Page 49

Outra notícia recente, publicada pelo Jornal Diário do Nordeste reforça ainda mais a situação de violência existente na região. A notícia destaca o fechamento temporário da Escola Municipal Maria Felício Lopes, devido a criminalidade e os constantes furtos ocorridos dentro da escola. “Com 1.235 alunos, o clima de insegurança é grande entre pais e funcionários.” (DIÁRIO DO NORDESTE, 2015). Portanto, as questões relativas aos problemas sociais vivenciados pelos residentes do Morro Santa Terezinha foram as principais motivações para a escolha do terreno neste local. Além disso, outras questões foram consideradas, como a proximidade com área turística da cidade (Beira Mar), os acessos ao terreno e possíveis conexões com outras partes da cidade, a localização privilegiada no alto do morro com grande potencial paisagístico a ser explorado, entre outras questões que serão demonstradas posteriormente.

Fig. 55 - Foto da Escola Municipal Maria Felício Lopes situada no Morro Santa Terezinha. Fonte: http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/cidade/ online/violencia-fecha-escola-no-vicente-pinzon-e-deixa-1-235-alunos-sem-aula-1.1453327;

Histórico de Ocupação do Morro Santa Terezinha O Morro Santa Terezinha está localizado no bairro Vicente Pinzón e se caracteriza como o ponto mais alto da cidade de Fortaleza. É uma região originalmente constituída por dunas e o seu processo de ocupação se inicia por volta da década de 1940 quando, de acordo com OLIVEIRA e CRUZ (2010), a região do bairro do mucuripe localizada próxima ao Morro Santa Terezinha é afetada pelos interesses do mercado imobiliário que termina excluindo os moradores de baixa renda deste processo. Essas pessoas, constituídas em sua maioria por pescadores e famílias de baixa renda, viram-se obrigadas a deixar suas casas e habitar os morros adjacentes. A partir de então, começou o processo de ocupação do Morro Santa Terezinha de forma irregular. Como é característico da maioria das ocupações irregulares em áreas de risco, as residências ali estabelecidas não possuíam as condições adequadas de saneamento e ainda sofriam constantes riscos de soterramento pelas dunas existentes. Já na década de 1980, segundo RAMOS (2003), um programa implantado pelo Governo do Estado do Ceará iniciou a retirada de favelas, onde os moradores foram realocados para conjuntos habitacionais, sendo o Conjunto Santa Terezinha constituído de 1022 residências. “Dez anos após a implantação do conjunto, a atividade turística em

47

TFG - Biblioteca Parque: Projetando uma centralidade na periferia.  

Trabalho Final de Graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Ceará.

TFG - Biblioteca Parque: Projetando uma centralidade na periferia.  

Trabalho Final de Graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Ceará.

Advertisement