Issuu on Google+


Disp. e Tradução: Rachael Revisora Inicial: Tina Revisora Final: Rachael Formatação: Rachael Logo/Arte: Dyllan

Um casamento Riley está em andamento, um Natal Riley significa uma casa cheia da família, e ter um bebê está na mente de Liz Riley. Perseguir Gavin ao redor e se encontrar em armários escuros pode ser divertido, mas Liz está mais do que um pouco determinada. Mesmo com a família em todos os cantos da casa, e com Gavin mais do que pronto para fazer o que Liz quer — especialmente quando sexo está envolvido. Esse é um Natal da família Riley.

2


Este livro é para os meus leitores. Obrigado por amar todos os Rileys, tanto quanto eu.

Revisoras Comentam...

Tina: Que livro maravilhoso. Uma história cativante, com humor e cenas quentes de sexo. Liz sempre foi a minha preferida na Família Riley, com seu humor sarcástico, sempre dizendo o que pensa. Sendo fria e calculista em seus negócios, mas com os Rileys ela se derrete, seja ajudando Jenna em seu casamento, enchendo de perguntas a namorada de Nathan, ou preparando o Natal dos Riley. Isso tudo ainda com ela tentando ter um filho. Ainda bem que Gavin tem uma boa resistência, para aguentar ser atacado em todos os lugares que estejam por Liz, para fazer sexo. Jaci Burton continua se superando nos livros. Agora é aguardar o próximo livro.

Rachael: Ohhh esse livro é lindo!!! Tem tudo de bom reunido nele!!! Um grande encontro dos Rileys com risadas, competições, loucuras!!!! A história da Liz e do Garret sempre foi a minha favorita também e adorei viver esses momentos especiais com eles. Liz se tornou uma mulher surpreendente ao estar com o Garret e viver o dia a dia dos Riley não é fácil. Vocês vão amar esse livro lindo e sexy!!!!

3


Capítulo Um Não grávida. Liz Riley estava sentada no banheiro, esmagando a decepção que apertava seu estômago enquanto olhava para o teste de gravidez. Não grávida. Mais uma vez. Seu período estava com três dias de atraso. Estava tão certa desta vez. Droga. A palavra fracasso não estava em seu vocabulário. Sempre conseguia, geralmente encontrava uma maneira de conseguir o que queria. Mesmo quando confrontada com um obstáculo temporário, ela disputava seu caminho em torno disso e vencia. Era uma das melhores agentes esportivas no negócio, e sempre conseguia o que queria. Mas isso era um negócio, e isto era pessoal. No ano passado, tentou e falhou — inúmeras vezes para engravidar. Ela jogou a vareta no lixo e olhou-se no espelho. “Isto é uma merda.” “O que é uma merda?” Ela virou-se para enfrentar seu marido, Gavin, o amor de sua vida e o único homem que poderia a fazer querer ter um bebê. Ela entrelaçou os braços ao redor dele. ”Nada. Ok, é uma coisa. Eu posso ter uma espinha crescendo no meu queixo.“ Ele engasgou. ”Oh, Deus, não. Não é uma espinha. É o fim do mundo.“ Ela olhou. ”Isso é sério.” Ele inclinou o queixo para cima. ”Não há nada em seu queixo. E mesmo se houvesse, você ainda seria a mais sexy ruiva maldita que já coloquei meus olhos.“ Ele deu um beijo em seu queixo, então deixou seus lábios arrastar para baixo sobre seu pescoço. Sua desgraça temporariamente esquecida, inclinou-se contra ele, amando a sensação 4


de seu corpo pressionado ao longo dela. Ele tinha acabado de sair do chuveiro, e o aroma fresco, limpo dele nunca deixou de acertar todos os seus botões quentes. Então, novamente, ela gostava dele suado, também. Depois de um treino ou um jogo, com a sujeira e suor escorrendo pelo rosto, ele usava seu trabalho em seu corpo, e ela o amava assim. Como sua ex-agente, sabia o quão duro ele trabalhava no baseball. Ele era o melhor na primeira base que já tinha representado. É claro que, assim que se apaixonou, teve que parar de representá-lo, mas nunca deixou de apreciar que belo exemplar de atleta ele era. Ou que amante incrível ele era. Como agora, quando a colocou no balcão do banheiro, abriu suas pernas e caiu de joelhos, enterrando o rosto entre suas coxas. Estremeceu quando ele deslizou sua língua ao longo de seu sexo. Gavin sempre sabia exatamente como dar prazer a ela. “Oh, sim,” ela murmurou, deslizando os dedos através da suavidade de seu cabelo, direcionando-o para onde precisava de sua boca. E quando ele se deleitava contra seu clitóris, ela arqueou contra ele, tão perto que já poderia vir agora. Mas ainda não, não quando as sensações que trouxe para fora dela com a língua eram tão deliciosa. Queria esperar um pouco mais. Os sons distantes de alguém batendo permeou seus sentidos. Mas estava no limite, tão perto de vir que bloqueou todo o resto. “Estou quase lá, Gavin. Apenas continue.“ E quando ele pressionou a língua contra seu clitóris e lambeu, ela veio com um grito alto, segurando a cabeça lá enquanto cavalgava um orgasmo incrível que a deixou trêmula. Ele levantou-se e beijou-a com a mesma paixão dura que sempre a deixou sem fôlego. Ela ouviu as batidas na porta novamente. Só que desta vez, a campainha acompanhou a batida. Gavin puxou de volta. ”Isso foi na porta da frente?” Então a compreensão bateu nela. ”Oh, merda. Esqueci Jenna e Tara estavam vindo.“ 5


“Oh, merda é certo.” Ele olhou para baixo, e ela seguiu seu olhar, onde sua ereção balançava duro e tentador contra sua perna. Ela soltou um suspiro triste. ”Tanto para o sexo quente. Acho que vou abrir a porta.“ “Boa ideia. Estarei aqui pensando sobre o que poderia ter acontecido. Não. Má ideia. Vou pensar base averages1, e então vou me vestir.“ Ela riu, deslizou para fora do balcão, e rapidamente vestiu algumas roupas antes de correr para as escadas para chegar a porta. Jenna arqueou uma sobrancelha. ”O que o inferno. Eu estava prestes a chamá-la. Você estava no chuveiro?“ “Sinto muito. Estava no andar de cima me vestindo. Estou atrasado esta manhã.“ “Tem certeza que este é um bom momento?”Tara perguntou, dando-lhe um abraço. “É um momento perfeito. Entrem.“ Jenna passou por ela. ”Você estava, provavelmente, tendo relações sexuais com o meu irmão.” Liz seguiu-as para a sala. ”E se eu estivesse, você ainda assim não iria querer os detalhes sobre isso.” “Você está certa. Eu não iria querer.“ Jenna colocou uma bolsa ao lado do sofá, em seguida, virou-se para Liz. “Seu rosto está como um livro aberto. Oh, meu Deus, você estava fazendo sexo. Nossa, Liz, você poderia ter nos chamado e dito para voltarmos mais tarde.“ “De jeito nenhum. Foi uma coisa de improviso.“ Tara cruzou os braços, com um sorriso sereno no rosto. ”Então, uma rapidinha, não é?” “Mais como meio rapidinha.” “Ouch,” disse Tara. “Você tem um sincronismo ruim, Jenna,” disse Gavin enquanto descia as escadas e entrava na sala de estar.

1

Nas estatísticas de beisebol, os tempos de prazo na base, também abreviado como TOB, é o número total acumulado de vezes que uma massa atingiu de base, como resultado de visitas, passeios e atingido por arremessos. Essa estatística não inclui vezes atingindo pela primeira vez pelo caminho do erro, caiu terceira greve, obstrução do defensor ou a escolha de um jogador de campo, tornando essa estatística um tanto inapropriado. 6


“Ei, Tara está aqui, também, você sabe.” “Sim, mas você é minha irmã, então vou te culpar.” Ele deu tanto a Jenna e Tara abraços e perguntou: “Quem quer café?” “Eu definitivamente quero,” disse Jenna. Tara assentiu. ”Eu adoraria.” “Chá para mim,” disse Liz. “Desde quando você não toma café?”Os olhos de Jenna arregalaram. “Você está grávida?” “Não. Só trabalhando em colocar coisas saudáveis para o meu corpo para o caso de acontecer algum dia. O que, até agora, não tem.“ Jenna apertou a mão dela. ”Eu sinto muito. Deveria parar de perguntar-lhe o tempo todo sobre isso. Estou tão animada por você ter um bebê como você está.“ Liz olhou para a cozinha, em seguida, voltou sua atenção para suas cunhadas. ”Fiz um teste esta manhã porque estava um pouco atrasado. Foi negativo.“ Tara franziu o cenho. ”Sinto muito. Isso tem que ser frustrante, quando se quer tanto isso. Mas só precisa relaxar e dar tempo ao tempo.“ Liz deu-lhe uma olhada. ”Quando você me viu relaxando?” “Boa pergunta. Mas talvez se tentasse relaxar um pouco, isso poderia acontecer?“ “Eu não sei. Nós temos tentado por um tempo. E sei que não estou nos meus vinte anos mais, então talvez haja algo errado.“ “Será que você perguntou ao seu médico?” Liz acenou com a mão. ”Ela fez testes em nós dois. Gavin está bem. Ela disse que eu estou bem, e que não há nenhuma razão pela qual não posso engravidar. E ela também disse que eu deveria relaxar.“ Jenna riu. ”Ok, então apenas desfrute da coisa de sexo e deixe que isso aconteça.” “Esse é o problema. Tem se passado um ano. Não fiquei grávida. É evidente que eu não estou tentando o suficiente.“

7


Jenna deu-lhe uma olhada. ”Não posso imaginar que há alguma coisa que você tente realizar que não dê o seu tudo. Mesmo isso.“ “Talvez.” Gavin entrou com as bebidas para todas elas. ”Obrigado, querido,” disse Liz. “O prazer é meu. O que vocês estão cochichando aqui?“ Jenna deu a Gavin um olhar inocente. ”Sobre as coisas do meu casamento, é claro. Você quer sentar e ouvir todos os detalhes?“ Gavin olhou horrorizado. ”Deus, não. É ruim o suficiente que você está me colocando em um smoking e fazendo-me tomar parte disso. Tenho que ouvir os detalhes, também?“ Liz adorava o olhar aterrorizado no seu rosto. Como se Jenna fosse pedir-lhe para verificar os convites ou alguma coisa. “Não. Você está dispensado.“ “Graças a Deus. Estou indo para a academia.“ Ele pegou sua bolsa de ginástica e beijou Liz, dando adeus. Depois que saiu, Liz apontou para a bolsa ao lado do sofá. ”Então, o que está acontecendo com as coisas do casamento?” Jenna sorriu. ”Tara trouxe os convites, do lugar do outro dia. Achei que você pode querer vê-los.“ “Você sabe que faço. Não acredito que o casamento é apenas daqui algumas semanas.“ “Não acredito, tampouco. Ty e eu esperamos tanto tempo. A coisa toda de casamento simplesmente não era importante, porque nós nos amamos e estamos comprometidos. Realmente queria apenas ir à prefeitura ou talvez para Vegas para um casamento rapidinho.“ “Mas, então, aí está a sua mãe,” disse Tara. ”Quem nunca teria te perdoado.” Jenna assentiu. ”Exatamente. Negando-lhe um casamento, especialmente da sua única filha, só que isso não era uma opção, especialmente depois que os dois — Mick e Gavin casaram de maneiras tão elaboradas.“ “Uh, desculpe?” Liz disse com um sorriso. “Nunca pensei que eu era do tipo de fantasiar com casamento. Ou até mesmo o tipo que se casa. Até Gavin chegar junto.“

8


“Posso ver, acredite. Eu nunca acreditei em toda essa coisa de compromisso até Ty. E o casamento não era tão importante para mim, mas amo Ty e ele quer se casar, e então há a mamãe. Então, cedi.“ Jenna respirou fundo. “E assim, aqui estamos nós.” Tara mergulhou a mão na bolsa e tirou um convite, entregando-o para Liz. ”Com estes.” Os convites tinham uma borda roxa, combinando com a cor das pontas do cabelo de Jenna, e as letras eram na cor do time de hóquei de Ty. O quadrante superior tinha uma nota musical e um taco de hóquei, significando partes tanto de Jenna e Tyler, com suas iniciais tecidas através dele. “Eu amo esses. Tão bonitos,” disse Liz. “Eu também,” disse Jenna. ”Você não acha que eles são piegas ou bobos?” “Claro que não. Eles são você. E Ty. E perfeito.“ Jenna sorriu. ”Obrigado. Eu os amo também. Tara me ajudou com o design.“ Liz deslizou seu olhar sobre Tara. ”É o que você faz melhor.” “Obrigado. Estou ridiculamente animada sobre este casamento. Pelo menos desta vez eu não estou grávida.“ “E como está o nosso lindo sobrinho?” “Se agarrando para tentar ficar de pé.” “Oh, meu Deus. Já?“ “Sim. Mick pensa que ele estará andando em breve. Disse que quando era um bebê, ele andou com dez meses, então acha que Sam vai andar cedo, também. Não estou pronta ainda. Quero que ele fique meu bebê fofinho o maior tempo possível, embora possa engatinhar pela casa como um demônio em velocidade. Tenho que vê-lo a cada segundo, ou desaparece. Já tivemos que colocar um portão nas escadas.“ “Ele é adorável, Tara. E onde ele está?“ Perguntou Jenna. “Com seus pais. Quando disse a sua mãe que estava me reunido com vocês duas nesta manhã, ela perguntou se poderia tê-lo por algumas horas.“ “Ela está sempre agarrando Sam.“ 9


Tara se recostou no sofá. ”Você sabe que pode tê-lo sempre que quiser. Ou vir vê-lo quando quiser.“ “Claro. No meu tempo livre, quando não estou supervisionando o bar, ou trabalhando no clube.“ “Oh, Cry Me a River2,” Liz interrompeu. ”Eu nunca consigo chegar a vê-lo, também.” “Nunca pensei que vocês duas estariam brigando por meu bebê. Vocês são as duas mulheres com menos possibilidades que eu já teria adivinhado que teriam instintos maternais.“ “Hei,” disse Jenna. ”Eu amo seu bebê. Não é que quero algum meu por agora. Muito ocupada. Mas os seus filhos? Amo-os loucamente.“ “Isso é porque um está na faculdade, e o outro você pode amar e abraçar e estragar, mas não tem que ficar com ele.” Jenna assentiu. ”Exatamente.” Liz riu. ”Falando de um na faculdade, como é que Nathan está indo?” A raia de orgulho maternal atravessou o rosto de Tara. ”Ele está indo muito bem. Está colocando os seus estudos em primeiro lugar, que eu insistia. E, claro, como você sabe, Texas acabou vencendo o campeonato Big 12 Conference nesta temporada. Eu gostaria de pensar que Nathan liderando a equipe, sendo quarterback teve muito a ver com isso.“ “Ele é um zagueiro excepcional, como seu pai,” disse Liz. ”Assisti todos os jogos. Ele tem um talento natural, muito parecido com Mick.“ “Concordo,” disse Jenna. ”De certa forma, ele é melhor do que Mick, por causa da maneira como corre. Ele confunde o inferno fora da defesa.“ Liz assentiu. ”Estou ansiosa para colocar minhas mãos sobre ele e levá-lo a um contrato da NFL.” Tara olhou horrorizada. ”Oh, Deus, não diga isso a ele. Ele vai querer sair no próximo ano, e Mick e eu queremos que ele fique na escola e termine a sua faculdade.“

2

Cry Me a River é um exagero usado para transmitir uma sensação de sarcasmo quando você não se sente solidário com a pessoa que está reclamando. 10


Liz riu. ”Meus lábios estão selados. E tendo a concordar com você. Alguns desses meninos deixam a escola muito cedo, a atração para um grande contrato e dinheiro e grande demais para resistir. Quanto mais tempo permanecem na faculdade, mais experiência ganham. Pelo menos é o que sempre os aconselho.“ “Obviamente, eles nem sempre ouvem.” Ela encolheu os ombros. ”Resumindo isso é a escolha deles para fazer. Muitos deles passam a ter uma carreira de grande sucesso, mas é minha esperança que todos obtenham seus diplomas. Ou pelo menos fiquem em seus anos junior, em seguida, terminem os seus estudos mais tarde.“ Tara assentiu. ”Nós estamos indo para pressionar Nathan a permanecer na escola o maior tempo possível, mas você está certa, é sua carreira e sua escolha. Nós apenas esperamos que escolha o caminho certo.“ Elas passaram ao planejamento do casamento, em seguida, sairam para o almoço. Liz se separou de Tara e Jenna, então foi para casa, na esperança de encontrar Gavin lá. Em vez disso, ele tinha deixado uma mensagem em seu telefone deixando-a saber que estava indo para experimentar seu smoking, depois do almoço. Que foi bom para ela. Tinha algum trabalho a fazer, de qualquer maneira, assim que abriu seu laptop e respondeu alguns e-mails. Quando terminou, ela revisou seu calendário. Ia ser uma temporada de férias extremamente ocupada. Não só Jenna ia se casar — e Liz assumiu um papel muito ativo nisso, o que ela estava muito animada — mas, além disso, ela e Gavin estariam organizando o Natal para a família Riley em sua casa este ano. Uma vez que esta era a primeira vez que teriam toda a família para o Natal, Liz sentiu o peso de fazer tudo certo. Não que a família de Gavin colocasse grandes expectativas no Natal ou qualquer coisa. Seus pais eram as pessoas mais amáveis que já tinha conhecido. Kathleen e Jimmy Riley tinham sido uma família para ela, mais pais para ela do que os seus próprios, uma vez que antes dela e Gavin estarem juntos. Ela já os amava tanto, e eles eram genuinamente um povo acolhedor.

11


Portanto, não havia pressão, além da pressão normal que ela colocou em si mesma, que era sempre alto. Mas, ainda assim, haveria um monte de coordenação para fazer. A família Riley era formidável, e agora havia mulheres e crianças e outras pessoas significativas, Natal ia ser enorme este ano. E Liz queria que este fosse o melhor Natal de nunca. Ela fez algumas notas sobre os alimentos. Contratar alguém para fornever a comida estava fora, infelizmente, porque os Rileys só não iriam para isso. Nada além de caseiro no Natal. Kathleen iria ajudá-la, é claro, e assim Tara, junto com a cunhada de Kathleen, Cara. Todas elas teriam que se reunir e discutir as opções. Isto iria funcionar totalmente. Ela se recostou na cadeira e esticou, então pensou em Gavin e o teste de gravidez miserável de antes. Ela empurrou para trás e se levantou, indo para a cozinha para fazer uma xícara de chá. Ela que se danasse se iria deixar seu corpo derrotá-la. Ela serviu o chá em seu copo e se encostou na bancada da cozinha. Se alguém lhe falasse há dois anos que estaria casada e tentando ter um bebê, ela teria rido na sua cara. Tinha uma totalmente carreira impulsionada, e não havia nenhum homem em seu radar. Exceto Gavin, é claro. Ela sempre amou Gavin, mas em segredo. Ele tinha sido o homem dos seus sonhos, alguém que tinha estado perto apenas como um cliente. Nunca em seus sonhos mais selvagens pensou que ela e Gavin ficariam juntos, e muito menos se apaixonarem e acabarem casados. Foi quando seu desejo por uma criança que faria parte de ambos, tinha começado a tomar posse. Estava quase em seus trinta e poucos anos agora. Se ela ia ter filhos, era hora de acontecer. Um tipo agora ou nunca de coisa, porque não estava ficando mais jovem. Era por isso que não deixaria seu sonho de ter um filho virar fumaça. Desistir não era uma opção. Eles só precisavam ter mais sexo. Gavin era forte e viril, e ela ainda era jovem o suficiente. Trabalharia isso e comeria direito. Não havia nenhuma razão 12


que não poderia engravidar. Gavin estava na baixa temporada agora, o que significava que estava mais disponível do que o normal, e isso significava mais tempo para o sexo. Com certeza, ela estaria um pouco mais ocupada com o casamento e planejamento o Natal, mas se havia uma coisa que Liz sabia fazer, era ter tempo para o sexo. Ela sorriu contra a borda de sua xícara de chá. Operação faça um bebê estava de pé.

13


Capítulo Dois Gavin sorriu para o seu futuro cunhado, enquanto se sentaram esperando na loja de smoking. ”Então, Tyler, quais são suas intenções para com a minha irmãzinha?” “Pretendo o inferno casar com ela, se estiver tudo bem com você.” Gavin deu de ombros. ”Tem certeza que você sabe no que está se metendo? Ela é um tipo de dor na bunda. Mal-humorada. Às vezes rabugenta como o inferno.“ “Parece que é assim que ela trata você. Ela é ótima para mim.“ Gavin riu. ”Você provavelmente está certo.” “Eu não sei,” disse Mick. ”Ela sempre gostou de mim.” “Besteira. Ela lutou com você, tanto quanto lutou comigo.“ Mick arqueou uma sobrancelha para Gavin. ”Esse não é o jeito que me lembro. Ela sempre correu para mim quando você estava mexendo com ela.“ “Não. Esse era eu. Ela odiava tanto de vocês que correu para seu primo favorito.“ Gavin riu para Cole. “Se reunindo Anderson?” “Oooh, nós estamos nos reunindo,” disse Gavin, cutucando Ty quando ele se levantou. “Ainda não,” disse Ty. ”Mas assim que toda essa porcaria de smoking terminar, estamos indo para o bar.” “Parece um bom plano,” disse Gavin. Demorou cerca de uma hora para escolher os smokings, embora Jenna já tinha feito um par de sugestões, e Ty, foi com o que Jenna queria. Eles estavam todos ali, com exceção de dois companheiros de equipe e amigos de Ty, Victor e Eddie, que não puderam ir. Mas agora que os smokings foram selecionados, poderiam vir e obter sua medição a qualquer hora. Tudo o que importava para Gavin era que sua parte foi feita. Eles estavam fora de lá o mais rápido possível, para que pudessem ir ao bar Riley. 14


“Temos sorte que pudemos estar todos juntos nesta semana,” disse Mick. ”Felizmente, nós estamos jogando com a equipe de Cole, então estou realmente na cidade a tempo para escolher o smoking.” “Sim, isso funcionou bem,” disse Ty. “Nós estamos indo para chutar sua bunda.” “Em seus malditos sonhos, Cole,” disse Mick. “Vamos ver, menino bonito. Você está ficando meio velho para jogar futebol. Você deve pensar em mudar para a cabine de transmissão ou algo assim? Talvez desempenhar de pai dona-de-casa, enquanto Tara faz uma grande quantidade de dinheiro?“ Gavin bufou. “Hei,” disse Mick. ”Você é meu irmão. Você não deveria estar ao meu lado?“ “Estou do lado de ninguém quando se trata de família jogando contra família. Eu só vou aproveitar os dois falando um do outro.“ Cole sorriu e recostou-se na cadeira. Quando Renee, sua garçonete veio, ela high-fived3 todos eles. “Estava me perguntando quando a equipe Riley viria tomar um cerveja?“ “Eu definitivamente vou ter uma,” disse Tyler. Gavin assentiu. ”Eu também.” “Soda para mim,” disse Mick. “Soda também,” disse Cole. ”Ainda que eu poderia beber dez cervejas e ainda chutar o seu traseiro no jogo.” Gavin revirou os olhos para Ty. ”Aqui vamos nós de novo.” Ty riu. ”Eu me pergunto se devemos aceitar apostas sobre se eles vão vir a se golpear ou não.” “Eles não vão. Mas é divertido vê-los falar besteiras uns dos outros sobre cuja equipe é melhor.“

3

Um gesto de saudação, exaltação, ou a vitória na qual uma pessoa dá um tapa em uma palma erguida contra a de outra pessoa. 15


Ty assentiu. ”Eu não posso esperar para o jogo no domingo. O bar deve ficar lotado. Você vai ir para o jogo?“ “Não perderia por nada. Você?“ “Você está brincando? Jenna me mataria se eu não estivesse lá para o jogo. É um dia grande para a família Riley.“ “Acho que nós vamos ter um monte de grandes dias Riley chegando nas próximas semanas,” disse Mick. Ty sorriu. ”Sim. Parece que sim.“ “Você está animado?” Perguntou Cole. “Você sabe, eu não achava que estaria. Quero dizer, Jenna e eu queriamos que isto fosse discreto, mas não deu muito certo desse jeito.“ “Sei como é isso. Liz e eu estávamos da mesma forma,” disse Gavin. Nós estávamos indo para ter uma coisa pequena, que se transformou em uma grande coisa, porque... bem, minha mãe queria um grande casamento, e, em seguida, Liz decidiu que talvez apenas ter um pequeno casamento não estava indo para trabalhar. De repente, se tormou uma grande coisa. Não posso culpar tudo aos meus pais, no entanto. Casamento parece assumir uma vida própria.“ Ty riu. ”Sim. Está se tornando uma espécie de evento, e não posso dizer que estou todo desapontado com isso. Apesar de Jenna não querer fazer um grande negócio fora do casamento, eu sei que secretamente ela está muito animada em ter a família toda junta para a celebração do nosso casamento. Não acho que ela teria sido realmente feliz se tivéssemos fugido ou nos casado na prefeitura.“ Gavin assentiu e tomou um longo gole da cerveja que Renee tinha colocado na frente dele. ”Sei o que você quer dizer. Liz nunca foi sobre o grande casamento. Até que chegou a hora de planejar o grande casamento. Em seguida, ela tornou-se motivada, como planejar um casamento tinha sido a primeira e única coisa que ela tinha sonhado em fazer desde que era uma menina.“ “As mulheres, certo?” 16


“Sim. Não é possível entendê-las. Não adianta tentar. Basta ir com elas.“ “Isso é o que eu faço, cara. Acabei de tentar mantê-la feliz. Se ela está feliz, eu estou feliz.“ Gavin inclinou a cerveja contra Ty. ”Amém a isso. ” A conversa reverteu para Cole e fortemente carregado de testosterona numa superioridade de Mick sobre quem ia bater quem. No final, os dois só acabaram rindo e brindando um ao outro, então foram comer hambúrgueres, até que chegaram sobre o tema do casamento de novo, o que colocou Ty na berlinda para torná-los todos a vestir smokings. Ty não mordeu a isca. Em vez disso, mastigou um bocado de cheeseburger e engoliu. “Não é minha culpa. Fale com Jenna. Eu teria ficado feliz em jeans.“ “Você jogaria sua noiva, minha doce irmã bebê — a sacrificando — assim?” Perguntou Mick. Ty pegou sua cerveja. ”Sim.” “Espere até eu contar a ela,” disse Gavin. “Vá em frente,” disse Ty com um encolher de ombros. ”Ela vai me apoiar.” Cole bateu Ty nas costas. ”Isso é o que gosto em você. Sem medo.“ Mick partiu depois do almoço para fazer alguma coisa relacionada com o futebol. E Cole teve que sair para o aeroporto para pegar Savannah. “Ela tem estado fora da cidade de novo?” Perguntou Gavin. “Sim. Está fazendo uma coisa de consultoria para um cliente em Chicago nas últimas duas semanas.“ “Irrita tanto você com todas as viagens, não é?” “Nós administramos. Pelo menos os regressos a casa são quentes.“ Cole balançou as sobrancelhas. Tyler riu. ”Falando de noivas quentes, preciso ir ver a minha. Temos... Deus me livre, coisas do casamento que prometi discutir com ela. Obrigado por se encontrar comigo hoje, pessoal.“

17


Todos eles partiram. Gavin voltou para casa, imaginando que Liz estaria fora fazendo algumas dessas coisas de casamento, também. Assim, que ficou surpreso ao ver seu carro na garagem quando puxou para estacionar. “Liz?” Ele chamou quando entrou pela porta. Ela não respondeu. Ele procurou por ela lá embaixo, mas não a encontrou, então subiu as escadas. Já estava ficando escuro lá fora, e nublado, enquanto olhava para fora da janela. Havia uma luz acesa em seu quarto, então abriu a porta. E seu queixo caiu. Liz estava na cama, a única luz no quarto era das velas acesas sobre os criados-mudos. Ela estava vestida com alguma coisa frágil de seda que subia no alto de suas coxas e mal cobria seus seios. Ele ficou duro em um instante. “Será que temos uma comemoração que eu não sei?” Ele perguntou quando entrou no quarto. Ela estava reclinada ao seu lado, com a cabeça apoiada na mão. ”Não, mas fomos interrompidos esta manhã. Pensei que nós poderíamos terminar o que começamos.“ Ela deu um tapinha na cama. “O inferno, sim.” Enquanto caminhava em direção à cama, ele tirou os sapatos e puxou a camisa sobre a cabeça. Liz sentou-se e se arrastou em direção ao final da cama, com os seios quase visíveis quando se agachou. “Gosto de tudo o que você está vestindo. Ou quase não usando.“ Ela inclinou a cabeça para trás e deu-lhe um inferno de um sorriso sexy. ”Eu comprei para provocá-lo.” Enquanto ela abria o zíper de suas calças, ele puxou tirou uma das tiras para baixo. ”Você não está indo para usá-la por muito tempo.” Ela sentou-se sobre os calcanhares. ”Essa é a ideia.”

