sim." Eu assenti. "Tenho certeza de que havia alguém na sala." "Talvez tenha sido uma das faxineiras?" Ele me puxou para encará-lo. Os olhos dele ficaram preocupados quando ele pegou meu rosto. "Você está bem, Meg?" "Só me deu um susto. Vendo alguém lá dentro." "Ninguém vai fazer nada com você. Eu estou aqui." "Sim." Eu olhei para ele e sorri fracamente. "Eu acho que você vai cuidar de mim."

69


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Claro." Ele se inclinou e beijou meu nariz. "Assim que você cuidar de mim." "Tudo o que você pensa é sobre sexo." "Eu não estava falando sobre sexo." Ele se afastou de mim e, em seguida, sua expressão mudou. "Você quer nadar?" "Por que não." Eu fiquei na ponta dos pés e o beijei. "Por que diabos não?!" "Você sempre me surpreende, Meg." "Por que isso?" "Você é diferente", disse ele e, em seguida, gemeu. "E eu não poderia ter usado uma expressão mais clichê." "Como eu sou diferente?" "Você não pulou na piscina logo que me viu tirar a roupa." "Você realmente é tão vaidoso?" Eu ri. "Sim." Ele sorriu para mim e depois agarrou a minha mão. "E sim, eu estou realmente duro agora também." Eu senti a minha mão contra a sua dureza e a apertei instintivamente. Ele gemeu quando meus dedos rasparam as gotas de água. "Oh, Meg". "Por que você sempre me faz tocar o seu..." Fiz uma pausa.

70


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Meu o quê?" "Você sabe?" "Não." Ele atirou. "O meu nariz?" "Sim, você sempre me faz tocar seu nariz." Revirei os olhos. "Pergunte uma questão boba, receberá uma resposta idiota." "Você está me chamando de boba?" Eu ri. "Eu faria uma coisa dessas?" "Sim." "Vamos nadar." "Vamos apostar corrida." Eu me afastei dele e corri para a piscina. Tirei as peças de roupa conforme eu corria - bem, principalmente meu top. Eu tentei arrancar o resto fora, mas era muito difícil de fazer enquanto eu estava correndo. Eu resmungava por dentro da minha grande falha em despir sedutoramente. Greyson apanhou-me ao lado da piscina e riu. "O que foi isso?" Tentei não encarar o seu corpo e como ele estava fazendo meu coração palpitar. Ele era muito sexy para seu próprio bem. Era como se

71


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Michelangelo tivesse esculpido o seu corpo de pedra. Era tão perfeito. Eu não pude resistir e estendi a mão e passei meus dedos pelo seu tanquinho e estremeci. Greyson olhou para mim e me deu um pequeno sorriso. "Ninguém me tocou tão reverentemente antes." "Eu não sei por que não." Eu sorri para ele fracamente. "Você é perfeito." "Nós dois sabemos que isso não é verdade." "Bem, seu corpo é muito malditamente perfeito." "Eu gostaria de ser perfeito de outras maneiras." Ele me olhou melancolicamente. "Eu nunca desejei uma vida diferente até agora. Minha filosofia é a vida nos dá o que podemos tomar e nós temos que fazer o melhor possível. Mas de alguma forma com você, eu gostaria que tivesse sido diferente. Talvez se minha vida tivesse sido diferente desde o início, eu seria um homem diferente agora. Um homem melhor." "Por que você deseja que você fosse um homem melhor?" Eu perguntei com o coração na garganta. "Provavelmente, pela mesma razão que você deseja que eu fosse um homem melhor," ele respondeu astutamente.

72


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu nem sequer conheço você." Eu dei de ombros e olhei para a piscina. A água era de um azul tão calmante e bonito. A serenidade do ambiente desmentia a agitação do furacão no meu coração e no estômago. "Eu acho que às vezes você não tem que conhecer alguém há muito tempo para saber que você gosta deles." "Ou não gosta deles," Eu brinquei de volta. "Eu me pergunto como as coisas teriam sido diferentes se tivéssemos nos conhecido em um ambiente diferente," ele continuou. "Que tipo de ambiente?" Eu olhei para ele, perguntando o que ele estava pensando e sentindo. "Como um supermercado." Ele riu. "Se tivéssemos nos esbarrado no Whole Foods, ou talvez até mesmo no Trader Joes. Você estaria comprando uma baguete francesa e alguns brie. Eu estaria comprando uma boa garrafa de Pinot Grigio ou talvez mesmo um cabernet." "E depois?" Eu perguntei sem fôlego quando ele parou. "Você tem que tirar outra peça de roupa antes de eu continuar." Ele acenou para mim e eu revirei os olhos, mas ainda assim eu removi minha calça e sapatos. Ele me olhou com os olhos apertados, examinando meu corpo quase nu com uma luxúria ansiosa. "Lindo", ele murmurou enquanto olhava

73


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

em meus olhos. "Eu olharia para você enquanto você esbarrava em mim e eu perguntaria –" "Quem disse que eu estaria esbarrando em você?" Eu interrompi. "Eu não sou desajeitado." "Nem eu" "Como eu estava dizendo... Conforme você esbarrava em mim", ele sorriu para mim então, "Eu veria o quão bonita e espirituosa você era e pensaria comigo mesmo: „Talvez possamos emparelhar o nosso vinho e pão juntos'." "Isso é o que você diria?" Eu ri, sentindo-me jovem e feliz na nossa brincadeira. "Você diria: 'Vamos emparelhar o nosso vinho e pão juntos?" Para uma garota que você apenas esbarrou no supermercado?". "Não, isso não é o que eu diria." Ele levantou a cabeça e olhou para mim com um sorriso malicioso. "Se você quer saber o que eu diria, por favor, tire outra peça de roupa." "Tudo bem." Revirei meus olhos, mas por dentro eu estava tremendo de emoção. Eu olhei para o meu corpo em consideração por um momento e, em seguida, tirei meu sutiã. Os olhos de Greyson dilataram enquanto olhava para os meus seios nus, e seus dedos se aproximaram para apalpálos suavemente. Ele deu um passo em minha direção e eu gemi quando senti sua dureza roçar contra minhas pernas.

74


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu diria: „Você tem lindos olhos.‟" Ele olhou para mim conforme esfregava os dedos suavemente em meus mamilos. "Eu diria que eu tinha uma garrafa de vinho, mas não tinha pão e queijo. Eu lhe daria um sorriso doce.” Ele olhou para mim. "Assim como este. E eu ia perguntar se você gostaria de ir a um piquenique." "Um piquenique?" Eu perguntei e depois engasguei quando seus dedos beliscaram meus mamilos. "Claro. Um gracioso piquenique no Central Park." "Eu não consigo vê-lo em um piquenique no Central Park", eu ri, e ele sorriu de volta para mim. "Bem, isso é se eu tivesse tido uma vida diferente. Se eu tivesse uma vida diferente, eu adoraria piqueniques no Central Park." "Eu vejo." Eu esperava que ele fosse continuar com a sua história. "Então eu esperaria por sua resposta. Eu esperaria que sua resposta fosse sim. Depois, talvez, eu comprasse também alguns morangos cobertos de chocolate, mas eu os esconderia até mais tarde no encontro." Seus olhos brilharam para mim. "Eu não queria que você pensasse que eu tinha algumas ideias." Eu ri. "Mas é claro que você teria ideias."

75


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Bem, é claro que eu teria. Tem muito de mim que não seria diferente." Ele riu, e enquanto eu olhava para ele, eu percebi o quão jovem ele parecia naquele momento. Tão despreocupado. Meu coração se acalmou quando eu percebi que este era o Greyson que eu desejava que existisse. "E depois?" Eu o cutuquei, precisando dele para continuar. "E então..." Ele me puxou para mais perto dele. "E então nós iríamos para o parque. Eu acho que lhe levaria para Midtown e iríamos em torno de West 50th." "Há uma entrada lá?" "Há uma entrada perto de lá, tenho certeza." Ele encolheu os ombros. "E nós nos sentaríamos na grama verde e riríamos. Eu diria a você algumas piadas e lhe mostraria alguns truques de mágica." "Quantos anos temos neste sonho?" Eu levantei uma sobrancelha para ele, e ele bateu na minha bunda. "Ow". "Ouça." Ele me puxou para mais perto dele. "Então nós deitaríamos e olharíamos para o céu e os pássaros.” "Com sorte não seria um dia cinzento", eu murmurei, e ele bateu na minha bunda de novo. Eu gritei com o toque de sua mão contra mim, mas ele apenas sorriu.

76


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Em algum momento, você perceberia que eu era totalmente atraente e desejável e você chegaria mais e me beijaria." "Na verdade, eu acho que eu estaria esperando por você para me beijar." "Bem, eu acho que você não seria capaz de resistir a mim e você chegaria mais e me beijaria de leve." Ele se inclinou para baixo. "E depois você me beijaria deste jeito." Seus lábios tocaram os meus e ele os apertou levemente para baixo e me deu um beijo doce antes de se afastar. "E eu estaria sentado lá pensando, 'Uau. O que aconteceu?'" "Uh huh", eu sussurrei ofegante. "E eu estaria esperando que você fizesse isso de novo." "Sim." Eu olhei para ele, querendo sentir a maciez de seus lábios nos meus novamente. "Sim, você faria?" Ele me olhou nos olhos, em busca de uma resposta, e eu assenti. "Sim, eu faria de novo. Tudo de novo." Seus lábios esmagaram os meus novamente, mas desta vez eles se moviam com rapidez deliberada, como se estivessem em uma missão. Sua língua entrou em minha boca, e eu estendi a mão e agarrei as pontas de seu cabelo. Seu pelo do peito brincou com meus seios e seus dedos

77


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

massagearam minhas costas enquanto nos beijávamos. Eu senti seu pau pressionado contra o meu estômago e me empurrei contra ele com mais força. Nossos corpos estavam ambos um pouco frios, então eu empurrei para ele mais duro para que pudéssemos construir o nosso calor. Seus dedos desceram para o meu traseiro, e ele me puxou para mais perto dele enquanto apertava minha bunda. Eu gemia enquanto seus lábios deixaram os meus descendo do meu pescoço para os meus seios. Sua língua lambeu suavemente meus mamilos antes que seus lábios apertassem e os chupassem. Fechei meus olhos quando eu senti o calor de sua boca me consumindo. Seus dedos começaram a brincar com o meu outro mamilo, e agarrei seus ombros enquanto eu sentia minhas pernas começando a enfraquecerem com o desejo. Greyson se afastou de mim e imediatamente beijou a minha barriga. Seus dentes agarraram a frente da minha calcinha e ele gentilmente a puxou para baixo. Quando chegou aos meus tornozelos, eu rapidamente saí dela e Greyson grunhiu com satisfação. Ele se levantou devagar e sorriu para mim antes de mergulhar na piscina. Eu vi como ele nadou debaixo d'água e depois apareceu do outro lado da piscina. "Venha se juntar a mim, Meg." Eu mergulhei na piscina antes que eu pudesse me convencer do contrário. A água fria chocou minha pele enquanto eu nadava, e eu fiquei debaixo d'água, tentando fazer com que o meu corpo se ajustasse mais rapidamente à temperatura baixa. Eu nadei ligeiramente e fiz uma volta rápida quando

78


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

cheguei ao outro lado e dei outra volta. Após cerca de trinta segundos, meu corpo se ajustou à temperatura, e eu deitei na água e flutuei de costas. "Eu não sabia que você era uma sereia." Greyson nadou até mim, e eu comecei a bater os pés na água para que eu pudesse olhar para ele em vez do teto. "Bem, eles não me chamam de Ariel por nada." Eu sorri e ele me espirrou água. "Ei!" Joguei de volta e ele riu. "Você vai deixar o meu cabelo molhado!" Ele gritou e eu ri. "Eu sinto muito em dizer isso, mas ele já está molhado." "Assim como você." Ele lambeu os lábios. “Sim, estou molhada." Revirei os olhos. "Eu estou na água." "Isso não é o tipo de molhado que eu estou falando." Ele nadou para perto de mim, e eu senti seus dedos alcançando entre as minhas pernas. Enquanto acariciava meu clitóris, eu encontrei meus pés chutando mais rápido na piscina. "Você é um menino mau." "Você não iria querer isso de nenhuma outra maneira." "Eu pensei que você estava tentando ser bom agora." 79


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Não." Ele balançou a cabeça e olhou para mim. "Eu disse que se a vida tivesse sido diferente, eu poderia ser uma pessoa diferente. Eu teria sido bom. Mas a vida não foi diferente e eu ainda sou eu, e eu sou tão ruim como eles vêm." "Você realmente não é mau." "Sério?" Ele sorriu para mim, e eu o senti puxar minhas pernas em volta de sua cintura. "Você não acha que eu sou mau?" "Não." Eu engasguei quando eu o senti entrar em mim lentamente. "Nem mesmo agora?" Ele riu e me empurrou contra a parede. "Não." Eu balancei a cabeça lentamente e gemi quando ele aumentou o ritmo de suas estocadas. "Segure-se à minha volta", ele ordenou enquanto suas mãos agarravam ao lado da piscina. Fechei os olhos e segurei suas costas escorregadias. "Agora se incline para trás na parede de modo que seu corpo fique flutuando para cima um pouco", ele ordenou, e eu me inclinei levemente para trás, segurando-o com força. "Não se preocupe, Meg. Eu não vou largar." Eu mantive meus olhos fechados enquanto ele falava e me concentrei no prazer preenchendo meu corpo e não em suas palavras. Eu sabia que parte de mim queria que ele realmente quisesse dizer estas palavras. Eu queria que ele dissesse que nunca ia me deixar ir. Mas eu dispensei estes pensamentos.

