Page 1

ARQUITECTA LÚCIA NETO A PORTFOLIO OF DESIGN WORK 2003 - 2013


ARQUITECTA LÚCIA NETO lucneto1984@hotmail.com

933374815

O meu objectivo como arquitecta, tem sido oferecer ás pessoas uma situação confortável, que nutra o seu espírito na sua situação arquitectónica. Nestes aspectos a construção, deve promover conforto, o que implica protecção, mas também um lugar para reflexão e meditação, em que cada um pense sobre a sua relação com o mundo que o rodeia.


ARQUITECTA LÚCIA NETO lucneto1984@hotmail.com

FORMAÇÃO ACADÉMICA MESTRADO EM ARQUITECTURA UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA Lisboa, Tese de mestrado. Projecto e paisagem nota final: 16 valores 2009 ARQUITECTA UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA Lisboa, nota final: 15 valores 2003-2008 DESENHADOR PROJECTISTA ESCOLA PROFISSIONAL GUSTAVE EIFFEL Amadora, nota final: 16 valores 1999-2002

933374815

ESPERIÊNCIA PROFISSIONAL Luatagus, Arquitectura Funções. Colaboração em todos os projectos desenvolvidos pelo atelier desde 2010 até a presente data, com funções diversas, desde a execução dos levantamentos até á fase final de todo o projecto, Projectos de Licenciamento, Projectos de execução, Destaques, Legalizações, Mudanças de Utilização, Renderização—Apresentação em 3d 2010 (Março) - Janeiro (2013) UP—Urbanismo de Portugal Funções. Colaboração em todos os projectos desenvolvidos pelo atelier desde 2008 (Novembro) a 2010 (Janeiro), com funções diversas, desde a execução dos levantamentos, acompanhamento de obra, até á fase final de todo o projecto. 2008 (Novembro) - 2010 (Janeiro)

CONHECIMENTOS INFORMÁTICOS . Microsoft Office: Conhecimento de todas as ferramentas . Prática, como utilizador, de Internet . Prática, como utilizador de redes sociais . Illustrator . Autocad (2D e 3D) . 3D Studio Max . Photoshop . Corel Draw . SketchUp (Plugin SuPodium) . Revite

LMSA Funções. Colaboração em todos os projectos desenvolvidos pela empresa desde 2002 (Setembro) a 2003 (Setembro), com função de desenhadora projectista de construção civil, de electricidade e de segurança contra incêndios. 2002 (Setembro) - 2003(Setembro)

CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS . Português . língua materna . Inglês . razoável, falado e escrito . Espanhol . razoável, falado e escrito