18


Ele puxou a calça jeans e cuecas, o pau saltando diretamente em suas mãos. ”Agora, isso é sobre onde estávamos esta manhã, não estávamos?” Suas mãos estavam quentes, alguns centimetros de sua boca para dar a ele exatamente o que passou o dia pensando. ”Eu tenho vontade de ter a sua boca em mim o dia todo.” “É mesmo?” Ela caiu para frente sobre seu estômago, que coisinha furtiva que ela usava subia sobre sua bunda bem torneada, revelando que ela tinha... absolutamente nada por baixo disso. Seu pênis contraiu e ele avançou, empurrando-o em suas mãos. “Um pouco ansioso, não é?” Ele olhou para ela. ”Você sabe disso. Agora me chupe.“ “Fico toda excitada quando você me dá ordens.” Ela colocou seus lindos lábios ao redor da cabeça do pau, ao mesmo tempo, a língua enrolou à sua volta. Então, ela o puxou para o calor doce de sua boca, centímetro por centímetro, lento, tortuoso, deliberadamente prolongando seu prazer. “Ah, querida, isso é tão bom.” Ele se inclinou para frente e levantou a coisinha que ela usava, revelando as bochechas de seu traseiro. Ele alisou a mão sobre a sua carne, separando-a com os dedos para que pudesse chegar a sua boceta. Estava molhada, e ele deslizou seus dedos dentro dela, ao mesmo tempo, ela tomou conta dele, levando-o profundamente. “Foda-se,” ele sussurrou, fechando os olhos enquanto ela o chupava. ”Você é tão boa nisso.” Seu hum ao responder ao redor de seu pênis fez suas bolas apertarem. E quando ela se retirou, seu pau molhado de sua boca, era tudo o que ele podia fazer para não empurrar de volta para a caverna quente doce e descer a sua garganta. Mas ele queria explorar seu corpo. Ela tinha ido para provocá-lo com todas as velas e vestindo aquela roupa que estava deixando louco. Ele queria estar dentro dela, puxando-a perto, inalando seu aroma e bombeando para dentro dela. É aí que ele queria vir.

19


Então, puxou-a até os joelhos, puxou o corpo dela contra o dele, e beijou-a, varrendo as mãos sobre suas curvas e desfrutando da sensação de seus seios contra o peito dele. Mesmo depois de mais de um ano de casamento, Liz ligava seus botões quentes. Ela virou-se dele com uma paixão animal que ainda o surpreendia. Ele nunca poderia ter o suficiente dela, e agora que a temporada de beisebol tinha acabado e ele estava em casa em uma base regular, poderia concentrar em sua necessidade por ela. Ele a empurrou de costas na cama. “Ansioso?” Ela perguntou, sua voz num gemido, provocando carícia. “Sim.” Ele abriu as pernas e aliviou seu pênis dentro dela, olhando seu rosto quando ele entrou nela. Uma coisa que sempre amou sobre Liz foi o jeito que ela gostava de sexo sem nenhuma barreira, sempre ligada totalmente nele. Ela adorava fazer amor com ele tanto quanto ele gostava de estar com ela. E, quando ela arqueou seus quadris e levou-o para dentro, sabia que, mais uma vez tinha encontrado a mulher perfeita para ele. Ele agarrou seus quadris e puxou-a para baixo em seu pênis, ouvindo os sons de sua respiração, os gemidos e gemidos que ela fez quando ele bombeou nela. Esse bater de carne o deixou louco, então ele se inclinou sobre ela, puxou as alças para baixo e tomou um de seus mamilos em sua boca, sugando-o enquanto ele a fodia. “Sim,” ela sussurrou contra ele. ”Mais forte.” Ele deu a ela o que pediu, tanto com a boca como seu pau. Sua vagina apertou seu pau, fazendo-o lutar pelo controle. “Beije-me,” disse ela, e ele mexeu-se para tomá-la na boca. Ela chupou sua língua, fazendo-o gemer e mergulhar seu pênis mais profundo. Liz gemeu, contorcendo-se debaixo dele. “Isso vai me fazer gozar,” disse ela. Ele levantou-se, encontrou o olhar dela, dando a ela o que precisava, um movimento lento, duro profundo que fez seus olhos arregalarem.

20


E quando ela gozou, passou as unhas para baixo dos braços e estremeceu contra ele. Incapaz de conter-se, ele foi com ela, seu orgasmo balançando seu mundo e roubando o fôlego, como sempre fez. Liz envolveu suas pernas ao redor dele e segurou-o ali, enquanto ambos se estabeleceram a partir do rescaldo. Ela alisou suas mãos para baixo de seus braços, pressionando um beijo e uma mordida de amor para o seu ombro. “Essa foi uma ótima maneira de terminar o dia,” disse ele. “Estou feliz que você tenha gostado. Tenho certeza que sim.“ Ele rolou para o lado dele, trazendo Liz com ele. Ela estremeceu, então ele puxou os cobertores e eles ficaram ali. Ele não tinha sido muito de se encolher após o sexo antes de Liz entrar em sua vida, mas agora gostava de segurá-la em seus braços, ouvindo-a respirar. “Fiz um teste de gravidez, esta manhã,” disse ela. Ele acalmou. ”E então?” “Negativo.” Ele ouviu o tom de sua voz plana. Ela tentou ser indiferente sobre isso, mas sabia o quanto isso a machucava, o quanto queria ter um bebê. Ele queria ter um com ela, então manteve a decepção em sua voz. “Está tudo bem, querida. Nós vamos continuar tentando.“ Ela suspirou. ”Sim, nós o faremos.” Este era um assunto tão delicado, e Gavin nunca soube como abordá-lo. ”Isso vai acontecer.” Ela se sentou na cama e inclinou-se contra os travesseiros. ”Eu sei que vai. Estou determinada.“ Ele empurrou-se e sentou-se ao lado dela, dando-lhe um sorriso. ”Se há uma coisa que sei sobre você, é que não vai deixar nada ficar em seu caminho. Mas você tem que relaxar sobre isso. Nós vamos chegar lá.“ “Você está tão certo. Como você pode ter tanta certeza?“ “Simples. Eu tenho informação privilegiada.“ Ela inclinou a cabeça para o lado e fez uma careta. ”Huh?” 21


“Vamos verificar o pau da magia do conhecimento e ver o que ele diz.” Ela deu-lhe um olhar de descrença absoluta “Que diabos você está falando?” Ele puxou o lençol para trás, agarrou seu eixo. “Você sabe, como o Magic 8 Ball4.“ Ela estudou seu pau e bolas. ”Eu não sei, Gavin. Eu só vejo duas bolas lá em baixo. Não oito. A menos que você tenha escondido mais seis em algum lugar.“ Ele riu. ”Confie em mim. Meu pau sabe tudo.“ Ela arqueou uma sobrancelha, ergueu os joelhos, e colocou os braços ao redor deles. ”Ok, isso é interessante. Não vá em frente.“ Ele balançou seu pênis para trás e, como todas as crianças costumava fazer com sua Magic 8 Balls. Ele poderia dizer que Liz estava se esforçando para não rir. “Oh, pau magia, há um bebê em nosso futuro?” Perguntou ele. Seus lábios curvaram. ”E o que o pau magia do conhecimento disse?” Ele agarrou suas bolas em sua mão. ”Ele diz que tenho o seu bebê bem aqui.” Ela riu, então rolou em cima dele. ”Você sempre sabe a coisa certa a dizer.” Ele passou os braços em volta dela e puxou-a para perto. ”Fique comigo, querida. Você nunca vai dar errado.“

4

O Magic 8 Ball é um brinquedo usado para adivinhação ou procurar o conselho, fabricado pela Mattel. 22


Capítulo Três A família tinha conseguido um camarote no estádio para o jogo de futebol, todos se reuniram para compartilhar o dia de Mick e de Cole. Liz tinha parado fora do camarote com o proprietário para trocar ideias com Ted Miller, o proprietário dos St. Louis Traders, no estádio. Como um agente, era seu trabalho fazer com que seus clientes fossem bem representados. Não que ela representava Cole, mas tinha clientes no Traders, bem como no San Francisco Sabers. Ela não ocupou muito do tempo de Ted, porque tinha uma parada para fazer no camarote de Irvin Stokes também. Tocando base com o proprietário do Sabers foi igualmente importante. Ela queria que ele soubesse que estava ali para apoiar todos os seus clientes. Era uma oportunidade perfeita para misturar um pequeno negócio com prazer. Assim que ela terminou com a parte de trabalho do seu dia, voltou para o camarote da família. Abrindo a porta foi como uma explosão de calor e seu coração encheu. Não tendo nenhuma família própria — pelo menos, nenhuma família que amava e apoiava, os Rileys pertenciam a ela agora. “Liz. Eu queria saber onde você estava.“ A mãe de Gavin a tinha visto imediatamente, o que não foi de todo uma surpresa. Kathleen Riley era ótimo em cuidar de sua família, sempre fazendo com que todos se sentissem bem-vindos. “Eu tinha algum trabalho para cuidar.” Kathleen balançou a cabeça. ”Você está sempre trabalhando. Quando vai tirar um dia de folga?“ Liz colocou a mão sobre o braço de Kathleen. ”Eu tomo muita dias de folga, mãe. Não se preocupe comigo. Então, o que tem para comer aqui?“

23


“Bem, não é minha lasanha com certeza. Mas há um monte de coisas boas, incluindo alguns antipasto, asas de frango...“ Kathleen a levou para a comida, e Liz estava com fome, então encheu um prato e pegou algo para beber. Kathleen conversou com ela por mais alguns minutos e depois se afastou para ver outro membro da família. Liz viu Savannah e Alicia amontoadas em uma das mesas e fez seu caminho até elas. “Conversa privada?” Ela perguntou, não querendo se intrometer no caso delas estarem conversando sobre algo que preferia que ela não ouvisse. Savannah ofereceu um sorriso. ”Nem um pouco, Liz. Por favor, venha se juntar a nós.“ Liz sentou-se e colocou o prato e bebida sobre a mesa. ”Como estão os garotos olhando lá fora?” “Só aquecendo,” disse Alicia. ”Portanto, nada emocionante ainda.” “Bom. Então tenho tempo para comer, enquanto Savannah me conta sobre sua viagem a Chicago.“ “Foi boa. E não relacionada a esportes para uma mudança, de modo que foi bastante refrescante. “ “Pelo que me lembro, alguns CEO de uma empresa de tecnologia, não foi?” Perguntou Liz. “Sim. Um jovem técnico-assistente, veio do nada. Uma dessas crianças que criou algo do nada e agora é um multimilionário. Mas agora está levando sua empresa a público, e ele precisava de uma reforma em sua imagem da pior maneira. Ele é brilhante, mas um pouco socialmente desajeitado, e seu estilo — bem, vamos apenas dizer que foi mais adequado para o porão de seus pais do que para a capa da revista Times.“ Alicia sorriu. ”Você é a pessoa certa para dar-lhe a reforma social e estilo de que precisava.” “Foi divertido, na verdade. Ele é um ótimo rapaz e está indo definitivamente a subir. Trouxe uma equipe para me ajudar com a reforma de moda e ele e eu passamos muito tempo trabalhando nos aspectos sociais de sua persona. Ele é inteligente e muito bem informado e não 24


quero mudar isso sobre ele. Ele só precisava de algumas lições de como responder à mídia para que não se parecesse com um...“ Savannah parecia em uma perda para palavras. Então, novamente, era mais agradável e mais politicamente correto do que Liz. “Um idiota?” Liz ofereceu. Savannah riu. ”Sim. Isso, exatamente. Ele não precisava ir todos GQ5 ou se transformar em algum executivo. Ele só precisava tornar-se mais confortável na frente da câmera. Ele é um aluno muito rápido, então acredito que vai fazer muito bem. Realmente, ele é apenas um amor. Também conheci sua namorada, graduando na Ivy League6 e estudante de direito que vai ser um recurso maravilhoso para ele, tanto profissionalmente como pessoalmente.“ “Parece uma combinação perfeita. Fico feliz que tudo deu certo para você.“ “Obrigada, Liz. Estou feliz por estar de volta para casa por um tempo. Eu senti falta de Cole. E o momento não poderia ser mais perfeito. Eu não iria querer perder este jogo.“ “Nenhum de nós quer perder este jogo,” disse Alicia. ”Os primos jogando um contra o outro é sempre um grande evento para os Rileys.” “E por falar em você e Cole, quando vocês dois vão estar planejamento o seu casamento?” Perguntou Liz. Savannah sorriu. ”Eu sei, nossos horários tem sido horriveis, e tenho a sorte de ter tanto trabalho a fazer recentemente. Mas nós temos uma data para próximo mês de Maio.“ Alicia sorriu. ”Isso é fabuloso. E é um momento perfeito.“ “Hei, é hora para você e Garrett, também.” “Eu sei. Estamos chegando lá. Falando sobre isso. Estamos levando as coisas devagar. Encontrando uma casa e discutir todas as coisas relacionadas com o casamento. Estamos pensando em um casamento no final do próximo ano, talvez após a temporada de beisebol.“ Liz sorriu. ”Eu amo que todo mundo está apaixonado. Casando. Falando sobre se casar. Estão dormindo juntos.“

5 6

Usado para descrever um cara que se veste bem, muito elegante, ou muito sexy para as mulheres. A Ivy League é um grupo de oito universidades privadas do Nordeste dos Estados Unidos da América. 25


Alicia riu. ”Acho que nós vamos superar o casamento de Jenna e Ty em primeiro lugar.” “Sim.” “Ouvi o meu nome mencionado. Você está dizendo coisas ruins sobre mim?“ Jenna sentou-se com elas. “Coisas terríveis sobre você,” disse Liz. ”Principalmente sobre o seu cabelo, e sua bunda.” Jenna abriu um sorriso. ”Sim, bem, falando da minha bunda, você pode beijá-la.” “Não, nós estávamos falando sobre quem está casado, quem está envolvido, e quem está dormindo sem ser casado. E Savannah está definindo a data do casamento.“ “Ouvi sobre isso. Então Savannah é a próximo. E então Alicia.“ “Aparentemente. E sou a mulher velha casada.“ “Não, essa é Tara porque ela e Mick se casaram primeiro.” “Onde está Tara?” Perguntou Alicia. “Ela me mandou uma mensagem um pouco antes e disse que tinha um caso de brunch para fazer esta manhã, mas que estaria aqui,” disse Jenna. “Bom. Sei que ela não vai querer perder o jogo,” disse Liz. “Quem está com Sam?” “A babá,” disse Jenna. “Como todos na família estando aqui hoje, ela achou que Sam iria ficar muito cansado para passar o dia todo no jogo. Não é um bom local para um pequeno.“ “Isso faz sentido.” Depois que Liz terminou seu prato, todas elas sentaram em seus assentos e assistiram às festividades antes do jogo, aplaudindo ruidosamente tanto para Mick e Cole quando as equipes foram anunciadas e entraram em campo. Kathleen e Jimmy usavam sua camisa do Sabers, e, claro, uma vez que Cara e Jack eram os pais de Alicia e Cole e, eles usavam a camisa do Traders. O resto da família intercalava, alguns vestindo as cores do Traders e outros do Sabers. Foi uma boa mistura. Tara apareceu assim que eles estavam fazendo o sorteio. “Desculpe o atraso. Perdi o pontapé inicial?“ 26


“Não,” disse Liz. ”Ainda não.” “Ugh. O evento foi um pouco longo e não podia sair. E estou morrendo de fome. Vou devorar alguma comida antes de sentar.“ Liz esfregou suas costas. ”Relaxe, assim você não terá uma indigestão.” Tara riu. ”Eu sei. Eu sei. Tem sido esse tipo de semana. Sam teve um resfriado, e Mick naturalmente tinha a cabeça no jogo. Além disso, tive essa festa. É sempre tudo de uma vez. E Nathan estará em casa na próxima semana e estou muito animada com isso, também.“ “Você tem muita coisa acontecendo.” “Eu faço. Mas agora tenho esses palitos de queijo de mussarela chamando meu nome.“ Liz riu. ”Eu os ouvi. Prioridades, querida.“ Tara finalmente sentou e relaxou, e então era tempo de jogo. Liz sentiu a eletricidade no estádio. Ambas as equipes estavam indo bem na classificação, por isso este jogo significava algo para ambos os Traders como os Sabers. Os Traders estavam em primeiro lugar na sua divisão, e os Sabers um jogo atrás na deles. E quando os Traders deu início, Liz prendeu a respiração. Mesmo que ela não tinha nenhuma lealdade a qualquer time, sentiu tanto para Mick e Cole, sabia o que era ter um jogo que significava muito. Grant Cassidy, o zagueiro, pegou a bola para os Traders e Cole alinhou ao lado esquerdo do campo. Liz teve um olhar para a linha na frente dela e viu Savannah inclinando para frente, com o olhar colado em Cole. Liz sabia o que era assistir a seu homem. Quando Gavin estava jogando, seu coração estava na garganta, desejando que ele jogasse bem. Próximo a ela, Tara estava tão atenta ao jogo mesmo que Mick não estava em campo. Era uma rota de passagem, e Cole fez uma captura perfeita de Cassidy, ganhando vinte e quatro jardas, um grande primeiro jogo para os Traders que tinham todos de pé aplaudindo. De maneira típica dos Riley, todos aplaudiram, mesmo Tara, embora ela murmurasse “caramba” baixinho. Liz riu. ”Vai ser um jogo difícil, não é?”

27


“Eu amo Cole. Ele é da família. Ele é noivo de Savannah. Mas agora ele é adversário do meu marido. Então, enquanto quero que ele faça bem... não quero que ele faça bem. É um dilema.“ Savannah virou em seu assento. ”Você pode ir em frente e maldizer, querida. Não vai ferir meus sentimentos, porque eu provavelmente vou fazer a mesma coisa toda vez que seu marido bater uma conclusão para os Sabers.“ Tara riu. ”Você está certa.” E assim foi, até o final do primeiro tempo a equipe de Mick tinha feito um touchdown. Todo mundo se levantou para esticar, se misturar, e encher as suas bebidas. “Isso foi intenso,” disse Tara. ”Mas Mick está indo bem.” “Ele é maldito de bom,” disse Savannah. “Mas Cole teve uma captura incrível de touchdown.” “Ele fez,” disse Tara, com um sorriso. ”Maldito.” “Eu poderia ter de me sentar entre vocês duas durante o segundo período,” disse Jenna. ”Se ficarem perto, pode começar a esvaziar seus bolsos e jogar seus telefones celulares uma para a outra.” Tara riu. ”Não acho que vamos chegar a isso durante um jogo de futebol.” “Duvidoso,” disse Savannah. ”Nós só queremos que nossos caras ganhem. Mas eles já perderam tanto antes, então acho que nós podemos aceitar isso, não importa o que aconteça.“ “O quê? Não vai ter uma luta de meninas no camarote?“ Gavin perguntou, aproximando-se para colocar um braço em volta dos ombros de Liz. “Eu não vou fazer isso,” disse Tara. “Estou muito desapontado. Tenho aqui o meu telefone com a câmera pronta para tirar fotos e filmar.“ Savannah revirou os olhos e disparou a Tara uma olhada. ”Homens.” “Concordo,” disse Tara, afastando-se com Savannah para pegar uma bebida. Liz o cutucou nas costelas com o cotovelo. “Ow. O que eu disse?“ 28


Ela riu e colocou os braços ao redor dele. ”Aproveitando o jogo e tomando um tempo com a família?” “Sim. O jogo está muito bom, também. Sinceramente, não tenho ideia de como isso vai acabar. Os Traders têm uma defesa difícil, mas Mick é forte e tem muita sorte e os Sabers têm armas ofensivas que simplesmente não podem ser abatidas. E depois há Grant Cassidy, que tem um braço preciso ímpio e muitas opções para jogar. A equipe receptora dos Traders é forte nesta temporada, o que torna difícil para a defesa a cobrir.“ “Acho que a chave para este jogo vai ser que tem a defesa mais forte e qual dos zagueiros tem o melhor braço.” Gavin olhou para ela. ”Cuidado para colocar algum dinheiro no resultado?” Ela riu. ”Não em sua vida. Tenho jogadores em ambas as equipes, e não estou apostando no resultado deste jogo.“ “Covarde. Eu vou atormentar os caras. Sei que vão entrar em ação.“ “Você faz isso.” Depois do intervalo, Liz se acomodou em seu lugar para o jogo. Os Traders roubaram a bola para marcar no segundo período, e Cole deu um passe a Cassidy em um jogo fundamental no terceiro período quando ele correu para um touchdown. A família foi à loucura comemorando. Com o jogo empatado, Liz sentiu a tensão e emoção no camarote. E quando os Sabers chutaram um field goal7 perto do final do terceiro período, foi tempo de crise. O jogo estava tão perto, as equipes tão equilibradas, ela não tinha ideia de como o quarto período ia ser. Os primeiros oito minutos do quarto período foi sofrido, totalmente na defensiva de ambos os lados. Nenhum ponto foi marcado, e nenhuma equipe poderia fazer qualquer progresso.

7

Um field goal é uma forma de pontuar no futebol americano, na qual, em vez de se passar a bola a um quarterback, ela é passada a um placeholder, que a segura junto ao chão de forma que um kicker possa executar o chute, fazendo-a passar entre os postes do gol. O acerto vale três pontos no placar. 29


Em um dado momento, Mick tinha a bola e fez um lançamento, à procura de receptores. Os defensores Sabers pressionaram. Liz se encolheu quando a parte de trás da defensiva deu a volta após o jogador da linha ofensiva, fazendo um caminho mais curto para Mick. Tara se levantou. ”Oh, merda,” ela sussurrou. Apesar de Liz a ouvir, embora, pensou a mesma coisa. Mick ia ser bloqueado. Mas Mick deve tê-lo visto, porque segurou a bola e fez uma corrida para frente, a linha ofensiva virou-se para o bloquear. Uma vez que eles não esperavam que ele corresse, e, especialmente, não de Mick, ele tinha um campo aberto e passou pelas quinze jardas e um primeiro down8. Tara levantou-se e jogou os braços no ar e gritou — um grito digno de um guerreiro. Os caras todos aplaudiram e o pai de Mick, que estava sentado ao lado de Gavin, sorriu amplamente quando bateu Gavin nas costas. “Será que você viu isso?” Gavin sorriu de volta. ”Eu fiz, pai. Bem danado de bom para um velho como Mick.“ “Velho minha bunda. Esse garoto ainda tem um monte de anos de futebol, antes de se aposentar.“ “Concordo com o seu pai,” disse Liz. ”Ele pode ter um pouco mais de trinta anos, mas Mick ainda é um campeão.” E provou isso jogando as três finalizações nas próximas três jogadas, uma para Kip Meecham, o finalizador figurão jovem novato para um touchdown, o que colocou os Sabers a frente com três minutos para terminar. Mas os Traders não eram o tipo de equipe de desistir. Cassidy pegou a bola após o apito inicial e correu para baixo do campo para a linha de trinta e cinco jardas. Faltava vinte e cinco segundos para terminar e os Traders tinham um caminho livre pela esquerda. A tensão era tão espessa no estádio, parecia que ninguém estava até mesmo respirando.

