Page 1

Distribuições GNU/Linux

1


Ajustes pós-instalação (CAPÍTULO 11) 11.1 Ajustes das fontes APT Para instalação do S.O. Debian é necessário o ajuste do arquivo /etc/apt/sources.list para comentar algumas linhas de forma a não solicitar que seja instalado o CD de instalação para atualizações de pacotes. 11.2 Pacotes essenciais São pacotes essenciais para o correto funcionamento do sistema: mc: contém os programas Midnight Commander e o mcedit (editor de texto) less: um filtro que permite a leitura de arquivos longos diretamente na tela. rcconf: permitirá escolher quais serviços irão ao ar juntamente com o GNU/Linux ntpdate: ajuste a data e a hora do sistema no momento da inicialização do mesmo. Para instalar esses programas, execute o comando: # apt-get install mc less rcconf ntpdate 2


Ajustes pós-instalação 11.3 Definição de aliases É um recurso de atalho para redefinir um comando ou criar um nome que sirva de atalho para tal comando e alguns argumentos Apenas como exemplo: o comando # ls –color+auto poderia ser substituído por ls, se utilizado o seguinte alias: # alias ls=“ls –color=auto” Alguns aliases devem ser defenidos pela edição do arquivo /etc/profile inserindo as seguintes linhas no final desse arquivo: alias ls=‘ls –color=auto’ alias df=‘df –h’ alias cp=‘cp –i’ alias mv=‘mv –i’ alias rm=‘rm –i’ Para editar o arquivo /etc/profile basta utilizar o comando # mcedit /etc/profile. 3


Ajustes pós-instalação As alterações realizadas referem-se ao seguinte: ls: mostra o conteúdo de um diretório. Com a opção –color=auto ele colore o conteúdo desse diretório, deixando os subdiretórios em azul, os programas executáveis em verde, os links (atalhos) em ciano e os arquivos comuns em branco. df: mostra a ocupa`’cão dos discos (HD,pendrive, disquetes, CDE-Rom, etc). Com a chave –h ele mostrará os valores em notações humanas, convertendo em KB e MB cp: copia um arquivo ou diretório. Com a opção –i irá pedir confirmação para sobrescrever um arquivo existente no destino e que tenha o mesmo nome. mv: move ou renomeia um arquivo ou diretório. Com a opção –i, irá pedir confirmação para sobrescrever um arquivo existente no destino e que tenha o mesmo nome. rm: remove um arquivo ou diretório. Com a opção –i, irá pedir confirmação antes de remover. Obs.: todos os aliases têm por objetivo facilitar a administração e aumentar a segurança. 11.4 Estabelecimento de um MTA É o estabelecimento de um servidor responsável por enviar e-mail de usuários ou de outras máquinas. Para instalar um Mail Transfer Agent (MTA) utiliza-se o Sendmail, com o comando: # apt-get install sendmail Esta configuração somente ocorre para e-mails internos em rede. Para receber e-mails externos ä máquina deve ocorrer uma configuração prévia.

4


Ajustes pós-instalação 11.5 Atualização do sistema É normal ocorrer atualizações periódicas em alguns pacotes do sistema. Isso visa sanar bugs e falhas de segurança. Após a instalação, faz-se uma atualização do sistema com os comandos: # apt-get update # apt-get upgrade 11.6 Serviços de inicialização do sistema Existe serviços que podem ser configurados na inicialização do sistema através do comando: # rcconf Deve-se selecionar apenas o necessário para evitar usar recursos computacionais. - acpid faz notificações a programas quando há eventos do tipo ACPI (Advanced Configuration and Power Interface) - cron similar ao atd. - klogd é o kernel log daemon, é o responsável por escrever em logs as mensagens geradas pelo kernel. - makedev cria dinamicamente links para dispositivos de hardware dentro do diretório /dev. - openbsd-inetd é um servidor para controlar servidores. - syslogd responsável por gerar alguns logs referentes a todo o sistema. - Bootclean realiza a limpeza de alguns diretórios do sistema (como o /tmp) durante a inicialização.

5


Ajustes pós-instalação 11.7 Ajuste da resolução local de nomes É importante que o conteúdo do arquivo /etc/hosts esteja coerente com a sua rede. Este arquivo é responsável pela resolução local de nomes. Esistem duas possibilidades para a configuração do /etc/hosts: máquinas que usam DHCP e máquinas com endereço IP fixo: 11.7.1 Máquinas sob regime DHCP O arquivo /etc/hosts das máquinas que estiverem usando o DHCP deverá ser configurado da seguinte forma: 127.0.0.1 localhost.localdomain localhost Exemplo: 127.0.0.1

nome_do_host

localhost.localdomain localhost

micro100

11.7.2 Máquinas com IP fixo O arquivo /etc/hosts das máquinas que estiverem usando o IP fixo deverá ser configurado da seguinte forma: 127.0.0.1

localhost.localdomain

Ip_do_host

nome_do_host.dominio

Exemplo:

127.0.0.1 localhost.localdomain 10.0.0.1

localhost nome_do_host

micro100.rede.com.br

localhost micro100

Caso o host possua mais de um endereço IP, outras linhas iguais à última do exemplo anterior deverão ser geradas. Exemplo: 127.0.0.1

localhost.localdomain

localhost

10.0.0.1

micro100.rede.com.br

micro100

192.168.1.1

micro100.rede.com.br

micro100

6


Ajustes pós-instalação 11.8 Criação do /etc/init.d/r.local A criação deste arquivo é característico para o Debian. 11.9 Editor padrão Para que o editro de textos padrão no shell seja o cedit, deveremos adicionar a seguinte linha no fim do arquivo /etc/profile. Export EDITOR=mcedit Esse comando irá criar uma variável de ambiente que estabelecerá o mcedit como editor padrão. 7


Bibliografia • Descobrindo o Linux – João Eriberto Mota Filho – Segunda Edição

8

Linux  

Apresentação do Linux

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you