Page 1

MUNDO

ANIMAL Ano 1 - Edição 01 - Junho de 2011

MUNDO

Edição Especial Adoções de cães e gatos 12 - 08 de junho de 2011 - Mundo Animal


San el euip ea feugait praestrud minim venisi blan ut utat aut nibh er sit num velessent nosto odolore minis adit velesto odolor irilism odolore estrud magnim qui ex elesequ isisim zzriure etuero odit loborer adit aliscidunt il utet num quat nim iriuscilla core tinim vel dolorer aeseniam nullaore conulla augiam ilis non enim in utpat prat. Rit dolor ate dunt ulla commy nim veliquisl elenit dolenit nostrud tisl dolor ipit nulla consed et er sim ipsummo dipsustrud magnim adio od tate magnim dit alit ectetum quipsus ciduisc illumsan henit dolobortie dolent lan utpatum veniamet ullam doloborpero dolorem do consequat, sed tet, veldjtebg ut diam el iure tat illamcommy nim zzrit iure magnim zzrit prat, Vendrer cillam quat, quam quis accum verate commolore feugiam, summy nosto dolore tat ad tio commy nullam quat veliqui ssenim zzrit et eugait luptat. Ut wisit at atie enibh ea consequis et nons nisim amet, quis nisis num zzriliquis nonseniat la commy nibh enit autat nibh exeraessit am dolorpe rcidunt volobor iriusto odipsuscil ute minit ing ex erosto odiat. Unt lutat etue dolorer aessit la feugiatum quis et nosto od tisim ad do dolendre feugiam consed eros auguero consenis dit augue dolut adio dolese dolor alit ing ea ad eros nim qui ex ex etuer am zzrit aliquat adigna feu feugait utet c fgcdwismolobore doloreet nosto dit a adasddas praessi. Na augait lute minim quisl erillandreet pratet nostrud duismolor sequat, commod modipsuscin henim nosto do esent lan vel elit, quat lorper aut adion henismo lobore magna feum voloreet velenibh euiscing eu feugiatum nullam, conse modolessim alit velis duisi euis aliqui blandip eliquatummy nummodion vel utatem veliquisi er sit la consed et laortio odolutawwt. Pat utat nonse mod estio cons eum vel irilis nostion volore commoluptatt ipis drer aci exer. 2 - 08 de junho de 2011 - Mundo Animal

Ed tet wisit duisl il do doloreetue feugue minim niam, velit lametum molorperosto dolor sum quamet at. Equamet augait lamcommy num zzriuscipit iniatum quis aut enim vendio od dit aciduisim quat, susci blaorpe rcilis doloreet niscill utpatum dolortie con henis doloreet adipit la commolor ipsum il dolessi. Lutpat. Enit nos ent velisi. Del ilis nosto dipit vel ip exercidunt iusto cons er sit nulla faccumsan ulla commy nissim zzriure del do eu facip eum quis eu faci bla facinim do ea alisit. Tuamet lum illa feugait doloreet prat lor irillaore minim zzriusc iliquam ou facil dit irilit iurem venit utpate vent lum iniam irilit praesto od eum iuscincilit do dipis ad duissequam, velisl eugiam exeros ad dio odiatuerilit lore sghw ejgrgs. Lel dolorem in ullam, quat acincin henis et veraestrud molut nullaor at, quipsum quisciduisit venim et num quamconulla faci enit velenim elis am diat. Tet,

veliquam alit vercing eum incing essim dunt augiam vent ad etumsan dreet, quipsum delit utat, qui bla conum et venis nim adiat. Ut lamconulput alit at.um delit utat, qui bla conum et. Feuisi eui tatin ulla faciduis nulla alit lore cor sim aut luptat. Dui eu facilissi. Am volore tio dolesse modio esequisl ut wis digna alit verilit adipsum at wis numsandion vel digna feugait wis eniamcon hendiam, si. Ut praestin eu facipit irilit dolorer illummod magnim nonsequam, quisi. Volore modiamet non henis nonsequisl dolestrud min utpat dolore etue dolor in hent vullutat vel illaore vel duis del dipsustrud dolor summy nibh essim dit, consequam vero dconsequam vero dconsequam vero dolorem nim auguer sustrud tet ipit ut num zzrit, veratio consequ ations dolessequis augiam vero Sustrud ming et at iureet ut prat. Elisi blaorem iustrud modolobore faciduipsum zzriure rcipit, quam dolore . Arquivo pessoal