80


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Eu não queria me tornar aquela garota. Eu não queria fazer isso mais do que era. Não para mim e não para ele. Nós mal nos conhecíamos. Em vez disso, concentrei-me na forma como o seu pênis estava se movendo dentro de mim tão delicada e deliciosamente. Foi uma experiência diferente, estando na piscina e tendo sexo. Parecia diferente. Não necessariamente mais intenso, mas mais único. Eu podia sentir a água me acariciando e eu podia ouvir o som dos salpicos conforme ele me tomava. Meus seios pulavam para cima e para baixo na água, roçando suavemente seu peito, e minha bunda parecia que estava flutuando na água. Era quase como se eu estivesse sem peso quando nos agarramos um ao outro. "Eu acho que eu vou vir", ele gemeu no meu ouvido e eu abri meus olhos para ver seu rosto. Seus olhos estavam cheios de desejo, e ele aumentou o seu ritmo. A água estava espirrando mais alto agora, e eu envolvi minhas pernas em volta dele com mais força, desfrutando de vê-lo a ponto de gozar. "Você está quase lá?", ele sussurrou e acalmou, olhando para mim perscrutadoramente. "Não." Eu mordi meu lábio enquanto eu falava com honestidade e movi meus quadris contra ele gentilmente. "Oh, merda", ele gemeu, e eu senti seu corpo estremecendo quando ele veio dentro de mim. "Oh, Meg". Ele segurou-me com força enquanto seus lábios procuraram os meus. Ele retirou-se devagar e olhou de volta para mim com um olhar determinado em seus olhos. "Você não veio?"

81


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Não." Eu balancei minha cabeça e ele sorriu maliciosamente. "Eu acho que eu vou ter que mudar isso para um sim." Ele agarrou meu corpo e me segurou enquanto ele nadava para os degraus. Ele me puxou para fora da piscina com ele e rapidamente correu para pegar algumas toalhas. Ele voltou com três grandes toalhas brancas e as assentou ao lado da piscina. "Deite-se." Ele agarrou minha mão e me puxou pra baixo sobre a toalha. "Você está com frio?", Ele perguntou quando percebeu meus tremores. "Eu estou bem." "Deixe-me aquecê-la um pouco." Ele pegou outra das toalhas, desdobrou-a e começou a esfregar suavemente meu corpo seco. "Eu não quero que você tenha um resfriado. Como é que se sente?" "É uma sensação agradável." Eu balancei a cabeça e sorri pra ele. Era bom ser massageada por Greyson. Isso me fez sentir como se ele realmente se importasse comigo. "Agora, deite-se e afaste as pernas." Ele sorriu para mim maliciosamente. "Eu tenho algum trabalho a fazer." Olhei para ele e tentei não suspirar. Apenas quando eu pensei que poderia ter sido muito mais do que sexo, ele disse ou fez algo que me trouxe de volta para a Terra.

82


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você é tão linda pra mim." Greyson olhou para mim e começou a cantar. "Isso é uma música?" "Não, isso é um fato." Ele piscou e então senti seus dedos massageando meus seios enquanto beijava minha barriga e lambia meu umbigo. "Você parece um anjo e seu sabor é como um de pecador." "Eu não me sinto muito como um anjo," eu gemi quando ele beijou mais para baixo e enterrou o rosto na minha buceta. "Oh, Greyson." Abaixei-me e agarrei seu cabelo. Sua língua era quente e macia contra a minha frieza, e eu me contorcia embaixo dele enquanto seus lábios chupavam e me beijavam. Sua língua se movia lentamente para trás e para frente no meu clitóris, e eu agarrei o seu cabelo mais forte. "Por favor", eu gemi, contorcendo-me quase em êxtase. Eu queria sentir mais dele em todos os lugares. Eu precisava senti-lo dentro de mim. Greyson não brincou comigo neste momento. Sua língua entrou em mim com habilidade, provocando e me atormentando enquanto seus dedos brincavam com meu clitóris. Eu não podia acreditar o quão requintado o prazer era. Eu podia sentir cada nervo do meu corpo formigando e clamando. Eu me senti como se eu estivesse à beira de um penhasco e havia uma brisa fresca que estava desejando me empurrar. Eu estava tão perto de apenas cair e deixar a natureza fazer o que ela queria comigo. Eu estava tão

83


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

perto de me tornar um com o vento5. Eu só precisava de um último empurrão. Eu gritei quando Greyson puxou a língua para fora de mim. "Não, não pare!" Eu implorei, não me importando que eu estava me contorcendo embaixo dele. Minhas mãos se abaixaram e empurraram sua cabeça de volta entre as minhas pernas. "Eu estou tão perto", eu sussurrei lamentavelmente. "Diga-me como se sente," ele rosnou para mim e lambeu meu clitóris novamente. "Parece que eu vou explodir," eu lamentei. "Por favor." "Por favor, quem?" "Greyson!" Eu gritei. Ele sorriu e então me puxou para cima rapidamente. "Fique de quatro," ele me ordenou. "É isso." Eu me ajoelhei no chão e esperei o que viria depois. Greyson me girou de modo que minha bunda estava de frente para ele e senti seu polegar me esfregando suavemente. "O que você está fazendo?" Engoli em seco e saltei ligeiramente quando ele roçou meu ânus. 5

No sentido de se fundir como o vento ao ponto de se tornar o próprio vento.

84


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Não se preocupe, Meg". Ele riu enquanto veio atrás de mim. Eu senti a ponta do seu pênis na minha entrada, mas em vez de entrar, ele gentilmente esfregou meu clitóris. Eu curvei para frente um pouco e ele riu novamente. "Você ainda está tão molhada para mim." Eu não lhe respondi. Em vez disso, eu me preparei para o prazer que eu sabia que estava vindo. Eu não tive que esperar muito tempo. Meu primeiro orgasmo ocorreu logo que ele entrou em mim. Eu senti as paredes da minha buceta apertar em seu pau duro e todo o meu corpo tremia quando o orgasmo me atingiu. Isso pareceu excitá-lo ainda mais porque ele agarrou meus quadris e grunhiu enquanto se movia dentro e fora de mim. "Amo sentir quando você goza." Ele gemeu. "Faz-me mais duro saber que eu sou o responsável por lhe trazer tanto prazer." "Oh, por favor, não pare." Eu girava meus quadris de volta para ele, saboreando o fato de que eu podia sentir outro orgasmo construindo. "Desculpe-me, eu não fiz você vir na piscina." Ele parecia irritado consigo mesmo. "Eu não quero que você pense que eu não me importo com você sendo cuidada." "Está tudo bem." Eu gemi quando agarrei a toalha para me equilibrar. "Você está fazendo isso agora." Greyson saiu de mim de repente e me virou de costas antes de entrar em mim novamente.

85


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu gosto de olhar em seus olhos quando eu gozo." Ele me beijou urgentemente enquanto seu pênis me enchia até o limite. "Faz isso ser mais especial." Olhei em seus olhos naquele momento e havia uma luz lá que eu nunca tinha visto antes. Senti meu corpo queimando naquele momento. Senti-me tão importante e poderosa. Tudo parecia elevado, e quando olhamos um para o outro, senti como se eu estivesse voando. Meu coração e minha alma estavam ascendendo, e como chegamos ao clímax juntos, eu sabia que este era mais um momento que eu não esqueceria pelo resto da minha vida. *** Sequei minha pele com a grande toalha branca macia que Greyson tinha me dado e tentei não deixar que meus sentimentos de culpa me esmagassem. Eu sabia que, tão certo como eu sabia que o céu era azul, que eu estava me apaixonando por Greyson. Já estava apaixonada por Greyson, se eu fosse honesta. Eu queria rir da ironia de tudo isso. Eu era a garota que não acreditava em amor à primeira vista. Eu era a garota que zombava quando amigos me diziam que tinham encontrado a pessoa depois de alguns encontros. O que era o único realmente? Havia realmente uma pessoa para todos? Eu sempre pensei que Deus tinha me esquecido. Onde estava a minha pessoa? Eu de

86


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

alguma forma consegui passar a vida sem quaisquer grandes amores e eu não queria Greyson para ser o único. Minha respiração ficou presa e senti lágrimas surgindo nos meus olhos quando eu percebi a verdade que eu não queria reconhecer. Eu estava me apaixonando por Greyson Twining e eu não queria. Eu não queria que o meu coração pulasse a cada vez que eu o via. Eu não queria que meu estômago sacudisse quando eu pensasse nele. Eu queria não ser capaz de fechar meus olhos e imaginá-lo ao meu lado. Eu queria não ser capaz de sentir o cheiro dele no ar. Eu não queria sentir como se o meu mundo fosse terminar caso ele acabasse por ser o diabo que eu achava que ele era. Porque, então, em quem isso me tornava? Que tipo de pessoa dá si mesma a um homem como ele? Eu afastei as lágrimas e vi que Greyson tinha deixado seu relógio no chão. Abaixei-me e peguei, tentando ignorar a leve excitação que estava borbulhando na boca do meu estômago. Eu tinha acabado de estar com Greyson menos de dez minutos atrás, mas eu já estava animada para vê-lo novamente. Eu lentamente coloquei minhas roupas. Eu não me importava com os outros testes. Eu não estava indo fazê-los. Eu já tinha decidido que eu estava saindo no final do dia. Parecia estranho para mim que eu só estava aqui por alguns dias. Parecia como anos. Sentia-me como se conhecesse Greyson toda a minha vida, mas eu não o conhecia há uma semana.

87


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Eu podia sentir minha cabeça batendo conforme uma dor de cabeça surgia. Coloquei o relógio de Greyson no meu bolso e caminhei até seu escritório. Abri lentamente a porta, mas a sala estava vazia. Suspirei quando eu percebi que ele não estava lá. Decidi caminhar até sua sala de estar privada para ver se ele estava lá. Enquanto eu caminhava, eu pensei sobre a noite que Greyson tinha cantado pra mim e como nós tínhamos dançado ao redor da sala. Tinha feito me lembrar de uma cena de um filme. Um antigo filme romântico. Um filme onde os homens ainda eram homens e sabiam como tratar uma mulher. Cheguei ao estúdio de Greyson e fiz uma pausa enquanto olhava através da janela. Greyson estava deitado no sofá, e ele parecia estar lendo um livro. Fiquei lá e o observei por alguns minutos. Ele parecia tão calmo e tão bonito. Meu coração doía por mim e por Greyson. Que demônios estavam comendo-o por dentro? "Ele é muito bonito, não é?" A voz de Patsy me surpreendeu quando ela parou ao meu lado. Eu olhei para ela com os olhos arregalados, mas ela não estava olhando para mim enquanto falava. "Ele é um homem maravilhoso, Greyson é." "Eu realmente não o conheço," eu murmurei. "Não, você não conhece. Eu o conheço há muito tempo." Sua voz soava melancólica. "Eu fui a sua primeira empregada aqui no clube."

88


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Oh." Olhei para ela com surpresa. "Eu não sabia disso." "Por que você deveria?", Disse ela com desdém quando ela olhou para mim com um leve sorriso de escárnio. "Você deve saber muito do que se passa aqui?" "Eu sei." Ela assentiu e deu um passo para trás. "Eu sei tudo". "E você ainda trabalha aqui?" Eu perguntei em voz baixa, na esperança de obter mais informações. "Claro que ainda trabalho aqui. Greyson sabe que pode confiar em mim." Ela fez uma careta. "Eu o amo, você sabe." Ela olhou através da janela para Greyson. "E o amor significa amar alguém, não importa quem eles são." "Oh." Então, olhei para ela com cuidado. "Eu não sabia." "Eu o amei desde o início. Eu pensei em um momento que meu amor poderia mudá-lo. Ou pelo menos salvá-lo." Ela suspirou. "Você não pode ajudar quem você ama." "Ele ama você?" "Ele não ama." Ela balançou a cabeça e olhou para mim com uma expressão de desprezo. "O que você está fazendo aqui? Você deveria estar em uma sala de teste."