ARQUITECTA LÚCIA NETO lucneto1984@hotmail.com

933374815

PROJECTOS

TU4C

TU5.1

TU5.2

TU5.3

TRABALHO UNIVERSITÁRIO

TRABALHO UNIVERSITÁRIO

TRABALHO UNIVERSITÁRIO

TRABALHO UNIVERSITÁRIO

4º ANO - CIDADE

5º ANO - 01. PERCURSO MARÍTIMO

5º ANO - 02. ANCORADOURO

5º ANO - 03. TEATRO

TU5.4

TU5.1 TU5.5

TU5.6

PRJ.E

TRABALHO UNIVERSITÁRIO

TRABALHO UNIVERSITÁRIO

TRABALHO UNIVERSITÁRIO

PROJECTO DURANTE O ESTAGIO

5º ANO - 04. RESIDÊNCIAS PARA ACTORES

5º ANO - 05. RESIDÊNCIAS PARA ARTISTAS PLÁSTICOS

5º ANO - 06. MUSEU

PIZZARIA


ARQUITECTA LÚCIA NETO lucneto1984@hotmail.com

933374815

PROJECTOS

PRJ.E

PLN.1

PLA.1

PLA.2

PROJECTO DURANTE O ESTAGIO

PROJECTO Arq. Lúcia Neto

PROJECTOS EM LUATAGUS

PROJECTOS EM LUATAGUS

PIZZARIA

CABELEIREIRO

MORADIAS GEMINADAS

3D

PLA.3

PLA.4

PROJECTOS EM LUATAGUS

PROJECTOS EM LUATAGUS

MORADIA UNIFAMILIAR

CENTRO DE LAVAGEM


FORMAÇÃO ACADÉMICA

PROGRAMA: CIDADE, PLANO URBANO LOCALIZAÇÃO: PINHAL NOVO TEMPO DE PROJECTO: 6 MESES PROFESSOR: MANUEL ALEXANDRE FERNANDES


TU4C

T

RABALHO UNIVERSITÁRIO 4ºANO - A CIDADE DISPERSA, PROJETO-PLANO A CIDADE DAS VINHAS

A cidade das vinhas vem invocar a permanência do solo rural, pela contemplação existente ao longo de toda a cidade. As vinhas, a agricultura, são uma permanência constante na cidade, uma politica de desenvolvimento rural, que vai evoluindo progressivamente ao longo do território. Nesta cidade só se vêem pessoas a circular nas ciclo vias de bicicleta e a pé, os carros foram banidos da zona urbana, existindo uma zona subterrânea que os acolhe, por várias entradas, designando deste modo uma cidade que evita a poluição viária, sendo uma compensação para a agricultura produzida na zona e para a população. As habitações são suspensas deixando o solo livre para circulação.


PERCURSOS PEDONAIS LEGENDA: VERDE, PLANTAS NATUREZA ESPONTÂNEA

RELVA VINHAS

PEDRA GRAVILHA

PLANTA DO PLANO URBANO

MATRIZ TERRITORIAL


Neste plano urbano, a cidade invoca a permanência do solo rural, pela contemplação existente ao longo de toda a cidade. As vinhas, a agricultura, são uma permanência constante na cidade, uma politica de desenvolvimento rural, que vai evoluindo progressivamente no território. A cidade das vinhas, desenvolve a interligação da Natureza-Edificio, cria a geração de uma melhor qualidade de vida, para a população, dando um desenvolvimento sustentável, que seria levado em torno da melhoria de vida, que a natureza dava e o que poderia dar mais, pelas qualidades naturais, sociais e geográficas que se incorporam na cidade pela cultura humana e a interação na ordem existente criando desde modo, uma adaptação e não uma colisão na paisagem.

EQUIPAMENTOS

TU4C


PLANTA DA COTA 40.52 HABITAÇÃO

PLANTA DA COTA 59.62 HABITAÇÃO

PLANTA DA COTA 68.67 HABITAÇÃO

MAQUETE ESC: 1/200


TU4C

PLANTA DE ESTACIONAMENTO 799 LUGARES

MAQUETE ESC: 1/100


NÍVEL ELEVADO - MIRADOURO NÍVEL HABITACIONAL

NÍVEL CONVÍVIO SOCIAL

NÍVEL ESTACIONAMENTO

ESQUEMA DA VIVÊNCIA NA CIDADE

PLANTA TIPO, PISO 0 PLANTA TIPO, PISO 1 AREA TOTAL DA HABITAÇÃO - 153,85 T3 +1

CORTE PELO PLANO URBANO - CIDADE

PLANTA TIPO, COBERTURA


TU4C

CORTE LONGITUDINAL

CORTE TRANSVERSAL


O Passeio Marítimo tem 1345m, introduz uma inovação radical do que é habitual ver. Um lugar público que dará a possibilidade de varias actividades.O Passeio é entendido como um lugar que cria vida própria, com um traçado orgânico, com formas muito naturais, tal como o lugar onde esta inserido. Através de um conjunto de superfícies, a vários níveis a Natureza da encosta, a luz, a sombra, as concavidades e as convexidades originárias do percurso permite, a criação de zonas lúdicas de contemplação quer para com a água do rio Tejo, quer para com a Natureza da Encosta

PROGRAMA: 01.PERCUSO MARITIMO AO LONGO DA COSTA LOCALIZAÇÃO: TRAFARIA - PORTINHO DA COSTA TEMPO DE PROJECTO: 1 ANO PROFESSOR: ANTÓNIO POÇAS, FERNANDO HIPÓLITO