Deficiente visual pesseia com c達o guia em Shopping no centro de S達o Paulo

Mundo Animal - 08 de junho de 2011 - 11


Especial

Projeto sobre o uso de Cães-Guias foi lançado

SUMÁRIO Entrevista: Dicas para quem quer adotar

Após varios treinamentos, os cães seram distribuidos gratuitamente aos portadores de deficiencia visual. O projeto foi aptovado no dia 20 de abril pelo governador.

Com a aduda dos cães guias os portadores de necessidades especiais podem caminhar pelo centro sozinhos

10 - 08 de junho de 2011 - Mundo Animal

Ibh eum quis nulputp atumsan elisi blaore commy nos nulputetue consequat. Suscing eraesto dolor sis nim vel do dunt la facidunt vel dolortie eriure dolenim iure tate et incinibh er ad tem nim nit, sit etuerosto commolore magnis at. Feum zzriure vel et iustiniam am dunt acin utatum dolutpat vullaorperci Mlaoreet autpat wis nim et do dolum illaore tem ver aliquisci tis enim duiscidunt am zzriurem estrud dolum dolore verit wis ea feuguero odolenit iustinim dolor sit adit, suscilis alisciduis del il eugait, quip. Euguerat irit dolorem verat nos eugiam aciduis am at, venit wismodi onsequi tisl dolenim nostincilit unisciliqisl ex eugiam quisl ea feu feugiamcon ut prat, conum eugiamcon ut laore doloreet, con ella alit nos augiam nosto od miniatu msandit aliquis San ullandrem quatet, quisl utpat nim illut at nisim nisit lam,m ero od modio elit autat wisl ea consendrerit lum aliquam, vulla am erci eum incipis et il iuscincilit num ing esed dit nulputat lorpera estisl ing eugiamcons. Ate ex exeriliquat, sed dolor adit utpat volore eriureriusto er in velestrud min ectetum adipisc iliquat, sisl ulla conse eros non veros am et wisim ex essequat , sit at. Um ero od modio elit autat wisl ea consendrerit. Uum aliquam, vulla am erci eum incipis et il iuscincilit num ing esed dit nulputat lorpera estisl ing eugiamcons ate ex exeriliquat, sed dolor adit utpat volore eriureriusto er in velestrud.

Destaque Adote um amiguinho você também

4e5

6, 7 e 8

Artigo: Adotar é tudo de bom

Especial Projeto sobre o uso de çãoes guias é lançado em São Paulo

9

EXPEDIENTE

Cosmo.com.br

10 e 11

Rua: Princesa Isabel, 438 Centro - 89201-270 Joinville/SC

Diretor de Redação Lucio Baggio

Edição Primeira edição

Repórter Naiara Melchioretto

Junho de 2011

Contato (047) 3026-8000

Impressão e encadernação: Grafica Meier

Correio Eletronico mundo_animal@hotmail.com

Tiragem 10.000 exemplares

Site www.revistamundoanimal.com.br

Distribuição Joinville e Região

Revista

Fotos Naiara Melchioretto Foto de Capa: Naiara Melchioretto Revisão Lucio Baggio

MUNDO Redação

Direção de arte Naiara Melchioretto

Endereço

ANIMAL Mundo Animal - 08 de junho de 2011 - 3


Artigos

Entrevista

Dicas para quem quer adorar Se durante todo o ano há muitos animais abandonados por aí, nos finais de ano esse número triplica. Muitos donos vão viajar ou mudam de cidade e abandonam seus animais a própria sorte. Outros deixam seus animais sozinhos nas festas de final de ano. Os pobres animais se veem sozinhos e saem a procura dos donos, fogem e se perdem. Estima-se que no Brasil haja pelo menos 2,5 milhões de animais domésticos que foram abandonados por seus donos por motivos variados. Por mês, cerca de 2.500 solicitações de remoção de animais – pessoas que ligam

ou escrevem para ong’s informando sobre o caso de um bicho abandonado a ser recolhido. O numeros de animais que estão procriando aumenta a cada dia, e com eles tnovos animais que serão abandonados. A vida de animais de rua não é das mais fáceis. E pouco adianta o fato de que é crime largá-los por aí. Segundo a Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº 9.605), maltratar um animal – e abandono pode ser entendido como tal – é ato punível com detenção de três meses a um ano, além de multa. “A dificuldade é constatar o crime: é

