Issuu on Google+


ÍNDICE 1. MENSAGEM DO PRESIDENTE.. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .04 2. PARÂMETROS DO RELATÓRIO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .05 3. PERFIL ORGANIZACIONAL.. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 06 4. GOVERNANÇA.. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .12 5. ENGAJAMENTO DAS PARTES INTERESSADAS.. . . . . . . . 17 6. FORMA DE GESTÃO.. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 7. DESEMPENHO ECONÔMICO.. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19 8. DESEMPENHO SOCIAL.. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .20 9. DESEMPENHO AMBIENTAL.. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27 10. SUMÁRIO GRI. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .28


04

1.

MENSAGEM DO PRESIDENTE

G

estão sustentável é uma prática possível e a Ajorpeme quer fazer parte desse processo. Trabalhar dentro de conceitos de sustentabilidade não é como muitos podem imaginar, responsabilidade apenas das grandes empresas. Estas são ideias ultrapassadas e devem ser abandonadas o mais rápido possível, sob o risco das micro e pequenas empresas perderem competitividade frente a concorrentes que venham preparadas para atender as demandas dos mercados por uma produção mais limpa e socialmente justa. Organizações de todos os tamanhos estão cada vez mais preocupadas em atingir e demonstrar um desempenho social e ambiental correto, controlando os impactos de suas atividades, de seus produtos ou serviços no meio ambiente e na relação com todas as partes com quem interagem. O primeiro grande desafio para uma microempresa é tornar-se um empreendimento formal, com todos os documentos e licenças necessárias para a sua operação. Este comportamento se insere no contexto de uma legislação cada vez mais exigente, do desenvolvimento de políticas econômicas e medidas destinadas a estimular a proteção ao meio ambiente e o respeito às pessoas. A Ajorpeme com mais de 2000 associados, número que faz da entidade uma das maiores e mais atuante representante do segmento das micro e pequenas empresas (MPEs) do Brasil, compreende que há um ambiente favorável para o avanço de ações para tornar o conhecimento dos empresários sobre sustentabilidade um fator de competitividade. Isso pode ocorrer ao se estabelecer uma melhor relação quanto ao uso dos recursos naturais, à mitigação de impactos no ambiente e à geração de valor para a empresa e a sociedade, simultaneamente. Compreendemos que para as MPEs, a sustentabilidade abre

oportunidades de acesso a novos mercados, de aumento de receitas, de redução de risco e custo, de aumento da produtividade e de melhora na imagem. Por meio do seu primeiro Relatório de Sustentabilidade, a Ajorpeme formaliza o compromisso de avaliar a sua própria gestão, rever práticas e definir metas para aprimorar o seu desempenho ambiental e social. No decorrer das próximas páginas será possível observar esse exercício. Além disso, sistematizamos os resultados obtidos em 2012, por meio dos serviços prestados ao associado e da representatividade do nosso segmento para a promoção de um ambiente de negócios mais justo para as MPEs e para o desenvolvimento social da nossa região. Da mesma maneira, apresentamos os resultados do Instituto Ajorpeme, que por meio do seu planejamento estratégico, demonstra a evolução de um entendimento inicial voltado à filantropia para estruturação de ações que fortaleçam a sua missão de educar para a sustentabilidade. Está em curso uma transição de modelos de negócios e de relações econômicas pautadas pelo desafio de promover o desenvolvimento sustentável. É imperativa e inadiável a articulação de estratégias empresariais nesse sentido, notadamente no âmbito das micro e pequenas empresas, de modo a consolidar o importante papel que já cumprem na geração de emprego, na distribuição da riqueza e na capacidade de inovar, em um ciclo virtuoso que todos desejamos que persista na economia brasileira.

Gean Marcos Dombroski Corrêa Presidente da Ajorpeme Luciana Assad Rupp da Silva Presidente do Instituto Ajorpeme


05

2.

PARÂMETROS DO RELATÓRIO O primeiro Relatório de Sustentabilidade da Ajorpeme reforça o seu compromisso com práticas responsáveis, cujo Instituto Ajorpeme já é um exemplo.

N

o entanto, agora a proposta é ampliar a visão para práticas, informações e indicadores da gestão da Associação em relação aos seus impactos econômicos, sociais e ambientais. Para demonstrar o desempenho desse tripé, a Ajorpeme adota como parâmetro, as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI), metodologia internacional, amplamente divulgada e aceita para os diferentes tipos e os portes de organizações. O Nível de Aplicação adotado nesta aplicação é o C. O documento refere-se ao período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2012 e relata o desempenho da Associação e do Instituto Ajorpeme situados em Joinville, no Estado de Santa Catarina. A sua publicação será anual visando oferecer aos seus associados, e também, a todas as suas partes interessadas uma abordagem estruturada e consolidada da sua gestão. Para a definição do conteúdo desse Relatório a Associação aplicou o princípio da materialidade, de maneira a identificar os temas e indicadores prioritários a serem relatados, que reflitam os aspectos econômicos, ambientais e sociais considerados relevantes para a entidade e para as suas partes interessadas. Dessa maneira, por meio de reunião em que foram explicados os objetivos e os principais con-

ceitos do padrão adotado (GRI), aplicou-se em questionário estruturado para facilitar a classificação dos aspectos que devem ser monitorados por meio de indicadores de gestão, adicionandose àqueles já utilizados pela Associação. Nesta primeira experiência participaram da atividade 14 colaboradores representando a perspectiva da Associação, e 12 Conselheiros representando o ponto de vista dos associados. Assim, nas próximas páginas serão apresentados os resultados dos aspectos considerados essenciais: • Dimensão Econômica: desempenho econômico e a geração e distribuição de recursos financeiros. • Dimensão Ambiental: informação a respeito do uso de materiais, água, energia e resíduos. • Dimensão Social: no aspecto de trabalho descente as práticas de emprego, cuidados com saúde e segurança, investimento em treinamento e igualdade de oportunidades com os colaboradores. No aspecto direitos humanos, as práticas de investimento e compras. No aspecto sociedade apresentará as ações do Instituto Ajorpeme e as práticas relacionadas à satisfação dos associados.


06

3.