89


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu estava andando por aí." "Eu já lhe disse que isso poderia colocá-la em apuros." "Eu tenho que ir," eu disse com relutância e ela assentiu. Afastei-me rapidamente e diminui conforme dobrava a esquina. Olhei para trás e vi como Patsy bateu na porta e entrou na sala. Eu rapidamente voltei para a soleira e segurei minha orelha contra a porta. A princípio, os sons eram abafados, mas percebi que era devido à forte batida do meu coração. Eu tomei um par de goles profundos de ar para controlar a minha respiração e tentei ouvir novamente. "Greyson, é o melhor." Eu podia escutar a voz de Patsy claramente agora, e parecia que ela estava implorando. "Nós devemos partir. Podemos começar de novo. Você sabe que eu sempre vou apoiá-lo." "Não, Patsy. Eu não vou partir." "Mas você tem que ir. Ela sabe o que aconteceu e agora –" Ele a cortou com raiva. "Como você sabe que ela sabe?" "Ela me disse." Sua voz era firme. "E há outros." "Há outras pessoas que querem fazer o quê?"

90


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eles querem derrubá-lo, Greyson." Sua voz estava assustada. "Não é mais seguro aqui." "Eu não corro da verdade, Patsy. Este é o meu clube." "Mas, Greyson," ela implorou. "Você precisa sair agora." Sua voz era brusca. "Tudo bem." Ela reprimiu um soluço. "Mas não diga que eu não te avisei. Ela vai ser a sua ruína e a minha." Percorri de volta ao redor do corredor rapidamente, abri a porta para uma sala, e me enfiei para me esconder. Eu assisti Patsy deixar a sala de Greyson com um rosto abatido e tentei não me sentir emotiva. Eu não podia acreditar que eu não tinha percebido o quão apaixonada ela era por Greyson. Será que ele a ama? Teria ele alguma vez a amado? Teriam eles já sido íntimos? Eu me encolhi com o pensamento e ignorei a sensação de mal estar que foi se acumulando na boca do meu estômago. Saí da sala e corri de volta para o estúdio de Greyson. Eu estava prestes a bater na porta quando eu percebi que ainda estava entreaberta e ele estava em uma chamada. "Brandon, é Greyson." Sua voz era tranquila enquanto ele falava. Espiei com um olho através da abertura para observá-lo enquanto ele falava ao

91


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

telefone. Suas feições pareciam rígidas e seu corpo parecia tenso. "Nós temos um grande problema. Não, eu não quero você vindo e trazendo sua namorada com você de novo." Ele fez uma pausa, e eu podia vê-lo andando para lá e para cá. "Olha, Brandon, eu preciso do seu conselho. Temos um problema de Maria acontecendo agora." Eu retrocedi então e apertei a minha mão sobre a minha boca. O sangue drenou do meu rosto enquanto eu caminhava rapidamente de volta para o meu quarto. Esta foi a verdadeira razão pela qual Maria foi morta? Ela tinha encontrado muita informação sobre o clube? Teria ela ameaçado contar à polícia? Ela tinha sido assassinada? Meus passos aumentaram como um flash devido à pura preocupação e o medo que me atingiram. Eu seria a próxima Maria?

92


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Greyson 10 Anos Atrás A sala estava enfumaçada e as luzes estavam pouco perceptíveis. A música estava pulsando no nível preciso – alta o suficiente para criar alguma emoção, mas aceitavelmente baixa para que os empresários pudessem relaxar e conversar sem a sensação de que eles tivessem que gritar. O ambiente do clube estava no ponto – cheirava a dinheiro, sexo e à diversão. Eu deveria estar feliz com isso. Tinha o mais quente, mais exclusivo clube em Nova York, mas eu ainda não estava satisfeito. Eu vi como algumas das meninas dançavam em gaiolas no palco na frente da sala. Eu vi como um senador caminhou até o palco e só ficou lá olhando para uma menina bonita Asiática enquanto ela bailava até o chão. Ele chamou seu amigo, um homem que eu reconhecia como um diretor top de Hollywood, e eles ficaram lá assistindo as meninas dançando. Eles pareciam estar encantados com as bailarinas e esperaram lá por alguns minutos, antes de voltarem para sua cabine ao lado da sala. Eu vi como Patsy caminhou até a mesa, pronta para anotar os pedidos.

93


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Eu tinha certeza que eles queriam a menina da gaiola, mas essas meninas não estavam autorizadas para serem pedidas. Elas não faziam nada além de dançar. Mas eu sabia que Patsy ainda podia fazê-los felizes. Tínhamos um bando de meninas que estavam prontas para dar lap dances, boquetes, qualquer coisa que os homens pedissem – se o preço estivesse certo. "Deus, foi um erro ir para casa com Maria. Você estava certo." Brandon fez uma careta quando ele me distraiu dos meus pensamentos. "Eu não sabia que ela achava que isso era sério." "O que você achava que significava quando uma menina lhe pede pra ir pra casa com ela?" "Eu não sabia que seus pais e sua irmã estariam lá. Merda, sua irmã mais nova basicamente me perguntou quando iríamos casar." "Você vomitou?" Eu ri. "Dois uísques com gelo, Denise." Eu acenei com a cabeça para a garota na minha frente. "Claro que sim, Sr. Twining," ela ronronou pra mim ressaltando seus seios. Eu nem sequer me preocupei em observá-la enquanto ela se afastava, ainda que ela tivesse a bunda mais em boa forma que eu já vi. "Ela é muito quente." Brandon observou enquanto ela se afastou, e eu gemi. "Cara, não namore outra garota do clube. Nem mesmo foda com elas. Não é uma coisa boa."

94


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Como eu ia saber que Maria viria a ser uma psicopata?" "Você sabia que ela usa cocaína." "Cocaína não faz de alguém um psicopata." "Não mexa com as meninas", eu disse de novo lentamente. "Isso já está uma bagunça." "Você não sabe da missa a metade." Ele suspirou e se inclinou para frente. "Ela disse que me ama. Ela disse que pode dificultar as coisas." "Ela não pode ficar fazendo ameaças assim." Eu pulei quando vi Denise se aproximando, agarrei os uísques de sua bandeja e os virei rapidamente. "Mais dois." Olhei para ela quando coloquei os copos vazios de volta em sua bandeja. "Sim, Sr. Twining." Ela piscou os olhos para mim tão sedutoramente quanto podia. Eu senti seus mamilos roçando meu braço enquanto ela tentava flertar comigo. "Você gostaria de mais alguma coisa?" "Não." Eu balancei a cabeça e fiz contato visual com ela. "Você gosta daqui?" "Sim, eu amo Sr. Greyson." Ela assentiu com entusiasmo, e eu podia ver a adoração em seus olhos. "É Twining." 95


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu quis dizer Sr. Twining." Ela corou em seguida, e eu podia ver o terror em seus olhos. Ela estava com medo de mim. Isso me chateou. Eu não queria que as garotas tivessem medo de mim. Não havia nada a temer. Eu nunca machucaria qualquer uma delas. Ou dormiria com elas. Além de Patsy, e isto tinha sido um erro. Não era para dizer que eu era um monge. Eu tinha muitas mulheres. Apenas mulheres que eu pegava do lado de fora. "Quantos anos você tem, Denise?" "Vinte, senhor." "Você deveria estar servindo álcool?" "Não sei." Ela encolheu os ombros. "Contudo, realmente não importa. Eu tenho bebido desde que eu tinha 12 anos." "Você tem sexo no clube?" Eu não estava certo porque eu fiz a pergunta. Eu nunca tinha realmente me importado com as meninas antes ou quem eram ou o que elas fizeram. Elas só tinham que ter boa aparência, dançar bem, ter um sorriso bonito ou sexy, e estarem dispostas para o trabalho. "Eu tive relações sexuais com alguns homens, senhor." Ela tentou sorrir, mas nunca chegou a seus olhos. "É bem pago." "Você gostou?" Por alguma razão, sua resposta era extremamente importante para mim. Eu sempre tive a ideia de que as mulheres pensavam

96


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

sobre sexo como os homens pensavam. Era divertido e era bom, e era um bônus se elas conseguissem um pouco de algo por isso. "Foi bom." Ela olhou para o chão e deu um passo para trás. Eu fiz uma careta enquanto eu olhava para ela. Ela não se parecia com uma mulher que estava feliz com as vantagens do trabalho. "Eu vejo. Vá e pegue os uísques agora." "Sim, Greyson." Ela saiu correndo e eu fui e me sentei com Brandon. "Você acha que as garotas gostam de seus empregos aqui" eu perguntei-lhe casualmente. Ele olhou para mim com surpresa. "Quem sabe?" Ele deu de ombros. "Tenho certeza de que algumas gostam." "Embora nem todas?" "Quem quer realmente ser uma vagabunda ou uma prostituta?" "Elas não são vadias e putas." Eu me senti irritado com sua escolha de palavras. "Greyson, metade dessas garotas estão nas drogas e álcool para que elas possam dormir com alguns desses vagabundos." "O que você está dizendo?"

97


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu estou dizendo que não acho que a maioria delas realmente goste de trabalhar aqui. Mas nós não nos importamos, não é?" "Sim. Nós não forçamos qualquer destas garotas para assumir o cargo." "Elas tiveram sorte em conseguir um emprego aqui," continuou Brandon. "Metade destas garotas não têm nenhuma habilidade. O que elas vão fazer? A maioria delas ficava chapadas antes mesmo de chegarem aqui. Muitas provavelmente estavam dormindo com vagabundos na rua por vinte dólares. Estamos ajudando-as a mudar suas vidas." "Estamos realmente?" Olhamos um para o outro por um momento e eu sabia que nós dois estávamos sentindo tanta dúvida quanto o outro. "Nós não podemos mudar isso agora, Greyson. Estamos muito envolvidos." Mudei de assunto. "O que você vai fazer a respeito, Maria?" "Eu vou cuidar dela." Ele suspirou. "Eu a calarei. Ter certeza de que ela não vai abrir mais sua boca." "Bom. Nós não precisamos dela criando qualquer problema." *** "Oi, quer uma dança?" Uma atraente garota bronzeada com cabelo castanho escuro encaracolado, aproximou-se de mim logo que entrei na sala dos pervertidos. A sala dos pervertidos era escura e privada. Só os 98


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

homens do mais alto nível do clube estavam autorizados a entrar. Havia cerca de vinte garotas que trabalhavam na sala dos pervertidos e todas elas sabiam qualquer coisa que fosse. "Não, eu estou bem." Eu balancei a cabeça e continuei andando. "Mas eu adoraria lhe mostrar um bom tempo." Ela estendeu a mão para o meu braço e eu parei. "Qual o seu nome?" "Janice." "Prazer em conhecê-la, Janice." "Seria mais agradável se você me deixasse lhe dar uma dança." Olhei para ela por um momento, para seu sorriso docemente travesso, e percebi que ela não devia saber quem eu era. À medida que o pensamento me atingiu, eu sorri. "Claro, por que não." Janice sorriu, pegou minha mão e me puxou para o lado da sala para um sofá de couro preto. "Você gostaria de alguma música em particular?" "Não. Surpreenda-me." Sentei-me e concentrei nela, tentando me impedir de olhar para o que estava acontecendo em outros lugares na sala, embora fosse difícil. Eu podia 99


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

ouvir o som do balanço do sexo enquanto se movia para trás e para frente, e tentei fazer uma nota mental para conseguir alguém para vir e lubrificá-lo. Gostaria de saber quem estava sobre ele e sorri. Eu sabia que o balanço do sexo tinha sido um bom investimento. Quem não gostava de encontrar novas formas de fazer sexo? "Eu sou uma sexy, sexy vadia." Janice cantou para mim e eu vi como ela começou a balançar seus quadris enquanto ela se abaixava para ligar alguma música. Sua bunda estava colocada ao ar para todos verem, com apenas uma pequena tanga preta. Ela estava usando em cima algum tipo de cobertura cowgirl, e tinha um longo pendão de couro, mas que fazia um bom trabalho em acentuar seus grandes seios. Ela se levantou e caminhou em minha direção como uma modelo em uma passarela conforme a música começou a tocar. Sua confiança me surpreendeu quando ela se sentou no meu colo e começou sua dança lenta de uma música Boyz II Men. Ela empurrou o meu peito para trás de modo que eu estava sentado na cadeira e lentamente desfez de seu top. Ela esfregou seus mamilos no meu rosto enquanto ela descia até o chão, e começou a gemer. "Você me faz tão excitada," ela sussurrou em meu ouvido conforme ela plantou sua bunda no meu colo. Comecei a me sentir desconfortável com o espetáculo que ela estava fazendo de si mesma. É assim que ela agia todas as noites? Pareceu tão

100


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

falso, e eu não estava sentindo-me excitado em tudo. Eu estava feliz que ela não sabia quem eu era e ela estava me mostrando como ela tratava os clientes do clube. Este comportamento não era aceitável para o clube privado. Era muito falso e artificial. Isso pode ser bom para um baile barato em um clube de strip localizado em uma parte decadente da cidade, mas não era bom para um clube exclusivo. "Janice, eu preciso ir..." Eu comecei a levantar e ela me empurrou de volta para baixo. "Mas Sr. Twining, eu queria te agradecer por ser tão bom para a minha amiga Maria." Eu olhei para ela com surpresa. "O quê? " "Eu sei que Brandon a usou, tratou-a como uma maldita idiota. Mas ela disse que você era legal. Você a fez se sentir como se fosse mais do que apenas um pedaço de carne. " "Eu não sei o que você está falando." "Basta sentar e desfrutar." Ela sorriu para mim. "Tem sido muito tempo." "O que faz muito tempo?" Eu fiz uma careta. "Desde que você teve uma liberação." Ela se abaixou e massageou meu pau através das minhas calças antes que a empurrasse de cima de mim.