TU5.1

LISBOA

T

RABALHO UNIVERSITรRIO 5ยบANO - 01. PERCURSO MARITIMO PERCURSO PEDONAL

PORTINHO DA COSTA TRAFARIA


TU5.1

PORTINHO DA COSTA TRAFARIA

MUSEU

RESIDENCIAS (ARTISTAS PLÁSTICOS)

TEATRO

ANCORADOURO

RESIDENCIAS (ARTISTAS PLÁSTICOS)


TU5.1 O percurso marítimo deu uma nova imagem á Trafaria, um sistema orgânico que se estende por toda a frente marítima. Uma convicção que todo este percurso influencia profundamente as pessoas que nele permaneçam. A sua implantação procura integrar as condicionantes da topografia natural do terreno, os elementos rochosos existentes no local assim como a sua relação privilegiada com a paisagem panorâmica envolvente. Este percurso permite dar um novo contributo para o lugar, já que o espaço que anteriormente se encontrava vazio, na sua função passa a ser utilizado como um lugar de confluência. A modelação de um percurso pela encosta preservando o potencial vazio como espaço de confluência cenográfico.


No processo de criação do ancoradouro, pretendi que a geometria, da forma e do espaço fosse entendido como um lugar, que pertencesse ao percurso marítimo. Um espaço com diferentes fisionomias, mas que a leitura no seu todo fosse a mesma. O traçado foi fundamentado na conversa morfológica, da adequação ao lugar em que a síntese das volumetrias geradas dessem a possibilidade, de criar um trabalho de dialogo com a topografia existente. O Lounge é toda a zona de estar de permanência, que vai aparecendo ao longo do ancoradouro, desde modo quando se olha, para uma parede, encontram-se imagens projectadas do Rodrigo Leão e ao mesmo tempo, reflectidas pelo brilho da água, originando, assim, imagens únicas a cada momento do dia. ANCORADOURO

PROGRAMA: 02. ANCORADOURO LOCALIZAÇÃO: TRAFARIA - PORTINHO DA COSTA TEMPO DE PROJECTO: 1 ANO PROFESSOR: ANTÓNIO POÇAS, FERNANDO HIPÓLITO


TU5.2

T

RABALHO UNIVERSITรRIO 5ยบANO - 02. ANCORADOURO


PLANTA DE LOCALIZAÇÃO

CORTE A-A’

MAQUETE ESC: 1/200


TU5.2 8 7

A’

7

6 2 4 1

5 2

3 2

A

PLANTA DO PISO 0 LEGENDA: 1 - Recepção 2 - Lounge 3 - Bilheteira 4 - Gabinete 5 - Bar 6 - Arrumos 7 - Instalações Sanitárias 8 - Arrumos MAQUETE ESC: 1/500


Projecto que rasga a encosta, criando as suas próprias projecções. A pureza do espaço convida á contemplação da paisagem e a arquitectura transformasse num instrumento de meditação. Os percursos são a composição do entrecruzamento para que os visitantes sigam a linha cuidadosamente planeada ao longo do projecto, para que o resultado final do visitante seja o aparecimento da arquitectura, luz e som. O projecto contempla a zona urbana da Trafaria pelos seus percursos de acesso, e Lisboa pelas suas projecções para o exterior - continuidade topológica.

PROGRAMA: 03. TEATRO LOCALIZAÇÃO: TRAFARIA - PORTINHO DA COSTA TEMPO DE PROJECTO: 1 ANO PROFESSOR: ANTÓNIO POÇAS, FERNANDO HIPÓLITO

TEATRO


TU5.3

T

RABALHO UNIVERSITรRIO 5ยบANO - 03. TEATRO


CORTE A-A’


TU5.3

A’

PLANTA DO PISO -1

PLANTA DO PISO 0

As enormes paredes envidraçadas oferecem vistas espetaculares sobre a cidade. O betão e a madeira contrastam com o céu e o Mar. Através da orientação de vistas o teatro consegue oferecer aos visitantes a vivacidade da composição. Um anfitiatro natural destaca-se entre o verde e confirma a ideia de que a planta de conjunto, deste complexo se integra na encosta, criando estes volumes de projecção voluntária. Um anfitiatro natural destaca-se entre o verde e confirma a ideia de que a planta de conjunto, deste complexo se integra na encosta, criando estes volumes de projecção voluntária.