PERFIL ORGANIZACIONAL

Fundação: 1984 (29 anos) 2017 Associados 1,8 bilhão/ano de faturamento 47 mil trabalhadores diretos 51 Empreendedores Individuais

F

undada em 1984 a Associação de Joinville e Região da Pequena, Micro e Média Empresa – Ajorpeme foi constituída como uma sociedade civil sem fins lucrativos. Hoje com 29 anos está entre as quatro maiores Associações de Micro, Pequenas e Médias Empresas da América Latina com 2017 associados, respondendo por um faturamento de R$ 1,8 bilhão/ano e 47 mil trabalhadores diretos. Na Ajorpeme são 51 empreendedores individuais. As ações da Ajorpeme estão fundamentadas nos seus objetivos estatutários: a) Promover, estimular e propor medidas que permitam às empresas o desenvolvimento e fortalecimento harmônico de suas atividades, como parcela representativa no contexto econômicosocial do Município, do Estado e do País; b) Defender, amparar, orientar e coligar as micro, pequenas e médias empresas e autônomos que se dediquem a qualquer atividade econômica devidamente legalizada perante os órgãos competentes participando junto aos Poderes Públicos no estabelecimento de critérios que definam as suas obrigações e direitos perante a Comunidade Brasileira e Internacional, para com à Federação Estadual e Confederação Nacional; c) Apresentar e defender junto aos Poderes Públicos as medidas necessárias e suficientes para o bom desempenho e desenvolvimento econômico e social das micro, pequenas e médias Empresas procurando manter representa-

ção junto as Entidades e Órgãos colegiados que estabelecem a política econômica governamental nos âmbitos municipal, estadual e federal; d) Facilitar o acesso a serviços especializados à orientação e assistência aos associados; e) Promover e incentivar a solidariedade e união entre empresários e demais entidades congêneres que venham de encontro com os objetivos da Associação, na promoção do desenvolvimento sócio-econômico do Brasil, na defesa intransigente da livre iniciativa, da Democracia e da Propriedade Privada; f) Incentivar e promover continuamente o desenvolvimento de seus associados, através do aperfeiçoamento técnico, profissional e gerencial, visando a segurança, racionalização, qualidade, produtividade e o justo lucro; g) Zelar pelo bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade; h) Promover a defesa dos interesses das micro, pequenas e médias empresas em todas as instâncias constitucionais na esfera judicial e extrajudicial, podendo para tanto ajuizar demandas em nome de seus associados; i) Celebrar convênios e parcerias na área da educação visando o desenvolvimento e a capacitação da classe empresarial e de seus funcionários, especialmente nas áreas do ensino fundamental, de 1º e 2º e 3º graus, bem como à nível de pós graduação e especialização; A Ajorpeme é uma entidade capaz de oferecer aos empreendedores individuais e aos empresários de micro, pequenas e médias empresas soluções em gestão, conhecimento e oportunidades de negócios, promovendo o desenvolvimento econômico e social da região. Além da representatividade das causas específicas do setor, o objetivo é também, promover o aprendizado dos associados de maneira a contribuir em direção a empreendimentos bem sucedidos. Dessa maneira, a Ajorpeme oferece serviços e benefícios as seus associados.


07

Convênios e Parcerias

A

Geração de Negócios e Relacionamento

P

jorpeme estabelece convênios e parcerias comerciais para oferecer os melhores serviços e vantagens, fortalecendo o associativismo. Em 2012 foram fechados novos convênios com as empresas: • Guia de Serviços que realiza o serviço de divulgação de comunicação na internet; • Littera que oferece apoio financeiro as empresas; • Liberty empresa de seguros de vida, residencial e de automóveis.

ara facilitar a prospecção e a realização de negócios entre os associados e na relação com as grandes empresas da região, a Associação organiza eventos e oferece ferramentas para promover um ambiente favorável ao relacionamento. Além de proporcionar novos ambientes e diferentes formas de interação entre os empresários, estas atividades possibilitam a troca de experiências vitoriosas, estreitando os relacionamentos entre os associados.

Integração de novos associados Visa integrar os novos associados à Ajorpeme, esclarecer dúvidas e gerar um ambiente de geração de negócios aos empresários. Em 2012 foram realizados três eventos com a participação 66 novas empresas associadas. Ao todo 378 empresas associaram-se à entidade.

Rodada de Negócios Foram realizados dois eventos que promoveram o encontro entre 90 empresas da região, com objetivo de proporcionar aos empresários associados, a oportunidade de apresentar seus produtos e serviços para compradores de grandes empresas da região.

Noite de Negócios Foram realizados nove encontros, com a participação de 540 empresas para promover a exposição de produtos e serviços, mesas de negociação, quadro de classificados e espaço para troca de cartões. A Noite de Negócios proporciona gratuitamente aos empresários, uma excelente oportunidade para geração de negócios e ampliação da rede de contatos.

Café & Negócios Evento com o objetivo de proporcionar aos participantes a apresentação de empresas, produtos e serviços, com troca de cartões, geração de negócios, ampliação do networking dos participantes e a troca de experiência. Em 2012, foram realizados dez edições do Café & Negócios com a participação de 200 empresas.


08

Participação em Feiras Os empresários associados podem contar com apoio da Associação para participar de feiras em condições especiais. Em 2012 houve a participação em 13 Feiras e Fóruns de interesse de 15 Núcleos e a participação de 285 associados.

13 Feiras 15 Núcleos 285 Associados Núcleo Núcleo Trade Turístico Núcleo de Mulheres Empreendedoras Núcleo Trade Turístico Núcleo Comunicação e Eventos Núcleo Trade Turístico Núcleo de Segurança Núcleo de Mulheres Empreendedoras Núcleo de Tecnologia Núcleo de Restaurantes Núcleo Trade Turístico Núcleo Imobiliário Núcleo de Advogados Núcleo de Comunicação e Eventos Núcleo de Engenharia Núcleo Trade Turístico Núcleo Contábil Núcleo Trade Turístico Núcleo Trade Turístico Núcleo de Restaurantes Núcleo Trade Turístico

Em 2012 cerca de 2.500 pessoas participaram de eventos, capacitações e outras atividades promovidas pela Ajorpeme

Feira 6º Feira de Ferramentaria, Modelação e Usinagem

Nº Part. 16

1º Emprefest

40

5º Feira de Eletroeletrônica, Energia e Automação Industrial Missão Feira Exposec

14

Feira do Empreendedor

40

Conferência de Defesa Civil VI Famtour Fórum Nacional FAMPESC Fórum Regional do Turismo 8º Feira da Metalurgia Feira Equipote Congresso Brasileiro de Cerâmicas e Materiais

50 16 19 12 14 12 12

40


09

Mídias Ajorpeme Em 2012, 99 empresas utilizaram as mídias oferecidas pela Ajorpeme, ampliando a possibilidade de veiculação publicitária em canais de comunicação da entidade como site, informativo, revista e jornal. Locação de Salas Durante o ano de 2012 as salas foram locadas 93 vezes para que os associados da Ajorpeme realizassem reuniões, cursos, treinamentos e encontros. UNIAJO É a Universidade Corporativa da Ajorpeme que visa contribuir para a valorização e desenvolvimento dos associados, através da disseminação de conhecimento e experiências em capacitações empresariais, in company e orientações gratuitas. A grade de cursos é estruturada em conhecimentos administrativos indispensáveis aos empreendedores individuais, proprietários de micro e pequenas empresas e que sejam adequados a cada segmento de negócio. Em 2012 foram realizadas 43 capacitações empresariais voltadas à liderança, empreendedorismo, contabilidade e finanças, vendas, recursos humanos, atendimento e estoque entre outros. Participaram 619 pessoas desse processo de aprendizagem. Também foram realizados cinco cursos in company e três outros direcionados a implantação de ISO9001. Após cada treinamento é aplicada a respectiva avaliação que é utilizada para aprimorar a qualidade das capacitações oferecidas aos associados. Para os empreendedores individuais que se legalizam como micro empresários, foram oferecidos ciclo de palestras e orientação individual sobre a legislação, aspecto contábil, financeiro e marketing, capacitando 180 profissionais que se enquadram nesta categoria.