101


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu não sei o que você pensa que está fazendo, mas você acabou." "Você não gostou?" Ela me olhou com surpresa. "Eu pensei que você teria gostado disso." "Você está enganada. Venha comigo." Eu agarrei seu braço e a escoltei para fora da sala. Eu poderia dizer que algumas das outras garotas tinham nos visto, e elas nos observavam curiosamente enquanto saímos do quarto. Algumas delas tinham olhares invejosos em seus rostos. Eu sabia que elas estavam se perguntando o que ela tinha que elas não. Elas não sabiam que eu estava prestes a demiti-la e não transar com ela. "Janice, isso não vai funcionar." Eu olhei para ela quando nós entramos no meu escritório. "Eu receio que eu vá ter que lhe demitir. Eu não acho que você é uma boa opção para o clube. " "O quê?" Seus olhos arregalaram e depois ficaram pequenos. "Mas eu preciso desse emprego. " "Eu sinto muito." Eu dei de ombros. "Tenho certeza que você vai encontrar outro. Você é uma garota muito bonita.” "Eu não posso acreditar nisso." Ela se sentou na cadeira em frente a mim. "Deixe-me ter outra chance, por favor.”

102


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Ela se aproximou de mim e olhou nos meus olhos por um segundo antes de alcançar e desfazer do meu zíper. Ela puxou meu pau para fora, e antes que eu percebesse o que estava acontecendo, seus lábios estavam em mim e ela estava subindo e descendo. Eu gemi quando ela começou a me chupar e fechei os olhos. Eu não esperava que ela tentasse me convencer dessa maneira. *** "Greyson, você precisa vir agora." A voz de Brandon parecia em pânico ao telefone. "O que está acontecendo? Onde você está?" Eu bocejei como eu estiquei na cama. Eu congelei quando eu percebi que eu tinha companhia. Eu olhei e vi Janice aninhada ao meu lado. Eu queria me bater. Eu não podia acreditar que eu tinha dormido com ela. Isso ia contra a minha política de se envolver com as mulheres do clube. "Greyson, é Maria. Por favor venha." "Onde está você?" "No quarto de Maria."

103


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Por que você está no quarto de Maria?" Eu suspirei e olhei para o relógio na minha mesa de cabeceira. "São 4 horas da manhã do caralho, Brandon." "Porra apenas venha agora. Eu lhe direi quando você chegar aqui." A voz de Brandon soava estranha, e ele desligou o telefone. Eu me estiquei mais uma vez e sai da cama. "Aonde você vai, querido?" Janice sorriu para mim com os olhos fechados e eu estremeci ao seu carinho. "Eu não sou seu querido," eu murmurei. "Eu quero que você tenha ido embora no momento em que eu voltar." "O quê?" Seus olhos se abriram e, em seguida, ela sentou-se. Seus seios pousaram no alto de seu tórax e me dei conta de que eles deviam ser falsos. "Você me ouviu." Eu suspirei. "Por favor, tenha ido embora no momento em que eu voltar." "Então é isso." Ela parecia ferida. "E sobre –" "E sobre nada, Janice. Eu não quero nada de você ou com você. Isso foi um erro." "Eu vejo." Ela mordeu o lábio inferior. "Eu pensei que –" "Tenha ido embora no momento em que eu voltar." Vesti um jeans e uma camisa e sai da sala. 104


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Eu andei pelos corredores rapidamente, tentando não pensar em todas as perguntas e preocupações rolando na minha mente. O clube estava estranhamente quieto enquanto eu caminhava. Nada demais acontecia às 4 da manhã. Mesmo os homens que haviam participado de sexo excêntrico geralmente estavam dormindo a esta hora. Passei as portas dos quartos, que eu sabia que continham as masmorras para os mais aventureiros, e não conseguia parar o sentimento de vergonha que pairava sobre meu corpo. Parei no corredor por alguns segundos enquanto eu tentava controlar a minha respiração. Eu não estava feliz com o que o clube privado tinha se tornado. Não é que era tão diferente de minhas expectativas iniciais do que queríamos para o clube. Era exatamente isso que parecia errado. Eu comecei a me perguntar, se de alguma maneira eu não tinha estado explorando mulheres que estavam fracas demais para fazer qualquer coisa sobre isso. Conforme eu envelheci, eu amadureci um pouco e esqueci as mágoas e as dores da minha infância. Eu já não desprezava ou julgava o meu pai. Eu já não odiava minha mãe por morrer. Eu já não ridicularizava as mulheres que queriam dormir comigo imediatamente e deixava-me saber disto. O fato é que um monte de emoções que me fizeram quem eu era hoje, já não existia dentro de mim. Como eu envelheci e o clube tornou-se mais bem sucedido, mais eu sentia como talvez eu tivesse tomado o caminho errado. O toque do meu telefone interrompeu meus pensamentos.

105


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Greyson, onde diabos você está?" A respiração de Brandon estava estranha enquanto ele gritava no telefone. "Eu estarei lá em um minuto. Relaxe. O que é isto? Maria está grávida?" Eu murmurei para o telefone e desliguei, enquanto eu dobrava a esquina para o corredor dos quartos das garotas. Eu vi a porta aberta e entrei lentamente. "Ok, eu estou aqui. o que está acontecendo?" Eu entrei, sentindo-me irritado e chateado. Brandon olhou para mim com uma expressão pálida. "Eu sinto muito, Greyson." Suas pupilas estavam dilatadas, e eu segui seu olhar para a cama. Meu coração parou por alguns segundos quando eu vi uma Maria sem vida, deitada nua sobre os lençóis. Havia sangue em seu travesseiro e seu corpo parecia que era azul. Eu andei até ela rapidamente, nem mesmo consciente do que eu estava fazendo. Peguei-lhe o punho e tentei sentir o pulso. "Não adianta." A voz de Brandon quebrou. "Ela está morta. Maria está morta."

106


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Meg Dias Atuais Corri pelos corredores. Eu precisava encontrar David. Mesmo que eu realmente não gostasse dele, eu sabia que ele seria capaz de ajudar sendo um policial disfarçado. Sentia-me assustada. Eu realmente não sabia o que pensar sobre qualquer coisa. Acreditava que Maria poderia ter sido morta pelo que ela sabia sobre o clube. E do jeito que estava parecendo, havia uma longa lista de suspeitos. O que me assustava mais ainda, era o fato de que eu poderia ser a próxima Maria ou talvez Nancy fosse a próxima Maria. Eu percebi pelos comentários de David e a preocupação em seus olhos que ele definitivamente conhecia Nancy e que ele estava preocupado com o desaparecimento dela também. Fui até o pátio para ver se ele ainda estava lá, mas estava vazio. Parei por um segundo, tentando acalmar meu pânico e pensar. Onde David poderia estar? O que ele poderia estar fazendo? Se eu fosse David, eu estaria procurando por Nancy. E se eu fosse um policial disfarçado, eu estaria à procura de pistas. E o primeiro lugar onde eu procuraria pistas seria em seu quarto.

107


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Eu comecei a correr de novo, e desta vez eu tentei pensar no que eu ia dizer quando o visse. Por alguma razão, eu não queria que ele soubesse tudo o que eu sabia. Corri para o meu quarto e abri a porta. Eu quase caí de joelhos, aliviada, quando eu vi David parado lá. "Oi.” Vi quando ele pulou de volta na minha cama. "O que você está fazendo?" Eu fiz uma careta para ele. "Eu estava checando o quarto para ver o que aconteceu com Nancy." Ele olhou para mim com raiva e eu o vi empurrando algo em seu bolso. "Que porra é essa, David? Aquelas são minhas calcinhas?" Eu andei em direção a ele. "Que espécie de maluco é você?" "Oh, está tudo bem para Greyson tê-las, mas eu não?" Ele me respondeu e eu parei. "Desculpe-me?” "Você acha que eu não sei que você está transando com Greyson em cada oportunidade que você tem?" Ele olhou enojado. “Até mesmo na piscina? Que vagabunda que você é." "Era você na sala?" "Sim. Eu fui para conversar com você. Ver se você sabia alguma coisa sobre Nancy, mas você estava muito ocupada se divertindo com o chefe."

108


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"O que eu faço não é da sua conta." "Eu acho que você escolheu ele a mim, porque ele tem mais dinheiro." David estendeu a mão para me tocar e eu recuei. "Não me toque, David." Eu olhei para ele. “E para constar, eu nunca estaria com um homem como você. O dinheiro de Greyson não significa nada para mim." "Ele ficaria abalado se soubesse que nós transamos." O olhar de David cresceu sinistro. "Seria a vingança perfeita.” “Vingança de quê?" Engoli em seco e dei um passo para trás. "Não seria apenas sobre vingança. Eu realmente quero te foder. Você é sexy como o inferno." "Me deixe em paz, David." "Quando você chamar meu nome, eu quero que você diga Ryan. Eu quero que você grite, „Foda-me com mais força, Ryan!‟" David estava quase ofegante, e eu olhei ao redor do quarto a procura de um objeto que eu pudesse usar como uma arma se ele tentasse me atacar. "Espere, o que você disse?" Eu congelei e fiquei olhando para ele por um momento enquanto o meu cérebro compreendia o que ele tinha acabado

109


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

de dizer. "Por que você quer que eu chame você de Ryan?" E por que esse nome soava familiar para mim? Eu não conheço nenhum Ryan. "Esse é o meu nome." Ele encolheu os ombros. "Meu nome real." "Ryan." Eu olhei para ele novamente e então isso me atingiu. "O exnamorado da Maria se chamava Ryan.” Foi sua vez de congelar. Seus olhos frios me examinavam. "Como você sabe disso?" "Então, você conhecia Nancy." Eu balancei minha cabeça. "Nancy é irmã de Maria e você era seu ex-namorado." "Eu era o namorado dela.” Sua voz falhou. "Ela disse que estava vindo para Nova York para ser atriz. Nós ainda estávamos juntos. Ela nem sequer me chutou. Nós ainda estávamos namorando oficialmente quando ela trouxe aquele idiota para casa." "Embora tenha sido Brandon. Não Greyson." "Todo mundo sabe que Greyson é o verdadeiro cabeça aqui no clube. Nada teria acontecido se não fosse por ele." "Então você se juntou à força policial para investigá-lo?" "Não." Ele riu de mim e me deu um olhar lamentável. "Eu não estou na polícia, Meg. Isso foi uma mentira para ganhar a sua confiança." 110


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Então por que você está aqui?" "Eu queria descobrir o que aconteceu com Maria. Eu quero saber como ela realmente morreu." Sua voz estava embargada. "Eu quero me vingar." "Então por que você trouxe Nancy?" "Tenho certeza de que eles estão traficando mulheres. Muitas mulheres, em uma semana, desapareceram daqui. Eu precisava de alguém no interior que pudesse testemunhar por mim. Nancy seria essa garota.” "Então, onde ela está?” "Isso é o que eu não sei." Eu podia ver o medo em seus olhos. "Nós discutimos e, então, ela se foi." "Sobre o quê vocês discutiram?" Eu perguntei a ele. "Você." Fiquei surpresa. "Eu?" "Ela me disse para deixá-la sozinha. Ela me disse que ela não queria vê-la ferida." "Eu não entendo."

111


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu ia fazer você se apaixonar por mim. Foi por isso que eu vim e te beijei. Eu iria seduzi-la e fazer com que você me quisesse." Seus olhos estudaram meu corpo. "Não era tudo sobre vingança, você sabe. Eu acho você quente." "Obrigada." Revirei meus olhos, tentando não tremer. Eu não podia acreditar que ele era tão arrogante a ponto de pensar que eu realmente queria ficar com ele. Que eu o escolheria ao invés de Greyson. Nunca, nem em um milhão de anos. Eles nem sequer se comparam. "Ela me disse para deixá-la de fora. Eu disse a ela que era a melhor maneira de se vingar de Greyson." "Como isso iria afetar a Greyson?" David riu. “Ele ama você." "Não, ele não ama." Meu coração disparou. "Eu nem sequer o conheço." "Confie em mim, ele te ama. Talvez ele nem saiba disso ainda. Você esqueceu, mas, eu estou aqui há dois anos. Greyson nem interage com as meninas quando elas começam. Ele não tem sido capaz de manter as mãos ou os olhos longe de você." "É apenas atração sexual." "Quem sabe? Como é a sensação de ser a amante do diabo?"