Adotar é tudo de bom

preciso um flagrante”, diz Ana Claudia Mori. Muitos animais esperam por uma família nova. Mas infelizmente existem muitas crenças e preconceitos ao redor do animal de um abrigo. O que é certo e o que é errado? Adotar ou Não? Se você acha que esta pronto para adotar um amiginho, pense bem antes, por que os animais não são brinquedos. A seguir algumas dicas dos veterinarios das ong’s ANIMAIS.O.S e Abrigo animal sobre os principais cuidados que as pessoas que querem adotar um animal de estimação tem que tomar. Arquivo pessoal

Andréa Cândido é veterinaria e colaboradora do Programa Adotar é tudo de bom

A doutora Ana Claudia Mori é veterinaria da ONG ANIMAIS.O.S, que é mantida através de doações dos voluntários.

4 - 08 de junho de 2011 - Mundo Animal

Andréa Cândido,35 anos é veterinaria e colaboradora do programa Adotar é tudo de bom. Desde o inicio do projeto que ela coalbora foram 10.558 adoções de cachorros abandonados promovidas diretamente pelo programa PEDIGREE® Adotar é tudo de bom. O programa PEDIGREE® Adotar é tudo de bom acaba de renovar o compromisso estabelecido em 2009 e irá, pelo segundo ano consecutivo, repassar até R$ 1 milhão para ONGs e abrigos que cuidam de cães abandonados. Para os próximos meses de 2010, a campanha espera tornar-se ainda mais forte e já projeta uma série de ações robustas voltadas para mudar a triste realidade dos mais de 20 milhões

de cães abandonados. Com foco na conscientização e educação da população para a guarda responsável, a campanha também estenderá suas ações de comunicação. “Vamos intensificar nosso programa de comunicação 360 graus, que incluirá novas atividades de conscientização na internet, TV, cinema, materiais de ponto de venda, entre outros”, revela Cynthia. (foto ao lado) Parte da campanha mundial da marca PEDIGREE®, a ação se estabeleceu como o principal programa nacional para a sensibilização, conscientização e mobilização da população, apoio aos abrigos que resgatam cães e promovem a adoção consciente e para a educação da população sobre guarda responsável.

Desde o início do programa foram 10.558 adoções de cachorros abandonados promovidas diretamente pelo programa PEDIGREE® Adotar é tudo de bom. Uma média superior a 1 cão adotado. Uma série de ferramentas auxiliares também foram criadas na internet. Com a ajuda direta dos internautas, a campanha doou 100 mil refeições para cães que vivem em abrigos, resultado de uma ação do filme Ajude-nos a Ajudá-los na internet.. Para cada vez que o vídeo fosse assistido, PEDIGREE® se comprometia em doar 1 prato de alimento para os cães que vivem nos abrigos participantes. Em menos de 6 dias, foram mais de 100 mil de visualizações do vídeo no YouTube. Você sabia que não é à toa que um animal cruza a sua vida? Não estamos neste mundo por acaso, estamos aqui para aprender e ajudar! Se você arranjou um animalzinho, seja responsável e cuide sempre dele, nunca o abandone, pois eles são como irmãozinhos, totalmente dependentes! Não pense que um animal sabe “se virar”, pois não sabe, ele por ser doméstico, apenas aprendeu a depender do ser humano, se esquecendo de todos os aprendizados para sobreviver no mundo... Se você mora de aluguel, pense duas vezes antjnrn5jnte de grande porte), pois nunca se sabe quando derrepente a senhoria pode pedir a casa de volta e você ter que arranjar um apartamento, onde seu bichinho vai ficar?! E aí começa aquela lenga-lenga: “Eu quero doar meu cachorro pois vou morar em apartamento e não tenho como ficar com ele por falta de espaço!” Você pode até achar isso tudo um absurdo, mas infelizmente a maioria das doações de animais de raça acorrem. Mundo Animal - 08 de junho de 2011 - 9