8

Um ganho de dez ou mais metros que dá direito a equipe ofensiva para uma nova série de down. 30


E quando Cassidy utilizou uns dos lados do campo para uma corrida com a bola, conseguindo correr por doze jardas, eles pediram um tempo e trouxeram o chutador para tentar um field goal. “Não posso sequer respirar,” disse Savannah, apertando a mão de Liz apertado. O objetivo no campo foi alcançado. O jogo terminou empatado. Eles estavam indo para a prorrogação. “Isto é intenso,” disse Tara, indo para o bar. ”Preciso de uma maldita bebida.” “Eu vou com você,” disse Savannah. Todos tiveram alguns minutos para relaxar. Liz recostou-se na cadeira e observou tudo isso, vendo a família se misturar e conversar. “Está se divertindo?” Gavin perguntou quando pulou para o banco ao lado dela. “Estou tendo um grande momento, mas também estou desgastada. Que jogo.“ “Eu sei. Não podíamos pedir um melhor jogo para Mick e Cole jogar um contra o outro.“ Ele tomou um gole de água e deu um beijo em seus lábios. “Seus homens estão indo bem em ambos os lados, também.” Ela sorriu, sabendo que ele estava falando sobre os jogadores que ela representava. ”Eles estão, não estão? No geral, um dia perfeito. Mas alguém vai ter de vencer.“ “Com certeza.” Prorrogação era um jogo totalmente diferente e os quinze minutos pareceram os quinze minutos mais longos da vida de toda a família. Liz não podia ficar mais sentada. A maior parte da família estava em pé e andando para trás e para frente enquanto os Traders ganhavam o lance e corriam pelo campo. Cole recebeu um passe e correu por dezoito jardas, depois outro para mais doze jardas, terminando com um field goal, colocando os Traders na frente. Quando os Sabers pegarm a bola, Mick jogou um passe longo que aterrizou nas mãos do receptor. Os gritos do camarote se elevaram. Mas na corrida o receptor foi bloqueado. Estava parecendo que os Traders iriam ganhar. Mas no terceiro down, ele atirou uma bala para o receptor de passes que desviou e disparou campo abaixo até a zona de pontuação. 31


Liz aplaudiu Mick e os Sabers. Foi uma grande virada sobre o que ela temia ia ser uma derrota amarga. Ela se sentiu horrível por Savannah, no entanto, e foi até ela e a abraçou. “Uma perda tão difícil.” Savannah assentiu. ”Foi. Mas foi um grande jogo e duas equipes surpreendentes. Eu sei que Cole vai ficar chateado.“ “Ele não deveria estar. Sei que ele vai ficar, mas jogou um jogo incrível.“ Liz deu abraços de vitória a Kathleen e Jimmy, e de comiseração 9 para Jack e Cara. Estavam todos indo para se encontrar no Bar Riley, então ela e Gavin encabeçaram para lá. Ela se sentiu tanto bombeada com alegria e tristeza sobre o jogo. Era difícil quando você tinha família em ambos os lados, mas não havia nada que pudesse fazer. Breve empate, alguém tinha que perder. “Como você lida com isso?” Ela perguntou a Gavin. “Lidar com o quê?” “Perder.” Ele deu de ombros. ”É parte do jogo. Você lida. Irrita, especialmente em um jogo como o de hoje. Cole vai odiar, porque ele é competitivo e por causa do que isso significava para a sua equipe. Além disso, ele não queria perder, especialmente para seu primo. Mas ele é um homem e é decente. Ele vai estar chateado.“ Ela entendeu sobre a perda. Falava com um monte de seus clientes sobre isso, especialmente aqueles que atravessavam períodos difíceis. Felizmente, a carreira de Cole estava em um ascensão agora e eles estavam tendo uma temporada vitoriosa. Um jogo não importaria tanto assim. Ela esperava encontrá-lo no Bar Riley e ser capaz de cumprimentá-lo pelo jogo de hoje. Ele jogou bem e suas estatísticas mostravam isso. Ainda assim, Gavin estava certo — chateava perder. Quando ela se sentou no carro e olhou para o marido, foi consumida com a ideia de ter um bebê. Seu bebê. Uma criança que se pareceria com ele, com seu cabelo escuro e seu sentido de honra. E talvez uma criança que

9

Sentimento ou expressão de piedade ou tristeza. 32


tivesse um toque de sua ambição. Ela estava indo para fazê-lo acontecer, de um jeito ou de outro. Se era uma coisa, era tenaz. Ela podia não ser um Riley pelo sangue, mas ainda era parte da família, e tinha a coragem e determinação. E, como todos os membros da família Riley, ela não desistiam.

33


Capítulo Quatro Decorações de Natal era a bola da vez, que sempre colocava Liz no espírito de festa. Ela não tinha certeza que Gavin tinha estado tão feliz em ter que arrastar uma árvore viva de quase dois metros de altura para dentro da casa, especialmente porque ela insistiu que eles iam em um desses lugares onde poderiam cortar sua própria árvore. Ele disse a ela que tinha muitas árvores na propriedade e que podia passear, escolher uma para ele derrubá-la. Em seguida, não teriam que conduzir o caminhão por uma hora para fora da cidade para obter uma. Claramente, o homem não tinha espírito de Natal. Além disso, ela amava todas as árvores da propriedade e não estava preste a cortar uma delas quando havia lugares especificamente criados para essa mesma função. E esses lugares replantavam as árvores. Uma vez que estariam comemorando o Natal em sua casa este ano, tudo tinha que ser perfeito. Ela passou as últimas duas semanas planejando sem parar. Entre as festividades e o casamento de Jenna e Ty, havia algo a fazer todas as semanas. Entre essas duas funções, ela também tinha trabalho a fazer com os seus clientes. Francamente, ela estava exausta. Mas, quando Gavin subiu na escada para colocar a estrela no topo da árvore de Natal, ela estava convencida de que pelo menos a parte da decoração estava concluída. “Será que parece bem?” Perguntou ele. Ela encontrou-se olhando para sua bunda, que parecia muito bem em seus jeans. Então percebeu que tinha de acrescentar mais sexo para sua lista de coisas para fazer. De que outra forma iria ficar grávida se não saltasse em seu marido — repetidamente. “Perfeito. Somente... perfeito.“ Ele se virou. ”Você está olhando para a minha bunda, Liz.” “Oh... eu estava?“ Ela dirigiu um sorriso para ele. 34


“Tivemos relações sexuais, esta manhã.” “E o seu ponto?” Ele desceu a escada e dobrou-a. ”Nenhum ponto em tudo.” Ele roçou os lábios enquanto passava. “Nós estamos indo para os meus pais para o jantar hoje à noite, lembra?” “Oh, sim.” “Então seus planos nefastos para se aproveitar do meu corpo vai ter que esperar.” “Vamos ver sobre isso.” Ele fez uma pausa, a escada na mão. ”Planejando me seduzir no meu quarto de infância?” Ela balançou as sobrancelhas. ”Essa é uma boa possibilidade.” “Eu gostaria de ver você tentar, considerando que toda a família vai estar lá. Menos Mick, que não está na cidade.“ “Está vendo? Uma pessoa a menos. Isso deve fazê-lo muito mais fácil para conseguir algum tempo sozinho para uma rapidinha.“ “Uh-huh. Boa sorte com isso.“ “Agora você está me desafiando. Você sabe o quanto adoro um desafio.“ Ele se afastou, balançando a cabeça. Como se não acreditasse que ela poderia encontrar uma maneira de puxá-lo sozinho na casa de seus pais para o sexo. Será que ele não a conhecia, afinal? Quando estava determinada a ter alguma coisa, nada ficava em seu caminho. Nem mesmo uma casa cheia de Rileys. Ela subiu as escadas para se trocar. Gavin veio para se trocar, também, e eles se dirigiram para a casa de seus pais. Assim que entraram, o cheiro de pão assado a assaltou. Seu estômago roncou. Gavin olhou para ela. “Com fome?” “Faminta.” Ela deu-lhe um olhar direto. “Acho que você está tentando me seduzir.” Ela viu a mãe de Gavin vindo em direção a eles no final do corredor, então deu-lhe um rápido sorriso. ”Eu não sei do que você está falando.” 35


Ela abraçou Kathleen, em seguida, Jimmy, que tinha entrado no corredor atrás de Kathleen. A casa estava cheia, as mulheres se reuniram na cozinha e os caras na sala de estar. Ela fez seu caminho para a multidão de fêmeas, todas conversando umas sobre as outras em grupos. “Então ele disse que queria uma casa maior,” disse Tara com um apertar de seus olhos. “Maior que a de cinco quartos?” Perguntou Kathleen. “Para quê?” “Eu não tenho ideia. Talvez ele pense que vamos ter mais seis filhos ou algo assim. Se ele o fizer, vai precisar praticar a poligamia, porque este útero está fechado para os negócios.“ Liz riu e encheu um copo de chá gelado. ”O quê? Você não vai ter mais dois ou três?“ “Não penso assim. Eu tenho um filho de dezoito anos de idade e um que está quase pronto para andar. Isso é mais do que suficiente de crianças para eu segurar.“ “Talvez ele não goste da casa,” Jenna sugeriu, estalando um tomate cereja em sua boca. “Não coma Jenna. Esses são para a salada.“ “Desculpe, mãe.” Jenna piscou para Liz, que sorriu para ela. “Ele adora a casa. Tem muito espaço, tanto dentro como fora. Além disso, há sala de jogos. Então, não sei o que estava pensando.“ “Será que ele sente falta de viver em San Francisco? E você?“ Liz pegou o olhar de preocupação no rosto de Kathleen. “Não, mãe. Mick está lá apenas para os jogos em casa com os Sabers, e o condomínio não é bom para ele. St. Louis é o nosso lar — para mim e para Nathan e Sam. Este é o local onde vamos ficar.“ “Tudo bem. Eu só queria ter certeza.“ Tara deslizou para fora do bar se levantando e foi abraçar Kathleen. ”Não se preocupe com a gente indo embora. Estamos felizes aqui. Meu palpite é que Mick pensa que quero um espaço de escritório maior, ou talvez um lugar separado para abrigar um escritório.“ “E você?”

36


“Não. Gosto de trabalhar fora de casa. Preciso do meu espaço, onde os clientes podem ver-me. Além disso, será que nós realmente queremos o meu pessoal perambulando dentro e fora de nossa casa?“ “Senhor. Eu sei que não iria,” disse Savannah. “Nem eu.” Liz concordou. Ela sabia que ter a sua família ou pessoas em sua casa iriam deixá-la louca. Claro que, às vezes respondia a e-mails ou telefonemas a partir de casa durante a noite ou nos fins de semana, mas principalmente trabalhava das nove às cinco. “Preciso do meu escritório. É onde a maioria do meu trabalho é feito. Gosto de manter meu escritório e a vida em casa separadas.“ “H-homens,” disse Tara. ”Além disso, tenho mais pessoas indo visitar a loja. Eu nunca quero perder isso.“ “Ou tê-los aparecendo em sua casa,” disse Jenna. Tara assentiu. ”Exatamente.” “Então, entendo de onde Mick está vindo. Ele sabe que sinto falta de Sam quando estou no trabalho, mas também amo o meu trabalho e quero continuar a fazê-lo.“ Kathleen esfregou o braço. ”Ele só quer que você seja feliz.” Tara sorriu. ”Estou feliz. Mais feliz do que jamais pensei que seria.“ “E por falar em coisas boas,” disse Jenna. “Tenho algumas detalhes do casamento. Bem, na verdade eles não são detalhes do casamento tanto como são coisas divertidas antes dos detalhes do casamento. Temos provas finais de vestido na quinta-feira à noite, e tem a viagem da festa de despedida neste fim de semana. Apenas no caso de qualquer uma de vocês esquecer, o que estou esperando que não fazam. “ “Definitivamente não esqueceremos,” disse Liz. ”Estou ansiosa por essa viagem durante meses.” “Eu também,” disse Savannah. ”Não posso esperar.” “Todo mundo está vindo, certo?” “Não vou estar indo para a festa de despedida,” disse a mãe de Jenna. “Ahhh, mãe, você sabe que você é bem-vinda para vir.” 37


Kathleen deu a Jenna um sorriso. ”Vou ser babá do meu neto adorável neste fim de semana para que Tara possa ir. Além disso, fiz a minha festa. Você meninas podem ir ter alguma bebida e divertidas orgias. Vou ser feliz por ter Sam só para mim.“ Liz pegou seu telefone. ”A propósito, vou estar fora da cidade de segunda a quintafeira, mas vou estar de volta quinta-feira.” Alicia acenou com a cabeça e pegou o telefone. ”Estamos fazendo a prova na loja de noivas na quinta-feira? A que horas?“ “Sim,” disse Jenna. ”Às seis e meia.” “Não tem problema.” “Seis e meia funciona para mim também,” disse Liz. ”Meu voo chega às três.” “O que estamos sincronizando em nossos telefones, senhoras?” Gavin perguntou quando entrou para pegar uma cerveja. “Planejando a dominação do mundo épico?” Liz riu. ”Mais ou menos. Coisas do casamento.“ “Não, coisas do pré-casamento,” corrigiu Jenna. ”Prova de vestido e da festa de despedida.” Jenna virou-se para ele. ”Falando nisso, gostaria de compartilhar os detalhes da despedida de solteiro comigo?” Gavin atirou a Jenna um sorriso enigmático. ”Não.” “Maldito seja, Gavin. ” Ele sorriu para Jenna, abrindo a parte de cima de sua cerveja, em seguida, atirou a Liz uma olhada. ”Você não está indo para ficar bêbada e dançar nua em cima da mesa em um bar, não é?” “Eu não sei. Você vem me salvar, se eu fizer?“ “Claro. Assim que conseguir o vídeo.“ Ela balançou a cabeça. ”E todo esse tempo pensei que você fosse o meu cavaleiro de armadura brilhante protetor.” Ele caminhou até ela e beijou sua bochecha. ”Quão tola é você, mulher.” Ainda bem que sabia que ele estava brincando. 38


Foi também uma boa coisa ele não estar na festa de despedida. Ela pretendia ter um tempo muito bom.

***** Gavin reentrou na sala, onde todos os caras estavam reunidos em volta da televisão assistindo o jogo. A equipe de Mick estava jogando contra Denver hoje em San Francisco. Cole teria seu jogo, segunda à noite, para que, na verdade, pudesse estar na casa para o jantar de domingo. “O braço de Mick parece forte,” disse Jimmy para Ty quando Gavin sentou em uma das cadeiras. “Ele faz,” disse Ty enquanto se acomodava para assistir Mick maldizer de Denver marcar um gol no campo. Houve uma rodada de riso histérico vindo da cozinha. “Não posso acreditar que entrei lá,” disse Ty. ”O que está acontecendo?” “Coisas do casamento. Algo sobre os vestidos e a festa de despedida.“ “Oh. Jenna está meio animada.“ Gavin tomou um longo gole de sua cerveja. ”Sim, eu posso dizer. Odeio dizer isso a você, mas acho que ela está mais animada com a festa de despedida.“ Ty riu. ”Eu não estou surpreso. Há um monte de estresse com o casamento. Ela precisa sair e relaxar.“ “Então você não está preocupado com ela encontrando algum stripper quente e fugindo com ele?” Ty lhe lançou um olhar. ”Uh... nenhum. Afinal de contas, ela tem que vir para casa.“ Gavin bufou, então dirigiu sua atenção de volta para o jogo. Depois de um tempo, as mulheres vieram para assistir. Gavin abriu espaço na cadeira de tamanho grande para Liz, que envolveu as pernas sobre a dele.

39


No intervalo, os Sabers ainda estavam à frente, e Gavin encabeçou fora com o resto dos caras. Foi um dia decente, para que todos arremesassem algumas cestas de basquetebol, em seguida, pegaram mais cerveja e descansaram perto da fogueira. “Estamos prontos para o fim de semana,” disse Ty. ”Temos a viagem a Las Vegas alinhado.” “Cartões e bebidas,” disse Gavin. ”Estou pronto.” Garrett sorriu. ”Estou dando a Alicia um momento difícil e dizendo-lhe que estamos indo ao clube para as dançarinas de strip.” Cole balançou a cabeça. ”Aposto que ela está te amando por isso.” “Ela não parecia perturbada por isso. Tudo o que disse foi que que estaria fazendo a mesma coisa.“ Cole riu. ”Você está ferrado, não é?” “Ei, lembre-se, qualquer que seja a minha noiva está fazendo vai ser a mesma coisa que sua noiva vai fazer.” “Huh,” disse Cole, franzindo a testa. ”Boa resposta. Não sei se gosto da ideia de homens suados, quentes esfregando em minha mulher.“ “Não acho que haverá qualquer strippers,” disse Gavin. ”Isso simplesmente não parece ser algo que Jenna estaria interessado, mas vou verificar com Liz e ver se consigo descobrir o que estará realmente acontecendo.“ “Você realmente acha que Liz vai dizer-lhe alguma coisa?” Gavin acenou para Ty. ”Ela vai. Com a quantidade certa de persuasão.“ Entraram e assistiram ao resto do jogo, que os Sabers ganhou, felizmente. Isso fez uma discussão quente sobre o futebol na mesa de jantar. Claro saindo da recente derrota para Mick, Cole explanou todas as deficiências de Mick, o que significou que o pai de Gavin teve que argumentar e defender Mick. Gavin apenas sentou-se em silêncio e comeu sua lasanha, porque não havia nenhuma maneira que ele estava indo para defender seu irmão. Mick podia defender-se muito bem na próxima vez que ele e Cole se encontrassem.

40


“Gavin, você poderia me ajudar lá em cima por um minuto?” Liz perguntou depois que todos os pratos estavam limpos e todos se sentaram na sala de estar assistindo a um filme. “Claro.” Ele levantou-se e a seguiu para cima. Ela puxou-o para o seu antigo quarto, em seguida, fechou e trancou a porta. Quando ela o empurrou para uma das cadeiras estofadas, ele levantou uma sobrancelha. “Sério?” Ela abriu sua calça jeans e deslizou para fora delas, em seguida, tirou a calcinha e subiu na cadeira com ele, montando em seu colo. ”Você não acha que eu iria esquecer isso, não é?” Ele agarrou seus quadris, seu pau contraindo para a vida quando ela esfregou contra ele. ”Eu sabia que você não iria. Quando você tem uma ideia em sua cabeça, ela não vai embora.“ “Não, isso não acontece. Você não está indo para reclamar sobre isso, não é?“ “Claro que não.” Levantou-a apenas tempo suficiente para libertar seu pau, que tinha ido totalmente duro. “Quanto de preliminares você quer?” “Nenhum. Estive pensando sobre isso durante toda a tarde.“ Chupando em uma respiração profunda, ele encaixou seu pênis até a entrada de sua boceta e empurrou nela, absorvendo os sons que ela fazia quando deslizou para o pau dele. Oh, sim. Ele agarrou seus quadris e começou a levantá-la fora dele, observando a forma como seus corpos se moviam juntos. Ser capaz de vê-la assim o fez ainda mais duro. “Mais rápido,” disse ela, segurando firme em seus braços quando se inclinou para trás, dando-lhe uma vista de seu sexo, de onde eles estavam ligados. “Você me faz querer gozar, Liz,” ele disse, sua mandíbula apertada apertado quando fodeu seu pênis mais fundo dentro dela. Ela agarrou seus seios, espremendo-os, incitando o seu desejo ainda maior. Ele queria prová-la, tocá-la, levá-la nua e lambê-la toda. Nenhum dos quais ele teve tempo com a sua família no andar de baixo. Mas vê-la assim, ondulando seu corpo contra o dele, o que fez o pau dele ir ainda mais duro. Ele estendeu a mão para seu clitóris, querendo que ela gozasse quando estava dentro dela. 41


“Faça-me gozar, Gavin. Toque-me lá.“ Deixou-o ter acesso a ela, sabendo que daria exatamente o que precisava. Não demorou muito. Ele conhecia seu corpo, sabia como ela era sensível ao toque dele. E quando se apertou ao redor dele, sua boceta convulsionou, ele soltou, dirigindo para ela quando ele veio. Ela choramingou com o seu orgasmo e caiu para frente, beijando-o quando seu clímax dirigiu os dois em longos, tremores de agitação que os tinham agarrado apertado um para o outro. “Deus, você me faz suar,” ele murmurou contra seus lábios. Ela se afastou e sorriu para ele. ”É um bom exercício de baixa temporada para você.” Ela desceu e correu para o banheiro para se limpar, então Liz vestiu-se. Quando Gavin fechou sua calça jeans, olhou para ela no espelho. ”Agora, como é que você vai explicar isso tudo para todos?” Ela pegou um álbum de fotos da estante. ”Estávamos à procura de fotos antigas de sua infância e eu precisava de sua ajuda para encontrar uma determinada imagem que queria colocar em casa.” Ela vasculhou o álbum e selecionou uma dele quando tinha cerca de oito anos de idade. “Essa?” Perguntou ele. “Sim. É uma das minhas favoritas, quando mudou para a primeira base. Eu amo essa pose e sorriso desdentado em seu rosto. Eu quero colocá-la na moldura.“ Ele balançou a cabeça. ”Tudo bem.” Sua esposa era um mistério sexy para ele. Uma das muitas razões que ele amava tanto.

42


Capítulo Cinco Não havia nada como um fim de semana quente na Jamaica para levar a mente de Liz fora do trabalho, casamento e pressão das festividades. E a pressão de fazer um bebê. Estar com as meninas neste fim de semana ia ser incrível. Jenna tinha originalmente pensado em ir para Las Vegas, mas Ty tinha dito a ela que era onde ele e os caras estavam indo, e não queria acidentalmente encontrar ele. Ela realmente queria uma experiência só de garotas, então Liz sugeriu que fossem em direção a Jamaica. Claro, isso era fora do país, mas Liz tinha conexões e reservou um resort all-inclusive. Elas estavam indo para a praia, e o spa, e, em seguida, a festa fora nos clubes até que seus pés estivessem tão doloridos que não aguentassem mais. Liz estava indo para certificar-se que Jenna tivesse tempo em sua vida, enquanto ela ainda era solteira. Não que elas planejassem que Jenna se soltasse ou algo, mas ela sabia por experiência que uma vez que você se casasse, você ficava envolvido um com o outro, e menos envolvido com todas as coisas relacionadas com a vida de solteiro. Por que não deixar Jenna se soltar e se divertir um pouco? Seus quartos eram bonitos e espaçosos, com uma vista magnífica sobre o oceano. Ela reservou suítes adjacentes que todas pudessem ir e vir e sair juntos. Ela e Jenna estavam em um quarto, enquanto Savannah, Tara, e Alicia estavam em outro. Jenna chegou até abrir sua mala antes que sair para o terraço. ”Venha aqui, Liz.” Liz caminhou até a varanda. “Isso é foda fabuloso. Eu nunca vou embora. Ty vai ter que vir aqui para o casamento.“ Liz sorriu. ”Então, você gostou?” Jenna olhou para ela. ”O que há para não gostar? É quente, lindo, e não há trabalho a fazer. Coloque uma bebida na minha mão e estou dizendo a você, você tem que arrastar-me chutando e gritando de volta no avião.“ 43


“Vamos tirar as coisa das malas e ir à praia, e começar a ter um pouco de bebidas, então.” Liz mudou em seu maiô. Ela vestiu uma saida de praia e colocou as sandálias. Até então, todas já tonham desfeito as malas. Jenna estava quase vibrando de emoção, por isso tudo que desceu correndo as escadas para a área da piscina. Liz tinha chamado para alugar uma cabana, enquanto todo mundo estava desfazendo as malas e se trocando. “Este é docemente decadente,” disse Savannah quando foram escoltadas para o abrigo, o espaço privado na praia. ”Eu definitivamente poderia me acostumar com esse nível de mimos.” Imediatamente, um garçom apareceu para tomar os seus pedidos de bebida. “Quero algo com rum nele,” disse Jenna. ”Acho que apenas rum e suco de abacaxi.” “Tentando mantê-lo simples?” Perguntou Alicia. “Sim. Nada muito frutado. Essas receitas complicadas vão colocar você para baixo e chutar o seu traseiro.“ “Eu vou ter o mesmo,” disse Alicia. “Vou ter rum e suco de coco,” disse Savannah. Tara debateu. ”Na verdade, o suco de abacaxi soa bem. Vou ter isso.“ O garçom olhou para Liz. ”Suco de laranja apenas, claro, para mim.” Jenna levantou uma sobrancelha. ”Designada a ser a motorista?” Ela riu. ”Não. Só não pronta para um coquetel ainda.“ A cabana era linda, o sol quente, o que fez Liz feliz com a sombra desde que ela queimava como uma batata frita sem isso. Jenna e Tara foram direto para a água e o garçom trouxe as bebidas. Liz encostou contra a parte de trás da chaise com seu suco de laranja. “Acho que vou nadar,” disse Savannah. ”Parece tão bom.” “Vou acompanhá-la,” disse Alicia, levantando-se da cadeira. Ela olhou para Liz. “Você vem?”

44


“Não. Vou sentar aqui e olhar para o mar e relaxar por um tempo. Vocês duas vão em frente.“ Alicia sorriu. ”Tudo bem.” Depois que elas saíram, Liz fechou os olhos e se embebeu no calor, de repente ciente de quanto ela sentia falta de Gavin já. Ugh. O amor era como uma coisa que tudo consome. Ela nunca quis se apaixonar, nunca tinha pensado que iria. Infelizmente, estava apaixonada por Gavin para o que parecia uma eternidade. Pensou que casar com ele iria resolver os seus sentimentos, fazer-lhes um pouco menos... intensos. Estava errada. Eles só tinham crescido mais, os anseios que sentia por ele intensificando mais pelo tempo que passaram juntos. Ele era tudo para ela, amável e generoso e divertido e brincalhão. Era um amante generoso, e mesmo quando argumentavam, ele ainda estava com uma paixão ardente. E seus argumentos tendiam a fracassar rapidamente, porque se comunicavam tão bem. Ela encontrou o homem dos seus sonhos e considerava a mesma sorte. Ela devia estar totalmente feliz. E ela estava. Só que queria ter um filho dele, e a Mãe Natureza ou alguma força cósmica no universo recusava-se a conceder-lhe esse desejo. Talvez fosse porque era tão excepcionalmente feliz em todas as outras facetas de seu relacionamento. Talvez isso simplesmente não era para ser, e ia ter que aprender a aceitar. Eles já haviam conversado sobre adoção, e ela certamente não se opunha a isso. Adoraria uma criança que pudessem cuidar juntos, não importando onde a criança viesse. Ela estava indo para dar-lhe mais seis meses a um ano. Se não estivesse grávida até então, eles estavam indo para começar a verificar seriamente a adoção. Até então teria descoberto com certeza que a gravidez não era uma opção para ela. Todas as mulheres voltaram, todas molhadas. “Como foi?” Perguntou ela. “Fantástico,” disse Jenna. ”A água é quente e perfeita. Você deveria ter se juntado a nós.“ 45


“Vou na próxima. Minha pele clara só não pode lidar com tanto desse sol. Além disso, eu me sentei aqui e relaxei, algo que não faço com o ritmo acelerado do meu trabalho.“ Savannah pegou uma toalha e sentou. ”Entendo isso. É sempre correr aqui, correr lá, pegar um voo e correr em outro lugar.“ Ela sentou-se na chaise e soltou um suspiro. “É bom apenas... sentar e tomar um fôlego.“ “Sim, isso é.” Jenna esticou as pernas. ”E aqui estou utilizando todas vocês para o meu casamento.” Tara apertou a mão dela. ”Querida, isto é o paraíso. É quase o que eu chamaria de utilização boa.“ “Eu só não quero esgotar todas vocês. Sei que vivem uma vida ocupada.“ “E você não?” Perguntou Liz. “Você tem o clube, e sei que, apesar do fato de que você deixou o bar Riley para um novo gerente, ainda tem a sua impressão digital em todo o lugar.” “Eu não. Dave está fazendo um ótimo trabalho gerenciando o bar. Ele não precisa de minha intromissão.“ “Mas ainda é uma empresa familiar, o que significa que alguém da família tem que prestar atenção sobre ele, certo?” Perguntou Alicia. Jenna deu de ombros. ”Eu poderia olhar um pouco agora, então. O mesmo acontece com o pai.“ Liz lançou-lhe um olhar. ”Papai está feliz sendo aposentado e parar no bar de vez em quando para visitar seus velhos amigos. Sem verificar o estoque de bebidas, pessoal e contabilidade.“ Jenna suspirou e lançou um olhar suplicante para Savannah. “Não olhe para mim,” disse Savannah. ”Concordo com elas. Acho que você tem suas mãos cheias e toma em demasia.“ “Bem, alguém tem que fazê-lo. Pai tem problemas de saúde e tem que ter calma, ele não pode lidar com o stress. Mamãe não pode lidar com as questões financeiras, porque não é a sua coisa. Corri o bar por anos antes de começar o clube de música. Sei que Dave está indo muito bem como gerente e todos nós confiamos nele completamente...“ 46


“Mas ele não é um Riley,” Liz terminou por ela. Jenna suspirou. ”A família tem que supervisionar os negócios da família. Isso é apenas a maneira que é. A questão é que é o nosso negócio e temos que comandá-lo. Pensei que poderia me afastar, mas não tenho sido capaz de ir embora ainda completamente.“ Alicia virou-se e sentou-se de lado na chaise, para enfrentar Jenna. ”Eu acho que você só está tendo dificuldade em aceitar. Tio Jimmy e a tia Kathleen acredita que há qualquer problema em confiar em Dave para comanda o bar Riley?“ Jenna olhou para Alicia por alguns segundos antes de balançar a cabeça. ”Não. Eles têm total confiança nele.“ “Tudo bem. Então você tem quaisquer problemas com Dave?“ “Não.” “Então talvez você é a única que tem problemas com desapego de algo que era seu por comandar durante tantos anos,” Liz sugeriu. “Você provavelmente está certa. Tenho um problema com deixá-lo ir. Tenho medo que algo possa acontecer. Algo ruim poderia ser feito, e se isso acontecer, vai ser minha culpa.“ “Por quê?” Perguntou Savannah. “Porque você queria alguma coisa para si mesmo? Porque teve a coragem de perseguir o seu sonho?“ Jenna olhou para suas mãos, em seguida, levantou a cabeça, seu olhar oobservando todas elas. ”Sim. Parte de mim ainda se sente como se não merecesse tudo isso.“ “Tudo bem,” disse Liz. ”Isso é normal. Você está feliz. Você tem a carreira de seus sonhos, o homem dos seus sonhos, e não acho que qualquer uma de nós não esteve na mesma posição e sentiu como isso é bom demais para ser verdade.“ “Liz está certa,” disse Savannah. ”Uma vez que temos o felizes para sempre, onde tudo se encaixa com a carreira, e temos a sorte de encontrar alguém que nos ama pelo que somos, não podemos deixar de ter essas dúvidas que: Será que merecemos tudo isso? Certamente algo está errado com esse quadro. Quando algo vir e estragar tudo?“ “Nós somos nossos piores inimigos quando se trata de nossa felicidade,” disse Tara.