112


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Ele não é o diabo", eu sussurrei. “Ele vai queimar no inferno." Os olhos de David brilharam. "Eu vou fazê-lo pagar pelo que aconteceu com Maria." "Não deveríamos descobrir onde Nancy está primeiro?" "Eu poderia tomá-la agora e isso iria matá-lo." Ele agarrou meus pulsos e me empurrou contra a parede. "Ele nunca seria capaz de olhar para você da mesma forma novamente, sabendo que eu fiz você gozar e gritar o meu nome." Ele riu enquanto beijava meu pescoço. "Eu sei que você vê. Eu sei o que é perder alguém que eu amo, e saber que ela está fodendo outro homem." "Não é culpa de Greyson que Maria o deixou, Ryan." "Ele começou essa porra de clube. Ele usa as mulheres para seu próprio ganho. Se não fosse por ele, ela nunca teria conhecido Brandon. Brandon nem a amou. Eu a amava. Eu ainda a amo!" Ele bateu seu punho contra a parede. "Eu queria casar com ela. Você entende isso? Eu queria casar com ela e começar uma família. Eu a amava muito. Eu apenas a deixei ir para Nova York para tentar e fazer isso. Eu sempre achei que ela iria voltar para mim. Em vez disso, ela voltou com um vício na cocaína e um novo homem." "Vício em cocaína?" Eu fiz uma careta. "Ela era um viciada em drogas?"

113


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Não quando ela se foi!" Ele gritou, e sua mão agarrou meu pescoço. "Quando ela saiu, ela era minha bela e inocente Maria. Quando ela voltou, era uma pessoa diferente." "Por favor, David – quero dizer Ryan – você está me machucando!" Engoli em seco e tentei empurrá-lo de cima de mim. "Você acha que eu não estou ferido?" Seus olhos estavam vermelhos quando eles olharam para os meus. "Eles a mataram, Meg. Preciso ter a minha vingança." "Mas o que dizer de Nancy?" Eu congelei, mal conseguindo respirar. "Se você me matar, nunca poderemos encontrá-la." "Por que ela teve que ir e desaparecer?" Ele gemeu e soltou por um segundo. Eu lhe dei uma joelhada na virilha e o empurrei com força. “Que porra é essa?" "Deixe-me em paz!" Eu gritei. "Deixe-me em paz e eu vou ajudá-lo a encontrar Nancy!" Ryan olhou para mim, depois, com um olhar contemplativo. "Eu quero te machucar." Sua voz soava triste. "Eu quero ferir Greyson. Eu quero fazê-lo pagar." "Brandon é o único que saiu com ela, Ryan." Eu disse suavemente.

114


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Mas Greyson é a razão para tudo isso." Ele cerrou os punhos. "Você ainda pode derrubar Greyson,” eu murmurei, ignorando o buraco no meu coração. "Vamos tentar encontrar Nancy primeiro." "Como?" "Deixe-me ir e ver Greyson. Deixe-me tentar descobrir o que aconteceu com Nancy." "Eu não confio em você." Ele balançou a cabeça. "Você vai dizer a ele." “Nancy é minha amiga." Eu balancei minha cabeça. “Sua segurança é a minha preocupação número um." Ele me olhou pensativo então. "Tudo bem." Ele acenou com a cabeça. "Nós ainda podemos foder, se você quiser." Eu olhei para longe dele, em seguida, mordi meu lábio inferior para me impedir de gritar novamente e chorar. "Deixe-me ir e encontrar Greyson agora." "Não demore muito." Sua voz emitia um aviso. "Eu estarei aqui esperando." "Tudo bem." Eu saí do quarto rapidamente, meu coração batendo rápido.

115


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Eu não sabia o que pensar ou sentir. Eu andei entorpecida e caminhei para o banheiro, onde eu prontamente vomitei. Eu me sentia mal do estomago enquanto eu sentava lá tentando me acalmar. "Você pode fazer isso, Meg." Eu me levantei e joguei um pouco de água no meu rosto. Olhei para o meu reflexo no espelho e estudei o meu rosto. Eu parecia uma pessoa diferente. Eu podia constatar as novas linhas do meu rosto. Havia algo mais maduro na minha expressão. Saí do banheiro lentamente. Eu estava com medo de que eu estivesse prestes a descobrir que Greyson era tão ruim quanto eu imaginava. Eu sabia que eu ia deixar o clube. Não haveria uma noite a mais para mim no clube. Eu sabia que ia ficar marcada para o resto da minha vida por essa experiência. Eu não queria prolongar mais a agonia. Eu ainda tentaria encontrar Nancy, mas eu não iria fazer isso no clube. Eu fiz o meu caminho até o escritório de Greyson e lentamente abri a porta. Olhei e o vi sentado a sua mesa, escrevendo algo em um pedaço de papel. Meu coração se acalmou enquanto eu o olhava trabalhar. Ele não parecia o tipo de homem que poderia causar tanta dor e sofrimento. Estudei seu rosto, tentando memorizar seu rosto para o futuro. É assim que eu queria me lembrar dele. Ele olhou para cima, e em seguida, me deu um sorriso largo. "Meg, entre." "Como você sabia que eu estava aqui?" Eu abri a porta e entrei.

116


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu sempre sei quando você está por perto." Ele se levantou e caminhou em minha direção. "É como um sexto sentido." "Engraçado." Eu sorri fracamente, não sabendo como dizer o que eu queria. "Eu estava apenas escrevendo uma coisa." Ele balançou a cabeça em direção à mesa. "Oh?" "Mas eu posso compartilhar com você mais tarde." Ele colocou seus braços em volta da minha cintura e me puxou em direção a ele. "É bom vê-la. Eu senti sua falta." "Claro que você sentiu." Eu não queria tomar suas palavras ao pé da letra, mas era difícil não ficar feliz com as palavras deles. "Eu senti." Ele me beijou suavemente nos lábios. "Você nem imagina." "Não, eu acho que não." Eu suspirei enquanto eu o beijava de volta. Senti meu corpo derreter, amando o calor e o conforto que seus braços forneciam. Não havia nada que me fizesse sentir tão bem como ser abraçada por Greyson. Mas eu não conseguia parar de pensar em Ryan e suas mãos em volta do meu pescoço. Eu não conseguia tirar a imagem da dor em seus olhos da minha mente. Ryan era um psicopata louco, mas ele amava Maria.

117


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Ele realmente a amava. E ele a tinha perdido por causa do clube. Maria tinha morrido por causa de Brandon e Greyson e do clube. Eu sabia que isso era um fato. Eu só não sabia como ela havia morrido. Eu instintivamente sabia que o que quer que tinha acontecido não estava nas mãos de Greyson. Ele era um monte de coisas, mas ele não era um assassino. Eu sabia disso do fundo meu coração e alma. Greyson Twining era muitas coisas, mas ele não era um assassino. "O que há de errado, Meg? Você parece triste." Seu olhar mudou, quando ele olhou para mim. "Faça amor comigo, Greyson." Inclinei-me para cima e o beijei. "Eu quero que você faça doce, apaixonado amor comigo." "Você quer?" Ele sorriu. "Sim." Eu balancei a cabeça. Eu queria uma última sessão de amor com ele para que eu pudesse me lembrar de cada detalhe dele. "Você não pode ter o suficiente de mim, não é?" Ele me virou e riu. Ele me colocou para baixo e passou as mãos pelo cabelo. "Vamos para o meu quarto." "O seu escritório?" "Não, o meu quarto." Ele agarrou minha mão. "Eu quero que você veja o meu quarto."

118


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Ok." Segui-o até que chegamos a uma pequena sala em um lado do clube que eu nunca estive. Ele tirou uma chave, abriu a porta e me levou para dentro, eu engasguei quando olhei ao redor do quarto. Era lindo e cheio de luz. Havia uma grande cama king-size com lençóis cinza e um grande tapete creme felpudo ao lado dele. Era muito masculino, mas muito acolhedor. "Eu amo isso." "Eu te amo," ele disse baixinho e eu congelei. "O que você disse?" Pisquei para ele e ele olhou para mim com uma expressão chocada. "Nada." Ele balançou a cabeça e se virou. "Deixe-me pegar um pouco de vinho." Ele se afastou de mim e eu o olhei, me perguntando se eu tinha ouvido corretamente. Greyson voltou com dois copos de vinho e uma garrafa de vinho e sentou-se na cama. "Junte-se a mim." Ele me chamou e eu caminhei até a cama, me sentando ao lado dele. "Isso é diferente." Eu puxei uma pequena conversa, enquanto eu esperava que ele abrisse a garrafa.

119


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você queria diferente, certo?" "Estou surpresa por você não está me dizendo que eu deveria estar implorando por você agora." "Eu não preciso que você implore." Ele me entregou um copo e colocou a garrafa no chão. "Sério?" "Eu sou um homem mudado." Ele riu, e eu olhei para ele para ver se ele estava sendo sério. "Claro que você é." "Brandon realmente ama Katie." Ele me olhou sério. "Eu nunca o vi assim antes." “Isso o redimi de seus pecados?" "Ele não é perfeito. Mas algum de nós somos?" "Katie não merece ser ferida e usada." "Ele não iria machucá-la." "Não tanto quanto ele machucou Maria, certo?"

120


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você sabe, quando eu conheci o Brandon, ele era um cara diferente", disse Greyson lentamente. "Ele era o cara que eu gostaria de ter sido. Ele tinha os valores e as ideias certas." "Então o que aconteceu? " "Eu aconteci." Greyson deitou na cama. "E eu sempre me pergunto o que seria diferente agora, se eu não tivesse acontecido." "Você deseja que alguma coisa fosse diferente?" "Eu queria que tudo fosse diferente." Seus olhos se conectaram com os meus por alguns segundos. "Eu desejaria que tudo fosse diferente." Eu vi a dor em seus olhos, em seguida, meu coração se partiu por nós dois. Greyson era um homem quebrado pelo seu passado e talvez até mesmo o seu presente. Ele era um homem cheio de remorsos que o estavam comendo vivo. Eu coloquei o meu copo no chão, subi na cama, e tomei seu rosto em minhas mãos. "Você sempre pode mudar seu futuro, Greyson." Inclinei-me e o beijei com ternura. Pressionei os seus lábios e permiti que a minha língua o lambesse lentamente. Eu queria provar cada pedacinho dele. Eu queria consumi-lo. Eu queria que ele soubesse que isto era especial. Eu queria que ele se lembrasse disso para o resto de sua vida.

121


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Greyson ficou olhando para mim enquanto eu o beijava e eu sentei sobre ele delicadamente. "Você está bem?" Eu sussurrei quando levantei minha cabeça ligeiramente. Ele acenou para mim e eu me abaixei novamente para beijá-lo. Desta vez, ele me beijou de volta. Seus lábios estavam úmidos e ansiosos, e eu caí em cima dele, enquanto suas mãos estavam em volta de mim. Minha língua entrou ansiosamente em sua boca e a sua língua encontrou a minha com vigor. Elas dançaram juntas em câmera lenta enquanto seus dedos trabalharam seu caminho até minhas costas e até meu cabelo. Ele me virou de costas e olhou para mim. "Eu nunca estive melhor na minha vida." Suas palavras soaram profundas, mas eu não tive tempo de responder antes que ele me beijasse novamente. Desta vez, seus lábios eram ásperos e suas mãos percorriam meu corpo como se procurasse a salvação em todas as células da minha pele. Nós dois nos sentamos e tiramos nossas roupas, nem mesmo pensando sobre o que estávamos fazendo. Nós só precisávamos ficar juntos. Nós dois estávamos quebrados, e era como se nossos corpos juntos nos fizesse sentir inteiros novamente. Nós nos completávamos. Ele fazia com que eu me sentisse mais viva do que eu já havia sentido antes. Seus lábios beijavam meu rosto e depois meu pescoço. Eles não pararam de se mover até chegarem ao meu seio direito, passando a morder meu mamilo. Meus dedos arranhavam suas