10

Núcleos Setoriais Para concretizar os objetivos do associativismo, os Núcleos Setoriais são uma alternativa de participação e atuação de seus associados. São grupos de trabalho dentro da entidade formados por empresários de um mesmo setor ou que desenvolvam atividades semelhantes, que têm problemas comuns e que buscam soluções em

conjunto. Neste sentido, os Núcleos fortalecem significativamente o associativismo tornando-o mais representativo e específico. Três novos Núcleos Setoriais foram criados em 2012. São eles: Correspondente da Caixa, Comunicação e Eventos e GLP (Gás Liquefeito de Petróleo).

Atividades realizadas pelos Núcleos Núcleo Advogados

Nº de Nucleados 12

Contábil

19

Engenharia

8

Mulheres Empreendedoras

12

Núcleo Reparação Automotiva Tecnologia

6 10

Gestão e Pessoas

12

Restaurantes

12

Imobiliário

11

Trade Tur��stico

15

Educação Infantil

36

Segurança

11

No ano de 2012, os Núcleos Trade Turístico e Contábil receberam o Prêmio de Núcleo Destaque do ano. E, os Núcleos Imobiliário e Gestão de Pessoas receberam o Prêmio de Núcleo Revelação.

Algumas Atividades Trabalho voluntário Advogado Solidário Campanha Declare Certo - SESCON/SC Solicitação para revisão da Tributação sobre Distribuição de Lucros e ITCMD Realização de Palestra sobre NR 10 e NR 12 Realização de Palestra sobre Defesa Civil Realização da Conferência de Defesa Civil Realização de Palestra sobre a Lei Resíduos Sólidos 20-09 Apoio na realização da Palestra Dia Internacional da Mulher na ACIJ Realização da Palestra ”A força que nos move ao resultado” Realização da Palestra “Melhora de autoestima” Realização de Palestra Educação Financeira Reunião com Rede Catarinense de Inovação Participação no Projeto Rota da inovação Realização de Palestra sobre Gestão de Pessoas Realização de Palestras para Conscientização da Boa Alimentação Participação Feirão da Caixa Criação do 1º Folhetim do Núcleo Rodada de Negócios entre os nucleados com o objetivo do associativismo Referência para os núcleos de outras AMPEs Parceria de Intercâmbio na Suíça Elaboração de Projeto da Lei para Transporte Executivo e Turístico Apresentação de Sistemas de Informatização de Escolas Aplicação Projeto Qualidade Primeiro encontro para revisão pedagógica nos CEIs Desenvolvimento do Planejamento Estratégico do Núcleo Isso representa associados engajados nas suas atividades, buscando o constante aperfeiçoamento, a troca de ideias e a busca de soluções, em conjunto para os mesmos problemas.


11

Ações Avançadas É um meio para assegurar a mobilidade e dinamismo da Ajorpeme por meio de ações descentralizadas, aproximando-se ainda mais da comunidade. Ocorre sempre em um local diferente, preferencialmente em bairros, e é promovido com o objetivo de integrar a comunidade com assuntos

de interesse coletivo. A iniciativa estimula novos líderes e propicia maior envolvimento com os associados da região. Em 2012, 250 pessoas participaram das ações que foram realizadas nos bairro Costa e Silva, Pirabeiraba e Itaum.

Ações Avançadas nos Bairros Bairro Costa e Silva Pirabeiraba Itaum

Tema Vencendo desafios com motivação Conhecer, compreender e vender Sonhar e liderar competências

Nº Part. 100 50 100

Representatividade O associativismo é o principal pilar da Ajorpeme e fundamenta as relações entre os colaboradores, os associados e a comunidade. A representatividade por meio do associativismo é um caminho para a unificação em torno de soluções comuns para problemas encontrados ao longo do desenvolvimento das atividades empresariais.

A Ajorpeme é reconhecida pela força da representatividade política do setor da micro, pequena e média empresa, conquistada por intermédio de combativa atuação. Passa a partir de 2012 a representar também o empreendedor individual. No último ano foram empreendidos esforços nos seguintes temas:

Simples Trabalhista Desde 2011, está tramitando na Câmara Federal a Proposta de Lei Complementar - PLC 51/2011 propondo a adequação de partes da legislação trabalhista, tornando a sua aplicação mais factível, sem retirar direitos dos trabalhadores, que está sendo denominada Simples Trabalhista. A FAMPESC e a Ajorpeme participaram de seminários para avaliar com os empresários subsídios para o aprimoramento da legislação trabalhista aplicável às micro e pequenas empresas.

Proposta de Emenda a Constituição dos Bombeiros Voluntários A Ajorpeme mobilizou seus associados para a aprovação da Proposta de Emenda a Constituição (PEC) dos bombeiros voluntários, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em Florianópolis. A PEC permite aos municípios fazer convênios com bombeiros voluntários e é considerada essencial para regiões como Joinville e Jaraguá do Sul. Nestas cidades, praticamente todos os serviços, como os de vistoria e os atendimentos são feitos por bombeiros voluntários.

Movimento Sul Brasileiro de Associações de Micro e Pequenas Empresas A Ajorpeme participou ativamente do Movimento Sul Brasileiro de Associações de Micro e Pequenas Empresas para junto com outras associações que representam o setor, buscar a regulamentação e a aplicação do novo Estatuto Nacional das Microempresas e das Empresas de Pequeno Porte, instituída pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006. A Lei Geral é de grande importância para o futuro dos pequenos negócios, pois introduz uma maior justiça tributária, simplifica o pagamento de impostos, diminui a burocracia para a abertura e fechamento de empreendimentos, facilita o acesso ao crédito, estimula as exportações, incentiva a cooperação, entre outras inovações.

Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte Durante todo o ano de 2012, o presidente da Ajorpeme participou das reuniões em Brasília do Fórum Permanente MDIC. O objetivo do Fórum é orientar e assessorar na formulação e coordenação da política nacional de desenvolvimento das microempresas e empresas de pequeno porte, bem como acompanhar e avaliar a sua implantação. Acompanhar a implantação efetiva do Estatuto da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, sua regulamentação, atos e procedimentos decorrentes. Assessorar na formulação das políticas governamentais de apoio e fomento às microempresas e empresas de pequeno porte, entre outros.


12

4.

