Issuu on Google+

Luciene e Glรกuber

1


EsPCEx: Onde

E

m 2008, ele, gaúcho de Santa Maria, RS, foi para Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, SP, para iniciar o processo de formação na carreira militar. 2

Após a longa adaptação, ele se interessou pela atividade extra curricular que fazia parte das agremiações da EsPCEx: o Centro de Tradições! Foi lá que o casal Luciene e Gláuber se conheceu! Luciene e Gláuber


Tudo Começou...

Saindo de casa para ir à EsPCEx (à esq.) e recebendo a boina durante a entrada pelos portões da EsPCEx.

Luciene e Gláuber durante ensaio do CT.

Luciene e Gláuber

3


Começaram dançando nos ensaios de sábado e foi assim, dançando juntos, que nasceu uma bonita e forte amizade! Mas, acreditem, era só amizade mesmo!

Os amigos sempre disseram que formavam um par muito bonito, que dançavam bem, que sorriam um pro outro, que eram felizes dançando juntos.

Dançando músicas do Sul (à esq.) e do Norte (à dir.) do Brasil

Eles não percebiam, mas a amizade já passava a ser algo mais... Ao longo daquele ano, várias “desculpas” para ficarem próximos: ele interessado em aprender com ela algo de jornalismo, para usar em um trabalho de português; Ela sempre atenciosa e prestativa 4

para ajudá-lo; Saídas ao shopping; Comemoração do aniversário dele; Baile gaúcho (da terra dele); Teatro Mágico (show de uma banda que ela gostava muito); Swingers (boate da cidade dela)... Sempre juntos... Isso não era muito comum para simples amigos! Luciene e Gláuber


Luciene e Glรกuber

5


6

Luciene e Glรกuber


Termina o ano de 2008! Foi quando nosso casal, até então apenas amigos, percebeu que ficariam distantes! Churrasco de despedida do grupo do CT daquele ano, amigo secreto e, enfim, a formatura dele! Bem, eles estavam enfrentando pela primeira vez a famosa distância, sempre presente na relação dos dois! Afinal, seriam quatro anos de namoro, só aguardando o próximo feriado ou algum fim de semana que não tivesse qualquer tipo de impedimento para que eles pudessem se ver! Mas, como sempre, davam um jeitinho de ficarem juntos, mesmo que virtualmente! E-mails, MSN, Orkut, mensagens no celular... Assim se passaram as férias! Foi então que 2009 (ou como ele gostava de chamar: dois mil “inove”) chegou!

Foto tirada após a saída pelos portões da EsPCEx. Luciene e Gláuber

7


Entrada pelos portões da AMAN.

Então, ele foi completar sua formação na Academia Militar da Agulhas Negras, em Resende, RJ! Mais uma adaptação e finalmente nosso casal de amigos (ainda) se encontra de novo: ela (convidada por ele) foi assistir a celebração da passagem pelos portões! 8

A distância continuava, e a amizade também: ela em Campinas, SP, ele em Resende, RJ, mas os e-mails, as conversas e as mensagens não paravam! Até idas dele a Campinas com o pretexto de pegar o avião para Santa Maria, RS, nos feriados. Luciene e Gláuber


Até que veio a declaração! “Vamos tentar?” foi o pedido dele pra ela! E foi assim, num show de forró, dançando juntos “no balanço da morena” que se iniciou o namoro, selado pelo primeiro beijo! Desde então Luciene e Gláuber são inseparáveis! Os anos se passaram: ele recebeu o Espadim, símbolo do Cadete da AMAN; ela se formou em Jornalismo; em agosto de 2011 firmaram noivado! Primeira foto do casal após o imício do namoro.

Luciene e Gláuber

9


É por conta do amor, da amizade nho, do companheirismo e do resp de janeiro de 2013, Luciene matrimônio p

10

Luciene e Gláuber


e intensa, da admiração, do cari­ peito entre os dois que, no dia 12 e e Gláuber se unirão pelo para sempre! Luciene e Gláuber

11


Ela por Ele...

12

Luciene e Glรกuber


Luciene e Glรกuber

13


14

Luciene e Glรกuber


Ele por Ela...

Luciene e Glรกuber

15


16

Luciene e Glรกuber


Luciene & Gláuber