47


“Por que isso?” Perguntou Jenna. “Por que não posso ficar feliz por ter tudo o que sempre quis?” Liz riu. ”A natureza da mulher, eu acho. Assim como achamos que temos tudo o que poderiamos querer, e algo vem para estragar tudo. Ou pelo menos pensamos que algo está estragando tudo. Mesmo que seja tudo em nossas cabeças e não há absolutamente nada de errado em nossas vidas perfeitas.“ Tara franziu o cenho. ”Uh-oh. Isso soa como um grito pessoal para obter ajuda.“ O garçom veio e pediram outra rodada de bebidas. Liz ordenou uma club soda neste momento. “Você não está bebendo,” disse Savannah, dando-lhe um olhar. “Não estou grávida, se é isso que você está pensando,” disse Liz, tomando um gole de seu club soda. ”E esse é o problema. Quero estar e não posso fazer isso acontecer.“ “Sinto muito,” disse Savannah. ”Não sabia que você estava tentando.” “Por mais de um ano. É frustrante. Sou uma pessoa que consegue o que quero, pelo menos no mundo dos negócios. Mesmo com Gavin. Eu o amava secretamente durante anos. E ele se apaixonou por mim. Isso me atropelou que tenho o homem dos meus sonhos. Então, por que não posso ter isso, também?“ “Isto não é exatamente negócios, Liz,” disse Alicia. ”E você acabou com Gavin porque vocês dois se amam. Mas, tanto quanto a fertilidade? Isso é algo que você não tem nenhum controle.“ Liz suspirou. ”Conte-me sobre isso.” “Há algum problema?” Perguntou Savannah. “Você já falou com o seu ginecologista?” “Sim. Ela fez testes em mim e diz que todas as minhas partes estão totalmente funcionais, e Gavin é um campeão em esperma.“ Savannah riu. ”Bom saber.” “Então, é realmente uma questão das coisas não... acontecendo ainda.“ “Talvez você precise relaxar,” disse Alicia. Tara assentiu. ”A mesma coisa que eu disse a ela. Basta ter sexo e se divertir com isso.“ 48


“Mais uma vez o tópico sexo com o meu irmão,” disse Jenna, franzindo o nariz. ”Claramente, nunca vou ficar longe dele.” Ela teria que se lembrar de agradecer a Jenna depois pela mudança de assunto. Ela riu. “Sim, bastante daquele tópico. Acho que estou pronta para esse mergulho na água.“ Depois de descansar na água durante todo o dia, elas se dirigiram-se para os seus quartos para descansar. Tirar uma soneca à tarde era decadente, pelo menos para Liz. E isso a fez se sentir revigorada. Elas saíram para jantar, depois foram para uma caminhada ao longo da praia. Mas fizeram isso uma noite, porque todo mundo estava cansada da viagem. Além disso, foi bom apenas por conviver. Com suas vidas ocupadas foi bom apenas sentar e conversar com as meninas. Amanhã à noite elas tinham uma festa. Na manhã seguinte, foram a piscina cedo, pegando uma das melhores cabanas com vista para o mar. Todas as meninas queriam trabalhar em seu bronzeado de pré casamento, enquanto Liz estava disposta a se esconder na sombra, o que limitava a sua exposição ao sol. Uma luz bronzeada funcionava bem para ela. “Mais uma vez, nunca vou embora,” disse Jenna, bebericando um coquetel na cabana. “Acho que Tyler poderia objetar a isso.” Jenna sorriu para Liz. ”Ele pode vir morar aqui comigo. Vou abrir um bar.“ “Ele pode perder o hóquei,” Savannah sugeriu. “Você está sugerindo que eu vou ter que repensar meu plano de me mudar para a Jamaica?” “Possivelmente,” disse Alicia. Jenna suspirou. ”Droga.” Depois de passar a manhã no sol e na água, elas se trocaram e foram às compras em alguns dos mercados locais. Jenna comprou pulseiras, Savannah comprou um vestido, Alicia comprou brincos e Liz encontrou um perfume exótico que amou. Tara encontrou algo para Sam junto com um relógio para Mick.

49


Elas comeram e depois voltaram para o resort. Alicia e Jenna voltaram para a piscina por algumas horas, mas o resto delas tiraram uma soneca. Liz definitivamente poderia se acostumar com essa coisa de cochilar. Era decadente. Quando chegou a hora de sair a noite, ela tomou um banho e vestiu-se, escolhendo um vestido branco curto e, é claro, ridiculamente os saltos altos. Ela saiu para a sala onde Tara estava esperando com Savannah. “Vocês mulheres são um nocaute,” disse ela. Tara usava um vestido todo justo coral, e Savannah um tomara que caia dourado. Jenna saiu usando um vestido preto simples de cocktail e sensuais saltos altos, seguida por Alicia em um vestido vermelho furtivo. “Nós vamos matar hoje à noite,” disse Liz com um sorriso. “Você está deslumbrante,” disse Jenna. Ela colocou as mãos nos quadris e girou em torno de um círculo. “O inferno, todas nós olhamos deslumbrantes. Os homens vão estar caindo aos nossos pés esta noite. Vou querer um monte de fotos.“ Tara puxou o telefone de sua bolsa. ”Eu vou ser a fotógrafa oficial. Pelo menos até eu ficar bêbada.“ Liz riu. ”Eu não planejo beber, então eu vou tirar as fotos.” “Sem beber, de novo?” Perguntou Alicia. “Você tem certeza que está bem?” “Alguém tem que certificar-se que todas não vão acabar em Barbados, no final da noite, levadas por algum gostoso de fala mansa. Eu sou a babá designada, para que o resto possa divertir por diante.“ “Parece um bom plano,” Jenna disse, “porque estou pronta para tomar um cocktail.” Depois que elas tiveram um jantar incrível, se dirigiram a uma boate fantástica no local, com luzes, música perfeita, e algumas das melhores bebidas ao redor. Liz tinha estado aqui antes e amava este lugar, mas conhecia o gerente e os seguranças, então sabia que suas meninas seriam bem cuidadas esta noite. E ainda mais, elas estariam a salvo. Elas foram escoltadas para a mesa na área VIP e pediram drinques. Liz optou por um club soda, enquanto as outras pediram algo, com rum, é claro. Não demorou muito para que ela

50


visse Sebastian, o gerente, fazendo o seu caminho em direção a sua mesa. Ela levantou-se e o abraçou. “Sebastian.” “Elizabeth. Você está maravilhosa, como sempre. E esta é a sua comitiva?“ Ela sorriu e apresentou todas a ele, uma a uma para Sebastian. ”E esta é a nossa noiva, Jenna.” “Ah, parabéns por suas núpcias. Já faz quinze anos para mim e minha adorável esposa, Vita.“ “Como é maravilhoso para você,” disse Jenna. “Vita está aqui hoje à noite?” Perguntou Liz. Sebastian balançou a cabeça. ”Não, ela está em casa com as crianças. Ela vai se arrepender de não vir. E onde está o seu marido?“ “Ele está em Las Vegas na festa de despedida com o noivo de Jenna.” Sebastian riu. ”Jogos de azar, não é?” “Sim. E beber.“ “Então, estou feliz que você escolheu por vir aqui. Vou me certificar de que você tenha um bom tempo esta noite. Divirtam-se.“ Depois que suas bebidas vieram, Liz virou-se para elas. ”Bem, o que você acha do lugar?” “Acho que é fantástico,” disse Tara. ”Uma ótima escolha.” Jenna deu vários goles de sua mistura de rum, em seguida, agarrou a mão de Savannah. ”Vamos lá, meninas. O que acho é que devemos estar na pista de dança.“ “Oh, Jenna. Espere. Esqueceu-se do véu.“ Jenna fez uma pausa e estreitou seu olhar em Tara. ”Você não faz isso comigo.” “Oh, nós definitivamente fazemos,” disse Alicia. ”Você não pode ter uma despedida sem ter um pouco de diversão, e fazer um pouco de trabalho. Temos uma faixa para você, e um véu. E nós temos uma lista de coisas de noiva-a-ser-fazer para você hoje à noite.“ “Eu vou matar você. Todas vocês.“ 51


“Sim, você pode fazer isso mais tarde. Depois de marcar todos os itens fora da lista,” disse Alicia, entregando a lista para Jenna. Jenna percorreu a lista, em seguida, olhou para elas. ”Vocês todas estão loucas.” “E não se esqueça, vou estar aqui para tirar fotos. Muitas fotos.“ Jenna olhou para Liz. ”Você não presta mais.” “Isso é o que diz Gavin.” “Oh, meu Deus, Liz. Será que isso nunca vai parar?“ Liz riu. ”Não. Gosto de torturar você.“ Isso ia ser divertido.

***** Duas horas depois, Jenna tinha obtido um preservativo de um estranho, tinha conseguido o número de telefone celular de um cara, um cara tinha alegremente desistido de sua cueca por ela, um tinha comprado uma bebida, um tinha dançado com ela, outro tinha a deixado obter uma caneta e desenhar uma tatuagem em sua mão, e um tinha oferecido uma foto de sua namorada. Um homem muito charmoso tinha até a deixado chamar sua namorada e a namorada tinha levado na esportiva sobre isso uma vez que Jenna tinha explicado que era sua despedida de solteira e ela estava totalmente apaixonada por seu próprio noivo. Apesar de estar relutante sobre a lista em primeiro lugar, depois de alguns drinques e o número de disparos de fotos, Jenna estava totalmente bêbada e totalmente em completar as tarefas. O que significava que Liz estava feliz que ela estava sóbria e séria em ficar colada ao lado de Jenna. Savannah e Alicia estavam fora na pista dançando com Tara, que também tinha decidido não beber hoje à noite, então, pelo menos ela teve alguma ajuda, porque Alicia e Savannah estava sentindo nenhuma pena. Jenna as tinha avisado sobre esses frutados, bebidas

52


de rum, mas elas ouviram? Não. Elas estavam balançando na pista de dança, segurando-se umas nas outras, uma vez que os seus penteados perfeitos agora tinham caídos. Elas eram adoráveis. Tara estava tirando fotos e rindo enquanto dançava ao redor delas, e fazendo um bom trabalho de encarar todos os homens que esperavam tirar proveito. Bom para ela. Sebastian também havia colocado alguns seguranças por perto, então Liz sabia que seu grupo estava a salvo de qualquer um pensar em tirar proveito de suas amigas bêbadas esta noite. Jenna, enquanto isso, piscava os olhos, franzia a testa para sua lista, e esbarrava em Liz. ”O que isso quer dizer?” Ela adorava estar sóbria quando suas amigas estavam bombardeadas. ”Isso diz que você tem que beijar um homem careca na cabeça.” “Oh, eu posso fazer isso fácil, cara.” Jenna virou ao redor e perdeu o equilíbrio. Liz a agarrou. “Ok, vá encontrar um cara careca.” “No meu caminho.” Jenna teceu seu caminho dentro e fora da multidão, Liz bem atrás dela. Então se virou e bateu nela. “Oh, lá está, Liz.” “Precisa de alguma coisa?” “Sim. O que estou fazendo?“ “À procura de um cara careca que você pode beijar sua cabeça.” “Oh, sim. Por isso.“ Desta vez, ela se afastou na direção oposta. Sacudindo a cabeça, Liz girou e seguiu. Quando Jenna parou no meio da pista de dança, Liz agarrou seu braço. “E se eu te ajudar?” Jenna franziu o cenho. ”Com o quê?” Ela poderia dizer que este jogo estava terminando. ”Cara careca?”

53


“Oh, sim. Não, eu estou totalmente no controle aqui.“ Ela abriu caminho para fora da multidão de dançarinos e fez seu caminho até o bar, onde havia um cara lindo e muito careca encostado nisso. Jenna encostou-se ao bar. ”Ei você aí, coisa quente. Posso beijar sua cabeça?“ “Desculpe-me?” A namorada do cara não parecia muito entusiasmada com a ideia, por razões óbvias. Liz disse. ”Está preste a se casar, lista de afazeres. Totalmente inofensivo, eu prometo.“ “Oh,” disse a mulher com um sorriso. ”Eu me lembro quando tive que fazer toda essa merda. Ridículo, mas divertido ao mesmo tempo.“ Liz assentiu. “Sua amiga parece bêbada,” disse a menina. Liz riu. ”Basicamente. Acho que nós estamos indo para este ser o último de sua lista de afazeres.“ “Por mim tudo bem, se a minha mulher diz que sim.” A mulher se inclinou para frente e olhou para Jenna. ”Vá em frente, querida.” Liz puxou sua câmera quando Jenna beijou o topo de sua cabeça. Ela bateu a foto e agradeceu ao casal, em seguida, levou Jenna pela mão. “Você quase pronta para encerrar a noite?” “Claro que não. Estou pronto para outra bebida.“ Liz revirou os olhos. Oh, Senhor. Isso ia ser uma longa noite.

***** Gavin conseguiu sua segunda carta do carteador. Um seis, o que lhe deu doze. Que porra é essa. Um doze? Como ele poderia continuar recebendo essas mãos de merda? “Cara,” foi tudo que Ty disse ao lado dele. Pelo menos ele condoeu.

54


Gavin jogou os dedos para pegar uma carta. Ele teve que bater em doze. Ele não tinha escolha. Ele puxou um nove do carteador e sorriu. Vinte e um. O carteador acabou com dezoito pontos e Gavin arrecadou ganhos. “Você sortudo filho de uma cadela,” disse Mick, estabelecendo a sua aposta para a próxima mão. ”Quem diabos puxa um fora de doze e faz vinte e um?” “Eu acabei de fazer.” Eles jogaram várias rodadas, e depois de uma mão vencedora, a sorte de Gavin mudou. Quando o carteador embaralhou, Gavin desistiu, imaginando que não iria pressionar sua sorte. Ele e Mick foram até as mesas de jogo de dados. Ambos fizeram bem lá, então Ty e Garrett se juntaram a eles, juntamente com os amigos de Ty de sua equipe de hóquei, Eddie Wolkowski e Victor Putinov. “Pena que Cole não pode estar aqui,” disse Gavin. ”Ele gosta de jogar.” “Sim, bem, ele tem um jogo amanhã e eu tenho uma despedida esta semana, por isso ele está sem sorte,” disse Mick com um sorriso, jogou os dados sobre a mesa. Todo mundo circundante a mesa aplaudiu quando os números surgiram numa vitória. “Mas estou com sorte,” disse Mick com um sorriso largo. Tinha sido um bom dia. Eles tinham ido para o campo de tiro no início do dia. Nada como disparar algumas rodadas de metralhadora em um ambiente controlado para deixar fora um pouco da agressividade. Descobriu que Victor foi o mais preciso. Ty o acusara de passar um tempo no exército soviético. Victor riu e disse a eles que ele costumava caçar coelhos e é por isso que era bom em tiros, embora ele não usasse metralhadoras para derrubá-los. Então fomos para a pista de corrida e dirigiram alguns carros muito caros. Gavin tinha escolhido a Ferrari, que tinha sido uma experiência única em-sua-vida. Não havia nada como ter todo esse poder em suas mãos, levando-o ao redor bas curvas na pista de Las Vegas. Foi uma emoção não só por dirigir o carro, mas por assistir os outros caras dirigindo os carros que tinham escolhido. Máquinas impressionantes, e um monte de diversão. 55


Passar esta noite jogando foi mais relaxante. Era bom ter uma noite fácil apenas com os caras. Caras não precisavam de brilho e glamour para ter um bom tempo. Gavin só queria certificar-se que Ty estava se divertindo, e que tinha uma pilha de fichas à sua frente e o sorriso largo no rosto, ele parecia estar tendo uma explosão. Eles foram para a sala de poquer no final da tarde, bebendo várias cervejas, e jogando bem na noite. Gavin tinha dado a Ty uma escolha de jogo ou ir aos clubes. “Eu passo muito tempo no Club Riley com Jenna,” disse ele. ”Muita música e dança e sempre temos um tempo muito bom. Se quiser ir a um clube, vou fazer isso com a minha mulher. Vamos jogar.“ Tinha sido uma boa escolha. Isto era mais tranquilo: apenas os caras, suas cervejas e seus cartões. Perfeito discreto, e maldito. Ele sentou-se na sala de apostas de esportes e deu uma olhada nas apostas, mais ou menos para tomar um fôlego. Mick se juntou a ele. A garçonete veio e Mick pediu um refrigerante enquanto Gavin pedia outra cerveja. “Fazendo apostas em alguns dos jogos?” Perguntou Mick. “Não. Apenas olhando.“ A garçonete trouxe suas bebidas. “Como é que Nathan está indo?” Perguntou Gavin. “Bem. Ele está terminando a final e vai voltar para casa na próxima semana. Eu não posso esperar para vê-lo.“ “Eu também. Ele mudou muito desde que você e Tara ficaram juntos. Ele é um homem agora.“ Mick riu. ”Sim. Ele era apenas um garoto quando conheci Tara. Um pouco inseguro de si mesmo, mas ainda assim, sabia o que queria. E agora ele é um maldito quarterback da Universidade do Texas. Seu primeiro ano e eles levaram o Big 12 Championship.“ Mick tomou um longo gole de refrigerante com um sorriso no rosto. “Falou como um pai orgulhoso.” 56


“Eu sei. Mal posso acreditar. Mas ele é meu filho. Ele pode não ter nascido de mim e pode não ter o meu DNA, mas ele ainda é meu, e desde então tem sido — o inferno, desde o primeiro dia que o conheci, eu acho. Não poderia estar mais orgulhoso de tudo o que ele realizou.“ “Você já teve que brigar com ele ao longo do caminho. Não há dúvida de que você teve alguma influência sobre ele.“ “Sim. Procurei não interferir muito. Ele sabe o que não fazer. Ele está sempre obtendo boas notas, e adora esportes. Ele está focado. Embora disse que quer trazer sua namorada para ser seu par para o casamento de Ty.“ Gavin arqueou uma sobrancelha. ”Nathan tem uma namorada?” “Isso ele me diz. Alguma gostosa que joga no time de basquete de lá.“ “Você disse que sim, não é?” “É claro que eu disse que sim. Embora a pobre menina vai ser submetida a todos os Rileys. Eu não tenho certeza que Nathan sabe o que está fazendo.“ Gavin deu de ombros. ”Se ela sobreviver a todos nós ao mesmo tempo, ela é uma guerreira.” Mick riu. ”Você está certo sobre isso. Talvez ele seja mais inteligente do que penso. Prova de fogo e tudo isso.“ “Ei, relaxe, pai,” Gavin brincou. ”Ele está indo bem.” “Eu sei. Ele tem tudo perfeito. Continuo me lembrando disso a cada dia.“ Gavin sabia que Mick não estava dizendo. ”E ele não está bebendo.” “Deus, não. Não como eu estava na faculdade, de qualquer maneira. Ele sabe que eu vou chutar seu traseiro de volta do Texas ao Missouri se ele faz.“ “Acho que ele entende como isso é importante. E o que você passou com o seu alcoolismo e como isso quase custou-lhe o seu posto na NFL. Como você disse, ele é um garoto inteligente.“ “Sim, ele é.”

57


“Então pare de se preocupar e vamos descobrir quem vai chutar o traseiro da Filadélfia no domingo.” Mick sorriu e olhou para o placar por um tempo. Depois disso, eles saíram para encontrar os outros. Mick voltou a jogar blackjack com Garrett, enquanto Gavin, Eddie, Victor, e Ty bateram nas mesas de poquer. Gavin se perguntou como Liz estava indo com as mulheres. Conhecendo-a, ela provavelmente estava mostrando a todos um grande momento na Jamaica. Sua mulher sabia como fazer uma festa. Ainda assim, ela estava em sua mente, então, quando ele tomou sua próxima pausa, pegou o telefone e mandou uma mensagem de texto, imaginando que ela provavelmente não iria vê-lo até amanhã. Estou com saudades. Como está indo? Surpreendentemente, ela enviou uma resposta em poucos minutos. Todo mundo está bêbado, exceto eu. E talvez Tara. E sinto sua falta também. Estou me divertindo com as meninas, mas Jamaica seria muito mais romântica se você estivesse aqui. Ele sorriu e mandou outra. Sim, diversão aqui com os caras, mas não posso tocá-los como eu pode com você. Ela respondeu de volta. Deus, espero que não. As pessoas vão falar. Ele riu e digitou mais um texto. Divirta-se. Ligue para mim amanhã. Eu te amo. Eu também te amo, Gavin.

58


Capítulo Seis “Ninguém me disse que eu teria que voar para casa com uma ressaca hoje. Isso é horrível.“ Jenna estava sentada na beira do sofá, inclinada com as mãos cobrindo o rosto. Liz estava enrolada na cadeira em frente a ela, oh-tão-feliz de não ter participado no deboche de bebida da noite passada. Ela sofreu muitas ressacas e estava feliz por ter escapado dessa vez. Alicia saiu do quarto e encostou-se à porta. ”Podemos ficar mais um dia? Porque eu sinto que vou morrer.“ Liz lutou contra a vontade de rir. O cabelo de Alicia tipo se assemelhava a Einstein no momento. “Você dormiu em seu rosto na noite passada?” Alicia arrastou o cabelo para trás. ”Eu nem me lembro de voltar para o hotel na noite passada.” Savannah abriu caminho passando por Alicia, e, se possível, parecia ainda pior. Ela não fez contato com os olhos, apenas olhava para frente. “Eu. Preciso. Café.“ “Está lá.” Liz enganchou o polegar em direção ao carrinho. “Há também suco de laranja, suco de tomate, e alguns doces.” “Maldita,” disse Jenna de seu lugar no sofá. “Você deve comer alguma coisa,” disse Liz. ”E o suco de tomate pode ajudar.” Jenna puxou um travesseiro decorado contra seu estômago. ”Por favor, pare de mencionar comida. Ou bebida.“ “Ei, pelo menos nos divertimos a noite passada,” disse Liz.