PROGRAMA: 04. RESIDENCIAS PARA ACTORES LOCALIZAÇÃO: TRAFARIA - PORTINHO DA COSTA TEMPO DE PROJECTO: 1 ANO PROFESSOR: ANTÓNIO POÇAS, FERNANDO HIPÓLITO

RESIDENCIAS PARA ACTORES


TU5.4

T

RABALHO UNIVERSITรRIO 5ยบANO - 04. RESIDENCIAS PARA ACTORES


PLANTA DE LOCALIZAÇÃO

CORTE RT2

MAQUETE ESC: 1/100


TU5.4

As residências para os artistas do teatro (actores), veio de encontro ao conceito de prisão, uma zona fechada a um só Mundo, cheia de luz e sombras bem conciliadas, para criar uma penumbra luminosa.

PLANTA DO PISO 0

CORTE RT1

Paredes bem altas, que cerram a visão para o exterior e criam ambientes lúdicos, que se enceram pela invasão da água em cada residência. A mesma água que percorre toda a zona exterior, criando reflexos da fachada branca e maciça, que se contrapõe com o verde da encosta.Uma casa que é uma penumbra luminosa construída.


PLANT A DA HABITAÇÃO TIPO 1_Zona de Refeições, Area = 16m2 | 2_Instalação Sanitária Area = 6,5m2 | 3_Quarto, Area = 10m2 |4_Zona de Reflecção - Patio

CORTE


TU5.4

MAQUETE DA HABITAÇÃO TIPO ESC: 1/50


PROGRAMA: 05. RESIDENCIAS PARA ARTISTAS PLÁSTICOS LOCALIZAÇÃO: TRAFARIA - PORTINHO DA COSTA TEMPO DE PROJECTO: 1 ANO PROFESSOR: ANTÓNIO POÇAS, FERNANDO HIPÓLITO

RESIDENCIAS PARA ARTISTAS PLÁSTICOS


TU5.5

T

RABALHO UNIVERSITÁRIO 5ºANO - 04. RESIDENCIAS PARA ARTISTAS PLÁSTICOS


PLANT A DE IMPLANTAÇÃO

O conceito destas residências foi a existência de uma plataforma, que contém um jardim a várias cotas. Estas residências funcionam independentes, umas das outras, sendo a zona comum um local de entrada. A generalidade do projecto foi criado a pensar num impacto reduzido de volumetrias Construtivamente o acabamento exterior tem uma textura lisa e branca. A cobertura plana é revestida com uma pequena zona ajardinada. É um lugar de inspiração para as obras dos artistas plásticos. Num território fortemente marcado pela paisagem natural, as residências constroem-se no decorrer da natureza.

CORTE RP1


TU5.5

PLANT A DA COTA 0.00


PLANT A DA COTA 1.50

CORTE RP2


TU5.5

1_Zona de Refeições, Area = 11m2 2_Quarto, Area = 6,35m2 3_Instalação Sanitária

PLANTA TIPO - HABITAÇÃO

MAQUETE - ESC: 1/100

CORTE

MAQUETE - ESC: 1/50


PROGRAMA: 06. MUSEU LOCALIZAÇÃO: TRAFARIA - PORTINHO DA COSTA TEMPO DE PROJECTO: 1 ANO PROFESSOR: ANTÓNIO POÇAS, FERNANDO HIPÓLITO

MUSEU


TU5.6

T

RABALHO UNIVERSITรRIO 5ยบANO - 06. MUSEU


PLANTA DE LOCALIZAÇÃO

Uma proposta que pretende monumentalidade no lugar. O museu constrói o fim do percurso, um sistema que integra toda uma complexidade geométrica ao longo da encosta.