GOVERNANÇA

A

governança na Ajorpeme caracteriza-se pela alternância no poder com eleições anuais para a Diretoria e Conselhos tanto para a Associação quanto para o Instituto Ajorpeme. Essa deliberação estatutária promove a oportunidade para várias lideranças contribuírem para o processo associativista e também para que antigos Presidentes continuem contribuindo com os Conselhos existentes. A Associação e o Instituto Ajorpeme contam com Conselhos próprios e autônomos, responsáveis pela tomada de decisão e da gestão das duas entidades, de maneira independente, conforme definido em seus estatutos. Em ambas as casas as funções de Presidência, Conselheiro e Diretores é voluntária. A governança da Ajorpeme é estruturada em: • Assembleia Geral: é o órgão soberano da Associação e se constitui pela reunião dos associados. • Conselho Superior: é o órgão que dá posse aos membros do Conselho Deliberativo, Conselho Fiscal e da Diretoria Executiva, composto pelos Ex-Presidentes da Diretoria Executiva da Associação. • Conselho Deliberativo: é o órgão que planeja e dirige as atividades da Associação para a consecução de seus objetivos, composto por associados eleitos por um período de três anos. • Conselho Fiscal: é o órgão que exerce assídua fiscalização sobre as operações, atividades e serviços da Associação. É composto por associados eleitos para o período de um ano. • Diretoria Executiva: é o órgão que deve cumprir e fazer cumprir as normas prescritas e as deliberações dos Conselhos. É composto por associados eleitos pelo período de um ano, constituída de um Presidente, seis Vice-Presidentes e dez Diretorias.


13

Mandato dos Conselhos e Diretoria Executiva – 01/01/2012 a 31/12/2012 Conselho Superior

Conselho Deliberativo

Laércio Beckhauser José Roberto Pereira Ademir Nunes Celso Buschmann Tirone Meier Nilton João Floriano Aldo Andrade Jaime Romagna Grasso Jair Gerent Marcos Stolf Romeu Retzlaff Luiz Carlos Boebel Luiz Carlos Floriani José Marcelino Junqueira Valdécio de Oliveira Maria A. Pereira Gonçalves Volnei Francisco Batista Vilson Holz Raulino João Schmitz Joni Marcos Becker Celso Trentini Marcelo Alexandre Molinari Jucemar da Cruz Maria Salete Rodrigues Pacheco Gilberto Guilherme Boettcher Diogo Henrique Otero

Ademir Nunes Aldo Andrade Celso Trentini Eulivia Fleith Comitti Joni Marcos Becker José Roberto Pereira Jucemar da Cruz Maria Salete Rodrigues Pacheco Pedro Felício Pereira Robina Saito Sonnesen Romildo de Souza Machado Valdina Giacomozzi Kamienski Conselho Fiscal Ademir Paulo Dias Diogo Henrique Otero Ivanor Olegário Marcelo Alexandro Molinari Roni Goulart Nunes Vanésio da Silva

Diretoria Executiva Gean Marcos Dombroski Corrêa Presidente Volnei Francisco Batista Vice-Presidente de Relações Institucionais Silvana E.Fioravanti Vice-Presidente Administrativo/Financeiro e Patrimônio Daniel Henrique Moreira Vice-Presidente Comercial/Comunicação e Marketing Adael Santos Vice-Presidente Núcleos/Negócios Marisa Koch Vice-Presidente de Treinamento Rosicler Dedekind Vice-Presidente Social/Eventos Christiane Schramm Guisso Diretora Administrativo Maria Lúcia Garcês Diretora Financeiro Carlos Eduardo de Souza Diretor de Patrimônio Jairo Martins Diretor Comercial Ademir Stepanavicius Martinez Gomes Diretor de Comunicação e Marketing Márcio Karsten Diretor de Núcleos João Vieira Rocha Diretor de Negócios Victor Kochella Diretor de Treinamento Fernando Medeiros Diretor Social Francisco Santiago Bezerra Diretor de Eventos


14

A Associação prima para condução ética da sua administração de maneira a espelhar os valores propagados aos seus associados. Dessa maneira tem estruturada a sua Carta de Valores que rege a tomada de decisões, os seus relacionamentos e a execução das suas atividades. Carta de Valores Ajorpeme Excelência: Agindo de corpo, mente e alma Liberdade: Com responsabilidade e autonomia nas ações Respeito: Em todos os relacionamentos Integridade: Com ética e transparência Atitude: Com amor e comprometimento Sabedoria: Com humildade Criatividade: Com inovação Cooperação: Pois juntos somos mais fortes

Para evitar conflitos de interesse, o Estatuto da Ajorpeme orienta que as empresas associadas, cujos representantes sejam membros dos Conselhos Deliberativo, Fiscal e Diretoria Executiva, podem prestar serviços e/ou vender produtos à Associação se praticar preços iguais ou inferiores que os do mercado. Além disso, não podem participar das reuniões do Conselho Deliberativo que analisam a aprovação das cotações de preços e sobre o desempenho dos fornecedores e subordinar-se inteiramente às decisões da Diretoria Executiva no que tange aos critérios de realização dos serviços e às condições de fornecimento de produtos.(4.6)

Mandato dos Conselhos e Diretoria Executiva do Instituto Ajorpeme 01/01/2012 a 31/12/2012 Luciana Assad Rupp da Silva Margareth Arins Roni Goulart Nunes Carmem Lucia Postól Eulivia Fleith Comitti Maria Salete Rodrigues Pacheco Vanessa Weber Roseli Hang Sheila Poerner Farias Mirtes Strapazzon Antonio Joaquim da Silva

Presidente Vice-Presidente Diretor-Administrativo Diretora Financeiro Diretora Financeiro Adjunto Conselheira Fiscal (titular) Conselheira Fiscal (titular) Conselheira Fiscal (titular) Conselheira Fiscal (suplente) Conselheira Fiscal (suplente) Conselheiro Fiscal (suplente)

São órgãos da governança do Instituto Ajorpeme: • Assembleia Geral: tem como responsabilidade discutir e deliberar sobre a direção do Instituto, a prestação e a aprovação de contas. • Conselho Fiscal: é o órgão fiscalizador da gestão financeira. • Diretoria: é o órgão responsável pela execução das ações.


15

Participação em associações A Ajorpeme tem contribuído significativamente não só para o desenvolvimento econômico, como também para a construção da cidadania. A fim de garantir o atendimento de reivindicações coletivas para o desenvolvimento regional, vem demonstrando capacidade de articulação, principalmente com outras entidades empresariais e órgãos governamentais. Dessa maneira, posiciona-se em momentos decisivos na discussão de assuntos relevantes relacionados ao empreendedorismo, à segurança pública, à legislação, ao meio ambiente e à educação.