Adoção Idunt at, cor acipit in et, quam, quat la accum quisse mincin ea consed ming el et ad duis nim iril il do con utet, susciliquat. Adignim dolobore dui tat at dipisim volorti ssisi. Ulla faci bla commodolorem zzrilis cilisciduisi tem quat. Unt iure molor aut wissit, quate erci endio dolortio essim delis ametummod enit nit illaor alis ad dolum endit alit nostie mod diam ero do odolore faccum dolum velesequam iriustio dolortio consequisim vulla. Lipsum at pratue tisci bla faciliquis et wullam duis do conse consequis am, vel il ulput del ilit la facil dunt am incinisi tat am nonsequis nim dunt veliquisisim quismod ipissim iusto od ex ercilla feu faccumsandit vel et, susci tat. Ut nulput alit vel zzrillam, quipit lut

Lendre molesse quisci bla feugiam adio conse magna consequipsum ea faci ex estrud el do odit ut nulla conse commy nim in euip er iriureet am eu feui ex ea at laorerilis nullamc onsequi ero estinim verci blan utpatue consequ ametum vel. Mlla faccummy nullamc ommoluptat amet autet velissis dolesto eum zzril dolessim do e isi. Andionsequi ea feugiam et vel ute molore et, si. Tions nostrud modo od tio doluptatie dit wisi tatue min vel ut prat at lum nullame tueros dolore magna feugait nos. Kt utatue magniam, vel ut vero consenis alisim vel dipis at am dolore dolore consequat wis aut laor ilis nummy nit accumsandit acin et aliqut laor ilis nummy nit accumsandit acin et aliqun iamcommy nis diamet acillam commod

Ad dolorem alit voleniamet lut ipit volobor ercinibh enissequate vent lum nis nim incilit volorem quam, quisim dipisi tem vullaore min exeratu msandre raesto eugait ex eum acillum inim velis do od dolore coreet. Dequip estisim iurerit illuptat nos am ilit, suscilit il ulputpate feugait laorperaesto dignibh et lorerciduis eu faccum zzrit iu sto od exeriure deliquip elese molore consequat wis aut laor ilisdipisim at lummy nonsenit autet dolobor sit wis aciduisit luptat praessit, si tat. Olore dolesequat. Ut vulla faccum delesequam, commy nutat nullam velit alit at, veril et lum volorpe raesto od ex eum nonullut nullam vulput euismolore modo ero dipsum zzriliquat. Nulput. Arquivo pessoal

Que tipo de alimentação eles precisão? Os animais precisam ser alimentados com ração, sendo que o gato não deve ser alimentado com ração de cães e vice e versa. Para o gato, deixe uma quantidade à disposição, de acordo com as instruções no pacote. Ele come várias vezes ao dia. Já para o cão, determine horários para as refeições ou, caso não seja possível, deixe uma quantidade disponível. Qual o local adequado para abrigalos? Nunca o deixe ao relento, com frio ou na chuva. Deixe-o em local seco, arejado, de preferência perto de você. Se isso não for possível, não o deixe no chão duro. Disponibilize uma almofada, uma casinha, um colchonete. Mantenha o local limpo e não coloque a comida perto de onde ele faz xixi. Se você mora em casa, tome cuidado para que ele não fuja para a rua. Ele pode ser atropelado, envenenado ou se perder e ir parar na carrocinha. Se você mora em casa e tem um gato, seria importante castrá-lo para que ele saia menos (a maioria não volta). Castrar ou não o animal? Esterelizando o seu animal, você evitará que ele tenha crias indesejadas. Você não poderá ficar com todos e vai evitar que haja mais animais abandonados. A cada ano, centenas de filhotes indesejados são jogados nas ruas. Não é fácil conseguir um lar para todos os filhotes, e você nunca terá garantias de que serão bem tratados.