59


“Será que fizemos?” Savannah perguntou enquanto caminhava com uma xícara de café na mão. “Eu espero que haja provas fotográficas, porque não me lembro de nada.” Ela colocou o café em cima da mesa e caiu na cadeira. “Senhor, por que me fez beber tanto?” Alicia tinha ido até o sofá onde Jenna estava deitada. Ela sentou-se e puxou as pernas de Jenna em cima de seu colo. “Estou culpando Jenna para isso.” “Eu? Como isso poderia ser minha culpa?“ “Bom dia a todos.” Tara entrou do outro lado olhando linda, de banho tomado e, obviamente, sem uma ressaca. “Sua vadia,” disse Jenna. ”Como você pode olhar tão bem depois de ontem à noite?” Tara se serviu de uma xícara de café. ”Fácil. Eu só tive duas bebidas. Alguém tinha que ajudar Liz a encurralar vocês bêbadas.“ Alicia olhou para Savannah. ”Isso explica como chegamos de volta ao hotel. Obrigado por tanto cuidar de nós.“ “Foi um prazer. As imagens de todas vocês estão lindas, por sinal,” disse Liz. Jenna gemeu. ”Oh, Deus. O que eu fiz?“ “Você pode ter abordado o barman.” ”Cale a boca, Liz. Eu não.“ “Você fez. Disse-lhe que estava loucamente apaixonada por ele e queria que ele viesse para St. Louis com você.“ “Oh, merda. Tyler vai me matar.“ Tara riu. ”O que ela quer dizer é, você amou o jeito que ele misturava as bebidas e suas interações com os clientes e lhe ofereceu um emprego no Clube Riley, se oferecendo para pagar o transporte para St. Louis.” “Eu fiz?” “Você fez. Ele, muito gentilmente recusou sua oferta, dizendo que tinha uma esposa e um filho bebê e estava muito feliz vivendo aqui.“ “Foda-me. Devo ter estado completamente bêbada. Não me lembro de nada disso.“ Liz levantou seu telefone. ”Eu tenho fotos. E vídeo.“ 60


“Eu te odeio.” Jenna zombou dela, depois levantou-se. “E é óbvio que vou me sentir humana novamente, mas vou precisar de alguns carboidratos, suco e café, não importa quão revoltante é o pensamento.” “Eu vou acompanhá-la,” disse Alicia. Depois que comeram, todo mundo foi para a piscina para uma sessão de suar um pouco. Quando Liz sugeriu que fossem para uma caminhada na praia, Jenna gemeu, dizendo que precisava de um cochilo. “Não, o que você precisa é de suar um pouco esse álcool fora de seu sistema.” “A parte lógica de mim sabe que você está certa. Meu estômago quer dizer para se foder.“ Liz riu e puxou Jenna fora da chaise. Todas elas tiveram uma longa caminhada até a praia, o sol quente batendo nelas. Liz usava um chapéu e seu cobriu com protetor solar suficiente para afastar uma queimadura. “Isso é bom,” disse ela. “O que é?” Perguntou Tara. “Estar aqui. Com todas vocês.“ Tara enrolou seu braço no de Liz. ”Tem sido divertido. Eu tive algumas reservas sobre vir. Pensei que ia sentir falta de Sam demais.“ “Eu sinto um pouco, mas lá dentro.” “Na verdade, tem sido bom fugir. Entre correndo atrás do bebê, e estar de volta ao trabalho, as coisas têm sido intensas. Precisava de uma pausa.“ “Estou feliz que você teve a chance de relaxar. A propósito, eu tenho massagens agendadas para todas nós, esta tarde, antes de fazer as malas.“ Jenna suspirou. ”Eu mencionei o quanto eu te amo?” “Você poderia ter dito isso cerca de quinze vezes na noite passada.” Jenna riu. ”Contanto que eu só disse isso para você, então estou bem.” “Oh, você amou a todos ontem à noite. Eu, as outras meninas...“ “O barman,” acrescentou Tara. ”A garçonete que continuava trazendo-lhe bebidas.” 61


“Não se esqueça do segurança do clube. Você cantou para ele.“ O rosto de Jenna ficou em branco. ”Eu não.” “Oh, você fez. Ele gostou muito. Ele até cantou com você.“ Alicia riu. ”Eu me lembro dessa parte. Histérica.“ Jenna ergueu o queixo. ”Eu não estou falando com qualquer uma de vocês nunca mais.” Savannah colocou o braço em torno de Jenna. ”Sim, você está, querida, porque nós somos suas damas de honra. E nós temos bebido com você e nos fez de bobas, também. Agora, se isso não é amor, o que é?“ Jenna sorriu e deitou a cabeça no ombro de Savannah. ”Eu amo vocês.” Liz revirou os olhos. Eles tiveram suas massagens no final do dia, o que Liz sentiu como céu em absoluto. No momento em que todas voltaram para o quarto para tomar banho e se arrumar, ela estava tanto relutante e ansiosa para chegar em casa. Ela adorou ter um fim de semana só de mulheres, mas sentiu falta de Gavin. E não ia ficar grávida passando o tempo longe de seu marido. A viagem de volta foi longa, e no momento em que todas disseram suas despedidas, ela estava contando os minutos até que entrou em sua porta da frente. Era tarde, e sabia que o voo de Gavin chegou ante do dela. Ele provavelmente estava dormindo. A casa estava iluminada, porém, e quando ela abriu a porta da garagem, ela se surpreendeu ao vê-lo ainda de pé. “Pensei que você estaria dormindo,” disse ela enquanto saía do carro. Ele se aproximou e envolveu-a nos braços, apertando-a contra o carro e beijando-a profundamente. Ela caiu em seus braços, dizendo-lhe sem palavras o quanto sentia falta dele. “Mmm,” disse ela, quando ele quebrou o beijo. ”Eu senti falta disso.” “Eu também. E queria esperar por você e pegar a sua bagagem.“ “É uma espécie de eufemismo sexual?” Ele riu. ”Bem, não, mas eu posso fazer isso um, se você me quiser.” “Está tudo bem. Siga em frente.“

62


Ele tirou as malas do porta-malas de seu carro e levou-as para cima. Ela encolheu os ombros fora de seu casaco e pendurou-o, em seguida, seguiu-o. Ela estava exausta dirigindo para casa, pensando em nada mais do que jogar suas roupas e escalar para a cama ao lado do marido e dormir. Mas já que ele não estava dormindo... Quando ele colocou as malas no chão, ela veio por trás dele e apertou seu corpo contra o dele. ”Eu senti sua falta.” Ele segurou suas mãos. ”Eu também senti sua falta, querida.” Ele se virou. “Você se divertiu na Jamaica?” “Nós fizemos.” Ele correu o dedo pela ponta do nariz. ”Parece que você tomou um pouco de sol.” Ela riu. ”Sim, muito pouco. Você conhece a minha pele.“ “Eu faço. Mas acho que devo inspecionar completamente para me certificar de que você não se queimou.“ Ela tirou os sapatos. ”Sim, você provavelmente deveria.” Ele desabotoou os botões de sua blusa um por um, seu olhar ardente no dela, fazendo-a mais quente a cada segundo. Seus mamilos apertaram, dolorosamente sensível contra o sutiã quando ele empurrou a blusa fora de seus ombros. Gavin traçou a curva de seus seios. ”Pensei muito sobre você, enquanto estava em Las Vegas,” disse ele. Ela estremeceu quando ela inalou. ”E você? Pensei em você, também.“ “Sim.” Ele deu a volta por trás dela e desabotoou o sutiã, então se inclinou para levantar o cabelo e estalar um beijo contra o lado de seu pescoço. “Estamos sempre afastados quando estou jogando bola, então eu gosto de estar com você durante o período de férias. É me chateia estar separado.“ “Isso faz.”Arrepios fluiram em sua pele enquanto beijava o seu caminho através de seu pescoço para o ombro. Ele beliscou em seu ombro e ela inclinou a cabeça para trás. “Gavin.” “Gosto do jeito que você diz meu nome quando está excitada.”

63


Ele deu a volta e olhou para ela, arrastando o sutiã para baixo dos braços. Suas calças eram as próximas, e ela se agarrou a seus ombros enquanto ele as puxava para baixo, em seguida, olhou para ela, puxou-a pelos quadris em direção a seu rosto. Ele acariciou seu sexo, fazendo-a gemer em uma respiração profunda. Ela tinha sentido falta dessa proximidade, essa paixão que compartilhavam quando estavam apenas os dois. E quando puxou a calcinha para baixo colocando a boca em seu sexo, suas pernas tremeram. Gavin agarrou suas coxas e segurou-a no lugar, enquanto a língua e os lábios faziam coisas mágicas para seu clitóris. Ela enfiou os dedos por seu cabelo escuro, enquanto observava sua língua rolar sobre seu clitóris. ”Você me faz querer vir. Estou pronta. Tão pronta.“ Ele colocou seus lábios contra seu sexo e chupou, a catapultando para o orgasmo. Ela balançou contra seu rosto, chorando quando seu clímax a mandou cambaleando. Quando ele se levantou, ela segurou a parte de trás de seu pescoço e trouxe-o para um beijo profundo e emotivo que só fez sua boceta tremer mais. Gavin a empurrou para a cama e baixou os jeans. Ele estava dentro dela num passe de mágica, sua boceta ainda espasmando. Ela apertou ao redor de seu pênis, sentindo cada centímetro dele grosso dentro dela. E quando começou a se mover dentro dela, foi o prazer mais doce, um lembrete do por que ela adorava estar com ele. Ele sabia exatamente como tocála, o ritmo exato que iria levá-la preparada e pronta para gozar novamente. Quando ele moeu contra ela, ela levantou-se, certificando-se que ele estava enterrado profundamente, amando o olhar de paixão feroz que franzia a testa, a necessidade escura, predatória refletida em seus olhos que lhe disse que ele estava ali com ela. Ela enrolou as pernas em torno de seus quadris e segurou-o ali, seu corpo oscilando à beira do esquecimento. Ele sabia, também, porque parou de se mover, e foi como se a terra tivesse parado de girar, como se os dois estivessem suspensos no espaço. Tudo o que podia ouvir era a respiração, tudo o que podia sentir era o bater duro de seus corações um contra o outro e seu pênis contraindo dentro dela. Era o paraíso, puro, o inferno torturante ao mesmo tempo. 64


Então ele a beijou, dirigindo mais duro dentro dela, e ela quebrou como uma lâmpada quebrando, cada pedaço gloriosamente iluminado de dentro para fora quando ele estremeceu e veio com ela. Ele gemeu contra sua boca, entrelaçando a língua com a dela enquanto cavalgavam seus orgasmos juntos. Sem fôlego, ela segurou firme nele, tão feliz por estar em casa e em seus braços. Porque nada era mais perfeito do que isso. “Tudo está bem no meu mundo novamente,” disse ela, dando um beijo em seu ombro. Ele desvencilhou e puxou-a contra ele. ”O meu também. Eu me diverti neste fim de semana, mas estou feliz por estar de volta para casa. Feliz por ter você de volta, também.“ Ela inclinou a cabeça para trás e roçou seus lábios nos dela. Ela estava contente por ter este momento idílico com ele, porque sabia que as próximas semanas iam ser tudo menos calmas.

65


Capítulo Sete Nathan tinha voltado para casa, e Tara e Mick estavam tendo todos para jantar para recebê-lo. Além disso, trouxe sua namorada com ele, e queria apresentá-la à família antes do casamento, para que ela não se sentisse deslocada. Que imediatamente fez Liz curiosa, porque não sabia nada sobre esta namorada. “Será que Mick lhe disse alguma coisa sobre ela?” Liz perguntou a Gavin enquanto se dirigiam para a casa. “Só que ela é bonita e joga para a equipe de basquete da UT.” “Hmmm.” Gavin olhou para ela. ”O que significa isso?” “Absolutamente nada. Gostaria de saber se isso é uma coisa nova, porque Tara não a mencionou para mim.“ “Imagine isso. Você, não saber de alguma coisa.“ Ela riu. ”Cale a boca.” “Acho que você vai ter que descobrir sobre ela com o resto de nós.” “Acho que sim.” Eles pararam em frente da casa e estacionaram, em seguida foram para a porta da frente. ”Parece que todo mundo já está aqui.” Ele agarrou a mão dela. ”Nós não estamos atrasados, Liz. Você só está preocupada que vai perder alguma fofoca vital sobre esta misteriosa namorada quente de Nathan.“ Ela apertou sua mão. ”Não estou. Não poderia me importar menos.“ Ok, talvez ela se importava. Meio que cuidava de Nathan, apesar de sua relação ser somente pelo casamento, mas se preocupava profundamente como sua tia. Além disso, ela estava firmemente convencida que Nathan tinha um futuro atlético grande, de modo que ela estava um pouco superprotetora

66


dele. A última coisa que precisava era de alguma fã linda colocando suas garras nele e boicotando todo o seu caminho para a NFL. Gavin fez uma pausa. ”Liz.” “Sim?” “Cuide da sua vida.” “O que você está falando?” “Nathan. Você não quer fazer isso de novo. Você sabe que tipo de problema você se meteu antes com Mick e Tara. Você não quer fazer isso de novo.“ “Pelo amor de Deus, Gavin. Não estou nem pensando em me intrometer na vida pessoal de Nathan.“ Nossa, seu marido era irritantemente psíquico, às vezes. E é claro que ele estava certo. O que não quer dizer que não faria várias perguntas a essa nova namorada e iria sondar Nathan. Ela não iria interferir no curso. Era mais como... protegê-lo. “Oh, você está aqui.” Tara cumprimentou-os na porta da frente e levou-os para dentro. “Os caras estão na sala de jogos.” “Mais tarde, linda,” disse Gavin, dando-lhe um beijo rápido antes de ir para os homens. Liz revirou os olhos. ”Sabia que ia perdê-lo assim que entrasse pela porta.” “Mick ama a sala de jogos. Assim como seu pai e seu tio. Eles são todos como crianças lá com a TV, mesa de bilhar e jogos de vídeo e o resto das coisas.“ Tara levou-a para a cozinha. ”Algo para beber? Eu fiz este ponche sem álcool incrível, além de que há vinho, cerveja e chá.“ “Adoraria o ponche.” Tara serviu-lhe um copo. ”Todo mundo está na sala da família.” “É Nathan está aqui?” “Mandei ele e Sonja em uma missão. Eles devem estar de volta em breve.“ “Sonja, hein? Nome legal.“ Tara sorriu. ”Menina legal. Espere até você conhecê-la. Você vai cair loucamente apaixonada por ela.“ 67


“É mesmo?” “Sim. Ela é doce. Eu não posso acreditar que ele encontrou alguém como ela. Ela é inteligente e tão atlética. E engraçada, também.“ Liz estava indo para reservar o julgamento sobre Sonja, até que tivesse a chance de interrogar — uh, falar com ela. Ela se acomodou na sala da família e conversou com todos, incluindo Mick e Tara e seu filho, Sam, que estava puxando-se sobre os móveis. Seu cabelo era escuro e encaracolado, e quando ele riu, isso disparou em linha reta para o seu coração. Ele tinha o sorriso mais doce e encantador a todos na sala enquanto fazia o seu caminho até eles, rindo cada vez que caia no chão. Quando Sam se aproximou dela e encostou o rosto no joelho, cada parte de Liz doeu. Ela o pegou e beijou sua bochecha, mas depois de apenas alguns segundos, ele se contorceu para descer. “Ok, homem móvel, eu sei que você não quer ser abraçado agora. Quer passear.“ “Eu te disse,” disse Tara. ”Acho que meus dias de abraçar acabaram.” “Você pode se surpreender o quanto ele ainda quer abraçar sua mãe,” disse a mãe de Gavin para Tara. ”Ele pode querer se mover em torno agora, mas espere até que ele caia e chore. Em seguida, vai querer que você o segure.“ “Você está certa, é claro,” disse Tara. Depois de alguns minutos, Liz ouviu a porta da frente abrir. “Mãe, onde é que quer isso?” “Desculpe-me,” disse Tara. ”Se eu não direcionar Nathan, ele vai acabar colocando o leite na despensa.” Liz levantou-se, também. ”Eu vou te ajudar.” Ela seguiu Tara para a cozinha. Nathan estava lá e foi atingida por quanto ele amadureceu nos últimos anos. Ele estava mais alto e tinha ganho massa muscular. Usava o cabelo mais curto agora, e era de um marrom mais escuro. Embora ainda jovem, não era mais um menino. Agora ele era um jovem homem. 68


“Oi, Nathan,” disse ela. Ele sorriu para ela. ”Ei, Liz. Como está indo?“ “Estou indo bem. Em serviço de incubências?“ Ele sorriu. ”Sempre.” Uma, muito linda jovem alta carregava uma sacola para dentro. ”Onde você quer que coloque, Sra. Riley?” “No balcão, Sonja. Obrigado.“ A menina devia ter um metro e oitenta de altura. Considerando que Nathan disparou em seu último ano a um metro e noventa e quatro, ele ainda era mais alto, mas wow. Ela era linda, com a pele cor café au lait10, olhos cor de mel olhos e cabelos preto brilhosos. Uau. “Oh, Sonja, esta é a tia de Nathan, Elizabeth, mas todos nós a chamamos de Liz.” Liz estendeu a mão em saudação. ”Prazer em conhecê-la, Sonja.” “O mesmo aqui. E eu provavelmente nunca vou me lembrar do nome de todos, então vou pedir desculpas se tiver que perguntar isso de novo.“ Liz riu. ”Tudo bem. Pode perguntar.“ “Ei, eu avisei que eu tinha uma grande família,” disse Nathan, lançando um sorriso para sua namorada. “Você fez.” “De onde você é, Sonja?” “Uma pequena cidade a sudoeste do Texas que ninguém nunca ouviu falar. Nathan queria me arrastar aqui para ver a vida de uma cidade grande.“ “Bem, St. Louis não é exatamente uma cidade enorme.” Sonja encostou-se ao balcão. ”Maior do que onde cresci, isso é certo.” “Qual é o seu curso?”

10

69


“Marketing com especialização em comunicação. E jogo para o time de basquete da UT.“ “Ela é boa nisso, também. Um inferno de uma armadora,” disse Nathan. “Você deve manter seu olho nela, Liz. Ela pode ir a profissional.“ Sonja riu. ”Não sei sobre isso. Estou feliz de ter a bolsa para que eu possa começar minha educação.“ “Sim, e ela está sendo modesta. Ela é realmente boa.“ “Então, definitivamente vou ficar de olho em você.” “Liz é uma agente de esportes,” disse Nathan a Sonja. ”Ela poderia fazê-la um grande negócio. ” “Nathan,” Liz avisou. Sonja apenas olhou para ela. ”Não estou pensando mesmo no futuro. Somente quero obter um diploma.“ Ela deu uma cotovelada em Nathan. “Pare de ser tão agressivo. Você está fazendo a sua tia desconfortável.“ Ele empurrou de volta para ela. ”Ei, eu acredito em você.” Ela riu. ”Tanto faz.” Ele colocou o braço em volta dela. ”Vamos. Vamos sair.“ “O jantar estará pronto em cerca de trinta anos,” disse Tara. “Tudo bem.” Depois que eles saíram da cozinha, Tara perguntou. ”Então? O que você acha?“ “Acho que ela é impressionante.” “Eu sei. Ela não é? Como uma modelo de moda bonita. E ela é muito inteligente. Nathan disse que ela tem um 4.0 GPA11, mas ela pratica esportes, também. Ela é extrovertida e realmente parece gostar de Nathan e ele está obviamente apaixonado por ela.“ E ela muito, obviamente, não era nada como Liz tinha imaginado. Então relaxou. “Ela é muito doce. Nada como o primeiro amor?“

11

Escala ou média em algumas faculdades, significa que você não obteve uma nota abaixo de A. O 4.0 = A – 3.0 = B etc. 70


“Bem, não sei nada sobre isso, desde que o meu primeiro amor me deu um monte de problemas. Mas sim, gosto dela. Ela parece aterrada e razoável e nada volúvel e não está com Nathan só porque ele é o quarterback. Ela parece ter seus próprios objetivos e ambições. Então isso me tranquiliza.“ “Tenho certeza que faz.” Liz ficou um pouco sossegada, também. Ela desejou que Nathan não tivesse uma namorada, mas supunha que isso um pouco irreal. Ele estava na faculdade e por conta própria agora, e precisava se divertir um pouco, e crescer um pouco e se tornar um homem. Ele estava indo para provavelmente ter um monte de namoradas em sua vida. Ela não era sua mãe, então não tinha ideia do por que estava tão nervosa com Nathan se envolvendo com Sonja. Ela deveria apenas deixá-lo ir. Mas ela os viu durante o jantar, quando a família poderia realmente barulhenta, falando um sobre o outro e, muitas vezes discutindo sobre o tema mais inócuo. Talvez eles estivessem em seu melhor comportamento esta noite porque Sonja estava lá e eles não queriam assustá-la, mas foi relativamente calma. Além disso, o bebê ainda estava acordado e ele capturou um monte de atenção. Na verdade, Nathan sentou-se ao lado de Sam e ele e Sonja o entreteram durante o jantar, alimentando-o e fazendo-o rir. Sonja parecia à vontade com a família, o que não aconteceu muitas vezes com estranhos. Depois do jantar, ela ainda ajudou Tara na cozinha. “Você parece muito confortável em torno de nossa família louca,” Liz comentou quando ela, Tara, Alicia, e Jenna, junto com a mãe de Gavin e a mãe de Alicia, ajudaram Tara com a bagunça depois do jantar. “Oh, eu venho de uma família grande. Tenho três irmãs e dois irmãos.“ Os olhos de Liz se arregalaram. ”Realmente. Uau. Então, a hora do jantar é muito parecido com isso.“ Sonja riu. ”Sim. Exatamente assim. Apenas talvez mais gritaria. Meus irmãos são mais jovens do que eu, por isso eles são um pouco... turbulentos.“ “Os meninos tendem a ser assim,” disse a mãe de Gavin do outro lado da cozinha. 71


Tara assentiu. ”Sim, eles fazem. E eu só tenho um. Bem, um crescido, de qualquer maneira.“ “Imagino que seus pais governam com mão de ferro para manter a ninhada assim sob controle,” disse Alicia. “Minha mãe é muito feroz. Quando ela fala, acredite em mim, você escuta.“ “E seu pai também?” “Ele morreu quando meu irmão mais novo tinha dois anos de idade. Tem sido na maior parte apenas a minha mãe por um tempo.“ Liz colocou a mão no braço de Sonja. ”Eu sinto muito.” “Eu também.” Tara puxou um banco na ilha de cozinha. E de repente as mulheres cercaram Sonja. “Oh. Uau. Bem, eu não queria falar sobre isso. Mas ele teve câncer e o levou muito rápido. Foi difícil para a minha mãe ter todos nós, as crianças para lidar, mas tinha as minhas tias e tios e meus avós para ajudá-la. Tem sido bom, realmente.“ A mãe de Gavin acariciou a mão de Sonja. ”Foi bom que ela tinha toda a família para ajudar a sustentá-la.” “Foi.” E Liz poderia dizer que Sonja estava desconfortável. “Hei, como é que os caras nunca ajudam com os pratos?” Liz perguntou, deslizando fora do banco do bar. “Sonja, vamos rastrear Nathan e meu marido e descobrir onde eles estão à espreita.” “Claro. Se todos vocês não precisam de mim aqui.“ “Nós estamos bem. Estamos praticamente terminando de qualquer maneira,” disse Tara. Quando Liz levou Sonja pelo longo corredor em direção aos fundos da casa, Sonja virou-se para ela. ”Obrigado por isso.” “Por quê?”

72


“Por me puxar para fora da conversa. Sinto falta do meu pai, com certeza. Mas eu só não gosto de falar sobre isso.“ “Entendo. Especialmente com um monte de pessoas que você realmente não conhece.“ Ela sorriu. ”Certo. Não é que eu não gosto de todos vocês. Vocês são todos... ótimos.“ “Hei, você não tem que me explicar. Eu entendo. Somos todas insistentes e intrometidas e superprotetoras, e nós vamos fazer-lhe um milhão de perguntas, se você nos deixar. Portanto, não hesite em nos dizer para nos afastar.“ “Ah, eu nunca faria isso. Mas poderia ter apenas que acalmar a minha maneira. As coisas com Nathan e eu está apenas começando. E nós dois temos nossas prioridades, que são a escola e carreira em primeiro lugar.“ Quanto mais ela falava com Sonja, mais gostava dela. ”Essas são boas prioridades de ter.” “Sim, quero dizer temos apenas dezoito anos. Tempo de sobra para todo o romance mais tarde.“ Liz riu. ”Sim. Muito mais tarde.“

***** Dar aos homens uma sala de jogos, e o mundo é um lugar feliz. Pelo menos um mundo de homens é um lugar feliz. Havia pinball, bilhar, jogos de vídeo e até mesmo uma mesa de pebolim, que lembrou a Gavin da faculdade e dos velhos tempos no porão da família, quando ele e Mick ficavam lá por horas. Gavin, é claro, era o campeão de pebolim dos Riley. Mick, por outro lado, lembrou-se de forma diferente, alegando que ele consistentemente chutava a bunda de Gavin. Então eles tinham que ter uma revanche. Gavin ganhou. Até Ty juntar-se e chutar a bunda dele. E então Nathan assumiu e derrotou a todos eles, um por um. Malditas crianças.

73


Ele sentou-se bebendo uma cerveja e viu Nathan e sua namorada Sonja jogar enfrentando um ao outro. Ela era muito boa nisso, e Nathan não desistiu só porque Sonja era uma menina. Foi uma competição muito acirrada, mas no final, Nathan venceu novamente. Garrett esfregou as mãos. ”Vou levá-lo para baixo desta vez, garoto.” “Você gostaria de pensar assim, não é?” Nathan perguntou com um brilho nos olhos. Sonja sentou no bar com um refrigerante e sorriu enquanto Nathan levava Garrett para baixo facilmente. E, em seguida, as mulheres entraram e começaram seu próprio torneio. Tara enfrentou Liz, e, em seguida, Sonja pulou dentro. Ficou claro que Sonja e Nathan iam ser os campeões de pebolim esta noite. “Ela é bonita,” disse Gavin para Mick enquanto observavam. “Quem? Sua esposa? Ela está bem, mas tenho que dizer que prefiro a minha própria.“ Gavin riu. ”Eu quis dizer Sonja.” “Sim, ela é. Nathan realmente parece gostar dela.“ “Suponho que você já teve uma longa conversa com ele sobre sexo e controle de natalidade e não estragar o seu futuro dessa forma.” Mick lhe lançou um olhar. ”Tive longas conversas com aquele garoto sobre tudo o que poderia estragar sua vida. Incluindo isso. Ele está cansado de me ver no seu caminho. Ele sabe o que é certo. Ele não é bobo.“ “Imaginei, mas apenas pensei em lembrá-lo.” Mick tomou um gole de água e colocou o copo sobre a mesa atrás deles. ”Você poderia ter imaginado o dia em que seriamos os velhos homens falando com as crianças sobre não engravidar suas namoradas?” “Não. Eu nunca vi isso vindo,” disse Gavin, com um sorriso irônico. ”O tempo passa rápido e seu filho tem realmente crescido muito em poucos anos. Ele é um homem agora.“ “Ele é. E com isso vem a responsabilidade. Ele meio que explodiu na faculdade. Então, ele vai ter que se acostumar com as minhas palestras de pai.“ Gavin riu. ”Acho que sim. Espero que um dia vou ser capaz de dar alguns desses para meus próprios filhos.“ 74


“Qualquer um desses em breve?” “Nós estamos trabalhando nisso.” Ele desviou o olhar do outro lado da sala para Liz, que pegou seu olhar e sorriu para ele, um quente, eu-sei-o-que-você-está-pensando de sorriso. Ela fez um movimento com a cabeça e levantou. Assim que Ty veio para falar com Mick, Gavin fez seu caminho para cima. Ela estava na cozinha. “Você quer uma cerveja?” Perguntou ela. “Não, estou bem agora.” “Tudo bem. Então, por que você não se junta a mim aqui?“ Ela o puxou para um dos banheiros do andar de baixo e fechou a porta, clicando no bloqueio. “Realmente, Liz? Na casa do meu irmão?“ Ela colocou o braço em volta de seu pescoço e o empurrou contra a parede. ”Eu só quero um beijo. Tem sido uma longa tarde e noite de separação, enquanto você estava saindo com os caras.“ “Você poderia ter me beijado na cozinha.” Ele roçou os lábios nos dela, mas permaneceu, apreciando o sabor de sua boca, a forma como ela se inclinava para ele, pressionando seu corpo contra o dele. “É mais divertido aqui,” ela sussurrou contra seus lábios. Ele colocou a mão em sua bunda e apertou, o pau dele respondendo. ”Você me faz duro.” Ela alcançou entre eles colocando a mão em sua ereção, esfregando para frente e para trás. ”Leve-me aqui. Estou usando um vestido. Vai ser rápido.“ “E se eu não quero rápido? E se eu quiser ir devagar?“ “Nós vamos fazer devagar quando chegarmos em casa. Eu quero você agora.“ Senso de aventura de Liz nunca deixou de obter o seu motor em funcionamento. Ela não tinha vergonha de ter relações sexuais em qualquer lugar, incluindo o banheiro da casa de Mick e de Tara. Além disso, sabia que ela estava ansiosa para fazer um bebê. Eles estavam fazendo isso todos os dias, às vezes mais de uma vez ao dia.

75


Ele teve que admitir, estava a bordo para isso. Ele levantou seu vestido e enfiou a mão dentro da calcinha de seda sexy para encontrá-la molhada e pronta para ele. Com a outra mão, ele estendeu a mão para seus seios, deslizando as mãos sobre os montes cheios e provocando seus mamilos. Sua respiração ficou presa e ela olhou para ele com olhos que brilhando com o calor e desejo. Ele abriu sua calça jeans e virou-a e empurrou-a para a pia, observando seu rosto enquanto ele aninhava atrás dela. Ele chutou as pernas dela, em seguida, empurrou, esfregando seu clitóris enquanto ele a enchia com seu eixo. “Oh, sim,” ela sussurrou. ”Apenas isso.” Ele se inclinou e beijou-a nas costas e pescoço quando empurrou dentro dela, seu pau e bolas apertadas com a necessidade enquanto ele puxava para fora, em seguida, empurrava para dentro mais duro. Ele sentiu sua boceta em torno dele, pulsando enquanto continuava a dar-lhe o que ela pedia. Ele dedilhou seu clitóris, levando-a diretamente até a borda. Ele sentiu o espasmo de seu corpo quando ela atingiu o auge. “Gavin.” Ela encontrou seu olhar no espelho, prazer gravado em seu rosto quando ela veio. Com um rosnado baixo ele derramou dentro dela, suas pernas tremendo quando ele chegou ao clímax. Segurou firme nos quadris, esvaziando e tremendo, até que ele não tinha mais nada. Gavin respirou fundo enquanto lutava para se recuperar a partir dessa experiência alucinante. Não querendo passar mais tempo aqui do que o necessário, retirou-se e fizeram uma limpeza rápida. Ele puxou Liz contra ele, dando-lhe um beijo profundo e apaixonado. “Quando chegarmos em casa, vai ser lento e suave.” Ela sorriu e roçou os lábios contra os dele. ”Eu gostei do rápido e forte.” “Você me deixa louco, você sabe disso?”