Representação em Conselhos e Comitês • Conselho de Desenvolvimento de Joinville - DESENVILLE • Conselho de Administração da Casa do Empreendedor • Conselho Municipal Trabalho e Emprego – CMTE • Comitê Associativismo e Polo Regional • Comitê do Empreendedorismo • Comitê Gerenciamento da Bacia Rio Cubatão • Conselho das Entidades Empresariais • Conselho Empresarial de Cursos • Conselho da Faculdade Cenesista de Joinville • Conselho Fundação Softville • Conselho Instituto de Joinville • Conselho Municipal de Turismo • Conselho de Segurança Municipal • Conselho de Acompanhamento de Fundo Municipal de Desenvolvimento e Urbanização de Joinville • Grupo de Estudos de Coleta de Resíduos Sólidos de Joinville • Joinville e Região Convention & Visitors Bureau • Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA • Fundo Municipal de Reequipamento e Melhoria da Polícia Militar do Estado de SC • Fórum Permanente da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte • Comissão Técnica do Corpo de Bombeiros • Comitê de Projetos de Incentivos Fiscais da Prefeitura Municipal de Joinville • Comitê Municipal de Combate à Pirataria • Comitê Nós Podemos Joinville


16

Compromisso com iniciativas externas (4.12) A Ajorpeme e o Instituto Ajorpeme aderiram de maneira voluntária ao Movimento Nós Podemos, no âmbito local e estadual, com o objetivo de apoiar institucionalmente, contribuir com a sociedade e mobilizar seus associados à prática da responsabilidade social. Em 2000, a Organização das Nações Unidas (ONU), ao analisar os maiores problemas mundiais, estabeleceu 8 Objetivos do Milênio – ODM, que no Brasil são chamados de 8 Jeitos de Mudar o Mundo – que devem ser atingidos por todos os países até 2015. São eles: 1. Acabar com a Fome e a Miséria 2. Educação Básica de Qualidade para todos 3. Igualdade entre Sexos e Valorização da Mulher 4. Reduzir a Mortalidade Infantil 5. Melhorar a Saúde das Gestantes 6. Combater a Aids, a Malária e outras doenças 7. Qualidade de Vida e Respeito ao Meio Ambiente 8. Todo Mundo trabalhando pelo Desenvolvimento A Associação aderiu também ao Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção, em que as empresas signatárias comprometem-se a elaborar e aprovar códigos de conduta ou políticas de integridade que expressem de forma inequívoca as políticas adotadas em relação a sistemas de integridade e combate à corrupção. Os signatários deste pacto assumem sete compromissos: 1. Fazer as leis serem conhecidas internamente e cumpridas integralmente; 2. Divulgar, orientar e responder as dúvidas sobre os princípios legais aplicáveis às atividades da empresa; 3. Vedar terminantemente o suborno; 4. Ao decidir financiar campanhas políticas, a empresa signatária do pacto deve fazê-lo de forma transparente e lícita; 5. Divulgar os princípios do pacto assinado entre os públicos de interesse da empresa; 6. Atuar junto às cadeias produtivas na disseminação destes princípios; 7. Quando for o caso, proceder a investigações de denúncias de corrupção, de maneira aberta e transparente.


17

5. ENGAJAMENTO DAS PARTES INTERESSADAS

É

a interação com diferentes públicos de relacionamento que possibilita a Ajorpeme ser uma Associação atuante e que trabalha para o desenvolvimento dos empreendedores individuais e das MPEs. Dessa maneira são reconhecidas como principais partes interessadas da entidade os colaboradores, conselhos, associados, fornecedores, sociedade, governos e a mídia. São utilizados diferentes canais de comunicação para ouvir recomendações e solicitações dos colaboradores, associados e da sociedade. Como exemplo dessa prática, a

Ajorpeme incorpora a partir de 2012, no seu escopo de atuação, os empreendedores individuais em atenção aos pedidos da comunidade. A definição destes canais de relacionamento e o plano de comunicação com as partes interessadas ocorrem anualmente a fim de assegurar que a informação comunicada seja íntegra, atualizada, constante e que alcance ao público de interesse seja pertinente. Em 2012, destaca-se a integração com as redes sociais e a elaboração do primeiro Relatório de Sustentabilidade da Entidade como forma de interagir e dar transparência das atividades a todas as suas partes interessadas.

Abordagens para o engajamento dos stakeholders Parte Interessada

Composição

Colaboradores

Contratados em regime CLT Estagiários

Associados

Sócio Fundador Sócio Ativo

Fornecedores

Produtos Serviços

Sociedade

ONGs Micro, pequenas e médias empresas não associadas Empreendedores individuais Entidades empresariais

Governos

Municipal Estadual Federal

Mídia

Veículos de Comunicação: TV, Rádio, Jornal e Mídia Digital

Formas de Relacionamento Relatório de Sustentabilidade Reuniões com as áreas Pesquisa de clima E-mail fale com o presidente Assembleias Jornal Ajorpeme em Foco Informativo Online Site Redes sociais Coluna em Jornais Relatório de Sustentabilidade Revista Ajorpeme E-mail marketing E-mail fale conosco E-mail fale com o presidente Relacionamento direto Fale conosco Relatório de Sustentabilidade Jornal Ajorpeme em Foco Informativo Online Site Redes Sociais Colunas online Revista Ajorpeme Relatório de Sustentabilidade Comitês Conselhos Relatório de Sustentabilidade Fóruns Assembleias Assessoria de Imprensa Relatório de Sustentabilidade


18

6.

A

FORMAS DE GESTÃO

primorar o modelo de gestão é uma busca constante da Ajorpeme tanto na Associação quanto no Instituto Ajorpeme, de maneira que a eficiência e o profissionalismo possam estar a serviço e também ser uma referência para as empresas associadas. Dessa maneira, ambas as entidades possuem conselhos e gestão independentes e autônomas como rege o seu estatuto. A Associação revisa anualmente o seu planejamento estratégico com o objetivo de traçar as metas de médio e longo prazo para a entidade alcançar a sua visão de ser atuante e inovadora, trabalhar com excelência e proporcionar um ambiente de realização e orgulho para colaboradores, associados e comunidade. Para a sua gestão há uma integração entre a diretoria e a equipe executora, de modo a garantir um equilíbrio entre o poder representado pelo associado dirigente e a gestão executiva que tem o papel de mobilizar, articular e fazer acontecer às decisões encaminhadas. Além disso, para o melhor funcionamento da Associação, a sua gestão é formalizada por meio do seu Manual Organizacional que é composto pelo Estatuto, Planejamento Estratégico e Manuais de Normas e Procedimentos. Para o Instituto Ajorpeme, a elaboração do seu planejamento estratégico caracteriza-se em uma evolução na gestão que merece destaque neste período. A partir desse processo de construção e aprendizado o Instituto sistematizou as suas principais diretrizes e formas de atuação. Dessa maneira, “Educar para a Sustentabilidade” é a missão do Instituto Ajorpeme. Educar, mobilizar e articular projetos próprios ou em parcerias com outras instituições e governo são as estratégias adotadas para sua atuação. A sua gestão está estruturada em uma base estratégica responsável pela avaliação dos seus indicadores de desempenho e definição das diretrizes de ação, sob a responsabilidade da Presidência, Diretoria e Conselho. E, a base administrativa subdividida em quatro frentes,