122


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

costas enquanto ele me provocava, e eu o empurrei de volta para que eu pudesse ficar em cima dele novamente. Olhei para os seus olhos risonhos. "Eu gosto de uma mulher que gosta de assumir o controle." "Shhh." Eu coloquei meu dedo em seus lábios. "Esta é a minha vez." Eu continuei a beijar seus lábios e, em seguida, seu rosto fazendo um caminho até o seu peito, lambendo seus mamilos levemente, e então o mordendo com força. Eu podia sentir sua respiração acelerar e eu sorri enquanto eu continuava beijando para baixo de seu corpo até que eu cheguei a seu abdome. Corri meus dedos em sua barriga e gemi quando eu senti a investida de seu pênis me encorajando. "Em seu próprio tempo, Greyson." Eu ri. E então eu continuei na minha jornada. Levei-o na minha boca, em princípio lentamente, lambendo como se fosse um sorvete de casquinha que eu queria saborear. Então eu aumentei meu ritmo. Ele era salgado e doce ao mesmo tempo, e eu o chupava avidamente. Senti seus dedos agarrarem meu cabelo e puxarem com força. Doeu um pouco, mas só intensificou os sentimentos de luxúria que estavam correndo através do meu corpo. Meus dedos esfregaram suavemente os cabelos no seu peito enquanto eu continuava sugando, e eu sabia que ele estava prestes a gozar. "Pare," ele sussurrou e me puxou. "Eu não quero gozar em sua boca." 123


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

“Eu não me importo." "Você é a primeira garota que eu já tive aqui. Eu quero que seja especial." Ele me rolou de costas novamente. "Eu quero ver o seu rosto quando eu fizer você gozar." Deitei-me quando ele abaixou lentamente pousando seu pênis sobre mim. "Só me dê um segundo." Ele sorriu maliciosamente. "Se eu entrar em você agora, eu vou gozar em poucos segundos." "Eu não me importo", eu disse de novo. "Não, eu não quero gozar, até que eu a ouça ofegante." Seus dedos brincavam com o meu cabelo. "Eu não quero gozar até eu sentir você gozando em todo meu pau." "Você é tão –" Eu comecei, mas engasguei quando senti seus dedos esfregando meu clitóris. "Oh, Greyson." "Oh, Meg." Ele sorriu para mim. "O gato comeu sua língua?" Ele piscou quando ele deslizou um dedo dentro de mim. Fechei meus olhos e tentei parar de tremer meu corpo enquanto eu sentia um segundo dedo entrar. "Você vai ser a minha ruína."

124


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Não", eu gemi. "Eu, oh meu!" Eu gritei assim que eu senti sua língua me lambendo e seus lábios descerem no meu clitóris. "Oh, meu..." Minhas pernas apertaram-lhe a cabeça. "Greyson." "Eu menti," ele sussurrou. "Você é a minha ruína." Ele parou e em poucos segundos ele estava dentro de mim, movendo-se lentamente para que eu pudesse sentir cada centímetro dele quando ele entrava em mim. "Você se tornou a minha ruína, assim que você entrou por essas portas." "Os portões de pérolas do inferno", eu gemi enquanto eu me contorcia contra ele. Greyson segurou minhas mãos e aumentou o seu ritmo. Meus seios saltaram contra seu peito, e eu envolvi minhas pernas em volta de sua cintura para que eu pudesse senti-lo mais profundamente em mim. Greyson gemeu quando minhas mãos apertaram a bunda dele e eu comecei a girar os quadris debaixo dele. Nós nos movemos em bela sintonia quando nossos corpos construíram a nossa liberação final. Eu sabia que o momento ia acontecer para nós dois, pois ambos se detiveram por um segundo antes de nossos corpos começaram a se mover freneticamente, antecipando nosso clímax. Nos seguramos um ao outro firmemente quando nós gozamos, e nossos lábios se procuraram quando nossos orgasmos assumiram nosso corpo e nos conectou como se fôssemos um só. ***

125


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Seu corpo é tão quente depois de fazer amor, e ele brilha." Ele olhou para mim com admiração. "Você sabia disso?" "Eu não." Eu sorri para ele, exausta, mas querendo algumas respostas. "Eu adoro apenas estar com você." Ele me puxou para mais perto dele e me segurou com força. "Greyson, você vai me dizer o que aconteceu com Maria, por favor?" Eu me inclinei para trás e olhei para ele. Ele fechou os olhos e suspirou. "Por que você quer saber?" "É importante." "Ela morreu." "Como ela morreu, Greyson? " Meus dedos traçaram as linhas em seu rosto enquanto eu tentava memorizar suas feições. "Você não quer saber." Ele balançou a cabeça e abriu os olhos de novo. Eles olharam para mim friamente. "Você realmente não quer saber, Meg." "Você sabe onde está Nancy?" Eu cutuquei. "Não." Ele olhou para longe de mim e, em seguida, o telefone começou a tocar. Ele estendeu a mão e pegou. "Greyson."

126


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Greyson, é Patsy. Mr. Stephanopolous está aqui para pegar as meninas." Eu fechei meus olhos e fingi que não estava ouvindo a conversa. "Tudo bem?" "Uma das meninas está se recusando a ir." Patsy parecia estressada ao telefone. "Diga a ela que sua vida será melhor assim." Greyson suspirou. "Cuide disso, Patsy." "Sim, Greyson." Ela desligou e ele olhou para mim. "Eu suponho que você ouviu isso." Eu balancei a cabeça, muito chocada para dizer qualquer coisa. Era verdade então. Estava confirmado. Greyson estava no negócio de tráfico de seres humanos.

127


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Greyson Alguns Dias Atrás O currículo em minhas mãos não fazia sentido para mim. Por que uma advogada se candidataria a um emprego de bartender? Ou a um trabalho que ela pensava ser de bartender? Ela não se encaixa no perfil das meninas que eu contrato para trabalhar no clube. Uma advogada só significaria espionagem e problemas, mas eu estava curioso para saber por que ela estava aqui. Que tipo de mulher iria a duas entrevistas para um trabalho que teria de clamar por legitimidade? Não uma mulher com algum juízo. "Seu próximo compromisso está o esperando no corredor,” disse Maggie pelo telefone para mim. "Ainda que eu não saiba se ela é certa para o clube, Sr. Twining." "Por que isso, Maggie?" "Ela queria saber o seu nome." Ela continuou. "Eles nunca querem saber o seu nome." "Obrigado, Maggie." Eu desliguei o telefone e sentei-me.

128


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Seria possível, é claro, que ela fosse uma jornalista tentando descobrir o que estava acontecendo no clube. Embora essa fosse uma maneira estranha de descobri-lo. Eu acho que ela fingiria ter sido uma dançarina em sua vida pregressa, não uma advogada. Levantei-me com uma sensação estranha no estômago. Sentia-me animado para conhecer essa garota. Seu currículo não tinha seu nome, o que achei estranho. Eu caminhei até a porta, a abri e olhei para fora, para o corredor escuro. Minha respiração ficou presa quando eu olhei para a ruiva bonita sentada, esperando por mim. Ela tinha um ar de confiança, com o qual eu não estava acostumado em ver no clube. Ela não se parecia com uma advogada, no entanto – não com a roupa sexy que ela usava. "Você está aqui para a entrevista?" Perguntei-lhe bruscamente. Eu estava com raiva de mim mesmo por sentir-me atraído por ela. Eu sempre me orgulhei de minha falta completa e absoluta de sentimentos. Por isso eu havia chegado tão longe. "Hum, sim", ela chiou, deu um pulo e se aproximou de mim. Seu vestido era ainda menor do que eu pensava, e eu olhava para as suas pernas quando ela veio em minha direção. Parecia ter sexo nas pernas. Me movi, quando ao observá-la, percebi que estava começando a endurecer.

129


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

“Qual o seu nome?" Eu perguntei para ela, irritado comigo mesmo. Eu deveria mandá-la embora. Cada nervo em mim gritava que essa mulher seria um problema e que ela não pertencia ao clube. "Jada." Ela engoliu em seco e eu olhei para o seu pescoço longo e gracioso. Eu tentei esconder o meu sorriso quando ela mentiu. Não havia nenhuma maneira de que o nome desta menina fosse Jada. De jeito nenhum. A convidei para entrar em meu escritório e jogamos conversa fiada. Eu não estava realmente certo o que ela estava dizendo. Eu estava muito preso em seus seios arfando, quando eles me provocavam sob o vestido. Mudei-me na cadeira desconfortavelmente enquanto eu olhava para seu currículo. Esta mulher era diferente de qualquer outra mulher que eu já havia conhecido. Eu não tinha certeza de como eu sabia ou por que eu sabia. Mas, instintivamente, eu sabia. "Tire a roupa", eu ordenei, tentando ganhar o controle da situação e da minha mente. Eu precisava pensar nela como qualquer outra garota. "O quê?" Seu queixo caiu quando ela gritou. Seus olhos me olhavam em choque, e eu tentei não rir. Ela definitivamente não era material de clube privado. "Eu disse para tirar sua roupa." Olhei para ela, impaciente. "Agora," eu ordenei curioso para ver o que ela ia fazer.

130


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu ouvi você.” Ela olhou para mim, e eu perdi o resto de suas palavras enquanto eu observava os olhos que me provocavam com raiva. Ela estava com raiva e chocada, e ela não estava escondendo suas emoções de mim. Eu encontrei-me gostando de quão forte ela era. Neste negócio, eu raramente me deparei com mulheres fortes. Eu sabia que eu tinha que dizer a ela para sair. Eu não queria acabar gostando dela. Eu estava prestes a dizer-lhe para ir embora quando meu telefone tocou. "Greyson Twining”, eu respondi, enquanto ainda olhava para o rosto dela. Ela era linda, mesmo quando ela olhava para mim com desprezo. "Greyson, é Brandon." Eu parei quando ouvi sua voz. Fazia muito tempo desde que havia falado com ele, e fiquei surpreso ao ouvir sua voz. "Olha, há uma menina indo à entrevista no clube. O nome dela é Meg. Ela é uma loira bonita. Não a contrate. Faça o que fizer, por favor, não contrate." "Eu não sei o que você está falando, Brandon. Você não pode me dizer quem eu posso ou não posso contratar." Eu estava irritado com a sua ligação, mas percebi que a menina na minha frente estava olhando para o chão. Olhei para o alto de sua cabeça e pude ver um pedaço de loiro na frente. Ela estava usando uma peruca! "Nenhuma loira bonita de nome Meg veio aqui hoje. Eu tenho que ir." Eu desliguei de repente, curioso para saber como ela conhecia Brandon e por que ela estava aqui.

131


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Levantei-me e caminhei para mais perto dela. Eu podia vê-la olhando para mim com uma expressão confusa. Eu olhei para ela e sorri internamente, eu a vi olhando para mim e dando um passo para trás. Ela olhou para mim e eu podia ver o desejo em seus olhos. Isso me fez feliz. Inclinei-me para ela e ela fechou seus olhos, esperando ansiosamente um beijo. Puxei sua peruca e ri quando ela abriu os olhos lentamente. Havia decepção neles, e eu sabia então que eu tinha que tê-la. Seu rosto era tão expressivo e seus olhos me diziam tudo o que ela estava pensando. Eu não ia mandá-la embora. Eu não sei como ela conhecia Brandon e eu não me importei. Eu nem sequer me importei que ela pudesse ser o fim do clube privado. Tudo o que eu sabia era que eu tinha que tê-la. Eu tinha que começar a conhecer esta maravilhosa e misteriosa garota. Mesmo que isso mudasse tudo em minha vida. Especialmente se isso mudasse tudo. *** Fazia apenas dois dias, mas tudo na minha vida estava diferente. De repente, o céu parecia mais azul e a grama parecia mais verde. Até mesmo os sons do trinar dos pássaros tornou-se uma melodia que eu não queria parar. E era tudo por causa dela. Assustou-me o quanto Meg agora ocupava a minha mente. Como o corpo dela me fez sentir. Como ela me fez sentir. Eu me senti como um novo homem. Tudo na minha vida tinha mudado no dia em que Maria morreu. 132


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Todo o meu mundo tinha desabado e eu não sabia para que lado iria. Eu me sentia responsável por sua morte, apesar de que eu não tinha sido aquele a puxar o gatilho. Ela morreu por causa de uma série de eventos que eu tinha colocado em movimento. Desde aquele dia, eu estava tentando buscar a redenção dos meus pecados. Mas eu sabia que nada que eu fizesse seria suficiente. Nunca seria o suficiente. Minha vida nunca ia ser mais do que era. Mas então ela chegou e tudo mudou. Eu me encontrei me abrindo para ela. Eu estava atraído por ela como uma mariposa por uma chama, e ela estava atraída por mim. Eu tentei avisá-la para ficar longe. Eu sabia que iria acabar machucando-a também. Mas eu preferiria que ela se machucasse por causa da minha rejeição do que por causa do meu verdadeiro eu. Eu não seria capaz de ficar para ver o olhar em seus olhos quando ela percebesse quem eu era. Eu não estava orgulhoso de mim mesmo. Eu tentei avisá-la. Mas eu simplesmente não conseguia me afastar dela. Eu não queria que ela fosse embora, mas eu precisava que ela saísse. Meg Riley ia ser a minha ruína e isso me assustava como o inferno. Abri os arquivos sobre a minha mesa e olhei para os dados de todas as meninas que eu tinha mandado embora. Havia sido pelo menos quinhentas meninas que tinham passado pelo clube até agora. Quinhentas meninas, ainda assim isso não era suficiente.

