Issuu on Google+

SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO


Anatomia 

Genitália externa: pênis e bolsa escrotal; escrotal

Órgãos reprodutores internos: testículos, epidídimos, epidídimos ductos (deferente, ejaculador e uretra) e as glândulas acessórias (vesículas seminais, próstata e glândulas bulbouretrais).


Pênis  

Órgão copulador masculino; Corpos cavernosos e corpo esponjoso  enchem de sangue  ereção; ereção


Pênis 

Glande: Glande rica em terminações nervosas e sensível à estimulação sexual.

Fimose: quando a glande não consegue exposta devido ao estreitamento do prepúcio. Circuncisão: procedimento cirúrgico para a correção da fimose.

ser


Bolsa escrotal 

bolsa de pele situada abaixo do pênis, que os testículos

aloja


Testículo 

Orgão formador de espermatozóides; espermatozóides

Constituído de:  Túbulos seminíferos: seminíferos células germinativas  produção de espermatozóides; espermatozóides  Células intersticiais ou células de Leydig: Leydig sintetizam testosterona. testosterona


TestĂ­culo


TestĂ­culo


Testículo para que a formação normal de espermatozóides ocorra é preciso que a temperatura dos testículos seja cerca de 2 a 3ºC inferior à temperatura corporal. corporal


Testículo 

Homens que apresentam os testículos embutidos na cavidade abdominal, anomalia denominada criptorquidia, não formam espermatozóides, sofrendo esterilidade temporária.


TestĂ­culo


Hormônios masculinos H IP O T Á L A M O F a t o r e s lib e r a d o r e s d e g o n a d o t ro fin a s PUBERDADE

A D E N O H IP Ó F IS E L ib e r a ç ã o d e g o n a d o tro fin a s FSH

LH

E s tim u la a e s p e rm a to g ê n e s e

E s ti m u la a p r o d u ç ã o d e te s to s te r o n a


Epidídimo 

Enovelado de túbulos localizado sobre o testículo;

Nele ocorre o término da maturação dos espermatozóides que ficam armazenados até a sua eliminação durante o ato sexual.


EpidĂ­dimo


Canais deferentes 

Dois tubos musculosos que partem dos epidídimos e sobem para o abdome, contornando a bexiga urinária.


Ducto ejaculador ď Ź

FusĂŁo dos canais deferentes sob a bexiga: forma o duto ejaculador que desemboca na uretra.


Uretra ď Ź

Duto comum aos sistemas reprodutor e urinĂĄrio do homem.


Vesículas Seminais 

Fluido seminal: rico em frutose que nutre os espermatozóides; espermatozóides Compõe 60% do sêmen. sêmen


Próstata 

Secreção leitosa e alcalina  motilidade dos espermatozóides e neutralização das secreções vaginais; Compõe o sêmen. sêmen


Pr贸stata


Pr贸stata


Glândulas Bulbouretrais 

Acredita-se que contribua para a limpeza do canal uretral antes da passagem dos espermatozóides.


MĂŠtodos contraceptivos ď Ź

Vasectomia


MĂŠtodos contraceptivos


MĂŠtodos contraceptivos ď Ź

Preservativo masculino


MĂŠtodos contraceptivos ď Ź

Preservativo masculino


Fim


SISTEMA REPRODUTOR FEMININO


Anatomia 

Genitália externa: vulva: 2 grandes lábios e 2 pequenos lábios clitóris: rico em terminações nervosas e órgão receptor de estímulos.

Órgãos reprodutores femininos internos: vagina, útero, tubas uterinas e ovários


Vulva e clit贸ris


Vagina 

Órgão de cópula feminino;

entrada de espermatozóides e saída do bebê (parto normal)


Útero  

Órgão muscular e oco; Processa todo o desenvolvimento embrionário; Revestido internamente pelo endométrio.


Útero Tubas uterinas

Ovário Ligamento dos ovários

Ovário Endométrio

Útero Colo do útero Vagina


Tubas uterinas  

Local de liberação do gameta feminino; Na maioria dos casos é onde ocorre a fecundação; Conduz o embrião em desenvolvimento para o útero.


Tubas uterinas


Ovários  

Responsáveis pela ovulogênese Síntese de estrogênio e progesterona


MĂŠtodos contraceptivos Laqueadura


MĂŠtodos contraceptivos ď Ź

Camisinha


Métodos contraceptivos 

DIU


MĂŠtodos contraceptivos ď Ź

Diafragma


MĂŠtodos contraceptivos ď Ź

Espermicida


Métodos contraceptivos 

Pílula - adesivo - injeção - anel - de emergência


MĂŠtodos contraceptivos ď Ź

Tabelinha


MĂŠtodos contraceptivos ď Ź

Coito interrompido


MĂŠtodos contraceptivos ď Ź

Muco ou Billings


Hormônios femininos H IP O T Á L A M O F a to r e s lib e r a d o r e s d e g o n a d o t ro f in a s PUBERDADE

A D E N O H IP Ó F IS E L ib e r a ç ã o d e g o n a d o tro fin a s FSH

LH

E s ti m u la o d e s e n v o lv im e n to d o s f o lí c u l o s o v a r i a n o s

E s ti m u la a o v u la ç ã o


CICLO MENSTRUAL


VARIAÇÕES HORMONAIS NO CICLO OVARIANO

Hipófise

ovário

ovulação Fase menstrual


VARIAÇÕES HORMONAIS NO CICLO OVARIANO

Hipófise

ovário

ovulação Fase menstrual

Fase folicular


VARIAÇÕES HORMONAIS NO CICLO OVARIANO Hipófi se

ovário

ovulação Fase menstrual

Fase folicular


VARIAÇÕES HORMONAIS NO CICLO OVARIANO Hipófi se

ovário

Ovulação

Fase menstrual

Fase folicular


VARIAÇÕES HORMONAIS NO CICLO OVARIANO Hipófi se

ovário

Ovulação

Fase menstrual

Fase luteínica


VARIAÇÕES HORMONAIS NO CICLO OVARIANO Hipófi se

ovário

Tº basal do corpo ovulação Fase menstrual

Fase luteínica


VARIAÇÕES HORMONAIS NO CICLO OVARIANO Hipófi se

ovário

Tº basal do corpo ovulação Fase menstrual

Fase luteínica


Homologia da genitรกlia externa


Fim


Sistema Reprodutor