comunicação, recursos humanos, financeiro e administrativo, cuja atividade contém uma funcionária exclusiva para a sua operacionalização. As demais atividades são desenvolvidas pelos funcionários da própria Associação. As áreas programáticas sobre as quais o Instituto direciona as suas ações são a capacitação de líderes de micro, pequenas e médias empresas para a gestão socialmente responsável; a promoção da conscientização ambiental da sociedade; o estímulo à formação de jovens empreendedores e o atendimento de qualidade as crianças em Centros de Educação Infantil. Esta organização na forma de trabalhar visa consolidar o relacionamento do Instituto com a Ajorpeme através da difusão da cultura da sustentabilidade, de maneira que possa ser reconhecido pelos associados e a sociedade como referência em sustentabilidade e responsabilidade social. Para a Associação, bem como, para o Instituto Ajorpeme, a elaboração do primeiro Relatório de Sustentabilidade da entidade segundo o modelo internacional Global Reporting Initiative (GRI) merece destaque. A adoção desse modelo é forma de apresentar o compromisso da Associação e do Instituto com os impactos das atividades e decisões e, estimular as lideranças de que é possível integrar práticas sustentáveis em todos os portes e tipos de organização. O Relatório está sendo utilizado pela entidade como uma ferramenta de autoavaliação, que possibilita uma visão geral sobre sua gestão sob o âmbito da sustentabilidade, estruturando os indicadores de desempenho nos aspectos econômico, social e ambiental. E a partir disso, o estabelecimento de metas para melhorar as suas práticas por meio da incorporação de parâmetros da responsabilidade socioambiental no seu modelo de gestão. Nas páginas seguintes estão relacionados os indicadores considerados essenciais nesta primeira experiência de relato.


19

7.

ECONÔMICO

A

organização baseada em princípios socialmente responsáveis cumpre as suas obrigações legais e tem por premissa relações éticas e transparentes. Assim ganha condições de manter o melhor relacionamento com parceiros e fornecedores, associados e funcionários, governo e sociedade. A Ajorpeme prima em ser considerada uma entidade idônea e zelar constantemente pelos recursos arrecadados de seus associados por meio das mensalidades, que se caracteriza em sua principal fonte de receita. A oferta de servi-

ços como locação de salas, utilização de mídias, estabelecimento de convênios e a realização de capacitações também contribuem para o resultado alcançado. Em 2012, foram feitos investimentos significativos em melhorias da estrutura interna e reformas da sede para oferecer mais conforto aos associados que participam das atividades da Associação. Além da contribuição em forma de mensalidade dos associados, os convênios oferecidos pela Ajorpeme e os patrocínios arrecadados para as atividades contribuíram para o resultado alcançado. (EC1).

Distribuição do Valor Adicionado INSTITUTO Classificação da despesa do Instituto Equipamentos/imóveis Pessoal Operacionalização de projetos sociais Valor financeiro do número de horas de trabalho de funcionários em horário de trabalho (80 horas) Total AJORPEME Descrição 1-RECEITAS 1.1) Vendas de mercadoria, produtos e serviços 1.2) Não operacionais 2-INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS 2.1) Matérias-Primas consumidas 2.2) Custos das mercadorias e serviços vendidos 2.3) Materiais, energia, serviços de terceiros e outros 3 – VALOR ADICIONADO BRUTO (1-2) 4 – RETENÇÕES 4.1) Depreciação, amortização e exaustão 5 –VALOR ADICIONADO LÍQUIDO PRODUZIDO PELA ENTIDADE (3-4) 6 – VALOR ADICIONADO RECEBIDO EM TRANSFERÊNCIA 6.2) Receitas financeiras 7 – VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR (5+6) 8 – DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO 8.1) Pessoal e encargos 8.2) Impostos, taxas e contribuições 8.3) Juros e aluguéis O gerenciamento dos recursos financeiros da Associação é feito por meio da elaboração de orçamento anual e de prestação de contas da contabilidade mensal ao Conselho Fiscal, que verifica o controle de fluxo de caixa e as despesas

Valor $ R$ 1.033,98 R$ 34.134,47 R$ 834,61 R$ 3.236,18 R$ 39.239,24 Valores em R$ 2.539.934,85 2.539.934,85 1.451.509,61 1.147.316,08 304.193,53 1.088.425,24 38.295,23 38.295,23 1.050.130,01 49.570,30 49.570,30 1.099.700,31 931.298,15 841.906,37 10.188,80 79.202,98

pagas. Além disso, no mês de janeiro é realizada a prestação de contas da gestão à Assembleia Ordinária por meio da apresentação do balanço contábil.


20

8.

DESEMPENHO SOCIAL

A empresa socialmente responsável respeita os direitos dos trabalhadores por compreender esse como um pressuposto indispensável. Mas também investe no seu desenvolvimento pessoal e profissional, na melhoria das condições de trabalho e no estreitamento de suas relações com os colaboradores.


21

Práticas Trabalhistas A Ajorpeme possui uma equipe com 24 colaboradores lotados em funções administrativas. Desses, 20 colaboradores são contratados como celetistas e 4 são contratados como estagiários. (LA1). Na sua composição, o grupo de colaboradores é constituído 100% por pessoas brancas, sendo 96% mulheres. A faixa etária até 30 anos

representa 45% do grupo e, entre 30 a 50 anos, 50% são do quadro funcional. O processo de contratação e admissão na Ajorpeme se realiza respeitando critérios de diversidade, ou seja, não se realiza discriminação de sexo, idade, raça, religião, preferência sexual ou de qualquer outra forma ( LA 13).

Composição dos grupos de empregados por gênero Categoria funcional Gestores Analistas Assistentes/Auxiliares

% Homens 2012 % 100% 0 0

% Mulheres 2012 % 0 100% 100%

Composição dos grupos de empregados por idade Categoria funcional Gestores Analistas Assistentes/Auxiliares

% Até 30 anos 0 0 57,89%

% Entre 30 e 50 anos 100% 100% 36,85%

% Acima de 50 anos 0 0 5,26%

% negros 0 0 0

% pardos 0 25% 0

Composição dos grupos de empregados por raça Categoria funcional Gestores Analistas Assistentes/Auxiliares

% brancos 100% 75% 100%

Em 2012 foram efetuados desligamentos visando à adequação do quadro de colaboradores aos objetivos estratégicos da entidade. Dessa maneira o índice de rotatividade no período foi de 54,17% (LA 2). O acompanhamento do trabalho dos colaboradores é realizado pelas suas lide-

ranças, por meio da aplicação de ferramentas de feedback, momento em que se verificam as necessidades de treinamento e alinhamento salarial e de carreira. A decisão pelo desligamento de um colaborador passa por todas essas etapas (LA 12).


22

O menor salário pago pela Associação é de R$ 600,00 relativos ao salário dos estagiários que desenvolvem suas atividades em meio período de trabalho (EC5). Além disso, é pago para os estagiários 50% do valor da mensalidade da faculdade. Quanto aos celetistas, o menor salário é de R$ 836,00, conforme estabelecido na Convenção Coletiva de Trabalho, com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Assessoramento, Perícia, Pesquisa e Informações, que rege as relações de trabalho da casa, com 100% dos seus colaboradores (LA4).