133


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Greyson?” Patsy bateu na porta e, em seguida, entrou, "Você está ocupado?" "Não, entre." Eu olhei para ela e sorri. Senti-me envergonhado pela forma como tinha tratado Patsy. Ela sempre foi leal, desde o primeiro dia, mesmo que eu a tratasse como merda. Tínhamos dormido juntos por cerca de uma semana quando ela começou aqui e então eu simplesmente parei de querer estar com ela. Eu não gostei do fato dela estar se apaixonando por mim, então eu lhe disse que estava fodendo outra garota. Parecia mais fácil do que dizer a ela que eu não a queria mais. Ela nunca reclamou ou gritou. Ela só aceitou e continuou trabalhando para mim. E agora ela era uma das únicas pessoas que sabia o que se passava no clube. Ela sabia de tudo. "Eu queria ver como você está." "Eu estou bem. Por quê?" "Você parece diferente." Ela encolheu os ombros. "Mais impaciente." "Eu estou bem." "Você pode deixar tudo isso para trás, você sabe Greyson." Ela caminhou até a mesa. "Nós poderíamos sair, deixar alguém assumir. Você não tem que fazer mais isso."

134


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu não posso parar agora." Eu balancei minha cabeça. "Esta é a minha cama. Eu preciso deitar nela." "Não, você não tem.", ela respondeu. "Isso não tem que ser a sua vida." "Patsy, há mais alguma coisa?" Eu suspirei e olhei para ela com expectativa. Eu não queria ser rude e jogá-la para fora do escritório, mas eu estava ficando irritado. "Eu pensei que você não acreditasse em amor." Ela mordeu o lábio e olhou para mim. "Eu pensei que a razão pela qual você era do jeito que você era, era porque você não podia amar." "Eu não sei o que você está falando." "Mas você está diferente. Você se preocupa com essa menina, Riley, não é?" Seus olhos pareciam tristes. "Eu me pergunto por que você a contratou. Ela não se encaixa no molde das meninas que aceitamos no clube. Nem no antigo clube ou no novo clube." "Patsy," eu comecei, mas ela balançou a cabeça. "Não." Ela parecia chateada. "Eu só queria saber o que ela tem que eu não tenho. Eu já vi isso tudo, Greyson. Eu sei quem você era e quem você é, e eu ainda estou aqui." "Eu sei e eu aprecio isso."

135


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu ainda estou aqui. Eu sempre estive aqui. Eu mantive os seus segredos, mas você ainda não me ama." "Eu não amo ninguém." Eu suspirei, sem sequer saber como eu me sentia mais. "Você não vê ainda, mas eu vejo. Todos nós vemos." Ela se afastou de mim. "Mas ela vai destruir tudo, Greyson. Ela não será capaz de aceitar isso. Eu conheço garotas como ela. Ela não sabe como é a vida. O grão real, a sujeira, os tempos difíceis, os maus momentos, os tempos maus. Ela não conhece isso como eu. Ela não vale a pena a sua energia, Greyson." "Por favor, não fale assim sobre ela,” eu disse suavemente, tentando esconder a raiva crescendo em mim. "Por favor, Patsy." “Você nem mesmo a conhece!" Sua voz se elevou. "Como você já pode se sentir desta forma em relação a ela? Eu tenho estado aqui há anos." "Patsy." Eu suspirei. "Eu sinto muito. Eu não sei o que dizer." "Ela vai trazer tudo de volta, você sabe. Aquela garota Nancy? Ela veio até mim, mas eu não sei onde ela foi. Ela é irmã de Maria, você sabe." "Eu sei." Eu balancei a cabeça. "Eu sei um monte de coisas, Patsy.” "Oh?" Ela olhou para mim e, em seguida, seu rosto paralisou. "Eu sei sobre você e David." 136


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"O quê? " Seus olhos se abriram. "Eu nunca lhe disse nada, eu juro.” "Eu sei, Patsy. Eu confio em você." Eu fui até ela e a abracei. "Eu confio em você e eu te amo como a uma irmã, Patsy. Mas eu não te amo como algo mais. Eu nunca vou te amar assim." Ela não respondeu em seguida, mas eu podia sentir as lágrimas molhadas no meu ombro enquanto ela soluçava. Eu a segurei firme, triste por tê-la quebrado desta forma. Eu me senti mal do estômago. Parecia que tudo o que eu fazia era trazer dor para as mulheres. Eu permiti que ela falasse. Mas enquanto eu estava lá, tudo que eu conseguia pensar era em Meg. Minha linda e maravilhosa Meg. Eu sabia que ela tinha dúvidas sobre o clube. Ela tinha perguntas e ela tinha teorias. Eu estava com medo de dizer a verdade, enquanto ela ainda tinha alguma esperança em mim. Eu sabia que uma vez que ela soubesse a verdade, ela iria embora e eu nunca mais a veria. E eu não estava pronto para isso ainda. Eu não estava pronto para o coração que eu nem sabia que existia até poucos dias atrás, já quebrar.

137


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Meg Dias Atuais Eu andava pelos corredores sem rumo. Eu me sentia vazia por dentro. O telefonema tinha mudado algo em mim. Ele me fez ficar completamente ferida por dentro. Assim que Greyson recebeu outro telefonema de Patsy, ele teve que sair. Ele me pediu para esperar para que pudéssemos conversar, mas eu escapei do quarto assim que ele me deixou sozinha. Em minha opinião, eu precisava sair do clube. Eu não queria ver Ryan de novo e não queria estar em torno de Greyson por mais tempo. Eu não podia mais jogar o jogo da ignorância. Ele era mau – puro mau. Talvez houvesse algo de bom nele que estava ansioso para sair, mas eu não poderia ser aquela mulher que esperaria para ver se isto iria acontecer. Eu dobrei a esquina onde a creche ficava e parei de repente. A porta estava entreaberta, e fui até ela com cuidado para espiar dentro. Eu vi que havia um bebê em um dos berços e a sala estava cheia de gente. Reconheci Patsy e Greyson, mas havia um homem e uma menina que eu não conhecia. "Ela disse que não vai ficar sem o bebê." Patsy parecia irritada. 138


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Jessica, você tem que ir." Greyson acariciou seu ombro. "Eu não quero ir sem meu bebê." A menina sacudiu a cabeça e começou a chorar. "Eu vou ter certeza de que eles cuidarão de você." O outro homem falou. "Isto é o melhor para você e seu bebê." "Mas eu não quero ir." "Você tem que ir." Patsy ficou na frente dela. "Eles estão esperando por você, Jessica. Eles estiveram esperando por uma semana." "Mas meu bebê!" A menina chorou e, em seguida, o bebê começou chorar também. "Vamos cuidar do seu bebê." Greyson esfregou a testa. "Você tem a minha palavra." "Mas, e o que dizer de mim?" "Você vai ser bem cuidada." "Isso é o que você diz a todas as meninas." "Bem, isso é verdade." Greyson parecia irritado. "Eu tenho que ir. " "Mas, Greyson." Patsy estendeu a mão para detê-lo e ele a empurrou.

139


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Cuide disso, Patsy." Ele caminhou para a porta e me afastei rapidamente, para que ele não me visse. Corri rapidamente para o seu escritório, porque eu sabia que era o caminho que dava para fora. Meu coração estava batendo tão rápido que pensei que ia ter um ataque cardíaco. Alcancei o corredor onde eu tinha sentado do lado de fora no meu primeiro dia e tropecei e cai no chão em lágrimas. Eu mal podia ver para onde estava indo. Eu levantei do chão, sequei meus olhos e respirei fundo. Eu tinha que sair deste lugar e eu tinha que sair agora. Corri através da entrada até os portões e estava prestes a sair quando eu congelei. Eu sabia que ele estava atrás de mim, mesmo que ele não tivesse dito uma palavra. Virei-me devagar e olhei para ele. Ele olhou para mim sem dizer nada e ficou parado. Ele não se moveu em minha direção e eu não me movi em direção a ele. Nós apenas nos olhamos em silêncio. Seu rosto parecia distante e fechado, e eu sabia que ele poderia ver que eu estava chorando. Ele finalmente falou. "Você estava indo embora sem dizer adeus?" "Eu não achei que fosse necessário." Dei de ombros e olhei para longe. "Você estava em meus braços há poucos minutos atrás." Seus olhos me questionaram.

140


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Você me deixou para ir e mandar alguém embora." Minha voz falhou e ele franziu a testa. "Do que você está falando?" "Eu vi você com a menina e com o bebê." "Oh." Ele passou as mãos pelo cabelo. "Esse é o meu negócio, Meg." "Eu não posso acreditar que você pode ficar aí e dizer isso com tanta calma!" Eu gritei, com raiva agora. "Como se isso não fosse uma grande coisa." Eu andei em direção a ele agora. "Você não pode simplesmente tratar as mulheres deste jeito. Não está certo." "Eu disse que não sou um homem bom." "Eu não quis acreditar em você." "Você deveria ter acreditado em mim." Ele suspirou e deu um passo em minha direção. "Brandon sempre foi o mais fraco." "Então, o que isso tem a ver com alguma coisa?" "Foi por isso que eu disse para você e para Katie que tudo foi culpa minha." "Hã?"

141


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"No clube. A morte de Maria. Tudo. Eu assumo a responsabilidade por tudo isso." "É sua culpa..." Fiz uma pausa. "Ou você está dizendo que não é realmente sua culpa?" "Eu queria que Katie acreditasse que foi tudo culpa minha." Seus olhos perfuravam os meus. "Eu queria absolver Brandon de tudo aos olhos dela." "Você está dizendo que não foi tudo você? Brandon ainda está envolvido com o tráfico?" "O quê?" Ele franziu a testa. "Não, eu não sei do que você está falando." "Então me explique." "Você vai voltar para dentro?" "Não." Eu balancei minha cabeça. "Diga-me agora. Diga-me aqui." "Quando começamos o clube, eu era um menino rico arrogante e mimado. Eu queria ser o dono do mundo. Eu queria dar para os homens mais ricos do mundo um clube para desfrutarem e parte desse prazer vinha das mulheres." "Prostitutas?"

142


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Não. Sim. Eu não sei." Ele suspirou. "As linhas são tão tênues. As mulheres sabiam exatamente no que estavam se metendo e nenhuma delas tinha que fazer qualquer coisa que não estivesse confortável para fazer." "Eu vejo." Eu desviei meu olhar quando uma sensação pesada me preencheu. "O clube cresceu rapidamente. Todos os homens mais ricos de Nova York queriam entrar para o clube. Nós tínhamos empresários de LA, Londres, China – de todo o mundo." "Eu vejo." "A notícia de que tínhamos o clube mais exclusivo do mundo se espalhou, mas ninguém sabia exatamente o que estava acontecendo. Nós tínhamos muitos quartos tão diferentes, de diferentes níveis, e cada nível tinha acesso a algo diferente." "Então, os homens pagavam para ter sexo com mulheres." "Essencialmente, sim", ele suspirou. "Eu não estou orgulhoso de mim mesmo ou do que o clube se tornou, Meg. Todo dia, eu desejo que eu não tivesse começado o clube. "Claro."

143


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"O dia em que Maria morreu foi o ápice de todos os meus dias ruins. Eu já vinha me arrependendo do que o clube tinha se transformado, mas foi neste dia que eu percebi que isso precisava acabar." "O que aconteceu com ela?" Eu olhei para ele com olhos preocupados. Eu estava com medo de que ele fosse me dizer alguma coisa terrível. "Ela atirou em sua própria cabeça." Seus olhos estavam arregalados de dor, e eu peguei suas mãos nas minhas. "Ela ligou para Brandon exatamente antes de fazer isso. Ele entrou em seu quarto alguns minutos depois de ter acontecido." "Você tem certeza que foi ela?" Eu perguntei, não convencida. "Sim." Ele acenou com a cabeça. "Ela deixou um bilhete e os policiais constataram que o tiro foi autoinfligido." "Oh meu Deus." Meus olhos se arregalaram. "Por que ela se matou?" "Ela achava que estava apaixonada por Brandon. Ele a rejeitou. Ela estava sob efeito de drogas, o viu com outra garota, e eu acho que foi isso." "Isso é horrível." Olhei para ele. "Absolutamente horrível." "Eu disse a Brandon para não mexer com as meninas, mas ele nunca soube o quão perigoso isso poderia ser. Nenhum de nós realmente sabia quanto estavam danificadas a maioria das meninas que trabalhavam no clube. Nós

144


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

tínhamos um monte de viciadas em drogas, ex-prostitutas, fugitivas e meninas abusadas." "Isso é horrível." "Sim." Ele balançou a cabeça tristemente. "Quando ela se matou, isso quebrou a ambos. Brandon deixou o clube imediatamente. Ele se culpava pelo que aconteceu. Ele não queria ter nada a ver comigo ou com o clube." "Ele não poderia saber que ela iria se matar." Eu suspirei. "Isso é horrível. Por que ele disse para Katie que ela tinha sido sua namorada na faculdade?" Eu fiz uma careta. "Isso não faz sentido. " "Você teria que perguntar isto a ele." Ele encolheu os ombros. "Eu não sei muito sobre a sua vida depois que ele me deixou, além de um incidente que ele teve com Denise e algumas outras meninas que nós demitimos alguns anos mais tarde." "Denise?" Olhei para ele sem entender. "Ela era uma garota que trabalhava no clube." Ele suspirou. "Mas, isso não importa. Isso não é a minha história para contar." "Então, o que aconteceu depois que Maria se matou?"