76


“Bom. Agora vamos voltar lá antes de Mick e Tara achar que nós temos andado a foder em seu banheiro.“ Ele riu, balançou a cabeça, e seguiu a sua mulher.

77


Capítulo Oito “Eu não posso acreditar que Jenna e Ty vão casar amanhã,” disse Liz. ”Parece um pouco surreal para mim que já chegou.” Gavin virou as chaves do carro e as colocou bolso, em seguida, virou-se para ela. ”Você se lembra de quando nos casamos? O quão rápido o tempo se arrastou para cima de nós?“ Liz lançou-lhe um sorriso sexy. Deus, ele parecia bom hoje à noite vestido com um terno. Na igreja antes, quando tinham ensaiado para o casamento eles ficaram ligados. Andando pelo corredor lembrando de seu casamento, o que não tinha sido há muito tempo. Ela ainda se lembrava de cada momento de forma tão vívida, de como ela se sentiu nervosa andando pelo corredor, e como se tornou calma, logo que tinha visto o rosto de Gavin no final do corredor. Ele estava lindo em seu smoking, tão alto e sexy. Assim como hoje em seu terno. Ela queria rastejar em cima dele no carro, mas suprimiu o desejo, uma vez que eram esperados dentro do restaurante para o jantar. E, além disso, o manobrista estava ali para recolher as chaves de Gavin, então era um pouco inapropriado. “Sim. Foi um turbilhão. Mas ainda me lembro de cada momento disso.“ Ele entortou um sorriso para ela. ”Eu também. Especialmente a nossa noite de núpcias.“ Ela riu e puxou o casaco apertado contra o vento frio. Gavin deu a volta e abriu a porta e eles correram para dentro. Era lindo dentro do Hyatt. Com a ajuda de Tara, Jenna e Ty tinham escolhido um local perfeito não só para a sua recepção de casamento, mas também para o jantar de ensaio. Eles tiraram seus casacos e encontraram o pai de Gavin no momento de entregar seus casacos. “Sua mãe já está dentro com Tara e Mick,” disse Jimmy. “Acho que nós vamos precisar alimentar Jenna com oxigênio,” disse Tara, puxando Liz longe de Gavin. 78


“Oh? Por que isso?“ “Não há razão particular. E toda a razão.“ “Ah.” Liz assentiu. “Nervosismo pré-casamento.” “Exatamente.” Eles acharam Jenna conversando com o gerente do bufê que tinham contratado. ”Esta não é a comida que eu pedi.” Clyde parecia confuso. Ele abriu um fichário. “Minha senhora, se você gostaria de passar por cima dos formulários preenchidos, posso assegurar-lhe que é.” “Não pode ser. Odeio salmão. Quem poderia pedir salmão?“ “Clyde. Vamos passar por cima de algumas coisas,” disse Tara, apontando-o longe de uma quase frenética Jenna, que, em seguida, virou-se para Liz. “A comida não está certa. Olhe para isto.“ Liz piscou quando Jenna espalhou a papelada na frente dela. Liz pegou o menu. ”Jenna. Acalme-se. Tara vai cuidar de tudo. Lembre-se, isso é o que ela faz para ganhar a vida.“ Jenna caiu em uma cadeira. ”Eu não vou conseguir até amanhã. Mick tinha um jogo na quinta-feira, então acabou de voltar em cima da hora. Cole tem um, neste fim de semana. Ty tem pelo menos alguns de dias de folga, assim como seus dois amigos e companheiros de equipe, que são padrinhos. E Gavin está de férias. Você tem alguma ideia do que foi tentar planejar meu casamento em torno dos horários de atletas em três esportes, um que está na baixa temporada, e dois que estão na alta temporada?“ “Na verdade, sim, eu faço.” “Ah, claro que sim. De qualquer forma, a porra de um pesadelo. E o Natal é na próxima semana. O que diabos eu estava pensando em me casar na semana antes do Natal? Ninguém tem tempo para esta merda. Ninguém vai aparecer. Eu só sei isso.“ Sim, Jenna estava no expresso de primeira classe para o centro da cidade. Voo direto, sem escalas. Liz sinalizou para um garçom. ”Traga-me uma dose de tequila. E duplo.“ 79


O garçom assentiu e Jenna levantou a cabeça. ”Oh, não. Eu não estou bebendo hoje à noite. Vou estar calma e racional e não bêbada e louca.“ “Tudo bem.” Liz nivelou um olhar direto para ela. “Eu já estou louca, não é?” “Não, você está estressada e nervosa. É normal. Eu era um vulcão vomitando na noite antes de Gavin e eu nos casarmos.“ Os lábios de Jenna curvaram. ”Eu me lembro disso. De repente você decidiu que o local não poderia ser grande o suficiente para todas as pessoas que foram convidadas, e nós precisávamos movê-lo para outro lugar.“ Liz riu. ”Sim. Então confie em mim, eu era um caso perdido muito maior do que você poderia esperar ser. Isto é apenas o nervosismo pré-casamento que todas as noivas têm. Tara me acalmou no dia anterior a minha, então agora eu vou fazer o mesmo com você e dizer-lhe que o seu casamento vai ser perfeito.“ “Nós deveríamos ter fugido. Ou apenas ter a família no bar Riley.“ “Você não está tendo o seu casamento no Riley. Você não está trabalhando no bar no dia do seu casamento.“ Quando o garçom voltou, Liz entregou a Jenna o copo. “Mas você está indo para tomar a borda fora, tomando uma dose de tequila.” Jenna suspirou. ”Você está certa. Eu preciso disso.“ Jenna tomou num gole, fez uma careta, então soltou um suspiro. “Ufa. Assim está melhor.“ “Bom. Agora vamos nos juntar a família, onde você está indo para ser calma e feliz e curtir a noite antes de seu casamento.“ “Você é tão mandona.” “Eu sei. É por isso que você me ama.“ Elas se juntaram a família na sala privada, que tinha sido criado para eles. Jenna apertou o braço dela. ”Você está certa. Isso está lindo. E não vou nem pensar no amanhã, porque sei que vai ser perfeito.“ “É claro que vai ser perfeito. Tara é responsável pelo planejamento do evento, e você sabe que ela é um gênio.“ 80


“Ouvi o meu nome?” Tara se mexeu entre elas e Jenna a abraçou. “Desculpem a loucura mais cedo,” disse Jenna. “Você tem direito. Nós estivemos lá e sabemos tudo sobre o stress. Mas confie em mim, tudo está exatamente como você queria para amanhã. E para esta noite.“ “Eu sei que está, e eu nem sequer lhe agradeci por ter tempo para organizar tudo.” Tara sorriu. ”É o que eu faço.” “E você faz isso muito bem.” Jenna deu Tara um aperto e Liz suspirou de alívio. Nervosismo acabado. O jantar foi perfeito, assim como Liz sabia que seria. E, em seguida, os discursos começaram. O amigo de Ty, Eddie Wolkowski fez um grande discurso sobre o amor e hóquei, a amizade e as relações que faziam absolutamente nenhum sentido, mas ainda trouxe a todos a seus pés, porque Eddie era apenas aquele tipo de cara que você não podia evitar, apenas adorar. Como dama de honra, Tara falou sobre a amizade entre duas pessoas que estavam lá um para o outro. Ela falou sobre observar Ty e Jenna se apaixonar, e como ela não poderia imaginar duas pessoas que mais perfeitamente combinavam. Foi um belo discurso e desejoulhes boa sorte. Os pais de Ty estavam lá, assim que o pai de Ty, Sean, fez um breve discurso sobre como estava orgulhoso de seu filho e como acolheu Jenna para a família. A mãe de Ty, Louise, também disse que não achava que nunca seria uma mulher boa o suficiente para o seu filho, até que ela conheceu Jenna. E que ela não estava perdendo seu filho, ela estava ganhando a filha que sempre quis e esperava que os dois visitassem Chicago, esperava em breve. Foi doce e emocional e todo mundo aplaudiu. O pai de Jenna foi o último a brindar dizendo que havia sempre espaço para um outro cara na família Riley, e Ty tinha resolvido apenas entrar. Ele disse que não sabia sobre os sonhos de Jenna, mas Ty a conhecia e ele a ajudou a alcançá-los. Então disse que não poderia pensar em alguém que fosse melhor equipado para cuidar de sua filhinha, do que Tyler. Ele desejou que os 81


dois fossem felizes, e disse que sabia que a filha estava indo para viver seu feliz para sempre com Ty. Liz piscou para conter as lágrimas e Gavin apertou a mão dela. “Emocionanete, não é?” Liz assentiu e limpou os cantos dos olhos com o guardanapo. ”Parece ter um monte de emoção onde os casamentos estão em causa. Especialmente este. Estou tão feliz por Ty e Jenna e não posso esperar pelo casamento amanhã.“ “E aqui eu pensei que você fosse tão durona.” Ela riu. ”Sim, bem, não diga a ninguém. Isso pode afetar o meu negócio.“ Depois do jantar, ninguém ficou lá. Eles estariam de volta aqui amanhã à noite para a recepção de qualquer maneira, e amanhã ia ser um grande dia. Liz e Gavin foram para casa. Ela tirou os saltos, pendurou o vestido no armário, e foi para o banheiro para se preparar para a cama. “Estou chocado que você não tentou me seduzir no hotel,” disse Gavin quando ele entrou para escovar os dentes. Ela sorriu enquanto penteava os cabelos. ”Estou guardando isso para amanhã à noite, quando haverá mais pessoas. Todo mundo vai estar relaxado, beber, e não vai prestar atenção em nós. Hoje à noite, no entanto, nós vamos ter que fazer isso na cama como um normal, chato casal.“ Ela saiu do banheiro. Ele a seguiu, desligando a luz. ”É uma pena.” Ela deslizou sob as cobertas. Estava frio hoje à noite, e a neve era esperada para amanhã. “Espero que não neve no casamento de Jenna e Ty. Isso poderia ser uma grande confusão.“ Ele deu de ombros, e foi para debaixo das cobertas, e puxou-a ao lado dele. ”É uma noite de sábado, por isso não deve estar muito ruim o tráfego.” “A menos que nós tenhamos um monte de neve.”

82


Ele a puxou para cima dele, seu corpo já aquecendo o dela. ”Pare de se preocupar com o casamento. Vai ficar tudo bem.“ “Você está tão certo sobre isso.” “Positivo.” Pensamentos sobre o casamento fugiram assim que Gavin colocou as mãos na bunda dela. ”Mmm, eu gosto disso.” “Qual parte? Seus seios lindos esfregando contra meu peito, ou minhas mãos em sua bunda?“ “Sim para ambos.” Ela o beijou, e então ele foi o único sem pensamentos em sua cabeça quando sua língua deslizou sobre a dela, habilmente empurrando qualquer pensamento, exceto o duro pênis entre suas pernas. Ela se levantou e esfregou um mamilo entre os lábios. Ele agarrou o peito e brincou com ele com a língua, fazendo-a ofegar. Sabia o que ela queria, que precisava dele para levar o mamilo e chupar, mas ainda assim, brincava com ela lambendo a aréola e colocando sua língua contra isso. “Gavin.” Ele levantou o olhar para o dela. ”Sim, querida.” “Você sabe o que eu quero.” Ele espalmou seu seio com a mão. ”Não estou pegando o pensamento aqui. Você vai ter que me dizer.“ Tal homem obstinado. ”Chupe meu mamilo em sua boca.” Ele a trouxe para frente e tomou o mamilo em sua boca, puxando-o em profundidade. “Sim, isso é o que eu precisava.” Ela manteve a sua cabeça enquanto ele chupava o broto, achatando-o entre o céu de sua boca e a sua língua. Seus mamilos eram sensíveis e a sensação atirou direto para seu núcleo, fazendo-a inchar com necessidade de seu pênis. Ela puxou o mamilo para fora de sua boca, viu-o olhar para ele. “Eu não terminei com isso.”

83


Ela soltou uma risada baixa. ”Você pode voltar a ele. Entretanto, há algo que quero fazer.“ Ela desceu no peito, parando para lamber e chupar seus mamilos, recompensando quando ele emitiu um gemido. Ela beijou seu caminho até seu abdômen, serpenteando seu corpo sobre o dele, parando para beliscar em seu osso do quadril. “Gosto de onde você está indo,” disse ele, enredando os dedos em seu cabelo enquanto ela aninhava os cabelos na sua barriga. Ela amava o jeito que ele cheirava, tão fresco e limpo, e ainda um cheiro almiscarado que nunca deixava de excitá-la. Seu pênis estava duro e apontando para o estômago. Ela colocou sua mão ao redor da base de seu pênis e acariciou para cima, lento e fácil, em seguida, levantou-se de joelhos para que ela pudesse colocar os lábios em torno da crista. “Elizabeth.” Ao ouvi-lo dizer seu nome completo em um sussurro profundo fez sua pele formigar. Isso falava da necessidade e desejo, a sua voz na borda do controle. Exatamente onde o queria, ela rodou sua língua ao redor da cabeça de seu pênis e abocanhou seu eixo em sua boca. Neste ângulo, com ela acima de seu pênis, ele podia vê-lo desaparecer na sua boca centímetro por centímetro, podia sentir o que via. Sua pressão sobre o cabelo dela apertou e ele arqueou seus quadris, deslizando seu pênis ao longo de sua língua. Ela fechou a boca em torno disso e deu-lhe a pressão, ouvindo-o gemer quando a cabeça atingiu a traseira de sua garganta. Dando a Gavin este prazer fez apertar os mamilos, o clitóris e formigar sua boceta com a necessidade de tê-lo bombeando dentro dela, assim como ele bombeou seu pênis em sua boca. E quando ele puxou e arrastou-a para cima, beijando-a até que ela estava delirando, sabia que ele queria a mesma coisa. Ele mexeu-a de costas e deslizou dentro dela com um impulso forte. Ela gemeu contra os lábios e arqueou para ele, puxando-o mais profundo dentro dela. Ele levantou-se e olhou para ela. ”Amo a sensação quando estou dentro de você, a maneira como sua boceta aperta e me suga para dentro.” 84


A maneira como ele olhou para ela, seus traços tensos com tensão enquanto ele se movia dentro dela, nunca deixou de fazer cada terminação nervosa em seu corpo vir viva. Ela estendeu a mão e levou-lhe a mão em seu rosto, esfregando o polegar ao longo de seu lábio inferior. Ele mordiscou o polegar e ela colocou sua mão ao redor da nuca para atraí-lo para um beijo. Beijá-lo, enquanto fazia amor com ela era como um duplo prazer, sua língua deslizando ao longo dela enquanto impulsionava seu pênis dentro dela, fazendo-a sem sentido enquanto subia mais alto em direção ao auge. E quando ele apertou os quadris contra ela, acariciando seu clitóris uma e outra vez, ela quebrou, gritando e arranhando as unhas para baixo dos braços como ela veio. Gavin deixar ir, então, estremecendo quando chegou ao clímax, elevando seu corpo sobre o dela quando esvaziou dentro dela. Ele caiu em cima dela e apertou beijos na bochecha e pescoço. “Você está me matando, Liz,” disse ele. Ela acariciou as costas e braços, alisando os pontos onde ela cravou as unhas nele. ”Eu espero que não. Preciso de você pelo menos mais alguns anos.“ Ele riu e rolou para o lado, puxando-a contra ele. ”Todo esse sexo. Eu não tenho certeza se estou pronto para isso.“ “Oh, você está pronto para isso. Conheço o seu nível de resistência.“ “Que bom que você me alimenta com vitaminas.” Ela se aconchegou mais perto. ”Coisa boa, não é?”

85


Capítulo Nove O céu estava cinza e ameaçador no dia do casamento de Jenna e Ty durante o dia inteiro, a ameaça de neve pendurava pesada no ar. Liz estava certa de que a qualquer momento ia ver flocos grossos descendo do céu. Mas até agora não tinham aparecido. Liz estava indo para manter os dedos cruzados. Quando chegaram à igreja, tudo o que podia ver eram nuvens. Já era ruim o suficiente que estava morrendo de frio neste vestido sem mangas. Esperava que o calor na igreja estivesse funcionando bem. “Vejo você na frente da igreja,” disse Gavin quando ele a beijou dando adeus. “Assim como da última vez.” Ela sorriu para ele, bateu no peito, e eles caminharam em direções opostas. Ela fez seu caminho para a suíte nupcial, onde a mãe de Jenna e Tara estavam amarrando a parte de trás do vestido de Jenna. Jenna estava deslumbrante em um vestido creme de tafetá com uma cintura que caia em camadas de seus quadris para o chão. Um arco estava em seu quadril direito. Era suave e elegante e suas tatuagens faziam parecer bonito. Liz estava na porta e levou um momento para observar Jenna olhar para si mesma no espelho. O olhar de espanto no rosto de Jenna foi inestimável. “Você está linda, Jenna,” disse Liz, enquanto entrava no quarto. Jenna deu um sorriso sereno. ”É meio difícil de acreditar que isso está acontecendo. Eu, em um vestido de casamento. Quem diria que esse dia iria vir?“ “Eu,” a mãe de Jenna disse, com lágrimas nos olhos. “E eu,” disse Tara, enxugando os olhos com um lenço de papel. “Não chore, mãe. Tive que sentar em uma cadeira, esta tarde por horas tendo minha maquiagem feita. Não quero fazer isso de novo.“ 86


“Todas vocês podem parar com a choradeira. Todas nós tivemos que sentar horas com a maquiagem,” disse Alicia. “Nunca as meninas do sul choram,” Savannah acrescentou, fungando. “Todas nós estamos lindas,” disse Liz, alisando seu vestido. ”E ninguém está autorizado a chorar. Exceto, talvez, Jenna e sua mãe, mas não até a cerimônia.“ “Vocês todas parecem tão bonitas,” disse a mãe de Ty. ”E, especialmente você, Jenna. Meu filho é um homem de muita sorte.“ Jenna estendeu a mão para apertar a mão de Louise. ”Obrigado, mãe.” “Nós deveríamos estar começando em breve.” Savannah pegou seu telefone fora de sua bolsa. “Tudo o que precisamos agora são as flores.” “Elas estão aqui,” disse Tara, verificando seu telefone. ”Preciso pedir ao florista para trazê-las aqui. Estarei de volta.“ Tara correu para pegar o florista, que veio carregando as mais belas flores que Liz já tinha visto até de seu próprio casamento, é claro. Rosas cremes e lírios roxos destacavam o buquê de Jenna e foram um complemento perfeito para o vestido, e uma vez que as madrinhas usavam vestidos roxos, tinham buquês creme. Houve uma batida na porta. Tara respondeu, em seguida, virou-se para elas. “Cinco minutos. Devemos nos ajeitar.“ Jenna colocou a mão em seu estômago. ”Eu nunca estive tão nervosa sobre qualquer coisa em toda a minha vida. Mesmo cantando pela primeira vez não fez meu estômago vibrar tanto.“ Sua mãe veio para o lado de Jenna e colocou o braço em volta dela. ”Você ama Tyler. Este é o seu momento. Seja feliz e relaxe.“ Jenna assentiu. ”Você está certa. Estou feliz. E animada.“ Todas pararam no foyer. O pai de Jenna estava lá com um sorriso enorme no rosto. “Você está linda, menina.” Jenna piscou as lágrimas novamente. ”Obrigado, pai. Você parece muito bonito mesmo.“ 87


“Tem certeza que você quer fazer uma corrida para ele? Tenho tudo pronto lá fora. Podemos correr para fora da porta da frente e na limusine. Há um jogo. Podemos pegá-lo no Riley.“ Jenna riu. ”Por mais tentador que pareça agora, acho que estou bem aqui, pai. Mas obrigado pela oferta.“ Ele pegou a mão dela e colocou-a na dobra do seu braço. ”Ok, então. Vamos fazer isso.“ Liz poderia ter beijado Jimmy para esse pequeno gesto de leveza. Era só o que Jenna precisava — relaxar. Todos alinharam em suas posições. Gavin voltou entrou e entrou com sua mãe até o altar, em seguida, a mãe de Ty foi escoltada para o seu lugar. E quando a música começou a tocar, Liz foi atacada com tonturas e náuseas e teve que se encostar em Savannah. “O que há de errado?” Savannah perguntou, agarrando seu braço. Ela respirou fundo, e então deixou sair. ”Vestido apertado. Sem ar. E, provavelmente, muitas flores.“ “Respire fundo,” disse Alicia. “Fazendo isso.” “Posso pedir-lhes para esperar,” disse Alicia, com um olhar preocupado no rosto. Liz acenou. ”Não, estou bem. Vamos fazer essa coisa se mover.“ As damas de honra moveram pelo corredor e Liz tentou acabar com a vertigem, segurando as flores tão longe de seu rosto quanto podia. A última coisa que precisava era estragar o casamento de Jenna. Quando foi a vez de Liz, ela respirou normalmente como pôde, sorriu, e concentrou-se no rosto de Gavin. Ele sorriu para ela, e ela fez todo o caminho até o altar, embora sentisse gotas de suor rolando pelas costas. Grande. Simplesmente ótimo. Era provavelmente uma gripe ou algo assim. Fale sobre a má sorte. Mas se concentrou em Jenna vindo pelo corredor com o pai de Gavin, e como ela estava bonita. 88


Ela passou por isso. E ia ficar bem. Nada iria estragar o dia do casamento de Ty e Jenna.

***** Gavin não podia acreditar que era sua irmã vindo pelo corredor olhando tão bonita, tão crescida. Sua garganta encheu de emoção enquanto observava seu pai a entregando para Tyler, ouviu os dois fazendo votos para vigiar um ao outro, para cuidar um do outro nos momentos difíceis e nos bons tempos, e prometem se amar para sempre. Ele não era um tipo emocional, não era o tipo de se engasgar sobre as coisas, mas esta era a sua irmã, a que tinha brincado impiedosamente quando eles eram crianças. Ele puxava seu cabelo e ria quando ela corria para a mamãe sobre isso. Mas ele também a tinha pegado e levado para dentro de casa quando tinha caído do balanço e quebrado o braço. Ela poderia ter sido sua para provocar, mas também tinha sido a sua responsabilidade para cuidar. Agora não era a sua responsabilidade mais. Era de Tyler. Ela era adulta e estava se casando. Ele teve de passar a tocha para outro homem que iria cuidar dela quando ela estivesse ferida, que ia acalmar seus medos e provocá-la e rir com ela. Ele percebeu que tinha lágrimas em seus olhos. Rapidamente as secou, em seguida, olhou para Mick, cujos olhos também se encheram de lágrimas. Mick deu um sorriso torto e acenou para ele, e sabia que Mick sentia as mesmas coisas que ele fazia. Tudo bem, talvez Jenna estava se casando hoje, e ele sabia que Ty era um grande cara e sempre cuidaria dela, mas ele e Mick estariam sempre lá para ela, não importando o quê. Porque eles eram Rileys. E nada poderia separá-los. “Eu vos declaro marido e mulher. Você pode beijar sua noiva.“ Quando Jenna e Ty se beijaram, a igreja explodiu em aplausos, e a música começou a tocar quando desciam do altar.

89


Gavin reuniu-se com Liz, que parecia um pouco pálida, mas sorriu quando passou o braço no dele. Eles fizeram a sua parte para o fotógrafo, mas quando chegaram ao fundo da igreja, ele se virou para ela. “Você está bem?” Ela inclinou a cabeça para o lado. ”Estou bem. Por quê?“ “Você está pálida.” “Huh. Talvez eu precise corar. E aqui eu que passei a tarde toda tendo a minha maquiagem feita. Eu deveria pedir um reembolso.“ Ele riu. ”Sério, você está bem?” “Meu vestido está um pouco apertado e acho que eles aumentaram a temperatura um pouco demais na igreja. Estava quente lá dentro?“ “Não que eu notei. Por quê? Você estava tendo ondas de calor?“ “Mais ou menos.” “Difícil de acreditar considerando o quão pouco você está vestida.” Ela bateu em seu braço. ”Estou usando bastante.” Eles foram separados em seguida para cumprimentar os convidados na saída. Então tiraram mais fotos na igreja. Gavin manteve seu olho em Liz, no entanto, que sorriu e parecia bem, mas ainda parecia pálida. Havia uma gripe de inverno por aí, e a última coisa que ela precisava agora era de ficar doente. Eles tinham que hospedar a família para as festividades na próxima semana, e ele sabia que ela estava estressada com isso, além de toda a coisa de ficar grávida. Ela tinha muito em sua mente ultimamente, e ele não estava ajudando na tentativa de relaxá-la. Ele teria que trabalhar nisso. Depois das fotos, eles se dirigiram ao centro para o Hyatt para a recepção. Desde que tinham verificado no hotel no início da tarde, o seu carro estava estacionado lá e todos eles tomaram lugar na limusine para o hotel. Ty e Jenna ainda tinham fotos com todos os pais, então eles viriam em sua limusine. Nesse meio tempo, os compromimentos foram concluídos, por isso eles estavam indo até a recepção. 90


“Fico feliz de ter feito todas aquelas fotos. Era como estar em um jogo. Apenas com menos entrevistas.“ Cole abriu uma garrafa de champanhe. “Não foi tão ruim assim,” disse Savannah. “Isso é porque você é linda e deve ter sua foto tirada a cada dia.” Cole beijou a bochecha dela e entregou-lhe uma taça. Ele começou a derramar champanhe nas taças e entregar ao redor da limusine. Mick entregou a Liz uma taça, mas ela passou para Gavin. “Não está bebendo?” Perguntou ele. “Estou me resguardando. Vai ser uma longa noite.“ “E ela não quer acabar nua dançando em cima de uma mesa, muito cedo,” disse Gavin. Mick riu. ”Vou manter a minha câmera do telefone pronta para isso.” Tara cutucou. ”Você não vai. E ninguém vai ficar nua dançando em cima de uma mesa.“ “Você tem certeza disso?” Perguntou Savannah. “Você não pode verificar todos na lista de convidados.” Tara suspirou. ”Então é verdade. Vamos torcer para que ninguém dance nas mesas, hoje à noite.“ “Você não é divertida,” disse Mick. “Meu par é uma stripper,” disse o amigo de Ty, Victor. ”Ela podia dançar nua em mesas.” Todos olharam para ele. Victor riu. “Apenas brincando. Ela é professora de jardim de infância.“ “Estou dizendo a Felicia que você a chamou de stripper,” disse Eddie. “Você faz isso e vou enfiar o taco de hóquei na sua bunda. Além disso, vou contar ao seu par que você está vendo outra garçonete.“ Victor e Eddie olharam um para o outro. Gavin bufou. ”Eu realmente gosto desses caras.” Ia ser uma noite interessante. 91


O Hyatt estava maravilhosamente decorado. A iluminação tinha sido configurada perfeitamente, as mesas estavam elegantes, e a vista do Arch de St. Louis12 era impressionante. “Jenna vai adorar isso,” disse Liz para Tara. ”Você fez um trabalho maravilhoso em organizar tudo.” Tara sorriu. ”Obrigado. Espero que ela esteja feliz com isso.“ Eles encontraram seus lugares na mesa principal e tomaram seus assentos. Liz estava feliz em sentar-se. Soltou um suspiro e tentou sufocar o mal-estar que ainda não tinha ido embora. “Você gostaria de algo para beber?” Perguntou Gavin. Seu salvador. ”Que tal um club soda?” Ele franziu o cenho. ”Ainda não se sentindo bem?” “Há uma gripe que está acontecendo ao redor. Estou esperando como o inferno que eu não o peguei. Isso não poderia ser um pior momento.“ Ele esfregou as costas. ”Vou pegar esse club soda para você.” Ela não iria estragar o dia do casamento de Jenna por estar doente. Felizmente, a parte dela estava terminada — as fotos e vídeo — mas ela não queria perder o dia especial de Ty e Jenna. Gavin trouxe seu club soda e ela tomou um gole. ”Obrigado. Isso vai ajudar.“ “Se você não se sentir bem posso levá-la até um quarto.” Ela colocou a mão sobre a dele. ”Acho que eu vou passar por isso, mas obrigado. Tenho certeza que a emoção da noite vai superar minha dor de estômago. Além disso, você tem que dançar comigo.“ “Eu posso lidar com isso.”