A remuneração dos funcionários é definida segundo a política salarial da entidade que foi consolidada em 2012. São levadas em considerações as responsabilidades e as qualificações necessárias para o desempenho da função, os padrões de mercado para cargos com responsabilidades semelhantes, o equilíbrio orçamentário e o desempenho da empresa e seus resultados. Em 2012, foram investidos R$ 183.416,30 em benefícios para os funcionários. (LA 3)

Valor de investimento em benefícios para funcionários no período Benefício Auxílio creche Comissão Vale transporte Vale alimentação Auxílio Educação Plano de Saúde Total

Público Atendido Funcionários com filhos até 6 anos Vendedores CLT / Estagiários CLT / Estagiários CLT / Estagiários CLT / Estagiários

A Ajorpeme realiza periodicamente o Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional dos seus funcionários visando a antecipação, conhecimento, avaliação e controle de riscos do seu quadro funcional (LA7). No período relatado não ocorreram registros de acidentes de trabalho (LA9).

Valores em R$ 3.538,00 2.115,98 9.288,11 63.366,58 17.436,68 41.208,95 183.416,30

Em 2012 a Associação estruturou um programa de capacitação como forma de promover o desenvolvimento do grupo de colaboradores. As suas principais diretrizes são: qualificação, capacitação técnica, multiplicação do conhecimento e otimização de recursos. Foram realizadas no decorrer do ano, 936 horas de treinamento destinadas aos colaboradores em cursos voltados ao desenvolvimento de liderança e conhecimentos em gestão em área de vendas, formação de preços, gestão de estoque, recursos humanos, comunicação e finanças (LA10).


23

Média de horas de treinamento por categoria funcional Categoria funcional Supervisão

Colaboradores

Horas de Treinamento 12 236 136 36 24 72 324 60 12 12 12

Tema Redação Empresarial MBA Finanças e Controladoria Liderança Excel Gestão de Mídias Memorização Redação Empresarial Negociação em vendas Recrutamento e seleção Formação de preço Gestão de estoque

Direitos Humanos O governo e grandes empresas trabalham para fortalecer os cuidados com o respeito aos direitos humanos, não apenas no âmbito interno com seus colaboradores, mas também em toda a sua cadeia de valor. Isso significa que já cobram de seus fornecedores certidões negativas de dívidas tributárias e trabalhistas, como certificação do cumprimento mínimo dos direitos dos

trabalhadores. Como forma de estimular, contribuir com o desenvolvimento da economia local e fortalecer o associativismo, a Ajorpeme adquire 100% dos materiais utilizados nas suas atividades de fornecedores de Joinville, como também a grande maioria dos serviços contratados (EC6).

Número e valor pago a fornecedores Classificação dos Fornecedores

Valores em R$ Nº fornecedores % volume pago de Joinville a fornecedores locais Materiais de consumo R$ 86.787,59 8 100% Serviços R$ 571.378,44 41 99% Total R$ 648.66,03 49

Como forma de estender seus compromissos aos parceiros comerciais, a Ajorpeme adota cláusulas de respeito à legislação trabalhista com seus prestadores de serviço, que representam hoje 20% do seu grupo de fornecedores. Dessa maneira, busca assegurar que os empregados de serviços terceirizados tenham

Número de fornecedores que não são locais 1 1

condições de trabalho semelhantes a de seus próprios funcionários e reforça o princípio para cumprimento da legislação trabalhista. A partir de 2013, os contratos com os fornecedores serão revisados de maneira que 100% deles contemplem esta exigência (HR2).


24

Sociedade A relação de uma organização ou empresa com a sua comunidade de entorno é um dos principais exemplos dos valores com os quais está comprometida. Respeito à cultura local, contribuição em projetos educacionais ou organizações comunitárias e a divulgação de princípios que aproximam seu empreendimento das pessoas ao redor são algumas das ações que demonstram o valor que sua empresa dá à comunidade.

Desde 2003 a Associação criou o Instituto Ajorpeme - Ética e Desenvolvimento Social entidade civil, de natureza filantrópica e sem fins lucrativos. Os públicos-alvo são as micro, pequenas e médias empresas, sociedade, jovens e crianças. Em 2012, o Instituto estruturou quatro áreas programáticas de atuação: educação, econômico, social e ambiental. Os resultados obtidos no período estão assim organizados:

Educação Nesta área o Instituto realiza o Convênio Viva Infância. É um projeto firmado entre o Instituto Ajorpeme, o Núcleo de Educação Infantil e a Prefeitura Municipal de Joinville, que visa ampliar o número de vagas da educação infantil no município. Em 2012 foram atendidos nesta parceria 30 centros de educação infantil em Joinville, com um total de 1.550 crianças e aproximadamente R$ 260.250,00 por mês. Totalizando um valor anual repassado de R$ 3.123.000,00. Também foram realizadas visitas aos centros de educação infantil como forma de acompanhar a operacionalização do Convênio. Além disso, como forma de divulgar e disse-

minar o Instituto Ajorpeme e suas ações de sustentabilidade ocorreu a ampliação da sua participação em: • Eventos promovidos pela Ajorpeme como Ação Avançada, Noite de Negócios, Café & Negócios e reuniões da diretoria executiva. • Maior inserção de temas relacionados à sustentabilidade em jornais e revistas. • Participação em organizações, comissões e comitês como, Associação Joinvilense de Organizações Sociais (AJOS), Instituto de Planejamento Urbano de Joinville (IPPUJ), Conselho da Cidade, Comissão para Construção do Parque empresarial e SEBRAE.


25

Ambiental A Campanha “Sacolas Ecológicas” é uma ação promovida pelo Instituto Ajorpeme com o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato dos Supermercadistas, Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria (SINDIPAN), Rede QUALIPAN, FUNDEMA, IPPUJ e Secretaria Municipal do Bem Estar Social. Tem o objetivo de incentivar o uso de sacolas retornáveis por con-

sumidores, substituindo assim a sacola plástica. Todo segundo sábado de cada mês, os proprietários de supermercados, farmácias e panificadoras mobilizam-se para o dia sem sacolas plásticas. Em 2012 foram realizadas dez edições do “Dia sem sacolas” em Joinville. Segundo o Comitê a meta é reduzir o uso em 50% na cidade.


26

Social Em Joinville, o Instituto Ajorpeme é parceiro da Junior Achievement, que possibilita aos associados o engajamento na causa da educação para o empreendedorismo em jovens talentos. Em 2012 foram atendidos 1200 alunos de 10 a 16 anos de idade, em 43 turmas nas seguintes escolas: Plácido Olímpio Oliveira, João Colin, Fucas, EEB Celso Ramos, EM Profª Ada Santanna da Silveira e Colégio Cenecista José Elias Morei-

ra. Foram abordados os seguintes programas: Introdução ao Mundo dos Negócios, Nosso Mundo, Economia Pessoal, Vantagens de Permanecer na Escola, Atitude pelo Planeta e Mini Empresa (In Company na Ajorpeme). Em parceria com o Núcleo Jovem Empreendedor realizouse a 9ª edição do evento Feijão Coração, almoço cujo dinheiro arrecadado no valor de R$ 900,00 foi doado para a Junior Achievement.