145


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu

fechei

o

clube

imediatamente.

Nós

reembolsamos

todas

as

mensalidades, e eu tentei pensar no que eu poderia fazer para reparar as coisas." "O que aconteceu com as meninas?" "Elas se apavoraram. Elas faziam um bom dinheiro no clube, ainda que o odiassem. Brandon e eu nos reunimos e prometemos a cada mulher que foi para a reabilitação um milhão de dólares, após cada conclusão bemsucedida." "Uau. Isso é um monte de dinheiro." "Nós fizemos um monte de dinheiro." Ele encolheu os ombros. "Nem Brandon e nem eu já experimentamos a vida sem um monte de dinheiro." "Isso deve ser bom." "Na verdade não. Você não dá conta ou aprecia quando você nasce com isso." Seus olhos pareciam estar longe de mim. "Então você ainda me odeia?" "Não." Eu balancei minha cabeça. "Eu não te odeio. " "Eu me odiava quando eu percebi o que o clube representava. A submissão das mulheres. Aquilo me fez perceber que eu tinha feito tudo errado. As mulheres não estavam nisso para nos machucar. Pelo menos a maioria das

146


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

mulheres não estava. Elas queriam erguer os seus homens. A maioria das mulheres só queria amar e ser amada. Mas elas tinham problemas assim como nós. E muitos de seus problemas foram causados por homens. Eu percebi que precisava ajudar a levantar as mulheres que tinham sido danificadas e que estavam no caminho errado. O clube atraia todas as mulheres que mais precisavam da nossa ajuda, mas, em vez de ajudar, apenas as prejudicamos ainda mais." "Eu acho que com a sua infância, você realmente não –" Eu comecei, mas parei quando ele levantou sua mão. "Isso não é uma desculpa." Ele balançou a cabeça. "Você sabe quantas mulheres conheço que têm sido levadas para as drogas desde que eram crianças porque elas queriam esquecer a dor que não podia sair de suas cabeças? A dor de ser abusada por seus pais ou seus tios? A fome com que elas tinham convivido durante tantos anos que fazia com que vender seu corpo por $10 parecesse ser uma boa opção. Mulheres que não tinham nada e fariam qualquer coisa e tudo o que pudessem para obter uma refeição ou uma cama quente para a noite." "Não é sua culpa que elas cresceram assim." "Mas eu não fiz nada para ajudar. Na verdade, eu as usei ainda mais." Sua voz se quebrou. "O meu clube era o epítome de tudo de errado em nosso mundo." "Então o que você fez?" 147


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu decidi tentar ajudar essas mulheres." Ele me olhou duro, então, e eu podia ouvir a determinação em sua voz. "Eu sabia que tínhamos várias mulheres candidatando-se para trabalhar no clube que tinham problemas, então eu decidi pegar esse trabalho para mim. Continuamos com a publicidade e a contratação de garotas. Só que, desta vez, não estávamos contratando-as para trabalhar no clube. Estávamos contratando-as para ver como poderíamos ajudá-las." "Ajudá-las?" Eu estava confusa. "Nós enviamos as meninas para diferentes casas de reabilitação, Meg." Sua voz era forte. "Álcool, drogas, escola profissional, formação de uma nova mãe. Tudo o que achamos que pode ajudar a melhorar suas vidas." "O quê?" Eu fiz uma careta. "É por isso que fazemos os testes. Nós não estávamos avaliando quais eram suas habilidades para poderem trabalhar no clube. Nós estávamos olhando para ver suas fraquezas e tendências. Se você fosse para a cocaína ou heroína na sala de drogas, sabemos que temos que encaminhá-la imediatamente para uma clínica de reabilitação." "Eu nem sequer vi heroína." "Isso é porque você não é uma viciada em drogas." Ele sorriu para mim e apertou sua mão.

148


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"E sobre o teste de ortografia? O que a reabilitação tem a ver com isso?" "Enviamos

as

meninas

para

diferentes

escolas

com

professores

especializados. O teste de ortografia e o teste de matemática eram para ver em que nível elas se encaixavam e para sabermos melhor para onde enviálas." "Oh." Meus olhos se arregalaram. "Então, você não as enviava para homens." "Para homens?" "Como escravas sexuais?" Eu murmurei baixinho, sentindo-me como uma idiota quando disse isso. "Não, claro que não." Ele franziu a testa. "Eu nunca faria isso, Meg. Nunca." "E os bebês?" "Algumas meninas vêm até nós quando estão grávidas. Temos uma creche que montamos para ajudar a cuidar dos seus filhos enquanto as mulheres se reabilitam." "Oh, isso é bom." "Nós não queremos que haja qualquer desculpa para impedi-las de ficarem limpas."

149


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu não posso acreditar que você faz tudo isso." "Eu gostaria de poder fazer mais." Ele suspirou. "Eu gostaria de poder ajudar a todas as mulheres que precisam." "Deve custar-lhe um monte de dinheiro." "O dinheiro não significa nada para mim." "Brandon sabe que você manda as meninas para a reabilitação?" "Sim." Ele assentiu. "Ele ajuda a pagar as contas." "Oh?", eu estava chocada. "Sim. Sua empresa, a Marathon Corporation, doa $100 milhões para o clube a cada ano." "Uau." "Ele é um cara bom." Ele beijou minha bochecha. "Ele é um cara muito bom. Se não fosse por mim, ele sempre teria sido um bom rapaz." "Você não o obrigou a fazer qualquer coisa, Greyson." Eu puxei seu rosto para baixo para o meu e beijei-o. Foi então que percebi que havia lágrimas em sua pele. "Oh, Greyson." Eu levantei a mão e enxuguei seu rosto. "Você está bem?"

150


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu estou bem." Ele me beijou de volta. "Eu só esperava que você se afastasse de mim e fosse embora. " "Eu não sabia a verdade." Eu balancei minha cabeça. "Eu pensei que você era realmente mau e eu me odiava por ainda querer estar com você. Eu não sabia quem você era realmente." "Você sabe quem eu sou. Eu sou um bastardo sombrio." Seus dedos seguraram meus braços. "Eu não a culparia, se você me odiasse." "Oh, Greyson. Eu nunca poderia te odiar. Por favor, nunca pense isso. Greyson, olhe para mim." Eu puxei seu rosto para olhar para mim. "Você é um ser humano maravilhoso." "Eu machuquei mulheres, Meg. Sou responsável por alguém ter se matado." "Não, não, você não é. Nem você e nem Brandon são responsáveis pela morte de Maria." Beijei-o novamente. "Por favor, tire esse pensamento da sua mente. Greyson, este clube era a fantasia de cada homem, e, embora, eu não goste do som disso, isso não é mais o que este clube é agora. Você está ajudando as pessoas. Você está mudando suas vidas. Centenas de vidas. Você é um bom homem, Greyson. Você atravessou pelo fogo e você saiu do outro lado." "Eu nunca teria acreditado nisso, se não fosse por você." Ele acariciou minha bochecha. "Você me fez acreditar que poderia haver salvação para mim.

151


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Você me fez acreditar que o amanhã poderia ser um novo dia, um novo começo e uma nova vida." "Greyson, eu acho que nós estávamos destinados a nos encontrar." Eu passei meus braços ao redor de sua cintura. "Eu acho que nós estávamos destinados a mudar a vida um do outro." "Para onde vamos a partir daqui?" Ele levantou a cabeça e olhou para mim. "Eu não sei." Eu pressionei minha cabeça contra seu peito e escutei seus batimentos cardíacos. Eu queria dizer a ele todas as coisas que eu tinha mantido no fundo do meu coração, mas eu sabia que era cedo demais. Nós não nos conhecíamos muito bem, e nós dois ainda estávamos frágeis demais por tudo o que tínhamos passado. "Podemos descobrir isso." Ele beijou o topo da minha cabeça. "Pareceria loucura se eu dissesse que te amo?", ele sussurrou, e meu coração disparou quando olhei para ele. "Sim, isso soaria muito louco." Eu balancei a cabeça e dei uma risadinha. "Você não me conhece bem o suficiente para saber se você me ama." "Meu coração sabia que eu te amava assim que eu te vi." Ele sorriu para mim. "Seu coração é bobo." Eu não conseguia parar de sorrir de volta para ele.

152


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Isso não foi como eu imaginei que seria." Ele levantou uma sobrancelha para mim. "Eu nunca disse a uma mulher que eu a amava antes." "Você realmente quer me ouvir dizer que eu te amo?" Eu levantei minha cabeça. "Isso não vai assustá-lo e afastá-lo?" "Você nunca poderia assustar-me." "Então, sim, Greyson Twining. Eu te amo. Eu te amo desde a ponta dos meus dedos até o cabelo em cima da minha cabeça. E eu acho que nós dois somos loucos." "É por isso que somos perfeitos um para o outro." Ele me segurou firme junto a ele. "Temos que levar isto um dia de cada vez." Eu olhei para ele. "Eu já vi o que acontece quando as pessoas precipitam as coisas. Eu não quero apressar isso. Eu quero que a gente faça isso direito." "Eu vou fazer o que você quiser que eu faça, Meg. O que quiser, quando quiser. Eu até deixarei o clube, se você quiser." "Não. Eu quero ajudá-lo aqui." Eu apertei sua mão. "O que você está fazendo é maravilhoso. E eu não sei por que você é tão reservado sobre isso."

153


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

"Eu não quero as pessoas me elogiando por fazer o bem como se eu fosse algum tipo de coroinha. Eu não sou tão bom. Eu só estou tentando buscar o perdão por todo o mal que eu fiz." "Eu entendo, e é por isso que eu te amo." Eu o beijei de novo e ele me beijou de volta apaixonadamente. "Há apenas uma última coisa." "Sim, minha querida?" "Você sabe o que aconteceu com Nancy?" "Não." Ele balançou a cabeça. "Eu não tenho ideia." "Precisamos encontrá-la, Greyson. Eu estou preocupada que algo tenha acontecido com ela." "Nós vamos encontrá-la, meu amor. Eu prometo." Eu me afastei e olhei para seu rosto bonito, incapaz de acreditar que eu tinha duvidado dele e de quem ele era. Eu podia ver o amor e a ligeira insegurança em seus olhos quando ele olhou para mim. Eu nunca me cansaria de olhar em seus olhos azuis. Este era o homem com quem senti que eu poderia passar o resto da minha vida. Este era o homem que eu sabia que nunca iria me machucar intencionalmente.

154


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Ficamos ali apenas de mãos dadas, e eu sorri para mim mesma do quão sortuda eu era. Olhei para cima e olhei para o clube privado. Eu não tinha ideia de que este lugar me traria tanta alegria quando cheguei. Um pequeno movimento em uma das janelas me fez parar. Olhei para cima e vi David e Patsy em pé em uma das janelas, olhando para mim e Greyson, e eu congelei. Eu segurei a mão de Greyson e me virei. Eu tinha certeza de que havia muito mais acontecendo no clube que nem Greyson mesmo sabia. E eu estava determinada a chegar ao fundo de tudo isso. Mas, primeiro, eu precisava encontrar Nancy. Eu tinha a sensação de que ela sabia muito mais do que ela tinha deixado saber antes de desaparecer. "O que você está pensando?" As mãos de Greyson caíram para minha bunda. "Eu acho que a coisa mais importante é no que você está pensando?" "Eu acho que você sabe a resposta para isso." Ele riu e sua boca beijou meu pescoço. Fechei meus olhos e deixei-me desfrutar da sensação dele ao meu lado e contra mim. Eu me senti segura nos braços de Greyson. Eu sabia que ele me protegeria e me amaria, assim como eu iria proteger e amá-lo.

155


Tradutoras e Revisoras Independentes J. S. Cooper & Helen Cooper – The Private Club 03 – One Day

Uma imagem de um pequeno Greyson correndo ao redor passeou pela minha cabeça, mas eu mantive meus pensamentos para mim quando eu ri.

Um passo de cada vez, Meg. Um passo de cada vez.

Fim

156


One Day vol. 3 (revisado) - J. S. Cooper & Helen Cooper