12

Arco de St. Louis. 92


A multidões estava se acomodando, e os fotógrafos tinham chegado. Isso significava que Ty e Jenna não estavam muito atrás deles. Quando ela viu seus pais chegarem e tomarem seus lugares, ela se levantou, agarrando a mão de Gavin. Logo o DJ anunciou a chegada de Sr. e Sra. Tyler Anderson. Um nó se formou na garganta de Liz com o pensamento de que os dois se casaram, e ela piscou para conter as lágrimas quando entraram no salão sob aplausos dos convidados. Eles faziam um casal tão bonito. Liz não poderia estar mais feliz por sua amiga. E, quando Jenna e Ty fizeram sua primeira dança, Gavin passou o braço em volta da cintura enquanto assistia Jenna e Ty dançar uma bela canção de amor. Apenas vê-los olhar um para o outro, era óbvio que eles estavam muito apaixonados. Liz inclinou a cabeça para trás e sorriu para Gavin. ”Eu te amo.” “Eu também te amo.” Seu coração inchou e ela se sentiu como a mulher mais sortuda do mundo hoje. Mesmo que não era o seu dia do casamento, ela sentiu reafirmar seu amor por Gavin. Gavin agarrou-lhe a mão quando perguntou se queria dançar a próxima música. Agora, ela estava cercada pela família e amigos, e nem percebeu o fotógrafo pairando perto, porque só tinha olhos para o marido. Seus dedos viajaram pelas costas. ”Você está linda esta noite.” “Você também. Tenho uma queda por um homem em um smoking.“ “Só um homem?” “Oh, com certeza. Qualquer homem aleatório em um smoking me chama a atenção. Você sabe como fácil eu sou.“ Ele puxou-a para perto e sussurrou em seu ouvido. ”Eu deveria bater em você por isso.” Ela riu. ”Promesas, promesas.” Depois da dança, todos se sentaram e tiveram o jantar, que deu a Liz uma pausa, mas desde que sua tontura e náusea parecia ter desaparecido, ela decidiu ir em frente e comer.

93


Gavin olhou para seu prato, em seguida, de volta para ela. ”Tem certeza que está pronta para isso?” “Definitivamente. Eu realmente acho que foi a quentura na igreja, mais este vestido justíssimo. Adicione os dois juntos, além de todo o estresse com o casamento e o Natal na próxima semana, e é isso que tenho. Estou me sentindo muito melhor agora.“ Ele se inclinou e beijou sua bochecha. ”Bom. Eu odiava a ideia de você ficar doente.“ Ela estava feliz com isso, também. Começou a comer sua refeição, tendo cada mordida lentamente, avaliando a reação de seu corpo. “Você certamente saboreia cada mordida,” Tara notou após Gavin sair para ir buscar uma cerveja. Liz sorriu. ”É uma fantástica comida.” “Acho que sim, também.” “Ok, então o que você acha até agora?” Jenna puxou uma das cadeiras vazias. Liz apertou a mão dela. ”Primeiro você me fez chorar durante a sua cerimônia de hoje, sua cadela. Em segundo lugar, você era uma noiva linda. E em terceiro lugar, este alimento está de morrer.“ “Tudo o que Liz disse,” Tara acrescentou com um aceno de cabeça. Jenna sorriu. ”Obrigado. Você viu meu lábio trêmulo quando eu estava dizendo os meus votos para Ty? Oh, meu Deus, pensei que ia perdê-lo totalmente e acabando chorando.“ “Eu poderia ter percebido isso,” disse Tara. “Por que acha que eu acabei chorando? Não acho que chorei tanto durante meu próprio casamento.“ “Ahhh, Liz, você está se tornando tão piegas e sentimental,” Jenna brincou. “Foda-se. Eu não sou. Eu sou uma cadela insensível.“ Tara afagou-lhe as costas. ”Claro que você é.” Ela olhou para elas. ”Eu te odeio tanto agora.” “Não é nenhum pecado para ser um marshmallow, você sabe. Especialmente em torno de pessoas que você ama.“ 94


Liz lançou um olhar para Tara. ”Tudo bem. Mas, na minha vida profissional, eu vou continuar a ser fria, calculista e cruel.“ “Claro que você vai,” disse Jenna com um aceno de cabeça firme. ”Não esperariamos nada menos de você.” “Agora que o casamento acabou, sei que você e Ty estão ansiosos para a lua de mel. Pena que tem que esperar até depois da temporada de hóquei acabar,” disse Tara. Jenna deu de ombros. ”Nós sabíamos quando estabelecemos a data que a época de hóquei estaria em pleno andamento. Estamos bem com a espera. E assim podemos desfrutar de duas semanas em Tahiti após a temporada de hoquei acabar.“ “Você vai amar lá,” disse Liz. ”E uma lua de mel vale a pena esperar.” Jenna sorriu. ”Eu acho que sim.” Tara agarrou o braço de Liz. ”Basta olhar para isso.” Liz seguiu o olhar de Tara para a pista de dança, onde Nathan e Sonja estavam dançando. Eles estavam lindos juntos, com Nathan parecendo demasiado crescido em seu terno e Sonja absolutamente linda em um vestido de cocktail cor de cobre parecendo quente. E eles só tinham olhos um para o outro. “Awww, o jovem amor. É tão adorável,” disse Jenna. Tara lhe lançou um olhar. ”Você acha que eles estão no amor?” “Acho que eles estão quentes um para o outro. Um olhar para eles e você pode ver isso.“ Tara mordeu o lábio inferior. ”Por um lado, estou feliz por ele. Eu gosto de Sonja. Ela é inteligente e sensata e acho que vai mantê-lo na ponta dos pés.“ “Por outro lado, você não quer que ele se machuque. Ou perca o foco,” disse Liz. Tara assentiu. “Você percebe que você não pode protegê-lo contra tudo.” Jenna segurou a mão de Tara. “Ele vai crescer. Ele vai se machucar.“ “Eu sei. Não sou uma daquelas mães pegajosas que quer segurar seus bebês para sempre. Ele tem que chegar lá e fazer seu próprio caminho no mundo.“ 95


“Essa é uma boa perspectiva,” disse Jenna. ”Mas, ainda assim, você quer o que é melhor para ele.” “Eles ficam bem juntos, não é?” Perguntou Liz. “E talvez ela é, o que é melhor para ele no momento. Ela parece ter todas as prioridades certas.“ “Espero que sim.” Tara assistiu seu filho na pista de dança. Liz virou-se para Tara. ”Eu tive uma conversa agradável com Sonja em sua casa. Pareceu-me que ela tinha a cabeça no lugar. Acho que ela realmente gosta de Nathan, mas está colocando a escola em primeiro lugar.“ Tara respirou fundo. ”Isso é o que Nathan me disse. Mas você sabe como esses hormônios são.“ “Eles não vão estragar tudo, Tara. Eu sei que eles não vão.“ Tara acenou para Liz. ”Espero que você esteja certa sobre isso. E, no final, ele é um adulto agora. Ele tem que fazer suas escolhas — e viver com elas, certo?“ Liz riu. ”Então é verdade. Assim como todos nós fizemos quando estávamos naquela idade.“ “Senhor, não me lembre,” disse Tara. ”Esperamos que ele ouça Mick e a mim, e ele não vá repetir os nossos erros.” “Ele está bem, Tara. Ele é incrível, na verdade. Agora o deixe chegar lá e se tornar o adulto incrível que você sabe que vai se tornar,” disse Jenna com um grande sorriso. Os olhos de Tara encheram de lágrimas. ”O que eu faria sem vocês duas?” “Você estaria perdida, mulher,” disse Liz. ”Totalmente perdida.” Tara riu, em seguida, abraçou-as. A noite passou em um turbilhão de fotos e dança e um monte de gente. Pelo menos a náusea de Liz tinha ido embora, aparentemente para sempre. Ela dançou com o sogro e seus cunhados, bem como vários dos companheiros da equipe de Ty. Seus pés estavam doloridos, ela estava cansada e suando, e oh, meu Deus, se ela não saisse deste vestido em breve, estaria certa de que ia comprimir alguns órgãos internos. Ela se dirigiu até a mesa apenas para tomar um fôlego e saborear seu copo de água. 96


Este vestido maldito tinha servido apenas duas semanas atrás, durante a prova final. Ela tinha que reduzir a comida e talvez ter um pouco mais de exercício. Festas no mínimo. E jantares na casa de sua sogra. Ela estava gostando de se aprofundar nas massas um pouco demais ultimamente, e agora estava pagando o preço. Queria sentar e tirar os sapatos debaixo da mesa, e talvez apenas fechar os olhos por um segundo. Ela perguntou onde Gavin estava, mas não conseguia encontrá-lo através do mar de corpos na pista de dança. Ele estava, provavelmente, em algum lugar com os homens, sem dúvida, falando de esportes. Eles não tinham tido sexo hoje. Eles precisavam ter relações sexuais. Se tivessem alguma chance de fazer um bebê, era importante manter a rotina sexual diária. E sim, ela estava bem consciente de que não ovulou nos trinta dias fora do mês, mas seu ciclo era uma bagunça ultimamente, e o melhor momento para ter sexo era... o tempo todo. Ela sorriu com o pensamento. Nada de errado com a prática, havia? Eles certamente tinham feito muito isso, e não tinha reclamações. Ela sabia que Gavin também não. Apenas o pensamento de tocá-lo, beijá-lo, teve seus seios inchando contra oh-meuDeus-este-vestido no demasiado apertado corpete. Agora tudo o que ela tinha a fazer era encontrar Gavin, e fazer uma sugestão sutil...

***** Gavin estava reunido com os caras no bar, tomando uma outra cerveja e ouvindo Cole e Mick falar sobre os jogos de amanhã. Ele estava preso no meio deles se queixando que os atacantes não cobriam suas partes e negociações de contratos futuros. Mas seu olhar estava na sua esposa, que se inclinou contra a mesa e tomou um gole de água enquanto observava a pista de dança.

97


Liz parecia cansada. Ele deveria levá-la lá embora. Sabia que ela ia objetar, que estava determinada a ficar até que cada convidado tivesse deixado o salão de baile. Embora ele não sabia por quê. Esta festa poderia continuar por um tempo. Ele empurrou para fora do bar e foi em direção a ela, contornando a pista de dança e vindo ao redor da parte de trás das mesas. Ela não o tinha visto, mas estava olhando para ele, esticando o pescoço dela quando levantou-se na ponta dos pés para fazer a varredura do salão, o que lhe deu uma grande visão de suas pernas fantásticas. Ela o viu quando ele veio à sua esquerda e lhe deu um meio sorriso. “Aí está você. Você estava no bar?“ Ele colocou a cerveja em cima da mesa e puxou-a para perto. ”Eu estava. Ouvindo Mick e Cole falar de futebol.“ Ela descansou a mão em seu peito. “Como... isso é fascinante.“ “Você não pode imaginar. Como você está se sentindo?“ “Perfeita. E você?“ “Agitado. Quer dançar?“ Ela balançou a cabeça. ”Estava realmente pensando que poderíamos ir a algum lugar,” ela olhou em volta, “ia dizer privado, mas não acho que há qualquer lugar isolado neste salão.” “Não parece que há. Pegue sua bolsa e venha comigo.“ Ele pegou sua mão e levou-a para fora do salão, em direção aos elevadores. Subiram ao seu piso. “É um pouco cedo para sair para a noite.” Ele deu-lhe um sorriso. ”Apenas uma pequena pausa.” Ele inseriu a chave e abriu a porta para sua suíte. Liz colocou a bolsa em cima da mesa, foi até o sofá, e se sentou. Gavin foi para o bar e tirou uma garrafa de água com gás. “Você leu minha mente.” Ele abriu a garrafa e serviu em um copo que estava cheio de gelo e trouxe até ela, ajoelhando-se na frente dela quando lhe entregou o copo. “Isso parece promissor,” disse ela enquanto aceitava o copo e tomava um gole.

98


Gavin ergueu o pé e tirou os sapatos. ”Mais uma vez, eu não sei por que você se tortura por usar estes saltos.” Liz resistiu ao impulso de gemer. Era tão bom ter essas coisas. “Isso fazia parte do uniforme. Todas as mulheres os usavam hoje.“ “Você os usa todos os dias.” “E você gosta das minhas pernas quando eu faço.” Ele colocou os sapatos de lado e começou a massagear os seus pés. Desta vez, ela gemeu. “Eu gostaria de suas pernas mesmo que andasse em pantufas de coelhinho.” Ela riu. ”Você faria isso. Mas não há uma chance no inferno que pantufas de coelho estão em meu futuro. Ou no meu armário de sapatos.“ “Algum dia você vai estar enorme e grávida e, em seguida, o que você vai fazer? Vai tombar nessas coisas.“ Ele acenou com a cabeça para os saltos altos. Ela não podia deixar de colocar a mão em seu estômago e fazer um desejo muito sinceramente que esse dia chegasse. ”Eu vou usar sandálias muito elegantes. Mas não pantufas de coelho.“ Gavin levantou a perna para cima e deu um beijo em seu tornozelo. ”Este pé ficaria bonito em pantufas.” “Só se eles são sensuais aqueles com gatinhos em saltos.” “Você, minha muito deliciosa esposa, tem um fetiche.” “Assim como você, meu marido obcecado por perna.” Ele alisou a mão sobre suas panturrilhas. ”Você acha?” “Eu sei que sim.” “Tenho um fetiche por você e seu corpo sexy.” Ele alisou a mão sobre seu vestido, arrastando-o para cima e sobre as coxas. “E tenho uma obsessão sobre o seu perfume.” Quando ele beijou sua coxa, ela engasgou, incapaz de evitar os sons que escaparam de sua garganta quando ele puxou sua calcinha por suas pernas. Seu vestido estava oh tão

99


apertado que ela mal conseguia respirar, então os beijos suaves, a lingua de Gavin ao longo de sua coxa interna a tornando mais difícil para tomar um fôlego. Mas ela faria qualquer sacrifício, se ele só movesse a sua língua mais perto. E quando ele deslizou seu bumbum à beira do sofá e colocou a boca em seu clitóris, ela soltou um gemido de satisfação doce. “Oh, Gavin, sim. Bem ali.“ Ele ainda estava totalmente vestido, e ele parecia tão incrivelmente sexy em seu smoking com a cabeça enterrada entre suas pernas, sua boca fazendo coisas deliciosas para sua boceta. Ela agarrou a borda do sofá e arqueou, dando-lhe acesso, espalhando mais as pernas para que ele pudesse deslizar a língua ao longo de suas dobras. Ele capturou o botão entre os lábios e sugou, e ela estava perdida, quebrando em um clímax selvagem que a deixou tremendo. Então, ele estava acima dela, beijando-a com um beijo profundo. Puxou-a e levou-a para o quarto, a mão sobre o zíper de seu vestido quando fizeram o seu caminho na escuridão do quarto. Eles não precisavam de luzes, apenas o toque de suas mãos um sobre o outro quando Gavin puxou o zíper. Ela deu um suspiro de alívio quando tirou seu vestido apertado e colocou-o na cadeira. Ela virou-se e desfez o nó da gravata, enquanto ele tirou o casaco e estava trabalhando nas abotoaduras. “Muitas peças este smoking,” ela sussurrou, seu corpo vibrando em antecipação de seu toque. Uma vez que os seus botões foram desfeitos, ela estendeu as mãos sobre a extensão quente do peito. “Eu gosto de você me tocando,” disse ele, indo para soltar o sutiã e removê-lo. Ela resistiu ao impulso de gemer de alívio quando seus seios derramaram. Estar nua se sentiu maravilhoso depois de se sentir tão restrita durante todo o dia. Ela se mexeu para Gavin e esfregou seus seios sobre o peito. “Estou tentando tirar minhas calças aqui, e você está me distraindo,” ele resmungou. 100


Ela riu. ”Bom então se apresse.” Ele abriu o zíper e baixou as calças e depois a ergueu em seus braços. ”Você é impaciente.” “Só um pouco.” Ele a levou para a cama e puxou as cobertas, depositando-a no meio da cama, antes de vir para baixo ao lado dela. ”É mesmo?” Ela rolou para enfrentá-lo. ”Sim. Tive vontade de ficar sozinha com você a noite toda.“ Ele emoldurou o rosto com as mãos. ”Agora que estamos sozinhos. Eu sou todo seu.“ Ela estendeu a mão e agarrou seu pênis na mão, acariciando-o. ”Todo você, hein?” Ela levantou a perna sobre seu quadril e colocou a ponta do seu pênis na entrada de sua bocera. Ele empurrou e entrou nela, mas não totalmente. “Gavin,” alertou. Ele presenteou-a com aquele sorriso diabólico perversamente dele que nunca deixou de a fazer estremecer. “Algo que você quer?” “Sim. Seu pênis.“ “Adoro quando você é exigente. Pegue-o.“ Ela avançou e deslizou sobre seu pênis. Gavin agarrou seu quadril e apertou enquanto ela se movia contra ele, mas depois que ele assumiu, empurrando bem devagar, torturando-a com os movimentos que nunca deixou de fazê-la molhada, para fazê-la apertar a boceta ao redor de seu pênis. “Oh, querida... o que você faz comigo,” disse ele, empurrando novamente, mesmo quando puxou seu cabelo longe de seu rosto para que pudesse beijá-la. Liz se perdeu no beijo de Gavin, na forma como ele se moveu dentro dela, seu corpo contra o dela moendo e levando-a diretamente a borda. E quando ele rolou de costas, aprofundando a pressão, ela enrolou as pernas apertadas ao redor dele para mantê-lo onde precisava dele.

101


“Sim, há,” ela sussurrou, acariciando as mãos sobre seus ombros, apertando em seus braços quando sentiu seu orgasmo se aproximar. “É isso aí, querida,” disse ele, aprofundando e acelerando seus golpes. Ele a conhecia tão bem, conhecia seu corpo, bem como ela fazia, e reconheceu quando apertou em torno dele que ela estava perto da borda. Sabia exatamente o que fazer para fazê-la cair. Ele abrandou, e rolou contra ela, balançando seu corpo contra o seu clitóris. “Oh, sim, eu vou.” Ela arqueou contra ele e quebrou. Gavin enfiou a mão sob a bunda dela, agarrando-a com força, quando ondas de seu clímax a eletrificou. E quando ele estremeceu contra ela e gemeu, isso só serviu para prolongar o seu próprio orgasmo. Quando conseguiram respirar novamente, ela percebeu que eles estavam grudados. “Eu estou uma bagunça,” disse ela, deslizando os dedos sobre suas costas. ”Eu preciso de um banho antes de voltar para baixo.” Ele virou-se e puxou-a ao lado dele. ”Ou... podemos ficar aqui.“ Ela ponderou em pensamento. ”Você não acha que estaríamos fugindo?” “Acho que eles vão se virar muito bem sem nós.” Era um pensamento tentador. Ela estava exausta, e a ideia de voltar para aquele vestido apertado a fez querer chorar. “Talvez possamos apenas descansar aqui por alguns minutos. Então vamos nos limpar e voltar lá em baixo.“ “Claro, querida. Tudo o que você quiser fazer.“ Ela não demorou nem cinco minutos antes de ficar inconsciente.

102


Capítulo Dez Gavin respirou fundo e contou até dez. Mais uma vez. Era véspera de Natal, e amanhã, eles teriam toda a família aqui. O que significava que nos últimos dias sua esposa tinha estado perdendo sua mente maldita. Ele não via o grande negócio. O pessoal da limpeza tinha estado aqui ontem, assim que a casa estava ótima. Eles tinham toda a comida e bebida que poderiam precisar, porque Gavin tinha ido ao supermercado, pelo menos, vinte e cinco vezes nos últimos quatro dias. Ok, isso poderia ser um exagero, mas parecia que cada vez que Liz o via, entregava-lhe uma lista de supermercado. Tinha começado a se esconder dela. Como agora. Ele estava atualmente no quarto de TV no porão tentando assistir aos esportes, e encolheu-se quando ouviu os saltos descendo as escadas de madeira. “Gavin? Você está aqui?“ Por um segundo, ele realmente pensou em dizer nada. Talvez ela achasse que ele saiu de casa. Mas ela eventualmente descobriria isso quando visse o caminhão na garagem. “Sim, querida. Estou aqui.“ “Ah, bom. Preciso que você vá até o supermercado para mim.“ Merda. Ele empurrou a cadeira e levantou-se, em seguida, deu a volta para as escadas para vê-la em pé lá. “Sério? Nós já possuimos tudo o que o supermercado tem. O que você poderia precisar agora?“ Jogando-lhe um olhar, ela acenou com a lista. ”Você simplesmente não tem ideia das coisas que eu ainda preciso. Você se importa?“ Se ele falasse que sim, sabia que estaria indo para um inferno de um Natal ruim. ”Claro. Sem problemas. Apenas deixe-me pegar meu casaco e as chaves.“ “Ótimo. Obrigado.“ 103


Ele subiu as escadas, pegando a lista dela em seu caminho. Quando chegou ao seu caminhão, ele olhou para a lista e amaldiçoou mentalmente. Queijo Gruyère? Que diabos era isso? Cranberries frescos. Ele tinha certeza que tinha acabado de comprar aqueles ontem. Na verdade, ele tinha certeza que tinha. Deveria ir para dentro e verificar novamente. Ele saiu e foi para dentro, e encontrou Liz na cozinha. “Acabei de comprar cranberries ontem.” Ela lhe deu um olhar como se ele fosse bobo. ”Sim?” “Então... Você precisa de mais?“ “Obviamente.” “E o que diabos é o queijo Gruyère?” “Basta ir às delicatessen. Melinda está trabalhando hoje. Ela vai ajudá-lo.“ “Tudo bem.” “Oh. E pare na loja de bebidas e obtenha mais uma garrafa de Merlot australiano que Savannah e Cole tantas amam.“ “Nós já temos duas garrafas disso.” Mais uma vez, ela lhe lançou um daqueles olhares. ”E o seu ponto?” Conte até dez. Conte até dez. “Tudo bem. Vou pegar mais uma garrafa.“ Ele precisava sair de casa e longe de Liz antes que um deles totalmenteficasse louco. E pelo que parecia ela estava dando a ele e sua pressão arterial, neste momento ele não tinha certeza de quem deles ia explodir primeiro. Ele tinha certeza de que sua mãe não tinha tanto trabalho quando teve o Natal. Ou talvez ela fez e ele não estava ciente disso. Ele pegou o telefone e discou. Sua mãe atendeu no segundo toque. “Oi, Gavin.” “Oi, mãe. Como está indo?“ “Estou indo muito bem. Estou fazendo uma torta de creme de coco. E como vão as coisas por ai?“ 104


“Elizabeth está perdendo sua mente.” “Realmente. O que está acontecendo?“ Encheu-a com a loucura de Liz, nos últimos dias, incluindo sua atual viagem ao supermercado para comprar um pouco de queijo louco e as viagens repetidas para comprar coisas que ele já tinha comprado. “Seja paciente com ela, Gavin. Esta é a sua primeira vez com a família e ela quer que tudo seja perfeito.“ “Não me lembro de você estar estressada por ter a família todos esses anos.” “Bem, não depois de fazê-lo por trinta e tantos anos. Mas a primeira vez que tive de fazer o Natal para seu pai e sua família? Vomitei na noite anterior. O seu pobre pai teve que me dar uísque no dia de Natal só para me acalmar.“ Ele não podia imaginar, pois sua mãe nunca tinha medo de nada. ”Você não fez.” “Eu fiz. Imagino o que está incomodando Liz é apenas nervosismo. Ela quer satisfazer os gostos de todos, e, infelizmente, isso é impossível de fazer. Vou terminar esta torta e depois aparecer e ver se há algo que eu possa fazer para ajudar, me oferecendo não vai chateá-la.“ “Eu não me importo em tudo, e acho que você pode fazer muito para aliviar sua mente. Obrigado, mãe.“ “De nada.” Depois que ele desligou, foi até o supermecado, pegou os cranberries e queijo maldito que não podia pronunciar. Então parou na loja de bebidas para comprar um outro par de garrafas de vinho que eles já tinham, sem dúvida, teriam até o fim dos tempos. Quando chegou em casa, Liz estava inclinada sobre seu laptop no balcão da cozinha estudando algo em um livro de receitas online. Ele guardou o vinho e colocou o queijo e cranberries no balcão. Seu primeiro pensamento foi para ir se esconder no porão de novo, mas em vez disso, aproximou-se e beijou-a na bochecha. Ela ergueu o rosto e franziu a testa. ”O que é isso?” “Por receber a família amanhã. Sei que isto não é fácil para você e está indo para um monte de problemas por fazer isso.“ 105


“Gavin, eu amo a sua família. Eles são a minha família por muito mais tempo do que você e eu estamos juntos. Você sabe o quanto tenho vontade de fazer isso.“ “Eu sei. Mas não quero que você seja forçada sobre isso.“ Ela riu. ”Não há muito que possamos fazer sobre isso. É um grande negócio para mim e quero que tudo seja perfeito.“ Ele estava preste a dizer-lhe que a perfeição era superestimada, embora ela provavelmente não o teria ouvido de qualquer maneira, quando a campainha tocou. Liz parecia que estava prestes a ter um ataque de pânico. ”Oh, merda. Quem poderia estar aqui?“ “Não tenho ideia, mas relaxe. Quem quer que seja, vou me livrar.“ “Obrigado. Tenho que fazer essa caçarola.“ Ele foi até a porta da frente e abriu-a. “Oi, querido.” “Oi, mãe.” Ele a abraçou e beijou sua mãe, e sussurrou para ela. “Eu não disse a Liz que te chamei.” Ela deu um tapinha no ombro. ”Não se preocupe.” Ele seguiu sua mãe na cozinha. Quando Liz olhou para cima, ela registrou uma combinação de choque e pavor. Mas, então, ela conseguiu dar um sorriso. “Oh. Mãe. Oi.“ “Oi, Liz. Pensei que talvez você pudesse usar de alguma ajuda.“ O olhar de Liz saiu de sua mãe para o dele. E leu o seu pânico. “Isso soa como uma grande ideia, mãe,” disse ele. ”Embora eu ache que Liz está fazendo um trabalho fantástico.” “É claro que ela está, mas eu sou sempre grata por ter mãos extra quando estou tentando fazer tudo.” Agradecia a Deus por sua mãe. ”Se todos vocês não precisam de mim, vou sair do seu caminho.” “Essa é uma ideia muito boa, meu filho. Vamos chamá-lo se precisarmos de você.“ 106