Econômica Para a área econômica está previsto para 2013 conhecer sob o âmbito da sustentabilidade as questões críticas que impactam cada setor de negócio. A partir disso, elaborar programas

de gestão sustentável por segmento e capacitar fornecedores para grandes empresas da região. E ainda, articular parcerias para o acesso a programas de inovação sustentável (SO1).

Para a realização das suas atividades o Instituto Ajorpeme arrecada 3% das mensalidades pagas pelos associados à Ajorpeme, sendo que doações e patrocínios de eventos também compõe o seu orçamento. A prestação de contas é feita ao Conselho Fiscal mensalmente e à Assembleia Geral anualmente.


27

9.

MEIO AMBIENTE Não há incompatibilidade entre um empreendimento rentável e uma gestão ambientalmente correta. O que tem sido observado é que as organizações que cuidam de seus impactos ambientais têm seus custos reduzidos pelo uso racional da energia, água e recursos materiais.

E

m função das suas atividades e serviços prestados pela Associação, os principais materiais utilizados são relativos ao expediente, treinamento, limpeza e higiene. Em 2012, a Ajorpeme utilizou 11.500 unidades de papel sulfite, sendo que 87% deste papel foi reciclato, produzido a partir de aparas de papel pré e pósconsumo (EN1). As Centrais Elétricas de Santa Catarina – CELESC é a fornecedora de energia para a Ajorpeme, que consumiu a média anual de 56.527KW

nas suas duas instalações localizadas na Rua Urussanga. Para 2013 estão previstas as trocas dos aparelhos de ar condicionado e a ampliação de ações de conscientização dos colaboradores e associados para a correta utilização dos equipamentos, visando à redução de 5% neste consumo. (EN3) A Ajorpeme consumiu a média anual de 378m³ de água em 2012, com meta de redução de 5% para o ano de 2013. Sua fonte é a Companhia de Abastecimento Municipal (EN8).


28

10.

SUMÁRIO GRI

Indicador 1. Visão e Estratégia Declaração do detentor do cargo com maior poder de decisão na organização (como diretor-presidente, presidente 1.1 do conselho de administração ou cargo equivalente) sobre a relevância da sustentabilidade para a organização e sua estratégia 2. Perfil Organizacional 2.1 Nome da organização 2.2 Principais marcas, produtos e/ou serviços 2.3 Estrutura operacional da organização, incluindo principais divisões, unidades operacionais, subsidiárias e joint ventures 2.4 Localização da sede da organização 2.6 Tipo e natureza jurídica da propriedade 2.7 Mercados atendidos 2.8 Porte da organização 3. Perfil do Relatório 3.1 Período coberto pelo relatório 3.3 Ciclo de emissão de relatórios 3.4 Dados para contato em caso de perguntas relativas ao relatório ou seu conteúdo 3.5 Processo para a definição do conteúdo do relatório 3.12 Sumário de conteúdo GRI 4. Governança, Compromissos e Engajamento 4.1 Estrutura de governança da organização 4.3 Membros independentes ou não-executivos do mais alto órgão de governança 4.4 Mecanismos para que acionistas e empregados façam recomendações ou dêem orientações ao mais alto órgão de governança 4.8 Declarações de missão e valores, códigos de conduta e princípios internos relevantes para o desempenho econômico, ambiental e social 4.13 Participação em associações 4.14 Relação de grupos de stakeholders engajados pela organização 4.16 Abordagens para o engajamento dos stakeholders, incluindo a frequência do engajamento por tipo e por grupos de stakeholders

Página

04

06 06 06 06 06 06 06 05 05 30 05 28 12 13 18 14 15 17 17, 18


29

Indicadores de Desempenho Econômico Aspecto: Desempenho Econômico Valor econômico direto gerado e distribuído, incluindo receitas, custos operacionais, remuneração de empregados EC1 (salário+encargo), doações e outros investimentos na comunidade, lucros acumulados e pagamentos para provedores de capital (banco+acionista) e governos (impostos)

Página

19

Aspecto: Presença no Mercado EC5

Variação da proporção do salário mais baixo comparado ao salário mínimo local em unidades operacionais importantes

22

EC6

Políticas, práticas e proporção de gastos com fornecedores locais em unidades operacionais importantes

23

Indicadores de Desempenho Social Práticas Trabalhistas e Trabalho Decente Aspecto: Emprego LA1 Total de trabalhadores, por tipo de emprego, contrato de trabalho e região LA3

Benefícios oferecidos a empregados de tempo integral que não são oferecidos a empregados temporários ou em regime de meio período, discriminados pelas principais operações

Página 21

22

Aspecto: Relação entre os Trabalhadores e Governança LA4

Percentual de empregados abrangidos por acordos de negociação coletiva

22

Aspecto: Saúde e Segurança no Trabalho LA7

Taxas de lesões, doenças ocupacionais, dias perdidos, absenteísmo e óbitos relacionados ao trabalho, por região

22

Aspecto: Treinamento e Educação LA10

Média de horas de treinamento por ano, por empregado, discriminadas por categoria funcional Aspecto: Comunidade SO1

Natureza, escopo e eficácia de quaisquer programas e práticas para avaliar e gerir os impactos das operações nas comunidades, incluindo a entrada, operação e saída

22

26


30

Direitos Humanos Aspecto: Práticas de Investimento e de Processos de Compra Percentual de empresas contratadas e fornecedores HR2 críticos que foram submetidos a avaliações referentes a direitos humanos, e medidas tomadas

Página

Indicadores de Desempenho Ambiental Aspecto: Materiais EN1 Materiais usados por peso ou volume

Página

Aspecto: Energia EN3 Consumo de energia direta discriminado por fonte de energia primária Aspecto: Água EN8 Total de retirada de água por fonte

Para mais informações sobre este Relatório entrar em contato com: Fábio Santana Corrêa e-mail: fabio@ajorpeme.com.br Telefone: 47 2101 4100 Endereço: Rua Urussanga, 292 – Bucarein Joinville – SC / CEP: 89202400

23

27 27

27


Créditos Coordenação: Fábio Santana Corrêa Consultoria para elaboração de conteúdo segundo parâmetros do GRI: Consultoria em Responsabilidade Corporativa – Sistema FIESC - SESI/SC Revisão: Juliana Batista Seiler Projeto Gráfico: Luckcomm.com.br A Ajorpeme agradece a todos os funcionários envolvidos no levantamento das informações contidas neste Relatório de Sustentabilidade.



Relatorio de sustentabilidade Ajorpeme