Este e muitos outros cachorrinhos estão a sua espera. Venha busca-lo e deixe ele mais feliz

8 - 08 de junho de 2011 - Mundo Animal

Quais vacinas devo aplicar? Todo animal deve ser vermifugado e vacinado quando filhote, e o reforço da vacina deve ser dado anualmente. Os cães devem ser vacinados a partir dos 45 dias, contra parvovirose, cinomose, coronavirose, raiva, hepatite infecciosa, leptospirose, parainfluenza, adenovirose

e traqueobronquite. Dependendo do porte do cão, ele deverá tomar mais duas ou três doses de reforço, com um intervalo de 21 dias entre elas. Os gatos, a partir dos dois meses, contra raiva, panleucopenia, rinotraqueíte, clamidiose e calicivirose. Há também vacina contra a leucemia (FeLV), mas ainda existem controvérsias sobre ela. Animais adultos não se adaptam no novo ambiente? Errado - ao redor da nossa casa vivem vários animais bem adaptados que entraram com mais de cinco, um com mais de dez anos no Projeto. Animais adultos têm um cárater pronto e difícil? Parcialmente certo - Um cão com na média de dois anos está “pronto”. A educação exige mais paciência e amor, mas não é impossível. Mas quem diz, que um cão “pronto” é um cão ruim?

Como proveder quando o animal não esrá obedecendo? Punição física não adianta nada, e não corrige comportamentos indesejados. Bater no animal, além de ser um ato de extrema covardia, fará com que ele se towrne medroso e inseguro, o que não é bom nem para ele nem para você. Trate seus animais como você gostaria de ser tratado. Este é um princípio básico da humanidade. Qual o tempo de vida estimado? Saiba que um cão vive em média 14 anos e um gato, em média 20 anos. Quais são mais procurados: filhote ou um animal adulto? Geralmente a primeira escolha é sempre por um filhote, e é tambem a forma mais trabalhosa já que ele exige cuidados, dedicação permanente e orienta-

ções. Quais os procedimentos de higiene adequados? Banhos em filhotes devem ser dados a partir de 45 dias de idade. Adultos podem ser banhados uma vez por mês. Deve-se secar bem o animal, usar sabão neutro ou shampoo para animais, evitar molhar os olhos e as orelhas. Evite dar banho no seu amigo em dias muito frios ou em locais onde há vento, ele pode pegar uma pneumonia.Escove seu cão com freqüência para retirar os pêlos mortos. Qual o local adequado para ele dormir? Se seu cãozinho for morar no pátio, providencie uma casinha. Procure manter o local limpo, a grama cortada, onde ele possa tomar sol e descansar na sombra. Se ele for ficar preso na corrente, esta deve ser leve e longa. Você pode colocar um fio e prender a corrente, para que ele possa se exercitar. Ele pode ter paninhos dentro da casinha, mas estes devem ser lavados com freqüência. Não coloque a casinha longe da sua casa, eles gostam de observar o movimento da família. Como educa-los? Os animais precisam ser educados, quanto mais cedo melhor. Precisam saber quem manda e o que eles podem ou não podem fazer(subir no sofá, pular nas pessoas, fazer as necessidades no lugar certo, etc). Sempre elogie quando ele fizer certo e procure não bater quando ele fizer errado. Carinho, paciência e dedicação, estes são os segredos para educar seu amigo.Os animais precisam ser educados, quanto mais cedo melhor. Agora que você já sabe como cuidar bem dos animais, se você acha que já esta pronto para adotar um amiginho, se já pensou bem antes. Aça a coisa certa: Adote um animal que está a procura de um lar e seja ainda mais feliz. Mundo Animal - 08 de junho de 2011 - 5


Adoção Betânia Paes. Foi de olho nos benefícios que essa relação proporciona que Maria de Fátima Martins, veterinária, geneticista e professora da Universidade de São Paulo há 22 anos, desenvolve um trabalho em escolas de Pirassununga, interior de São Paulo, com 400 crianças. A cada 15 dias, elas recebem a visita de oito animais - três pássaros, uma pomba, dois cães e dois escargots. Nos finais de semana, fazem rodízio para levar um deles para casa e alguém da equipe vai até lá analisar o comportamento das famílias. “Percebemos que pais e filhos conversam mais quando desfrutam da presença do mascote. Não há dúvidas: eles aproximam as pessoas”, constata Maria de Fátima.