Liz não sabia se queria agarrar Gavin como uma tábua de salvação ou chutar a bunda dele para descer as escadas do porão. Ela apostaria qualquer coisa que ele ligou para a mãe e disse que ela estava perdendo a cabeça. Que ela estava. “Como vão as coisas aqui?” “Oh... bem. Tenho o peru limpo e pronto para ir para o forno amanhã de manhã. Os acompanhamentos estão prontos e bem a mão. Alguns eu estou preparando hoje, e outros serão feitos amanhã. Estou trabalhando em hors d'oeuvres no momento.“ “Comendo canapés?” “Sim. Estou fazendo cocktails individuais de camarão, figos recheados, um spread de oliva e queijo, espinafre e alcachofra.“ Ela fez uma pausa. “Sei que há algo mais. Deixe-me ir pegar o meu menu.“ Mamãe concordou. ”Uh-huh. Você percebe que é apenas a família, e que você não está servindo o jantar de Natal para o Presidente dos Estados Unidos da América, certo?“ Liz riu e acenou com a mão. ”Claro. É que são tantos, e quero ter certeza que é o suficiente. De qualquer forma, aqui está a minha lista, se você quiser dar uma olhada e me dizer se acha que estou esquecendo alguma coisa.“ Liz mordeu o lábio inferior, enquanto a mãe de Gavin percorria a lista. Quando ela olhou para cima, Liz notou o olhar de preocupação em seu rosto. “Oh, merda. Esqueci alguma coisa, não tenho?“ “Sim. Você esqueceu que somos apenas os Rileys. Somos muito simples. Você já me viu servir qualquer coisa como nesse menu?“ “Bem... nenhum. Mas pensei que seria bom expandir um pouco.“ “E não há nada de errado com isso, desde que você não tenha um colapso completo tentando fazer isso. Você sabe, uma vez que a família começou a se expandir, decidi que as festividades seriam mais como prato do dia, com todos trazendo um prato. E eu também pedi ajuda. Cara se aproximou e começou a ajudar a cozinhar os pratos principais.“ “Certo. Mas eu pensei—“ 107


“Que você conseguiria fazer tudo sozinha.” “Sim.” Kathleen tomou um assento na ilha. ”E como isso trabalhou para você?” Liz exalou e encostou-se ao balcão. ”Eu me sinto como se estivesse prestes a cair. Estou tão cansada, mãe.“ “Então por que você está fazendo tudo isso?” “Eu não sei. Porque é a minha primeira vez, e quero que todos sejam felizes.“ Sua sogra riu. ”Querida, não importa com o que você alimente a todos, eles vão estar felizes. É Natal, e todos nós estamos muito satisfeitos de passar o dia junto com aqueles que amamos. Você poderia servir sanduíches de peru e batatas fritas e estaríamos felizes.“ “Eu não sei sobre isso, mas talvez eu tenha estado exagerando... um pouco.“ Kathleen viu o desastre épico que era as bancadas de Liz e inclinou a cabeça para o lado. ”Um pouco?” “Tudo bem... muito. Gavin a chamou e disse que eu estava perdendo minha mente, não é?“ “Eu me recuso a responder a essa pergunta sobre os motivos que você pode estar zangada com ele.” Liz riu. ”Não poderia estar zangada com ele, já que eu estou tão feliz que você está aqui.” “Tenho vindo a oferecer ajuda durante semanas agora, e você não parava de dizer não.” “Eu sei. Sinto muito. Eu queria ser a nora perfeita e fazê-lo tudo sozinha.“ Kathleen escorregou do banco da ilha, deu a volta na ilha, e puxou Liz em seus braços. ”Você sempre foi a nora perfeita. Você ama o meu filho e ele te ama. É tudo que eu sempre vou pedir.“ Liz piscou as lágrimas. ”Eu te amo, mãe.” “Eu também te amo.”

108


Liz deu uma olhada no seu menu e em seguida para a sogra. ”Ok, então me ajude aqui e me diga como posso adaptar um pouco disso, então não estarei me escondendo em um canto amanhã.”

***** No início da noite, a mãe de Gavin tinha partido e ele ajudou Liz a terminar o último da preparação para a refeição de amanhã. Então, tinha feito todos os pratos e limpado a cozinha. Depois pediu uma pizza, porque a última coisa que sua esposa precisava era cozinhar o jantar hoje à noite ou ter mais alguma coisa na cozinha para limpar. Eles tinham enrolado em frente da televisão para assistir a um filme de Natal. Liz estava deitada no sofá, com a cabeça em seu colo. Depois que o filme terminou, ela virou-se para olhar para ele. “Já mencionei hoje, que você é o meu herói?” “Uh, não, você não tem. O que causou isso?“ “Você pediu uma pizza. Se eu nunca ver a cozinha de novo, vou ser a pessoa mais feliz.“ Ele esfregou a mão ao longo de seu quadril. ”Disse que ia ajudá-la a cozinhar tudo. Você sabe que eu não me importo de estar na cozinha, e gosto de cozinhar.“ “Sei disso, mas isso é coisa minha, e me ofereci para fazer isso, então vou aceitar isso e fazer por mim mesma.” “Mas você não está sozinha, mais. Você tem um parceiro para ajudar. Portanto, deve deixar-me estar lá para você. Posso colocar um peru no forno e fazer purê de batatas e qualquer outra coisa que você precise que eu faça.“ Ela finalmente concordou. ”Você está certo. Acho que tenho mordido mais do que posso mastigar, e preciso de ajuda.“ “Ficarei feliz em ser sua cadela, amanhã.”

109


Ela riu. ”Eu vou lembrar de você dizendo isso.” Eles começaram a assistir outro filme, e Gavin continuou a mover sua mão ao longo do quadril de Liz. Ela amassou a perna, o que fez seu pau duro. Inferno, em qualquer lugar que o tocava, ele ficava duro. “Sua ereção está cutucando minha cabeça,” disse ela, não se afastando da TV. “É te incomodando?” “Imensamente.” “Acho que você poderia fazer algo sobre isso.” “Eu poderia, não poderia?” Ela trocou, usando sua mão para esfregar preguiçosamente seu eixo através de seu jeans. Gavin abriu as pernas, não tendo pressa para chegar à ação. Ele gostava de assistir Liz tocá-lo, mesmo que fosse através do jeans. Ele não conseguia se concentrar no filme, porém, porque a cabeça no colo dele deu-lhe ideias excelentes. “Se você abrir o zíper, poderia colocar a boca em mim.” Ela não respondeu. Na verdade, parou de tocá-lo, também. “Ok, que tal se eu fizer em você, primeiro.” Sem resposta. “Liz?” Sua respiração tornou-se profunda e até mesmo, quando ele se inclinou para frente, percebeu que ela tinha adormecido. Ele sorriu e balançou a cabeça. Sua pobre esposa exausta tinha finalmente cedido e desmaido. Enfiou os dedos pelos cabelos. Ele sempre amou seu cabelo. Aquela linda ruiva natural dela sempre o excitou, mesmo quando era seu cliente e ela tinha sido a seu agente. Ela tinha sido uma brilhante espertinha com pernas grandes e ele admirava o inferno fora dela, tanto por seu talento e inteligência, bem como a sua beleza.

110


Eles tiveram um inferno de um passeio selvagem ficando juntos. Ela o irritou e o desafiou, fazendo tudo em seu poder para afastá-lo. Mas ele a queria, e tinha sido maldito determinado a tê-la. Agora, não poderia imaginar um dia de sua vida sem ela ao seu lado. Ela era sua pedra da fortaleza quando as coisas ficavam difíceis para ele, sempre acalmando as águas turbulentas de sua vida. Ele a amava como nunca pensou que poderia amar uma mulher. Ela suspirou e curvou o corpo para cima com mais força, como se estivesse com frio. Ele arrastou o cobertor ao largo das costas do sofá e se cobriu. E enquanto ela poderia projetar um exterior robusto, havia uma vulnerabilidade nela que nunca deixou de trazer para fora seus instintos protetores. Ele faria qualquer coisa para darlhe tudo o que queria, inclusive o bebê que estava convencida de que ele queria, quando ele sabia muito bem que ela era a pessoa que queria um com cada parte de seu corpo. Ele olhou para ela e puxou um cacho de cabelo atrás da orelha. Ela estava pálida, e ele se perguntou se ainda estava lutando secretamente contra o vírus da gripe. Ou talvez ela estivesse apenas cansada. Ela tinha trabalhado muito duro ultimamente. E mesmo que não fosse nem dez horas, no entanto, não havia nenhuma maneira no inferno que ele estava indo para acordá-la. Acomodou-se em frente ao sofá e decidiu que iria terminar de assistir o filme, e então iria levar a sua esposa para a cama. Ela precisava descansar, porque amanhã ia ser um longo dia.

111


Capítulo Onze Algo duro cutucou contra a bunda de Liz. Ela piscou os olhos abertos, sorrindo enquanto reconhecia imediatamente o que era. Ela lembrava vagamente de Gavin acordá-la ontem à noite, ele a levou para a cama. Ela tinha praticamente dormido acordada ao escovar os dentes e tirar a roupa antes de cair na cama e volta a dormir. Ela, no entanto, lembrava-se que antes dela cair exasuta dormindo, ela estava esfregando seu pênis, fazendo promessas que seu corpo cansado obviamente tinha estado incapaz de manter. Esta manhã, no entanto, era outra questão inteiramente. Ela se contorceu contra ele. ”Este é meu presente de Natal de manhã cedo?” “Sim. Como é que você gosta?“ “Mmm, eu adoro isso.” Seus seios formigavam e sua boceta tremia esnquanto ela se antecipava deslizando seu pênis dentro dela. E quando o fez, ela estava molhada e pronta para ele, seu corpo tremendo quando entrou nela. Fizeram amor lentamente, Gavin indo para frente e para trás parcialmente. Foi uma maneira perfeita para acordar. E quando ele chegou perto para dedilhar seu clitóris com os dedos, ela arqueou em sua mão, deixando-o persuadir uma resposta deliciosa nela. Tensão enrolou com muita facilidade e ela gozou com um grito, Gavin vindo ao mesmo tempo. Ele a abraçou, beijando seu ombro e acariciando seu quadril quando se acomodaram. “Feliz Natal, linda,” disse ele. “Feliz Natal.” Ela levantou-se e virou-se para roçar um beijo em seus lábios. “Estou indo para tomar um banho.”

112


“Tudo bem.” Ele pegou o controle remoto e ligou a TV. “Vou entrar depois que você terminar.“ Ela entrou no banheiro e fechou a porta, em seguida, ligou o chuveiro. Ela estava esperando a água aquecer quando uma súbita explosão, esmagadora de náusea a abateu do nada. Ela ficou chocada quando vomitou, então segurou a pia, quando se levantou, sentindo-se fraca, trêmula, e totalmente confusa. Ela escovou os dentes, lavou a boca, e foi para o chuveiro, pronta para correr para fora apenas no caso de acontecer de novo. Mas conseguiu terminar seu chuveiro sem incidentes. Quando saiu, ela se perguntava o que diabos tinha acontecido. Certamente... Não. Não podia ser, não é? Ela contou para trás as semanas. Ela estava atrasada... mais ou menos. Talvez alguns dias, mas achava que era estresse. Na pressa, com seus dedos trêmulos, mergulhou no armário para o teste de gravidez que mantinha na mão. Ela abriu o pacote, se perguntando se devia ou não tentar. Se não fosse o que pensava, iria acabar com o pior Natal de sua vida. Mas a dirigiu louca querer saber, então poderia muito bem acabar com isso. Ela fez xixi na vareta e ajustou o timer em seu telefone que tinha deixado no balcão do banheiro na noite passada, na esperança que Gavin não quisesse acordar tão cedo. Para estar no lado seguro, ela trancou a porta. Dessa forma, só ela iria se decepcionar, e ele nunca saberia. Foi o mais longo dos poucos minutos de sua vida. Ela penteou os cabelos e tentou ainda parar de tremer seus membros, sem dúvida, um efeito colateral de sua recente doença. Ela provavelmente tinha a gripe maldita, e ia chutar a si mesma por pensar de outra forma. O cronômetro parou. Ela olhou para a vareta, não querendo vê-lo, lembrando que poderia se desapontar e era provável que isso acontecesse. Basta fazê-lo, Liz. Você não é uma covarde, e vai lidar com isso, assim como tem lidado com isso antes. Ela respirou fundo e virou-se para a vareta de novo. 113


Grávida. Santa. Merda. “Santa merda!” “Liz? Você está bem aí?“ Olhou-se no espelho e sorriu. A náusea e tontura que sentiu na noite do casamento, a sensação do vestido muito apertado, e vomitar esta manhã. Tudo fazia sentido agora. Ela estava grávida. Obrigado Deus, ela estava grávida. Ela pegou a vareta e abriu a porta do banheiro e correu para o quarto, em seguida, saltou sobre a cama. “Gavin, estou grávida!” Ele atirou-se na cama. ”O quê?” “Olhe!” Ela entregou-lhe a vareta. Ele olhou para isso, depois de novo, com os olhos arregalados. ”Santa merda.” “Isso é o que eu disse.” Então ele sorriu. ”Estamos grávidos, querida.” E ela sorriu de volta. ”Eu sei.” Ele puxou-a em seu colo e beijou-a num glorioso beijo longo e, nós estamos grávidos fez enrolar os dedos dos pés e ter lágrimas picando nos olhos. Quando ele se afastou, olhou para ela. “Nosso bebê vai parecer apenas como você.” “Ou como você.” “Eu te amo, Elizabeth Riley.” “Eu também te amo, Gavin Riley.” “Nós temos que comemorar o Natal agora.” “Oh, merda. Isso mesmo. Nem me importo mais. Este é o melhor dia da minha vida.“ Ele riu. ”Sim, esse é. ” Ela saltou para fora da cama. ”Tenho que me vestir. E você tem que tomar um banho.“ Ele saiu da cama. ”Tudo bem.” Então ele parou e se virou para ela. “Como você sabia que era para fazer um teste esta manhã?” 114


“Eu vomitei.” Ele sorriu. ”Impressionante.”

***** Fiel à sua palavra, Gavin a ajudou com a preparação de alimentos. O que era bom, porque oh, ela estava doente. Depois que sua euforia inicial desapareceu, a náusea voltou. E, estando cercada por alimentos não ajudou. Apesar de seus protestos, Gavin chamou sua mãe e sua tia para pedir ajuda. Ele lhes disse que Liz estava doente e a última coisa que precisava era estar cercada por alimentos. Ambas apareceram dentro de uma hora e Gavin, sua mãe e sua tia, basicamente, assumiram sua cozinha. Em circunstâncias normais, ela teria veementemente protestado, mas depois de vomitar toda a manhã, ela estava mais do que feliz em entregar sua cozinha a todos eles enquanto subiu as escadas para se deitar. Depois de um cochilo de duas horas se sentiu muito melhor, e quando se levantou, a náusea tinha ido embora. Ela desceu as escadas e inalou alguns maravilhosos aromas que emanavam de sua cozinha. “Isso cheira tão bem aqui,” disse ela. Sua sogra sorriu para ela. ”Oh, você está acordada. E há um pouco de cor em seu rosto agora. Como você está se sentindo?“ “Muito melhor, obrigado. Onde está Gavin?“ “Ele está na minha casa pegando o papai. Não há sentido em nós virmos em dois carros.“ “Obrigado a ambas pela ajuda. Sinto muito que não fui capaz de lidar com isso.“ “É difícil quando você está no seu primeiro mês. O cheiro de comida é um enorme gatilho,” disse a tia de Gavin. Liz não sabia o que dizer. ”Será que Gavin lhe contou?”

115


Kathleen riu. ”Não foi preciso. Você esteve pálida e enjoada por semanas.“ “Além disso, você só tem um olhar de grávida em você,” disse Cara. “Eu faço?” Kathleen assentiu. ”Você definitivamente faz. E parabéns, querida.“ Liz sentou-se no bar. ”Obrigado. Nós só descobrimos esta manhã. Aparentemente eu não fui tão hábil em reconhecer os sinais.“ “Bem, você tinha um monte em sua mente ultimamente, então não estou surpresa. Nós, as mulheres são as piores em ler nossos próprios corpos, às vezes.“ Ela assentiu com a sogra. “Então, quanto tempo você está?” Perguntou a tia de Gavin. “Não tenho certeza. Tive o período no mês passado, mas foi só um pouco de manchas na melhor das hipóteses. Pensei que eu poderia estar grávida na época, mas o teste foi negativo.“ “Melhor você ir ver o seu médico. Ele fará um exame e dizer-lhe, com certeza.“ “Meu vestido do casamento estava apertado. E quando olhei para mim esta manhã, é vi essa barriguinha que não estava lá antes.“ Ela colocou a mão em seu estômago. “Achava que estava apenas ganhando peso. Como não poderia ter notado isso?“ “Como eu disse, nós não somos boas em reconhecer os sinais de nosso próprio corpo,” disse Kathleen. Cara assentiu. ”Mas agora você vai perceber tudo. Como o quão rápido as suas roupas não vão se encaixar.“ “E quantas náuseas você vai conseguir. E como os seus gostos em alimentos vão mudar.“ Liz conversou com Kathleen e Cara enquanto elas cozinhavam, e ficou tão agradecida pela sua ajuda. Quando Gavin voltou para casa com o pai, eles se instalaram na sala para assistir esportes, mas Gavin entrou em cena para ver se poderia ajudar. “Como está a sua gripe?” Ele perguntou, passando o braço ao redor dela para beijar sua bochecha. 116


“Pode revelar o segredo. Elas sabem.“ “Por favor,” disse sua mãe. ”Dê-nos algum crédito, Gavin. Nós duas estivemos grávidas.“ “Oh. Desculpe. Liz e eu não tivemos a chance de falar sobre quem nós iríamos dizer e quando.“ “Entendido.” Sua mãe veio ao redor da ilha e colocou as mãos em seu rosto. “Nem Cara, nem eu vamos dizer uma palavra até você e Liz estarem prontos para anunciar. Mas parabéns. Estou tão emocionada quevou ser avó de novo.“ Ele sorriu. ”Obrigado, mãe.” Depois de um tempo, todo mundo começou a chegar e Liz não sabia por que trabalhou em uma confusão tão neurótica. Assim como era na casa de Gavin, todo mundo era casual e descontraído, e, claro, mais do que dispostos a contribuir e ajudar a cozinhar. Enquanto os caras trabalhavam em esculpir o peru, as mulheres montavam todos os acompanhamentos. A comida era uma verdadeira festa, e Liz mal podia dar uma mordida. “Diga-me você não está de dieta no dia de Natal,” disse Jenna, olhando para o prato mal tocado. “Dificilmente. Você sabe que eu amo comida.“ “Tudo o que fez foi empurrá-lo de um lado para o outro.” Gavin espetou uma das fatias de peru que ela não tinha comido. ”Meu palpite é que ela experimentou tudo que preparou, e agora está cheia demais para comer o que está no seu prato.” Ela poderia tê-lo beijado. ”Você não deveria divulgar meus segredos.” “É sempre prerrogativa de um cozinheiro de provar a comida antes de servir,” disse sua mãe com uma piscadela. “Bem, está tudo fabuloso,” disse Savannah. ”Obrigada, Liz.” “De nada. Kathleen e Cara ajudaram. Assim fez Gavin.“ “Ela mente. Ela fez a maior parte sozinha,” disse Gavin. “A única coisa que fiz foi utilizar minhas habilidades de especialistas de desossar o peru.” 117


“Ele tentou cortar o dedo fora com a faca elétrica,” disse Mick. ”Graças a Deus eu estava lá para salvá-lo, ou a sua carreira teria acabado.” Gavin revirou os olhos. ”Em seus sonhos. Minhas habilidades de cortar peru são lendárias.“ “Sim. Em sua própria mente.“ Depois do jantar, Kathleen declarou que os homens estavam encarregados de guardar as sobras e carregar a máquina de lavar louça. Apesar de muito resmungos sobre a falta do jogo, os caras se dirigiram para a cozinha para fazer os seus deveres enquanto as mulheres se acomodavam na sala da família. “Como você tem se sentido desde o casamento?” Tara perguntou a ela. “Oh... bem.“ “Sério? Sem efeitos nocivos desse vírus da gripe?“ “Não. Não é verdade.“ Tara deu-lhe uma olhada. ”Você tem certeza? Porque você ainda está um pouco pálida para mim.“ “Na verdade, você está um pouco pálida, Liz,” disse Alicia. ”Há um monte de gente doente em nossa equipe de terapia com a gripe. Deus, foi horrível. Estou esperando não pegar.“ “Não, eu não tenho a gripe.” “Então, de quanto tempo você está?” Tara perguntou com um sorriso. “Desculpe-me?” “Você está grávida? Como é que eu não percebi isso?“ Jenna olhou ofendida. E Liz sabia que nunca seria capaz de esconder isso das mulheres que ela amava. Ela deu-lhes um sorriso. “Na verdade, eu só fiz um teste esta manhã, e disse que eu estava grávida.” “Sério? Isso é incrível,” disse Alicia. “Parabéns!” Em seguida, ela foi cercada por todas a abraçando. Ela não conseguiu deixar de sorrir e rir e verter algumas lágrimas. “Caramba, você está me fazendo chorosa e emocional, e sabe que odeio essa merda.” 118


“Bem, se acostume com isso. Vai piorar antes de melhorar,” disse Tara. “Eu era uma torneira aberta e um caso perdido emocional quando estava grávida de Sam.” “Estou indo para obter uma vitoria aqui muito em breve. Não tenho a intenção de deixar os hormônios obter o melhor de mim.“ Kathleen riu. ”Boa sorte com isso, querida. Não acho que você consiga controlar seus hormônios quando está grávida.“ Ela ergueu o queixo. ”Eu me recuso a deixar meu corpo assumir. É ruim o suficiente que estou vomitando.“ “É apenas o primeiro mês,” disse Alicia. ”Depois disso, você estará de volta ao normal novamente.” Ela não achava que nada jamais iria voltar ao normal novamente. Sua vida e a de Gavin, estavam prestes a mudar para sempre. Surpreendentemente, e considerando que era final de dezembro, o dia tinha se mostrado muito bem. Sem neve, e os caras saíram para jogar basquete. Depois disso, todos vieram dentro para a sobremesa. A torta creme de coco de Kathleen foi um grande sucesso. Liz tinha feito torta de nozes, que todo mundo amou, e Savannah tinha feito uma torta de pêssego que estava para morrer. Embora ela não estivesse com fome, Liz tentou provar de tudo. “E agora estou tão cheia que acho que vou explodir,” disse ela. “Pense o quão incrível vai ser não ter que se preocupar em ficar magra mais,” disse Jenna. Liz riu. ”Você está certa. Essa é a coisa mais impressionante que nunca.“ Ela esfregou sua barriga. “Obrigado, querida. Minha dieta está oficialmente terminada, pelo menos, eu não sei, sete meses, mais ou menos.“ Todos eles abriram os presentes, em seguida, todos foram embora no início da noite, o que lhe convinha muito bem. Ela amava a família de Gavin — sua família —, mas tinha sido um inferno de um longo dia e estava completamente exausta. Além disso, depois de descobrir que estava grávida, ela queria algum tempo sozinha com o marido. 119


Depois que disseram adeus ao último da família, ela e Gavin fecharam e trancaram a porta. Ele passou o braço em volta da cintura e puxou-a para perto, então roçou os lábios nos dela. Ela se derreteu nele e aproveitou o momento para respirar o seu cheiro, em seguida, colocou a cabeça contra seu peito. “Obrigada,” disse ela, envolvendo os braços em volta dele. “Por quê?” “Por me amar. Por casar comigo. Por me dar um bebê.“ Ele inclinou o queixo para cima com os dedos, forçando-a a encontrar seu olhar. ”Que tal eu agradecer? Estava assistindo quando você dormiu no meu colo ontem à noite, pensando sobre o quanto minha vida mudou desde que me apaixonei por você. E o quanto quero te fazer feliz.“ Seus olhos encheram de lágrimas. Gavin as secou em suas bochechas e a beijou novamente. “Você já realizou todos os meus sonhos.” Ele colocou a mão em sua barriga. ”É isso, querida. Você e eu, pais. Acha que pode lidar com isso?“ “Eu sei que você vai fazer um pai maravilhoso. Agora eu como uma mãe? Pobre garoto.“ “Não sei se já conheci alguém com uma capacidade mais profunda de amar do que você. Nosso filho tem muita sorte de ter você como mãe.“ Todos esses anos ela lutou tanto para se tornar tão bem sucedida quanto seus colegas do sexo masculino no mundo dos esportes. Ela ganhou a batalha, mas nunca pensou que teria o homem dos seus sonhos. Ela tinha cometido tantos erros ao longo do caminho, e quase tinha perdido Gavin. Mas ele tinha estado lá para ela quando mais precisava dele, e a tinha visto em toda a sua besteira e a queria de qualquer maneira. Ela seria eternamente grata a ele por arrebentar através de suas paredes e chegar ao seu coração.

120


Eles passaram algum tempo sentados ao redor da árvore de Natal, apreciando o silêncio da casa e as luzes cintilantes. “Tem sido um dia perfeito,” disse Gavin. “Um começo difícil para ele, mas feliz.” “Você está pronta para a cama?” Perguntou ele. Ela assentiu com a cabeça, e apagou as luzes e começou a subir as escadas. “Você está fora do gancho agora, não é,” disse ela quando eles entraram no quarto. Ele franziu o cenho. ”Huh?” “Bem, agora que estou grávida, não vao fazer sexo comigo todos os dias.” “Portanto, agora que você me usou para minhas habilidades de fazer um bebê, você está me deixando de lado como um preservativo usado?” Ela riu. ”Sim, foi bom enquanto durou, mas nós terminamos.” Ele a pegou e a colocou na cama. ”Boa tentativa, Elizabeth.” Ele pairava sobre ela e puxou sua calça. “Mas estou longe de terminar com você.” Ela estendeu a mão para ele para puxá-lo contra ela. ”E é por isso que eu te amo, Gavin.” Porque ela sabia que não importava quanto tempo eles estivessem juntos, cada vez seria tão fresco, novo e emocionante como a primeira vez. E o melhor ainda estava por vir.

121


Jogos de Feriado vol. 6.5 (revisado) - Jaci Burton