CORTE M1


TU5.6

MAQUETE - ESC: 1/100

PLANTA DO PISO 0


MAQUETE - ESC: 1/100

PLANTA DO PISO 1


TU5.6

CORTE M2

O edifício abre à paisagem e avança para o rio. Com diferentes ângulos e variações de altura, uma fachada cega no piso 0, apela para o seu interior, criando confluência entre as obras expostas, e o grande átrio que se abre para o céu. Este espaço público, possibilita a sua travessia sem entrar nas zonas de exposição, em algumas situações existe possibilidade de haver exposição temporárias. Um projecto com uma ambiguidade enorme, pela encosta e pela água que o circunda. A luz e as vistas inundam o espaço interior em que a geometria ortodoxa cria riqueza espacial, organizando o seu espaço.

CORTE M3


TU5.6

MAQUETE ESC: 1/50


PROGRAMA: PIZZARIA LOCALIZAÇÃO: OEIRAS TEMPO DE PROJECTO: 6 MESES ATELIER: UP - URBANISMO DE PORTUGAL


P

PRJ.E

ROJECTO DESENVOLVIDO DURANTE O ESTÁGIO PIZZARIA


CORTE AB

PLANTA DO PISO 0

CORTE CD

PLANTA DO PISO

Este projecto configurou-se numa legalização e decoração do espaço existente As características especiais do espaço, principalmente a sua configuração em trapézio, relevaram-se essenciais para a sua configuração final. O estudo do volume, de distintiva forma, resulta na criação de uma unidade funcional e autónoma.


PRJ.E


PROGRAMA: CABELEIREIRO LOCALIZAÇÃO: QUELUZ MASSAMÁ TEMPO DE PROJECTO: 2 MESES ATELIER: ARQ. LÚCIA NETO


P

PLN.1

ROJECTOS ARQ. LÚCIA NETO CABELEIREIRO

Neste projecto consistiu uma mudança de alteração, para um cabeleireiro, pois era um espaço vazio frio e sem cor. O cliente cria um espaço glamoroso e moderno em que se tirasse o melhor proveito da área existente. Desta maneira fez-se com que o mobiliário rodeado nas paredes cria-se um espaço vazio no centro onde se aplicou um sofá para zona de espera, o espaço ganhou forma e glamour como era pretendido.


CORTE AA

CORTE BB

PLANTA DO PISO 0


PLN.1

PORMENOR


PROGRAMA: MORADIAS GEMINADAS LOCALIZAÇÃO: VENDA SECA, SINTRA TEMPO DE PROJECTO: 3 MESES ATELIER: LUATAGUS


P

ROJECTOS DESENVLVIDOS - LUATAGUS MORADIAS GEMINADAS

PLA.1


COBERTURA

1ยบ PISO: QUARTOS

R/C: SALA + COZINHA

CAVE: ESTACIONAMENTO + ARRUMOS


PLA.1

O projecto consistiu em 3 moradias em banda, optou-se por ser uma arquitectura moderna, que viesse despertar no verde da paisagem em que se iria assumir.


PISO 0

PROGRAMA: 3D - ESCOLA LOCALIZAÇÃO: RIO DE MOURO TEMPO DE PROJECTO: 1 MESES ATELIER: LUATAGUS

PISO 1


P

ROJECTOS DESENVLVIDOS - LUATAGUS 3D DE UMA ESCOLA - PUBLICIDADE

PLA.2


PLA.2


PROGRAMA: MORADIA UNIFAMILIAR LOCALIZAÇÃO: RAL, SINTRA TEMPO DE PROJECTO: 1 ANO ATELIER: LUATAGUS


P

ROJECTOS DESENVLVIDOS - LUATAGUS MORADIA UNIFAMILIAR

PLA.3


O projecto consistiu numa moradia geminada unifamiliar, com um ABC de 215,71 m2, o tereno com 1422 m2 e uma tipologia T2. O cliente pretendia uma casa para habitação permanente que fosse de uma arquitectura contemporânea e com muita luz no seu interior.

PLA.3


PROGRAMA: CENTRO DE LAAGEM LOCALIZAÇÃO: SABUGO, SINTRA TEMPO DE PROJECTO: 1 ANO ATELIER: LUATAGUS


P

ROJECTOS DESENVLVIDOS - LUATAGUS CENTRO DE LAVAGEM

PLA.4


Portfolio Arquitecta Lúcia Neto  

O desenvolvimento de varios trabalhos feitos em atelier e a titulo próprio