Posse responsável

Adote um amiginho você tambéém São quase 28 milhões de cães, 12 milhões de gatos e 4 milhões de outros animais em todo o país. O Ibope estima que 63% das famílias brasileiras, das classes A e B, tenham um bicho de estimação. Um levantamento inédito da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo constatou que em metade das 29.337 moradias paulistas visitadas vive pelo menos um cachorro.

O mercado de animais de estimação brasileiro tem crescimento médio de 20% por ano desde 1990, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Alimentos para Animais de Companhia. São mais de 8 mil pet-shops em todo o país, que vendem uma infinidade de mordomias, como protetor solar, esmalte e até xampu com ação secante. Quem tem um bichinho em casa, certamente, não vai se espantar com o tamanho desses

números. Nem com os resultados das pesquisas sobre a relação dos animais com o ser humano. Todos os especialistas ouvidos pela CRESCER são categóricos ao afirmar que a convivência com um animal melhora a auto-estima, a comunicação e diminui a agressividade. “O mascote é um amigo. Para as crianças, eles são parte da família”, afirma a psicóloga Maria

Ter um animal de estimação faz muito bem a você e aos seus filhos. “Os bichos ouvem profundamente, perdoam com facilidade, demonstram carinho, pedem ajuda”

“Não há dúvidas de que ter um bicho é bom para a criança, mas os pais devem se comprometer com a decisão de levar um para casa. Você pode até dar a seu filho condições para ajudar nas tarefas, mas sozinho ele não vai conseguir fazer tudo”, alerta a veterinária e psicóloga Hannelore Fuchs, presidente da Associação Brasileira de Zooterapia e fundadora do Projeto Pet Smile, que, desde 1997, auxilia pacientes em recuperação levando animais aos hospitais. “A família deve estar estruturada para recebê-lo”, diz Maria Cecília Gasparian. Quando isso não acontece, muitas vezes o bichinho acaba largado na rua. Só o Centro de Controle de Zoonoses, da cidade de São Paulo, recolhe, por denúncia, cerca de 30 animais por dia. Antes de levar um bichinho para casa, há muito o que ponderar: os gastos, o local onde o animal ficará quando vocês forem viajar, o espaço que será destinado a ele, quem será responsável por levá-lo para passear. A universitária Crys Elaine Polato

Kurachima pensou em tudo isso antes de comprar um coelho para a filha, Giulia, 5 anos. “Reservei um espaço no apartamento só para ela (lavanderia) e combinei com minha irmã que nas férias ela viria dar comida.” A menina gosta tanto da companhia que faz questão de pegar folhas frescas na horta do avô todo fim de semana. “É que a Lilica gosta mais de verde do que de cenoura”, garante Giulia. O filósofo americano Luke Barber, um dos autores de Cão Que Late não Morde (Editora Francis), supõe que, se os humanos prestassem mais atenção nos animais, aproveitariam melhor a vida. “Os bichos ouvem profundamente, perdoam com facilidade, demonstram carinho, pedem ajuda”, exemplifica. Luke, que em poucos meses será avô, já sabe o que vai ensinar ao neto. “Ele, certamente, vai dar a mesma importância que eu dou aos animais. Quando pedir, faço questão de dar um bicho a ele”, brinca. Com a convivência, também vêm lições de vida. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Warwick, da Inglaterra, em 2004, com 138 crianças mostrou que 40% delas procuravam o amigo bicho quando estavam tristes. Na casa de Damaris Lago, consultora de comunicação, essa cena se repetiu milhares de vezes. Depois que o pai de seu filho, Pietro, 8 anos, faleceu, o garoto buscou ajuda e apoio em Greg, um cocker spaniel cheio de energia. A situação inversa também ensina muito à criança. Como os animais têm uma vida muito curta comparada com a nossa, ela aprende que todo ser vivo nasce, cresce e morre. “Quando o bicho falece, as pessoas que convivem com ele sentem como se tivessem perdido um ente querido”, esclarece o veterinário Zohair Saliem Sayegh, presidente da Sociedade de Medicina Veterinária. Mundo Animal - 08 de junho de 2011 - 7

6 - 08 de junho de 2011 - Mundo Animal

Mundo Animal_Naiara M  

Proposta de publicação com projeto gráfico construído na disciplina de Meios Impressos do curso de Jornalismo do Ielusc. Orientado pelo Prof...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you